segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

A PROIBIÇÃO DE ALIMENTOS IMPUROS DO ANTIGO TESTAMENTO E NOVO TESTAMENTO



INTRODUÇÃO

Ao lermos a Bíblia, especialmente na sua primeira parte, o Velho Testamento, encontramos muitas estipulações a respeito de dietas alimentares. Deus indicou uma lista de alimentos (Lv 11; Dt 14.3-20, etc) que o seu povo, os israelitas, deveriam abster-se. Devemos lembrar que antes mesmo da lei ser dada a Israel, Deus nos dias de Noé já havia feito separação entre animais ‘impuros e puros’ (Gn 7.2).

Por quais motivos encontramos Deus proibindo certos tipos de alimentos, do mundo animal, ao seu povo? A principal explicação dada é que tais animais poderiam ter um potencial de doenças, bactérias, etc. Outra razão apresentada é que alguns desses comiam presas com sangue, e eram carniceiros, ambas as coisas proibidas por Deus (Gn 9.4; Lv 5.2)1. Essas razões, porém, não podem ser verificadas na Bíblia. Deus não disse por quais motivos ele considerou aquelas animais imundos. A razão não foi claramente revelada. Essa resposta não temos (Dt 29.29). Só temos a determinação de Deus, de que tais eram impuros:

Esta é a lei dos animais, e das aves, e de toda criatura vivente que se move nas águas, e de toda criatura que se arrasta sobre a terra;Para fazer diferença entre o imundo e o limpo; e entre animais que se podem comer e os animais que não se podem comer.” Levítico 11:46,47


I.                   COMO COMPREENDER A LEI DE DEUS  A RESPEITO DO ASSUNTO?

Na perspectiva protestante, corretamente interpretando a Bíblia, cremos que a Lei de Deus tem três facetas:

III. Além dessa lei, geralmente chamada lei moral, foi Deus servido dar ao seu povo de Israel, considerado uma igreja sob a sua tutela, leis cerimoniais que contêm diversas ordenanças típicas. Essas leis, que em parte se referem ao culto e prefiguram Cristo, as suas graças, os seus atos, os seus sofrimentos e os seus benefícios, e em parte representam várias instruções de deveres morais, estão todas ab-rogadas sob o Novo Testamento. Heb.10:1; Gal. 4:1-3; Col. 2:17; Exo. 12:14; I Cor.5:7; II Cor. 6:17; Col. 2:14, 16-17; Ef. 2:15-16.

IV. A esse mesmo povo, considerado como um corpo político, Deus deu leis civis que terminaram com aquela nacionalidade, e que agora não obrigam além do que exige a sua eqüidade geral.Exo. 21, e 22:1-29; Gen. 49:10; Mat. 5:38-39.

V. A lei moral obriga para sempre a todos a prestar-lhe obediência, tanto as pessoas justificadas como as outras, e isto não somente quanto à matéria nela contida, mas também pelo respeito à autoridade de Deus, o Criador, que a deu. Cristo, no Evangelho, não desfaz de modo algum esta obrigação, antes a confirma.I João 2:3-4, 7; Rom. 3:31; Tiago, 2:8, 10, 11; Rom-. 3:19- Mat. 5:18-19.”2

Portanto, a Lei de Deus é moral, cerimonial e civil. E um exame bíblico mais ponderado, pode nos indicar quais leis do VT são de cada uma dessas classes.


II.                AS PROIBIÇÕES CONTINUAM AOS CRISTÃOS?

Com a vinda de Cristo, como mencionado na citação acima, algumas leis foram modificadas, outras foram expandidas, e ainda outras, cumpridas (= abolidas). Mas não são os cristãos que devem dizer quais continuam ou não. Foi Deus que ao inspirar os autores do Novo Testamento deu os indicativos diretos e indiretos de quais conclusões devemos adotar. Leiamos alguns textos do Novo Testamento, para deixarmos o próprio Deus falar. Observe as partes que destaquei em negrito:

1. “Estando com fome, quis comer; mas, enquanto lhe preparavam a comida, sobreveio-lhe um êxtase; então, viu o céu aberto e descendo um objeto como se fosse um grande lençol, o qual era baixado à terra pelas quatro pontas, contendo toda sorte de quadrúpedes, répteis da terra e aves do céu. E ouviu-se uma voz que se dirigia a ele: Levanta-te, Pedro! Mata e come. Mas Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. Segunda vez, a voz lhe falou: Ao que Deus purificou não consideres comum.” (Atos 10. 10-15).

No caso acima, Deus revelou a Pedro que os gentios (os não judeus) não eram mais para serem excluídos da mensagem. Para isso, Deus usou a questão de alimentos puros e impuros nessa visão a Pedro. Caso não fosse próprio, Deus certamente não usaria um ato pecaminoso para ilustrar a graça aos gentios.

2. “Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões. Um crê que de tudo pode comer, mas o débil come legumes; quem come não despreze o que não come; e o que não come não julgue o que come, porque Deus o acolheu. Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor está em pé ou cai; mas estará em pé, porque o Senhor é poderoso para o suster. Um faz diferença entre dia e dia; outro julga iguais todos os dias. Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente. Quem distingue entre dia e dia para o Senhor o faz; e quem come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come para o Senhor não come e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si mesmo, nem morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor. Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de vivos. Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus. Como está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará louvores a Deus. Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus. Não nos julguemos mais uns aos outros; pelo contrário, tomai o propósito de não pordes tropeço ou escândalo ao vosso irmão. Eu sei e estou persuadido, no Senhor Jesus, de que nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que assim a considera; para esse é impura. Se, por causa de comida, o teu irmão se entristece, já não andas segundo o amor fraternal. Por causa da tua comida, não faças perecer aquele a favor de quem Cristo morreu. Não seja, pois, vituperado o vosso bem. Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Aquele que deste modo serve a Cristo é agradável a Deus e aprovado pelos homens. Assim, pois, seguimos as coisas da paz e também as da edificação de uns para com os outros. Não destruas a obra de Deus por causa da comida. Todas as coisas, na verdade, são limpas, mas é mau para o homem o comer com escândalo.É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar ou se ofender ou se enfraquecer. A fé que tens, tem-na para ti mesmo perante Deus. Bem-aventurado é aquele que não se condena naquilo que aprova. Mas aquele que tem dúvidas é condenado se comer, porque o que faz não provém de fé; e tudo o que não provém de fé é pecado.” (Romanos 14).

O famoso comentarista bíblico, Matthew Henry, explica a respeito de um versículo dessa passagem: 
“Paulo está bem convencido de que a distinção cerimonial de carnes entre puras e impuras não está mais vigente, mas que cada criatura de Deus é boa, e nada deve ser rejeitado. Nisto o cristãos forte está limpo ...”3

3. “Proibindo o casamento e ordenando a abstinência dos manjares que Deus criou para os fiéis e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; porque toda criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificada.”(I Tim. 4.3-5).

Por fim, um texto bíblico que bem conclusivo para o debate, especialmente a respeito de acusações que alguns seguidores das leis dietéticas do Velho Testamento constantemente lançam sobre os cristãos. A passagem é muito clara, e deixa os cristãos livres de acusações:

4. “Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados,Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo.” (Colossenses 2:16,17).

Sobre esse texto, a Bíblia de Estudo NVI comenta:

“As leis cerimoniais do AT são apresentadas aqui como sombras (cf. Hb 8.5; 10.1) por retratarem simbolicamente a vinda de Cristo; por isso, qualquer insistência na observância dessas cerimônias deixa de reconhecer o fato de que já foram cumpridas em Cristo.”4

Talvez alguém possa perguntar: “Se os alimentos impuros eram cerimoniais, e como tal, foi abolido em Cristo, como não comer alimentos impuros representava a vinda de Cristo?”

Minha resposta: Com base na visão dada a Pedro (Atos 10), a distinção visava demonstrar a rejeição dos gentios fora de Israel, não sendo antigamente incluídos na aliança. É o que temos revelado na Escritura:

“Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio,Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz,E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades.” (Efésios 2:13-16).


NOTAS
1.Bíblia de Estudo Genebra, Edição Revista e Ampliada, p. 160.
2. Confissão de Fé de Westminster, Capítulo XIX.
3. Bíblia de Estudo Matthew Henry, p. 1844.

4. p. 2044.

108 comentários:

  1. Ótima análise irmão Luciano, discordo apenas em um ponto de Matthew Henry.

    “Paulo está bem convencido de que a distinção cerimonial de carnes entre puras e impuras não está mais vigente, mas que cada criatura de Deus é boa, e nada deve ser rejeitado. Nisto o cristãos forte está limpo ...”

    Um estudo mais apurado feito levando-se em conta outras cartas de Paulo e que parecem falar do mesmo assunto nos permitem concluir que a questão ali se dava acerca das carnes sacrificadas a ídolos assim omo em I Coríntios 10.

    "Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência.
    Porque a terra é do Senhor e toda a sua plenitude.
    E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência.
    Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência; porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude.
    Digo, porém, a consciência, não a tua, mas a do outro. Pois por que há de a minha liberdade ser julgada pela consciência de outrem?" 1 Coríntios 10:25-29

    Perceba que é a mesma admoestação, em outras palavras.


    É a mesma questão, o mesmo assunto. Portanto Paulo não estava considerando as carnes imundas como sendo limpas, o assunto em questão era a carnes sacrificadas a ídolos e não carnes puras e impuras.


    Significa que a carne tratada como impura, no capítulo tratado por Matthew Henry é derivada de esta ter sido, ou não, sacrificada a ídolos.

    E a questão de dias, provavelmente se refere a dias de jejum.

    A interpretação que temos hoje e que creio ser a mais correta é a de que os cristãos daquela localidade estavam com tanto medo de, porventura, acabar se alimentando de uma carne sacrificada a ídolos e assim contaminar-se (pela imundicie da idolatria) que alguns preferiam comer apenas legumes, por temer que o fato de tal alimento houver sido sacrificado os pudesse contaminar (os chamados de fracos na fé).

    Os que porém entendiam que o fato de tão somente uma carne ter sido sacrificada não os contaminariam cerimonialmente, são chamados de fortes na fé porque entendem que os deuses pagãos não eram coisa alguma, como assim ensinou Paulo na mesma carta.

    Era portanto uma questão de consciência entre comer ou não carnes (lícitas) sacrificadas a ídolos e que eram comumente vendidas nos açougues judeus.

    E assim Paulo ensina de que se pode comer de tudo que se vende no açougue sem medo, porque a questão de uma carne ter sido sacrificada a ídolos em nada contaminaria o cristão.

    O que restava então era a questão da consciência dos irmãos que discordavam, no que Paulo considerou por bem que seria melhor privar-se destas carnes duvidosas (quanto a ter sido sacrificadas ou não a ídolos) para não escandalizar ou ferir a consciência dos irmãos.

    E ao final Paulo conclui que o importante era cada um estar seguro de si, para não pecar atentando contra sua própria consciência.

    "Eu sei e estou persuadido, no Senhor Jesus, de que nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que assim a considera; para esse é impura."

    Mas como podemos tirar a prova disto?

    Simples, relembrando aquilo que o próprio amigo escreveu! As carnes eram consideradas imundas não por uma questão de simples consciência, mas transmissão de doenças, a higiene de certos animais, o tipo de trabalho que este executa na natureza (temos os lixeiros e os carniceiros). E podemos incluir o entendimento científico do aspecto nutricional.

    Isto se difere da questão das carnes sacrificadas a ídolos, que ao final era a mesma carne limpa e mais apropriada para o consumo, o que não se alterava em nada caso tal alimento houvesse sido resultado de um sacrifício ou não a ídolos que, como diz Paulo, nada são.

    ResponderExcluir
  2. Esse povo adventista é duro no entendimento.

    ResponderExcluir
  3. Esse povo adventista é duro no entendimento.

    ResponderExcluir
  4. Feliz Sábado a Todos.

    A imundícia é descrita em alguns aspectos como física através de doenças como Lepra (hanseníase e outras doenças de pele no AT) e espiritual através comportamento distinto (diferente) da santidade de Deus através de entorpecentes como bebida forte (suco de uva fermentado ou alcoólico no AT), alimentos como carnes imundas ou entorpecentes e estimulantes atuais como Drogas de toda espécie, nos levam a agirmos contra a vontade de Deus, como ira, ganancia, vaidade, arrogância, inimizade, ciumes, entre outros, mas também existem os comportamentos de coração endurecido onde a pessoa não permite que o espirito santo convença da verdade.

    Quanto mais distante estamos da imundícia espiritual, mais próximos de Deus estaremos e vice-versa.

    Pego como empréstimo as brilhantes e humildes palavras do Apostolo Paulo:
    "Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo,
    pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.
    Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
    Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça
    e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.
    Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.
    Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.
    Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.
    Orem também por mim, para que, quando eu falar, seja-me dada a mensagem a fim de que, destemidamente, torne conhecido o mistério do evangelho,"
    Efésios 6:11-19

    Particularmente acredito que Satanás tem a permissão de colocar tentações e desejos em nosso coração a partir do momento que comemos carnes imundas, nos obrigando a ter um maior controle emocional, já que estaremos mais passiveis a desvirtuação emocional, como a raiva por exemplo.


