sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O falso deus dos Adventistas do Sétimo Dia

Pergunte a uma Testemunha de Jeová, a um Mórmon, a um Espírita ou a um Muçulmano: Você crê em Jesus Cristo? Ele te responderá com um retumbante SIM!!! Depois, ao ler a receita que ele tem de Jesus, notará que é outro, não o Jesus da fé cristã bíblica (II Co 11.4).

Esse é o caso com a Trindade Adventista. Em breve anunciarei a disponibilização de mais detalhes. Nesta postagem, porém, quero apenas destacar dois fatos a respeito do assunto.

1. O deus adventista tem partes.
2. O deus adventista tem corpo.

Essa era a razão que os adventistas pioneiros afirmaram (pelo menos é o que dizem hoje seus historiadores!) ter para rejeitar o credo trinitariano clássico. Daí, afirmam que a respeito dessa posição antibíblica,. Ellen White nunca se posicionou contra, ao contrário, as visões de Ellen White reafirmaram tais conceitos.

No entanto, eles foram mais zelosos do que o adventismo atual gostaria que fossem, e foram para outro extremo, rejeitaram toda proposição trinitariana. Esse zelo contra a verdade, produziu semi-arianos e arianos. Não poderíamos esperar outra coisa de hereges. O diabo estava com eles difamando a doutrina trinitariana.

Veja a prova disso no que está no site Centro White:

"Um aspecto do trinitarianismo tradicional aceito por alguns grupos protestantes, mas rejeitado pelos primeiros adventistas, era a declaração um tanto curiosa de que “há somente um Deus vivo e verdadeiro, eterno, sem corpo ou membros”.28 Os primeiros adventistas refutavam isto vigorosamente, citando várias passagens bíblicas que retratavam a Deus como tendo “corpo” e “membros”.29

Evidentemente, esta questão estava também na mente de Ellen G. White.30 Duas vezes nas primeiras visões de Jesus, ela lhe fez perguntas relacionadas com a “forma” e “pessoa” de Deus. Em uma primeira visão, ela “viu um trono, sobre o qual se assentavam o Pai e o Filho”. “Olhei para a face de Jesus”, diz ela, “e admirei sua amável pessoa. Não pude contemplar a pessoa do Pai, porque uma nuvem de gloriosa luz o cobria. Perguntei a Jesus se o seu Pai tinha uma forma semelhante à dele. Afirmou que sim, mas que eu não podia contemplá-la, porque, disse Ele, “se uma vez contemplares a glória de sua pessoa, deixarás de existir”.31

Também por volta de 1850 ela relatou: “Tenho visto muitas vezes o amorável Jesus, que é uma pessoa. Perguntei-lhe se seu Pai era uma pessoa e tinha a mesma forma que Ele. Disse Jesus: ‘Eu sou a expressa imagem da pessoa de meu Pai.’”32Assim, a visão que ela teve confirmou o texto que seu esposo havia escrito no Day-Star em 1846, dizendo que o Pai e o Filho são “duas pessoas distintas, literais e tangíveis”.33 No que se refere à questão trinitariana, isto é ambíguo. Por si mesmo não contém nada contraditório em relação ao primitivo antitrinitarianismo adventista, embora também não ofereça nenhuma contradição relativamente a suas declarações explicitamente trinitarianas do início de 1900.

Notas –
28 Doctrines and Discipline of the Metodist Episcopal Church (New York: Carlton and Porter, 1856), 15.
29 Por exemplo, Êxodo 24:9-11; 33:20-23; João 1:18; Hebreus 1:1-3; Uriah Smith, The State of the Dead and the Destiny of the Wicked (Battle Creek, MI: SDA Publishing Association, 1873), 27-30. Note a controvérsia de Smith contra qualquer “interpretação mística de nossa corrente teologia” (ibid., 27). 
30 O credo em questão era um credo metodista. White, embora criada como metodista, estava mais tarde estreitamente associada com adventistas que citavam este detalhe do credo como um dos aspectos antibíblicos do trinitarianismo. 
31 Ellen G. White, A Sketch of the Christian Experience and Views [Visions] of Ellen G. White(Saratoga Springs, NY: James White, 1851). 
32 Ellen G. White, Primeiros Escritos (Tatuí, SP: Casa Publicadora Brasileira, CD-ROOM), 77, ênfase original. 
33 Note a semelhança de expressão entre sua opinião ca. 1850 e o que ela escreveu em 1868: “O Pai e o Filho eram um na criação do homem, e em sua redenção. Disse o Pai ao Filho: ‘Façamos o homem à nossa imagem.’ E o triunfante cântico de júbilo em que os redimidos tomarão parte, é “Aquele que se assenta sobre o trono, e ao Cordeiro, para todo o sempre.” “Jesus orou para que seus discípulos fossem um como Ele era um com seu Pai. Essa oração não contemplava um discípulo com doze cabeças, mas doze discípulos, feitos um em objetivo e esforço na causa de seu Senhor. Nem são o Pai e o Filho membros do ‘Deus triúno.’ Eles são dois seres distintos, porém um no desígnio e realização da redenção. Os redimidos… atribuem a honra, e glória, e louvor, de sua salvação a Deus e ao Cordeiro” (James White, Life Incidents [1868], 343, toda ênfase adicionada)” Os grifos são meus.

A linguagem, adventista é muito sutil, como demonstramos recentemente em outra postagem (AQUI). Como dito, em breve mais assuntos serão disponibilizados.

Percebemos que isso está longe do que a Bíblia ensina da substância numérica usufruída nas relações das pessoas na divindade. Firmamos nossas definições no que as Igrejas fieis tem publicado no decorrer dos anos, como demonstração da orientação do Espírito Santo enquanto fieis aos parâmetros da Escritura Sagrada:

I. Há um só Deus vivo e verdadeiro, o qual é infinito em seu ser e perfeições. Ele é um espírito puríssimo, invisível, sem corpo, membros ou paixões; é imutável, imenso, eterno, incompreensível, - onipotente, onisciente, santíssimo, completamente livre e absoluto, fazendo tudo para a sua própria glória e segundo o conselho da sua própria vontade, que é reta e imutável. É cheio de amor, é gracioso, misericordioso, longânimo, muito bondoso e verdadeiro remunerador dos que o buscam e, contudo, justíssimo e terrível em seus juízos, pois odeia todo o pecado; de modo algum terá por inocente o culpado. Deut. 6:4; I Cor. 8:4, 6; I Tess. 1:9; Jer. 10:10; Jó 11:79; Jó 26:14; João 6:24; I Tim. 1:17; Deut. 4:15-16; Luc. 24:39; At. 14:11, 15; Tiago 1:17; I Reis 8:27; Sal. 92:2; Sal. 145:3; Gen. 17:1; Rom. 16:27; Isa. 6:3; Sal. 115:3; Exo3:14; Ef. 1:11; Prov. 16:4; Rom. 11:36; Apoc. 4:11; I João 4:8; Exo. 36:6-7; Heb. 11:6; Nee. 9:32-33; Sal. 5:5-6; Naum 1:2-3.” Confissão de Fé de Westminster II, 1.


Se o Adventismo tivesse recorrido aos crentes fieis após a sua decepção de 1844, e não aos hereges da Conexão Cristã, ou a uma mulher que sofria de alucinações mentais, teria ele acertado o caminho da luz (Is 8.20).

177 comentários:

  1. Esta confissão de Westminster ignora a trindade por isso acho que não concluiu muito bem o artigo, acho o credo de Nicéia perfeito quanto a trindade e para este artigo. Até por que relata a encarnação do Filho e que somente a partir dali Ele passa a possuir corpo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk Marcos vc falou que a confissão de Westminster ignora a Trindade?

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkk, e ele ignorou a CFW kkkkkkkk

      Excluir
  2. Por que ao invés de tentar definir a trindade adventista, o amigo não adota o ato simples de perguntar a um porta-voz oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia sobre este assunto? Evitaria muitas especulações.

    Porque do modo como tem feito, seus leitores acabam ficando a mercê de seu ponto de vista pessoal e interpretação! Enquanto que a forma mais simples, de se tirar a prova, se resume em:

    Perguntar à fonte primária!

    Existem vários livros adventistas e até pregações que tratam da questão da trindade! Bastaria então ao amigo indicar uma destas fontes de leitura aos acompanhantes do seu blog, para que então conheçam, de uma fonte segura, o que pregam os adventistas acerca da trindade.

    Lançarei mais um daqueles desafios (como de praxe), ao qual sei que o amigo não conseguirá cumprir. De me mostra algum teólogo que tenha analisado os vários livros adventistas que explicam acerca da trindade, cuja conclusão corrobore com a idéia de que os adventista adoram um Deus diferente do apresentado pela Bíblia.

    Particularmente, doutrinariamente, através de fontes primarias e de opiniões de porta-vozes, tanto da igreja, como da Novo Tempo, não vejo procedência nesta dúvida do amigo.

    Leve-se em conta, também, de que não é correto fazer análises em cima do silêncio de escritos antigos da IASD, sendo que hoje temos uma farta gama de informações detalhadas, inclusive sobre a Trindade. O correto seria que o amigo os lessem, a fim de disponibilizar, então, tais fontes à seus leitores.

    Se os livros que o amigo tem lido, hoje, apresentam uma visão bem clara e correta da Trindade, por que então procurar atribuir erros segundo o silêncio de fontes antigas?

    Digo ao amigo que não convém continuar nesta insistência de desbancar o adventismo quanto à Trindade a fim de ter argumentos para taxar a IASD de sectária. Aceite a opinião de seus próprios ministros e de seus irmãos estudiosos das mais diversas denominações, que conhecem o que pregamos. Até hoje, não vi teólogo presbiteriano, ou de outra religião de mesma crença na Trindade, criar caso acerca dos adventistas quanto à doutrina da Trindade que cremos e pregamos.

    De modo que não tem sentido algum estes levantamentos que o amigo têm feito sobre a fé adventistas, sendo que não se confirmam na prática.

    Se o amigo continuar assim, parecerá que tem dado um selo de aprovação às doutrinas adventistas conforme apresentadas na atualidade.

    Pois se não há como contradizer nossas crenças atuais, tendo então que revirar o passado, significa que tem se dado por vencido em tentar contradizer nossas crenças conforme as expomos atualmente.

    Lançarei um segundo desafio, do mesmo modo como tenho feito: O de me mostrar alguma pregação de algum pastor da Novo Tempo, ensinando a doutrina da Trindade de uma forma diferente do que encontramos na Bíblia.

    Peço, novamente, que o amigo reflita, no que aconteceria se o amigo usasse o mesmo peso que tem usado aqui para tratar da fé alheia, para então medir a própria fé que o amigo representa.

    De tudo que o amigo tem apresentado, tiramos que, após os pioneiros adventistas, iniciando com os Adventistas do Sétimo Dia de berço, com a igreja devidamente organizada, daí em diante, o amigo não tem encontrado o que contestar, nestas questões que o amigo tem levantado.

    Isto porque temos uma crença uniformizada, bem definida e que não mudou desde que a Igreja Adventista do Sétimo Dia se estabeleceu. De forma que hoje o que se aprende em uma semana aqui em uma cidade do Brasil, mesmo que no interior, é a mesma coisas se aprende em grandes cidades dos EUA, Europa ou até mesmo nos países asiáticos. Do mesmo modo como ocorria antigamente, quando já se trabalhava com publicações oficiais acerca de assuntos e doutrinas e da lição da escola sabatina adulta e também a juvenil, que era feita por um dos filhos de Ellen White.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E felizmente, a IASD ainda hoje, continua livre de muitas coisas que tem inflamado as religiões cristãs da atualidade e isto graças aos trabalhos dos Pioneiros, em especial de Ellen White. Hoje, questões que são deveras preocupantes em muitas religiões, não tem tido tanta influência na Igreja Adventista que se encontra devidamente vacinada.

      Esse conhecimento que recebemos, impede que entrem certas coisas que andam invadindo as igrejas da cristandade atual, tais como:

      Apologia ao homosexualismo;
      O ecumenismo (não me refiro ao bom ecumenismo) com religiões não cristãs de natureza ubandista, espirita e diversas outras que não se harmonizam com a Bíblia;
      Pregações de teólogos da prosperidade;

      Veja que justamente por interpretarmos corretamente a Bíblia e aceitarmos ensinamentos daquela mulher que segundo o amigo “sofria de alucinações mentais”, é que a Igreja Adventista tem sido poupada de muitas enrascadas que acometem a cristandade atual.

      E graças aos materiais e estudos bíblicos adventistas, muitos irmãos, nas mais diversas denominações tem se livrado destas falsas teologias modernas. Hoje, irmãos e pastores, das mais diversas denominações, compartilham conosco de suas experiências com as pregações adventistas, especialmente através da Rede Novo Tempo.

      É justamente isto que importa atualmente, ver o trabalho da Igreja Adventista do Sétimo Dia receber a aprovação de irmãos das mais variadas denominações:

      http://novotempo.com/namiradaverdade/irmaos-pastores-visitam-a-novo-tempo/

      Mesmo em meio à criticas, muitas vezes injustas, O que importa é o resultado que temos para compartilhar, de uma igreja que continua fiel às suas crenças fundamentais em cujo desenvolvimento, nestes 150 anos, não afetou a qualidade do que servimos nem a fidelidade que temos com o estudo das Escrituras.

      Existe um povo chamado advento, que carrega uma mensagem muito importante, em conjunto com um estilo de vida baseado na saúde integral do ser humano e constante comunhão com Deus através das Escrituras.

      Como seria o mundo, caso aceitassem a Bíblia como seu padrão de conduta?! Basta ligar no canal da Novo Tempo e ver com os próprios olhos! Lá tem psicologia, medicina, ciência, alimentação, vestuário e tudo de bom que faz parte do contexto moderno, porém dirigidos segundo a mensagem de Deus e ao que ELE espera de nós.

      Então se alguém quiser saber o que Ellen White e os demais pioneiros pregavam e no que isto resultou, basta ligar o canal da TV, ligar o rádio ou visitar uma de nossas igrejas e não terão mais dúvidas sobre aquilo que somos e pregamos.

      Excluir
    2. Para defender a verdadeira doutrina trinitária, os adventistas tem que negar o que Ellen White "revelou". Porque ela pode contemplar o Filho, sentado ao lado do Pai e não pode contemplar o Pai se os dois participavam da MESMA glória. Se o Filho como o Pai Possuía um corpo tangívei ANTES da encarnação, onde ficou o seu corpo por ocasião da encarnação? Evaporou? Como que antes da criação do universo, existiam o Pai e o Filho (Ellen White nem fala no Espírito Santo), em corpos tangíveis? O espaço é eterno como Deus?

      Excluir
    3. Sr Adventista:não lhe parece estranho que uma denominação religiosa tenha demorado quase 140 anos, (contados desde 1844) para apresentar uma declarção de Fé clara e inequívoca sobre a Trindade?Até 1980, quando a IASD deliberou quanto a este ponto em definitivo, esta igreja refugiou-se na ambiguidade e na indefinição quanto ao seu ensino sobre a natureza de Deus.Acha que afirmar isto é desbancar?Eu diria que não.Mas há mais: a própria liderança da IASD procurou negar e ocultar o seu passado semi-ariano e antitrinitário, pela pena de um dos seus apologistas de maior quilate como foi o Pastor Christianini.Escreveu ele no seu livro "Subtilezas do erro", que Canright. ex-pastor da IASD,mentira ao afirmar que os Adventistas não criam na Trindade.Quem estava mentindo?Canright ou Christianini?Nem preciso responder.
      Urias Smith, um dos pioneiros adventistas, conhecido pelos seus comentários sobre os livros de Apocalipse e Daniel, ensinava inicialmente uma forma de Arianismo idêntica àquela que ainda hoje é professada pelas "testemunhas de Jeová". Mais tarde tornou-se semi-ariano, mas nunca aderiu à ortodoxia trinitária.Para ocultar os erros de Urias Smith a IASD tem-se visto obrigada a rever e emendar parte do conteúdo dos seus comentários.Estarei mentindo, Sr. Adventista?Sabe bem que não.

      Excluir
  3. Quero aqui agradecer ao Paulo Cadi que me ajudou a entender pq o Quadros fez aquela infeliz citação do Credo Metodista... aquilo abriu uma janela que de fato, estava a mim fechada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mais vc Luciano tenta combater a IASD, vejo Deus transformando vidas e pessoas se batizando e aceitando Jesus e vindo congregar com nós da IASD,

      Excluir
    2. Alessandro Farias, porque você não entra no debate. Eu como participante deste espaço gostaria de ver suas opiniões sobre o assunto em pauta.

      Excluir
  4. Sr Adventista, entendo seu esforço de nos convencer que são protestantes como nós..., mas tome cuidado em me avaliar, posso ter as informações das fontes primárias... Centro White é? Acho que tenho alguns livros oficiais de vcs...

    O fato é esse, hoje, apesar de ser sutil, a Trindade Adventista não é a mesma das crenças dos santos da herança protestantes.

    Além disso, a TRI-DEIDADE adventista, é uma acoplagem de quando Ellen White começou a usar mais as fontes teológicas protestantes, mescladas com suas visões, na passividade para com as heresias dos pioneiros adventistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amigo precisaria ter algum tipo de onisciência para dizer tal coisa. Não podemos fazer suposições tão somente com base em nossas próprias opiniões, a fim de comprometer a sinceridade de alguém ou de um grupo.

      A visão de Ellen White acerca da Trindade está devidamente tratada em seus livros, não carecendo de reinterpretação por parte de terceiros!

      A fonte primária adventista, prega este credo Trinitariano em vários livros doutrinários, então não vejo motivos para as dúvidas levantadas pelo amigo.

      Ademais, todos os pastores adventistas passam por um curso de Teologia, deste modo, a visão adventista acerca da Trindade é sempre a mesma.

      O ensinamento acerca da Trindade nos cursos de Teologia é o mesmo crido pela cristandade moderna e estão devidamente organizados em trabalhos científicos. Muitos, hoje, pastores de outras denominações já passaram por estes cursos e não tenho visto nenhuma ressalva por parte destes, quanto ao doutrinariamente adventista sobre a Trindade.

      Uma boa leitura para o maigo seriam os livros de Alberto Timm, os quais lhe recomendei em duas ocasiões! Há também outros livros tratando deste assunto nos mínimos detalhes, então não vejo motivos para esta atmosfera que o amigo tem criado, como se a crença adventista acerca da Trindade precisasse de um trabalho ao estilo "arqueológico" (história antiga), para se descobrir o que pregamos acerca desta crença.

      Basta adquirir algum livro da CPB entre os milhares.

      Sendo que atualmente, em nenhum destes livros da CPB se tem encontrado discrepâncias, como o amigo pode, então, dizer de que nossa crença na Trindade não seja legítima?

      Novamente repito que, se não podendo encontrar falhas estruturais nas fontes primárias que temos atualmente, o amigo tem se disposto a procurar no passado, no início, onde a igreja estava se organizando, a fim de retirar tão somente detalhes que possam colocar em dúvida a sinceridade adventista, segundo seu próprio ponto de vista!

      Se por um lado haviam anti-trinitarianos no movimento adventista, haviam muitos, que proviam do protestantismo da época, trazendo a mesma visão acerca da Trindade (Estes o amigo não leva em consideração).

