sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Ellen White: ‘o diabo inventou a doutrina da imortalidade da alma’

A profetisa adventista, que como já disse, é mais que um Papa, visto que mesmo depois de morta é insubstituível. Ela deveria ser chamada de Nossa Senhora Adventista de Todos os Sonhos. Relata-se que quando entrava em seus transes visionários, ficava até duas horas sem respirar em visões! Entre as besteiras que escreveu, encontra-se o assunto que é tema da postagem. Veja:


“E a declaração da serpente a Eva, no Éden – ‘Certamente não morrereis’ – foi o primeiro sermão pregado acerca da imortalidade da alma. Todavia, essa declaração repousando apenas na autoridade de satanás, ecoa dos púlpitos da cristandade, e é recebida pela maior parte da humanidade tão facilmente como o foi pelos nossos primeiros pais [...] depois da queda, Satanás ordenou a seus anjos que fizessem um esforço especial a fim de inculcar a crença da imortalidade inerente do homem [...]” (Grande Conflito, p. 539,540).


Como já comentei tal assunto não é nevrálgico para se estabelecer se alguém é herético ou não – isto é, se ensina ou não a imortalidade da alma,  mas daí, dizer isso que White escreveu, é sair dos limites.

O que Ellen White escreveu é um absurdo imaculado, um absurdo perfeito. No texto não é dito nada de imortalidade da alma, mas nem de longe. Nem os textos posteriores dão qualquer margem para tal erro. E com certeza, qualquer adventista notaria isso, mas o adventismo deve seguir sua papisa. 

Além disso, existe uma incongruência nessa fantasia whiteana: Se a crença ensinada por Satanás ali era a da imortalidade da alma, eles só saberiam isso quando morressem, ou seja, mesmo assim precisariam desobedecer para ver se de fato era assim, sendo que a morte estava vinculada com a desobediência, não é mesmo?

Obviamente, ela nem sequer citaria nesse momento textos bíblicos que ensinam o tormento eterno, o que pressupõem a imortalidade da alma (Mt 10.28; Mc 9.43 Lc 16.19-31; Fl 1.23; Ap 6.9-11; 20.10 comp. Mt 25.41).


Olhando para o texto de Gêneses, de onde ela vomitou essa ignorância, percebemos claramente que o que o diabo disse foi que Deus não estava falando a verdade (Gn 3.4,5). Que eles não morreriam, de fato. E que Deus estava escondendo algo de bom deles, e mais, seriam como Deus e conheceriam o bem e o mal. Essa parece ser a leitura natural do texto. O que tiveram que amargar depois, ficou provado que quem mentiu foi o diabo e não Deus (Gn 3.19). 

118 comentários:

  1. A serpente disse: "Certamente não morrereis".

    E o que um imortalista diz a alguém quado ele pergunta se sua alma irá morrer caso ele peque e seja condenado?

    Será tal imortalistae diz: Não peque senão sua alma morrerá? Ou será que dizem: Não peque senão sua alma viverá eternamente (sofrendo castigo e tormento)?

    Ou seja, se por um lado "o que o diabo disse foi que Deus não estava falando a verdade". Por um outro lado é a mesma coisa que dizem os imortalistas da alma.

    Que de fato aquele que pecar não morrerá ( pois a alma seria imortal! ).

    Deste modo, no contexto da imortalidade da alma, niguém morre e nem ao menos passam por um período de inconsciência (não dormem no pó da terra).

    Então qual é a diferença? Ora, nenhuma!

    A pregação imortalista da alma é a mesmíssima pregação da serpente e ambos chamam a Deus de mentiroso. Porque assim a palavra do Senhor o disse de que, quem comesse do fruto, morreria, ou que a alma que pecasse esta morreria (constante em diversos versos da Bíblia).

    Portanto, Ellen White estava certa, Satanás foi quem primeiramente introduziu este conceito de imortalidade inerente ao homem. Como se a desobediência e o pecado não os pudessem levar à morte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só na cabeça de quem cegamente >>tem que defender<< Ellen White... o texto é claro, mas a Bíblia está sob o uso e abuso das seitas... infelizmente. Mas no último dia tal comportamento terá sua porção.

      Excluir
    2. Somente aos sectários predestinados a se perderem é que teriam a "sua porção", não seria isto amigo Luciano Sena?

      Ou será que um predestinado a ser salvo, poderia contrariar a soberania de Deus, fazendo-se perder entrando em uma seita?

      Ou será, ainda, que um predestinado a ser perdido, poderia contrariar esta mesma soberania de Deus, fazendo-se ser salvo entrando em uma igreja genuína?

      Excluir
    3. Aprofundando:

      Vejo o amigo argumentando e criticando, aqui, pastores e líderes de sua igreja. Mas isto tudo é inútil, pois, mesmo se o amigo estiver correto e com a razão, no final das contas aqueles que o amigo critica podem estar predestinados a serem salvos, onde irão para o paraíso. Em contrapartida, se o amigo estiver predestinado a ser perdido, será o amigo quem terá que enfrentar o castigo e o tormento eterno sem haver nada que possa livrá-lo deste terrível destino.

      (predestinação calvinista)

      Excluir
    4. Desesperado... mudando de assunto?

      Excluir
    5. É o mesmo assunto! Desesperados e loucos ficaram alguns que creram na doutrina da imortalidade da alma aliada ao tormento eterno e que viveram na incerteza se estariam salvos ou condenados.

      E tem tudo a ver com o assunto, pois, do que adiantaria o amigo escrever um artigo, como este por exemplo, a uma pessoa que já estaria predestinada a se salvar? Ou se perder?

      Este tipo de artigo mudaria a predestinação de uma pessoa? Claro que não!

      Ou seja, artigos como este não tem por objetivo mudar a situação de uma pessoa quanto à salvação ou perdição.

      Ou pelo menos não deveria ter, se crê-se de fato na predestinação calvinista.

      O amigo já se imaginou pregando tudo isto aqui, para no final das contas, descobrir de que seria mais um dos predestinados a se perderem, tendo então que passar a eternidade sendo queimado e sofrendo tormento?

      Excluir
    6. No primeiro comentário se faz uma confusão do conceito de "morte". Não é verdade que os 'imortalistas' (diga-se de passagem, são a regra e não a exceção) dizem que "a alma que pecar viverá eternamente". Morrer não significa deixar de existir. Em toda a Bíblia e na historia da teologia cristã a morte sempre foi associada à ideia de SEPARAÇÃO, e não de aniquilação. Na morte física, a alma se separa do corpo. Na SEGUNDA MORTE, que é a verdadeira morte, as almas são separadas pra sempre da comunhão de Deus no Geena ou lago de fogo (Ap 20.14).

      Em suma, o salário do pecado é a morte, de fato, e as almas do inferno experimentam a verdadeira morte que é a separação.

      Abraços, Paz de Cristo.

      Excluir
    7. Há um equívoco teológico neste raciocínio, pois assume-se que o pecado é que causa a separação entre o homem e Deus. A morte é algo mais sério mas a segunda morte é algo terrível.

      O dano da segunda morte é bem explicado em:

      "Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno." (Mateus 10:28)

      O próprio inferno será destruído, também, no lago de fogo segundo Apocalipse 20:14. No mesmo lugar onde serão jogados a Besta, Satanás e o Anti-Cristo.

      Ou seja, Deus aniquilará a morte, o inferno e toda alma que pecar.

      Esta é a sequência:

      1º - Destruição de todas as almas que pecaram no inferno (morte definitiva);
      2º - Destruição do próprio inferno e da morte;

      Dizer que a segunda morte seria apenas uma separação, seria dizer que Satanás viveria eternamente e que o pecado, a blasfêmia e o ódio contra Deus jamais seria extinguido do universo!

      No fim das contas, Deus não limparia o universo do pecado, mas apenas, o jogaria para debaixo do tapete.

      Qualquer que olhasse debaixo deste tapete veria satanás e os homens que prevaricaram contra Deus, blasfemando e amaldiçoando SEU Santo Nome eternamente.

      A serpente então, teria dito a verdade, pois Adão e Eva, realmente viveriam eternamente, mesmo após seus olhos terem sido abertos, e como deuses, teriam ainda compreendido o bem e o mal.

      A questão é: A serpente disse a verdade ou a mentira?

      Sendo que a serpente disse uma mentira, onde então está esta mentira?

      O fato de conhecerem do bem e do mal sabemos que é verdade, então o que sobra é a mentira de que no final das contas, Adão e Eva não morreriam!

      E muitos cristãos continuam a acreditar nesta mentira ainda hoje, mesmo tendo Deus advertido de que a alma que pecar, esta morreria.

      Deus não falou do HOMEM, em si, mas sim da alma, portanto não há dúvidas.

      A segunda morte é danosa para a alma, conforme (Apocalipse 2:11).

      O fogo, destrói o corpo e o tormento, destrói a alma.

      Sendo que a alma é nossa consciência, nem podemos imaginar o quão terrível será o "inferno mental" que acompanhará o "inferno corporal".

      De modo que o inferno não violenta tão somente o corpo mas também a alma segundo (Provérbios 8:36).

      Estas duas formas de violência compreendem a morte definitiva, onde tanto o corpo quanto a alma deixara enfim de existir.

      Basta imaginar o processo reverso do surgimento de cada alma. Assim como cada alma antes não existia, assim, para este estado, depois do castigo, tais almas enfim retornarão.

      O único ser que possui eternidade inerente é Deus!

      Por isto satanás disse que Adão e Eva que certamente não morreriam, pelo contrário, seriam como deuses.

      ESTA foi a mentira de satanás.

      Excluir
    8. irmão não adianta tentar mostrar a verdade a esse CEGO.

      Excluir
  2. No meu livro do Grande Conflito esta declaração está na página 230, eu sempre vejo os adventistas citando esta frase, mais não sabia que era da sua "profetisa", outro absurdo dos adventistas evangelista Luciano Sena, é falar que crença na imortalidade da alma é uma doutrina kardecista, parece que eles não sabem o que afirmam nossas confissões de fé reformadas, que diz que almas dos justos ficam aguardando na bem aventurança celestial a ressurreição do corpo, e não fica vagueando por ai esperando por algum corpo para se encarnar, esta afirmação da Ellen White é uma aberração, com certeza se o apologista Azenildo Brito ver este artigo ele vai querer defender o mortalismo com unhas e dentes, apesar de eu que já li um debate dele sobre MT 25.46 com um pastor Elias Soares e ele não deu conta dos argumentos do referido pastor.Elias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom ter seu comentário aqui.

      Sua edição deve ser a condensada.

      Eles não acompanham a revelação progressiva do NT a respeito do assunto. Prejuízo deles...

      Excluir
    2. Um outro absurdo da Ellen White é falar que Moisés teria ressuscitado pelo arcanjo Miguel e que seu corpo teria sido levado para o céu, ela ensinou para não da margem para o ensino da imortalidade da alma,já que Moisés apareceu para Jesus no monte da transfigução, esta declaração dela está em seu livro o desejado de todas as nações.

      Excluir
  3. Por enquanto ainda que alguns ainda não consigam compreender a advertência de Deus de que a morte seria a consequência da desobediência às ordem de não comer da árvore da ciência do bem e do mal. Sua dificuldade de compreensão está relacionada ao fato de que Adão e Eva comeram da àrvore proibida e continuaram fisicamente vivos que Adão viveu até 930 anos. Mas Adão e Eva morreram espiritualmente ao pecar. Essa é a primeira morte que entrou no mundo; ou seja; a separação entre o homem e Deus ( Lc.15.24, Ef.2.1, 1Tm.5.6 ). Posteriormente . veio a morte fisica, que é a separação entre a alma e o corpo ( Lc.12.4,5 ). Em Tiago 5.20, lemos que se convertermos um pecador, podemos salvar sua alma da morte espiritual.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade.

      Grato por seus comentários equilibrados.

      Excluir
    2. A bíblia fala de Duas mortes:

      "Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno." (Mateus 10:28)

      Apocalipse 20:14
      Apocalipse 2:11
      Apocalipse 21:8

      A segunda morte é a definitiva.


      Pessoalmente interpreto:

      O sentido do 'certamente morrerás', é de que o homem se tornaria mortal naquele mesmo dia.

      Em outras palavras:

      No dia em que comerdes do fruto da árvore, a morte será certa!

      Ou seja, a morte se tornaria uma certeza.

      O que ocorreu de fato, pois, a morte espiritual, de Adão e Eva, trouxe a certeza de que logo teriam que enfrentar, também, a morte física.

      Excluir
    3. Ellen White, no livro "Primeiros Escritos", p.164 afirma:

      "Moisés passou pela morte, mas Cristo desceu e lhe deu vida ANTES QUE SEU CORPO VISSE A CORRUPÇÃO. (ênfases minhas).

      Satanás procurou reter o corpo.

      Pretendendo-o como seu; mas Miguel ressucitou Moisés e levou-o ao céu."
      "Primeiros Escritos (português), p.164, Ellen White Books.

      Nesta afirmação vemos uma GRAAAAAAANDE HERESIA!

      Em Dt.34:1-8 temos o relato da morte de Moisés.

      No verso 8 do cap.34 diz: "E os filhos de Israel prantearam a Moisés TRINTA DIAS, nas campinas de Moabe; e os dias de pranto no luto de Moisés se cumpriram."

      TRINTA DIAS após a morte de Moisés Deus diz a Josué: "Moisés, meu servo, É MORTO; levanta-te, poi, agora, passa este Jordão..."

      Segundo White, o corpo de Moisés NÃO SOFREU CORRUPÇÃO.

      João 11:39, vamos ler: "Disse Jesus: Tirai a Pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já CHEIRA MAL, PORQUE É jÁ DE QUATRO DIAS."

      Ou seja, segundo Ellen White, o corpo de Moisés TRINTA DIAS APÓS SUA MORTE NÃO VIU CORRUPÇÃO, enquanto as escrituras afirmam que o corpo de Lázaro já CHEIRAVA MAL APÓS QUATRO DIAS!!!

      O ÚNICO que não viu corrupção foi o corpo do Senhor Jesus porque ELE NÃO TINHA PECADO.

      Atos 2:26-27: "Por isso se alegrou meu coração, e a minha língua exultou; E ainda a minha carne repousará em esperança; pois não deixarás a minha alma no hades, NEM PERMITIRÁS QUE O TEU SANTO VEJA A CORRUPÇÃO."

      1Tm.1:10, vamos ler: "E que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a INCORRUPÇÃO PELO EVANGELHO."

      1Co.15:21, vamos ler: "Porque assim como a morte veio por um homem, TAMBÉM A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS VEIO POR UM HOMEM."

      White em sua heresis inspirada pelo diabo tenta ANULAR a necessidade da Ressurreição de Cristo, resultado de sua MORTE VICÁRIA.

      Cristo foi o ÚNICO que não viu CORRUPÇÃO porque NÃO TEM PECADO.

      A aparição de Moisés na transfiguração de Cristo é uma prova inconteste das escrituras sobre a vida após a morte do corpo.

      O texto de Judas 1:9, não fala NADA DE RESSURREIÇÃO DE MOISÉS, mas a ação da providência divina em não permitir que Satanás contaminasse os restos mortais do profeta, insuflando o povo à idolatria se fôsse descoberto o local de sua sepultura.

      Ellen White afirma que Cristo ressucitou Moisés ANTES QUE SEU CORPO VISSE A CORRUPÇÃO, quando passados TRINTA DIAS DE SUA MORTE Deus disse a Josué que Moisés era morto e NADA DE RESSURREIÇÃO.

      Não existe sequer UM TEXTO nas escrituras que afirme a ressurreição de Moisés o que deveria haver para dar testemunho de tão estupendo evento. Não há NADA disso!

      A verdade IMPERA!

      Excluir
    4. Não podemos como cristãos verdadeiros, ir além do que esta escrito, nem basearmos doutrinas em conjecturas. Tem que ter base unicamente bíblica, fora isto é ANÁTEMA!!!
      Paulo Cadi esta baseado, alicerçado na Palavra Inerrante e nela não podemos nos divirtuar nem para a direita , nem para a esquerda. É hora da verdade vir aos nossos corações.
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    5. Judas 1:9

      É um fato Bíblico. Não há como negar.

      O amigo Paulo Cadi fez um pressuposto baseado na história de Lázaro, mas pergunto, o que isto tem a ver com o caso?

      Pois usarei a mesma questão de Lázaro.

      Quando foi que Lázaro foi sepultado?

      Será que a parentela de Moisés choraram por 30 dias sobre um corpo putrefado?

      Será que Miguel disputou acerca do corpo ou dos restos mortais de moisés?

      A questão chave é que Cristo na figura de Miguel, ressuscitou Moisés em seu próprio corpo. Diferente dos que dormem ainda hoje e que precisarão ter seus corpos reconstruídos.

      Então era necessário que o corpo de Moisés ainda não tivesse visto a corrupção.

      Ou seja, a parentela de Moisés não ficou chorando por 30 dias sobre um cadáver, mas o sepultaram logo após a sua morte e então choraram por 30 dias.

      Assim Moisés foi ressuscitado em seu próprio corpo e levado aos céus, logo após a sua morte e sepultamento.

      E claro, Ellen White, apenas detalha este evento bíblico e que de fato ocorreu. O amigo Paulo Cadi é quem criou conjecturas, usando a história de Lázaro, dando a entender de que o corpo de Moisés teria sido disputado, quando já estaria no estado do corpo de Lázaro.

      Se analisarmos a própria história de Lázaro, perceberemos de que a parentela esperava que Cristo aparecesse mais cedo. Cristo fazia milagres, inclusive ressuscitava.

      Mas Cristo deixou que passassem os dias, a fim de que a morte de Lázaro pudesse servir para uma importante lição, de que Cristo tem realmente o poder e capacidade de restaurar os mortos desde a sepultura, não importando o estado em que se encontre.