    Mais do que estarmos salvos, nossa luta é vencermos o inimigo no território dele que é este mundo pois ele é o príncipe deste mundo, Apocalipse 12:9, 1 João 5:19, João 14:30, 12:31, 16:11, 2 Corintios 4:4.
    "Disse Jesus: "O MEU REINO NÃO É DESTE MUNDO. Se fosse, os meus servos lutariam para impedir que os judeus me prendessem. Mas agora o meu Reino não é daqui"."
    João 18:36

    Deus nos Edifique.

    ResponderExcluir
  5. Olá amados, graça e paz, tudo bem? No fim do ano passado deixei o adventismo. Passei para igreja Assembléia de Deus Videira viva, em SP. Montei um blog há algum tempo, porém não com objetivo apologético, (embora possam surgir matérias assim) é mais para reflexão teológica (especialmente de temas que tenho me envolvido no curso de mestrado) - caso queriam visitar o endereço é: http://arautodagraca.blogspot.com.br/

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Irmão Benício, tudo bem e vc?
      Sinto por vc ter saído da Adventista, mas sei que ser Cristão não é estar em uma denominação, mas sim, ter uma comunhão com Cristo, então desejo que Deus abençoe vc nessa nova jornada de sua vida.
      Grande Abraço.

      Excluir
    2. Valeu irmão Wesley Deus abençoe,

      abçs

      Excluir
  6. Parabéns, Benício! Que nosso Senhor Jesus Cristo, lhe abençoe muito nessa nova caminhada, sem aditivos, mas com a pura Palavra de Deus, e sem aquela falsa necessidade de modernos escritos inspirados, cuja "inspiração" vem de baixo, e não de cima.

    Agora, sobre a postagem, nós podemos com toda a certeza afirmar que, o mandamento proibindo o consumo de alimentos, no caso, carnes de animais ritualmente impuras, tem como fonte o mesmo motivo pelo qual era permitido somente aos sacerdotes, o comer dos pães asmos que ficavam no lugar santo do tabernáculo, que eram trocados todos os sábados, assim como a carne de alguns holocaustos.

    O motivo, era a expiação. O apóstolo Paulo, disse que nada é de si mesmo impuro, salvo para aquele que considera a tal coisa, no caso, as carnes, impuras.

    Tudo o que Deus criou, é bom. Deus mesmo disse que, tudo o que ele havia criado era muito bom. Ele não criou nenhuma impureza, mas foi o pecado que trouxe esta sujeira toda que nós vemos no mundo.

    Então, a proibição de comer as carnes chamadas de impuras, está relacionada estritamente a expiação diária e anual, que era realizada no tabernáculo.

    Nada tem a ver com a disciplina chamada de Nutricionismo. Isto é invenção e não tem base na Torah.

    Depois vamos continuar explicando.... prossegue...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim irmao Paulo Cadi, seguindo seu raciocínio podemos afirmar com toda certeza de que estamos livres para comer um belo prato de oxiúros. Porque estes sempre foram bons, assim como as demais criaturas para consumo. Pois estes, assim como os outros eram impuros cerimonialmente.

      A Bíblia porém, tem uma outra opinião:

      "E Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar." (Daniel 1:8)

      As iguarias que o rei servia assim como o vinho era uma questão cerimonial, não é isto que ensinam na sua igreja?

      Afinal de contas o que tem de vantagem em deixar de consumir estas coisas para consumir apenas alimentos saudáveis?

      "Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos dêem legumes a comer, e água a beber." (Daniel 1:12)

      Era apenas uma questão cerimonial, não é isto?

      "E ele consentiu isto, e os experimentou dez dias.E, ao fim dos dez dias, apareceram os seus semblantes melhores, e eles estavam mais gordos de carne do que todos os jovens que comiam das iguarias do rei." (Daniel 1:14,15)

      Podemos então dizer que estes jovens ficaram cerimonialmente mais saudáveis que os demais, não é mesmo?

      E Deus estava cerimonialmente irritado com quem consumia tais iguarias:

      "Os que se santificam, e se purificam, nos jardins uns após outros; os que comem carne de porco, e a abominação, e o rato, juntamente serão consumidos, diz o Senhor." (Isaías 66:17)

      Pois é Paulo Cadi, para justificar o consumo de coisas que Deus ordenou satanás teve a brilhante idéia de dizer aos que amam consumir tais coisas de que a proibição de Deus era meramente cerimônia da parte de Deus.

      Aqui, por exemplo, tem uma passagem mostrando Deus cerimonialmente irritado:

      "Povo que de contínuo me irrita diante da minha face, sacrificando em jardins e queimando incenso sobre altares de tijolos;
      Que habita entre as sepulturas, e passa as noites junto aos lugares secretos; come carne de porco e tem caldo de coisas abomináveis nos seus vasos;" (Isaías 65:3,4)

      Então podemos jogar todo tipo de alimento para dentro do corpo, porque tudo que Deus criou é bom, não é isto que seu pastor lhe ensina?

      Porém, o que diz a Bíblia?

      "Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo." (1 Coríntios 3:17)

      "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus." (1 Coríntios 10:31)

      "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Coríntios 6:19)

      Não! A Bíblia está errada, o corpo é meu e eu como o que eu quiser! Afinal de contas que problema há em deixar de comer legumes e frutas e passar a comer só carne de Leão?

      Porco na mesa, juntamente com o rato todo dia! Garantia de saúde para toda a família, porque tudo que Deus criou é bom, não é isto?!

      (...)

      Excluir
    2. Agora os adventistas vêm com esta conversa de que se você comer alimentos saudáveis, eliminar o que Deus nos ensinou a tratar como imundo, diminuir ou eliminar o consume de carnes, você viverá mais e com mais saúde!

      Pura balela não é mesmo!?

      O importante não é o corpo, mas o espírito, não é isto que se ensina nas igrejas?

      Portanto você pode comer de tudo que vende no açougue, incluindo o da china e que incluem a barata, o escorpião e outros animais peçonhentos que claramente foram projetados por Deus a serem adequados ao consumo humano.

      E vamos comer o coelho, o preá, afinal de contas formos criados para comer e aproveitar a variedade do gostos dos animais.

      Todo animal vivo serve como comida, não é isto que Paulo estava ensinando, segundo o que interpretam seus líderes eclesiásticos?

      Mas... E se tal interpretação for de fato pura balela e Deus não houver mudado sua opinião sobre o consumo destes tipos de alimentos?

      Deus é amor! Deus perdoa! Não é isto que dizem?

      Mas Deus também é Justiça e sempre cumpre as Suas promessas, não é isto que diz a Bíblia?

      Quanto a isto Deus nos deixa um único conselho:

      Arrependam-se.

      Afinal de Contas Cristo não veio morrer na cruz para purificar porcos nem ratos.

      Mas não é isto que lhe ensinam acerca desta passagem que diz:

      "A voz lhe falou segunda vez: "Não chame impuro ao que Deus purificou". (Atos 10:15)

      Deus purificou aos gentios e de quebra, a porca e a ratazana! Para que todo homem possa aproveitar estes animais que nos foram criados para serem comidos.

      Conclusão óbvia, não é isto?

      Excluir
    3. O conceito acerca da imundície:

      As mulheres israelitas ficavam cerimonialmente imundas, nos dias de sua menstruação e o marido não poderia se aproximar dela, para não ficar cerimonialmente impuro.

      Mas como Deus purificou todas as coisas, agora estamos livres para fazer sexo com nossas esposas em qualquer dia, pois isto não tem nada a ver com questão de saúde.

      O leproso, também ficava cerimonialmente impuro e por isto, não se poderia ter contato com tal pessoa.

      A sua casa bem como seus pertences também ficavam cerimonialmente impuros, é por isto que Deus ordenava que o povo, cerimonialmente queimasse tudo, para que tudo ficasse cerimonialmente limpo.

      Imundície não tem nada a ver com questão de saúde!

      Veja então amigo Paulo Cadi, se estou aprendendo a ser um bom abolicionista de ordens antigo-testamentárias!

      Excluir
    4. Valeu irmão Paulo, deus abençoe, abçs

      Excluir
  7. Sr. Adventista, leia TODO o capítulo 11 de Levítico, e cumpra TODO O MANDAMENTO, como lá é ordenado. A maioria dos legalistas não querem ser prejudicados por tais restrições. Só querem levar o jugo, até onde lhes é conveniente. Como na vida prática, o mandamento de Levítico 11 é difícil de cumprir, porque os alimentos tem de ser preparados à maneira "kosher", e de acordo com as restritas regras da Tirar, tal inconveniente levou os legalistas a conceber formas de evitar a disciplina rigorosa das leis bíblicas. Eles querem ir e fazer o que quiserem......... Para conseguir isso, quase todos os legalistas apresentam suas próprias interpretações para se safar das obrigações da lei, quanto ao preparo dos alimentosalimentos. Sua "saída" do dilema é dividir Levítico capítulo 11 em duas partes. Uma delas é para eles a lei "de Deus", e a outra a lei "de Moisés," uma parte ritualística que os cristãos já não precisam observar. Eles dizem que Levítico 11: 32-35 (acerca de uma carcaça imunda que vem em um forno, um pote, etc.) só é ritual, mas a outra parte que apresenta os animais "impuros" é a lei de Deus e deve ser mantida.

    Vocês fazem com o mandamento para a guarda do sábado, a mesma coisa, e não querem se sujeitar as estritas e rigorosas leis para a sua observância.

    Noé, não observou o mandamento de Levítico 11.

    👉TUDO QUANTO SE MOVE, QUE É VIVENTE, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde.
    4 A carne, porém, com sua vida, isto é, COM SEU SANGUE não comereis. Gênesis 6

    Este é o chamado mandamento Noaico, que foi retomado em Atos 15.

    Pedro relaciona a visão que recebeu a respeito da purificação dos animais imundos, com a chamada dos gentios à Fé em Cristo, sua admissão no Corpo. 👉E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse-lhes: Homens irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre nós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho, e cressem.
    8 E, Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, dando-lhes o Espírito Santo, assim como também a nós;
    9 E não fez diferença alguma entre eles e nós, PURIFICANDO (aí a aplicação da visão que ele recebeu, do lençol.... ) os seus corações pela fé.
    10 Agora, pois, por que tentais a Deus, pondo sobre a cerviz dos discípulos UM JUGO QUE NEM NOSSOS PAIS NEM NÓS PUDEMOS SUPORTAR?

    Agora, em vez de Pedro citar Levítico 11.......ele vai lá para Gênesis 9:3-4, exatamente para os mandamentos Noivos e não os Levítico, provando que a visão que ele recebeu de Deus, também possuía uma aplicação literal.

    👉Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus.
    20 Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue. Atos 15.

    Pergunto ao Sr. Adventista. Porque Pedro não citou o mandamento de Levítico 11?.....esperando resposta.. ..prossegue.......

    ResponderExcluir
  8. Onde diz..."e de acordo com as restritas regras da "Tirar", ler em vez de "Tirar"...Torah.

    ResponderExcluir
  9. Onde diz, "para os mandamentos Noivos" ler "mandamentos Noaicos" ....é por causa do teclado que fica fazendo correções idiotas. Vou trocar..

    ResponderExcluir
  10. Tudo bem irmão Paulo,eu gostaria de ter muito dinheiro para fazer um programa perguntas e resposta com você e irmão Luciano como apresentadores para desmascarar muitas doutrina falso como o adventismo.

    ResponderExcluir
  11. Tudo bem irmão Paulo,eu gostaria de ter muito dinheiro para fazer um programa perguntas e resposta com você e irmão Luciano como apresentadores para desmascarar muitas doutrina falso como o adventismo.

    ResponderExcluir
  12. Que desespero para continuar comendo carne!kkk

    Quer fazer a vontade de Deus?

    Cumpra Gênesis 1:29 irmão Paulo Cadi!

    Desculpe-me, me esqueci que pra você de Atos pra trás foi tudo ABOLIDO, me perdoe!

    Irmão Paulo, quando você chegar ao céu:

    Que tipo de carne você vai pedir na CHURRASCARIA CELESTIAL?

    A Limpa ou a IMUNDA?

    Uma COXA de CORDEIRO ou um PERNIL?

    Será que teremos esse cardápio lá?

    Tenho minhas dúvidas!

    Paulo diz: "tudo me é LÍCITO, mas nem tudo convém".

    Continue com sua CONVENIÊNCIA, é um direito seu!

    ResponderExcluir
  13. Alexandre, perguntou... "Irmão Paulo, quando você chegar ao céu:
    Que tipo de carne você vai pedir na CHURRASCARIA CELESTIAL?"

    Olha Alexandre, eu acho que foi pedir umas asinhas fritas de morcego, acompanhada de uma salada verde, salpicada com cascas de barata moídas... Como prato de entrada...

    Alexandre, se é pecado comer [hoje] as carnes chamadas de impuras, porque Deus permitiu a Noé e sua família comer, TUDO O QUE SE MOVE, exceto o sangue?

    Volta mais tarde....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como noé poderia comer tudo que se move sendo de que de cada animal imundo entrou apenas UM ÚNICO par de cada espécie?

      "E edificou Noé um altar ao Senhor; e tomou de todo o animal limpo e de toda a ave limpa, e ofereceu holocausto sobre o altar." (Gênesis 8:20)

      Noé sacrificou os animais limpos e comeu todos os imundos e acabou-se ali os animais sobre a terra!

      Não irmão Pauo Cadi, o que a Bíblia apresenta é que 7 pares de cada espécie de animal limpo foi colocado na Arca e apenas 1 para de cada animal imundo foi colocado.