      O amigo jamais diria que, por influência dos presbiterianos, metodistas (Ellen White era metodista), batistas, católicos, dentre outros, os adventistas estariam em conformidade com a crença da época acerca da Trindade.

      Fato é que aqueles que antes não criam na Trindade, da forma como era errôneamente pregada em alguns lugares, estes, acabaram se conformando em aceitar a Trindade segundo o conhecimento comum dos demais adventistas daquela época! Ou simplesmente deixaram de fazer parte da nova igreja recém criada, pelo menos em um primeiro momento.

      O que Ellen White fez através de seus livros não foi mais do que confirmar e detalhar esta doutrina.

      O amigo também tem utilizado tão somente passagens que sirvam ao seu propósito de colocar dúvida sobre a Trindade crida pelos adventistas, mas existem muitas passagens que melhor explicam esta doutrina, mas que o amigo tem ignorado segundo o que lhe convém.

      A honestidade acadêmica exigiria que o amigo levasse os demais conteúdos, acerca deste assunto, em consideração.

      (...)

      Excluir
    2. Muitos padres, pastores e teólogos, já leram os livros de Ellen White e nenhum deles até hoje, pelo menos que eu tenha conhecimento, se dispôs a contradizer a crença adventista acerca da trindade. Nem ao menos para dizer de que haja diferenças, como o amigo tem tentado nos levar a crer.

      Fato é de que a doutrina da Trindade que cremos hoje, é a mesma que é pregada, tanto através de nossas doutrinas fundamentais como dos livros de Ellen White.

      Se Ellen White houvesse escrito algo diferente ou que no mínimo fosse digno de chamar alguma atenção, quanto à uma doutrina tão importante quanto a Trindade, pode ter certeza de que muitos teólogos e principalmente nosso críticos já teriam levantado estas questões.

      Se não levantaram é porque, muito provável tais diferenças não existam! Deste modo, creio que o amigo estaria, como diz o ditado popular, procurando chifre em cabeça de égua.

      Pessoalmente, de todo lado que olho, não vejo diferença quanto a Trindade crida pelos adventista, e a trindade crida pelo meio cristão em geral.

      E se houver algum detalhe peculiar, devemos crer de que seja um detalhe no mínimo plausível, de modo que não vi em nenhum livro que li, nem em alguma pregação que assisti, ou mesmo na vastidão da internet, algo, ou alguém que tenha levantado um questionamento acerca da Trindade adventista como se adorássemos a um Deus diferente do restante da cristandade.

      E se houvesse alguma diferença, isto para nós pouco importaria, porque não fazemos da ortodoxia, nem da uniformidade com as crenças comuns do meio moderno uma regra de fé, mas sim a Bíblia Sagrada.

      Sendo que nosso estudos apontaram para esta direção acerca da Trindade, e se esta se conserva a mesma desde que a ingreja foi criada e sendo que os livros de Ellen White também estão em harmonia com a crença que temos até os dias de hoje, o resto pouco importa.

      Visto por outro ângulo, o fato de o adventismo ter a mesma crença do restante da comunidade mundial cristã de origem tradicional apenas serve como mais uma prova de que a doutrina da Trindade é bíblica e tão clara, que se qualquer congregação que não aceita a Trindade desse uma chance para a Bíblia, acabariam aceitando esta doutrina assim como os adventistas e o restante da cristandade moderna.

      Então se houver alguma discrepância entre os adventistas e a cristandade moderna quanto a este assunto, o amigo é quem terá que levantar e é bem provável que seja o primeiro e o único.

      Isto no entanto não quer dizer de que esteja certo. Pelo contrário, pois o mais provável é de que, mais uma vez, esteja redondamente enganado. Até porque o amigo não leva em consideração a crença que expressarmos atualmente, o que denota mais uma grave falha por parte do amigo.

      Nisto Cremos – A Trindade

      http://www.youtube.com/watch?v=RZmbmE99ljg

      Há um estudo muito interessante que o amigo poderia acompanhar, e que creio que lhe interessará, que é a base de um outro assunto que temos tratado:

      O livro de Daniel

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/11/biblia-facil-daniel.html

      Excluir
    3. Só uma pergunta... Se o que você adventistas pregam é a verdade, então porque tentam disfarçá-la? Ficou claro que a visão que Ellen White tinha sobre a Trindade não é a mesma do credo Niceno, e consequentemente das igrejas protestantes (tradicionais) de hoje! Porque tentam justificar?

      Excluir
  5. Sr Adventista, me esqueci... quanto ao link da Novo Tempo de uns pastores enganados eu escrevi lá, mas meu amigo Leandro não libera meus comentários... como sempre... Veja:


    "Luciano Sena em 5 de novembro de 2013 13:50

    Obviamente, Leandro, mais poderia ser dito, não é mesmo?

    Uma coisa é a maneira com que vocês tratam outros religiosos, reconhecendo a contribuição que cada denominação traz para o Reino de Cristo, outra coisa é o que vocês querem com esse reconhecimento.

    No campo humano, religioso, vocês para mim são exímios exemplos de vida e de dignidade, tanto quanto um espírita ou macumbeiro. Na questão denominação, ordeiros e unidos, tal como Mórmons e Testemunhas de Jeová.
    Mas esse meu reconhecimento não pode ser camuflado com a “comunhão espiritual”, para me aproximar de vocês com um intuito colateral. Eis aí a diferença.

    Por vezes acredito que fui longe demais em minhas críticas a você e ao Adventismo, mas quando vejo esse tipo de atitude demonstrada nesta postagem, encaro meus exageros críticos como que necessários (se bem que nem sempre justificados).

    Os tais pastores não conhecem o Adventismo nem o que o Adventismo diz a respeito deles “entre os seus”. Certa vez assisti um culto na IASD, ali o pregador (de uma certa TV) apresentou uma estatística cujo eixo era – O Adventismo e o resto do Mundo. Não separou batista, presbiteriano, assembleiano, etc., desse mundo que é o campo missionário.

    Vocês nos dão a mão, quando a intensão é na verdade “nos puxar”, não por oferecer um sistema de doutrina particular, mas por causa que esse sistema de doutrina os impele a ‘alcançar os filhos de Deus em Babilônia’.

    Não sei se conseguirá moderar esse comentário, mas caso o libere, agradeço a oportunidade de apresentar uma crítica.
    Deus o abençoe com a luz do Evangelho sua vida juntamente com sua preciosa família.

    Seu comentário aguarda aprovação. Responder"

    ResponderExcluir
  6. Luciano Sena, os adventistas fazem um trabalho de proselítismo de massa em sua rede de televisão. Como os testemunhas de jeová e mormóns (que faço questão de dirigir-me em letras minúsculas), não tem uma rede de tv, eles não tem aquele acesso para entrar nos lares que seria o caso de terem uma rede de tv. Mas não deixam de ser menos perigosos por isso. Sem falar nos cultos neo pentecostais que também estão a todo vapor na televisão. Mas no caso dos adventistas e das outras duas seitas que mencionei, o objetivo deles e arrancar as pessoas das igrejas evangélicas e protestantes. Se puderem, limpam a igreja dos outros, porque o trabalho deles é sim de proselítismo. Eles nunca vão sugerir que alguém procure uma boa igreja cristã porque para eles nós somo o falso profeta de apocalipse 13. A doutrina da trindade deles é igualzinha a dos mórmons, inclusive as "revelações" de White em muitos aspectos são bem semelhantes a de Joseph Smith, ou seja, a maneira como eles as receberam. Nós sabemos que a única doutrina da trindade que existe é aquela que foi aprovada como resultado da defesa da divindade de Cristo contra a hersesia ariana e outras que inclusive foram defendidas pelos fundadores do adventismo que levatam para o túmulo esta crença ariana com eles. Por isso, para ensinarem a doutrina da trindade como crida pelos santos de todos os séculos,eles tem de negar as "revelações do espírito de profecia" que diz o contrário dos credos cristãos, ou seja, Deus passou por alto os santos e martíres de todos os séculos e foi se revelar a Ellen White, ou Charles Taze Russel, ou Joseph Smith, de acôrdo com o cardápio do dia.

    ResponderExcluir
  7. Se me permite amigo Luciano Sena, farei uma crítica construtiva.

    O amigo disse, pastores isto, pastores aquilo, Leandro isto, leandro aquilo, adventistas isto, adventistas aquilo

    Devemos fazer uso daquela frase: Devemos discutir idéias e não pessoas.

    Darei um pequeno exemplo:

    "Amigo Luciano Sena, no campo humano, religioso, vocês para mim são exímios exemplos de vida e de dignidade, tanto quanto um espírita ou macumbeiro aos quais os amigos tem se achegado em passeatas e outros encontros com muito gosto. Na questão denominação, ordeiros e unidos, tal como Mórmons e Testemunhas de Jeová ao qual, inclusive o amigo fez parte."

    Veja que quando levamos os comentários para o campo pessoal ou institucional, podemos ofender irmãos, o que não é algo ensinado pelas escrituras. Podemos muito bem fazer críticas à atitudes de forma justa, não transformando o comentário em acusações ou julgamentos.

    Então o problema está na MANEIRA como o amigo tem tratado o adventismo. O amigo então não pode esperar, em troca, um tratamento melhor do que o amigo tem oferecido.

    Em suma, se o amigo não gostaria de ver sua fé sendo comparada ou misturada à um tipo de fé que o amigo discorda totalmente, então não deveria proceder desta maneira para com seus irmãos adventistas ou quaisquer de outras denominações.

    Até em se tratando de religiões que o amigo creia serem sectárias é preciso utilizar todos os ensinamentos de Jesus, inclusive aquele que diz que não devemos fazer aos outros aquilo que não gostaríamos que fizessem a nós mesmos.

    Eu particularmente, procuro guardar meus preconceitos e opiniões ofensivas para mim mesmo, a menos que eu saiba ter tato de chamar a atenção de alguém, sem magoá-la. Sei que muitas vezes isto é difícil, mais tais ocorrências devem ser uma exceção no tratamento de uma fé alheia e não uma regra.

    Por exemplo, mesmo que eu considere uma religião, como sendo sectária, obviamente que não jogarei isto na cara de algum membro, pois devemos nos perguntar: Que bem isto faria?

    Muitas vezes aquilo que falamos fazem é afastar ainda mais as pessoas de uma verdade. Ou seja, ninguém ser converterá apenas por ter se sentido ofendido.

    E querido amigo, nenhum exagero crítico pode ser considerado como necessário!

    Necessário para que? Converter alguém à verdade?

    Não somos Cristo, portanto não temos a onisciência nem a sabedoria, a fim de julgar corretamente.

    Devemos fazer então uso daquela recomendação de Cristo em exaltar em nós os defeitos e no próximo as qualidades.

    Mas não seria desta forma que o amigo tem feito, com uma forma de sarcasmo ao elogiar a fé de Leandro Quadros ao passo que o comparar com religiões denotando as "desqualidades" que podemos encontrar nelas.

    Nisto, o amigo utilizou de artimanha e não de franqueza.

    Um cristão não deve apresentar uma língua venenosa, que até mesmo ao elogiar cause algum constrangimento. Não era assim que Jesus procedia.

    E também devemos discutir doutrinas e não FALHAS de qualquer religião que seja. Um ser humano tem todo direito de errar crendo que está agindo corretamente, é claro que um dia poderá ser que tenha que prestar conta, mas isto caber somente a Deus.

    O que cristo nos deixou foi que devemos bendizer aos que nos maldizem, fazer o bem aos que nos maltratam, orar pelos nossos inimigos e perdoar quando somos ofendidos ou vítimas de injustiça.

    Nenhum cristão tem direito de vitimizar quem quer que seja, antes deve ser humilde, compassivo, tolerante e sofredor.

    Deus sempre irá amparar aquele que sofre, porque Deus ama a todos de igual maneira. Causar sofrimento não é um dos dons espirituais que recebemos, mas sofrimento é o resultado de se seguir a Deus e a SUA Palavra com fé, acima de qualquer coisa.

    Jesus esteve do lado de pescadores, sofredores, de adúlteros, de ladrões e até de prostitutas. Cristo veio para salvar o pecador e deles se compadece.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se nos compadecêssemos dos pecadores, nos entregaríamos por eles, antes tomaríamos seus sofrimentos do que causar-lhes sofrimentos por suas próprias falhas e pecados.

      De modo que não devemos apontar as falhas alheias, mas combater o mal que provocam nestas pessoas estas falhas. E no final convencê-las de que o que fazem é errado, mas para isto, antes é preciso conquistar a confiança e demonstrar de que você realmente se importa com aquela pessoa.

      Não devemos criticar algo em uma pessoa tão somente por que aquilo nos incomoda. Mas devemos nos aproximar e oferecer um caloroso abraço e mostrar-lhe o amor de Cristo, para que veja que aquilo que lhe é dito, tão somente é dito, porque aquele que lhe fala o ama como a um irmão.

      Muitos cristãos, especialmente Batistas, tem levantado a bandeira do Amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmos, mesmo em substituição aos 10 mandamentos de Deus, mas nem sabe o que estão dizendo. Nem tanto pelo fato da substituição mas por que essencialmente muitos poucos cristãos entendem as consequências de se amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

      Amar ao próximo como a si mesmo é ante preferir morrer, do que adulterar com a mulher do irmão (como José o fez no Egito).

      É antes desejar tomar 100 chibatadas do que levantar falso testemunho que prejudique um irmão.

      E amar a Deus é antes desejar a morte do que se prostrar a imagens de escultura. Desejar ir para a fornalha ardente antes de aceitar outros deuses.

      É abdicar da própria vontade antes de passar pela semana sem ter podido adorar a Deus.

      É se arriscar a ser torturado e jogado na cova dos leões, para tão somente ler um único pedaço sequer de um livro das Escrituras Sagradas.

      Deste modo, muitos cristãos sequer entende o que é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmos e se julgam aptos a criticar o seu semelhante.

      Nossas críticas devem vir somente como resultado de um coração totalmente submisso, humilde e sem qualquer intento de auto exaltação.

      Cristo não nos ensinou a rebaixar a pessoa humana, mas ELE nos exaltou. Cristo não evidencia nossos pecados, ele os escreve na areia para em seguida o apagar na primeira oportunidade. Mas cristo deixa a Sua Lei gravada em pedras, porque o coração do homem continua ainda como pedra enquanto não permite-se amar plenamente a Deus e ao próximo com todas as forças de Sua alma.

      Porque está escrito de que devemos amar ao próximo assim como o próprio Cristo nos amou.

      Desta forma, antes de qualquer forma de preconceito, devemos ter em nosso coração um profundo amor por aqueles que andam longe dos caminho de Deus e devemos demonstrar isto através de boas obras que beneficiem aquela pessoa.

      Pessoalmente não me agrada fazer críticas a outras pessoas, sem antes criticar a mim mesmo. Se não agirmos de forma honesta como Paulo fez, rasgando suas vestes e mostrando que somos tão pecadores e carentes de salvação quanto aqueles a quem estamos tentando salvar, de coisa alguma servirá qualquer um de nossos esforços.

      Devemos conquistar nossos inimigos, e isto é feito através de confiança. Para mostrarmos de que desejamos o bem, devemos fazer o bem para aquela pessoa.

      Este é o testemunho de Jesus que tenho recebido em minha vida, através da comunhão diária com Deus na pessoa do Espírito Santo.

      Desejo então ao amigo, do meu coração, que o Espírito Santo também atue de forma a lhe transformar completamente, a fim de que conheça também, o verdadeiro significado do amor incondicional.

      Dose as suas palavras com o amor, seja como o sal, que dá mais gosto à vida das pessoas e elas jamais rejeitarão aquilo que o amigo tem a dizer.

      Excluir
  8. Luciano, você ainda continua esquizofrênico...? Pensei que já tinha se curado dessa mania de perseguir o povo de Deus(Os Adventistas). Eu te convidei, pelo Face para um debate ao vivo com o Dr. Rodrigo Silva. Você não quis. Se vc acha que está certo nessas suas maluquices, por que não aceita o desafio? Isso também vale para esse outro esquizofrênico do Paulo Cadi. De vez de ficar postando bobagens, por que não encara o dasafio, cara a cara?

    ResponderExcluir
  9. Eu já fiz o desafio lá no "A Mira da Verdade" e aqui, e não obtive resposta. Eu aceito o desafio e ele deve ir para o youtube. Pode mandar quantos pastores sabatistas você quiser que prá mim dá tudo no mesmo. Você é que não entende de biblía e está falando bobagens, ENTENDEU?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não tem coragem. Youtub não presta. O negócio é ao vivo...
      Vc é que não conhece bíblia ou não quer entender. Te refutei em todos os teus argumentos sobre Enoque, Moisés e Elias; e seu coração continuou duro! Só Pai na tua causa!

      Excluir
    2. Prá mim pode ser ao vivo. Pode trazer a vitíma. Velho, o debate não dura meia hora. Você não refutou nada. Tente colocar um pecador debaixo do sangue de animais diante de um Deus santo. Desenvolva de novo sua tese e tente refutar o que eu vou lhe mostrar.

      Excluir
    3. Passe pra mim seu e-mail que encaminharei para para um Teólogo Adventista. Eu mesmo adoraria ter um debate ao vivo com vocês. Sou de Recife.

      Excluir
    4. Meu e-mail é tabormountain@outlook.com
      Se você quiser debater chame o seu pastor também.

      Excluir
  10. O Luciano e o Paulo estão fervendo de ódio porque a Igreja Adventista sempre esteve firme na pregação do Reino de Deus! Todos os dias salvamos almas para o Senhor Jesus. A TV Novo Tempo é uma bênção. A igreja Presbiteriana é muito fraca e não cresce; inclusive muitos dos seus pastores são maçons. Sobre as acusações contra a Igreja Adventista com relação a Trindade, os Pioneiros e Ellen White, já refutei o Luciano. A igreja não esconde nada de ninguém; temos livros e Teólogos prontos para uma resposta ao vivo... É só marcar dia e hora! Continuem vendo o que Deus está fazendo pelo humanidade http://www.esperanca.com.br/ http://novotempo.com/tv/

    ResponderExcluir
  11. Se depender de mim é só marcar o dia e hora. O debate NÃO VAI DURAR MUITO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que não vai durar muito...
      Você não tem Teologia... vc escreve coisas dos outros!

      Excluir
    2. Prove o que disse. Você tem coragem de chamar "aquela coisa" que vocês ensinam de teologia? Pelo jeito você nunca leu um verdadeiro tratado de teologia sistemática. Me diga quais os teólogos de peso que sua seita produziu. Eu sou dispensacionalista de herança protestante. Lhe cito só um: Karl Barth.

      Excluir
    3. Bem se vê que vc não conhece a Bíblia, eu disse. VC usa teólogos para afirmar suas crenças. Esse dispensacionalismo onde se crê nesse absurdo de que "após o arrebatamento, haverá um grande caos na terra durante 7 anos (3 anos e meio de falsa paz e 3 anos e meio de guerras), com o governo do Anti-Cristo (líder político mundial), do Falso Profeta (líder religioso ecumênico) e da Besta (O deus da religião do futuro). Esse período é chamado de Grande Tribulação. Após os sete anos Jesus voltaria novamente junto com os salvos para reinar no nosso planeta por mil anos", por exemplo, nós não aceitamos porque não tem fundamento bíblico. ISSO É LOUCURA!!!! Vc não sabe nada sobre a Volta de Jesus. Para mim, teólogo de peso é aquele que ensina a verdade(Isaías 8:20). Karl "afirma que é Deus quem toma iniciativa de aproxima-se com ele(o homem) e salva-lo, por intermédio de Jesus Cristo". Isso é nossa crença principal; ensinamos isso todos os dia! Depois te explicarei a real ligação entre Israel e a Igreja! Se vc ler nossa literatura verá nossos Teólogos de peso, exemplo de um: Amim Rondor, pesquise!