      Mas com Moisés foi diferente. Não há registro de algum sinal ou ensinamento passado à parentela de Moisés. Cristo apenas tomou o corpo de Moisés, recém sepultado, o ressuscitou e então o levou ao céu, com seu corpo.

      Heresia portanto, é dizer de que Moisés tenha aparecido a Cristo mais tarde como uma alma desencarnada, que precisaria de uma barraca para passar a noite (risco de pegar um resfriado?).

      E mais estranho é que o apóstolo que temia fantasmas, pouco se assombrou ao ver a figura de Moisés! Será que Moisés apareceu mesmo com o aspecto de uma fantasma, uma alma desencarnada? Ou era tão palpável quanto Cristo e Elias?

      Pois então os cristãos deveriam parar de acreditar nestas crendices de fantasmas e almas desencarnadas que aparecem para ser humanos. Deixemos isto aos espíritas e os necromantes!

      Lembremos de que Saul caiu justamente neste engano sobre mortos que aparecem como espíritos por ter se afastado dos princípios e dos verdadeiros ensinamentos de Deus, onde foi facilmente enganado pelo Diabo.

      Excluir
    6. Ao amigo Wilton, gostaria de pedir que me mostrasse na Bíblia, onde está especificado o dia em que Miguel disputou acerca do corpo de Moisés!

      O amigo Paulo Cadi deu a entender de que teria sido depois dos 30 dias.

      Ellen White deu a entender de que seria logo após o sepultamento.

      Não é preciso esperar todos chorarem para depois sepultar o corpo até porque ninguém suportaria o mal cheiro. Correto é sepultar o corpo imediatamente e então chorar o tempo que for necessário, em sinal de luto e respeito.

      Agora, Ellen White possui as credenciais de um profeta, portanto, sugere-se de que os detalhes que ela revelou tenham provindo de revelação divina.

      Mas que justificativa o amigo Paulo Cadi nos daria, a fim de afirmar com tanta certeza de que o corpo de Moisés tenha visto a corrupção?! Sendo que a Bíblia não relata estes detalhes, mas apenas diz que em dado momento (sem especificar qual), Miguel tomou o corpo de Moisés para si.

      E Ellen White não disse nada de novo, não foi além das escrituras, pois tratou de um assunto que vemos legivelmente tratado nas escrituras, quando o corpo de Moisés foi disputado. Portanto não é doutrina nova.

      E o texto de Atos 2 já nos dá base para crer de que Moisés, embora pecador, tenha sido resgatado, também, antes de ver a corrupção. Afinal foi resgatado pelo mesmo Cristo que posteriormente, também morreria e que também não veria a corrupção.

      Então é possível sim, e Cristo tem poder para isto, de resgatar o corpo de uma pessoa sem permitir que este veja a corrupção.

      Vejo a morte de Moisés, apenas como um castigo, uma vez que, por sua insolência, a exemplo de quando tirou água da pedra, não poderia ter o mesmo privilégio de Elias e Enoque, de ser levado ao céu sem ter provado da morte.

      E isto serviu de grande conforto para Cristo, pois Moisés era a prova de que as escrituras se cumpririam e que ELE também retornaria dos mortos, assim como Moisés retornou, graças ao próprio poder Daquele que logo mais, iria morrer.

      Portanto a revelação de Ellen White é mais harmônica e plenamente condizente com a revelação das escrituras.

      Excluir
    7. Minha reposta prá você: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

      É ridículo Sr. Adventista querer defender uma HERESIA que não tem UM MINÍMO de apoio na biblia.

      Vá ler Josué 1:2 que após 30 dias da morte de Moisés Des afirmou que ele era morto.

      Entre uma declaração explicíta da biblía você prefere a "revelação" de Ellen White.

      Isto é um sintoma típico de INCREDULIDADE NA PALAVRA.

      Reconsidere sua crença pois você está ERRADO.

      Não existe nenhum texto na biblía que prove que Moisés ressucitou para a vida eterna antes de Cristo.

      Lhe citei da Palavra e mesmo assim você desconsidera os próprios textos biblícos para crêr em uma mentira e em vez de ter humildade e reconhecer o êrro ainda quer defende-lo.

      Menos Sr. Adventista, menos.

      Excluir
    8. Olhe o que você afirmou Sr. Adventista:

      "Então era necessário que o corpo de Moisés AINDA NÃO TIVESSE VISTO A CORRUPÇÃO. (ênfases minhas).

      Ou seja, a parentela de Moisés não ficou chorando sobre um cadáver, mas o sepultaram logo após a sua morte e então choraram por trinta dias.

      Assim Moisés FOI RESSUCITADO EM SEU PRÓPRIO CORPO E LEVADO AOS CÉUS, LOGO APÓS SUA MORTE E SEPULTAMENTO." (ênfases minhas).

      O Sr. Adventista deve ler JOSUÉ CAPÍTULO 1 E VERSÍCULO 2 ONDE VAMOS LER:

      "E sucedeu DEPOIS DA MORTE DE MOISÉS (30 dias após, Dt.34:1-12), servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés dizendo:

      "MOISÉS MEU SERVO É MORTO; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo..."

      Entre ficar com o que DEUS DISSE os adventistas desconsideram o que o PRÓPRIO DEUS DISSE.

      Sintoma repito de INCREDULIDADE NA PALAVRA.

      Ficam usando termos como "fantasminha" e outros não levando em consideração que as realidades espirituais são muito maiores do que nosso ínfimo conhecimento.

      Excluir
    9. Será que sou eu quem não está levando em conta versículos das escrituras? Vejamos:

      "Assim morreu ali Moisés, servo do Senhor, na terra de Moabe, conforme a palavra do Senhor.
      E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; E NINGUÉM SOUBE ATÉ HOJE O LUGAR DA SUA SEPULTURA"

      Ué, Amigo Paulo Cadi! Parece que a questão não é como o amigo tem apresentado! Como poderiam ter chorado 30 dias sobre a sepultura de moisés se niguém sabia onde Deus o havia sepultado?

      E veja o resto:

      "E os filhos de Israel prantearam a Moisés trinta dias, NAS CAMPINAS DE MOABE; e os dias do pranto no luto de Moisés se cumpriram."

      Ou seja, sequer sabiam onde era o túmulo, apenas choraram a morte de Moisés por 30 dias.

      E não convém fazer acréscimo Às escrituras, pois o texto de Josué 1:1 não relata que o Senhor falou a Josué após os tais 30 dias, isto é invenção do amigo!

      O verso tão somente diz:

      "E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo:
      Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel."

      Ué! Se estavam já chorando pela morte de Moisés durante 30 dias, precisaria Deus dizer que Moisés estava morto?

      Estranho não!?

      Portanto o texto é claro em relatar de que Deus, contou a Josué sobre a morte de Moisés imediatamente após a sua morte, quando então o povo entrou na terra prometida e então se dispôs a chorar por Moisés (pelos tais 30 dias) indo às campinas de Moabe onde Deus revelou tê-lo sepultado.

      Veja que Moisés viu a terra prometida, antes de morrer, ou seja, estava à uma visão de distância.

      Ligamos então o fato de que Deus mostrou a terra prometida a Moisés com o fato do povo entrar nela, ou seja, tudo ocorreu rapidamente, de forma simultânea, no mesmo dia Moisés viu a terra prometida, morreu, foi sepultado por Deus e então Deus avisou a Josué, tanto sobre a morte de Moisés, quanto para entrar na terra prometida.

      Portanto não há nada de errado nas revelações do Espírito de Profecia, pelo contrário, estão perfeitamente condizentes com o que diz as Escrituras Sagradas.

      Ou isto, ou teríamos que acreditar de que Miguel tenha disputado por um corpo em estagio avançado de decomposição.

      Ou então de que Deus tenha conservado seu corpo incorruptível até o dia da ressurreição.

      Pessoalmente prefiro ficar com a revelação do Espírito de Profecia, porque faz mais sentido.

      Se Moisés houvesse subido ao céu em espírito, não precisaria que Miguel viesse disputar pelo seu corpo. Espírito desencarnado precisa de corpo? Que serventia o corpo de Moisés teria para Miguel?

      Excluir
  4. Bom dia!

    Uma pergunta: Moisés e Elias apareceram à Jesus Cristo em corpo (físico) ou em espírito?

    Outra pergunta: Deus proíbe explicitamente em Sua palavra para não "consultarmos" os "mortos" (necromancia). Se Moisés e Elias foram conversar com Jesus, Ele (Jesus) estava consultando os mortos e indo contra a vontade do Pai?

    Sobre a postagem, é interessante saber o que EGW estava querendo dizer com essa aplicação ao texto de Gênesis.

    Vejam bem: Quando Adão e Eva se separaram de Deus, pelo pecado, tiveram uma "morte espiritual", perderam o dom da imortalidade, tornando-se sujeitos à morte (Gn 3). Paulo esclarece que “o salário do pecado é a morte” (Rm 6:23) e que pelo pecado de Adão entrou a morte no mundo (Rm 5:12). O homem natural, separado de Cristo, permanece em estado de total alienação espiritual (Is 59:2; Ef 2:1 e 5) e haverá de sofrer finalmente a morte eterna e a completa destruição (Ml 4:1). Por outro lado, aqueles que aceitam a Cristo como Salvador pessoal obtêm dEle, já nesta vida, a garantia da vida eterna (1Jo 5:12) e receberão, por ocasião da segunda vinda de Cristo, o dom da imortalidade (1Co 15:51-54).

    Logo, o "sermão" de Lúcifer na ocasião do Éden, pode ser resumido assim: Deus disse que vocês são mortais, eu digo que vocês são imortais e ainda podem ser iguais a Deus em conhecimento!

    Naquele momento o homem era imortal, mas a sua imortalidade era condicional, ou seja, a perpetuação da imortalidade era condicionada à obediência.

    Deus disse a Adão: “No dia em que dela comeres (do fruto da árvore do bem e do mal), certamente morrerás” (Gên 2:17)

    A serpente, porém, disse: “Certamente não morrereis” (Gên 3:4)

    É óbvio que Deus não criou o homem impossibilitado de morrer. Se ele não pecasse continuaria imortal, mas, ao pecar, o homem tornou-se mortal

    “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que tornes à terra, pois dela foste formado; pois tu és pó e ao pó tornarás” (Gên 3:19)

    A voz da serpente continua a dizer: “Certamente não morrereis”

    Entretanto, a Bíblia diz: “A alma que pecar, essa morrerá” (Ezeq 18:20)

    Sendo assim, não vejo nenhuma aberração no que EGW disse.

    ResponderExcluir
  5. Gabriel Sanchez, você não vê "nenhuma aberração" no que EGW disse, porque não quer.

    Acabei de mostrar que ela está CONTRADIZENDO a Biblía.

    Agora compete a você ler Josué cap. 1:1-2, onde APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS Deus afirmou que ele estava morto.

    Na igreja moderna esta surgindo uma nova modalidade de interpretação: O sujeito afirma o que quer e não precisa mostrar escritura para provar suas afirmações.

    É só observar as heresias que andam se espalhando e o povão, ignorante por completo no conhecimento das escrituras aceita os mais bizarros ensinamentos(?!).

    É velho, a coisa tá assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAULO,

      Eu entendo isso, quando você diz que a Bíblia não menciona explicitamente que Moisés foi para o Céu. - Mas a pergunta que fica é: será que é necessário? - Em que sentido estou dizendo isso? - Bem, para quem compreende a questão da morte na Bíblia, o caso da disputa do corpo de Moisés é algo claro, e portanto óbvio, e por isso sem necessidade da reafirmação de um fato, já que temos exemplos do que é morte, ressurreição e transladação ao longo das Escrituras. - Como Elias, Enoque, Lázaro e o próprio Cristo.

      Realmente, o que você disse é um fato. Eu penso como você, se Deus, indicasse o local da sepultura de Moisés, satanás teria instigando o povo a idolatrar seus ossos. Deus o escondeu, para evitar a idolatria. Um fato parecido com este, é o do tumulo de Davi que esta em Jerusalém Atos 2. 29. Seus ossos são reverenciados até hoje. Pergunto: Imagine se fossem de Moisés?!

      Mesmo com esse fato, se Moisés estava morto, e apareceu vivo na ocasião da transfiguração, então Deus o ressuscitou!

      As Escrituras não reconhecem como autênticas quaisquer comunicações com mortos que não foram previamente ressuscitados de forma corpórea e literal. Manifestações espirituais de mortos não ressuscitados são identificadas como enganosas contrafações satânicas (ver I Sm 28:1-25; Is 8:19 e 20; Ap 21:8).

      Seguindo esse raciocínio, compreendemos que, após a disputa do corpo de Moisés entre Miguel e Satanás, nada mais natural do que Moisés ter sido ressuscitado e levado, já que seu corpo desapareceu completamente, houve uma disputa por ele e, futuramente, ele mesmo ter aparecido vivo no monte da transfiguração. Se o corpo de Moisés continuasse na Terra, satanás, sendo quem é, com certeza o encontraria.

      Algo interessante: Moisés representa os mortos que serão ressuscitados por Cristo. E Elias representa os que não passarão pela morte, mas que serão arrebatados e transformados. - E foi justamente por isso que eles apareceram para Jesus Cristo no monte da transfiguração, pois Cristo estava angustiado e foi consolado por dois personagens que tiveram experiências diferentes com a morte.

      (Lucas 9:30-32) – E eis que estavam falando com ele dois homens, que eram Moisés e Elias, os quais apareceram com glória, e falavam da sua morte, a qual havia de cumprir-se em Jerusalém.

      A passagem que você citou, de Josué 1:1-2 diz:

      "E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo:
      Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel."

      Nesse contexto, Deus está chamando Josué para "substituir" Moisés como líder. Mesmo o povo tendo ficado 30 dias de luto por Moisés, não existe nenhuma afirmação bíblica de que o corpo de Moisés ficou na Terra por esse tempo, já que o povo nem mesmo encontrou esse corpo!

      Pensando nisso, sem precisar citar qualquer escrito de EGW, não vejo a tal aberração.



      Excluir
    2. Gabriel olhe o que você afirmou:

      "Mesmo o povo tendo ficado 30 dias de luto por Moisés, não existe nenhuma afirmação biblíca de que o corpo de Moisés ficou na terra por esse tempo, já que o povo nem mesmo encontrou esse corpo!"

      Evidente! Se Deus escondeu o corpo como é que o povo iria encontrá-lo?

      Agora, você disse que "não existe nenhuma afirmação biblíca de que o corpo de Moisés ficou na terra por esse tempo..."

      Leia Dt.34:1-12 até Josué 1:1-2 é verá que Deus disse a Josué que Moisés era morto APÒS 30 DIAS DE SUA MORTE.

      Então essa sua afirmação não tem sentido.

      O texto é claro e não adianta querer encontrar outra explicação para moldar-se aos escritos "inspirados" de White, mas sim aceitar o que a verdadeira (para quem acredita nela), palavra inspirada afirma.

      Excluir
    3. "Uma pergunta: Moisés e Elias apareceram à Jesus Cristo em corpo (físico) ou em espírito?" (Gabriel Sanchez)

      "Outra pergunta: Deus proíbe explicitamente em Sua palavra para não "consultarmos" os "mortos" (necromancia). Se Moisés e Elias foram conversar com Jesus, Ele (Jesus) estava consultando os mortos e indo contra a vontade do Pai?" (Gabriel Sanchez)

      Paulo Cadi e Luciano Sena, já responderam essa pergunta?

      Fiquem na paz!

      Excluir
  6. Cada vez mais percebo como o diabo usa a Mãe White para ser um espírito dominador na mente adventista (começo a pensar em uma entidade chamada "espírito de profecia"... só pode ser demônio...) os caras não conseguem ver um palmo do nariz sem a "pena" dela.

    Moisés ressuscitou, o primeiro sermão sobre imortalidade da alma foi pregado pela serpente, vidas em outros planetas, Jesus em 1844, Azazel é o diabo, domingo marca da besta, bíblia tem erros, etc...

    Que Deus tenha misericórdia de nós...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, assim como a biblía naqueles tempos gloriosos de Jonathan Edwards, John Owen, Calvino, Lutero, Spurgeon, Wesley, tinha a primazia e era realmente SOLA SCRIPTURA, ainda que pudesse haver discordâncias entre os homens de Deus, as heresias chegaram a tal ponto que não só as escrituras estão perdendo a autoridade, como em seu lugar o homem está sendo deificado.

      É já a grande apostasia em operação!

      Excluir
    2. Satanás então começou a lutar contra seu próprio reino? Fazendo declarações de amor a Cristo através de escritos como Caminho a Cristo?

      Sei não hein!? Um satanás exaltando o nome de Cristo e levando milhões ao batismo? E a guardar os mandamentos de Deus?!

      E o amigo fala sobre dominar a mente adventista, mas o que vemos, são pastores pregarem utilizando unicamente a Bíblia!? Todos os estudos são embasados na Bíblia e todas as doutrinas embasadas na Bíblia!

      Aliás os livros de Ellen White vieram muito tempo depois do estabelecimento de todas as nossas doutrinas fundamentais!

      Então, amigo Luciano Sena, por que se deveria acreditar nesta afirmação do amigo?!

      Excluir
    3. Ola meu irmão ..já que vc falou sobre azazel , então gostaria que vc refutasse esse vídeo e que inclusive tem um pastor da assembleia no estudo bíblico adventista e o mesmo não refutou sobre azazel ,,, já que vc tem absoluta certeza de que eles estão errados então por favor refuta o vídeo ..vou ajudar vc para vc não perder tempo , o tempo do vídeo é ao exatos 33:40 , espero que vc refute o vídeo , pois ele mostra dentro da bíblia com versículos que vcs estão errados ..aguardo vc analisar o vídeo e voltar aqui para explicar o porque da sua indagação sobre azazel . não tenha medo de ver o vídeo . mostre a seus seguidores aqui do blog que os adventistas são hereges e vcs são os verdadeiros cristãos .. abraços e fiquem com Deus e aguardo a sua explicação ..