      A continuidade da existência das espécies daqueles animais imundos é prova de que nem Noé, nem sua família jamais tocaram nestes animais para comer!

      E o que foi então que Deus ordenou a Noé e seus filhos?

      Exatamente o que lemos:

      "Tudo o que vive e se move lhes servirá de alimento. Assim como lhes dei os vegetais, agora lhes dou todas as coisas." (Gênesis 9:3)

      Sem no entanto decretar o fim da distinção entre animais limpos e imundos!

      E o que será que Noé e Seus filhos entenderam? Que poderiam comer animais imundos?

      Pois é Paulo Cadi! Sabemos agora que foi depois do dilúvio que se extinguiram a maior parte das espécies de animais imundos que existiam sobre a terra, porque Noé e Sua família os comeram!

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Boa pedida irmão Paulo Cadi, "asinha de morcego" deve ser uma delícia...

      Garçom, trás o mesmo prato pra mim por favor kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Pensando bem... Garçom, cancela! Asa de MORCEGO só tem pele... trás de frango mesmo kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. Irmão Paulo Cadi, no CÉU terá CHURRASCARIA?

      Excluir
  14. Até mesmo ateus possuem dentro de si, e isto é mecanismo de sua própria natureza criada por Deus o sentimento de nojo só em PENSAR em consumir certos animais.

    E as pessoas que querem defender seus hábitos, inclusive alimentares tem este costume, de ler apenas aquilo que convém.

    "Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus.
    20 Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue. Atos 15.

    Pergunto ao Sr. Adventista. Porque Pedro não citou o mandamento de Levítico 11?" (Paulo Cadi)

    Bastaria ler a Bíblia, Paulo Cadi ao invés de tão somente tirar trechos que sirvam para defender suas próprias idéias:

    "Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue. Porque Moisés, desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas." (Atos 15:20,21)

    Levítico 11 foi escrito por quem Paulo Cadi?


    O irmão lê a orientação quanto às carne sufocada e o sangue, mas não lê a recomendação logo em seguida acerca dos escritos de Moisés!

    Eles iam em cada sábado na sinagoga ler o que Moisés deixou para que mesmo? Para ter certeza de que tudo aquilo foi abolido? É isto que se ensina na igreja do irmão, Paulo Cadi?

    E quanto aos profetas?

    "Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se lêem todos os sábados." (Atos 13:27)

    Pois é irmão Paulo Cadi, o povo naquela época tinha mania de continuar lendo, todos os sábados, acera de coisas abolidas.

    Para aprender as coisas que antes eram proibidas e que agora poderiam praticar?

    E nas igrejas, onde se ensinam de que o que foi proibido aos gentios foi apenas estrangular uma galinha e fazer ensopado com seu sangue, interrompe-se a leitura antes de começar o verso seguinte!

    Clap, clap, clap! Aplausos para estes sinceros ensinadores da Palavra.

    O animal é nojento? Vive na imundície? Come imundície? Não tem problema, desde que tenha tido a cabeça devidamente decepada e o seu sangue escorrido.

    Aí sim, quando se trata de algo sufocado ou comido com sangue, estes mesmos pregadores de "impureza cerimonial" agora dizem que esta recomendação, esta sim!... foi por uma questão "de saúde"!

    E assim prossegue o bonde da alegria abolicionista, cada um adaptando os versos bíblicos à sua conveniência alimentar.

    E.... quando perguntamos a um evangélico que habita na mesma igreja destes abolicionistas sem no entanto partilhar de sua idéias, o que estes nos informam?

    https://www.youtube.com/watch?v=vnPHDCj7eRg

    Que tapa hein! Nos adventistas?

    Eu, como adventista, acabei de aprender com Lucinho de que o problema com as carnes imundas era uma questão de saúde e não de profanação cerimonial!

    Novidade para OS ADVENTISTAS, não é irmão Paulo Cadi?

    ResponderExcluir
  15. Gafanhoto, grilo e locusta é considerado carne limpa, e você não come. Além do mais não é sabedoria tratar com deboche aqueles que pensam diferente de você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Felipe, JOÃO BATISTA adorava GAFANHOTO!

      Fique a vontade...

      Excluir
    2. Irmão Felipe, o diálogo seria sobre a validade ou não de levíticos ou sobre a preferência individual de cada um?

      Levíticos diz o que se deveria comer e o que não se deveria comer e não que seríamos OBRIGADOS a comer o permitido! Ou não?

      Entenda, na bíblia existem três tipos de "alimentos" na bíblia:

      a) Dieta ideal (Gn 1:29) que Deus deixou para toda a HUMANIDADE que não era PECADORA ,mas santa e perfeita. Reflita: se Gênesis 1:29 satisfazia totalmente seres santos e perfeitos sem faltar nada (ou Deus errou na dieta?), o que essa mesma DIETA não poderia fazer com PECADORES não nós? Já parou pra pensar?

      b) Dieta TOLERADA por DEUS: Levíticos 11 (carnes limpas). Deus permitiu explicitamente em Gênesis 9:3, mas com um detalhe: a carne só foi liberada apenas 1556 anos aproximadamente após a queda de Adão e Eva após o DILÚVIO. Por que? Não está revelado, mas temos uma certeza. Deus nos deixou a sua DIETA IDEAL em Gênesis 1:29, mas veja que interessante: quando Deus liberou a CARNE após 1556 anos Ele comparou essa liberação com qual acontecimento? já parou pra pensar nisso? Deus comparou a liberação da CARNE com a liberação de outro alimento! Sabe qual é? Irmão Felipe, Deus comparou a liberação apenas 1556 anos após a queda com a DIETA IDEAL anterior ao PECADO (Gn 1:29) ou ELE comparou com um acréscimo a DIETA após o PECADO (Gn 3:18)? Isso mesmo! Com Gênesis 3:18! Que não faz parte da DIETA ORIGINAL e IDEAL de DEUS para suas criaturas! Mas que após o PECADO passou de imediato a compor nossa DIETA! E por que o ACRÉSCIMO da CARNE só VEIO 1556 anos DEPOIS? Não sabemos. Quanto mais próximos estivermos da DIETA ORIGINAL (Gn 1:29) mais próximo estaremos do plano de DEUS para nossa SAÚDE. Outro fato, por que os PATRIARCAS antediluvianos não comiam CARNE e viviam muito bem sem ela? Os filhos de DEUS antediluvianos eram os chamados FILHOS de DEUS. Será que eles comiam CARNE sem a autorização de DEUS que só foi dada a NOÉ após o DILÚVIO justamente por serem obedientes a DEUS? Será?

      c) DIETA ABOMINADA por DEUS: Levíticos 11 (carnes imundas). Mas há quem diga que é apenas um ritual abolido.

      Abraços e fiquem com Deus!

      Excluir
    3. Alexandre seja mais sábio, pare de ser debochado. Cada um tem uma visão a respeito dos assuntos, as pessoas pensam diferente uma das outras e você tem que saber lidar com isso. A questão de imundo em Levítico vai além de comida, mas também de sangramentos diversos, menstruação, e até semen, de modo que uma mulher menstruada sentada no banco da sua igreja torna o banco impuro e os que se sentam nele também ( Levítico 15:19-22) vocês precisam ter uma justificativa para ignorar a continuação das instruções, isolando Levítico 11. No meu entendimento essas coisas são aspectos carnais, e no antigo testamento as realidades espirituais foram reveladas através de aspectos físicos, a realidade é espiritual. Vocês são Isaque ou Ismael? Decidam-se. Galatas 4:21-31

      Excluir
    4. Ah, entendi... eu não sei lidar com a opinião alheia... eu né...

      É mesmo... quer dizer então que mulher menstruada contamina os bancos da igreja?

      Nossa eu não sabia disso... acho que deve ser por isso que na Congregação Cristã do Brasil existe a separação entre homens e mulheres para os homens não se contaminarem. Deve ser por isso?! Engraçado, mas eles fazem uso de carnes IMUNDAS e de BEBIDA ALCOÓLICA! Estranho não é mesmo? Mas vamos ser SÁBIOS, pois devemos entender que cada um ACHA do JEITO que for mais CONVENIENTE não é mesmo?

      Essa conveniência parece uma MÁXIMA, cada um faz o que quer... o adventista não come carne, mas senta no banco da igreja com a esposa MENSTRUADA... a C.C.B, não senta com a esposa MENSTRUADA na igreja por que a coitada está IMUNDA... e outros, transformam o DECÁLOGO em NONOCÁLOGO, pois cada um pensa diferente e assim, cada um faz e que bem entender!

      É verdade irmão Felipe, sua reflexão procede. Concordo em 100% com você!

      Você foi muito sábio, parabéns!

      Eu nunca tinha pensado por este ângulo, muito obrigado!

      Abraços e fique com Deus!

      Excluir
    5. Onde escrevi: "o adventista não come carne" Leia-se "o adventista não come carne porco".

      Excluir
    6. Alexandre não fique nervoso, a sua maneira de falar cheia de deboches é ofensiva, Jesus disse que o que sai do coração torna a pessoa impura, você não deve ser uma pessoa agradável porque Jesus mandou, mas porque se tornou uma nova criatura pelo poder do Espírito.

      Agora falando de Leviticos acho que não se deu o trabalho de ler as referências que coloquei, é muito menos explicou o motivo pelo qual vocês ignoram as demais instruções isolando Levítico 11. Então vou colocar a parte aqui para você ler:

      19 Mas a mulher, quando tiver fluxo, e o seu fluxo de sangue estiver na sua carne, estará sete dias na sua separação, e qualquer que a tocar, será imundo até à tarde.
      20 E tudo aquilo sobre o que ela se deitar durante a sua separação, será imundo; e tudo sobre o que se assentar, será imundo.
      21 E qualquer que tocar na sua cama, lavará as suas vestes, e se banhará com água, e será imundo até à tarde.
      22 E qualquer que tocar alguma coisa, sobre o que ela se tiver assentado, lavará as suas vestes, e se banhará com água, e será imundo até à tarde.
      23 Se também tocar alguma coisa que estiver sobre a cama ou sobre aquilo em que ela se assentou, será imundo até à tarde

      Levítico 15:19:23




      Excluir
    7. Irmão Felipe, qual cristão e não falo apenas dos Adventistas, não seguem esta recomendação?

      A imundície deste verso é física mesmo, não é um fluxo cerimonial. Naquela época não existia absorvente como temos hoje. O que ficava nos lugares onde a mulher se assentava ou deitava era o próprio fluxo mesmo.

      E os Israelitas não deveriam tocar pelo mesmo motivo que o irmão não toca no fluxo que uma mulher porventura tenha deixado sobre a cama e pelo mesmo motivo pelo qual o irmão não se assenta em um banco onde há fluxo de uma mulher.

      E pelo mesmo motivo que o irmão lava a mão ou a parte da roupa que porventura tenha tocado nesse fluxo! Deus porém ao invés de partes, instruiu a lavar-se completamente bem como as próprias roupas.

      É questão de higiene mesmo irmão Felipe.

      Excluir
    8. Tudo bem, mas independente do uso de absorventes ou não, a pessoa e os utensílios usados pela pessoa com sangramento homem ou mulher os tornava impuro, o semen também, a instrução diz que objeto se tornava imundo e não o fluxo em si somente que era imundo. Um mero corte no dedo que vazasse sangue ja tornava a pessoa imunda, na opinião de vocês adventistas essas pessoas são imundas? E os objetos tocados por elas são imundos? E será que podemos usar o mesmo peso e a mesma medida afirmando que "NAQUELA ÉPOCA" as carnes estavam sujeitas a contaminação, mas hoje o processo da indústria de carnes torna sem risco para saúde? Partindo, é claro, da premissa que era por uma questão de higiene como vocês afirmam.

      Excluir
  16. Bom dia irmão Senhor Adventista.

    Tire-me uma dúvida.

    Segundo o irmão Paulo Cadi, TODA a CARNE sem SANGUE fora concedida para consumo e na visão dele o TODA estaria se referindo a carnes LIMPAS e IMUNDAS, certo?

    E como você (Sr Adventista) citou o sacrifício de NOÉ após sair da ARCA.

    Deus poderia estar se contradizendo ou demonstrando dúvida ou insegurança na seguinte questão:

    Antes do DILÚVIO e de LEVÍTICOS 11 ELE diz que existe DIFERENÇA entre CARNES, mas após o DILÚVIO, Ele liberaria TODOS os tipos de CARNE, tanto LIMPAS como IMUNDAS! Seria isso irmão Sr Adventista?

    Se a relação de CARNES LIMPAS e IMUNDAS são meros RITUAIS. Qual era o RITUAL anterior ao DILÚVIO para DEUS ter mencionado tal RITUAL de LIMPEZA ou IMUNDÍCIA? Levíticos 11 já existia? Por que DEUS ensinaria algo que não existia para depois do DILÚVIO liberar GERAL algo que não EXISTIA mas mencionado antes? Ou existia?

    Vamos CONJECTURAR:

    Liberou GERAL então segundo o irmão Paulo Cadi...

    Como NOÉ fez o SACRIFÍCIO após sair da ARCA (e não sei por que ele faria isso pois LEVÍTICOS não existia ainda...). Como ele SACRIFICOU mesmo não existindo LEVÍTICOS. Então vamos um pouco além! Ele SACRIFICOU não existindo LEVÍTICOS, mas logo ele poderia ter tirado do NADA e sem saber que tinha que SACRIFICAR duas vezes ao DIA mesmo não existindo LEVÍTICOS ainda.