      Excluir
    4. Quem copia coisas dos outros é a vossa profetisa. Mas por ora este assunto não é o mais importante. Me responda: Aquela grande multidão que aparece em apocalipse 19:6, quem é e de onde veio? Se minha crença é absurda com relação a grande tribulação, ME PROVE que o milênio será no céu,mas antes responda a primeira pergunta.

      Excluir
    5. A serva de Deus copiou o quê?
      ...bom, ela copiou o que o Espírito Santo mandou.
      A grande multidão são os salvos que passaram pela grande tribulação.
      O milênio é o reinado de mil anos, de Cristo com Seus santos, no Céu, entre a primeira e a segunda ressurreições. Durante este tempo serão julgados os ímpios mortos. No fim desse período, Cristo com Seus Santos e a Cidade Santa descerão do Céu à Terra. Os ímpios mortos serão então ressuscitados e, com Satanás e seus anjos, cercarão a cidade; mas fogo de Deus os consumirá e purificará a Terra. O Universo ficará assim eternamente livre do pecado e dos pecadores. (Apoc. 20; Zac. 14:1-4; Mal. 4:1; Jer. 4:23-26; I Cor. 6; II Pedro 2:4; Ezeq. 28:18; II Tess. 1:7-9; Apoc. 19:17, 18 e 21).

      Para conhecer melhor esse e outros assuntos, faça um estudo bíblico com os Adventistas.

      Excluir
    6. Como que a grande multidão de apocalipse 19:6 já está no céu se Cristo só vem depois? Você já leu bem este capítulo? Outra coisa; As profecias só são CUMPRIDAS NA TERRA não no céu. Além do mais, o tempo como nós cohecemos só existe na terra, nem em marte, vênus, saturno, andrômeda etc. A cidade santa só desce no capítulo 21. Você já leu que os novos céus e nova terra só aparecem no capítulo 21 de ap.?

      Excluir
  12. Alessandro, eu não tenho capacidade de debater com ninguém da Tv Novo Tempo. Oratória meu amigão... um dia quem sabe.
    Mas como eu te disse, esse Rodrigo diz que não aceita o dispensacionalismo (extremado) pois o mesmo marcou a volta de Cristo... ele tem memória curta é? E 1844?

    Agora, para um debate escrito, estou aqui. É só convidá-lo...

    Abraço

    ResponderExcluir
  13. O problema do debate escrito é porque a gente explica, explica, explica e vc nada.
    nÃO ENTENDI "alessandro, eu não tenho capacidade de debater com ninguém da Tv Novo Tempo. Oratória meu amigão... ??

    ResponderExcluir
  14. Não creio que o problema seja a oratória, amigo Luciano Sena. Falta-lhe confiança de que fale por meio do Espírito. ELE é quem nos capacita. Até um mudo pode aceitar um desafio destes, ou o amigo crê de que a defesa da verdade dependa tão somente de nossa capacidade própria?

    Eu também não sou bom em oratória, mas jamais recusei um desafio que eu mesmo tenha feito. Por isto não faço desafios a esmo, ou desafios que eu não tenha capacidade de vencer.

    O Landro Quadros o elogiou justamente neste aspecto e pela sua palestra, então creio que o amigo tem sim capacidade para um debate.

    Mas se o amigo não crê de que é movido pelo espírito da verdade e que ELE possa falar através de você, como poderá então dizer que tem o Espírito? Sendo que ELE é quem nos capacita para toda boa obra! Não confia no poder do Espírito?

    Um cristão não deve recuar em mostrar a razão de sua fé! Ainda mais em se tratando de alguém que trabalhe com apologeta. Do que adianta tentar convencer de que se carrega a verdade e que está com ela, enquanto se recua quando se vê o primeiro golias?

    A pergunta é: O amigo será como Saul que olha para o gigante enquanto diz: - Ele é grande demais, não dá para vencer!

    Ou será como Davi que dá um passo à frente enquanto diz: - Ele é grande demais, não tem como errar!

    ???

    A decisão é inteiramente sua e não depende de suas limitações. Se está receoso, peça que Deus o ajude, é nestes momentos em que vemos a provação de nossa fé e em quem confiamos a nossa capacidade.

    Eu lhe dou apoio de que consegue. Tenho confiança nisto, mas a decisão, como eu disse, é inteiramente sua. De um modo ou de outro, estarei torcendo para que o amigo tenha um bom desempenho. Isto lhe ajudará a crescer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como o Alessandro me solicítou já escrevi o meu e-mail:
      tabormountain@outlook.com no meu comentário das 21:36 de hoje
      Eu me admiro da pretensão de vocês! Pode chamar todo o pessoal de sua faculdade de teologia. Estou esperando que a data do debate seja marcada O MAIS RÁPIDO possível para pelar a coruja.

      Excluir
    2. Parabéns Paulo: ou vc é maluco ou tem muita coragem. Convidar o pessoal das Faculdades?

      Excluir
    3. Yes! Pode chamar todo mundo. Eu sei onde estou firmado e com quem estou lidando.

      Excluir
    4. Tudo bem.. vou ver o que posso fazer por você!

      Excluir
  15. Fazer por mim, não. O desafio veio de sua parte e procure marcar a data o mais breve possível.

    ResponderExcluir
  16. Quanto ao amigo Paulo Cadi:

    http://www.youtube.com/watch?v=WpuWdif6pAg

    Como vê, nosso amigo Luciano Sena, desde o princípio esteve errado nas vezes em que tem afirmado de que Ellen White não se posicionou à favor da Trindade. Mas creio, pelos últimos artigos, que este esteja enxergando o seus erros, após melhor conhecer os materiais adventistas.

    Vanderlei, autor do vídeo, é também um bom debatente, fica a dica, creio que seria, no mínimo, interessante um debate entre os dois, já que ambos se mostram bem acalorados.

    Desejo-lhe também, um bom desempenho em seus debates.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Sr Adventista, pare de repetir Leandro Quadros.

    Eu >>duvidei<< se ela foi mesmo por causa de dois motivos: seus escritos estão sendo traduzidos com alguma tendencia (veja, colocam na boca dela a palavra trindade). E por causa de seu filho que entendia que o Espírito Santo é uma energia. Eles mesmo diz que sua mãe é confusa nesse ponto... e diz ele que estava triste com a maneira com que tais escritos estavam sendo usados...

    Além do mais, ela não aceita doutrina clássica da trindade, portanto, tenho razões de duvidar.

    Reconheço que após a morte de seu marido em 1881, ela foi mais 'trinitariana'. Até esse período, ela calou-se. Quem cala consente... ? Não sei, mas ela também não criticou seus companheiros, antes os recomendou.

    Da próxima vez, só diga que eu duvido - o SE está em foco-, nem SIM nem NÃO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta afirmação não procede, pois existe um cofre guardado contendo todos os manuscritos originais de Ellen White, que inclusive podem ser obtidos através de um DVD.

      Esta especulação de que suas palavras haveriam sido modificadas constintuem uma especulação não verdadeira. Os livros primeiros escritos são compilações realmente de seus 'primeiros escritos'.

      As versões originais em inglês estão disponíveis através do site oficial:

      http://www.ellenwhitebooks.com/

      O amigo pode se considerar então esclarecido, qualquer dúvida, cheque a fonte primária, como tantas vezes lhe recomendei.

      E se o amigo considera que a visão da trindade, de Ellen White, que inclusive era metodista, é diferente da doutrina clássica, isto é algo para o amigo resolver com seu amigo Reverendo. A fim de saber que doutrina da Trindade era ensinada aos metodistas daquela época, o que incluía Ellen White.

      Há uma falácia nesta afirmação do 'Quem cala consente'!

      Ellen White segundo o amigo no período citado, também não falo contra a Trindade! Quem cala consente?

      Ou seja, segundo a visão do amigo, por ter feito silêncio contra o anti-trinitarianismo ela haveria consentido!

      Mas por ter feito silêncio contra o trinitarianismo, neste caso, não teria consentido?

      E veja o resultado final de que Ellen White jamais apoiou o anti-trinitarianismo, pelo contrário, apoiou o trinitarianismo.

      Este argumento do amigo portanto é falacioso, porque a regra diz que se ela não se manifestou nem contra o anti-trinitarianismo, nem contra o trinitarianismo, mas se manifestou à favor do trinitarianismo e nunca se manifestou à favor do anti-trinitarianismo, logo concluímos que:

      Ellen White era trinitariana e à favor do trinitarianismo.

      Este é um raciocínio lógico simples amigo Luciano Sena, a que o amigo deveria ter chegado.

      Espero então que este raciocínio lógico sirva de refutação para seus argumentos.

      E permita-me dizer-lhe algo amigo Luciano Sena e que será um pouco desagradável (eufemismo).

      Não se deve fazer acusações quando não se tem certeza. Se o amigo tem dúvidas, deveria checar primeiro antes de levantar especulações. Um estudioso sério e acadêmico, não trabalha com especulações, isto é coisa de pessoas não acadêmicas e que não se preocupam muito com a honestidade intelectual.

      (...)

      Excluir
    2. A própria bíblia nos orienta de que nosso proceder seja sim, sim ou não, não. E que qualquer coisa que passar disto é de procedência maligna (procedência do maligno como diz a Palavra).

      Para tornar isto mais fácil para o amigo, já que o amigo não tem certeza do que diz:

      Aceite aquilo que lhe digo, pois lhe digo com absoluta certeza! Aceite também a opinião do Centro White de pesquisas e da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que são as fontes primárias e que tem certeza do que dizem.

      Ellen White era trinitariana e apoiou o trinitarianismo, e diferente do que o amigo tem suposto, há registro de que ela se manifestou à favor desta doutrina quando foi colocada em pauta, nos estudos que definiram nossas doutrinas fundamentais. Pelo que está registrado, seu voto e empenho foram inclusive decisivos para a aceitação da doutrina da Trindade conforme o entendimento que ela tinha. É claro que a experiência com seus livros lhes trouxeram mais detalhes, mas a visão que Ellen White tinha, era a que recebeu de sua denominação protestante, a Metodista.

      Ellen White como não poderia ser diferente, por ter tido um contato mais íntimo com a pessoa de Cristo, tanto melhor entendeu o caráter de SUA divindade que escreveu vários livros, especialmente dois: Caminho a Cristo e O Desejado de Todas as nações, que mostram em detalhes o caráter de amor da pessoa de Jesus.

      Não vejo teólogo ou estudiosos algum levantar-se contra o caráter descrito de Deus e da pessoa de Cristo, bem como do Espírito Santo em seus livros.

      Então lhe pergunto: O por que desta insistência do amigo em descaracterizar a crença de Ellen White quanto à trindade?

      Jesus é o modelo e a peça central dos livros de Ellen White, conhecendo a forma como Ellen White descreve Cristo, se saberá o que ela pensa à respeito de cada uma das pessoas da Trindade.

      Deste modo, se o amigo "duvida" ou tem dúvidas, como se referiu no final de seus comentários, deveria ler os dois livro que lhe indiquei, e também seria necessário que lesse se possível, todos os livros de Ellen White. Assim não teria dúvidas, não cometeria enganos em suas observações e o amigo não ouviria mais observações sobre o amigo não conhecer ou não manusear corretamente as fontes primárias.

      É aquele velho conceito: Conheça antes de criticar.

      E se o amigo pretende fazer um trabalho sério de crítica (no sentido de profunda análise e contestação), o amigo precisa, obrigatoriamente, conhecer todas as obras escritas por esta escritora cristã.

      De qualquer livro adventista que o amigo se propor a fazer suas análises, pergunte a si mesmo:

      Eu li a obra por completo?
      Coloquei os prós e os contras contidos em todo o livro?
      O que eu apoio e o que eu não apoio acerca de determinado pensamento?
      A minha interpretação pode estar equivocada?
      O meu entendimento pode estar equivocado?
      Quais as outras interpretações, entendimentos e observações que outras pessoas tiveram acerca daquela passagem?

      (...)

      Excluir
    3. E o mais importante e que o amigo tem negligenciado: Qual a opinião oficial da fonte primária (centro white de pesquisas/IASD), acerca daquela passagem?

      São itens básicos que deveriam estar presentes em qualquer trabalho acadêmico e que o amigo deveria trazer para os artigos contidos aqui em seu blog.

      Por isto lhe recomendei que aceitasse aquele debate com o Professor, Teólogo e Acadêmico, Rodrigo Silva, cujos trabalhos e forma de exposição de pensamentos são vistos academicamente como impecáveis.

      O amigo tiraria muita experiência em um debate deste porte, aprenderia muito.

      E debates servem para isto mesmo, para que ambas as partes engrandeçam em conhecimento. Um bom debate é aquele em que todos saem ganhando. Um debate sempre é vencido por aquele que tem melhor desempenho, mas não significa que a contra parte seja perdedora, pelo contrário. Por estarem ali ambos já são vencedores, e quando representam uma fé ou uma idéia de muitos, é uma honra estar ali.

      Creio que o problema, amigo Luciano Sena, não está em sua oratória, nem em sua postura de debate, mas tão somente na questão acadêmica, que inclusive o Leandro Quadros assim como outros lhe criticou.

      O amigo não é um especulador como outros sites e blogs, como CACP, exadventistas, ou pelo menos não deveria ser.

      Veja que isto que tenho lhe dito não é com o intuito de lhe ofender, mas de lhe incentivar a se tornar um verdadeiro estudioso acadêmico e profundo conhecedor dos assuntos que tem tratado.

      Ao contrário do que alguns pensam, não é debatendo com pessoas "grandes" que se torna grande, mas é se tornando grande que conquistamos o direito de debater com pessoas também tidas como grandes, grandes em conhecimento.

      A grandiosidade muitas vezes está na maneira como a pessoa se porta. Neste campo valoriza-se muito coisas como humildade, firmeza naquilo que diz e o profundo conhecimento acerca de determinado assunto.

      Trazendo para o contexto do amigo:

      O amigo não possui um profundo conhecimento acerca dos Adventistas do Sétimo Dia. O amigo pode ter sim um profundo conhecimento acerca dos ensinamentos dos Testemunhas de Jeová, e pode ter algum conhecimento acerca da Igreja Presbiteriana, mas tem um conhecimento muito raso acerca das reais crenças dos Adventistas do Sétimo Dia. O que o amigo tem é um conhecimento periférico.

      (...)

      Excluir
    4. Este conhecimento também é muito pouco e insuficiente para se tratar de obras tão complexas quanto as do Espírito de Profecia.

      O amigo já fez algum estudo sobre Profetas e profecias? Sobre a natureza e características das profecias bíblicas? Sobre a função e o trabalho de um profeta?

      Conhece os vários métodos de se medir e validar um profeta? Conhece as regras de interpretação de uma profecia? Conhece os símbolos e as linguagens proféticas?

      Conhece as peculiaridades de um profeta e o que o faz diferente de outras pessoas, comumente inspiradas? Já fez um estudo sobre o dom de profecia bíblico? Já entendeu os sinais sobrenaturais que geralmente aparecem quando um profeta está a receber uma revelação?

      Voltando para a questão de Ellen White e os Adventistas. O amigo estudou a história de Ellen White? Investigou sua vida? Conhece a trajetória desta escritora e o que ela fez durante sua vida?

      Já leu artigos e documentos da época da formação da Igreja Adventista do Sétimo Dia? Detalhes dos acontecimentos e trajetória desta igreja durante toda a história?

      Como o amigo percebe é necessário muito estudo para se conhecer e entender de fato uma religião.

      Em meu blog, já compartilhei documentos e documentário, que tratam destas questões. Tenho estudado muito sobre tudo aquilo que lhe indiquei e somente depois de anos, pude montar uma visão bem clara sobre Ellen White e os Adventistas.

      DESTA forma o amigo também deveria proceder, estudando de fato a fundo os assuntos que pretende tratar.

      Não devemos acreditar , e nem trazer para nossos blogs, coisas das quais não temos certeza, das quais não temos certeza de terem vindo de um profundo estudo em fontes primárias.

      Hoje, o João, descobre que existe uma religião adventista, ouve falar sobre suas crenças e logo já está em seu blog construindo suas convicções com base naquilo que tem ouvido por aí.

      Outros mal, intencionados, pegam estas observações e agregam à elas alguns textos isolados.

      Um terceiro que se trata de um ex praticante da religião (apostatado da fé, inconformado por ter sido expulso), adota estas mesmas observações e dizem que são verdades, afirmando terem sido adventistas e portanto profundos conhecedores de tal religião.

      Esta tem sido a vergonhosa apologética brasileira, onde qualquer pessoa se sente devidamente gabaritada a se pronunciar sobre qualquer assunto, sem ter o mínimo de estudo ou conhecimento na área.

      (...)

      Excluir
    5. E quando isto se torna um mercado lucrativo, logo vem os CACPs da vida!

      Estes apologistas, realmente falam algumas coisas verdadeiras, mas também falam muitas bobagens e os leitores não tem como filtrar, porque a maioria também não trabalha de forma acadêmica verificando cada informação e nem sabem como fazer isto.

      Todos então são levado por uma maré de idéias e acabam boiando.

      O problema hoje neste mundo de informação não tem sido portanto a falta de informação, mas extrema quantidade de informação errada que tem entrado na mente das pessoas.

      Os livros tem sido deixados de lado, e hoje qualquer pessoa pode ser considerada um doutor no assunto, desde que chame a atenção e tenha uma certa quantidade de visitas diárias.

      É a isto que se tem agregado atualmente, valores de confiabilidade.

      Mas é aquela velha questão, a verdade é chata, por isto os livros hoje tem ficado empoeirado nas estantes, e as informações na internet tem "bombado". Porque são mostradas de forma atrativa, especulativas, algumas vezes exageradas ou distorcidas.

      Fale bem de qualquer religião e ninguém irá ler o artigo, mas fale mal para você ver o quanto de pessoas interessadas aparecem!

      O ser humano tem sido atraído hoje pelo mal e a aparência do mal, por um reboliço, ao invés da verdade pura e simples.

      Se eu não cresse que Ellen White foi uma pessoa inspirada, diria hoje apenas de que foi mais uma escritora cristã comum, com problemas psíquicos e esquizofrênica.

      Mas quando me apresentassem um de seus livros diria que foi copiado de alguém.

      Mas quando me dissessem que hoje suas obras somam mais de 100 livros traduzidos para mais de 200 países, eu diria que um batalhão de psicólogos, nutricionistas, teólogos e médicos com visão à frente do seu tempo construíram em secreto suas obras e usaram Ellen White como bode expiatório.

      Isto é o natural de uma mente cética e regida totalmente pela razão pensar.

      Mas daí viriam os problemas: Como este batalhão de especialistas conseguiriam escrever de forma tão harmônica que pareceria ter sido escrito por uma única pessoa?

      Como esse batalhão de pessoas não foi notado, em uma cidade tão pequena onde todos sabiam da vida de todo mundo?

      (...)