      Excluir
    4. esqueci do link do vídeo ...daqui alguns dias eu volto aqui para ver a sua refutação ..

      http://novotempo.com/bibliafacil/videos/2300-tardes-e-manhas-parte-1-biblia-facil-daniel/

      Excluir
  7. Acrescentando:

    White afirma de que ANTES que o corpo de Moisés visse corrupção o arcanjo Miguel veio ressucitá-lo.

    Deus disse a Josué APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS que ele MOISÉS ESTAVA MORTO.

    Se você seguir a "revelação" de White terá que admitir que o corpo de Moisés foi preservado de qualquer indício de corrupção quem sabe por milhares de anos, já que Deus afirmou APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS que ele era MORTO.

    Depois disto não se toca mais no assunto. Daí em diante fica por conta da imaginação se após os 30 dias de sua morte Moisés teria sido ressucitado 2 meses ou até mil anos após
    sua morte.

    Está lá na p.164 do livro "Primeiros Escritos".

    Ellen White afirma que ANTES DE QUE O CORPO DE MOISÉS VISSE A CORRUPÇÃO CRISTO DESCEU PARA RESSUCITÁ-LO, quando Deus disse a Josué 30 DIAS APÓS A MORTE DE MOISÉS que ele ERA MORTO.

    Só que Ellen White afirma que logo após a morte de Moisés ANTES DE SEU CORPO VER A CORRUPÇÃO Cristo veio para ressucitá-lo
    A contradição com a Biblía é EVIDENTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus não disse "a Josué APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS que ele MOISÉS ESTAVA MORTO". Mais uma vez repito que isto é invenção do amigo. A Bíblia apenas relata de que Deus disse a Josué que Moisés estava morto. Não diz que foi após os tais 30 dias e em sugere tal coisa, pelo contrário. O que a Bíblia sugere é que Josué tomou conhecimento da morte de Moisés através de Deus.

      Excluir
    2. Leia Dt.34:1 até Josué 1:2 e quero ver você repetir o que disse.

      Em Dt.34:8 vamos ler:

      "E os filhos de Israel prantearam a Moisés trinta dias, nas campinas de Moabe; E OS DIAS DO PRANTO NO LUTO DE MOISÉS SE CUMPRIRAM.

      Você continue a leitura daí até chegar a Josué 1:2 e tente provar o contrário.

      White continua contradizendo o apóstolo Paulo que afirma que Cristo foi o PRIMEIRO A RESSUCITAR PARA A VIDA ETERNA segundo Atos 26:22-23.

      Excluir
    3. Os filhos de Israel prantearam a Moisés nas campinas de Moabe durante 30 dias conforme Dt.32:8.

      Passado os 30 dias de luto, Deus diz a Josué,vamos ler;

      "E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés dizendo:

      Moisés, meu servo, é morto: Levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.

      No verso 10 Josué diz:

      "Então Josué deu ordem aos princípes do povo, dizendo: Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo dizendo: Provede-vos de comida, porque DENTRO DE TRES DIAS PASSAREIS ESTE JORDÃO, para que entreis a possuir a terra que vos dá o Senhor vosso Deus, para a possuirdes."

      No mesmo dia que Deus disse a Josué que Moisés era morto, foi quando Josué deu ordem para o povo se aprontar para dentro de tres dias passar o Jordão e possuir a terra.

      Já tinham passado os 30 dias de luto por causa da morte de Moisés dentro deste contexto e Deus afirmou que Moisés era morto.

      Excluir
    4. E como poderiam ter pranteado por Moisés por 30 dias, sendo que não sabiam que Moisés estava morto? Nem onde havia sido sepultado?

      Veja o que o amigo disse:

      "No mesmo dia que Deus disse a Josué que Moisés era morto"

      Ué! Todo o povo pranteou por Moisés por 30 dias mas Josué não sabia que ele estava morto?

      Isto não faz sentido!

      Veja que o pranto do povo começou ali quando Deus deu a revelação a Josué, tanto sobre a morte de Moisés quanto sobre a terra prometida e se prantearam nas campinas de Moabe é porque Deus revelou que seria lá. Porque FOI DEUS quem sepultou a Moisés e só Deus sabia o lugar de sua sepultura.

      Veja que não há como se prantear antes de se saber da morte de uma pessoa! Ainda mais por 30 dias!

      Vamos remontar segundo o que o amigo diz:

      Deus mostra a terra prometida a Moisés. Moisés então morre! O povo sem saber o que sucedeu a moisés, já começa a chorar sua morte por 30 dias. E ainda adivinham mais ou menos o local onde ele havia sido sepultado.

      Deus então aparece a Josué depois dos 30 dias para avisar de que Moisés havia morrido!

      Agora remontemos segundo o que eu disse:

      Deus mostra a terra prometida a Moisés. Moisés então morre! Deus então aparece a Josué para avisar de que Moisés havia morrido! O povo então se dispõe a chorar a morte de Moisés por 30 dias.

      Mais um detalhe. A questão dos 30 dias está em Deuteronômio, mas a questão de Josué está no livro de Josué. Ou seja, não estão colocados de forma cronológica!

      A Bíblia cita os dois fatos, mas não diz qual ocorreu antes e qual ocorreu depois.

      E como resolvermos isto? Ora é simples!

      Basta ver que os seguintes versos são simultâneos:

      "Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor.
      E os filhos de Israel prantearam a Moisés trinta dias, nas campinas de Moabe; e os dias do pranto no luto de Moisés se cumpriram.
      E Josué, filho de Num, foi cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés tinha posto sobre ele as suas mãos; assim os filhos de Israel lhe deram ouvidos, e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés." (Deuteronômio 4:7-9)


      Ou seja, o que está escrito em Josué 1 é um detalhamento de Deuteronômio 4-8. Foi por meio de Josué que o povo soube que Moisés havia morrido e por isto prantearam por 30 dias.

      Deus NÃO REVELOU isto diretamente ao povo, mas sim a Josué, conforme nos relata a Bíblia.

      Então a revelação dada a Josué realmente não foi após os 30 dias de luto

      Excluir
  8. Em primeiro lugar a PALAVRA DE DEUS DIZ QUE JESUS É A PRIMÍCIA DOS QUE DORMEM. ELE É O PRIMEIRO QUE RESSUSCITOU PARA NUNCA MAIS MORRER. At.26.23 e At.15.20 .
    Entre a Palavra de Deus e a palavra de um ser humano, fiquemos com a Santa Palavra Inerrante do Senhor Deus de Israel.
    Deus nos guarde de todo tropeço
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amados comentaristas
      Jesus é a Verdade
      Convido a todos os amados do Senhor a assistitem e meditarem com toda diligência o VIDEO que a seguir vai o endereço. Em nome do Senhor Jesus peço que todos meditem sem pré-conceito. Deixemos nossas armas denominacionais de lado por alguns momento e apenas com o Escudo da fé e o Amor que temos pela Verdade.

      http://www.youtube.com/watch?v=X9qMDKbeN8w

      Nossa oração é para que O Santo Espirito ilumine a todos.
      Em Cristo
      Vosso conservo
      Wilton

      Excluir
  9. Você disparou toda a sua artilharia E NÃO PROVOU O QUE PRETENDE.
    Quantidade de argumentos sem a qualidade necessária para validar um ensinamento como verdadeiro, isto é, em conformidade com a biblía NÃO ADIANTA.

    Primeiro você tem de provar pelas escrituras que Moisés ressucitou para a vida eterna ANTES DE CRISTO.

    Sem texto, sem provas, e sem provas sua argumentação é ANULADA PELA PRÓPRIA BIBLÍA QUE VOCÊ ESTÁ CITANDO, porque é a própria escritura que EXIGE DEMONSTRAÇÃO sobre aquilo que pretendemos estabelecer como doutrina.

    Você citou Mt.27:52-53 para tentar, eu disse tentar provar que Jesus Cristo não é o primogênito dentre os mortos, contrariando o testemunho das escrituras que afirmam o contrário.

    Mt.27:52-53, vamos ler:

    "E abriram-se os sepulcros, e muitos CORPOS DE SANTOS QUE DORMIAM (os santos dormiam, descansavam no sheol, no mundo espiritual, não eram os corpos que dormiam), foram ressucitados;

    E, SAÍNDO DOS SEPULCROS, DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DELE, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos."

    Os corpos destes santos é que foram ressucitados; eles não ficaram respirando como zumbis dentro da sepulturas até a manhã da ressurreição de Cristo.

    Cristo entre sua morte e ressurreição desceu (espiritualmente) ao mundo espiritual e resgatou os espíritos dos justos. Quando ele ascendeu para retomar o seu tabernáculo, os espíritos dos justos entraram em seus corpos que já estavam RESSUCITADOS e então saíram do sepulcro, mas não caminhando pelo cemitério como em um filme de terror, mas se encontraram nas ruas de Jerusalém sendo vistos por alguns como um testemunho contra aquela geração incrédula.

    "Porque, assim como a morte veio por um homem, também A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS VEIO POR UM HOMEM."1Co.15:21.

    "Mas, alcançando socorro de Deus, ainda até o dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, não dizendo nada mais do que os profetas e Moisés disseram que devia acontecer.

    Isto é, que o Cristo havia de padecer, e SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios."

    O PRÓPRIO MOISÉS AFIRMOU, SEGUNDO O APÓSTOLO PAULO QUE JESUS CRISTO SERIA O PRIMEIRO A RESSUCITAR DENTRE OS MORTOS PARA A VIDA ETERNA.

    A ressurreição de TODOS OS OUTROS dependia da morte vicária e ressurreição de Cristo.

    A ressurreição dos santos de Mt.27:52-53 só foi completada DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO.

    Então eu quero o capítulo e versículo que provem que Moisés foi ressucitado para a vida eterna ANTES da ressurreição de Cristo.

    Alías, porque NENHUM apóstolo falou da ressurreição de Moisés em um corpo glorioso, incorruptível, sem precisar esperar pelo Calvário e ressurreição do Senhor.

    Se assim o fôsse Deus estaria ANULANDO e tornado desnecessário o sacríficio de seu Filho que à propósito FOI ELE MESMO QUE OFERECEU.

    Além do mais Judas 9 não está tratando do assunto ressurreição, mas a respeito dos reclames de Satanás sobre o corpo (cadáver) de Moisés para incitar o povo a idolatria como já antes tinha feito com o bezerro de ouro.

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. Luciano, é a doutrina orfã, não tem um texto para provar de onde saiu!

      Excluir
    2. Muitos ressuscitaram antes de Cristo, e foram ressuscitados pelo próprio Cristo! Acaso não leu nos evangelhos os milagres que Jesus realizou ressuscitando pessoas mortas? Tanto adultos como Lázaro, como crianças?

      Neste sentido, o amigo Wilton que levantou a questão de Jesus ser a primícia dos que dormem, claramente pode se ver que:

      As primícias conforme se refere a Cristo, tem relação com este mesmo termo usado para definição das oferta de primícias da produção do povo de Israel.

      Ou seja, Deus entregou o melhor que tinha Jesus! Por isto Jesus é a primícia, entre os que dormem. O melhor, o mais importante, o mais valioso, a melhor oferta. É este o sentido! E não de que tenha sido o primeiro a ser ressuscitado na história. Os próprios relatos Bíblicos desfazem esta possibilidade.

      Excluir
    3. Estamos falando de ressurreição para a vida eterna que foi o que FALSAMENTE White afirmou.

      Excluir
    4. Ellen White ao afirmar que Moisés não viu corrupção e foi ressucitado para a vida eterna antes de Cristo e levado ao céu CONTRADIZ ATOS 26:22-23.

      Excluir
  11. Nos parágrafos 11-12 a citação é de Atos 26:22-23.

    ResponderExcluir
  12. O objetivo do Blog. é comentarmos respeitosamente a contestação de cada participante e não desconsiderarmos o que nosso próximo contestou ou comentou, escrevendo um monte de fatos de uma vez só, DESFOCANDO o que foi pesquisado e postado para ser refutado ou até concordarmos.
    NÃO PERMITAMOS QUE SATANÁS TENTE TIRAR O FOCO DA VERDADE. VIGIEMOS E VOLTEMOS PARA O COMENTÁRIO QUE O SR. PAULO CADI NOS FAZIA REFLETIR JUNTAMENTE COM NOSSO COMENTÁRIO DOS SEGUINTES HORÁRIOS: 10:03;12:42 E 13:13 HS.
    " espirito de confusão " , conforme o arcanjo Miguel declarou, por não ter autoridade suficiente dele própria, usou a Autoridade do Senhor Jesus, do qual Judas falava em diversos versos de sua carta: O SENHOR TE REPREENDA !!!.
    Para o bem dos leitores e debatedores e acima de tudo para Glória do Senhor Jesus, Amém.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  13. Irmão Wilton que os oponentes tenham sã consciência, abram suas biblías e reconsiderem sua crença, já que nós temos demonstrado pelas escrituras que White contradiz a biblía.

    Como você afirmou: "NÃO PERMITAMOS QUE SATANÁS TENTE TIRAR O FOCO DA VERDADE."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Paulo Cadi,

      Qual é a sua prova de que o adventismo errou em sua análise sobre Moisés? Seria Deut.: 34.01-Jos.: 01.02?
      Esta passagem NÃO comprova em hipótese alguma a sua teoria, prezado oponente do adventismo, sabe por quê?
      Porque a Bíblia diz que o SENHOR constituiu a Josué como líder do povo israelita "depois da morte de Moisés" (Jos.:01.01) e não após os 30 dias de luto. Portanto, a narrativa bíblica não diz necessariamente que o SENHOR tenha esperado os 30 dias para tornar Josué líder.
      Logo, o SENHOR promoveu Josué em algum momento entre a morte de Moisés (antes dos 30 dias de luto) e a ressurreição dele.
      Outra questão, o SENHOR não informou o local de sepultamento de Moisés nem a sua ressurreição a fim de que o povo não fizesse nenhum ato de idolatria para com o profeta, ou seja, o SENHOR preservou o povo de qualquer situação idolátrica a que eles pudessem se submeter.

      O que vc diz sobre o argumento (se não me engano, do Gabriel Sanches) acerca de Mat.: 17.03 em que, no monte da transfiguração Moisés apareceu a Jesus?
      Teria sido o espírito de um morto? Mas a Escritura diz que aquele que é de Deus não fala com os mortos (ver Deut.: 18.10-12)? Jesus não contradiria a Sua própria Palavra! E aí, meu caro?

      Só há uma explicação: Moisés foi ressuscitado pelo Senhor Jesus, identificado como Miguel, segundo Jud.: 01.09, e apareceu "em glória" (Luc.: 09.30-31) ao Filho, quando Este encontrava-se em forma humana.

      Excluir
    2. Parece que que você não leu o que eu escrevi antes, ou leu e não entendeu.

      O que tem a ver o chamado de Josué com o que estamos tratando?


      APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS Deus disse para Josué que Moisés ERA MORTO. Js.1:1-2.

      White afirma que o arcanjo Miguel ressucitou a Moisés ANTES QUE O SEU CORPO VISSE A CORRUPÇÃO.

      Só que após 30 dias de sua morte ele ainda estava morto. Entendeu?

      Leia meus comentários acima se ainda não o fez.

      O próprio Moisés em tipos e sombras anunciou que Cristo seria o primeiro a ressucitar dentre os mortos SEM VER A CORRUPÇÃO PORQUE SOMENTE ELE NÃO TINHA PECADO.

      O que White falou é uma heresia e uma imitação do que ocorreu SOMENTE COM O FILHO DE DEUS.

      Atos 26:22-23, vamos ler:

      "Mas, alcançando socorro de Deus, ainda até o dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, não dizendo NADA A MAIS do que os PROFETAS E MOISÉS DISSERAM que devia acontecer,

      Isto é, que Cristo devia padecer, e SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios."

      Está convencido agora com o testemunho dos PROFETAS, DE MOISÉS, E DO APÓSTOLO PAULO de que Cristo foi o Primeiro a ressucitar dentre os mortos SEM VER CORRUPÇÃO porque ele NÃO TINHA PECADO.

      Vocês tem um pavor de espírito, alma devido ao materialismo religioso que foi inoculado em suas mentes vulgarmente chamado de lavagem cerebral.

      Cristo mesmo admitiu a existência de espíritos quando disse, vamos ler:

      "E eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito.

      E ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações?

      Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo;apalpai-me e vede , pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho."

      Então tanto os apóstolos como o Senhor Jesus admitiam a existência de espíritos sem carne e nem ossos.

      O Senhor Jesus não iria fazer uma afirmação falsa, mas afirmou que os espíritos não possuem carne e nem ossos.

      Agora, tudo que se refere a espíritos para vocês materialistas religiosos é espíritismo simplesmente porque foram doutrinados assim.

      Você tem de mostrar o texto que diga que Moisés foi ressucitados e ainda sem ver corrupção e foi levado ao céu antes do Calvário.

      Se não tem texto não adianta ficar gastando o verbo.

      Excluir
    3. "Uma pergunta: Moisés e Elias apareceram à Jesus Cristo em corpo (físico) ou em espírito?" (Gabriel Sanchez)

      "Outra pergunta: Deus proíbe explicitamente em Sua palavra para não "consultarmos" os "mortos" (necromancia). Se Moisés e Elias foram conversar com Jesus, Ele (Jesus) estava consultando os mortos e indo contra a vontade do Pai?" (Gabriel Sanchez)

      Paulo Cadi e Luciano Sena, já responderam essa pergunta?

      Fiquem na paz!

      Excluir
  14. Em primeiro lugar Gilson Tenório, não sei se leu o que temos comentado,mas se você atentar para Atos 26:22-23, terá de concordar que Moisés não pode ter sido ressucitado para a vida eterna ANTES de Jesus Cristo.