    Sabemos que existiam SACRIFÍCIOS (Levíticos) que eram comidos pelos sacerdotes e outros que eram totalmente consumidos pelo fogo...

    Deus pediu que Noé, familiares e TODOS os animais saíssem da Arca (Gn 8:16-17). Mas Deus não pediu nenhum SACRIFÍCIO!

    Mas NOÉ sacrificou VÁRIOS animais e AVES mesmo DEUS não tendo pedido e mesmo muito antes de LEVÍTICOS existir! Será que NOÉ estava PSICOGRAFANDO com algum GUIA de ORIXÁ?

    Logo Deus não pediu nenhum SACRIFÍCIO, não existiria nenhuma regra e NOÉ escolheria qualquer ANIMAL aleatoriamente. Vamos supor que no primeiro SACRIFÍCIO, NOÉ tenha escolhido um PORCO (só tinham dois) pois LEVÍTICOS não EXISTIA e DEUS não pediu este SACRIFÍCIO. Logo não teria REGRA.

    E olha que DEUS se agradou do AROMA do PORCO (Gn 8:21) pois LEVÍTICOS não EXISTIA!

    NOÉ, mais uma vez PSICOGRAFANDO algum GUIA de EXÚ, vislumbrou que deveria sacrificar DUAS VEZES ao dia como em LEVÍTICOS mesmo não existindo ainda.

    Logo, na primeira semana tivemos a primeira EXTINÇÃO de uma ESPÉCIE! Os CAPRINOS.
    Na SEGUNDA, os OVINOS e o último e único PORQUINHO.

    Por que será que temos tantos PORCOS, CAPRINOS e OVINOS ainda hoje...?

    E assim por diante...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas espera um momento!

      Deus disse que era pra COMER de TUDO sem SANGUE (Gn 9:3-4)! Mas será que era pra comer de TUDO mesmo?

      Por que Deus distinguiria DUAS CATEGORIAS de ANIMAIS (limpos e imundos) antes do DILÚVIO com LIMPOS em 7 pares e IMUNDOS em UM PAR para serem SALVOS do DILÚVIO para LOGO serem EXTINTOS após o DILÚVIO com SACRIFÍCIOS e com a COMILANÇA a vontade? O que importa é somente se a CARNE não tenha sangue, se serão EXTINTOS não tem a menor importância! Será?

      Se não existia nenhuma REGRA, por que DEUS distinguiu LIMPOS de IMUNDOS com 7 PARES de LIMPOS e UM PAR de IMUNDO antes do DILÚVIO para depois os IMUNDOS irem para o ALTAR do HOLOCAUSTO com apenas DOIS exemplares da mesma ESPÉCIE? Que lógica existe nisso?

      Se não existe nenhuma DISTINÇÃO entre animais LIMPOS e IMUNDOS então DEUS deveria ter feito entrar na ARCA 7 pares de LIMPOS e IMUNDOS e não 7 de LIMPOS e UM de IMUNDOS? Ou não?

      Deus salvou os animais da EXTINÇÃO do DILÚVIO pela ARCA para repovoarem a TERRA sendo FECUNDOS, mas se esqueceu que seriam EXTINTOS pelos SACRIFÍCIOS de HOLOCAUSTOS (pois Levíticos não existia, mas Noé psicografou) e pela comilança! Seria isso irmão Sr Adventista?

      Carnes LIMPAS e IMUNDAS seriam apenas um ato RITUALÍSTICO (segundo o irmão Paulo Cadi) que surgiu em LEVÍTICOS, certo?!

      Então os animais LIMPOS e IMUNDOS anteriores ao DILÚVIO não seriam RITUALÍSTICOS pois LEVÍTICOS não EXISTIA! Então seriam o que? Por que 7 PARES de LIMPOS e UM PAR de IMUNDOS?

      Por que e pra que SACRIFICAR se DEUS não PEDIU e LEVÍTICOS não existia e consequentemente o RITUALISMO também não?

      E por que NOÉ não existindo a menor DIFERENÇA entre animais LIMPOS e IMUNDOS, não existindo o RITUALISMO do SACRIFÍCIO (Levíticos não existia) e Deus não pediu nenhum SACRIFÍCIO. NOÉ justamente escolheu para o seu SACRIFÍCIO apenas animais “PUROS” (Gn 8:20)? Puros do que, de ESPÍRITO?

      Será que NOÉ fez: "minha mãe mandou" ou ele PSICOGRAFOU algum ORIXÁ irmãos Sr Adventista e irmão Paulo Cadi?

      O que vocês acham?

      Abraços a todos!

      Excluir
    2. Estou em dúvida, irmão Alexandre, poderia ser um orixá, porém, a hipótese de um "minha mãe mandou" também não está descartada.

      Agora veja esta explicação:

      Levítico 11 assim como todo os livros de Moisés, foram escritos muito tempo depois, porém explicando como as coisas são desde o princípio do mundo!

      Ou seja, Levítico 11 não é mais do que uma explicação sobre os critérios utilizados desde sempre para se distinguir os animais entre limpos e imundos!

      Explicação simples, harmônica, de fácil entendimento, porém que desagrada aqueles que querem forçar a barra e assar a Peppa Pig de qualquer maneira.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Essa da PEPPA PIG foi muito boa!!!

      Bom, então sendo assim, existiria alguma lógica em DEUS antes do DILÚVIO distinguir animais LIMPOS e IMUNDOS. DE Noé fazer sacrifício de Holocausto sem Deus ter pedido para ele pois ele já sabia por que seria um ensinamento de geração em geração, também parece ser lógico e seria por isso também que NOÉ teria no momento do SACRIFÍCIO escolhido VÁRIOS animais, mas surpreendentemente ele tenha escolhido 100% dos animais denominados .>>>PUROS<<<.(Gn 8:20). Então, não foi por acaso? Seria algo de pleno conhecimento? Assim também faz muito mais sentido! E será que também teria sido por isso que em Gênesis 8:20 Deus inspirou a Moisés de que seria o SACRIFÍCIO pós DILÚVIO do NOÉ um SACRIFÍCIO de HOLOCAUSTO mesmo sem LEVÍTICOS estar CODIFICADO? Poderia ser isso irmão Sr Adventista?

      A PEPPA PIG escapou do HOLOCAUSTO de NOÉ por determinação DIVINA, mas os irmãos discordantes a levam SEMANALMENTE a seus PRATOS de HOLOCAUSTOS! Coitada dela!

      Excluir
    4. Pois é irmão Alexandre, Moisés fala com tanta naturalidade acerca do dízimo, do sacrifício de animais e a distinção entre animais limpos e imundos, que não há como crer diferente de que estas coisas eram as mesmas que Deus havia acabado de dar ao povo de Israel por intermédio do mesmo Moisés.

      Um grupo de irmãos cercam a Peppa Pig munidos de um saco de carvão, temperos e alguns espetos. Um deles então pergunta: Tem algo a dizer em sua defesa?

      Peppa Pig, temerosa, então diz timidamente:

      - Levítico 11?

      Excluir
  17. Agora são 0h48 minutos! Mais tarde, no decorrer do dia, vamos colocar ordem no pardieiro.....

    ResponderExcluir
  18. Isso Paulo, não aguento mais esses caras.mada ver!

    ResponderExcluir
  19. Isso Paulo, não aguento mais esses caras.mada ver!

    ResponderExcluir
  20. Pergunta para os adventista responder, se poder: se eu faço uso de carne que são chamadas impuras na biblia, eu estou em pecado? Eu vou para o céu? Tenho que comprar os dias de purificação? No aguardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E agora irmão Matias... se nos pegou!!!!

      Puxa vida, por essa não esperávamos!!!

      Você vai para o CÉU por GUARDAR 9 mandamentos ou você irá para o CÉU pela GRAÇA mediante a FÉ?

      Qual das duas opções irmão Matias?

      Eu tenho certeza que é somente pela segunda opção, mas como o irmão tem dúvida de como se processaria a SALVAÇÃO, vou aguardar a sua resposta ok.

      Feliz Sábado e tenha um ótimo final de semana na presença do Senhor!

      Excluir
  21. Pergunta para os adventista responder, se poder: se eu faço uso de carne que são chamadas impuras na biblia, eu estou em pecado? Eu vou para o céu? Tenho que comprar os dias de purificação? No aguardo.

    ResponderExcluir
  22. Boa Noite...... Antes de começar, tenho uma boa notícia para os Adventistas...... .. Jesus, volta em Setembro! Não me perguntem o dia porque eu não me lembro...... Parece que é no dia 22.

    Em primeiro lugar, não vamos deixar nos enganarem, com falsas doutrinas ........ Ééééé, já que segundo Ellen White, Adão foi enganado pelo diabo. Querem ver?

    "Satanás, que é o pai da mentira, ENGANOU A ADÃO de modo semelhante, dizendo-lhe que não precisava obedecer a Deus, que não morreria se transgredisse a lei. Mas Adão caiu, e por seu pecado abriu as comportas da miséria para o mundo."
    -Evangelismo, p. 598-

    Agora, o Apóstolo Paulo, afirmou o oposto, quando disse...

    "A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição.
    12 Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.
    13 Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
    E ADÃO NÃO FOI ENGANADO , MAS A MULHER, Sendo ENGANADA, caiu em transgressão." 1Tm.2:10-14.

    Devemos rejeitar e expulsar quaisquer novas revelações que, neguem e contrariem os ensinamentos dos Apóstolos, como procedendo da carne ou do Diabo, ainda que tenham a aparência de bondade.

    Quando Deus terminou de criar, disse que tudo era "muito bom." Deus não criou o pecado e nem a impureza... por isto, o Apóstolo dos gentios (eu tenho um Apóstolo enviado para mim, direto de Jesus Cristo, não preciso de proféticas modernas) disse que..... "nenhuma coisa é de si mesma, essencialmente imunda. Os animais não tem pecado, mas sofrem as consequências do pecado.

    Por isso, o porco, não tem pecado, e nenhum dos animais que fazem parte da lista de animais impuros.

    Quando Noé saiu da arca com os outros, ofereceu holocausto a Deus, com animais limpos .... Agora, foi permitido a ele e sua descendência comer da carne de TODA a espécie de animais.



    "Tudo⬅ quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde.
    4 A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis."

    A palavra "tudo" no verso acima é do hebraico ➡kôl kôl (3605) - {kole} kole - כּול כּלo", significando, "completamente."

    Encontra-se em milhares de passagens, como a de Genesis 11:6, na Torre de Babel, onde diz que..... "E o Senhor disse: Eis que o povo é um, e TODOS têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer."

    Então, Deus permitiu dali em diante, por meio de aliança (Genesis 9:9) Noé comer toda o tipo de substância animal, mas sem o sangue que é a vida do animal.

    Qualquer animal morto, retirado seu sangue e limpado, assado ou cozido , se transformou apenas em proteína, em substância.

    Os Adventistas afirmam que até o Dilúvio, o homem não se alimentava de carne, mas de frutas, verduras, legumes, etc..

    Agora, logo após o Dilúvio, Deus permitiu o consumo da substância de qualquer animal, mas está permissão de Deus deve ser entendida, à longo prazo, ou seja, na história da humanidade dali em diante, e não logo após Noé sair da arca..

    Continua.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dia 22 irmão Paulo Cadi... nossa esse número me lembra algo... estaria em LEVÍTICOS por acaso? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Pois é irmão Alexandre, nosso irmão Paulo Cadi tem problema de interpretação de texto:

      "Mas Adão caiu, e por seu pecado abriu as comportas da miséria para o mundo." (Ellen White)

      "Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Romanos 5:12)

      Ué, mas sendo que foi por meio de Eva, por que a Bíblia diz que foi por meio de Adão?

      Simples, o intuito tanto de Ellen White como da Bíblia não foi dizer quem foi o primeiro!

      Mas "responsabilizar" Adão que era visto como chefe e representante, sob o ponto de vista patriarcal comum na Bíblia por ter sido desenvolvido em uma cultura hebraica.

      E assim, tanto a Bíblia, quanto Ellen White deixa Eva de Lado e toma Adão, que também foi enganado por Satanás por meio de Eva.

      Simples assim. Quem lê realmente os livros de Ellen White encontra partes onde se explica este conceito de Adão como representante do casal e também de primeiro representante de toda a humanidade, por meio de quem entrou o pecado no mundo (ainda que a primeira tenha sido Eva).

      O que é usado de pano de fundo para o segundo representante de toda a humanidade, por meio de Quem saiu o pecado do mundo (e que venceu a tentação no lugar de Adão).