      Excluir
    6. Como tais especialistas sabiam de coisas que só seriam descobertas anos mais tarde?

      Como adivinharam que haveria a guerra civil americana? Haveria alguém do governo ali dentro? Como adivinharam que certas batidas em uma casa, acabaria por criar o Espiritismo Moderno?

      Como especialistas sem um contato profundo com Deus, poderiam escrever livros tão corretos e inspiradores acerca de Jesus como o livro "O desejado de todas as nações"?

      Quão grande intelecto teriam este grupo de especialistas a fim de enganar até mesmo os leitores da biblioteca do parlamento dos EUA?

      Como adivinharam que haveria um decreto dominical hoje tramitando no parlamento europeu?

      Nova ordem mundial? Como adivinharam?

      Eu, particularmente, amigo Luciano Sena, ao me tornar um cristão, para responder algumas destas perguntas, teria apenas um argumento:

      De dizer de que Ellen White haveria sido inspirada pelo Diabo.

      Mas daí teria outros problemas: Como o diabo poderia estar lutando contra si mesmo, propagando a figura de Jesus e elogiando-o através de livros?

      Resultando na conversão de milhões de pessoas em todo o mundo através de tais obras? Exaltando o amor de Cristo pela humanidade?

      E ainda mais! Pregando a saúde e o bem estar das pessoas? Convencendo as pessoas a guardarem todos os 10 mandamentos da lei de Deus?

      Então, amigo Luciano Sena, particularmente, ficaria meio que louco com estas questões! Porque não conseguiria chegar à uma conclusão óbvia sem ao menos conseguir achar respostas para cada uma daquelas perguntas!

      E como não pude achar, então chegaria ao resultado de uma única solução possível!

      De que Ellen White realmente escreveu todos aqueles escritos sozinhos, inspirada pelo Espírito Santo que lhe revelou todas aquelas coisas!

      Não haveria outra explicação! A própria natureza e conteúdo das obras, bem como a trajetória e condições daquela mulher, não deixam dúvidas de que algo sobrenatural aconteceu ali. E se não foi o Diabo, então só pode ter sido o Espírito Santo de Deus.

      Mas felizmente, passei a acredita em Ellen White, por outro meio, o meio mais íntimo de se conhecer a pessoa que a inspirou.

      Quando fui convencido a finalmente aceitar a Deus graças à um de seus livros, que de tanto apresentar um caráter de amor da pessoa de Cristo, me convenceu a estudar novamente as escrituras.

      (...)

      Excluir
    7. Por entender que Deus era amor, quebrou-se a barreira que me impedia de ser um cristão. Nenhum outro livro pôde fazer disto.

      E hoje sei que o único livro capaz de fazer tal coisa é a Bíblia porque é inspirada. Então não me agrada quer crer um simples livro qualquer possa contribuir também para este mesmo trabalho.

      Os livros de Ellen White são inspirados e capazes de quebrantar até o mais duro coração, porque creio estar contido ali o Testemunho de Jesus (conforme nos diz até mesmo as profecias).

      E seu livro apenas explicava a natureza de Jesus, e o caráter de amor e cuidado contido na lei de Deus. Hoje pesquiso a bíblia com um interesse que jamais tive e creio ser hoje realmente um livro totalmente inspirado e que representa a Palavra de Deus dita e que foi escrita em papel.

      Aquele livro de Ellen White, realmente me conduziu à Bíblia e aos santos mandamentos de Deus e hoje, eu, assim como outras pessoas como Cid Moreira, somos gratos à Deus por ter usado uma pessoa como Ellen White para escrever um testemunho tão bonito, em um livro que realmente representa um "Caminho a Cristo".

      Excluir
  19. Mais uma vez, não tenho capacidade de entrar em debate diante da TV com profissionais da TV...

    Agora já andam dizendo que se eu disse isso, é porque não tenho o Espírito Santo. Se um dia o Espírito Santo proporcionar um encontro desses, obviamente ele me capacitará.

    Por eu dizer que não sou capaz, só estou sendo honesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E onde fica a fé?

      Esperar a chuva para depois plantar?

      Não é assim que diz as escrituras, mas sim que devemos ir para o campo, arar a terra e plantar, confiantes de que a chuva virá.

      O Espírito Santo tonou Davi da estatura de golias? Deu-lhe massa muscular e uma armadura impenetrável?

      O que a Bíblia diz é que Davi aceitou o desafio e confiou.

      Amigo Luciano Sena, "um encontro desses" como o amigo bem disse, já foi proporcionado. O problema é que o amigo sempre se sentirá incapaz.

      Mas se o amigo se considera incapaz, então deveria deixar de tentar combater o adventismo. Não dá para se combater e ao mesmo tempo fugir do primeiro embate que aparece!

      O amigo reclamava de que os pastores adventistas não lhe davam a devida atenção, nem chances de expor suas idéias! Pois bem, está aí a prova de que os pastores adventistas não tratam ninguém com altivez. Há vários teólogos dispostos a aceitar os desafios que tem surgido por aí, difícil é estes mesmos aceitarem quando "a coisa aperta".

      O amigo rejeita então um debate e então, imediatamente, ameaça lançar um livro? Que atitude é esta meu amigo? Se não tem coragem de enfrentar um debate, como pretende lançar algum livro?

      Adventismo é coisa séria, então já deveria saber de que algo deste tipo aconteceria.

      Se o amigo não se considera apto, é melhor que então se contenha, bem como o ânimo de seus leitores, antes de fazer desafios e exigências aos quais não se vê apto cumprir.

      O fato de o amigo continuar apenas aqui, manifestando sua opinião, é uma coisa, mas se cutucar ou desafiar, pastores ou professores adventistas, terá de sair desta zona de conforto e então fazer apologia de forma séria meu amigo.

      Então veja bem o que o amigo está afirmando, de que é incapaz de debater seriamente com um adventista devidamente gabaritado.

      Como o amigo vê os debates não acontecem por falta de pastores dispostos a participar, mas porque em se tratando de Bíblia, poucos são os que se aventuram a debater com um pastor adventista de peso, peso em sabedoria, em conhecimento, porque também são cheios de humildade e sempre se portam educadamente nos debates.

      De tudo, pelo menos tire alguma lição, aprenda.

      Excluir
  20. Fico pensando até que ponto esses comentários deixam de ser saudáveis. Acho que até um evento do UFC é menos ofensivo e "sangrento". A Palavra de Deus é ensino para nossas vidas e não luvas para um atacar o outro impiedosamente. Vocês param para pensar se Deus aprova tudo isso? Não vejo problema em debates teológicos, já participei de um com um amigo espírita. Ele não quis entender o cristianismo, mas não deixei de ser amigo dele, mas sei que Deus está no controle. Não percam de vista, amados irmãos, a relevância desse debate ser saudável e com respaldo bíblico. Sejamos mais humildes, prezados, e menos agressivos. Que a Graça de Cristo seja convosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não sabe o que diz, com certeza. Os adventistas surgiram no século 19 como RESULTADO da desobediencia de um camarada chamado William Miller. Os adventistas afirmam que não foi Miller o primeiro a marcar data para o retorno de Cristo. Mas isso é irrelevante, jé que ele foi um deles. Cristo disse: "Se vos disserem, eis que ele está aqui ou ali não os sigais, o u chegou o tempo". Os adventistas apareceram no cenário chamando os protestantes de falso profeta de apocalipse 13. Agora fazem proselítismo para tirar membros das igrejas de "Babilônia", como os mórmons e testemunhas de jeová. Você não tem noção do que diz.

      Excluir
    2. O comentário acima NÃO foi dirigido ao Robson mas ao Alessandro. Eu errei na altura da postagem.

      Excluir
  21. Muito bom Robson, sua colocação!
    Esses camaradas, Luciano e Paulo, odeiam a igreja Adventista. Mas isso está profetizado: "Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;
    Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
    Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós". Mateus 5:10 a 12.
    Acho que o melhor mesmo é orar por eles!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não me conhece, portanto não coloque palavras na minha boca. Eu não odeio NINGUÉM! Sómente assassinos, estrupadores, sequestradores, traficantes etc. Na igreja adventista existem pessoa muito legais. Eu mesmo tive. digo tive, porque não vejo faz anos, amigos pessoais adventistas que frequentavam a minha casa e eu a deles. Ainda que pela força com que imprimo meus argumentos de a entender o contrário, isto não é verdade. O meu tom de voz se você pudesse ouvir é calmo mas firme, entendeu?

      Excluir
    2. Alessandro, vc ama a macumbaria? O espiritismo? a idolatria? Sem rodeios, me diga...

      Excluir
    3. Se estamos tratando de ódio, amigo Luciano Sena, melhor seria ter perguntado se Alessandro, odeia a macumbaria ou o espiritismo.

      Em verdade te digo amigo Luciano Sena, de que o amigo não deveria odiar a macumbaria, e nem o espiritismo! Pois compartilham da mesma crença imortalista da alma do amigo, apenas vão um pouco mais além.

      Porque os imortalistas pregam por aí de que os mortos têm consciência, mas não pregam de que sejam mudos ou impossibilitados de se comunicarem, porque não há nada na Bíblia que lhes dê autoridade para afirmar tal coisa.

      Daí surgem religiões como estas, dadas a conversar com estes supostos espíritos desencarnados e a receber instruções destes!

      A pergunta que irmãos espíritas e umbandistas devem estar fazendo em suas cabeças, ao lerem seus artigos é: Se o amigo mesmo prega de que os mortos tem consciência, e apóia até mesmo interpretações sobre textos bíblicos que denotam uma conversa, com, e entre espíritos, a exemplo do texto sobre o seio de Abraão como pode então garantir de que estejam errado ao tentar se comunicarem com os mortos? E quem garante que os mortos hoje, de fato não conversem de fato com os vivos?

      Não é exatamente isto que os tais espíritos supostamente fazem em religiões como a espírita e umbandista? Trazer mensagens de ajuda à humanidade?

      Segundo o pensamento do amigo, não seriam espíritos que haveriam sido enviados para estar com Cristo, quando um apóstolo até se dispôs para que se fizessem-lhes tendas?

      Veja então de que segundo as crenças imortalistas da alma, bem como as interpretações que dão à alguns textos, haveria sim respaldo Bíblico para a crença ubandista e espírita de que até mesmo Deus envie espíritos desencarnados como mensageiros ou consoladores.

      A coisa se complica ainda mais quando alguns imortalistas da alma se dispõem a afimar de que o espírito que apareceu à Saul era de fato o espírito do profeta.

      Temos ainda Abel, clamando da terra.


      A Bíblia não diz que estes tais espíritos estejam proibidos de se comunicarem com a humanidade!

      Portanto, diante deste silêncio das escrituras acerca das doutrinas imortalistas, não há como o amigo contestar seus irmãos de fé imortalista. A menos que o amigo consiga provar biblicamente de que estes mortos sejam mudos ou que tenham algum problema que os impeçam de se comunicarem com os vivos. O que é algo bem diferente do que vemos na abordagem imortalista acerca de certas passagens bíblicas.

      Então, biblicamente, amigo Luciano Sena, o amigo não tem munião para contradizer tais crenças na questão da comunicação com os mortos, muito pelo contrário, pois tem fornecido munição mais do que suficiente para que permaneçam neste engano e isto, Deus poderá lhe cobrar!

      Hoje, se há uma coisa que tem unido todas as religiões, excluindo apenas a Adventista do Sétimo Dia, é a crença na imortalidade da alma, com seus espíritos desencarnados, consoladores e comunicativos, supostamente atuando mensageiros da parte de Deus como crêem os espíritas e servindo de serviçais à humanidade como crêem os umbandistas.

      Além é claro do domingo como dia de guarda que muito em breve será um dia de manifestação oficial religiosa para todas as religiões.

      Medite nisto!

      Excluir
  22. Caro Alessandro, obrigado por suas palavras; e amém pelas passagens bíblicas. Sou um tipo de cristão que não gosto de complicar o cristianismo. Frequentei durante alguns meses a Igreja Adventista da Promessa. Foram muito bons os meses em que aprendi a palavra de Deus lá, todavia, era uma marcação cerrada na questão do sábado e uma intolerância ainda maior na dieta de determinados alimentos. Por se tratar de uma linha pentecostal, havia no momento do culto o batismo com Espírito Santo, onde os irmãos que não eram "batizados" com o Espírito Santo, aproximavam-se perante o púlpito, e era iniciada uma sessão de orações com veemência, muita gritaria do falar em línguas e o som altíssimo da banda. Minha querida esposa se sentia inferior aos demais por não falar em línguas. Graças a Deus que naquela igreja havia um irmão, que apesar de ter sido convertido ali, não cria naquelas manifestações. Em algumas lições bíblicas ele nos ensinou acerca do dom de línguas e passamos a ficar mais tranquilos. Passados alguns meses fui percebendo que eu não era um pentecostal. Então conheci a Igreja Presbiteriana, na qual faço parte até hoje (não cheguei a ser batizado na Adventista da Promessa).

    ResponderExcluir
  23. Os ensinamentos que tenho aprendido na IP são as mais próximas da Bíblia que eu já vi. Tanto que antes de ler algumas coisas na Bíblia, eu já tinha convicção. Por exemplo, o livre arbítrio. Como eu disse anteriormente, procuro não complicar o cristianismo, pois já sofremos perseguição com os descrentes por serem ignorantes mesmos, achando que o cristão tem de ser perfeito. Sei que o reino de Deus não é comida e nem bebida; que determinadas vestimentas não diz que sou mais santo que outro; que usar tatuagens e piercings vai levar a pessoa ao inferno (embora eu não goste de ambos), enfim, não vejo dessa forma. Entretanto, são me lícitas mas nem tudo me convém. Por isso procuro ter bom senso, para não fraquejar a ninguém e nem escandalizar. Que Deus possa nos abençoar, que possamos viver o Cristo que morreu por nós para que pudéssemos ter essa liberdade em cultuar a Deus em espírito e em verdade. Pela Graça nós somos salvos, irmãos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Robson Ribeiro, estou vendo que vc é sincero e zeloso, mas como se trata de uma seita vc está sendo ingenuo... veja o que nos diz o apostolo Paulo a respeito dos judaizante (como é o caso do adventistas).

      "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão;" (Filipenses 3 : 2)

      Excluir
    2. Amigo Robson Ribeiro, realmente há muitos bons teólogos presbiterianos e também ótimos livros. É sempre um prazer encontrar pessoas bem dispostas como o amigo. Que Deus lhe abençoe por sua gentileza e sinceridade.

      De seu irmão em Cristo.

      Excluir
  24. Robson Monteiro, parabéns pelo comportamento cristão que vc demonstrou...

    Percebe-se em seu falar que vc tem o temor de Deus e que o Espírito Santo está em vc assim como no Sr. Adventista e em outros irmão que vem aqui no blog.

    Essa atitude é que as pessoas procuram ver nos crentes...

    Infelizmente uma minoria está a fazer tempestade em copo d'água levando a palavra de Deus à escândalos...

    Vamos orar para que todos abaixem os ânimos e voltem a contemplar a CRISTO como sendo o centro de nossa atenção.

    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando eu ver e ouvir os pastores adventistas em sua pregações fazerem como os bons pastores protestantes e evangélicos, que em pregações evangelísticas incentivam as pessoas a buscarem uma igreja cristã séria perto de sua casa, daí e só daí eles começaram deixar de ser um grupo sectário. Há anos já conversei com o pastor Alcides Campolongo, uma pessoa amável e inteligente, como também com o pastor Vimar Gonzalez uma pessoa muito capaz na lida com as escrituras, como também tenho amigos pessoais que não vejo faz anos que são hoje pastores adventistas. Acontece que o sistema teologico adventista está errado e em vários aspectos contradiz a biblía. As nossas igrejas protestantes também tem êrros mas a teologia delas permanece dentro do âmbito do que ensinam as escrituras. Já houveram, depois do pentecoste, vários reavivamentos na história da Igreja, sendo um deles o revivamento moráviano. Jesus avisou que não era para ir atrás de falsas profecias com relação a data de sua vinda. Lucas 21:8: "Disse então ele: Vede não vos enganem, porque MUITOS virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e o TEMPO ESTÁ PRÓXIMO. NÃO VADES PORTANTO , APÓS ELES." E então se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo; ou: Ei-lo ali; não acrediteis." Mc. 13:21. Com base nas advertências de Jesus o povo que seguiu a William Miller quando ele não disse "o tempo está próximo", mas MARCOU A DATA para o retorno de Cristo, ou seja, 22 de outubro de 1844, usando as próprias escrituras que advertem e proíbem qualquer espécie de predição quanto a datas, não obedeceu a Jesus mas fez o contrário, foram "após eles". Desta desobedência a palavra surgiu a denominação que conhecemos com o nome de Adventistas do Sétimo Dia. O Senhor afirmou que não era nem para ir atrás de falsas profecias quanto a sua vinda. Daí Ellen White afirma que Deus estava abençoando um movimento espúrio que estava desobedecendo as escrituras. Outra coisa: Não existe profecia que se cumpre no céu, MAS SÓMENTE NA TERRA. O santuário de Daniel 8:14 está na TERRA e não no céu. É só ler o capítulo 8 todo. Quanto a trindade como podemos depois mostrar, os adventistas, eles admitem que só começaram a crêr após 1890 e mesmo assim trata-se do "HEAVENLY TRIO", três seres e não a trindade cristã que é o oposto, UM SER em três pessoas

      Excluir
    2. Estimado irmão Paulo Cadi
      Paz te seja multiplicada
      Acredito que seria interessante o amado dar uma luz sobre o significado de UM SER, que diferencia toda base do " HEAVENLY TRIO " TRÊS SERES. Creio que pós este esclarecimento os sinceros pesquisadores e até curiosos , não terão mais dúvidas de todo trabalho desenvolvido ao longo destes meses, pelo irmão Luciano , do irmão e outros, com o proposito tão somente de conduzir as ovelhas do Senhor à verdade, a qual somente pode nos libertar.
      Nos laços do Calvário
      Wilton

      Excluir
    3. Irmão Wlton agora à tarde irei postar o comentário, esclarecendo a gritante diferença entre a verdadeira trindade, que é monoteísta e a falsa trindade adventista que é politeísta. Porque seria proveitoso os leitores saberem detectar que o ensinamento adventista sobre a trindade, está baseado nas visões de Ellen White e não fundamentado nos credos Cristãos. Na paz de Cristo! Paulo Cadi

      Excluir
  25. Vocês já pararam para pensar de onde surgiu a idéia para marcar a data para o retorno de Cristo para 22 de Outubro de 1844? Da cabeça de Miller, Snow etc, e não da inspiração divina. O Espírito Santo que foi enviado para guiar EM TODA A VERDADE certamente não foi quem estava movendo William Miller. Deus NÃO CONFIRMOU sua predição. As profecias SÓMENTE CUMPREM-SE NA TERRA, até mesmo para se verificar sua veracidade senão não existe o FATOR TESTEMUNHA. Nas epístolas, Paulo e Pedro afirmam SOB A UNÇÃO que o dia do SENHOR VEM COMO LADRÃO. Isto já bastaria para qualquer cristão ajuizado se abster de QUALQUER tentativa de conhecer algo que o próprio Senhor disse que não sabe, de acôrdo com sua sumissão voluntária ao Pai, mas William Miller quis saber mais do que o próprio Senhor, prevaricou, ultrapassando a sã doutrina de Cristo e deu com os burros na água. O máximo que qualquer seguidor dele deveria fazer era se ARREPENDER e voltar a comunhão de suas igrejas, pois tinha caído vitíma do inimigo. Aquilo foi um falso avivamento, trazendo temor as pessoas incautas porque elas estavam convictas de saberem a data exata da vinda de Cristo. O texto de Daniel 8:14, de maneira NENHUMA poderia ser usado para marcar data para o retorno de Cristo, pois o texto e capítulo nem tratam disso. Depois do êrro começaram a acontecer fenômenos de ordem psíquica em uma jovem chamada Ellen White, que afirmava que Deus estava por trás de tudo isso. ABSURDO! Como que o Senhor vai estar apoiando um movimento que estava fazendo exatamente o que ele MANDOU NÃO FAZER e ainda coloca Deus como participante em uma mentira? Don´t make sense, absolutely!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é Paulo Cadi, eles vem com base em uns "iluminados" e uma "iluminada" que contradiz as escrituras, negam doutrinas fundamentais consagradas pela ortodoxia cristã, dada por iluminação do Espirito Santo a sua igreja, e querem ser aceitos pela cristandade, tem dó né!!!.