    Vamos ler Atos 26:22-23:

    "Mas alcançado socorro de Deus, ainda até o dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, NÃO DIZENDO NADA A MAIS DO QUE OS PROFETAS E MOISÉS DISSERAM QUE DEVIA ACONTECER,

    Isto é, que o Cristo devia padecer, E SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios."At.26:22-23.

    À partir deste texto você tem de concordar comigo que NINGUÉM foi ressucitado para a vida eterna antes de Cristo.

    O texto citado está que nem 1+1=2, só não entende quem não quer.

    Então temos o testemunho dos Profetas, de Moisés e do Apóstolo Paulo; do outro lado temos Ellen White que afirma na página 164 do livro "Primeiros Escritos", que antes do corpo de Moisés ver a corrupção Jesus Cristo como o arcanjo Miguel veio ressucitá-lo para a vida eterna e levá-lo para o céu.

    Você está enxergando a enorme contradição?

    Jesus no monte da transfiguração não estava consultando ninguém, mas falando com os dois profetas sobre sua morte, porque todos os santos do antigo testamento estavam dependendo de sua expiação e ressurreição.

    NADA de consulta aos mortos.

    É que meteram tanta "coisa" na cabeça de vocês que qualquer referência a espíritos é espíritismo.

    Estes mesmos safados que doutrinam vocês, são os mesmos que não querem vir para o campo aberto e debater conosco.

    Dê uma olhada nos comentários que temos feito, com as escrituras abertas e faça como os bereanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o que seriam os mortos? Já que segundo os imortalistas, a pessoa morre e vai para o céu como espírito desencarnado? Haveria um outro estado oque poderia ser definido como mortos?

      O que então seria a consulta aos mortos? Se não haveria nenhum outro estado, senão o de estar no paraíso ou no inferno?

      Quer chamar de espírito ao invés de morto?:

      "Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos?" Isaías 8:19

      Nada mudou, pois a Bíblia também condena consulta a espírito. E os chama de espírito no início ao passo que no final chama a estes mesmos de mortos!

      Ou o amigo queria dizer de que não se pode consultar os mortos, mas que quanto a "bater um papinho e trocar umas idéias" tudo bem!?

      Excluir
    2. Estimado Sr. Adventista
      Jesus é o Nosso Guia
      Amado do Senhor, como é bom compartilharmos das Grandezas de Deus e Seus mistérios revelados na Santa Palavra.Agradecemos ao Senhor por sua vida tão preciosa para Ele e observarmos o interesse que tens de dividir com outros aquilo que tens entendido no campo espiritual.
      Outro estado que podemos entender como mortos é o estado, a situação das pessoas que ainda não receberam a Cristo como Seu Salvador pessoal. Esta pessoa esta espiritualmente MORTA ( Separada ) . Ela esta separada de Deus, longe de Deus, à beira do caminho, como simbolicamente estava Bartimeu.
      Alguém já disse: Quem nasce 1(uma) vez morre duas;
      Quem nasce 2 (duas) morre uma.
      OBS: a não ser que Cristo volte e estivermos, por Sua Graça, Vivos, então não veremos a morte, pois seremos transformados. Receberemos o milagre do corpo glorificado, idêntico, ao do Senhor Jesus.
      O dano da 2a. morte é a terrível situação das pessoas que morreram ou morrerão sem Jesus, verdadeiramente em seus corações. Separação eterna de Deus.
      Com relação a consulta aos mortos, podemos nos recordar de Saul, que crendo na imortalidade da alma/espirito, foi consultá-lo,PORÉM, como é de conhecimento de todo meditador da Escrituras, Deus não permite tal coisa. e quem se manifesta, quando o espirito de alguém é invocado, não é outro espirito , senão o espirito enganador, o espirito de Satanás, que por conhecer a vida e as " manias" da pessoa que supostamente se apresentaria; aquele espirito malígno é que se apresenta, pois Deus não permite o contato dos espirito dos mortos com os vivos. Dt.18.. Depois da morte segue-se o Juízo. Hb.9.27.
      Observe que Moisés e Elias não se comunicaram com os 3(tres) discípulos do Senhor no monte. Somente o Senhor Jesus, pois foi uma manifestação no Reino de Deus ( Transfiguração)
      Jesus como Deus, tem esta autoridade de falar aos espiritos, que aguardam a ressurreição.
      Creio que talves seja um pouco complicado para o Sr. Adventista e demais que não estão acostumados a lêr e meditar sobre estes assuntos sem acompanhar outras literaturas, de entender e compreender facilmente o que estamos expondo, mas Deus o Senhor conhece nossos corações sinceros e sem pré-conceitos ele nos conduzirá a toda a Verdade.
      Deus te abençõe
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
  15. Sr. Adventista, você leu Atos 26:22-23?

    Vamos ler:

    "Mas, alcançando socorro de Deus, ainda até o dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, NÃO DIZENDO NADA MAIS DO QUE OS PROFETAS E MOISÉS DISSERAM QUE DEVIA ACONTECER,

    Isto é, que o Cristo devia padecer, e SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS, devia anunciar a luz, a este povo e aos gentios."

    Diante dessa afirmação aqueles que dizem que creem na biblía e estão defendendo a ressurreição de Moisés antes de Cristo deveriam ficar bem quietinhos e não vir querer peitar o apóstolo Paulo.

    Vocês ao desesperadamente querer defender os escritos heréticos de uma falsa profetisa NEGAM A PALAVRA DESCARADAMENTE quando qualquer criança entende o texto que acabei de citar.

    Isto sim é uma VERGONHA!!!

    Que os oponentes contradigam o que o apóstolo Paulo falou e já estarão qualificados como incrédulos declarados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ellen White CONTRADIZ as escrituras ao afirmar:

      "Não houvesse a vida de Moisés sido maculada por aquele único pecado, deixando de dar a Deus toda a glória de tirar água da rocha, em Cades, e teria entrado na terra prometida, e seria TRANSLADADO PARA O CÉU SEM VER A MORTE. (ênfase minha).

      MAS NÃO FICOU MUITO TEMPO NO TÚMULO.
      O próprio Cristo com os anjos que sepultaram a Moisés, desceram para chamar o santo que dormia."
      "Patriarcas e Profetas, p.478, Ellen White Books."
      White afirma que Moisés "não ficou muito tempo no túmulo", quando DEPOIS DE 30 DIAS DE SUA MORTE Deus diz a Josué que Moíses era morto. Js.1:1-2.

      White ao afirmar que Cristo ressuscitou Moisés sem este ver a corrupção de seu corpo faz bem o que o diabo gosta, ou seja, contrafazer as obras de Deus.

      Ela contradiz o apóstolo Paulo que em Atos 26:22-23 afirma:

      "Mas alcançando socorro de Deus, ainda até o dia de hoje permaneço dando testemunho tanto a pequenos como a grandes, NÃO DIZENDO NADA A MAIS DO QUE OS PROFETAS E MOISÉS DISSERAM QUE DEVIA ACONTECER,

      Isto é, que o Cristo devia padecer, e SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DOS MORTOS, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios."

      Se Moisés ficou "pouco tempo no túmulo" a ponto de seu corpo não experimentar corrupção encontramos uma tremenda contradição com o citado em Josué 1:1-2 que declara a morte de Moisés passados mais de 30 dias.

      "Senhor, esconda-me no refugio da tua Palavra."

      Excluir
    2. Algo que nos deixa intrigados é que nosso Deus sendo Onisciente, sabedor de todas as coisas e nunca sendo " pego de surpresa ", como Ele autorizaria o SEPULTAMENTO de Moisés para logo em seguida desenterrá-lo e ressuscitá-lo ???!!!
      E como Deus deixaria seu povo querido e amado, chorando, pranteando a morte de alguém tão importante e amado como Moisés era pelo povo, durante 30 ( Trinta dias ) sem dar uma palavra, já que ele "estava vivo". Misericórdia.. não tem como acatar esta ressurreição. O Canon bíblico não nos autoriza, nem evidência este fato, pelo contrário, como já foi exposto é impossível ele ter ressurgido, pois O Senhor Jesus foi O PRIMEIRO A RESSURGIR COM O CORPO GLORIFICADO PARA NUNCA MAIS MORRER. At.26. 23 e 1 Co.
      15.20.
      E a conclusão que temos que chegar, não é outra, senão a de aceitar a imortalidade da ALMA/ESPIRITO e como prova disto é que Moisés apareceu no monte da transfiguração diante do Senhor do Universo. E que Moisés aguarda como os demais que já partiram a volta do Senhor Jesus com Grande Poder e Glória, quando seu corpo, SIM, ressurgirá e se unirá ao seu espirito imortal e juntamente com seu corpo, então glorificado, viverá conforme é o projeto pleno de Nosso Amado Deus.
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
  16. Um detalhe importantíssimo é que o relato do Espirito Santo no capítulo 17. de Mateus é o cumprimento do verso 28 do capítulo 16 de Mateus. O que ocorreu no capítulo 17foia transfiguração, foi algo glorioso,que o Senhor Jesus permitiu Pedro , Tiago e João contemplarem "...O Filho do Homem no Seu Reino ". Realmente não provaram a morte e viram aquela manifestação maravilhosa. Observemos que eles não tiveram contato com Moisés e Elias, somente O Senhor do Universo. Não tem nada a ver com " espiritismo ", mas com o cumprimento de uma Palavra Profética do Senhor Jesus, para três de seus discípulos.
    Quanto a ressurreição do querido Moisés, se alguém não viu e não meditou na exposição de duas autoridades da lingua Hebraica e Grega, deveriam fazê-lo, pois com certeza vai esclarecer, possíveis dúvidas, apesar da transparência com que o irmão Paulo Cadi tem nos feito refletir. Abaixo segue novamente o endereço:

    http://www.youtube.com/watch?v=X9qMDKbeN8w

    Gostaria que houvesse comentário sobre o referido video acima.
    Com o objetivo somente de nos ajudar mutuamente a chegarmos à Verdade,
    Vosso conservo
    Wilton

    ResponderExcluir
  17. Irmão Wilton, muito bom este video. Conheço já faz algum tempo o trabalho do pastor Elias como apologista, área em que ele tem muita competência!

    As pessoas que estão em seitas quando vêem a verdade sendo dita e vindicada pelas escrituras deveriam ao menos abrirem sua biblías com calma, em oração e considerarem o que está lhes sendo apresentado e compararem com os ensinamentos daqueles que afirmam que receberam revelações divinas.

    Então esperamos que muitas pessoas que visitam este espaço do qual participamos mais ativamente reconsiderem suas crenças quando virem que ela vão de encontro a palavra e não ao encontro da mesma.

    Irmão Wilton, "oremos com todos os que são pela verdade para que a mesma verdade prevaleça no coração dos sinceros."


    ResponderExcluir
  18. Meu prezado Paulo Cadi,

    Você faz uma tempestade num copo d'água com a sua frágil opinião sobre o que dizem os versos de Josué e Atos!!
    Veja bem, na Escritura Sagrada, em Jos.: 01.01-02, temos:
    "Sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que este falou a Josué, filho de Num, servidor de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo é morto; dispõe-te, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel."
    Ou seja, Paulo Cadi, nada dessa sua fala que diz que no verso teríamos:
    "APÓS 30 DIAS DA MORTE DE MOISÉS Deus disse para Josué que Moisés ERA MORTO. Js.1:1-2"
    Cuidado, sr. Cadi, pois vc está colocando coisas no texto que, em realidade, não existem!!!!
    Portanto, o verso não diz que, somente após o período de luto por Moisés (30 dias), Josué foi constituído o novo líder de Israel. Isso pode perfeitamente ter ocorrido no mesmo dia em que o profeta foi morto, e, após isso, respeitaram o luto de 30 dias por ele.

    Sobre o texto de At.: 26.22-23, não precisa deste alarde todo, meu caro Cadi! Nós peitaremos perfeitamente a sua fala destituída de fundamento, ó oponente do adventismo.

    Segundo Atos 26.23, Cristo é o "primeiro [e único] da ressurreição dos mortos" no sentido de ressuscitar por si só, pois Ele disse:
    "... eu dou a minha vida para a reassumir.
    ... Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la." Jo.: 10.17-18.
    Assim, Cristo é o primogênito dos mortos, não como o primeiro cronologicamente a ressurgir, mas como o mais importante (ou elevado) dentre os ressurretos. Por isso, Ele é quem ressuscitará todos os salvos no último dia e os ímpios para a destruição após o milênio. Ver Jo.: 05.28-29, 1 Tes.: 4.16, Apoc.: 20.05-06
    Quer a prova como a palavra 'primogênito' também pode significar 'o mais importante (ou elevado)'? Veja Sal.: 89.20-27:
    "Encontrei Davi, meu servo... Fá-lo-ei, por isso, meu primogênito, o mais elevado entre os reis da terra."
    Por acaso, Davi foi o primeiro rei de Israel? Claro que não! Acaso ele foi o primeiro filho de Jessé? Negativo! Portanto o termo 'primogênito' aqui não significa primeiro, mas sim, o mais importante ou elevado.

    Assim, Moisés não é o primogênito dos mortos, pois ele não ressuscitou por si só, foi Cristo quem o fez ressurgir, assim como o SENHOR ressuscitou o filho da viúva de Sarepta, a filha de Jairo, o filho da viúva de Naim, todas são ressurreições dependentes do Senhor. Já Cristo não, com o Mestre houve uma ressurreição INDEPENDENTE, e assim Ele é o primogênito (ou o primeiro, ou o mais elevado) dos ressurretos.

    ResponderExcluir
  19. Só uma pequena correção neste meu comentário de 31/12/13 às 00h54:

    No penúltimo parágrafo, na última frase, onde se lê:
    "...aqui não significa primeiro, mas sim, o mais importante ou elevado."

    Leia-se:
    "...aqui não significa primeiro CRONOLOGICAMENTE, mas sim, o mais importante ou elevado"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ufa! Nunca ouvi tanta baboseira de uma vez só!

      Josinaldo, preste bem atenção no que vou lhe explicar.

      Vamos ler dt.34:8:

      "E os filhos de Israel prantearam a Moisés 30 dias, NAS CAMPINAS DE MOABE; E OS DIAS DO PRANTO NO LUTO DE MOISÉS SE CUMPRIRAM.

      Você continue lendo daí até chegar em Josué 1:1 Onde vamos ler:

      "E sucedeu que depois da morte de Moisés, servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de num, servo de Moisés, dizendo:

      Moisés, meu servo, É MORTO; Levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel."

      No verso 10 de Josué 1 vamos ler:

      "Então Josué deu ordem aos princípes do povo, dizendo:
      Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo: Provede-vos de comida, porque DENTRO DE TRÊS DIAS passareis este Jordão, para que entreis a possuir a terra que vos dá o Senhor vosso Deus, para a possuirdes."

      NO MESMO DIA que Deus disse a Josué que Moisés era morto, foi quando Josué deu a ordem para o povo se aprontar para DENTRO DE TRÊS DIAS passar o Jordão e possuir a terra.

      JÁ TINHAM PASSADO OS 30 dias de luto pela Morte de Moisés dentro do contexto em que Deus afirmou que Moisés era Morto.

      Sobre Atos 26:22-23, o que você afirmou É COMPLETAMENTE SEM FUNDAMENTO e pura imaginação sua ´porque o texto de atos 26:22-23 é claro ao afirmar que Cristo é o PROTOS, pronuncia-se PROUTÓS, LITERALMENTE O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS SOB QUALQUER INSTÂNCIA.

      As razões que você alegou, como: "porque ele é o m mais elevado, ou ressucitou por si só (?!), de onde você tirou isto?

      Em primeiro lugar o que tem "elevação" a ver com Atos 26:22-23?

      Depois você afirmou que cristo é o primeiro da ressurreição porque ressucitou por si só (?!)

      Vamos ler:

      "DEUS RESSUCITOU A ESTE JESUS, do que todos nós somos testemunhas."At.2:32.

      Seja conhecido de vós todos, e de todo o povo de israel, que em nome de Jesus Cristo o nazareno, aquele a quem vós crucificastes e a quem DEUS RESSUCITOU DENTRE OS MORTOS..."At.4:10.

      Então a sua afirmação de que Cristo é o primeiro dentre os mortos porque ressucitou por si só NÃO TEM FUNDAMENTO.

      Depois fez uma comparação com o Rei Davi ao qual Deus o tornaria seu primogênito ainda que não tivesse sido o primeiro rei de Israel.

      São assuntos COMPLETAMENTE DIFERENTES o reinado e bençãos que Davi recebeu de Deus e a ressurreição dos mortos. Deus elevou a Davi como primogênito porque Saul, o primeiro rei de Israel foi retirado por Deus por causa da sua apostasia e severamente repreendido por Samuel.

      Davi foi um homem segundo o coração de Deus, apesar das suas falhas.

      Agora o senhor Jesus é o primogênito porque é o Filho de Deus sendo sua primogênitura ABSOLUTA em todos os aspectos.

      1Co.15:21 vamos ler:

      "Porque assim como a morte veio por um homem, também A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS VEIO POR UM HOMEM."

      A ressurreição para A VIDA ETERNA, INCORRUPTÍVEL veio somente após o Calvário e não antes.

      Para existir 1Co.15 como o próprio capítulo revela TEVE DE HAVER A RESSURREIÇÃO DE CRISTO, pois foi ele que abriu o caminho ao céu.

      Ele mesmo afirmou que "Ninguém subiu ao céu a não ser o Filho do Homem."Jo.3:13.

      Querer colocar pessoas no céu com corpos glorificados, imortais, diante de Deus, que estavam debaixo do sangue de animais, ANTES do Calvário e desconhecer por completo o que é a salvação em cristo Jesus. Vá estudar a biblía e largue estas revelações" do inferno.











      Cristo é o primogênito dentre os mortos porque NÃO TINHA PECADO, era o redentor, por isso seu corpo não viu corrupção.