      Portanto Ellen White nunca nem sonhou me dizer de que Adão foi o PRIMEIRO dentre o casal a cair, mas tão somente que ele caiu ainda que não tenha sido o primeiro. Leia agora novamente o trecho e na íntegra:

      "Outro erro — a abolição dos mandamentos — Cristo adverte a Seus seguidores: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Ele nos exorta a não nos deixarmos enganar quando vêm os falsos pastores apresentar suas doutrinas. Esses homens nos dizem que os mandamentos de Deus foram abolidos por ocasião da morte de Cristo. Creremos nós neles, nesses homens que pretendem estar santificados, ao passo que se recusam a obedecer a Deus? Dizem que o Senhor lhes disse que não precisam guardar os Dez Mandamentos; mas disse-lhes acaso isto o Senhor? Não, Deus não mente. {Ev 597.3}
      Satanás, que é o pai da mentira, enganou a Adão de modo semelhante, dizendo-lhe que não precisava obedecer a Deus, que não morreria se transgredisse a lei. Mas Adão caiu, e por seu pecado abriu as comportas da miséria para o mundo. Outra vez, Satanás disse a Caim que ele não precisava seguir expressamente o mandamento de Deus de apresentar como oferta o cordeiro morto. Caim obedeceu à voz do enganador; e porque Deus não lhe aceitou a oferta ao passo que manifestou Seu agrado pela de Abel, Caim irou-se e matou seu irmão. {Ev 598.1}
      Precisamos saber por nós mesmos a que voz estamos atendendo, se a voz do Deus vivo e verdadeiro, ou a voz do grande apóstata. ... {Ev 598.2}
      Quando o tipo encontrou o antítipo na morte de Cristo, cessou a oferta sacrifical. A lei cerimonial foi abolida. Mas, pela crucifixão, a lei dos Dez Mandamentos foi estabelecida. O evangelho não ab-rogou a lei, nem lhe diminuiu um til das reivindicações. Ela ainda requer santidade em toda parte. É o eco da própria voz de Deus, fazendo a toda alma o convite: Subi mais alto. Sede santos, mais santos ainda. — The Review and Herald, 26 de Junho de 1900. {Ev 598.3}"

      E poxa! A 150 anos atrás antes do surgimento do movimento abolicionista, Ellen White já havia previsto de que os abolicionistas da Lei surgiriam!

      Como é que se explica isto, irmão Alexandre?

      Agora sabemos porque os abolicionistas odeiam Ellen White de paixão!

      https://egwwritings.org/?ref=pt_Ev.598.4&para=11095.3352

      Excluir
    3. Ellen White contraria à Bíblia. Ela afirma que Adão foi enganado, mas o Apostolo Paulo disse que Adão não foi enganado... Qualquer um que comparar vê isto.

      Excluir
    4. Isso que dá ler versos isolados e não ler o restante da Bíblia.

      Mais um verso para o irmão:

      "Mas eles transgrediram a aliança, como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim." (Oséias 6:7)

      Leia mais:

      "Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem." (1 Coríntios 15:21)

      "Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Romanos 5:12)

      E a resposta para isto:

      Paulo em 1 Timóteo 2 está apenas dizendo quem primeiramente foi enganado! Eva e não Adão!

      O irmão se liga apenas ao que está escrito na tradução, ao invés de procurar o sentido da afirmação, levando-se em consideração todo o contexto amplo das Escrituras.

      Sendo justamente assim que o abolicionismo constrói todos os seus ensinamentos! Pegando apenas o que está escrito sem analisar o seu sentido, usando as palavras de Paulo contra as palavras do próprio Cristo e do restante da Bíblia.

      Excluir
    5. Adão não foi enganado. Ele pecou sabendo o que estava fazendo... Ele pecou voluntariamente. Eva, sim, é que foi enganada.

      Sua profetisa recebeu a revelação de que Adão foi enganado da mesma fonte que enganou Eva.

      Excluir
    6. Paulo Cadi,

      "E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu,"

      Destaque esta parte:

      "e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então foram abertos os olhos de ambos,"

      "e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais." (Gênesis 3:6,7)

      Os olhos de Adão só foram abertos depois de comer do fruto. Adão não conhecia o mal, assim como não conhecia, Eva.

      Lhe pergunto: Eva contou a Adão de que havia pecado? De que sabia que iria morrer, antes de dar o fruto a Adão?

      Por que presunção o irmão julga de que Adão, diferente de Eva, sabia bem o que estava fazendo?

      Pelo que consta na Bíblia, a única mentira e o único argumento que havia (até convincente pelo fato de Eva não ter morrido imediatamente após comer o fruto) é de que que se eles comessem do fruto não morreriam e seriam como Deus conhecedores do bem e do mal.

      Se não foi isto, o que então levou Adão a comer do fruto, assim como Eva?

      Vou esperar a sua resposta irmão Paulo Cadi.

      Excluir
  23. FELIZ SÁBADO a TODOS os irmãos do MCA!

    Tenham um ótimo final de semana e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  24. Os animais que serviriam para holocausto, foram diferenciados daqueles que não serviam, desde o tempo de Abel. Esta ordenança divina continuou após o Dilúvio, mas direcionada ao holocausto, e não a dieta humana.

    Genesis 9:3-4 desmente os Adventistas, pois apresenta exatamente o oposto de Levítico 11, onde foi acrescentada a distinção também para a dieta dos judeus.

    Em Deuteronomio 14 onde se encontra também o mandamento dos animais puros e impuros, no final da lista, após o verso 20, diz ➡ Não comereis nenhum animal morto; AO ESTRANGEIRO, QUE ESTÁ DENTRO DAS TUAS PORTAS, O DARÁS A COMER, OU O VENDERÁS AO ESTRANGEIRO, porquanto és povo santo ao Senhor teu Deus. Não cozerás o cabrito com leite da sua mãe⬅Dt. 14:21.

    Como diz o verso acima, os gentios estavam desobrigados desta lei, porque estavam debaixo dos mandamentos Noaicos, porque quem guarda toda a lei, mas transgride um dos mandamentos se faz culpado da transgressão de todos.

    A lei expressa a vontade de Deus.... foi minuciosamente entregue a Israel, por causa da santidade de Deus. Com a coluna de fogo no acampamento, quem teria coragem de questionar os mandamentos "absurdos?"

    Os críticos nunca se colocam no lugar dos acontecimentos.

    Se Deus exigisse dos gentios o cumprimento de Levítico 11, porque ele não revelou a Torah para os povos do mundo inteiro? Eu espero que os Adventistas respondam esta pergunta.

    Continua.........


    ResponderExcluir
  25. Se os Adventistas querem seguir as restrições alimentares dadas ao povo de Israel, tem de saber que era proibido a um judeu comer na mesma mesa e no mesmo local frequentado pelos pagãos.

    Quando o Apostolo Paulo disse que os crentes poderiam comer qualquer tipo de carne que era vendida no mercado, exceto se um crente novo (para não escandalizar alguém que recém havia saído da idolatria) dissesse que tal carne havia sido oferecida aos ídolos, já estava desobrigando os gentios, de Levítico 11, porque era proibido pela lei um judeu sequer transitar em um mercado pagão, quanto mais comprar alguma coisa lá e muito menos comer algo que já havia sido oferecido a um ídolo!

    Na Galácia, quando Pedro por causa de uns crentes judeus deixou de comer com os gentios, Paulo afirmou que Pedro vivia como um gentio!

    Adventista, o que significa para vocês......Pedro viver como um gentio? Isto não pode se referir-se aos sacrifícios, que já haviam anos atrás sido abolidos. O que significa então esta afirmação de Paulo?

    ➡Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; mas, depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão.
    13 E os outros judeus também dissimulavam com ele, de maneira que até Barnabé se deixou levar pela sua dissimulação.
    14 Mas, quando vi que não andavam bem e direitamente conforme a verdade do evangelho, disse a Pedro na presença de todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?⬅Gálatas 2.

    No verso 14 Paulo afirma que Pedro vivia COMO um gentio, não COM os gentios. O que significa isto para os Adventistas?

    Paulo retoma o pacto Noaico e afirma em sua carta a Timóteo... Noé era gentio, incircunciso.

    ➡Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;
    4 Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças.
    5 Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada.


    ktis'-mah - κτίσμα ⬅palavra para "criatura" no verso 4, assim como inúmeras passagens, como AP. 5:13➡E ouvi a toda a "criatura" que está no céu, e na terra......

    A Igreja faz o caminho inverso....... Do Calvário os crentes saem da lei, passam pelo pacto maior feito com Abraão, caminham em direção ao tempo de Noé (talvez nos estejamos nele) agora a terra é consumida pelo fogo e não pela água, e voltamos ao Éden restaurado.

    Este é o processo de redenção...... Não saímos do Sinai, mas saímos do Golgota, de volta ao Éden.

    continua.......

    ResponderExcluir
  26. Ué, irmão Paulo Cadi, continua catando versos isolados nas escrituras de coisas que o amigo encontra na Internet os quais usam para tentar justificar o consumo de carnes imundas?

    A resposta para este verso é:

    Para influenciar os estrangeiros a seguirem o novo bom exemplo dos israelitas e deixarem de comer carne de animal que morreu por si só. Este era um costume comum praticando tanto por Israelitas quanto Estrangeiros e que Deus queria extinguir!

    Porém não por imposição, dando ordem aos estrangeiros, porque Deus dá ordem ao Seu povo, para assim levar os que habitam com o povo, ao bom exemplo.

    Isto, ocorreu em outros assuntos como a Bebida alcóolica, onde deus primeiramente proibiu os sacerdotes de fazerem uso do álcool, para darem o bom exemplo aos demais levitas.

    "Comprarás ali com esse dinheiro tudo o que te aprouver, bois, ovelhas, vinho, bebidas fermentadas, tudo o que desejares, e comerás tudo isso em presença do Senhor, teu Deus, alegrando-te com tua família." (Deuteronômio 14:26)

    O que Deus fez foi tolerar uma prática comum enquanto reeducava o povo e as nações circunvizinhas por meio do bom exemplo.

    ResponderExcluir
  27. "Se Deus exigisse dos gentios o cumprimento de Levítico 11, porque ele não revelou a Torah para os povos do mundo inteiro? Eu espero que os Adventistas respondam esta pergunta." (Paulo Cadi)

    A resposta está em:

    "Abençoarei aqueles que te abençoarem, e amaldiçoarei aqueles que te amaldiçoarem; todas as famílias da terra serão benditas em ti. "Gênesis 12:3"

    A resposta é:

    Deus abençoaria todas as nações da terra por meio de Israel!

    Assim como Cristo chamou os apóstolos e os preparou para levar o evangelho a todo mundo, Deus estava preparando o povo de Israel para, por meio deles, influenciarem as demais nações da terra, incluindo através da guarda dos mandamentos de Deus.

    Um belo exemplo de cumprimento deste propósito divino? Segue abaixo:

    O bom exemplo e Daniel, seus seguidores e outros dentre a nação de Israel que foram levados cativos para Babilônia e assim influenciaram povos pagãos chegando levar ao próprio rei à conversão.

    ResponderExcluir
  28. "Quando o Apostolo Paulo disse que os crentes poderiam comer qualquer tipo de carne que era vendida no mercado, exceto se um crente novo (para não escandalizar alguém que recém havia saído da idolatria) dissesse que tal carne havia sido oferecida aos ídolos, já estava desobrigando os gentios, de Levítico 11, porque era proibido pela lei um judeu sequer transitar em um mercado pagão"

    Paulo estava se referindo ao açougue Judeu, Paulo Cadi, o amigo disse bem, nenhum judeu transitava em açougue pagãos. Porém a procedência das carnes que entravam em Israel eram duvidosas, porque boa parte das mercadorias, incluindo as carnes, eram vendidas ali por estrangeiros e não havia como se garantir de que a carne (pura) não houvesse sido sacrificada a ídolos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Adventista, disse: "Paulo estava se referindo ao açougue Judeu, Paulo Cadi, o amigo disse bem, nenhum judeu transitava em açougue pagãos. Porém a procedência das carnes que entravam em Israel eram duvidosas, porque boa parte das mercadorias, incluindo as carnes, eram vendidas ali por estrangeiros e não havia como se garantir de que a carne (pura) não houvesse sido sacrificada a ídolos."

      Resposta➡Paulo estava falando com os
      crentes de Corinto, que viviam fora de Israel, lá na Grécia. Sr. Adventista, não distorça a Palavra de Deus. Paulo não estava falando a respeito de carnes que entravam em açougue judeu nenhum, mas sim de açougues gentios, onde eram comercializadas carnes que haviam restado de rituais pagãos. Isto é palhaçada Sr. Adventista? Vai continuar torcendo as escrituras?

      Excluir
    2. Paulo Cadi,

      Relatei no que consistia a experiência de Paulo!

      Com base nesta experiência Paulo deu aquele conselho aos de Corinto!

      "Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência." (1 Coríntios 10:25)

      Paulo nem sonhava em incluir ali a questão das carnes imundas.

      O assunto de 1 Corintios 10 não era carnes imundas, mas estritamente as carnes sacrificadas a ídolos.

      Para ficar de melhor entendimento substitua: "Paulo estava se referindo ao açougue Judeu" por "Paulo estava tomando como referência o açougue Judeu"

      E uma úma última questão:

      "Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência; porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude." (1 Coríntios 10:28)

      Mas e se porém alguém disser: Isto é carne imunda?

      Paulo em 1 Coríntios 10 tratou deste assunto? Ou nos deu permissão para comer estas carnes assim como "nos deu", segundo a consciência individual, para comer carnes sacrificadas?

      E assim abolicionistas incluem a questão de carnes imundas em um contexto onde está se tratando estritamente das carnes sacrificadas a ídolos.

      E assim caminham as teorias daqueles que querem um aval bíblico para fazer uso das carnes que Deus expressamente proibiu em Sua Palavra.

      Excluir
    3. Porfim, o tipo de assunto que estava sendo tratado, no assunto em questão, era uma superstição e não uma questão legal!

      Uma superstição que segundo criam influiriam na guarda do mandamento de não cometer idolatria.