      Excluir
  26. Fernando, este pessoal das seitas é uma parada! Se o Senhor Jesus alertou os crentes acerca do surgimento de falsas profecias com relação a sua vinda, nos perguntamos: 22 de outubro de 1844, não está entre as inúmeras falsas profecias sobre a vinda do Senhor, sobre as quais ele nos preveniu a não irmos atrás? Hoje em dia os religiosos não estão nem mais crendo nas escrituras, mas em qualquer sujeito que aparece contradizendo as declarações explícitas contidas na palavra. É a grande apostasia adentrando o século 21 e prenunciando que algo muito sinistro está se preparando para entrar em ação. É o fenômeno do crente-descrente, ou melhor o paradoxo. A pessoa afirma crê na palavra, mas quando a palavra vem estes "make believers", crentes faz de conta, eles simplesmente ignoram o que os apóstolos falaram, porque não sei se o irmão notou, as denominações modernas citam bem mais o antigo do que o novo testamento porque ali encontram mais material para inventar suas heresias, já que o novo testamento, não excetuando o antigo, é escrito diretamente para corrigir a Igreja, o que a liderança moderna não quer aceitar, correção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, eles encaram os erros deles como dentro do plano divino para seu desenvolvimento positivo. A decepção de 1844 foi planejada, o arianismo pioneiros foi orientado por Deus, e assim vai... o grande Calvino dizia: 'alguns precisam mais de remédio para cabeça do que argumentos para convencê-los'

      Excluir
  27. Luciano, é lamentável vermos como a igreja moderna ttem rejeitado a autoridade das escrituras. Citar a biblía é quase como ler uma receita de bolo. Ao contrário dos tempos gloriosos que seguiram a reforma,onde as escrituras imperavam e era "Sola Scriptura" mesmo, hoje a biblía está disputando espaço com qualquer heresia que alguem invente. Quantos as seitas de "berço", nem se fala, ali as escrituras são o coadjuvante das "obras inspiradas", porque se a biblía assumir o papel principal, ela já vai entrar corrigindo aqui e ali. Como que pessoas podem acreditar que o mesmo Deus que vedou o conhecimento do dia e hora da vinda de seu Filho estaria 19 séculos depois apoiando pessoas que estavam deliberadamente transgredindo sua palavra? E hoje deliberadamente não querem aceitar a correção da palavra. Está se cumprindo a profecia que nos últimos dias "teriam comichão nos ouvidos, como irônicamente diz o apóstolo Paulo, só querendo ouvir coisas boas, prosperidade, amor, que não é amor porque não é acompanhado da correção da palavra. É a grande apostasia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "É a grande apostasia adentrando o século 21"

      que começou a ser fomentada pela teologia liberal (ou um outro evangelho) se é que podemos dizer que existe um outro evangelho.

      Quanto a usarem o antigo testamento para dar fundamentação as suas heresia, é que eles não conseguem enxergar pelo filtro do cumprimento na pessoal e obra do Senhor Jesus Cristo.

      Excluir
  28. Fernando, se pedirmos para eles mostrarem onde está o mandamento para os gentios observarem o sábado, onde está levitíco 11, no novo testamento, onde está a doutrina do aniquilacionismo, o que tem a ver o Espírito de Profecia com os escritos de uma mulher que seguiu a falsa profecia de Miller e também marcou data para a vinda de Cristo, pois foi participante ativa do movimento Millerita, eles ficam irados e dizem que nós é que somos os perseguidores, esquecendo-se de que foram eles que nos chamam de falso profeta desde 1844! Dá prá entender?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado vc falar de heresia...

      Já que vc acredita em fantasminha legal (produto de hollywood fabricado por satanás), coisa que a Bíblia nunca pregou sobre isso...

      O sábado é uma ordem Divina, assim como a alimentação, mas vc faz questão de dizer que isso é coisa de satanás...

      Parabéns, vc está fazendo tudo do jeito que o diabo gosta..

      Fique na paz.

      Excluir
  29. Estimado irmão Paulo Cadi
    Paz te seja multiplicada
    Acredito que seria interessante o amado dar uma luz sobre o significado de UM SER, que diferencia toda base do " HEAVENLY TRIO " TRÊS SERES. Creio que pós este esclarecimento os sinceros pesquisadores e até curiosos , não terão mais dúvidas de todo trabalho desenvolvido ao longo destes meses, pelo irmão Luciano , do irmão e outros, com o proposito tão somente de conduzir as ovelhas do Senhor à verdade, a qual somente pode nos libertar.
    Nos laços do Calvário
    Wilton

    ResponderExcluir
  30. Que a graça e a paz do SENHOR esteja com os leitores do blog...

    É tão simples: "Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade" (João 4.24)

    Para um esclarecimento do que é espírito: "... um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho" (Lucas 24.39)

    Por quê é tão difícil acreditarem na Escritura?

    ResponderExcluir
  31. O monotéismo é a crença em um único Deus. O cristianismo confessa a crença em um único Deus (ser), existindo em tres pessoas da mesma substância, poder e eternidade, ou seja partilham dos mesmos atributos, autoridade e eternidade. Mas, Deus, ainda que seja um só ser, subsiste em três pessoas; estas três pessoas são distintas mas não separadas. Cristo, em sua encarnação assumiu a natureza humana, ou seja achou-se na forma de homem com carne e ossos, mas conservou intocada sua natureza divina como Deus. Sua natureza divina é Espírito. As duas naturezas divinas e humana não se misturam e nem se confundem. Então, Deus é um Espírito triúno ou tripessoal. Esse único Espírito triúno não foi atingido em sua natureza pela encarnação da segunda pessoa, pois o Espírito Santo cuidou para que as duas naturezas existentes na pessoa do Senhor Jesus, não se confundissem. Superficialmente, está é a doutrina classica e histórica da trindade, sustentada pelos credos cristãos de todos os tempos. Já o adventismo, acredita que Deus, não é um Espírito incorpóreo, mas possui um corpo como o nosso, ainda que não seja da mesma substância. O Filho, Jesus Cristo, antes da encarnação, existindo como o verbo, também possuía um corpo como o nosso, mas da mesma substância que o Pai. O Espírito Santo, não tem corpo, mas é um ser puramente espiritual que é enviado para cumprir os propósitos de Deus, o Pai. São três seres separados, não um único Espírito tripessoal como na doutrina da trindade. Então, na trindade adventista, o Espírito Santo, não é da mesma substância que o Pai e o Filho, já que não possuí um corpo tangível. Na trindade adventista, Deus, o Pai, é onipresente através de sua onisciência da ação do Espírito Santo. Ele não é literalmente maior do que o universo. Já na trindade cristã, Deus é puro Espírito preenchendo e ultrapassando infinitamente o universo, de forma que as aparições de Deus no antigo testamento, em forma humana, são as teofanias, porque o ser infinito estava se acercando do ser humano caído, preparando a encarnação do verbo que é a única manifestação real e permanente de Deus em forma humana. Então, na trindade cristã, Deus é um ser tripessoal ou triúno, enquanto que na trindade adventista, Deus é três seres separados, dois sendo da mesma substância e o terceiro, puro Espírito. Este, é até hoje um assunto mal resolvido no meio da liderança adventista, lá nos USA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não diga bobagens Paulo Cadi. O amigo está manifestando apenas seu achismo acerca da crença adventista. Há diversos livros doutrinários adventistas explicando a doutrina da trindade em detalhes. O amigo não usou quaisquer fontes primárias.

      Excluir
    2. "Eu vi um trono, e sentado sobre ele, o Pai e o Filho. Eu fitei o semblante de Jesus, e admirei sua adorável pessoa. A pessoa do Pai eu não pude contemplar, pois uma nuvem de gloriosa luz, O cobria. Perguntei a Jesus se seu Pai tinha uma forma como a si mesmo. Ele disse que tinha, mas eu não poderia contemplá-lo, pois disse: "Se uma vez contemplares a glória de sua pessoa, deixarás de existir..." "Eu vi o Pai levantar-se do trono, e numa flamejante carruagem entrar no santo dos santos para dentro do véu, e sentar-se. Então Jesus se levantou do trono, e a maioria daqueles que estavam curvados ergueram-se com Ele..." Ellen White, Primeiros escritos (em Inglês), página 54. "Na página 55 afirmei que uma nuvem de gloriosa luz cobria o Pai, e que sua pessoa não podia ser vista. Eu também afirmei que vi o Pai erguer-se do trono. O Pai estava envolvido com um corpo de luz e glória, para que Sua pessoa não pudesse ser vista; mas eu sabia que era o Pai, e que à partir de sua pessoa emanava esta luz e glória. Quando este corpo de luz e glória levantar-se do trono, eu sabia que era porque o Pai se moveu, portanto disse, eu vi o Pai levantar. A glória, ou excelência de sua forma eu nunca vi; ninguém pode contemplar e viver, Todavia o corpo de luz e glória que envolvia Sua pessoa podia ser visto". Ellen White, primeiros escritos (em inglês), página 92. Aí estão as fontes primárias. Então vemos que a trindade como ensinada à séculos na Igreja, não é a mesma que a trindade adventista. Alías, aí nada se fala do Espírito Santo, que para Ellen White era a essência divina de Jesus.

      Excluir
    3. E o que isso tem a ver com aquilo que o amigo disse? Não vejo aí nenhuma afirmação sobre a trindade. O que leio nessa passagem é apenas de que Deus possui luz e glória e que ninguém pôde contemplar a excelência de sua forma!

      O amigo criou todas aquelas opiniões com base nisto? Neste trecho isolado?

      Excluir
    4. Então eu vou começar a citar texto um após o outro e você COMO NÃO QUER ENXERGAR vai continuar a negar as provas. Só isso. É so você ler de novo e verá que tem TUDO A VER com que eu disse. Quer que eu continue citando? Vamos lá.

      Excluir
    5. Tudo prá voces é "trecho isolado". Vocês estão fundando uma nova escola de interpretação: "Os isolacionistas". Será que para convencer vocês, terá que se citar uma enciclopéia inteira? Mas não será o suficiente porque será "um trecho isolado"!

      Excluir
    6. Mostre-nos trechos de fontes primárias com afirmações, cite também a fonte.

      Peço que cite mais textos, e menos, a vossa própria interpretação.

      Excluir
  32. Sr. Adventista.
    Paz seja contigo
    Se o Sr. Paulo Cadi me permite copiar parte de seu comentário do dia 29.11.13 às 19:09. Parte que ele se refere a crença adventista sobre a Divindade. Segue...

    " Já o adventismo, acredita que Deus, não é um Espírito incorpóreo, mas possui um corpo como o nosso, ainda que não seja da mesma substância. O Filho, Jesus Cristo, antes da encarnação, existindo como o verbo, também possuía um corpo como o nosso, mas da mesma substância que o Pai. O Espírito Santo, não tem corpo, mas é um ser puramente espiritual que é enviado para cumprir os propósitos de Deus, o Pai. São três seres separados, não um único Espírito tripessoal como na doutrina da trindade. Então, na trindade adventista, o Espírito Santo, não é da mesma substância que o Pai e o Filho, já que não possuí um corpo tangível. Na trindade adventista, Deus, o Pai, é onipresente através de sua onisciência da ação do Espírito Santo. Ele não é literalmente maior do que o universo. Já na trindade cristã, Deus é puro Espírito preenchendo e ultrapassando infinitamente o universo, de forma que as aparições de Deus no antigo testamento, em forma humana, são as teofanias, porque o ser infinito estava se acercando do ser humano caído, preparando a encarnação do verbo que é a única manifestação real e permanente de Deus em forma humana. Então, na trindade cristã, Deus é um ser tripessoal ou triúno, enquanto que na trindade adventista, Deus é três seres separados, dois sendo da mesma substância e o terceiro, puro Espírito. Este, é até hoje um assunto mal resolvido no meio da liderança adventista, lá nos USA. "

    Se o estimado concordar conteste as partes que separei para contestar as partes de estão em desacordo com a crença adventista sobre a divindade.

    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo Cadi afirmou que segundo os adventistas, O pai tem corpo, Jesus tem corpo, mas o Espírito Santo não tem corpo, mas esta não é uma crença adventista.

      Para os adventistas, o Pai, Filho e Espírito Santo, possuem a mesma natureza e essência. Então esta diferenciação onde dá a entender de que a natureza do Espírito Santo seja diferente da do Pai e do Filho, para mim é uma heresia.

      Então Paulo Cadi realmente não conhece ainda a crença adventista acerca da trindade e tem feito conclusões não em cima de fontes adventistas, mas à partir do que ele acha.

      Esta crença que o amigo Paulo Cadi tem tentado atribuir aos adventistas, provem de uma visão popular acerca dos mórmons:

      "Acreditam que Deus, o Pai, e Seu Filho, Jesus Cristo, possuem um corpo de carne e ossos, glorificado e perfeito, e que o Espírito Santo não possui corpo, mas é um personagem de espírito."

      http://judsoneanapaula.blogspot.com.br/2010/03/os-santos-dos-ultimos-dias-os-santos.html

      Portanto, não é uma crença que pertença aos adventistas.

      A questão de o Espírito Santo ter ou não ter um corpo, é uma questão mínima e irrelevante, no plano da salvação! Quando chegarmos ao céu saberemos se de fato ELE possoui ou não um corpo tangível.

      O problema em questão é diferenciar a natureza do Espírito Santo, da do Pai e do Filho, isto é o que não pode ocorrer, pois o Espírito Santo possui a mesma natureza e essência, portanto não há diferença.

      Se o amigo Wilton Villote Rodrigues, deseja mesmo conhecer o que pensamos acerca da trindade, leia:

      "Num só Deus eterno subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo;"

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Assembleia_de_Deus_(Brasil)

      "Nesse documento de Verdades Fundamentais Inegociáveis, declara Deus ter se revelado como eterno e existente em si próprio, "EU SOU";
      Declara relação e associação entre o Deus, o Pai, Deus Filho e Espírito Santo; criador do céu e da terra e o redentor da humanidade;
      Declara Deus revelado como Tri-Uno, com distinção no tangente à pessoa, entretanto não divisíveis em relação à divindade."

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Declaração_de_Verdades_Fundamentais_das_Assembleias_de_Deus

      Considero então que atribuir uma crença mórmon aos adventistas trate-se de uma desonestidade acadêmica por parte do amigo Paulo Cadi.

      E por que ao falar da crença adventista, citei textos das crenças fundamentais da Assembléia de Deus? Simples, porque é basicamente a mesma crença e o amigo Paulo Cadi conhece ou pelo menos deveria conhecer esta crença, uma vez que professa fazer parte desta religião.

      Se o amigo comparar o que diz as crenças fundamentais adventistas com o que diz as crenças fundamentais da Assembléia de Deus, verá que é a mesma descrição.

      Então não é uma questão de eu provar de que Paulo Cadi esteja errado, mas sim, de ele provar, através de fontes primárias, aquilo que está dizendo sobre as crenças adventistas.

      O que ele diz não tem correspondido às nossas crenças.

      Este erro se repete quando afirma de que acreditamos que a trindade se trate de três seres separadas, o que é outra inverdade. Sequer usamo a designação "ser" mas sim "pessoa". E nossas doutrinas nunca afirmaram de que se tratassem de seres separados (três deuses). Nossas doutrinas claramente apresentam um Deus único que se manifesta em três pessoas de igual caráter, natureza e essência.

      Solicitei logo acima, as fontes primárias ao amigo Paulo Cadi de onde ele teria tirado tais aberrações.

      Excluir
    2. Você não sabe ler? É do livro primeiros escritos. Se os cristãos do passado acreditassem na doutrina da trindade como tres seres separados como os adventistas, eles teriam muita dificuldade em combater as heresias. Posso citar mais trechos que demonstram a enorme diferença entre a trindade adventista e a cristã, crida pelos cristãos através das eras. Não pode haver desconexão na doutrina da natureza de Deus, como fizeram os adventistas, mórmons e testemunhas de jeová. Você não aceita a verdade e continua defendendo a heresia sabatista que nasceu da falsa date de 22 de outubro de 1844. Isto não existe.

      Excluir
  33. Caro irmão Wilton, não entendi o que você disse no final. Se puder repetir, obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estimado Paulo Cadi
      Paz seja contigo
      No final peço ao Sr. Adventista que conteste a tua posição sobre o pensamento adventista , já que o mesmo, demostrou não concordar com tua colocação quanto a fonte primária adventista.
      Creio que meu pedido abaixo a ele sobre a fonte primária adventista vá deixar bem claro a posição do adventismo, já que ele menciona a fonte da Assembléia de Deus .
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    2. Irmão Wilton, para o adventismo aceitar e ensinar a doutrina ortodoxa da trindade, eles tem que negar as visões de Ellen White sobre o assunto. Então, quando eles usam o termo "trindade", o povo, em geral, pensa que se trata da mesma trindade, ou seja, um ser em tres pessoas distintas mas não separadas. No caso do adventismo a trindade é, dois seres separados possuíndo corpos tangíveis e o terceiro, sendo incorpóreo. É exatamente isto que o credo trinitário nega, ou seja, a existência de tres deuses, porque não de trata do único Espírito tripessoal, já que a encarnação do verbo manteve a natureza divina de Cristo, distinta da humana, preservando a unicidade de Deus como Espírito triúno. Deus te abençõe.

      Excluir
  34. Estimado Sr. Adventista
    Paz seja contigo
    O Amado do Senhor coloca o seguinte comentário, em sua postagem:

    Se o amigo Wilton Villote Rodrigues, deseja mesmo conhecer o que pensamos acerca da trindade, leia:

    "Num só Deus eterno subsistente em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo;"

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Assembleia_de_Deus_(Brasil)

    "Se o amigo Wilton... deseja mesmo conhecer..."