      Vamos ler 1Co.15:


      Excluir
    2. Paulo Cadi,

      Você está equivocado novamente.
      Quando a Escritura diz que Deus e/ou o Espírito Santo ressuscitaram a Cristo é uma constatação de que o Pai e o Espírito participaram da ressurreição do Senhor Jesus, o qual tomou a própria vida de volta, segundo João 10.17-18, verso este que vc não fez comentário algum; vc simplesmente ignorou esta passagem de João.

      Deut.: 34.08-12 até Jos.:01.01-10 NÃO DIZEM QUE JOSUÉ FOI CONSTITUÍDO LÍDER APÓS O LUTO POR MOISÉS, temos somente a informação sobre o luto (Deut.:34.08-10) e a instituição de Josué como líder (Jos.: 01.02), só que estes fatos podem ter ocorrido num mesmo dia e não, necessariamente, em períodos separados.
      Dizer que houve o luto primeiro e, depois de 30 dias, a escolha de Josué como líder, é uma conclusão sua, sr. Cadi, e não uma narrativa do texto bíblico.

      Sobre Cristo ser o primeiro da ressurreição dentre os mortos, eu lhe pergunto, Paulo Cadi, a Bíblia relata que Cristo foi o primeiro, cronologicamente, a ressurgir dos mortos? Responda objetivamente dentro das Escrituras, por favor!
      Enquanto eu aguardo sua resposta, darei a minha pra vc e seus correligionários:
      Claro que não, né?
      Até porque houve a ressurreição do filho da viúva de Sarepta, o filho da mulher sunamita, Lázaro...
      Portanto, Cristo é primeiro da ressurreição dentre os mortos (ou o primogênito dos mortos) em outro sentido que não seja o cronológico.
      Sendo assim, para que não recorramos a especulações, temos que buscar na Escritura a resposta para esta questão:
      A Bíblia, então, nos diz que o termo 'primogênito' pode significar o 'mais importante ou mais elevado' (Salm.: 89.20-27), isto também vale para a palavra 'primeiro' ou 'primícias'.
      Levando então este princípio acerca do termo 'primogênito' (ou primeiro) para o caso da ressurreição de Cristo, concluímos que o Senhor NÃO foi o primeiro CRONOLOGICAMENTE a ressuscitar dos mortos, mas sim, o Ser mais importante que existe em termos (também) de ressurgimento dentre os mortos.

      Só dizer que o nosso argumento é errado, sem mostrar razões bíblicas para isso, não vale, sr. Cadi!
      Cristo foi o primeiro cronologicamente a ressuscitar? Sim ou não? Por quê?

      Excluir
    3. A nomeação de Josué em lugar de Moisés ocorreu ANTES da morte do profeta.

      Está em Deuterônomio 31:1-8 e 14-18 do mesmo capítulo.

      Em Dt.34:5-6 vamos ler:

      "Assim morreu ali Moisés, servo do Senhor, na terra de Moabe, conforme a palavra do Senhor.

      E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; E NINGUÉM SOUBE ATÉ HOJE O LUGAR DE SUA SEPULTURA."

      Em Dt.31:16 vamos ler:

      "E disse o Senhor a Moisés:

      Eis que DORMIRÁS COM TEUS PAIS; e este povo se levantará, e prostituir-se-á indo após deuses
      estanhos..."

      Em Dt.34:8 vamos ler:

      "E os filhos de Israel prantearam a Moisés trinta dias, nas campinas de Moabe: e os dias do pranto no luto de Moisés SE CUMPRIRAM.

      No verso 9 vamos ler:

      "E Josué, filho de Num, foi cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés tinha posto sobre ele as suas mãos", (no capítulo 31).

      Em Josué 1:1-2 vamos ler:

      "E sucedeu DEPOIS DA MORTE DE MOISÉS...
      V.2: Moisés, meu servo, É MORTO; Levanta-te, poi, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.

      No verso 10 vamos ler:

      Então Josué deu ordem aos princípes do povo, dizendo:

      Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo: Provede-vos de comida, porque DENTRO DE TRÊS DIAS passareis este Jordão, para que entreis a possuir a terra que vos dá o Senhor vosso Deus, para a possuirdes

      NO MESMO DIA em que Deus disse a Josué que Moisés era morto ele ordenou a Josué para que preparasse o povo que DENTRO DE TRÊS DIAS ATRAVESSARIA O JORDÃO.

      Você está entendendo?
      Se não estiver, então tem dificuldade em compreender o que lê.

      O povo NÃO PODERIA ESTAR AINDA DENTRO DOS 30 DIAS DE LUTO NACIONAL POR MOISÉS, pois a ordem dada a Josué só foi dada APÓS OS DIAS DE LUTO PELA MORTE DO PROFETA.

      Não teria nenhum sentido Josué, o Profeta, estarem pranteando a morte de Moisés por 30 dias se durante este tempo ele já teria sido ressucitado em um corpo incorruptível e ascendido ao céu.

      Em Amós 3:7, concernente a Israel diz, vamos ler:

      "Certamente o Senhor Deus NÃO FARÁ COISA ALGUMA, SEM TER REVELADO O SEU SEGREDO AOS SEUS SERVOS, OS PROFETAS."

      Se Moisés tivesse sido ressucitado por Deus durante estes 30 dias, Josué como PROFETA teria ANTES DESTE EVENTO, recebido de Deus a revelação da ressurreição de Moisés, e não ficaria lá em baixo pranteando por alguém que estava vivo. Continua...

      Excluir
    4. O capítulo 1 de Josué é uma sequência de Deuterônomio 34, assim como o capítulo 20 de apocalipse é uma sequência do capítulo 10 do mesmo livro.

      Agora, se os adventistas querem afirmar que não, terão que concordar com os "amilenistas" que afirmam que o capítulo 20 de apocalipse não é uma sequência do capítulo 19 do mesmo livro.

      Cristo é sim o primeiro a RESSUCITAR PARA A VIDA ETERNA.

      As pessoas que Jesus ressucitou em seu ministério terreno não o foram para a vida eterna mas para demonstrar o poder de Deus vindicando o ministério do Messias.

      Do Messias está escrito:

      "E antevendo isto, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no Hades, NEM A SUA CARNE VIU A CORRUPÇÃO. At.2:31-Salmo 16:10.

      O Único que morreu cujo corpo não viu corrupção foi Jesus Cristo, porque ele NÃO TINHA PECADO.

      Se alguém não entender algo elementar como isto NÃO TEM NENHUMA COMPREENSÃO DO EVANGELHO.

      Quando Cristo clamou na cruz, "Está consumado", e o véu que separava o santo do santíssimo se rasgou de alto a baixo, dali e só dali em diante os crentes tiveram acessoa ao céu.

      Todos os crentes do antigo testamento estavam aguardando este dia.

      1Co.15:21 vamos ler:

      "Porque assim como a morte veio por um homem, também A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS (em corpos glorificados, para a VIDA ETERNA), VEIO POR UM HOMEM (Jesus Cristo).

      1Co.15:17-18 vamos ler:

      "E, se Cristo NÃO RESSUCITOU, é vã a vossa fé, E AINDA PERMANECEIS NOS VOSSOS PECADOS.

      E também os que DORMIRAM EM CRISTO ESTÃO PERDIDOS (eternamente sob o governo de Satanás).

      Como diz o texto acima, "SE CRISTO NÃO RESSUCITOU PERMANECEIS NOS VOSSOS PECADOS."

      Então como que Moisés o corpo de Moisés (que tinha pecado), poderia ser ressucitado incorruptível e ter ido ao céu?

      Vocês realmente não tem noção do que dizem!

      Quanto a João 10:17-18

      "Por isso o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la.

      Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la.

      ESTE MANDAMENTO RECEBI DE MEU PAI.

      A palavra grega EXOUSIA, (pronuncia-se, EXSUSSIA, poder de escolha,permissão), Cristo recebeu do Pai.

      Ele TODO O TEMPO estava atuando em sujeição ao mandamento (gr. ENTOLE), que recebeu do Pai.

      Ele mesmo retoma a sua vida PELAS MÃOS DO PAI, porque o Filho só faz o que vê o Pai fazer, ou seja, agem AO MESMO TEMPO, e não em separado.

      At.2:23-24 vamos ler:

      "A este que vos foi entreque pelo DETERMINADO CONSELHO E PRESCIÊNCIA DE DEUS (Jo.10:18: "Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou..."), prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos;

      Ao qual DEUS RESSUCITOU, desfazendo as dores da morte, porque não era possível que fôsse retido por ela;

      'Porque tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo por meio do homem que destinou; e disto deu certeza a todos RESSUCITANDO-O DENTRE OS MORTOS."

      O Filho não age em separado do Pai, mas retoma sua vida pela AÇÃO DO PAI.

      Vamos ler mais a biblía.

      Excluir
    5. No início do segundo comentário, onde diz:

      "...capítulo 20 de apocalipse é uma sequência do capítulo 10, ler: "...capítulo 20 de apocalipse é uma sequência do capítulo 19."

      Excluir
    6. "Não teria nenhum sentido Josué, o Profeta, estarem pranteando a morte de Moisés por 30 dias se durante este tempo ele já teria sido ressucitado em um corpo incorruptível e ascendido ao céu."

      Acaso, segundo esta sua teoria, o povo abria a sepultura de Moisés, dia após dia para saber ser o corpo de Moisés estava ainda sepultado ali?

      O que a Bíblia diz é que ninguém sabia onde ele havia sido sepultado, conforme o próprio amigo destacou:

      "E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; E NINGUÉM SOUBE ATÉ HOJE O LUGAR DE SUA SEPULTURA."

      Remontando, segundo a revelação de Ellen White:

      Moisés morreu, Deus avisou a Josué, Josué avisou ao povo. Houve então a disputa entre Miguel e Satanás pelo corpo de Moisés, onde satanás não queria permitir que Moisés fosse ressuscitado.

      O povo chorou por vários dias, sem encontrar a sepultura onde nem havia mais um corpo.

      Que contradição há com os versos Bíblicos?

      Veja:

      "Se Moisés tivesse sido ressucitado por Deus durante estes 30 dias, Josué como PROFETA teria ANTES DESTE EVENTO, recebido de Deus a revelação da ressurreição de Moisés"

      O amigo está certo, e ao mesmo tempo errado, veja a afirmação que seria correta:

      "Se Moisés tivesse MORRIDO durante estes 30 dias, Josué como PROFETA teria ANTES DESTE EVENTO, recebido de Deus a revelação da MORTE de Moisés"

      Então não é possível que Josué tenha recebido a notícia da morte de Moisés DEPOIS de o povo ter pranteado por ele durante 30 dias! Não faria sentido"

      Excluir
    7. Josinaldo vou lhe fazer uma pergunta:

      SE CRISTO, SEGUNDO OS ADVENTISTAS, DEPOIS DE SUA MORTE ESTAVA INCONSCIENTE NO SONO DA MORTE, COMO PODERIA TER RESSUCITADO À SI PRÓPRIO SEGUNDO O QUE VOCÊ MESMO AFIRMOU?

      Excluir
    8. Sr.Adventista, você afirmou:

      "Se Moisés tivesse MORRIDO durante estes 30 dias, Josué como PROFETA teria ANTES DESTE EVENTO, recebido de Deus a revelação da Morte de Moisés."

      Leia Dt.31:14-16 e confirme se Josué recebeu ou não a revelação da morte de Moisés.

      Eu NÃO AFIRMEI que Josué recebeu a noticía da morte de Moisés DEPOIS de o povo te-lo pranteado durante os 30 dias.

      Vocês é que leem Josué 1:1-2 e não entendem.

      Deus não estava aí revelando a Josué que Moisés teria morrido, mas lembrando-o do fato e dando a ele instrução dos procedimentos a ser tomados daí para a frente.

      Excluir
    9. "Deus não estava aí revelando a Josué que Moisés teria morrido, mas lembrando-o do fato e dando a ele instrução dos procedimentos a ser tomados daí para a frente."

      Negativo! Pois o verso bíblico é claro em relatar que a conversa se sucedeu depois da morte de Moisés e ali não abre lugar para um intervalo de tempo de 30 dias, conforme o amigo tem afirmado.

      "E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo:"

      A Bíblia NÃO relata que Deus tenha dado alguma revelação diretamente ao povo sobre a morte de Moisés.

      Então a Bíblia realmente NÃO AFIRMA de que Josué 1:1 tenha ocorrido após os 30 dias, isto é presunção do amigo.

      O que a Bíblia nos mostra é que Deus não falava diretamente à congregação mas sim através de SEUS profetas, ou seja, como Moisés havia morrido, cabia a Josué servir de porta-voz entre Deus e o SEU povo.

      OU SEJA! Foi ali em Josué 1:1 que começou o ministério de Josué como sucessor de Moisés. Ali foi a primeira revelação de Deus feita após a morte de Moisés.

      Assim não é possível acreditar de que Deus tenha aparecido ao povo antes de falar com Josué e contado sobre a morte de Moisés a a localidade onde haveria sido sepultado, para que então pranteassem por 30 dias.

      Então temos que estabelecer a ordem de que PRIMEIRO Deus falou a Josué e revelou sobre a morte de Moisés e que somente depois o povo pôde entrar em luto.

      Em Josué 1:1 Deus não lembrou a Josué sobre a morte de Moisés. Deus apenas confirmou aquilo que Josué já esperava em Deuteronômio 31:14.

      Ou seja, assim sucedeu:

      Deus avisou a Moisés de que seus dias estavam contados. Moisés colocou Josué de prontidão para continuar o seu legado. Deus então levou moisés para ver a terra prometida. Moisés então morreu e Deus o sepultou. Deus então apareceu a Josué avisando de que a morte de Moisés havia ocorrido.

      Portanto é muito mais lógico pensar de que os 30 dias de luto tenham ocorrido após estes eventos.

      Excluir
    10. O Sr.Adventista continua insistindo no êrro!

      Está vendo que sua argumentação, ou seja, a maneira como dispôs seu argumento está ERRADA.

      Mas eu agora vou demonstrar o equivoco deste seu raciocínio.

      Preste bem atenção Sr.Adventista, para não perder o fio da meada.

      Vou seguir seu raciocício, se é que entendi o que você disse; mas vamos lá.

      Josué 1:1-3, vamos ler:

      "E sucedeu DEPOIS DA MORTE DE MOISÉS, servo do Senhor, que o Senhor falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo:

      Moisés, meu servo, É MORTO; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.

      Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, COMO EU DISSE A MOISÉS."

      As instruções de Deus a Josué prosseguem até o versículo 9.

      Versículos 9-10, vamos ler:

      "Então Josué deu ordens aos princípes do povo, dizendo:

      Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo dizendo: Provede-vos de comida, PORQUE DENTRO DE TRÊS DIAS PASSAREIS ESTE JORDÃO, para que ENTREIS A POSSUIR a terra que vos dá o Senhor vosso Deus, para a possuirdes."

      Se os 30 dias de luto começaram em Josué 1:1-2, então Deus revelou a morte de Moisés a Josué e deu a ordem para preparar o povo afim de que DENTRO DE TRÊS DIAS possuísse a terra prometida, no vigésimo sétimo dia (dia 27), dos 30 dias de luto pela morte de Moisés!!!

      Ou seja, no vigésimo sétimo dia do luto pela morte de Moíses, note bem, segundo o seu raciocínio, Moisés ESTAVA MORTO, porque Josué entregou a ordem aos princípes do povo para fazerem os preparativos para DENTRO DE TRÊS DIAS possuírem a terra prometida, o que não poderia ser feito nos dias de luto pela morte de Moisés.

      Então, segundo o seu raciocínio, de que os 30 dias de luto começariam em Josué 1:1-2 a revelação da morte de Moisés só poderia ter vindo no final dos dias de luto, porque o aviso era que DENTRO DE TRÊS DIAS VOCÊS VÃO INVADIR A TERRA!

      E Deus afirmou, segundo o seu raciocínio, que Moi sés ERA MORTO no FINAL dos 30 dias de LUTO NACIONAL pela morte de Moisés. Entendeu?

      Na tentativa de torcer as escrituras para moldar-se a falsa "revelação" de White, a ordem dos fatores não alterou o produto.

      Excluir
    11. Prezado Paulo Cadi,

      Não argumentarei mais sobre a morte e ressurreição de Moisés e a consequente instituição de Josué com líder do povo, porque seria algo repetitivo.

      A respeito de sua pergunta sobre a ressurreição do Senhor Jesus, não sou eu quem diz que o Mestre tomou a vida dEle de volta, foi Ele Mesmo quem disse que faria isso em Jo.: 10.17-18!
      Se Cristo disse que entregaria em breve Sua vida à morte e tomá-la-ia de volta, quem é vc, Paulo Cadi, para contrariá-Lo?! Quem é vc para insinuar que Cristo não teria essa capacidade? O Mestre, ao unir-Se à humanidade não deixou de ser Deus, lembra?
      Agora, como Ele o fez, devido ao estado de inconsciência no qual se encontrava? Milagre, meu caro! Como explicar o fato de que o "Autor da vida" (At.: 03.15) Se depôs nos laços do inimigo morte?! Como entender isso? Nossa mente humana não tem a mínima capacidade de entender esta realidade! Reduzamo-nos à nossa insignificância!
      A ressurreição do Senhor foi um milagre e isto não se explica, aceita-se e ponto final.

      Excluir
    12. Só posso responder com um KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

      Você afirmou:

      "O Mestre, ao unir-se à humanidade não deixou de ser Deus, lembra?"

      Então você está admitindo que Jesus NÃO FICOU INCONSCIÊNTE DURANTE AS 72 HORAS EM QUE FICOU NO TÚMULO como ensina sua profetisa.

      Tentando argumentar CONTRA o testemunho de Jesus, ou seja, a biblía vocês cada vez mais se expõem a dar explicações ridículas.