      Paulo combateu uma superstição e não um aspecto legal da lei de Deus (de onde abolicionistas tiraram de que o capítulo estaria tratando de alimentos puros ou impuros?);

      Porém como fazem com a passagem de Pedro e sua visão que fala acerca da "impureza" cerimonial dos gentios, abolicionistas incluem a questão de "COMER OU NÃO ALIMENTOS IMPUROS" no bonde, a fim de validar uma abolição que não existe nem nestes versos, nem no restante das Escrituras.

      Excluir
  29. Enfim,

    Agora veja o que o irmão faz, quebra toda a lei para poder comer carne imunda e guardar o domingo no lugar do sábado.

    ResponderExcluir
  30. Paulo, eu acredito que nao vali a pena tentar fazer esses caras reconhecer jesus como Senhor.eles idolatra ellen White. É triste! !

    ResponderExcluir
  31. Paulo, eu acredito que nao vali a pena tentar fazer esses caras reconhecer jesus como Senhor.eles idolatra ellen White. É triste! !

    ResponderExcluir
  32. Sr. Adventista, disse que o profeta Daniel não comia carne e nem bebia vinho :

    "Um belo exemplo de cumprimento deste propósito divino? Segue abaixo:

    O bom exemplo e Daniel, seus seguidores e outros dentre a nação de Israel que foram levados cativos para Babilônia e assim influenciaram povos pagãos chegando levar ao próprio rei à conversão."

    Resposta ➡Daniel quando chegou da terra de Israel, não quis se contaminar com os manjares do rei, porque estes haviam sidos oferecidos aos ídolos. Mas, depois, quando conquistou poder e reconhecimento e por consequência, autonomia, ele comeu carne e bebeu vinho, sim.

    Prova?👉 "No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, foi revelada uma palavra a Daniel, cujo nome era Beltessazar; a palavra era verdadeira e envolvia grande conflito; e ele entendeu esta palavra, e tinha entendimento da visão.
    2 Naqueles dias eu, Daniel, estive triste por três semanas.
    3 Alimento desejável não comi, NEM CARNE E VINHO entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, ATÉ QUE SE CUMPRIRAM AS TRÊS SEMANAS. "

    Sr. Adventista, não torça a Palavra de Deus.

    Continua depois.... .

    ResponderExcluir
  33. ➡A passagem acima é de Daniel 10:1-3.

    ResponderExcluir
  34. "Mas, depois, quando conquistou poder e reconhecimento e por consequência, autonomia, ele comeu carne e bebeu vinho, sim." (Paulo Cadi)

    Uhulll!! Temos um novo profeta inspirado entre nós! O oráculo revelou que depois que Daniel resistiu à comida do rei e após ter conquistado poder, comeu carne imunda e tomou bebida alcóolia. É isto?

    Verso bíblico por favor?

    Mas será que a questão dos manjares era apenas porque poderiam ter sido sacrificados a ídolos? Daniel era acostumado a comer carne imunda, contrariando a ordenança Divina e a beber vinho alcoólico?

    Poxa! E eu que imaginava que Daniel era tão santificado (Separado) quanto seus amigos Hananias, Misael e Azarias.

    Mas o que diz a Bíblia? O que acontece quando uma pessoa se abstém das iguarias de babilônia e come apenas daquilo que é apropriado para o consumo?

    "Assim o despenseiro tirou-lhes a porção das iguarias, e o vinho de que deviam beber, e lhes dava legumes. Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda a visão e sonhos. E ao fim dos dias, em que o rei tinha falado que os trouxessem, o chefe dos eunucos os trouxe diante de Nabucodonosor. E o rei falou com eles; entre todos eles não foram achados outros tais como Daniel, Hananias, Misael e Azarias; portanto ficaram assistindo diante do rei. E em toda a matéria de sabedoria e de discernimento, sobre o que o rei lhes perguntou, os achou dez vezes mais doutos do que todos os magos astrólogos que havia em todo o seu reino. E Daniel permaneceu até ao primeiro ano do rei Ciro." (Daniel 1:16-21)

    Clap! Clap! Clap! Palmas para a Bíblia!

    O abster-se das iguarias e do vinho deixaram os jovens, além de mais viçosos (Daniel 1:12-15), dez vezes mais sábios que os demais, inclusive Daniel, por dois motivos, o primeiro de saúde e disposição física e intelectual e o segundo de bênçãos a mais de Deus por terem se mantido fiéis aos seus preceitos.

    Pois é irmão Paulo Cadi o que a Bíblia nos mostra é que o abster de carnes imundas e da bebida alcóolica tem dois efeitos. O primeiro é em questão da comunhão com Deus (obedecê-Lo acima de qualquer coisa) e o segundo é em questão de saúde física e mental.

    Esta atitude propiciou aos jovens vencer as provas espirituais impostas pelo Rei, inclusive de não se prostrar diante de divindades, mesmo diante em face da morte.

    E os reis da babilônia hoje dizem:

    Você pode comer de tudo que se vende nos açougues, de toda sorte de animal imundo que passei na podridão e se arrasta pela terra.

    Hoje, muitos Danieis não tem conseguido resistir à simples prova de não jogar animais imundos para dentro do corpo que é templo do Espírito Santo, o que é para nosso próprio bem.

    Daniel, Hananias, Misael e Azarias poderiam ter inventado alguma desculpa, invalidando os mandamentos de Deus, se deliciando com a bebida e as iguarias e conquistando altos cargos em babilônia.

    Mas decidiram serem fiéis ao Senhor, confiar em suas orientações e resistir à toda prova.

    ResponderExcluir
  35. Pergunto ao irmão Alexandre. Você trocaria as recomendações de Deus, para conquistar maior aceitação na babilônia de confusão religiosa de hoje, como esta tem exigido de todo cristão?

    Praticaria as coisas que tem sido praticadas dentro das igrejas e que a bíblia nunca ensinou, enquanto deixam de lado aquilo que Deus ensinou em Sua Palavra?

    Colocaria em seu corpo, carne de rato e outros animais que passeiam na imundície? (Na época de escrita do novo testamento não existiam laboratórios, nem criadouros de ratos à base de ração! Então o rato que teriam para comer era quele mesmo que passeava pela cozinha).

    Mas olha o que diz o Senhor:

    "Os que se santificam, e se purificam, nos jardins uns após outros; os que comem carne de porco, e a abominação, e o rato, juntamente serão consumidos, diz o Senhor." (Isaías 66:17)

    E por que?
    O que aprendemos com a Bíblia?

    "...porquanto és povo santo ao Senhor teu Deus." (Deuteronômio 14:21)

    "Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus." (1 Coríntios 6:19,20)

    "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus." (1 Coríntios 10:31)

    "Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo." (1 Coríntios 3:17)

    ResponderExcluir
  36. Porfim:

    "Alimento desejável não comi, NEM CARNE E VINHO entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, ATÉ QUE SE CUMPRIRAM AS TRÊS SEMANAS." (Paulo Cadi)

    Onde está escrito neste verso ou no contexto de que este vinho era o alcoólico e esta carne era a imunda?

    Seu oráculo está colocando em sua cabeça coisas que não existem na Bíblia irmão Paulo Cadi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza não irmão Sr Adventista!

      Mas para muitos, a penela é mais importante!

      Excluir
    2. Alias irmão Sr Adventista.
      Assim que os Israelitas saíram do EGITO, logo clamaram pelas panelas do EGITO!
      E após vários milagres e após a demonstração do grande poder do DEUS VIVO e após mais um MILAGRE, o do MANÁ. O povo murmurou novamente e chamou o PÃO do CÉU de VIL, pedindo CARNE.
      Por que DEUS teria se irado contra seu POVO, se foi o próprio DEUS que classificou as CODORNIZES como AVES LIMPAS e o próprio DEUS que escolheu o cardápio para eles?

      O nome do lugar onde foram sepultados passou a se chamar “Quibrote-Taavá”, que significa no hebraico “túmulo do desejo”, pois o desejo deles foi sepultado juntamente com eles naquele lugar.
      No mínimo curioso...

      Excluir
    3. "...Vocês não comerão carne apenas um dia, ou dois, ou cinco, ou dez ou vinte,
      mas um mês inteiro, até que lhes saia carne pelo nariz..." (Números 11:19,20)

      Já pensou, irmão Alexandre, Deus irado por pedirmos carne do Mickey e da "ronca-e-fuça"?

      Excluir
  37. Sr. Adventista, você torce tanto as escrituras, que se elas fossem roupa já teriam queimado. Eu não afirmei que Daniel comeu carne considerada imunda pela lei. Agora, Daniel, comeu SIM, carne e tomou vinho produzido na Babilônia, e que não era suco de uva nenhum.

    Você tem a imaginação muito fértil quando se trata de torcer as escrituras.

    Fique sabendo que em questões de saúde, sua "igreja virgem e pura" se uniu com a
    prostituta igreja Católica, no estado do Colorado, USA, para formarem, juntas, uma única organização de saúde!!!

    Sua denominação diz uma coisa e faz outra.

    Ela não está cometendo uma abominação ao se unir a prostituta de Apocalipse 17-18?

    Para os leitores comprovarem, o link está aí abaixo.
    http://www.centura.org/sponsors/

    Agora tenho de sair, mas Deus permitindo, depois da tarde, pela noite, continuaremos , porque eu quero tocar em mais alguns pontos desde assunto......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão que estamos tratando é carnes imundas, amigo Paulo Cadi! O que tem de mais, israelitas, em um contexto de cativeiro, comer de alimentos (puros) de Babilônia?

      O problema não é ser alimentado por império pagão! O próprio Israel na época de Jesus e não mais por Babilônia mas por Roma, continuaram sob julgo e humilhação. Como também foi no Egito, Assíria, Medopérsia e Grécia. O irmão tirou a questão da carne imunda, mas onde está o verso que diz de que o vinho era alcpoólico?

      E o que importava em tudo isto era apenas uma questão! A lei de Deus! Tanto na parte da idolatria quando dietética.

      E quem disse que pregamos uma coisa e fazemos outras? Vivemos, hoje, cativos em um mundo de secularismo! E assim como Daniel e seus amigos, procuramos ser fiéis aos preceitos Divinos, não praticando a transgressão às leis dietéticas assim como não praticamos transgressão ao mandamento sobre idolatria.

      E quem diz que a igreja Católica é prostituta é seu dispensacionalismo, irmão Pauo Cadi, em seu preconceito, a minha igreja diz de que a prostituta é a igreja da idade média, que perseguiu, matou e se embriagou com o sangue dos santos e mártires.

      Esta é a mesma babilônia, que hoje prega a abolição dos mandamentos de Deus! Portanto não é a igreja católica, que também tem filhos fiéis aos mandamentos de Deus segundo a luz que receberam em meio às tradições. Mas o sistema religioso que tem embebido o meio cristão com falsas doutrinas especialmente no que tange à invalidade dos mandamentos de Deus.

      A igreja pura fugiu para o deserto, onde foi sustentada por 1260 dias, representada por aqueles que foram perseguidos pelo poder papal na idade média, Valdenses, Albigenses, Huguenotes, bem como os que pegaram o navio MainFlower e fugiram para o terrenho, hoje, Norte-Americano!

      História, nada de conjecturas e teorias.

      O secularismo está dentro da própria igreja, irmão Paulo Cadi e a abolição dos mandamentos de Deus é o principal contribuinte para que isto tenha acontecido e não mais a Bíblia mas hoje cada muitas igrejas ensinam e segue aquilo que bem entende e ao invés de estudar a Palavra de Deus, no dia hábil que separam para fazer seus cultos, fazem de tudo, menos abrir a Bíblia para estudar.

      (...)

      Excluir
    2. Onde está a santificação (separação)?

      Tudo abolido! Prescrito! Leis e mandamentos que não tem sentido estudar porque não servem mais aos dias atuais! É isto que ensina-se hoje em várias igrejas.

      Isto é babilônia, secularismo e falsas doutrinas dentro das igrejas e a Lei de Deus deixada de fora.

      Isto é o mal ecumenismo! Quisera eu que todas as igrejas se unissem para construir hospitais, ao invés de abolir mais e mais mandamento e preceitos da Lei de Deus, para trazer cada vez mais novas formas de culto que nada tem a ver com o estudo da palavra, mas vivência de experiências sobrenaturais!

      Isto é a Babilônia Paulo Cadi, de confusão e balbúdias dentro do próprio culto que deveria ser separado (Santificado) unicamente para Deus e Sua palavra.

      E não para demônios e toda sorte de corrente de curas e milagres que desviam a atenção para o estudo da Palavra de Deus.

      "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
      E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mateus 7:21-23)

      Isto aí é a Babilônia irmão Paulo Cadi e não a "pobre" da Igreja Católica que tem um respeito e reverência em seus cultos que é exemplar.

      Excluir
  38. Errata: O link acima estnterrado, o link certo é este: www.centura.org/sponsors/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o irmão precisa cuidar melhor de sua interpretação de textos. leia novamento o link que o irmão passou.

      Ali não está dando notícia de que os dois sistemas se fundiram, mas sobre duas instituições que ainda existem e em separado e que estão a apoiar a iniciativa do Centura Health (uma terceira instituição). Preste mais atenção no que lê irmão Paulo Cadi.

      "Our Sponsor" = Nossos patrocinadores.

      http://www.centura.org/about-us/leadership/

      Quem é o Centura health?

      "Centura Health respects the unique spiritual needs of those we serve, no matter the faith, creed or belief. We work to create sanctuaries that offer a variety of programs, services and resources to support you in your healing process."