    Creio que todos que postamos neste blog e em outros, na defesa de nossa fé desejamos esclarecer dúvidas e ser abençoador, pois o Senhor tem nos chamado, para sermos " uma benção " como nosso pai Abraão.
    Não tenha dúvidas de que queremos tão somente esclarecer as dúvidas e arrancar, em Nome do Senhor Jesus, das mentes e corações dáqueles que estão escravizados pelo engano das mentiras de Satanás.
    Não consigo ver diferente a participação de todos os comentaristas.
    Porísso, peço ao amado do Senhor que mencione a Fonte primária fundamental adventista que trata especificamente da definição da Trindade.
    O amado do Senhor , mencionou a fonte da A.D., porém creio que seria interessante mencionar a fonte da IASD, inclusive para esclarecer ao Sr. Paulo Cadi sobre possível divergência de seu comentário.
    Agradeço a atenção
    Com respeito
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Wilton Villote Rodrigues, obrigado pelo comentário cortês do amigo e vejo que foi feito com sinceridade.

      Por isto, eu lhe recomendaria, como fonte primária o 'Questões Sobre Doutrina' que pode ser adquirido pela CPB (Casa Publicadora Brasileira):

      https://www.cpb.com.br/produto-1060-questoes+sobre+doutrina.html

      Sobre a trindade, existe um livro inteiro que trata deste assunto em específico e que se chama 'A Trindade':

      https://www.cpb.com.br/produto-503-a+trindade.html

      E se o amigo quiser conhecer realmente a fundo as crenças adventistas eu lhe recomendaria dois livros apresentados neste vídeo:

      http://www.youtube.com/watch?v=-lTkV-JaFW0

      Há também outros livros muito bem recomendados, como o 'Nisto Cremos':

      https://www.cpb.com.br/produto-1029-nisto+cremos.html

      São livros de excelentíssima qualidade, fontes primárias e que dão uma compreensão correta acerca das crenças adventista.

      Que Deus lhe abençoe querido e respeitoso irmão.

      Excluir
    2. Quanto às nossas crenças fundamentais:

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2012/12/igreja-adventista-do-setimo-dia-crencas.html

      Visão bíblica:

      http://setimodia.wordpress.com/2011/10/07/cremos-na-trindade/

      Excluir
    3. Esse rapaz, Ivan Saraiva, explicando a trindade?! Qual? A de Ellen White? NOOOOOOOO. Provavelmente ele, como outros, desta nova geração de adventistas desconhece a crença original de sua denominação que nem usa o termo "trindade". Quando Ellen White se refere ao Pai e o Filho, tendo corpos tangíveis, Nada fala do Espírito Santo, pois para ela, o Espírito era a essência divina de Jesus Cristo. Como o verbo se ACHOU EM FIGURA HUMANA como afirma Paulo em Fp. 2: 6 em diante, se já a possuía em sua vida pretérita? Onde foi parar o "corpo tangível" de Jesus quando ele "entrou" no ventre de Maria? Em hebreus 10:5 diz:"...Mas CORPO me preparas-te". Por isso que em Jo. 17:3 Jesus orando ao Pai, pede que este lhe glorifique com a MESMA glória que tinham juntos antes da criação do mundo, pois eram o mesmo Ser em distinção de pessoas, o que leva o amor divino à uma elevação que não podemos agora alcançar. Porque no livro "Primeiros Escritos" White afirma que podia contemplar a figura do Filho mas a do Pai não, porque ela deixaria de existir? Esta "visão" vem de acordo com a doutrina biblíca que ensina que o Pai, o Filho, e o Espírito Santo, como o único Deus, possuem a MESMA GLÓRIA? E podemos continuar mostrando as flagrantes diferenças entre está HERESIA sabatista e o ensino cristão da trindade.

      Excluir
  35. O Adventismo passou inclinar por uma posição mais trinitariana (pelos menos em seus próprios moldes) para ser aceito como cristão.

    O livro Questões de Doutrina é um livro encomendado, dando com uma mão e tomando com outra. Tanto que sofreu resistencia por muito tempo, só veio aparecer no Brasil depois do ano 2000, sendo que sua publicação original foi em 1957....

    Engaram Walter Martim não sendo 100% claros com ele...

    ResponderExcluir
  36. O adventismo por causa das visõe sde Ellen White, SEMPRE POR CAUSA DISSO, rejeitou os credos clássicos da doutrina trinitariana e usa o mesmo termo para tal doutrina - trindade - sendo que só existe uma trindade bíblica, as dos credos.

    ResponderExcluir
  37. Adventismo é uma seita multante, uma verdade presente que amanhã vira mentira...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, é impressionante o que as seitas fazem com a mente dos adeptos. Eles não conseguem enxergar as contradições dos falsos ensinos com a biblía aberta diante deles! Se isso não é atividade maligna, então eu não sei o que é. Desonestidade? Bem, mas esta também está incluída na ação dos espíritos imundos, porque são eles que inventam no mundo espiritual, as seitas e depois jogam para o lado de cá e as pessoas acreditam que é Deus se comunicando com tal e tal profeta ou profetisa e quase literalmente atropelam a biblía. Na Paz de Cristo.

      Excluir
  38. Os pioneiros adoravam uma criatura? Sim, adoravam, pois criam que Jesus é uma criatura... logo eram idólatras. Mas isso não é "atinado", falta "linkar" isso à Igreja Remanescente... não conseguem... não conseguem... Espero contribuir com algo quando publicar ou disponibilizar o livro... e esse assunto, apesar de ter suspeitado, agradeço ao Paulo por ter me ajudado a ver... Incluirei seu nome nos agradecimentos. Estou fazendo uma pesquisa independente, para nossos amigos adventistas percebam que tal verdade está encravado em diversas fontes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu erro Luciano como sempre é acadêmico, ainda mais quando vc cita Paulo Cadi, como contribuinte na sua opinião sectária...

      Custa vc dar ouvidos aos conselhos do Sr. Adventista sobre uma pesquisa verdadeira nas fontes primárias Adventistas?

      Só assim o amigo fará uma pesquisa verdadeiramente acadêmica e aceita por todos.

      Fique na paz!

      Excluir
    2. Luciano seu livro está vindo em um momento oportuno, onde a tv e rádio estão de portas escancaradas para a propagação de seitas como o adventismo, neo pentecostalismo etc. O povo, sem o minímo conhecimento da palavra cai na armadilha das trevas, destes espíritos imundos se passando por mensageiros de Deus. Por isso, falta literatura, aqui no brasil, para despertar as pessoas sinceras às mentiras e corrupções da palavra que elas estão aceitando alegremente sem dar-se conta que é o caminho para o inferno! Aqui, reitero que seu livro seja um meio para despertar estas almas! Quero dizer também, que os adventistas que debatem aqui, estão pulando os meus comentário. Mas Deus está conosco, que empunhamos a espada do Espírito para tirar a pele de ovelha destes lobos devoradores! Amén e Amén!

      Excluir
  39. Amigo Luciano Sena,

    esta é uma opinião do amigo, e que não corresponde à opinião oficial das religiões cristãs atuais, nem mesmo da religião à qual o amigo representa.

    Devemos lembrar de que o amigo já fez parte de uma religião à qual considera hoje como sectária. Se o amigo acredita realmente nisto, deverá assumir de que já adotou uma postura sectária.

    E se formos analisar a opinião do amigo, que tem o costume de dizer de que o passado compromete a sinceridade de alguém, ou seja, algo como "uma vez sectário para sempre sectário", verá de que sua atitude tem sido muito mais plausível de ser encaixada como sectária, do que as atitudes de seus irmãos.

    Esta atitude que o amigo manifesta aqui, por exemplo, é muito parecida com as atitudes de nossos queridos irmãos testemunhas de Jeová, onde alguns, realmente sectários apresentam este mesmo costume de jogar pimenta nos olhos alheios.

    E não é a ortodoxia, o calvinismo ou uma confissão de fé, mas sim o fato de crer em Jesus e guardar os mandamentos de Deus.

    O amigo julga as intenções adventistas, dizendo que fez isto ou aquilo para ser aceito como cristão. Mas quem é o amigo para julgar os corações e as intenções? De onde o amigo tirou esta espécie de onisciência?

    Aceitos como cristãos, os millerita já eram, até decidirem se separar como um grupo e se tornarem adventistas. Aceitos como cristãos já eram, até adotar o sábado no lugar do domingo. Aceitos como cristãos já eram, até adotar a doutrina da morte como um sonos no lugar da imortalidade da alma.

    Pelo que vemos pela história, o adventismo não parece estar muito preocupado em ser aceito como mais uma igreja cristã comum na comunidade moderna.

    Já disse ao amigo que nos preocupamos apenas em estar em harmonia com a bíblia e não com um calvinismo, ou ortodoxia, ou confissão de fé.

    Não são estas coisas que fazem um cristão mas sim guardar os mandamentos de Deus e ser fiel à Bíblia sagrada.

    E é verdade, de que se não fosse os livros de Ellen White, talvez alguns adventistas houvessem se embrenhado nas veredas do calvinismo, um profeta jamais genuinamente reconhecido pela IPB.

    Sim o calvinismo teve seu período de domínio, mas hoje é a Bíblia que tem cada vez mais dominado os zelos da cristandade moderna.

    E hoje muitas das crenças cristãos estão mais em conformidade com o que diz Ellen White, do que o que diz Calvino.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amigo segue ainda, um falso profeta, reconhecidamente falso por apresentar doutrinas erradas, e algumas heréticas e outras tidas até mesmo como diabólicas e que denigrem o caráter e a imagem de Deus.

      De modo que não é a IASD que tem sido vista como sectária no mundo cristão moderno, mas sim pessoas apegadas à intransigências ortodoxas e à um calvinismo fanático, através de doutrinas heréticas.

      Talvez a doutrina da Trindade adventista não seja mesmo equivalente ao da Trindade apresentada pelos calvinistas. Talvez o Deus em que acreditamos seja diferente, pois o nosso Deus é justo e não predestinas pessoas a se perderem. Não é um Deus que transformou Lúcifer em Diabo para pecar contra Deus e ser atormentado eternamente.

      Não é um Deus que faz com que algumas pessoas pequem para se perderem e outras não!

      A cristandade moderna tem mesmo indo na "onda" dos adventistas e aceitado cada vez mais a idéia de um Deus justo e misericordioso que deseja salvar a todos e dá oportunidade à todos de se salvarem, mediante a única exigência da expressão de fé no sacrifício do Cordeiro que tira o pecado do mundo.

      Podemos conhecer um sectário por meio do modo como ele prega. A pregação de um sectário, geralmente tem o efeito de chocar a comunidade cristã que ouve as suas palavras. Mas a pregação do verdadeiro cristão, é ouvida, às vezes dói, machuca, mas é bem aceita na comunidade cristã.

      Amigo Luciano Sena, dê mais uma olhada nos comentários que lhe passei e veja a reação que as pregações adventistas tem causado e a reação que as tuas pregações causou com uma simples palestra!

      O amigo atacou o adventismo mas até mesmo cristãos de outras denominações se sentiram ofendidos em sua moral:



      Daniel Constantino em 28 de agosto de 2013 19:48

      Caro amigo Leandro, gostei muito de sua postura e das palavras, foram argumentos sinceros, corretos e baseados na bíblia, que é a fonte confiável!
      Admiro seu trabalho e permaneça firme pois sua vida cristã reflete em muitas familias! Abraços

      ---

      denis em 28 de agosto de 2013 20:02

      e simples o cara e tao covarde que nem pra comentarios ele deixou aberto, e segundo satanas ele nao tem carater degno de respeito assim e o luciano, uma pessoa sem carater e logico deixando ser usado pelo inimigo demostrou isso na sua palestra.

      (...)

      Excluir
    2. ELIAS JUNIOR em 28 de agosto de 2013 21:04

      E tanta informação falsa que não consegui ver o video até o final…

      ---

      Daniel Sousa em 30 de agosto de 2013 14:14

      Eu tenho uma personalidade muito explosiva, ouço uma mentira e fico louco, não consegui assistir quatro minutos daquele vídeo e minha cabeça começou a doer. Deus tenha misericórdia de mim, para que ouvindo essas coisas eu não vá a pecar, e que essa mesma misericórdia que alcança a todos possa atingir Sena e seus alienados… amém.

      ---

      Wilson Junior em 13 de setembro de 2013 13:25

      A argumentação do tal “Reverendo” é fraca! Me batizei na IASD em 1995, e de lá pra cá, é sempre a mesma história: Os adventistas são uma seita. Acho isso ridículo e preconceituoso. Como pessoas que são consideradas tão inteligentes ainda usam desse artifício maligno e tendencioso para atacar (sim, a palavra é essa mesmo) a nossa igreja? Vou dizer pra vocês o que é: 1º não conhecem a nossa igreja; 2º não conhecem a nossa doutrina; 3º não conhecem a nossa história. Prof. Leandro Quadros, o que me deixa indignado é que os argumentos usados por esses “cristãos” são sempre os mesmos. Sério, reparem… são sempre os mesmos: que os Adventistas do 7º Dia colocam os livros de E.G.W em pé de igualdade com a Bíblia; que só falamos em Ellen White em nossos cultos; que pregamos a salvação pelas obras da lei; e por ai vai. Se eles consultassem nossas literaturas com honestidade e sinceridade, veriam que nossas crenças não são assim. Se eles tivessem a humildade e a serenidade de visitarem os nossos cultos, com certeza pensariam diferente. Então o que me resta pensar: que eles são desonestos com a verdade; tendenciosos e querem a todo o custo desmoralizar e destruir a nossa igreja. Eles são desonestos com as literaturas consultadas, e não fazem uso de uma pesquisa apurada e aprofundada dos registros adventistas.

      ---

      Sidney Reis em 28 de agosto de 2013 21:50

      Caro Leandro, isso sim que é escrever com conhecimento sem tendenciosidades. Parabéns li seu artigo. E vamos nos preparar para os ataques. Pois como meu cunhado disse certa vez: “As pedradas só são dadas onde há frutos. Já viu alguém jogar pedras em árvores sem frutos?”

      (...)

      Excluir
    3. Moises Lucas em 28 de agosto de 2013 22:16

      Estudo no UNASP (Centro Universitário Adventista de São Paulo) em Engenheiro Coelho. Todos os anos há Simpósios e Seminários sobre diversos temas. O último Congresso de Teologia foi falado sobre os irmãos Wesley, onde recebemos com prazer a visita de alguns ministros da Igrej Metodista. Foram recebidos com grande simpatia e respeito e puderam discursar. Em nenhum momento foram acusados ou ofendidos e nem nós Adventistas. As Instituições devem aprender a fazer programas teológicos. Devem saber quem convidar para discursar. Uma vergonha o que esse Ev. Luciano Sena fez. Creio que seja inexperiência da organização do evento, pois o nome do programa é 1ª Semana de Teologia, ou seja, são novatos na área de Semanas, Congressos, Simpósios Teológicos.

      ---

      ans marta em 28 de agosto de 2013 22:20

      Se o sr Luciano Sena tivesse a humildade e a vontade de saber a real verdade, ele pesquisaria e estudaria mais sobre o adventismo

      ---

      Alexandre em 28 de agosto de 2013 23:22

      Professor Leandro Quadros quero lhe mostra minha posição sobre este assunto , que eu Alexandre concordo completamente com a justificativa do senhor , sobre esse palestrante , realmente ao meu ver ele precisa de mais literatura e conhecimento com a palavra de Deus , eu sempre acompanho os programas Na mira da verdade , e já vi outros programas da TV novo tempo , e eu não vejo nada de errado a doutrina na igreja em relação com a Bíblia , a Bíblia nos ensina como identificarmos um falso profeta , mas nenhum momento a igreja foi contra a trindade ou o sacrifício de Jesus Cristo , e até a divindade de cristo ,não nada de errado com a igreja e mesmo se tivesse não tenho poder para tal julgamento , queria deixar meus agradecimentos ao professor , um grande abraço , e peço que o senhor continue a fazer o programa na mira da verdade e revela a verdade da palavra de Deus perante a Bíblia

      ---

      Jonas Oliveira em 28 de agosto de 2013 23:33

      No final do video, ao falar sobre as músicas adventistas, o Luciano Sena revela quem é:

      “Sou preconceituoso”

      Nada mais a declarar!!!

      (...)

      Excluir
    4. vera lucia viroli em 28 de agosto de 2013 23:35

      Amado do Senhor Jesus, Professor Leandro Quadros,

      Congreguei na Igreja Batista por mais de 20 anos, cursando inclusive ate o terceiro ano do Seminário Batista Teológico Nacional, Na grade cirricular, tinhamos uma matéria exclusiva para combater as doutrinas da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Passados alguns anos, passei a ter contato com a real exposição e ensino destas doutrinas e para o meu espanto constatei que TUDO o que me tinham “ensinado” era mentira e não correspondia a Verdade professada por esta denominação. E assim passei a assistir seus programas e a me deliciar com a exposição clara, simples e ao mesmo tempo profunda da Palavra de Deus.
      Agora sim,considero que meus olhos espirituais foram iluminados pelo Espirito Santo de Deus que tem me guiado em toda a VERDADE.
      Passei a guardar o sábado do Senhor, a compreender as profecias de Daniel, a me maravilhar com os ensinamentos sobre o Santuário Celestial sem falar na segunda vinda do nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO.
      Agradeço do fundo do meu coração pelos ensinamentos que recebi e venho recebendo do senhor atraves de seus programas.
      hoje, com muita alegria, faço parte da familia Adventista do Sétimo Dia e estou certa de que Deus me conduziu por este Caminho sobremodo excelente!!!!
      Que Deus continue te abençoando cada vez mais….e mais…..e mais…….

      ---

      Douglas Dias em 29 de agosto de 2013 2:55

      Sou estudante de Teologia do Seminário Adventista (UNASP-EC),e fiquei muito triste com a falta de rigor acadêmico,além de um total descompromisso com a verdade por parte do palestrante Luciano Sena,fizemos aqui em nosso seminário nesse ano de 2013 um congresso telógico homenageando os irmãos Jhon e Charles Wesley por suas imensas contribuições teológicas para igreja cristã,assim como no ano passado tivemos Lutero como a temática do congresso,na duas oportunidades convidamos teólogos e autoridades eclesiásticas das duas denominações para que eles nos dissessem sobre a teologia de seus ilustres teólogos,sempre respeitando a postura e visão deles,mesmo tendo concepções diferentes acerca de nossa teologia,é muito depreciativo para a imagem do próprio seminário alimentar seus alunos com uma apologética ofensiva,seletiva e descompromissada como foi a palestra do Luciano Sena,seria muito mais ético e produtivo convidar um de nossos teólogos para falar sobre a realidade atual da teologia adventista,ou no mínimo fazer uma pesquisa criteriosa e verdadeira sobre o tema.

      (...)

      Excluir
    5. E tem muito mais comentários...

      Então, será mesmo de que o adventismo precisa mudar suas doutrinas para ser aceito pela comunidade cristã como uma genuína igreja cristã moderna?

      Agora, faça um teste amigo Luciano Sena, abra comentários para aquele seu vídeo para ver o que seus irmãos presbiterianos, bem como a comunidade cristã moderna, têm a dizer sobre sua postura e atitude!

      O amigo recebeu ligações de elogios? Tapinhas nas costas de seus líderes da igreja? Ou apenas uma meia dúzia de comentários de pessoas que como o amigo desgostam do adventismo e que se agradam em qualquer tipo de ataque feito à esta igreja?

      Sei que o amigo recebe centenas de visitas diárias em seus artigos, por que então o amigo não recebeu o incentivo que lhe era devido por se posicionar tão firme e corajosamente “do lado da verdade”?