      Vocês querem provar a ressurreição de Moisés para a vida eterna antes de Cristo SEM ESCRITURA passando por cima do calvário, pois foi ali que 1co. FOI PRODUZIDO. A ressurreição dentre os mortos NASCEU DA RESSURREIÇÃO DE CRISTO. Não se pode separar a ressurreição para a VIDA ETERNA de sua FONTE, ou seja a resurreição do Senhor Jesus.

      O fato de ele aparecer em glória foi porqur a visão estava anunciando um acontecimento FUTURO.

      As vestes dos apóstolos TAMBÉM se revestiram de glória, pois o véu da eternidade se abriu à eles como um ato da graça de Deus.

      O texto de Judas 9 NADA fala de ressurreição; como a aparição de Moisés no monte é "uma pedra no sapato" dos materialistas, eles como NÃO tem escritura para provar que Moisés ressucitou para a vida eterna ANTES de Cristo ficam "pendurados" em Judas 9 que NÃO TOCA NO ASSUNTO RESSURREIÇÃO.

      À propósito NEM JESUS nos evangelhos, e nem em nenhuma carta do novo testamento é sequer mencionado ressurreição de Moisés para a VIDA ETERNA ANTES DE CRISTO.

      1Co.15:17:

      "E, se Cristo não ressucitou é vã a vossa fé, e ainda PERMANECEIS NOS VOSSOS PECADOS."

      Sem a ressurreição de Cristo não tinha ainda havido a REMISSÃO DE PECADOS.

      Os santos do antigo testamento que aguardavam DEBAIXO DO SANGUE DE ANIMAIS NÃO TINHAM ACESSO AO CÉU ATÉ CHEGAR O PROMETIDO.

      Vá estudar a biblía e largue de mão estas "revelações" do inferno.

      Excluir
  20. Caro Josinaldo Costa
    Deus te abençõe ricamente
    Em 1 Co.15.20 a Palavra PRIMÍCIAS Fala a respeito da PRIMEIRA PARTE da colheita para a vida eterna , na qual a ressurreição do Senhor Jasus precipitará e garantirá que todos os santos que morreram sejam ressuscitados também.
    O SENTIDO É SIM CRONOLÓGICO.
    Em At. 26.23 O Texto Sagrado também é bem claro, que o Senhor Jesus é o PRIMEIRO da ressurreição dos mortos.
    O sentido do texto original é CRONOLÓGICO, idêntico com a fala do Apóstolo em Coríntios.
    Deus nos ilumine
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica novamente a pergunta: " Se Moisés foi ressuscitado logo após seu sepultamento, Por quê, Deus deixou o Seu povo que tanto amava aquele lider pranteando um corpo morto, se ele já estava vivo? e o mais interessante não revelou nada aos seus servos desta ressurreição.
      Amado Josinaldo convido a assistir e meditar com toda diligência o Video no seguinte endereço:

      http://www.youtube.com/watch?v=X9qMDKbeN8w

      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    2. Prezado Wilton V. Rodrigues,

      Que a graça de Cristo seja com vc também!

      A respeito de seus questionamentos, respondo o seguinte:

      Como é que Cristo foi o primeiro cronologicamente a ressurgir dos mortos se a Bíblia cita várias ressurreições que ocorreram antes da do Senhor Jesus? Gostaria que vc argumentasse sobre isto.

      Não sabemos quando exatamente Moisés foi ressuscitado, o fato é que a instituição de Josué como líder ocorreu em algum momento entre o sepultamento de Moisés e a ressurreição do profeta. A ressurreição dele pode ter ocorrido no primeiro dia de sepultamento, mas, provavelmente, não foi depois dos 30 dias de luto.

      Porque o SENHOR não informou ao povo sobre a ressurreição de Moisés, é simples a resposta:
      Não sei.

      Quando der, assisto ao vídeo que me indicaste.

      Excluir
    3. "Se Moisés foi ressuscitado logo após seu sepultamento, Por quê, Deus deixou o Seu povo que tanto amava aquele lider pranteando um corpo morto, se ele já estava vivo?"

      Porque mesmo tendo sido ressuscitado o povo não mais o veria! O sentimento de falta seria o mesmo! Mesmo ressuscitado o povo não teria mais Moisés entre eles. Os 30 dias de pranto era uma homenagem.

      Portanto, não haveria por que Deus revelar sobre a ressurreição de Moisés a fim de suspender o pranto.

      E sendo que Miguel disputou o corpo de Moisés com Satanás é porque tinha um propósito, um uso para aquele corpo.

      E o único uso que se faz de um corpo é de se acomodar o espírito e guardar a alma!

      Excluir
  21. Caro Josinaldo
    Recebo de coração a benção que compartilhas comigo
    Feliz Ano Novo para você e toda tua amada família.
    Josinaldo as varias ressurreições que aparecem nas Escrituras desde o tempo do Antigo Testamento, foram todas , para Glória de Deus e sinal para as pessoas envolvidas na época glorificarem o Deus de Israel e obviamente para nossa edificação também, Porem podemos observar que todas elas aconteceram e os ressuscitados TORNARAM A MORRER. No caso da ressurreição que Paulo ensina nos textos citados Atos26.23 e 1Co.5.20 tratam de uma ressurreição especial, que é a do Senhor Jesus, o qual ressusscitou, PARA NUNCA MAIS MORRER . momento em que recebeu O CORPO GLORIFICADO, que nós que aceitamos a Jesus como Nosso Único e todo-suficiente Salvador receberemos, quando da ocasião da 1a. ressurreição, tempo em que Ele Voltará, para nos levar para Ele, onde Ele mora na Casa de Seu Pai.
    Moisés esta aguardando o cumprimento, como todos os remidos o toque da trombeta, quando ele verdadeiramente ressurgirá com todos os santos do Senhor.
    O Video que te sugeri, te ajudará a entender este fato. Quando você puder dê uma olhada com carinho.
    Aproveito a oportunidade de te indicar outro que contem uma contestação respeitosa ao professor Leandro Quadros, que trata exatamente deste assunto que estamos conversando: O termo: PRIMÍCIAS E PRIMEIRO, no contexto e nas palavras Gregas mencionadas nas passagens em epígrafe
    A seguir segue endereço do SITE:

    : http://www.youtube.com/watch?v=4uFnN1JHMDw

    Veja com atenção e se desejares retorne para falarmos sobre o assunto.
    Filipenses 4.7
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Wilton V. Rodrigues,

      Também desejo a vc e família um feliz 2014!

      A respeito do que estamos conversando, respondo o seguinte, não necessariamente para vc, mas para quem o instruiu a dissertar como vem dissertando:

      Esta análise, sobre as ressurreições ocorridas antes de Cristo, poderia até ter alguma plausibilidade se não fosse o caso de Moisés, o qual foi ressuscitado por Cristo (Jud.: 01.09) e apareceu em glória no monte da transfiguração (Luc.: 09.30-31).
      Não tem cabimento algum a falácia de que o Profeta ainda ressuscitará um dia se a Escritura já diz cristalinamente que Moisés encontra-se em glória.
      Quer dizer que, no último dia, o Senhor trará Moisés da glória para o túmulo, matando-o, para então novamente ressuscitá-lo? Francamente! Isto é inconcebível!!!
      Portanto, o nosso argumento sobre o termo 'primogênito dos mortos' (ou primeiro ou primícias dos que dormem) afirmando que se trata não de cronologia mas de 'maior importância ou elevação', possui de fato sensatez dentro do que a Escritura ensina.
      Aproveito a oportunidade para agradecer ao irmão Sr. Adventista por esclarecer a vc, Wilton, sobre a razão pela qual o Senhor não informou ao povo de Israel acerca da ressurreição de Moisés.

      Ainda não vi o vídeo nem o que se trata de algo envolvendo o irmão Leandro Quadros, vou ver se vejo hoje.

      Excluir
    2. Prezado Wilton,

      Acabo de ver o vídeo que me indicaste.
      Apenas vi uma parte do programa Na Mira da Verdade e alguém colocando letreiros tentando refutar uma argumentação do irmão Leandro Quadros sobre a ressurreição de Moisés.

      Os letreiros que são postos ao logo do vídeo são tão equivocados que não consigo me lembrar de todos os seus erros, mas cito alguns:
      1 - o letreiro tenta dizer que, nós adventistas, fazemos de Moisés o primogênito ou as primícias dos que dormem.
      Isto é mentira! O adventismo prega que o Senhor Jesus é a primícia dos que dormem (ou o primeiro ou o primogênito da ressurreição), não no sentido cronológico, mas como o mais importante dentre os que morreram, pelo fato de ter ressuscitado por Si só e pelo entendimento do termo 'primogênito' que pode também significar 'o mais importante' ou 'o mais elevado', segundo Salmos 89.20-27;

      2 -no vídeo, diz que Judas 1.9 não trata da ressurreição de Moisés...
      Ué, e trata de que então? Por que Miguel iria disputar o corpo do profeta se não fosse para ressuscitá-lo? Para onde Miguel iria levar Moisés se não fosse para Sua morada, ou seja, nas alturas? E levaria um morto com que propósito? Como poderia um corpo assim encontra-se num lugar de vida plena? Por que o inimigo não contenderia com Miguel se não fosse para tentar manter Moisés sem vida?

      3- no vídeo, diz que Moisés teria aparecido ao Senhor Jesus em "espírito" segundo Mat.: 17.01-03...
      Espera aí, o verso não diz que o profeta apareceu em "espírito", lá só diz que Moisés esteve no monte falando com o Mestre! E se lermos Luc.: 09.30-31, vemos que Moisés não aparece em "espírito", mas EM GLÓRIA! Como é que poderia ser um suposto morto glorificado? Isto não existe! Se Moisés estava glorificado, ele só pode ter sido previamente ressuscitado!

      Ah, Wilton, vou para por aqui... Pra mim já é suficiente que aquilo que puseram no vídeo do "Na Mira" é herético e, portanto, antibíblico.
      Não dar para aceitar as falácias daqueles letreiros, meu caro Wilton!

      Excluir
    3. Amigo Josinaldo
      Obrigado por retornar
      Sinceramente ninguém, além do Santo Espirito tem nos instruído a escrever, apesar que não seria nada demais. Temos estudado as Santas Escrituras e meditado por 38 anos, desde que conheci o Grande Amor de Deus revelado em Cristo Jesus.
      O texto de Judas 1.9 nada fala sobre a ressurreição de Moisés. Pode lêr com toda a atenção e principalmente , rogando a égide do Espirito Santo de Deus , o Autor da Palavra Inerrante de Deus.
      Quanto ao argumento do Sr. Adventista, não tive oportunidade de responder até então. Agora é que estou podendo, ainda que com o tempo estrangulado, comunicar-me com os amados do Senhor.
      A explicação do Sr, Adventista, com todo respeito , ao meu ver não tem nada a ver. Coloque-se no lugar de alguém que sabe que um parente amado ou um grandioso amigo, faleceu e por 30 dias pranteia o falecido, e em seguida se tomasse conhecimento que o mesmo não estava morto, mais que viajou para um lugar muito distante ainda que incomunicável. Com certeza que o sentimento do pranteador, seria de tristeza por não poder vê-lo, mais a "DOR", seria muito diferente, só de saber que o ente querido ou o grandioso amigo estaria VIVO.
      Seria uma maldade alguém saber da verdade dos fatos e não comunicar que vive a pessoa amada, deixando o pranteador pensando que o prateado estava morto.
      Quanto ao corpo de de Moisés. Deus enterrou-o e ninguém dos israelitas souberam, pois obviamente o idolatrariam, pois esta era a tendência lógica, devido o proceder do povo de Israel.
      Veja os videos e medite sem nenhum pré conceito e entenderás melhor para que se desejares fazer alguma contestação.
      No Amor de Jesus Nosso Senhor
      Wilton

      Excluir
    4. Prezado Wilton V Rodrigues,

      Gostaria que vc, ou o Paulo Cadi etc., me respondesse aos seguintes questionamentos:

      Por que Miguel iria disputar o corpo do profeta se não fosse para ressuscitá-lo?
      Para onde Miguel iria levar Moisés se não fosse para Sua morada, ou seja, nas alturas? E levaria um morto com que propósito? Como poderia um corpo assim encontra-se num lugar de vida plena?
      Por que o inimigo não contenderia com Miguel se não fosse para tentar manter Moisés sem vida?
      O que vc entende da expressão de Luc.: 09.30-31 que diz que, no monte da transfiguração: "... Moisés e Elias ... apareceram em glória..." ao Senhor Jesus?
      Como vc entende Salmos 89.20-27?

      No aguardo...

      Excluir
    5. Você passou por cima do capítulo inteiro de 1Co. e foi lá nos Salmos catar um texto que NADA tem a ver com o assunto?

      Tenha paciência.

      Excluir
    6. Amigo Wilton, todos temos consciência da ressurreição e nem por isto deixamos de chorar pelos nossos entes queridos mortos.

      Ainda hoje, na cerimônia fúnebre os pastores nos lembram desta ressurreição como forma de conforto.

      Então, devemos parar com esta modalidade de criar regras alheias às escrituras. Pois, ao contrário do que justificam alguns cristãos, não existe esta regra de que Deus tenha que revelar quando alguém é ressuscitado. Este pensamento enganoso que o amigo tem manifestado, também tenho acompanhado nos comentários do amigo Paulo Cadi, mas tenha em mente que estas regrinhas que infelizmente alguns pastores criam, não servem de base para se explicar as Escrituras.

      Cuidemos de não limitar as Escrituras por meio de nossas regras e filosofias.

      Excluir
  22. 9 Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.
    Judas 9

    Eu gostaria de saber da onde Judas tirou essa história, pois em nenhuma parte da bíblia contém essa narrativa. Pelo visto ele levou em conta livros considerados apócrifos, livros que não fazem parte do cânon e que todos vocês não levam em conta.

    Essa narrativa é contada no livro apócrifo assunção de Moisés e mais adiante Judas faz menção de outro livro apócrifo

    14 E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos;
    Judas 14

    Judas faz menção do apócrifo livro de Enoque.

    E aí levaremos em conta esses apócrifos ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Historicamente, esta citação foi tirada de um livro apócrifo! Que o autor do livro percebeu ser inspirado.

      Ou seja, tratava-se de um conhecimento já difundido naquela época.

      Isto apenas agrega mais confiabilidade, uma vez que tal fato proveio de uma outra obra mais detalhada sobre o assunto, e que mesmo assim, foi adicionado à narrativa bíblica, porque era inspirado.

      Então não se trata de um conhecimento novo, mas já se tinha consciência naquela época sobre tal evento. Então devemos crer de que de alguma forma, conheceram de que houve uma disputa entre Miguel e Satanás pelo corpo de Moisés.

      A maneira mais provável, por ser um livro apócrifo é que este evento tenha sido passado de geração à geração, como era o costume.

      Esta passagem em questão por exemplo, foi tomada como verdadeira ao ser incluída na Bíblia Sagrada.

      Excluir
  23. Caro Felipe
    Seja bem vindo
    Os livros apócrifos são livros considerados históricos e existe algumas verdades de fundo espirituais, porém não são em sua totalidade em acordo com todos os demais livros das Santas Escrituras considerados no Canon pela Septuaginta. Judas só comentou a parte que o Espirito Santo autorizou escrever . E não podemos ultrapassar o que Deus nos revelou nas Escrituras Inspiradas o que ultrapassa é outro Evangelho e não o de Cristo.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wilton, eu entendi seu raciocínio, mas a questão que levantei é outra. Independentemente de como o livro de Enoque e Assunção de Moisés sejam classificados, a verdadeira questão é, qual a influência que ele tinha sobre aqueles que escreveram o Novo Testamento.

      João, Paulo, Pedro, Tiago e Judas.

      Estes homens parecem ter sido bastante familiarizados com 1 Enoque. De fato, nada no Novo Testamento indica que eles sequer questionaram sua autenticidade ou a sua integridade. Mas independentemente do que qualquer um poderia pensar sobre a canonicidade de 1 Enoque, o fato é que, pelo menos um escritor do Novo Testamento (Judas) o considerou como Escritura. Se ele não considerou, temos que perguntar por que ele citou uma passagem inteira com ele dizendo que "Enoque", disse estas coisas:

      Judas 14:15 - Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos, para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram.

      Compare o descrito acima com o texto retirado de 1 Enoque:

      1 Enoque 1:9 - Eis que Ele vem com miríades de Seus santos para executar juízo sobre todos, e para destruir todo o ímpio. E para condenar toda carne acerca das obras de sua iniqüidade, a qual os ímpios cometeram, e de todo orgulho e coisas duras que os ímpios pecadores falaram contra Ele.

      Cópias de 1 Enoque logo desapareceram, e se não fosse pelo fato de que um número de cópias terem sido descobertas e traduzidas, não teríamos conhecimento de 1 Enoque fora das referências feitas a ele no Livro dos Jubileus, o Testamento dos Doze Patriarcas, e nos escritos dos “Pais da Igreja” (dos quais muitos consideravam 1 Enoque como Escritura: isto é, Barnabé, Atenágoras, Clemente de Alexandria, Irineu e Tertuliano).

      Que Judas considerava 1 Enoque como Escritura não se pode duvidar, não simplesmente porque ele o menciona, mas também porque ele não faz distinção entre 1 Enoque e outras Escrituras. "Quero, pois, lembrar-vos", escreve Judas, depois do qual ele faz alusão a dois eventos registrados no Antigo Testamento e um registrado em 1 Enoque:

      Judas 5-7 - “...Havendo o Senhor salvo um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu depois os que não creram; aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas... foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.”

      É significativo que Judas tenha dito aos seus leitores cristãos para lembrar algo registrado em 1 Enoque. Antes de tudo, indica que os cristãos estavam familiarizados com 1 Enoque, em segundo lugar, mostra que os cristãos consideravam o conteúdo de 1 Enoque como historicamente confiável. Em outras palavras, não pode ser mantido consistentemente que a crença de Judas em 1 Enoque ser considerado como Escritura tenha sido um caso isolado entre os cristãos do primeiro século.