      Portanto, melhor parar de ler bobagens que se encontra na Internet, procurando coisas com que atacar aos adventistas.

      E não haveria problema algum em haver uma parceria entre os dois sistemas, ainda que católico e adventista, para fins institucionais, de saúde e não religiosos.

      No passado um hospital adventista foi construído em parceria com a Disney.

      O maior hospital adventistas do EUA hoje é dirigido por um Judeu e os pacientes católicos podem levar suas imagens de santos e fazer suas orações em seus apartamentos, enquanto seguram as mãos de enfermeiros e médicos que igualmente oram com estes pacientes e até mesmo na capela que há no fundo do hospital.

      E se porventura esquecerem alguma imagem na capelinha, não precisam se preocupar, não se quebra a imagem dos outros. Todas estas são guardadas para os seus respectivos donos.

      Isto é o que consideramos respeito para com a fé alheia, e o bom ecumenismo.

      E não o que o bom papa Francisco, ainda que com as melhores intenções tem proposto e o meio religioso, principalmente pentecostal tem apoiado (pela influência que tem por conta dos carismáticos). Em unir as igrejas religiosamente, deixando de lado as questões doutrinárias.

      Este sim é o mal ecumenismo e que a Bíblia nos adverte para não entrar.

      Excluir
  39. http://novotempo.com/bibliafacil/videos/biblia-facil-apocalipse-a-besta-que-sobe-da-terra-3a-temporada/

    ResponderExcluir
  40. Ontem não deu para continuar o assunto de levítico 11. Daqui a pouco continua. O motivo pelo qual Deus diferenciou entre animais limpos e impuros é bem simples, porque não é misterioso e nem complicado.

    De tarde continua...


    ResponderExcluir
  41. Olá Sr. Adventisdta

    Bom dia

    Os 1260 dias representam a Idade Média ou a Inquisição?

    Se o período da Inquisição está dentro da Idade Média e se a Idade Média foram 1260 dias então os 1260 dias não podem se referir ao período da inquisição pois esse tem que ser menor que 1260 dias.

    Será que os catarós,valdeneses e hugenotes tinham uma unidade doutrinária?

    Se hoje me dia existem filhos fiéis de Deus no Catolicismo porque na Idade Média não haveria?

    Costuma-se citar os cataros, valdenses mas e os Catolicos ortodoxos?

    Um grande abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, irmão Luiz,

      "1260 dias, representada por aqueles que foram perseguidos pelo poder papal na idade média"

      1260 anos de supremacia Papal, inciando à partir da data em que se expulsou a última tribo bárbara, em que se declarou o Bispo de Roma como o Pai dos demais bispos (Papa) tomando, então, o controle absoluto do Estado. O que durou até a prisão do papa Pio VI por ordem de Napoleão Bonaparte.

      http://novotempo.com/bibliafacil/videos/biblia-facil-apocalipse-a-besta-que-sobe-do-mar-3a-temporada/

      Um abraço.

      Excluir
  42. Olá Sr. Adventista

    Bom dia

    Se a inquisiçao está dentro da idade média e se a problemática foi a inquisção então o período da inquisição durou menos de 1260 dias, pois idade média é uma coisa inquisição é outra.

    Será que os huguenotes, valdenses e outros tinham uma unidade doutrinária? Será que alguns guardavam o Sabado?

    Um grande abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  43. Eu penso que o assunto está sendo desviado.

    Algum tempo eu venho observando uma pessoa aqui... Tá atrapalhando, e não diz coisa com coisa.

    Ontem eu queria continuar no tópico, mas não foi possível.... Mas hoje continua...

    ResponderExcluir
  44. Olá Sr. Adventista

    Por que a Bíblia se concentraria em um período de 1260 danos apenas? E o restante da História? Nero naõ perseguiu os crentes no Senhor?

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista ao vídeo, irmão Luiz.

      Um abraço.

      Excluir
    2. "Ponta Pequena" irmão Luiz, a profecia!

      Excluir
  45. Irmão felipe, novamente, é a mesma coisa que ocorre nos dias de hoje. Por que o irmão não toca no sangue de alguém que se cortou o no sêmen?

    Questão de higiene e para evitar o contágio de doenças, irmão Felipe.

    E por que pessoas hoje não comem carne de rato ainda que seja possível cria-los "livres" de doenças?

    Porque certos animais, não servem como alimento.

    É uma questão fisiológica e nutricional.

    A carne de certos animais possuem muito mais toxinas do que de outros, e a condição fisiológica de certos animais abatidos comprometem a qualidade da carne (iniciam um pré deterioramento muito mais rápido do que de outros).

    E não é só a questão vermífuga e microbiana, mas bactérias presente no intestinos de animais como o porco e o rato, preparadas para ajudarem a decompor restos de animais e outros degetos, são bastante perigosas e não podem ser eliminadas de animais em laboratório.

    Qaundo um porco é abatido, você tem que retirar rapidamente o seu intestino, para que as bactérias ali não possam contaminar a carne. Isto é se o anima já não tiver suas paredes comprometidas por alguma patologia.

    A potencial de doenças presente no intestino do animal vai direto para a corrente sanguínea e compromete toda a carne do animal.

    Alguns animais com fisiologia desregulada, podem deixar passar grande quantidade de toxinas, impossíveis de se eliminar em laboratório.

    Então não é só a questão microbiana.

    E grande parte da carne suína que é vendida especialmente aquela contida em alimentos industrializados, continuam sendo de animais criados em ambiente, assim como o gado.

    (...)

    ResponderExcluir
  46. Tive desprazer de acompanhar o abatimento de porcos.

    Primeiro passam a carne no massacrico, para tirar não apenas o pêlo mas também a camada mais externa da pele e que fica em contato com a podridão e que é perigosa.

    Depois cortam o animal e retiram as tripas, onde você nota vermes que atravessam a pele e ficam entre os intestinos e a carne.

    Além dos cisticercos que é de origem parasita, a carne do porco é naturalmente cheia de escrófulas cancerígenas. Isto porque a própria fisiologia do animal tem dificuldades em lidar com a podridão que entra para dentro do corpo.

    E nós acabamos jogando esta carne impura e doente para dentro do corpo.

    Os animais não tão imundos, os carnívoros, também trazem riscos à nossa saúde uma vez que se alimentam, também de animais imundos.

    Toda doença contida em um animal devorado vai para dentro do corpo do animal carnívoro.

    Há uma diferença muito grande em se alimentar de animais herbívoros, cuja fonte de alimento é a vegetariana (a mesma idealizada para o ser humano), e um animal cuja fonte de alimento é carnívora.

    Somos vegetarianos, o uso de carnes por si só já nos traz prejuízos nutricionais.

    O ser humano tem grande adaptação para consumo de carnes limpas mas não tem uma fisiologia destinada a lidar com podridões, assim como a fisiologia do porco e de outros animais.

    A simples questão de um animal, ainda que vegetariano ruminar ou não é determinante para o fator de eliminação de toxinas.

    Certos animais possuem um trato intestinal mais alongado, onde processam melhor os alimentos, eliminando aquilo que é perigoso para a própria saúde do animal.

    O fígado, os rins e outros órgãos e sua capacidade de filtrar e limpar o sangue, também variam de animal.

    Então a fisiologia de animais imundos não foram preparadas para deixar a carne destes animais próprias para o consumo humano. Estes animais conseguem tolerar e lidar com um nível de impureza incompatível com animais herbívoros e ainda mais incompatível com herbívoros ruminantes.

    Portanto, se vamos comer um animal o ideal é aquele que consegue processar melhor as impurezas, garantindo uma carne mais saudável e bem mais apropriada para o consumo humano.

    Ou seja, não somos porcos, não fomos projetados para ter resistência à imundícies alimentares.

    Um porco é tão imundo quanto aquilo que come, assim como os animais carnívoros.

    (...)

    ResponderExcluir
  47. Este ecossistema de um animal comer o outro, não existia no gênesis. Comer a carne de outros animais é tão estranha para estes animais quanto para o próprio homem.

    E veja o irmão, que até mesmo o animal em sua "sabedoria"/"instinto" colocados neles por Deus" sabem que há certos animais que não são para ele comer, não fazem parte de sua cadeia alimentar. Mesmo os carnívoros possuem uma seleção de carnes de animais contidas em sua cadeia.

    Agora o homem pega um verso de Paulo e, contrariado a própria natureza que Deus criou, bem como suas instruções expíctas descritas em sua palavra, afirma de que o homem pode comer de tudo.

    Portanto, o conceito de que o homem pode comer de tudo não é um conceito sábio, ainda mais hoje quando temos bastante informação sobre a questão alimentar.

    E o tanto que esta questão alimentar é algo natural e importante que o irmão não vê por exemplo um leão comendo outro leão.

    Isto demonstra que até mesmo nos animaizinhos Deus colocou certa "sabedoria"/"instinto" moral.

    Deus tem uma visão bastante apurada sobre aquilo que parece mal, tanto que ordenou aos Israelitas não cozerem o cabrito no leite da própria mãe.

    Portanto a questão alimentar está finamente apurada com a questão moral.

    Por exemplo, você não mata e come um cachorrinho que você domesticou, assim como não mata e come uma galinha que se tornou de estimação.

    Vemos maldade se alguém se dispõe a comer um animalzinho destes!

    Então a interpretação de que podemos comer de tudo que vende no açougue, deixando a consciência de lado é um conceito bastante errado.

    Devemos ser conscientes inclusive sobre aquilo que comemos. Se sabemos que algo irá fazer mal a nosso corpo, ainda que a médio e longo prazo, devemos evitar.

    Portanto, se formos colocar os animais em uma escala e formos analizar aqueles que são mais apropriados para o consumo e que nos trazem menor risco de doença e menos prejuízos para a saúde, perceberemos que os animais limpos que Deus recomendou são os mais apropriados.

    Veja que a carne de animal não é uma perfeita substituta dos alimentos vegetais. Uma pessoa que se alimenta apenas de carne, ainda que de animal puro, acaba ficando doente, por falta de nutrientes.

    E não precisamo da carne de animais, os vegetais que temos possuem tudo que precisamos para a boa saúde, inclusive a proteína e que é bem mais saudável que a proteína animal.

    Então se tivermos mesmo que comer carne, que sejam as limpas, recomendadas por Deus, que em sua sabedoria conhece aquilo que Ele criou melhor que todo o homem e que sabe, portanto, quais carnes de animais são mais apropriadas para o consumo humano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pergunta continua: se você, sua pessoa, se cortar e vazar sangue, ou se tiver relação com sua mulher e ambos tiverem contato com semen, você se considera imundo? Os adventistas levam em conta a questão dos demais capítulos ou isola Levítico 11 só considerando a questão dos animais? Adventistas consideram as pessoas imundas como está escrito nos demais capítulos de Levítico? Essa é a pergunta, fique livre para manifestar sua religião, não quero participar desses debates, acho completamente infrutíferos. Digo novamente para que se sinta livre para manifestar seus pensamentos, mas gostaria que respondesse à pergunta objetivamente. Obrigado.

      Excluir
    2. Que tipo de imundície o irmão julga que Deus atribuía ao ser humano nestes versos?

      a) Higiência;
      b) Cerimonial;
      c) Moral.

      Deveria tomar cuidado com suas perguntas, irmão Felipe, para não dar a entender de que esteja fazendo uma pergunta capciosa intencionalmente.

      Excluir
    3. Como assim? Tipo de imundice? Levítico diz que as pessoas seriam imundas nas situações ali apresentadas, eu so perguntei se os adventistas consideram as coisas que lá estão escritas, ou só consideram Levítico 11 de forma isolada. Uma pergunta simples que você não está sabendo responder. Não há nada de capcioso, você está achando que te pergunto isso com pedras na mão, mas na verdade só quero saber as posições da igreja da qual você faz parte.

      Excluir
    4. Se o irmão quer saber se a Igreja trata do assunto dos demais capítulos de Levítico, a resposta é sim, irmão Felipe.

      Agora se o irmão quer saber se a IASD considera as pessoas, naquelas situações, como imundas o irmão tem que responder àquela pergunta:

      Que tipo de imundície o irmão julga que Deus atribuía ao ser humano nestes versos?

      a) Higiênica;
      b) Cerimonial;
      c) Moral.

      Escolha uma das opções e eu te responderei com um sim ou um não! Simples assim.

      Excluir
    5. Que tipo de imundice os adventistas julgam que Deus atribuía ao ser humano. Para de jogar pergunta para mim, me se sinto convidado para um debate que eu não quero participar, ja disse e repito, como a iasd vê essa questão e ponto, simples assim. Você parece estar fugindo da resposta, acho melhor perguntar pra outro adventista, pois você não me parece capaz de responder.

      Excluir
    6. É simples irmão Felipe:

      A resposta é a) Higiênica.

      Não leu os comentários que escrevi para o irmão? Não se deveria tocava nos fluídos corporais de alguém naquela época pelo mesmo motivo de que não tocamos hoje!

      O mesmo conceito usado por cristãos, ateus ou qualquer ser humano que tenha a mínima noção de higiene.

      Pelo mesmo motivo de que o irmão não leva o dedo à boca caso tenha acidentalmente tocado no sangue ou no sêmen de de outra pessoa.

      Por que esta é uma questão tão difícil de entender sendo a mais elementar?

      Por que alguns consideram como uma imundície cerimonial? Ou ainda moral?

      Esta parte de levítico está contido em obras adventista nos assuntos que falam sobre higiene.