      Veja que os cristãos não temem em dar sua opinião e encher de comentários, blogs e páginas da Novo Tempo. Sei que de vez em quando o amigo tenta mandar seus comentários em resposta à imensa quantidade de comentários de apoio. Se pergunte então o porque de o sucesso das pregações adventistas lhe incomodar tanto.

      Então insisto amigo Luciano Sena, a realidade dos fatos é o inverso do que o amigo tem tentado pregar. As pregações da Novo Tempo tem sido muito bem aceitas pela comunidade cristã. Já o mesmo não posso dizer das pregações anti-adventistas do amigo.

      A cristandade moderna tem estado à par das doutrinas conforme é apresentada pela IASD e se identificado com muitas delas. Nos sobram elogios. O mesmo já não podemos dizer de pregações calvinistas ditas “mais ortodoxas” como estas que o amigo tem costume de pregar.

      Não que eu considere tais pregações ruins, muito pelo contrário. Mas o calvinismo da forma fanática que o amigo tem defendido, já se mostra moribundo e pronto a dar lugar para pregações mais concisas, como aquelas cridas pela cristandade moderna, ditas pelo amigo, mais liberais e nisto, as pregações adventistas tem sido muito bem recebidas.

      Veja amigo Luciano Sena que não é tentando tacar uma aparência de seita na IASD que o amigo mudará o contexto moderno onde a cristandade atual se encontra. As crenças da cristandade moderna, HOJE, estão muito mais inclinadas à um doutrinariamentos menos apegado à ortodoxia e mais apegada à Bíblia Sagrada.

      Boa parte de nossa teologia moderna é construída em cima de teólogos presbiterianos. Hoje, o adventismo tem muito mais embasamento em obras atuais cristãs modernas, do que tinha à algumas décadas atrás. Só o amigo não consegue enxergar de que a visão da cristandade mudou, e que os livros que o amigo tem lido acerca do calvinismo, são arcaicos, de uma verdade que já progrediu em muito.

      Então não é o adventismo que tem sido mal aceito, mas sim o calvinismo extremado e a ortodoxia intransigente, nada razoável!

      Hoje, todas as doutrinas adventistas, exceto duas ou três, são tidas como ortodoxas (claro, nos moldes da cristandade moderna, ao invés do calvinismo).

      Então não é o adventismo que tem mais incomodado, mas o seu calvinismo ferrenho. E não adianta tentar, porque a IPB e nem uma outra religião, voltará para dentro do ovo, em uma suposta “reforma”.

      Se houver algum reforma será para se libertar ainda mais de doutrinariamentos intransigentes impostos por supostas ortodoxias, confissões de fé e outros meios provindos de uma luz mais antiga acerca das escrituras e do papel da religião na comunidade cristã moderna.

      (...)

      Excluir
    6. Não dá mais, meu amigo, já era, já passou! O calvinismo hoje representa uma minoria e tende a enfraquecer ainda mais nos próximos anos.

      Sei que o calvinismo, talvez tenha sido fundamental para livrar o amigo daquilo que o amigo considera como “sectarismo”, mas o amigo entrou em algo já ultrapassado. Os anos passados e a igreja progrediu em conhecimento.

      Agora o amigo olha pela janela e vê uma cristandade muito aquém daquilo que o amigo leu em seu calvinismo e olha para a Igreja Adventista e pensa ser ela a única responsável.

      A verdade é progressiva meu amigo e nisto o calvinismo tem ficado cada vez mais para trás!

      Quanto ao adventismo e em se tratando de profetas, os escritos de Ellen White continuam firme e fortes, sendo traduzidos cada vez mais para vários idiomas, colocando a escritora, como a escritora cristã mais traduzida de toda a história.

      A visão doutrinária apresentada em seus livros continua ainda mais forte nos dias de hoje, e seus ensinamentos, ainda mais relevantes nos dias atuais.

      Então, amigo Luciano Sena, desça deste pedestal que o amigo construiu! Olhe para fora da janela novamente e veja que não é o calvinismo que tem reconquistado a comunidade cristã moderna. Bem ou mal, o adventismo tem sido campo central de debates. Prova disto é o próprio amigo e seu blog. Uns falam bem, outros mal, mas o que vemos ser discutido no período atual é o adventismo e não o calvinismo.

      Porque o adventismo tem passado uma compreensão muito mais precisa da Bíblia, por utilizar unicamente a Bíblia em seus estudos.

      Veja que seu próprio blog se tornou mais um palco de debate adventista (algo do tipo “falem mal mas falem de mim”) e não dá para o amigo ignorar isto. É cumprimento de profecia, uma seita inexpressiva, jamais agregaria tanta atenção em uma comunidade moderna composta por mais de 40 mil denominações.

      Sei que isto incomoda ao amigo, mas posso lhe dizer que a recíproca não tem sido verdadeira, ou seja, por mais que o amigo tente, suas pregações não doem mais do que a picada de um mosquito nas costas de um rinoceronte, não faz diferença, e um livro também não faria muita diferença, porque o mercado hoje está cheio de obras que falam mal dos adventistas e que provavelmente já levantaram a quase totalidade de argumentos do amigo, graças a certos centros ditos “apologéticos” como a CACP.

      Falam mal dos adventistas, desde a época dos milleritas e de lá para cá as instituições adventistas só tem crescido, ou seja, as críticas de nossos críticos, nos servem apenas de combustível!

      Ou, seja, se o amigo se mostra insatisfeito, pregaremos ainda mais o evangelho que é para o amigo ficar realmente insatisfeito.

      (...)

      Excluir
    7. Parece, ao amigo, que estamos preocupados com que pensa nossos críticos? Não precisamos contradizer nosso críticos, precisamos apenas pregar a verdade que sempre pregamos, as pessoas haverão de comparar e perceber o quanto nossos críticos modernos tem estado errados.
      Esta é a realidade dos fatos amigo Luciano Sena, a mensagem adventista continuará alcançando diversas partes do mundo, e o amigo não poderá barrar isto porque é profético. Este evangelho será pregado em todas as nações povos e línguas e falta muito pouco para isto. Então estará completa a profecia.

      Esta é a nossa missão, dada segundo a mensagem do Testemunho de Jesus que recebemos, de pregá-la a todo o mundo, então nossa missão estará completa. E isto acontecerá, quer o amigo queira ou não.

      Por que então não deixa de lado esta postura e começa a proceder de forma acadêmica, utilizando livros doutrinários adventistas e argumentos solidamente embasados em fontes primárias, ao invés de continuar como os demais críticos, procurando erros em pessoas e em atitudes?

      Não estou lhe desejando nenhum mal, mas o bem estar envolvido em estudos acadêmicos que possam ser considerados dignos de algum crédito. O amigo não pode pretender se posicionar como um crítico sério enquanto continua a utilizar ferramentas digamos “nada ortodoxas”, comum de se ver em blogs por aí que trabalham com mexericos.

      Tome uma postura séria e comece a aceitar debates, haja academicamente e não timidamente. Passe alguns anos estudando o adventismo e lendo as suas principais fontes doutrinárias. Leia os livros de Ellen White e freqüente por algum tempo alguma de nossas igrejas.

      Não estou lhe dizendo nada de novidade, nem lhe indicando nada que não seja o natural de todo estudioso acadêmico, portanto, peço que não leve a mal as minhas palavras.

      Excluir
    8. O problema é que só vocês se acham "os honestos." Quando se trata de chamar os protestantes de "o falso profeta" e "filhas de babilônia", vocês fazem pesquisa séria. Quando se faz um a pesquisa nas fontes primárias adventistas, a pesquisa não é séria. O fato é que vocês como já estão comprometidos emocionalmente com sua denominação, não querem enxergar as óbvias falácias e contradições que existe em sua teologia, ao contrário das igrejas protestantes que mesmo com sua falhas permanecem dentro da ortodoxia. De passagem, foram os protestantes que sempre defenderam a ortodoxia biblíca. A reforma não inventou nada, mas colocou em ordem os ensinamentos que já existiam no catolicismo e as heresias foram jogadas no lixo. Não é como aquele boom de seitas que começaram a surgir nos USA, à partir do século 19, com ensinamentos e reivindicações heréticas. Os autores e apologistas de renome fizeram um estudo critíco das seitas, com base nas escrituras e em toda uma herança teologica milenar. Agora, aparecem no cenário, do século 19, meia dúzia de gatos pingados afirmando que até aquele momento todo o cristianismo estava errado, juntamente com todos os santos de Deus através das eras. "Sómente nós possuímos a verdade"; "Deus abandou as falsas denominações e agora caminha conosco." Quer dizer, durante 19 séculos Deus deixou o povo com um falso evangelho dominguista e agora vem favorecer um grupedo que estava marcando dia, mes e ano, para a vinda de seu Filho, e ainda, pasmem, Deus segundo essa gente, ficou irado exatamente com aqueles que obedeceram a sua palavra quanto a proíbição de marcação de datas. Irracional!

      Excluir
  40. Sr. Adventista
    Paz te seja multiplicada
    Voltando ao nosso diálogo anterior, gostaria de agradecer-te as sugestões das fontes primárias da crença fundamentais adventistas sobre a Trindade, a qual professam.
    Minha intenção seria no momento de que o amado do Senhor transcrevesse neste blog. uma das fontes que conheças, que possa descrever de forma básica a profissão de fé adventista sobre a trindade, afim de que , o Sr. Paulo Cadi possa compreender com todos nós que estamos acompanhando vossos comentários sobre em que ponto ele esta em desacordo com vossas crenças fundamentais sobre a Trindade. ( Mais uma vez agradeço as fontes sugeridas para minha pesquisa pessoal ).
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo nossas crenças fundamentais:

      A TRINDADE
      Há um só Deus: Pai, Filho e Espírito Santo, uma unidade de três Pessoas coeternas. Deus é imortal, onipotente, onisciente, acima de tudo, e sempre presente. (Deut. 6:4; 29:29; Mat. 28:19; II Cor. 13:13; Efés. 4:4-6; I Pedro 1:2; I Tim. 1:17; Apoc. 14:6 e 7).

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2012/12/igreja-adventista-do-setimo-dia-crencas.html


      Tomemos isto como ponto de partida.

      O questionamento de Paulo Cadi tem sido dado em cima da pessoa do Espírito Santo, portanto convém que assistamos a este vídeo:

      http://www.youtube.com/watch?v=8yTdhz_xLvE

      Ao falarmos da Trindade, podemos dizer que é impossível, e destaco, impossível, ao homem conseguir definir esta união em nossa limitada compreensão!

      O que podemos fazer através da Bíblia conhecer o caráter das três pessoas da Trindade.

      Então cito novamente nossas crenças fundamentais:

      DEUS PAI
      Deus, O Eterno Pai, é o Criador, o Originador, o Mantenedor e o Soberano de toda a criação. Ele é justo e santo, compassivo e clemente, tardio em irar-Se, e grande em constante amor e fidelidade. (Gên. 1:1; Apoc. 4:11; I Cor. 15:28; João 3:16; I João 4:8; I Tim. 1:17: Êxo. 34:6 e 7; João 14:9).

      DEUS FILHO
      Deus, o Filho Eterno, encarnou-Se em Jesus Cristo. Por meio dEle foram criadas todas as coisas, é revelado o caráter de Deus, efetuada a salvação da humanidade e julgado o mundo. Jesus sofreu e morreu na cruz por nossos pecados e em nosso lugar, foi ressuscitado dentre os mortos e ascendeu para ministrar no santuário celestial em nosso favor. Virá outra vez para o livramento final de Seu povo e a restauração de todas as coisas. (João 1:1-3 e 14; 5:22; Col. 1:15-19; João 10:30; 14:9; Rom. 5:18; 6:23; II Cor. 5:17-21; Lucas 1:35; Filip. 2:5-11; I Cor. 15:3 e 4; Heb. 2:9-18; 4:15; 7:25; 8:1 e 2; 9:28; João 14:1-3; I Ped. 2:21; Apoc. 22:20). Ver vídeo (Realvideo 3 minutos).

      DEUS ESPÍRITO SANTO
      Deus, o Espírito Santo, desempenhou uma parte ativa com o Pai e o Filho na Criação, Encarnação e Redenção. Inspirou os escritores das Escrituras. Encheu de poder a vida de Cristo. Atrai e convence os seres humanos; e os que se mostram sensíveis, são renovados e transformados por Ele, à imagem de Deus. Concede dons espirituais à Igreja. (Gên. 1:1 e 2; Lucas 1:35; II Pedro 1:21; Lucas 4:18; Atos 10:38; II Cor. 3:18; Efés. 4:11 e 12; Atos 1:8; João 14:16-18 e 26; 15:26 e 27; 16:7-13; Rom. 1:1-4).

      Esta é a visão oficial da igreja, do que podemos afirmar com certeza, com base nas escrituras.

      Qualquer coisa então que contradisser isto, não faz parte das nossas crenças oficiais.


      Agora, por que eu lhe indiquei aqueles livros? Ora para que o amigo entenda o pensamento comum e inclusive a opinião da comunidade adventista moderna!

      Para que o amigo veja que mesmo nessa diversidade de livros disponíveis, não há um único parágrafo sequer que afirme tal barbaridade dita por nosso amigo Paulo Cadi.


      Façamos uma pergunta:

      A doutrina da trindade conforma criada hoje em geral pela cristandade ortodoxa é diferente do que os adventistas crêem?!

      Não tenho visto nenhum livro adventista contestando a visão clássica acerca da trindade. Se houvesse alguma diferença, pode ter certeza que haveriam livros e mais livros, bem como pregações adventistas falando acerca do assunto.

      Voltando ao pedido do amigo:

      http://www.eusouadventista.com.br/site/index.php/a-trindade-biblica-adventista

      Além de nossas crenças fundamentais, que são por natureza a melhor transcrição de nossa fé, deixo também aqueles materiais, para aprofundamento.

      Um abraço e que Deus o acompanhe, amigo e irmão Wilton Villote Rodrigues.

      Excluir
    2. Estimado Sr. Adventista
      Paz seja contigo
      Obrigado pela postagem
      Deus te guarde
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
  41. Será que eu vou ter que citar Ellen White para você entender que a trindade adventista É HERESIA. Onde estão os seus líderes para o debate? Porque eles não aparecem? Se eles tem capacidade para debater o assunto, que se manifestem, ou ele estão com medo, ou esses chinelões pensam que são alguma coisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (humor) Os líderes estão decepcionados demais para aceitar desafios no momento, uma vez que o tão esperado debate com a participação do nosso amigo Luciano Sena, não foi possível (nosso querido crítico amarelou).

      Deixemos então esta coisa de debates de lado.

      Excluir
    2. Sr Adventista, está falando de mim?

      Excluir
  42. Eu fui desafiado. O seu cumanha Alessandro, ficou com o encargo de conseguir o "teologo". Até agora nada. Sabe porque? Porque ao vivo não é a mesma coisa que um debate escrito, e em meia hora eu dtono com os argumentos deled. Entendeu? Quem está amarelado são vocês. À propósito, eu estou lhe dasafiando Sr. Adventista, para um debate ao vivo. O que você acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Declino.

      O amigo entrou em contato com o Vanderlei MC como lhe indiquei?

      Posso ajudar-lhe, mas o amigo terá que parar com esse negócio de desafio, senão hão de pensar que o amigo é algum criador de caso pretendendo um embate, e não um debate de bom nível.

      Em debates devemos fazer convites, de preferência cordiais, demonstrando humildade e interesse de que o debate traga benefícios para ambas as partes.

      Já havia dito isto ao amigo anteriormente.

      Excluir
  43. Eu estou impressionado com a sensibilidade extremada que o povo brasileiro vem demonstrando; Uma sensibilidade doentia, violenta e não construtiva, que resultaria em uma nação realmente mais avançada, e não está arrogânca que o brasileiro carrega consigo achando que sabe melhor do que os outros. Qualquer coisa que se diga, a pessoa é taxada de agressiva, de não ter humildade etc. Será que isto não é resultado da "moda" do politícamente correto, resultado de politícas esquerdistas, onde já vivemos em uma ditadura pior que a do tempo dos miltares, porque está travestida com a pele de cordeiro da democracia, mas silva como a velha serpente? O mundo religioso está no mesmo pé do politícamente correto. Os pastores em geral, só falam abobrinhas para enterter o povo. Onde estão os atalaias da casa de Deus? São muito poucos, muito poucos. Como disse um homem de Deus: "Nós estamos em um campo de batalha, e não em um parque de diversões."

    ResponderExcluir
  44. Prezados comentarístas
    Jesus é a nossa Paz Ef. 2.14
    Como é de conhecimento de todos, temos individualmente um tipo de TEMPERAMENTO e pelo que podemos observar pelas postagens o caro irmão Paulo Cadi assemelha-se ao Apóstolo Pedro, devido suas reações nas postagens; isto não quer dizer de forma nenhuma que o mesmo não seja humilde, agressivo, etc. è a forma do irmão se expressar. Creio que precisamos no meio de nossa família, sociedade, Igreja, pessoas com todos os tipos de temperamento. É óbvio o que estamos comentando, pois foi Deus quem permitiu que herdássemos isto. Precisamos sim corrigir os lados negativos de nosso temperamento, seja ele de que tipo for. O lado positivo do mesmo devemos utilizá-lo para a Glória do Senhor.
    Ao irmão Paulo Cadi, continue sendo uma benção no Reino de Deus, colocando-te nas mãos do Altíssimo, para que Ele continue a usá-lo com o temperamento que tens.
    Nossa luta não é contra o sangue,nem a carne.
    Na tourada o alvo do touro é direcionado ao lugar errado, a capa vermelha. Nós as vezes ao invés de combater o alvo correto que seria o condutor da " capa " ( Satanás ) a semelhança do touro que somos nós queremos atingir a capa ( nosso semelhante ), lego engano.
    Partamos em nome do Senhor Jesus em direção ao " toureiro " ( Satanás ) e o vençamos, destruindo toda espécie de heresia que invade os corações e mentes dos incautos levando-os à morte eterna.
    Vosso conservo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com a postura do meu amado irmão em Cristo Paulo Cadi, é que os falsos profetas não são tão ingênuos assim, são sinagogas de satanás,
      O apostolo Paulo também foi duro com os tais.
      "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão;" (Filipenses 3 : 2).

      é que as vezes o zelo do Senhor nos consome.

      forças e irmão pq a luta é árdua.


      Excluir
    2. Tenho pensado ultimamente até que ponto as vitimas são os falsos profetas... e a verdade é que a verdade dói.

      Excluir
    3. Dói tanto que o irmão tem ódio de Adventistas até hoje...

      Excluir
    4. Ah, me perdoe, vc não me considera seu irmão (sou Adventista). Tinha esquecido que vc é preconceituoso...

      Fique com Deus

      Excluir
  45. Não, por isso que até vc rejeita aquilo que eu digo. Preconceito e dor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!

      Vc se acha um cristão?

      Então como fica essas passagens: Mateus 5:43-48 e Gálatas 5:22

      Tá na hora de vc parar de brincar de ser Cristão.

      Seja um Cristão de verdade Luciano!

      Um Cristão de verdade tem as qualidades dos versos acima.

      E vc está fazendo tudo o contrário...

      Fique com Deus.

      Excluir
    2. Você tem as qualidades que me disse que eu não tenho?

      Excluir
    3. Falei isso baseado apenas no que vc escreve aqui no blog e do que vc falou na palestra no youtube.