      Excluir
    2. Outros também acreditavam, como por exemplo, Pedro (como sua referência a eventos fora do Canon oficial AT/NT mostra):

      2 Pedro 2:4 - "Porque se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas lançou-os no inferno, os entregou aos abismos da escuridão, ficando reservados para o juízo.”

      Até que ponto outros escritores do Novo Testamento consideravam 1 Enoque como Escritura pode ser determinado pela comparação de seus escritos com outros encontrados em 1 Enoque. A forte possibilidade de influência sobre seu pensamento e dicção é evidenciado pelo grande número de referências encontradas em 1 Enoque que lembram algumas das passagens encontradas no Novo Testamento. O procedimento de identificação desses paralelos intimamente associados não é diferente daquele usado para contar as 4.100 alusões ao Antigo Testamento no livro de Apocalipse.

      E você Wilton, também fez menção de '' escrituras inspiradas '' mas quem determinou o que é inspirado e o que não é? o cânon é humano, foi elaborado por homens, não foi o próprio Deus que determinou o que era sagrado e o que era espúrio, isso é um assunto polemico e muito relevante. Não contesto a autoridade da bíblia, só acho que os evangélicos se prendem ao extremo em tudo aqui que esta escrito ali, muitas vezes sem levar em conta que o apóstolo Paulo escreveu uma carta para um um determinado povo de uma determinada época e as coisas que estavam ali escritas faziam muito sentido para a audiência da carta, nem tudo o que Paulo escreveu considero como universal, poderia citar muitos exemplos que Paulo aplica para o tempo dele uma mensagem e pessoas pegam o texto e jogam para os dias de hoje, porém, há também ensinamentos de Paulo extraordinários que são universais e com aplicação para toda a humanidade de todos os tempos.

      Excluir
    3. Primeiro vá estudar história da Igreja e veja como foi estabelecido o Cânon das Escrituras.

      Você não é nenhuma autoridade, e com relação ao Cânon não existe polêmica NENHUMA.

      Polêmica tem como os escritos aí sim heréticos de White que contradizem frontalmente as escrituras.

      Por exemplo:

      Levitico 11 que nem é citado em nenhuma parte do novo testamento é "aplicado" pelos adventistas para os dias atuais.

      Judas citou textos de Enoc para combater as seitas com influência cabalistas que USAVAM estes livros.

      Tem que estudar, velho!
      Não adianta você querer "desmontar" a biblía para defender aquela víbora peçonhenta da Ellen White que em meio de seuy bons conselhos INJETA HERESIAS POR TODOS OS LADOS.

      Você sabe o que é apelar para o princípio de autoridade?


      Excluir
    4. Voce deve ter algum problema, eu não sou adventista nem acredito em Ellen White. É claro que conheço de que modo foi feito o cânon das escrituras e quais critérios foram usados para isso.

      Eu não sou nenhuma autoridade, nem você, nem quem fez o cânon também era. Qual a diferença entre nós? somos todos humanos. Você por acaso tem todas as respostas para todas as perguntas? você foi um enviado do céu para revelar coisas espirituais que ninguém teve acesso? então por que eu deveria acreditar em você?

      Querendo ou não, Judas aceita 1 Enoque como escritura e você não tem como negar isso, e no que escrevi fui ainda além, o fato de citar essa passagem, mostra que os seus ouvintes eram familiarizados com esse livro.

      Excluir
    5. Você não é adventista? Melhor prá você.

      Agora, poderia me informar, se tem, qual sua crença?

      Excluir
  24. Bruno, já comentei sobre Azazel nessas postagens:

    http://mcapologetico.blogspot.com.br/2012/04/satanas-na-expiacao-grande-asneira-de.html

    Visto que já conheço o assunto, não perderei tempo ouvindo isso de novo... quanto a ter ou não um pastor evangélico que não questionou, não faz diferença alguma.

    ResponderExcluir
  25. A herética "Clear Word Bible", de autoria de Jack Blanco, publicada pela "Review and Herald Publishing Association", apresentando-se como "A paraphrase to Nurture Faith and Growth", conseguiu a façanha de ser mais desonesta do que as verões na "linguagem de hoje."


    Vejam o que eles fizeram com o texto de Judas 1:9:

    "Em contraste à estes homens ímpios está o Senhor Jesus Cristo, TAMBÉM CHAMADO MIGUEL, O ARCANJO, responsável por toda a hoste angélica.

    Quando ele foi desafiado por Satanás sobre suas intenções de RESSUCITAR MOISÉS, ele não veio contra Satanás com um duro ataque nem depreciou-o.

    Ele simplesmente disse: Deus rejeitou sua reclamação ao seu corpo."

    Isto é DIGNO de um Apocalipse 22:18-19

    Na falta de provas para promover a falsa doutrina da ressurreição de Moisés para a vida eterna sem precisar da ressurreição de Cristo, que foi o que originou, produziu, a ressurreição dentre os mortos eles tem que MUTILAR o texto biblíco.

    Um leigo sabatista lendo "aquilo" vai pensar que o texto afirma assim diz. E outros que não tiverem um minímo de conhecimento das escrituras também vão ser levados a pensar a mesma coisa!

    São as heresias se espalhando por tudo quanto é lado. Ninguém mais quer saber o que a biblía diz; afirmam que creem nela mas pelas ações que produzem demonstram o oposto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Paulo
      O Senhor é a Nossa Luz

      Os amados Adventistas, infelizmente, em sua grande maioria não conseguem discernir o respeito e amor que sentimos por eles.
      O que acabas de declarar é muito forte e nosso respeito por eles e consideração só tende a aumentar.
      O que a liderança maior responsável, pelo Adventismo propriamente dito é que nos deixa indignados por ter a coragem de acrescentar às Santas Letras interpretações pessoais de uma denominação em desacordo com os originais da inerrante Palavra de Deus.
      Continuemos a propagar a Santa Palavra de Deus sem nos cansar de falar a verdade, ainda que passemos por pessoas "heréticas, "sem amor", "perseguidores", etc. Vamos , sim em Nome do Senhor Jesus, continuarmos a perseguir este espirito de engano e mentira que engana, sinceros homens e mulheres, que com sinceridade desejam servir ao Senhor com pureza de alma.
      Mais do que nunca nos voltemos para conhecer os textos fiés e estudemos com todo afinco, assim cresceremos e abençoaremos as ovelhas e o trigo , que desejam conhecer a Verdade.
      Deus conta contigo irmão Paulo e demais lavados e remidos no Sangue do Cordeiro.
      Em Cristo
      Wiulton

      Excluir
    2. Amigo Wilton Villote Rodrigues, faltou apenas adicionar ao discurso do amigo, a possibilidade de o amigo estar enganado e de os adventistas estarem certos no final das contas.

      Qualquer discurso que faça separações do tipo, eu estou certo e eles estão errados, deve ser rejeitado, porque não condiz com as escrituras.

      Apoio o comentário do amigo Felipe no quesito de que não temos uma revelação direta de Deus a fim de afirmarmos com certeza de que estamos com a verdade.

      No final das contas apenas defendemos aquilo que acreditamos ser verdades e acredite, são mais de 40 mil denominações fazendo isto a seu modo.

      Se em 40 mil denominações, cada uma credita estar correto, tendo cada um, uma visão e interpretação diferente da Bíblia, como podemos nós julgar que estamos corretos?

      Imagine um lago contendo 40 mil sapos cada um coachando "eu tenho a verdade", sendo que cada um faz isto em um tom de voz diferente?

      Não podemos ser como sapos, então devemos guardar estes discursos sobre:

      - Eles estão errados e nós estamos certos!

      O que podemos dizer é: -Eu creio assim!

      A autoridade que dirá quem está certo e quem está errado é a própria Bíblia. E lá não encontramos algo escrito como, Wilton está certo.

      Certo é quem segue a Bíblia e toda a Bíblia, sendo perfeito em seus ensinamentos e o único que conseguiu tal façanha foi Jesus.

      Então antes de discutir doutrinas, temos que discutir nosso relacionamento com Jesus, porque no final das contas é isto que definirá primordialmente a salvação de cada um.

      A verdade vem de um coração sincero que manifesta o caráter do Senhor Jesus, daí vem as verdadeiras doutrinas e não o contrário.

      E a liderança do adventismo somos cada um de nós. Os pastores e líderes são apenas obreiros que trabalham a nosso favor. Cada um de nós é quem se tornar futuros pastores e líderes então não existe este negócio de, "pobres adventistas enganados". Nem podemos ser taxados assim, dado o grau e a quantidade de estudos que fazemos semanalmente da Bíblia.

      Ou seja, não somos inocentes, nem ignorantes. O adventismo não é aquilo que seguimos, mas aquilo que somos, porque adventismo é antes de tudo um estilo de vida.

      Somos então aquilo que cremos.

      Excluir
    3. Estimado Sr. Adventista.
      Paz de Cristo seja contigo
      Nosso apoio ao Sr. Paulo Cadi se faz exatamente por estar demonstrando à Luz da Palavra sua colocações sobre a impossibilidade da ressurreição de Moisés e de uma nova Versão das " Escrituras " que vem trazer interpretações e comentários particulares e não a cópia fiel dos textos sagrados. Creio que o amado do Senhor, como sincero seguidor da verdade também concordará com ele .
      Concordo com o amado sobre o fato de que a base de nossa fé e tão somente as Escrituras e isto não abrimos não. O que Lutero ou Calvino, Sra. Ellen deixou escrito que contradiga a Palavra da Verdade ou que porventure acrescente estamos aberto de todo coração para refutarmos ou contestarmos sem nenhuma dificuldade. Não importando o que os demais poderiam achar de nós, pois nosso compromisso é com a verdade O Senhor Jesus , O Verdadeiro Deus e a Vida Eterna. 1Jo.5.20 e não com homens e outro "Jesus".
      Gostaria que fosse contestado a luz das escrituras, se possível, o comentário de que Jesus não é o arcanjo Miguel , nem seu título.
      O arcanjo Miguel é um anjo, não pode ser adorado, não é Todo-Poderoso, tem seus anjos, bem como Satanás, os tem;Mas o Senhor Jesus é o Rei dos reis, Senhor dos senhores, quando Ele vir estará acompanhado com Seus Exércitos.
      Ap.12.7 e Miguel e os irmãos venceram por causa do Sangue do Cordeiro, Aleluia!
      E quando Cristo vier em glória virá sim não com alguns anjos como Miguel, que tinha em seu poder grupo de anjos subordinado a ele. Mas Jesus virá com Seus Exercito, pois Ele sim é o Senhor dos Exércitos. Ap.19.13-16.
      O Espirito Santo abra vossos olhos, para ver o Cristo Glorificado, o Primogênito, ou Primeiro da Ressurreição para nunca mais morrer. At.26.23 e 1Co. 15.20
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    4. E o que o amigo entende por anjo?

      Acaso vem à mente uma classe de criatura como vemos nas esculturas gregas?

      Anjo não é uma classe, mas uma função!

      É claro que por Deus ter criado um classe de criatura específica para esta função, estes são chamados de anjos.

      Mas na Bíblia, anjo tem significado de mensageiro. Qualquer que aparecesse, mesmo que em uma personificação humana, logo era visto como um anjo, um mensageiro vindo da parte de Deus.

      Mas estes anjos, não tinham asas, como vemos nas pinturas da época medieval. Então não identificavam um anjo por sua aparência, pois neste sentido se mostravam como pessoas comuns. Mas identificavam como sendo mensageiros (anjos) pela forma como atuavam trazendo mensagens.

      E sempre houve uma figura incomum de um mensageiro, mais glorioso, que era chamado de Miguel.

      Naquela época não eram como nós, tendo conhecimento do Cristo que morreu na Cruz, filho e tão divino e perfeito quanto o Pai.


      Por perceberem que os demais mensageiros que apareciam, lhe eram subordinados, entenderam que Aquele não era um mensageiro comum mas um chefe dos mensageiros!

      Chamaram-no de Miguel porque ELE assim se apresentou, assim como também já foi apresentado como Emanuel.

      Então basta tirar da nossa mente esta visão grega de um querubim loiro, com duas asas imponentes e uma glória celestial, que desfaremos o equívoco.

      O problema é que por chamar a Jesus de Chefe dos anjos, alguns supõem que serja um anjo, mas não é necessário ser como um anjos, pra ser chefe dos anjos.

      E Arcanjo foi tomado tão somente como uma classe de anjo ao invés de tão somente uma posição diante dos anjos.

      Querubim é uma classe, assim como os serafins. Chefe dos anjos não é uma classe, mas uma posição. E cristo é naturalmente o chefe dos anjos resta saber se há algum outro nome que substitua a Cristo no papel de chefia dos anjos.

      Para se entender a questão, basta parar de olhar para Miguel como uma figura européia, semelhante a um anjo e adotar em seu lugar uma interrogação:

      ?

      Não sabemos de fato a aparência de Miguel, nem mesmo se era um anjo.

      Sabemos apenas que eram um mensageiro e também o chefe destes mensageiros e isto era uma visão dos personagens bíblicos.

      Ou seja, ao dizer que se trata de um Arc Anjo, (Chefe dos anjos) a Bíblia não está necessáriamente dizendo que se tratava de um anjo com asa e tudo.

      (...)

      Excluir
    5. Em dada época da história humana foi que se concluiu de que este Chefe dos Anjos seria também um anjo, mas isto é uma suposição que acabou sendo tomada como fato.

      Então Miguel é chamado de Arcanjo tão somente porque era chefe dos mensageiros.

      No plano da salvação Cristo é o mensageiro Mor e o intercessor da humanidade. Os anjos são apenas seus ajudadores.

      Então Arcanjo é aquele que ordena aos anjos, aos mensageiros. Tiremos então de nossas cabeças esta idéia pré-concebida de que se tratava tão somente de mais um anjo, com um cargo mais elevado.

      O único Senhor a quem os anjos obedecem é o próprio Cristo. ELE é de fato o chefe dos anjos, aquele que é igual a Deus, conforme diz o seu nome em tom de desafio:

      Quem é igual a Deus?

      Será que Miguel era igual Gabriel? Tendo de diferença apenas o fato de ser seu chefe?

      Segundo as escrituras devemos crer que não, pois em certas ocasiões é chamado também de príncipe:

      Daniel 10:21
      Daniel 10:13

      "E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro." (Daniel 12:1)

      Cristo é o príncipe que agora é nosso rei, filho herdeiro do Deus vivo, o primogênito.

      O nome honorifico de Miguel é usado para batalhar contra o outro pretenso príncipe deste mundo (João 16:11).

      E sim, Cristo virá com seu exército com todos os anjos, mas isto jamais o impediu de aparecer, previamente, sozinho ou acompanhado, no decorrer da historia da humanidade.

      Portanto não cremos que Cristo precise ter estas limitações que alguns cristãos criam, para defender suas crenças pessoais.

      Regras humanas não podem sobrepujar a atuação de Cristo, ELE pode fazer o que bem entender, quando bem entender e se apresentar da forma como melhor lhe convir.

      Excluir
  26. Caro Paulo Cadi
    A Graça do Senhor te guarde

    Fico pensando no "ecoar " da pergunta do Senhor Jesus aos discípulos: " Quem diz o povo ser o Filho do Homem? " e logo em seguida aos discípulos: " Mas vós, continuou Ele, quem dizeis que Eu Sou ? ".
    Uma das piores coisas e sermos identificados com quem não somos. E Deus leva isto tão a sério que cada um de nós temos uma digital, que não é idêntica a ninguém neste universo.
    Imagino O Senhor assentado a direita de Deus Pai e contemplando um povo que O identifica com o arcanjo Miguel. Que tristeza para O Seu coração.
    Creio que precisamos pedir ao Senhor Espirito Santo, para nos capacitar com o Dom da Sabedoria, afim de que possamos à luz das Escrituras Sagradas mostrar com todo amor ( ÀGAPE ) que O Senhor Jesus NÂO É O ARCANJO MIGUEL E NEM SEU TÌTULO, pois A Santa Palavra nos revela faz uma grande diferença saber quem é Jesus realmente é conforme 2 Coríntios 11. 4, diz, haverá aqueles que ensinam OUTRO JESUS, pregam UM EVANGELHO DIFERENTE e possuem um OUTRO ESPÍRITO. Estas marcas identificam seitas, que invariavelmente atacam A DOUTRINA DE CRISTO. No início a divindade de Cristo era negada e dizia-se que ele era o arcanjo.Inclusive gostaria de que me fosse confirmado por algum amado adventista se no Comentário Adventista Vol.5 Página 1129 a Sra. Ellen G. White diz: " O HOMEM JESUS CRISTO NÃO ERA O SENHOR DEUS TODO-PODEROSO ".
    Analisando o parecer sobre Miguel segundo o Apóstolo Pedro e Judas, gostaria que os comentaristas comparasse as palavras que mencionaremos em negrito:

    2 Pedro 2.9-12: " Vemos, portanto, que o Senhor sabe livrar os piedosos da provação e manter em castigo os ímpios para o dia do juízo, especialmente OS QUE SEGUEM OS DESEJOS IMPUROS DA CARNE e DESPREZAM A AUTORIDADE. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de DIFAMAR OS SERES CELESTIAIS; CONTUDO, NEM OS ANJOS, embora sendo maiores em força e poder, FAZEM ACUSAÇÔES INJURIOSAS CONTRA AQUELES SERES na presença do Senhor.Mas eles DIFAMAM O QUE DESCONHECEM e sãocomo CRIATURAS IRRACIONAIS, guiadas pelo instinto, nascidas para serem capturadas e destruídas; SERÃO CORROMPIDOS pela sua própria corrupção! "

    Judas 1.8-10;

    " Da mesma forma, estes sonhadores CONTAMINAM SEUS PRÓPRIOS CORPOS, REJEITAM AS AUTORIDADES e DIFAMAM OS SERES CELESTIAIS. CONTUDO, NEM MESMO O ARCANJO MIGUEL, quando estava disputando com o diabo acerca do corpo de Moisés, ousou FAZER ACUSAÇÃO INJURIOSA CONTRA ELE, mas disse: " O Senhor te repreenda ! ". Todavia, esses tais DIFAMAM TUDO O QUE NÃO ENTENDEM; a as coisas que entendem por instinto, como ANIMAIS IRRACIONAIS, nessas mesmas coisas SE CORROMPEM. "

    Veja que Judas e Pedro falam exatamente sobre o mesmíssimo assunto, palavra por palavra, compare:
    2 Pedro 2.9-12; Judas 1.8-10;
    " desprezam a autoridade " "rejeitam as autoridades"
    "difamar os seres celestiais" "difamam os seres celestiais
    "CONTUDO, NEM OS ANJOS""contudo,nem o arjo. Miguel"
    "fazem acusações injuriosas" "fazer acusação injuriosa"
    "contra aqueles seres" "contra ele"
    "difamam o que desconhecem""difamam t. o.q.não entendem
    "criaturas irracionais" "animais irracionais"
    "serão corrompidos" " se corrompem "
    CONTINUA A SEGUIR ...