      E por que Deus deu uma recomendação tão elementar ao povo de Israel?

      Hoje quando tocamos no sangue de um estranho o que procuramos fazer é no mínimo achar água e lavar o local, porém na época de Israel não era assim.

      A circuncisão, por exemplo, também foi dada como um item de higiene e não apenas tribal. Não havia tanta água no deserto sequer para uma higiene íntima adequada.

      O que se fazia então um Israelita no deserto quando, por exemplo, se sujava com o sangue de alguém?

      Se limpava na própria roupa querido irmão!

      A própria falta de higiene era uma ameaça para a subsistência de Israel, por este motivo Deus deu estas orientações.

      Abra-se aqui um espaço:

      As leis morais de Deus também foi dada ao povo com uma segunda função que era evitar de os israelitas matarem uns aos outros, procurando vingança por qualquer coisa, desconfiança de adultério e ofensas de todo o tipo.

      "Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor." (Levítico 19:18)

      E também evitar que fossem destruídos pelo próprio Deus caso cometessem novamente uma infamidade direta contra ELE como aos pés do monte.

      E assim também era a questão da imundície dietética.

      O porco era duplamente imundo, tanto higienicamente como fisiologicamente, assim como o rato.

      Por serem imundos não poderiam ser usados em rituais de sacrifícios. Cristo não poderia ser representado por animais que passeiam ou comem imundícies.

      E toda esta imundície, digamos assim, foi usada didaticamente para ensinar acerca da Pureza de Deus e do Cordeiro de Deus através do cerimonialismo.

      Uma pessoa fisicamente defeituosa, por exemplo, era o único tipo de impureza estritamente cerimonial, por isto não poderia servir como sacerdote no templo.

      (...)

      Excluir
    7. Não eram imundos nem moral, nem higiênico e nem dietético (óbvio). E isto se dava pelo mesmo motivo de o cordeiro ter que ser sem defeitos: Tanto o sacerdote quanto o cordeiro eram representações e Cristo! E por alguns terem praticado o ato da auto-mutilação, um costume pagão da época segundo fatos históricos não poderiam servir nem mesmo no serviço do templo (era uma maneira de Deus demonstrar ao povo de que era inteiramente contra esta prática).

      Estes porém eram tão merecedores da salvação quanto qualquer outra pessoa que não tinha defeitos físicos.

      Enfim, Deus removeu a necessidade de se representar o ministério de Cristo através do cerimonialismo, mas não removeu as imundícies higiênicas a que o ser humano está sujeito, assim como não removeu as imundícies fisiológicas dos animais ditos impuros e nem limpou o ambiente onde estes animais procuram morar.

      Então, que tipo de impureza, Cristo eliminou na cruz?

      Veja, cristo não purificou porcos nem ratos, mas tão somente O SER HUMANO!

      E fomos lavados de que impureza? Que tipo de impureza impedia que nos achegássemos diante da face de Deus?

      A imundície DO PECADO, irmão Felipe.

      Nenhum tipo de imundície poderia adentrar ao Santuário! Era isto que o cerimonialismo queria nos mostrar, portanto o sangue de alguém puro levado por alguém totalmente puro era o único meio pelo qual poderíamos nos achegar novamente a Deus (levando se em consideração Hebreus 10:1).

      Somente por meio do sangue de Cristo nossos pecados, REDIMIDOS, poderiam ser levados para dentro do santuário.

      Isto tem uma plicação homilética no plano da redenção! Não apenas do pecado, mas a humanidade será plenamente restaurada das consequências do pecado!

      O porco e o rato não viverão mais na imundície e nem o homem. O leão não comerá mais o carneiro, voltaremos a ser todos vegetarianos.

      Jogaremos para dentro do corpo apenas aquilo que Deus projetou no Éden para nos servir de alimento.

      Ou seja, todas as leis de Deus, incluindo as de saúde, higiene e dietéticas eram uma volta para casa, uma restauração emergencial em um povo que teria agora Deus, habitando entre Eles.

      E veja que agora este mesmo Deus habita EM nós.

      Então se impureza alguma entrava para dentro do templo, como é que nós vamos hoje jogar estas impurezas para dentro do corpo, que segundo a Bíblia é templo do Espírito Santo?

      Excluir
    8. E agora, irmão Felipe, o amigo já tem uma ideia ao que a Bíblia se referia quando mencionava "trapos de imundícies"?

      Excluir
    9. Sr. adventista já consegui a resposta em um site adventista, e lá diz a mesma coisa que você havia dito anteriormente, que isso era motivo de saúde para as pessoas naquele tempo, mas que hoje em dia não faz mais sentido. Não vou falar mais nada sobre esse tema, como eu disse, só queria ver as posições da sua denominação, que cada um siga sua religião em paz.

      Excluir
    10. Até mais irmão Felipe.

      Mais importante do que saber a opinião das religiões é saber os motivos pelos quais Deus deu cada ordem e recomendação ao Seu povo. Devemos buscar compreender tudo que pudermos sobre o que há contido nas escrituras.

      Excluir
  48. Olá Sr. Adventista

    embora eu não veja no Novo Testamento nenhuma proibição para a alimentação dos cristãos mas eu vejo que o nosso corpo é templo do Espírito Santo. Se uma pessoa diz que cre me Cristo então não deveria ler e viver a questão do corpo ser o templo?

    Amado você teclou algo que as vezes me lembra os Gaudiya Vaishínavas.

    Um grande abraço
    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim irmão Luiz, devemos tratar nosso corpo como um templo e mais, um templo onde Deus habita.

      Cuidando deste templo como se estivéssemos cuidando da própria casa de Deus, porque é morada do Espírito Santo.

      Um abraço.

      Excluir
  49. Pois é irmão Matias, as falsas doutrinas sempre dão com a língua nos dentes!

    Vamos fazer mais algumas considerações.

    Voltando ao assunto das carnes puras e impuras, em primeiro lugar temos que entender algo muito importante. Deus não é um mero homem. Deus é o criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis....de todas as hierarquias celestiais, e certamente não conhecemos ainda quase nada de sua vasta criação.

    A palavra de Deus é criadora... Então, Deus pode criar o que ele quiser, somente falando sua palavra. O diabo não pode criar, ele não é criador, senão já teria feito um estrago daqueles! Agora, o diabo pode perverter a criação, principalmente através do pecado... Ele tem permissão de Deus, até certo ponto... Ver a história de Jó.

    Porque eu estou dizendo estas coisas?

    Quando Deus fala algo, ele sempre fala da totalidade de seu poder... Deus nunca fala pela metade. Quando Deus diz algo, aquilo é DECRETO DIVINO.

    Por exemplo, se Deus disser que burro é inteligente, isto é um DECRETO é nenhum Zézinho dos anzóis, pode afirmar o contrário.

    O simples fato de Deus decretar algo, necessariamente transforma o que ele disse em lei e em verdade. Quando Deus retira um DECRETO, este não tem mais nenhum valor, e aquele que pensar em administrar um DECRETO que Deus revogou, coloca-se à si mesmo em rebelião contra Deus e consequentemente em pecado.

    Bem, quando Deus disse quais animais seriam aceitáveis para o holocausto, e quais não seriam, ele DECRETOU isto, por sua vontade suprema , porque Deus não criou nada impuro... Por isso, o Apostolo Paulo afirmou que NADA, é "de si mesmo impuro."

    Deus, DECRETOU que certos animais seriam impuros para o holocausto, e outros seriam aceitáveis. Agora, este DECRETO, não tornou os animais não aceitáveis para o holocausto, impuros em si mesmos, porque se fosse assim, o pecado estaria isento, já que foi o pecado cometido por suas criaturas que tornou TODA a criação impura.

    Todo aquele que não está debaixo do sangue de Cristo, é considerado impuro e elegível para a condenação.

    Eu só fiz estas primeiras considerações, antes de continuar, para entendermos melhor os DECRETOS DIVINOS.

    Se, Deus, disser pão é pedra, ninguém tem autoridade para retrucar, porque a existência e os DECRETOS DIVINOS SÃO UMA E A MESMA COISA.

    Pausa para o café.... Daqui a pouco continua...

    ResponderExcluir
  50. Continuando... O capítulo 11 de Levítico, está no meio de outras leis que estão diretamente relacionadas com ele....tais como os capítulos 6,7,10,12,13.

    O capítulo 11 começa se dirigindo aos sacerdotes, que não poderiam se alimentar da carne de animais, que não poderiam ser oferecidos em holocausto.

    Se o capítulo 11, continua em vigência, deve-se obedecer os requerimentos que constam em TODO este capítulo, porque tudo o que ali está contigo é DECRETO DE DEUS.

    O capítulo 11 de Levítico é o 14 de Deuteronomio. De acordo a lei não se pode usar as mesmas panelas ou talheres, que se usa para cozinhar carnes, para o preparo dos frutos da terra, tais como vegetais, legumes, grãos....

    Eu não estou discorrendo em ordem sobre o assunto... Mas vamos lá.

    Por exemplo, não é permitido pela lei, ter animais considerados impuros dentro de casa... Tais como cães, gatos, iguanas, várias espécies de pássaros etc...

    Os animais considerados impuros ritual mente, não poderiam ser maltratados, mas não poderiam coabitar com um israelita. Um homem poderia ter vários camelos, mas no campo. Os cães, viviam nas ruas, de sobras de comida, escavando no lixo, ou buscando alimento na natureza ou em bandos...

    Os Adventistas obedecem estas leis a respeito de animais impuros?

    Na parte da lista que se refere aos pássaros e répteis, os hebraistas reconhecem que apenas 40% das palavras hebraicas que fazem referência a estes animais, tem seu nome identificado com precisão.

    Continua....

    ResponderExcluir
  51. Segundo a Torah, o sangue da carne do animal considerado limpo, tem de ser completamente retirado antes do preparo, o que não acontece quando vai se comprar carnes de gado ou frango, no supermercado.
    Então, a panela que se usa para preparar carnes, não pode ser usada para o preparo de outros alimentos, ou seja, nada de arroz de carreteiro, frango preparado na mesma panela com batatas, ou no forno, na forma etc...

    Estes são apenas parcos exemplos.


    Os Adventistas cumprem estes requisitos?

    No mesmo livro (rolo) de Levítico, consta no capítulo 21:5-6,17, requisitos da mesma natureza daqueles de Levítico 11, onde é proibido um homem com deficiência ou deformidade física, exercer o sacerdócio.

    Os Adventistas concordam em que um homem com deficiência física, não pode exercer o ministério de Pastor?

    Seguindo de perto, os mandamentos de mesma natureza de Levítico 11, consta em Levítico 19:19 que tecidos diferentes não poderiam ser confeccionados juntos, e também era proibido a policultura, pois tais práticas seriam incompatíveis com os padrões de santidade.

    Insistencia na totalidade, uniformidade e integridade, como padrão de santidade são recorrentes em todos os mandamentos relativos às regras de impureza.

    Continua.....

    ResponderExcluir
  52. De acordo com a Torah, o mundo animal é dividido em 3 esferas..... Aqueles que voam, aqueles que andam, e aqueles que nadam ou enxameiam as águas. Genesis 1:20-30.

    Cada uma destas 3 esferas tem um modo particular de movimento associado com tal esfera.

    Os pássaros tem duas asas com as quais voar, e dois pés para andar... Os peixes possuem barbatanas e escamas para nada, as bestas tem cascos para andar.

    Então, os animais considerados puros pela lei, são aqueles que se conformam com estes padrões primários. Aquelas criaturas que de alguma maneira ultrapassam estas características, são considerados impuros.

    Insetos que voam, e tem duas pernas para pular, são considerados limpos... Animais que possuem uma forma indeterminada de movimento, que rastejar, serpenteiam , etc, são considerados impuros.

    A santidade requer que os indivíduos se conformem a classe à que pertencem... Mulher com aparência e trejeitos de mulher, homem com aparência e trejeitos de homem.

    Na medida em que alguns animais não se confirmavam com as características primordiais do grupo à que pertenciam, eram considerados impuros.

    Isto explica as principais divisões entre puros e impuros, mas não explica porque o porco e o camelo eram considerados impuros.

    A lei de animais puros e impuros dentro do contexto de Levítico, tem a ver com o local onde estas leis seriam aplicadas... Ovelhas e bodes, eram o alimento padrão dos pastores.

    Vemos o quão estas divisões eram de natureza ritual, que os bodes que serviriam para holocausto e alimentação, na descrição do Juízo Final representam os ímpios.

    A águia era considerada como um da lista de animais impuros, no entanto, Deus, no Antigo Testamento, algumas vezes se representou como águia... Existem vários exemplos desta natureza.

    Continua....







    ResponderExcluir
  53. Ovelhas e bodes eram o alimento padrão dos pastores, portanto era natural que eles fossem considerados como animais puros.

    Mas porcos e camelos não se conformavam exatamente à estas normas de comportamento,
    definidas para Ovelhas e bodes, e, portanto, foram considerados impuros... Eles não se conformavam as características primárias atribuídas aos animais puros, ou seja, não ruminavam ou não possuíam o casco fendido.

    Em outras palavras, a lei buscava um paralelo entre a santidade nos homens e as características de comportamento nos animais... Os homens deveriam se conformar as normas de moral e perfeição física, e os animais deveriam se conformar ao padrão comportamental do grupo ao qual eles pertenciam.

    Continua depois...

    ResponderExcluir