    ResponderExcluir
  27. CONTINUAÇÃO FINAL.

    Pedro fala sobre a atitude dos ANJOS, no geral, enquanto Judas oferece o exemplo de um anjo específico. Imagine agora Pedro assentado diante de Judas estudando sobre angilologia. e Pedro perguntasse a Judas:-" Cite o nome de um anjo que embora seja maior em força em poder, não faz acusações injuriosas contra aqueles seres. " Qual seria a resposta de Judas?
    Com certeza a resposta não estaria de acordo com o que o Adventismo ensina.
    Mas VOCÊ não vai discordar da CLARA e TRANSPARENTE afirmação do irmão de Jesus, vai?
    CONCLUSÃO:
    O arcanjo Miguel é UM anjo poderoso que não faz acusações injuriosas, Miguel NÃO é o Senhor Jesus!!!
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  29. Irmão Wilton, tive que fazer uma coisa de que não gosto, excluír comentário, mas quando postei ficou um grande espaço em branco.

    Mas você acertou em cheio uma paulada nestes hereges cheios de orgulho que não querem se dobrar a Palavra ma sim defender obscuros escritos inspirados vindos do mundo espiritual, mas com procedência subterrânea.

    Você demonstrou com um argumento IRREFUTÁVEL pelas palavras do Próprio apóstolo Pedro que Miguel é sim um anjo, porque a palavra "arcanjo" em grego significa "anjo mais velho", portanto trata-se de um anjo, de elevada
    hierarquia mas um "anjo".

    Como disse o Salvador: "Permanecei nas minhas palavras que eu permanecerei em vós."

    ResponderExcluir
  30. Irmão Paulo
    Jesus é a Nossa Luz
    Fiz um comentário no horário de 17:27 , gostaria que desse uma olhada. O senhor conhece nossos corações e sabe de nossa motivação,
    Deus seja louvado
    MARANATA !!!
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  31. Irmã Ana, a liderança da igreja Adventista assim com de outras seitas fazem várias "manobras" para inculcar na mente dos seguidores seus ensinamentos heterodoxos, alienígenas, e desconhecidos das santas escrituras.

    Só que o povo não se dá conta do que esta ocorrendo bem na frente deles.

    Por isso a reforma com o lema "Sola Scriptura" trouxe luz aos corações e mentes das pessoas que ansiavam por ouvir do céu, assim como no tempo dos apóstolos.

    Estes servos de Jesus Cristo nos advertiram que depois de sua partida começariam a se manifestar falsos profetas, ou seja, falsos pregadores da palavra, anunciando um outro Jesus e um outro evangelho.

    Agora somos nós que estamos ocupando as fileiras que os servos de Deus, do passado recente tem deixado, para continuarmos com as armas do Espírito a pelejar pela fé que de uma vez por todas foi dada aos santos.

    Como disse um homem de Deus: "Nós estamos em um campo de batalha e não em um parque de diversões."

    É exatamente como você falou! Vamos ficar centrados na palavra e somente a palavra que é nossa única fonte de inspiração!

    Na paz de Cristo! Paulo Cadi.

    ResponderExcluir
  32. Estamos então no ponto final das discussões, quando então se parte para observações pessoais, acusações e rótulos, muitas vezes apagando os próprios comentários.

    Ninguém mais está disposto a discutir doutrinas? Mas tão somente o olho alheio?

    E do que adianta seguir o "sola scriptura" se coloca-se na frente deste: "sola scriptura do novo testamento" ou "sola scriptura de Paulo"?

    Sola scriptura e tota scriptura, esta é a maneira correta de se estudar a bíblia e apresentar doutrinas harmônicas com a Bíblia como um todo. Este é o método de estudo dos Adventistas do Sétimo Dia, sendo a única denominação que aceita a Bíblia de tal forma.

    Se isto é um erro ou uma heresia, ou se por causa disto somos vistos como sectários e hereges, convém fazermos uso das palavras de Paulo:

    "Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas". (Atos 24:14)

    Destaquemos as palavras 'tudo quanto está escrito', 'lei', 'profetas'.

    ResponderExcluir
  33. Conclusão a que chego:

    O dano da segunda morte é bem explicado em:

    "Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno." (Mateus 10:28)

    O próprio inferno será destruído, também, no lago de fogo segundo Apocalipse 20:14. No mesmo lugar onde serão jogados a Besta, Satanás e o Anti-Cristo.

    Ou seja, Deus aniquilará a morte, o inferno e toda alma que pecar.

    Esta é a sequência:

    1º - Destruição de todas as almas que pecaram no inferno (morte definitiva);
    2º - Destruição do próprio inferno e da morte;

    Dizer que a segunda morte seria apenas uma separação, seria dizer que Satanás viveria eternamente e que o pecado, a blasfêmia e o ódio contra Deus jamais seria extinguido do universo!

    No fim das contas, Deus não limparia o universo do pecado, mas apenas, o jogaria para debaixo do tapete.

    Qualquer que olhasse debaixo deste tapete veria satanás e os homens que prevaricaram contra Deus, blasfemando e amaldiçoando SEU Santo Nome eternamente.

    A serpente então, teria dito a verdade, pois Adão e Eva, realmente viveriam eternamente, mesmo após seus olhos terem sido abertos, e como deuses, teriam ainda compreendido o bem e o mal.

    A questão é: A serpente disse a verdade ou a mentira?

    Sendo que a serpente disse uma mentira, onde então está esta mentira?

    O fato de conhecerem do bem e do mal sabemos que é verdade, então o que sobra é a mentira de que no final das contas, Adão e Eva não morreriam!

    E muitos cristãos continuam a acreditar nesta mentira ainda hoje, mesmo tendo Deus advertido de que a alma que pecar, esta morreria.

    Deus não falou do HOMEM, em si, mas sim da alma, portanto não há dúvidas.

    A segunda morte é danosa para a alma, conforme (Apocalipse 2:11).

    O fogo, destrói o corpo e o tormento, destrói a alma.

    Sendo que a alma é nossa consciência, nem podemos imaginar o quão terrível será o "inferno mental" que acompanhará o "inferno corporal".

    De modo que o inferno não violenta tão somente o corpo mas também a alma segundo (Provérbios 8:36).

    Estas duas formas de violência compreendem a morte definitiva, onde tanto o corpo quanto a alma deixara enfim de existir.

    Basta imaginar o processo reverso do surgimento de cada alma. Assim como cada alma antes não existia, assim, para este estado, depois do castigo, tais almas enfim retornarão.

    O único ser que possui eternidade inerente é Deus!

    Por isto satanás disse que Adão e Eva que certamente não morreriam, pelo contrário, seriam como deuses.

    ESTA foi a mentira de satanás.

    ResponderExcluir
  34. Estimados comentaristas
    Paz a todos
    Como sempre , percebo que as postagens não foram lidas ou não tem como contestar ou o pré conceito não deixa a verdade prevalecer.
    Nosso comentário sobre o arcanjo Miguel , o qual as Escrituras provam de que não é o Senhor Jesus, não foi contestado. E sobre a suposta ressurreição de Moisés com corpo glorificado primeiro que o Senhor Jesus, o qual é as Primícias, também exegéticamente não o foi. E o amado do Senhor SR. Adventista , já chegou a conclusão ???? . Ao meu ver a prova de que a imortalidade da alma é sem fundamento bíblico e de procedência diabólica, também não esta provado. Creio que precisamos desembaraçar estes assuntos para melhor compreensão dos interessados pela verdade, que conforme já percebemos leêm mas não postam comentários. Eles merecem todo nosso respeito.
    Observemos que o Senhor Jesus, tanto é as primícias dos que aguardam a ressurreição que em 1 Co.15.23 diz: " Cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na Sua vinda." Mais claro é impossível que o sentido é CRONOLÓGICO.
    Moisés como é de Cristo e Abraão, Isaque, Israel, Pedro, Tiago, João e demais que ao Senhor pertencem, só receberão e passarão pelo processo que Jesus passou da ressurreição para nunca mais morrer, já com o corpo Glorificado, conforma a Palavra Inerrante, "... NA SUA VINDA. "
    Creio que o amado do Senhor, Luciano Sena como administrador do blog. possa nos ajudar a esclarecer as possíveis partes que ficaram obscuras ao nosso ver e quem poderia ser mais claro em sua exposição. Fica a cordial sugestão
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim amigo Wilton, já cheguei à uma conclusão baseado neste versículo:

      "E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras; E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;
      E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos." (Mateus 27:51-53)

      A menos que me convençam de que não estou lendo, o que estou lendo, é pouco provável que eu retorne atrás em minha conclusão.

      Excluir
    2. Quanto a:

      "E sobre a suposta ressurreição de Moisés com corpo glorificado"

      Onde foi dito que Moisés ressuscitou com um corpo glorificado?

      Convém estudar melhor nosso doutrinariamento, pois a afirmação sobre Moisés ter ressuscitado em um corpo GLORIFICADO. Partiram dos amigos, e tem repetido isto por textos e mais textos.

      Estou apenas observando o desconhecimento dos amigos, sem dar palpite neste assunto.

      Versos e mais versos, contestação e mais contestação em cima de uma afirmação que não é nossa, mas que partiu dos próprios amigos.

      Os amigos mergulharam em uma falácia que os próprios amigos, acidentalmente, criaram, por falta de conhecimento direto acerca do que cremos realmente.

      Só posso ficar, então, no meu canto, lendo e observando atônito o desenrolar dos vossos próprios comentários!

      Excluir
  35. Quanto ao Arcanjo Miguel:

    Não apenas cremos de que Miguel se tratasse de Jesus, como também cremos de que entre aqueles três mensageiros (anjos) que apareceram a Abraão, um era também Jesus.

    (Anjo) é uma designação para mensageiro! Arcanjo é uma designação para o chefe destes mensageiros. O título honorífico de Miguel não é apenas um nome, mas uma apresentação que significa um desafio traduzido em:

    - Quem é igual a Deus?

    Também cremos de que o 'Eu Sou' que apareceu para Moisés na sarça ardente, era Cristo.

    Cremos de que O Senhor que apareceu e lutou com Jacó, também era Jesus.

    Assim como cremos de que Aquele que apareceu na fornalha ardente, com Ananias, Mizael e Azarias, era também Jesus.

    Então não importa o nome ou designação que os escritores ou personagens bíblicos dêem: 'Eu sou', 'Miguel', 'O semelhante ao filho dos deuses', 'mensageiro', 'chefe dos mensageiros', 'Senhor'. O importante é que se tratava de Cristo, fazendo seu papel de mensageiro de Deus e intermediário entre Deus e os homens!

    ResponderExcluir
  36. Estimado e respeitado Sr. Adventista
    Jesus é O Rei dos reis e Senhor dos senhores
    À Ele á Glória para todo o sempre

    O arcanjo Miguel não é o Senhor Jesus, conforme já provado nas pelas Escrituras nas declarações de Pedro e Judas e não contestado pelos amados do Senhor.
    Concordo com o amado do Senhor, que com relação aos Anjos que aparecem a abraão um deles é o Senhor Jesus, em uma das manifestações Cristofânicas no Antigo Testamento Gn. 18 e 19.
    Outras passagens mencionadas também concordamos, como por exemplo O " EU SOU " que apareceu a Moisés na sarça ardente e O ANJO que lutou com Jacó; o que esteve na fornalha com Ananias, Mizael e Azarias.
    Nos fatos bíblicos que se refere a Miguel, revejam a exegética e não confundam O Filho de Deus com um arcanjo criado por Ele, pois por não desejarem contradizer princípios do adventismo, instintivamente não conseguem visualizar a verdade sobre o fato e estão adorando um ser criado, fazendo deste um ídolo.
    Quanto ao nome Miguel que tem seu significado : “ Que é como Deus? “
    A bíblia responde : Ninguém!!!
    Jeremias 10.6 “ Ninguém há semelhante a ti ,ó Senhor ; tu és grande, e grande é o poder do teu nome.”
    O significado do nome Miguel apenas dintenciona instigar a comparação entre a grandeza e o poderio de deus com os demais poderes, e não um desafio de Jesus a Satanás.
    Usar o significado do nome Miguel para dizer que ele é Jesus, ou que se conclui que é um dos nomes de honra de Jesus somente por seu significado é impossível e forçar uma interpretação; senão , igualmente , nesse mesmo entendimento, há outros nomes na bíblia, pelos quais Jesus também deveria ser chamado, por exemplo: “ Micaías” , o profeta, significa: Quem é como Javé? ; ou seja: Quem é como Deus?
    “ Mica “ que prometeu culto à imagens em sua casa, ( Juízes 18.18 ), significa:
    “Quem é como YAWEH? Ou seja: Quem é como Deus?
    “Mical” filha de Saul, esposa de Davi (1Sm.18.17), significa:
    Quem é como Deus?
    Fica-nos a pergunta: “Por que então, o nome de Micaías, Mica e Mical, não podem também ser nome de honra de Jesus?”
    Portanto , o argumento de que o nome pessoal ( Miguel) é titulo de alguém (Jesus) se torna inválido pela própria Palavra.
    Conforme já demonstramos em outra postagem, comparando o capítulo 2 de 2 Pedro com a Carta de Judas
    Pedro: “ desprezam autoridade”
    Judas: “rejeitam as autoridades”
    Falam sobre os mesmíssimos assuntos, palavra por palavra.
    Pedro fala sobre atitudes de anjos, no geral, enquanto Judas oferece o exemplo de um anjo específico.
    Um dos dois usou a carta do outro como base para escrever a sua.
    Se Pedro usou a carta de Judas, Pedro considerava Miguel um anjo forte e poderoso.
    Se Judas usou a carta de Pedro, Judas usou como exemplo de um anjo poderoso, o arcanjo Miguel.
    O que mostra que Miguel , é no máximo, um anjo poderoso.

    CONTINUA ABAIXO [...]

    ResponderExcluir
  37. CONTINUIDADE [...]

    Existem apenas cinco referências em toda a bíblia para Miguel.
    1.Um dos mais destacados príncipes (Dn.10.13);
    2.Vosso principe – príncipe do povo judeu ( Dn.10.21);
    3.Grande príncipe- que esta de pé a favor dos filhos de teu povo (Dn.12.1);
    4.O arcanjo-disputou o corpo de Moiséscom o diabo (Jd.1.9);
    5.Um participante do conflito celestial quando junto com os anjos batalhavam contra o dragão (Ap.12.7).
    Em nenhuma dessas passagens diz que Miguel é Jesus.
    Vejamos a diferença entre Jesus e Miguel:
    a. Jesus é adorado por Miguel (Hb.1.6);
    b. Miguel não pode ser adorado (Ap.22.8-9 );
    c. Jesus é Rei dos reis (1 Tm.6.15 );
    d. Miguel é príncipe dos judeus ( Dn.12,1);
    e. Jesus é Unigênito – Único ( Jo.3.16 );
    f. Miguel é um dos, ( Dn.10.13 );

    Jesus é Único ( Jo.1.14 )
    Jesus é impar. E , se Ele é impar, Ele é “ O “ e não “um dos “
    Das duas uma!
    Ou Miguel é Jesus, e este não é singular;
    Ou Jesus é singular, e não pode ser Miguel.
    JESUS É DEUS,
    Miguel é criatura, criado pelo próprio Jesus.
    “ Porque nEle foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por Ele e para Ele. “ Cl.1.16
    A maioria dos cristãos são surpreendidos ao saberem que o adventismo ensina que Jesus é o arcanjo Miguel, se os adventistas reconhecessem, que Jesus não pode ser o arcanjo Miguel, teriam que rejeitar o ensino da sra. Ellen G. White, que ensina que Jesus e Miguel são a mesma pessoa.
    Então, agora eles precisam manter que Jesus é tanto Deus como Arcanjo.
    É incrível como se pode aceitar , ensino tão contraditório, e não se dão conta das consequências.
    Será que você exclamaria...
    EU ADORO O ARCANJO MIGUEL!!!
    CUIDADO! Você esta adorando um ser que não é Deus.
    “ Porque, se alguém for pregar-vos OUTRO JESUS que nós não temos pregado... ou OUTRO EVANGELHO, que não abraças-tes, com razão O SOFREREIS.” 2Co.11.4
    Deus vos ilumine
    No Amor do Rei que esta voltando com Seus Exercitos, O Senhor Jesus!
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  38. Pessoal vcs se esqueceram de que Cristo foi morto desde a fundação do mundo? Mais como se ele morreu bem depois da fundação do mundo? Simples, da mesma maneira que ele foi morto desde a fundação do mundo, ele foi o PRIMEIRO a ser ressuscitado desde a fundação do mundo.

    ResponderExcluir