      Excluir
    4. Entendi... isso significa que você não tem?

      Excluir
  46. Caro Luciano, Paulo Cadi e Fernando
    A Paz de Deus
    Creio que muitos leitores deste conceituado blog. não conseguiram entender os pontos divergentes do conceito ou definição do Deus Triúno ( Trindade ) ortodoxa trinitariana e a " Trindade " na concepção Adventista. ( Coloquei entre aspas, pois existem alguns pontos divergentes, que chegam a colocar dúvidas se as três pessoas são iguais em Essência e Natureza ).
    Gostaria que fosse analisado os pontos divergentes para que fosse esclarecido de uma vez por todas sem fugirmos do foco da questão. Existem leitores que não comentam, porém acompanham os comentários.
    Na postagem de 05 de outubro de 2013 sobre o tema: O Adventismo ATUAL crê mesmo na ortodoxa doutrina trinitariana? . Ficou pendente um questionamento do irmão Luciano o qual postarei a seguir, pois creio que será de grande importância para todos os leitores e para aqueles que desejam estar esclarecidos, até para falarem a respeito de sua fé.
    1. Os eruditos da IASD disseram que rejeitam a doutrina tradicional da Trindade.
    2. Acusam que o Metodismo ensina doutrinas erradas com respeito a trindade.

    Qual é o erro?
    Creio que a resposta deve ser objetiva.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão no livro que publicarei disponibilizarei outros detalhes, mas a linguagem ou resposta a essa pergunta, é bem sutil.

      Resposta 1. Eles dizem que o Credo de Atanásio ensina sutilmente a subordinação ontológica e monarquianismo. Portanto, continuam caluniando a doutrina trinitariano dizendo que ela ensina algo que não ensina.

      Eles também negam a geração eterna do Filho e a Processão do Espírito Santo. Seriam encarnacionistas.

      Resposta 2. Não entram em detalhes, apenas afirmam que Ellen White negou o credo que Deus "não tem corpo, nem partes, nem membros". E que os pioneiros demonstravam na Bíblia esse conceito.

      Excluir
    2. *esse conceito, isto é, que Deus tem corpo, partes e membros.

      Excluir
  47. Estimado Luciano tenho percebido teu zelo e preocupação de esclarecer a cristandade em geral e aos próprios adventistas sobre a doutrina do Deus Triúno. Espero que os amados adventistas também entendam assim. Teu objetivo não é criar polêmica como muitos estão pensando.
    Creio que devemos analisar cada ponto se nos divirtuarmos , para que cheguemos a um denominador comum e isto é possível se todos desejarem.
    Jesus declarou, que Deus é espirito!!! . Perguntamos? Como Ele tem corpo, partes e membros? Como ficou o " corpo tangível de Jesus ", quando Ele encarnou-se? e como ficou depois dEle ser assunto ao céu com o corpo glorificado ?
    Será que não entendi a posição do adventismo, quanto a " Trindade " ensinada por eles ?
    Creio que seja a dúvida de outros leitores, que não postam, apenas leêm.
    Grato pelos esclarecimentos a seguir...
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perguntaria ao amigo Wilton, onde diz na bíblia de que um corpo espiritual não seja tangível!

      A isto, Pedro dava um outro nome: Fantasma! (Mateus 14:26)

      Quanto a pergunta acerca de onde teria ficado o corpo de Jesus, Leia:

      (Mateus 17:2)

      Devemos tira esta ideia de um espírito que ao tentar abraçar a mão passe através dele. Esta visão sobre espíritos provém de uma visão grega sobre o assunto e não podemos usá-la de base para dizer como Deus é de fato.

      Não creio que Deus seja algo ethéreo e sem forma, como nos apresenta a cultura grega, influenciada pela filosofia de platão. Como um "Gasparzinho, fantasminha camarada" ou "Ghost, do outro lado da vida".

      Encaixar Deus naquilo, é um crime.

      Tiremos então isto da cabeça e nos voltemos à Bíblia.

      "E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo;
      E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas."

      Se formos tomar algo como referência, o que a Bíblia nos apresenta de mais concreto são estes relatos.

      E nos atentemos às expressões Bíblicas que diz que Deus caminhava, que suas mãos mediam, amparavam. Que tinha um rosto, uma voz e também ao maior dos detalhes de que fomos feito à sua imagem e semelhança.

      Pessoalmente, prefiro me inclinar à literalidade da bíblia do que à subjetividade grega.

      Excluir
    2. Devíamos voltar a dar ouvidos ao conselho de Deus, lá do antigo testamento, e não adotarmos práticas ou crenças espiritualistas.

      Excluir
  48. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
    E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

    Gênesis 1:26-27

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que quer dizer com a citações desse versículo?

      Excluir
  49. Sr, Adventista
    Paz ao amigo.
    Segundo já é de conhecimento do amado, o corpo que , pela graça do Senhor , quando de nossa ressurreição, o qual é espiritual , glorificado, imortal, semelhante ao do Senhor Jesus, quando da Sua ressurreição, a expressão espiritual é referente a sua origem que será da parte de Deus, este corpo sim será tangível,pois assim como o Senhor Jesus tornou a viver em seu corpo ressuscitando dentre os mortos pode ser apalpado ao ponto até de comer na presença de seus discípulos. Assim também será nosso corpo, porém não sujeito ao pecado, doenças ou qualquer outra coisa que nos traga tristeza ou afastamento de Deus nosso amado Pai .
    Não podemos confundir este corpo com as manifestações Cristofânicas ou Teofânias que ocorriam quando o Senhor se manifestava na época do Antigo Testamento, para se comunicar com os seres humanos. O Senhor Jesus quando manifestou-se aos discípulos, ocasião de Sua ressurreição Ele deixa bem claro sobre a diferença do corpo glorificado e o espirito, que o amado chama de: " Gasparzinho, fantasminha camarada " " Ghost, do outro lado do mundo "
    " Encaixar Deus naquilo, é um crime." ( aspas por minha conta, com sua permissão, nesta ultima colocação )
    Jesus nos ensina que o espirito não tem carne e osso como os discípulos podiam ver que Ele, em Seu Corpo agora glorificado, possuía.
    O espirito que Jesus se referia era o ser imaterial, que não é tangível e que como Ele mostrou aos discípulos não poderia alimentar-se. Este ser espiritual existe sim, Jesus deixou isto bem claro e vemos isto em diversos textos nas Santas Escrituras. Lc. 24.37-43 ; Zc.12.1 ; Ec.3.21; Gn.27; !Rs.17.21,22; Ec.12.7; Mt.10.28; Lc.8.55; At.7.55; 1Sm.28; Mt.17.1-9; 2Co.5.1-8; Fl.1.21-23; Ap.6.9-11,etc
    A Palavra de Deus nos ensina sobre os anjos que são espíritos ministradores Hb.1.14 e os demônios são espíritos Mt.12.45 seres dotados de personalidades, pensam, tomam atitudes, pelejam, odeiam, são tomados de sentimentos, como sabemos e são imateriais não possuem corpos tangíveis.
    Cremos que há um só Deus vivo e verdadeiro, eterno, SEM CORPO NEM PARTES; de poder, sabedoria e bondade infinitos; criador e conservador de todas as coisas visíveis e invisíveis. Na unidade desta Divindade, há três pessoas da mesma substância, poder e eternidade- Pai, Filho e Espirito Santo.
    Quando a Palavra de Deus nos fala de Deus como se Ele tivesse forma, membros, órgãos e sentimentos humanos, sabemos que é linguagem figurada, como por exemplo em Ex.33.20 face; Mq.4.4 boca; Sl17.6 ouvidos; Is.52.10 braço; 1 Pe.5.6 mão e Gn.6.6 arrependimento; a isto chamamos de antropomorfismo. Maneira de Deus se identificar conosco de forma de entendermos Sua atuação entre nós .
    Os vegetais e os animais foram criados " segundo a sua espécie, mais o homem, conforme citado pelo amigo Rei, à imagem e semelhança do criador. No sentido restrito consiste no verdadeiro conhecimento, retidão e santidade, em que o homem foi dotado na criação. E num sentidomais abrangente inclui também o fato de o homemser ente espiritual, racional, moral e imortal. Com o pecado o sentido restrito foi perdidoe o sentido abrangente continuou, embora imperfeito imperfeito em todas essas àreas.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só que o espírito, amigo Wilton, é um sopro de vida.

      Deus é espírito, mas o homem não é espírito, o homem tem um espírito.

      Veja que o ser humano não é um espírito mas tem um espírito (roar, pneuma, sopro de vida).

      Mas veja que o ser humano não tem uma alma, ele é uma alma.

      Deus é espírito, o homem é uma alma, deixemos isto bem claro!

      E o homem só é uma alma porque tem um corpo e também tem um espírito! Separa-se o espírito do corpo e a alma deixa de existir.

      Somente Deus é espírito. Até mesmo os anjos, que são seres espirituais ministradores, possuem um corpo e precisam dele para ter uma existência.

      Mas em se tratando das pessoas da Trindade, o Deus trino, será que estas pessoas possuem corpo?

      Ao contrário do que lemos na cultura Grega, a Bíblia de forma alguma mostra Pai, Filho e Espírito Santo como sendo seres ethéreos. Claro que não são seres imateriais. Mas imaterial que dizer que não são compostos desta matéria, base de nosso universo. Mas este fato não quer dizer de que tais pessoas não tenham um corpo, pelo contrário.

      Tudo que lemos na Bíblia, apontam para Pai, filho e espírito santo, como contendo um corpo que pode ser visto e sentido (tangível).

      A sensação que temos de matéria se dá por vias do tato. O tato é também uma invenção deste mundo, criado pelo próprio Deus, assim como a visão, que é um modo se sentir as coisas ao redor por meio da luz.

      A nossa visão materialista sobre corpo é que limita nossa compreensão, onde achamos que se algo não for feito de átomos com cargas elétricas que se "agitam" não sejam coisas palpáveis.

      Vamos transformar isto em uma conversa um pouco mais científica, uma bate-papo informal.

      A luz é composta de ondas eletromagnéticas, aparentemente não é tangível, mas veja que quando intensificada extrapola aquilo que consideramos tangível e pode criar um feixe, que atua sobre a matéria, ou seja interage com a matéria, podendo facilmente perfurar superfícies de vários materiais, como plástico e madeira (são os conhecidos lasers).

      O eletromagnetismo de imãs por exemplo, não é algo tangível, mas reage com a matéria dando um efeito de atração ou repulsão, este fato torna o eletromagnetismo algo possível de sentir, devido a resistência que causa entre as matérias de dois imãs por exemplo, algo comparável ao que ocorre com os átomos.

      (...)

      Excluir
    2. Veja que quando perfuramos um prego sobre uma táboa de madeira, os átomos do ferro contido no prego, não chegam a de fato tocar ou provocar atrito com os átomos da madeira! Os átomos da madeira se afastam antes de se tocarem.

      Quando estes átomos chegam a se tocar (o que é possível apenas com canhões aceleradores de partículas) ocorre um impacto e uma fissura, o que libera energia nuclear, fragmentando a partícula e liberando a radioatividade.

      Então não podemos basear Deus nem neste mundo material em que vivemos e muito menos na filosofia grega acerca de espíritos desencarnados.

      Que as faculdades das pessoas do Pai, Filho e Espírito Santo, se reúnem em um ponto, ao qual podemos chamar de corpo, é algo bastante plausível. Não se tratam de seres dispersos entre as coisas do universo.

      O que estou querendo dizer é fazer uso daquela famosa lei: Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.

      Então não me pergunte como é o corpo de Deus Pai, por exemplo, o que sei é que nosso corpos não podem atravessar este corpo de Deus sem sofrer algo pior do que o efeito de um lazer de poder infinito!

      Pessoalmente tenho uma teoria de que o corpo de Deus Pai, não tenha órgãos, como coração, nem fígado nem pele, pois Deus não precisa disto. Pessoalmente creio, e isto é uma teoria exclusivamente minha, de que o corpo de Deus é composto de poder, ilimitado e que extrapola a nossa limitada compreensão.

      Este poder e esta energia, cuja fonte é o próprio Deus, foi que deu origem ao universo.

      A regra é clara, se de átomos (matéria) podem extrair energia, logo da energia podemos obter matéria!

      Veja então que nosso conceito de matéria é algo ilusório, no final das contas, e que no final das contas,são apenas uma forma modelada de energia.

      E quem modelou? Ora, o Criador do universo, Deus.

      Então não vejo a questão de algo tangível, pelo que temos culturalmente, também não devemos dar ouvidos ao que diz a cultura grega que nada tem de inspirada.

      A Bíblia diz que é possível de se entender a Deus, até por meio das coisas que ELE criou.

      Quando estudo física quântica, consigo entender um pouco mais acerca deste Deus magnífico, de sabedoria ilimitada. Quando analiso a teoria de Cordas, percebo que realmente há uma ligação entre todos os elementos deste universo com o Deus criador e que no universo tudo funciona como as engrenagens de um reloginho, no pulso do Senhor nosso Deus.

      Excluir
    3. Voltando da ficção científica:

      O que pretendo mostrar é de que até mesmo este nosso mundo é deveras complexo e não se mostra de fato como aquilo que imaginamos.

      Então quando pretendemos tratar sobre a natureza de Deus, não podemos nos pautar nas coisas deste mundo, nem em nossas filosofias.

      É por isto que é preciso ter fé! Porque há algumas coisas que não podemos explicar.

      Agora em questão de Fé, devemos ficar com a Bíblia! Se a Bíblia dá indícios de que as pessoas da Trindade tenham um corpo mas a filosofia grega diz que não tenha, devemos ficar antes com o que diz a Bíblia, que é de inspiração Divina, coisa que a filosofia platônica não é e que jamais foi.

      Excluir
    4. Porque NELE vivemos, e nos movemos, e existimos; como também alguns de vossos poetas disseram: "POIS SOMOS TAMBÉM SUA GERAÇÃO." Atos 17:28. Palavras de "O Phaenomena de Aratus." Aratus foi um cilicíano, poeta grego, da mesma região do apóstolo Paulo que sem dúvida estava bem familiarizado com seus escritos. Naquela época a poesia e filosofia eram a MESMA coisa pois ela (a poesia), tinha valor didático. Paulo, falando de Deus, cita a quinta linha do "Phaenomena de Aratus: "Começemos com Zeus, a quem nós mortais, nunca deixamos de falar; pois cada rua, cada praça do mercado está cheia de Zeus. Até mesmo o mar é o porto estão cheios desta divindade. Em todos os lugares, todos estão em divída com Zeus. "PORQUE NÓS SOMOS DE FATO SUA DESCENDÊNCIA." Então, quando os adventistas acusarem os protestantes de usarem fontes gregas, vão chamar a atenção do apóstolo Paulo, que usou sim fontes gregas para a sua pregação, porque o ponto em questão não era que ele estava falando para os gregos(O que seria uma atitude gratuita), mas de que o filósofo citado estva correto em sua descrição da imensidão da divindade, em contraste com as estátuas de deuses em FORMA HUMANA. Paulo fala disto em Rm. 1:23. O apóstolo João afirma: "Deus NUNCA FOI VISTO POR ALGUÉM."Jo. 1:18. Ou seja, NUNCA ninguém viu Deus como ele É. Ele teve que se tornar homem, Jo. 1.14, para que o homem caído pudesse ter acesso a sua pessoa. As aparições de Deus em forma humana no antigo testamento eram uma preparação, o jardim de infância, (com bem Paulo fala sobre o aio, em gálatas), para ser visto, definitivamente na pessoa de seu Filho, o logos, sua expressa imagem por causa da mesma natureza divina. O ÚNICO CORPO que Deus possuí, é o do Senhor Jesus Cristo, pois como revela o apóstolo Paulo, ele vivia em FORMA DE DEUS, não de homem com cabeça, tronco e membros, mas, "...fazendo-se semelhante aos homens, e ACHADO NA FORMA DE HOMEM, humilhou-se a si mesmo..." Fp. 2:7-8. A vastidão do universo está contida em Deus. Deus, em si mesmo, não pode ser concebido pela mente do homem, ainda mais do homem caído, por isso a revelação progressiva de sua pessoa que culminou em Jesus, o Cristo.

      Excluir
    5. Paulo usava a Bíblia, o Antigo Testamento, e não fontes gregas. Era um entendido da Lei e não um entendido das mitologias gregas.

      Mas se o amigo confirma de que os cristãos são influenciados pela cultura grega, confirma-se o que eu disse. Assim como Pedro, acreditam em fantasmas, ao invés de acreditar nos profetas que dizem que os mortos, dormem no pó da terra.

      Excluir
    6. Se os cristãos não se utilizaram da cultura grega, me diga de onde vem o conceito de LOGOS usado pelo apóstolo João, em Éfeso? Se os cristãos não utilizaram a cultura grega, me responda em qual idioma foi escrito o NOVO TESTAMENTO? Responda em qual idioma (e as palavras tem significado), foi trazida aos gentios a revelação de Jesus Cristo? Me responda para qual idioma os teólogos israelenses traduziram a septuaginta? É risível você afirmar que um homem de uma vasta cultura como Paulo, (que até o procosul afirmou que as "muitas letras" te fazem delirar"), não tivesse pleno conhecimento da cultura grega, ainda dominante naquela época e adotad até pelos romanos.

      Excluir
  50. "alucinações metais".... ripa la pra atrais... chupa balaraus, siricanta lana praia, sirianda meio de lado, kibalamacia....kkkkkkkkkkk e depois era white que tinha alucinações.... kkkkakakakakakaka

    ResponderExcluir
  51. Para os que criticam sem conhecimento teórico do assunto, sem mesmo ter pesquisado, lido, fica a dica: Vida de Jesus, O desejado de todas as nações e Tratado de Teologia Adventista, quem sabe depois possam falar, criticar, discutir.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio, "fica a dica", leia pelo menos a postagem...

      Excluir
    2. Ah, por favor, teria algum outro livro para me indicar? Tenho o "Tratado", e os demais tenho acesso em sites...

      Excluir
    3. Sugiro que leia todo o "Tratado" que o amigo já possui. Use-o para retirar as opiniões adventistas.

      Por que será que o amigo não o usou para confirmar as afirmações que tem feito acerca dos adventistas? Afinal, não se trata de uma fonte primária adventista? O que pregamos então tem que estar ali!

      Excluir
    4. Usei muito o tratado, tanto quanto Nisto Cremos no trabalho A Conspiração Adventista.

      Um bom trabalho, diga-se passagem. Poderia dizer que é uma Teologia Sistemática Adventista. Mas apesar da erudição da obra, não podem ir além do que Ellen White vaticinou.

      Excluir
  52. Caro Paulo Cadi, Luciano e Fernando
    Paz de Cristo
    Com pesar observamos que os argumentos bíblicos por parte dos opositores da Sã Doutrina se esvairam. A base da Igreja verdadeira é a inerrante Escrituras Sagradas e a LIVRE interpretação das mesmas. Passamos vários períodos de estudo e meditação nas postagens de nossos amigos,afim de compreendermos seus pontos doutrinários e contestarmos com respeito, as suas posições.Nosso objetivo não é combater os opositores da Sã Doutrina, mas atacarmos, sim com veemência as mentiras de Satanás, que visam , matar, roubar e destruir os incautos que não priorizam a Palavra da Verdade e ao invés de estudar e meditar nas Santas Escrituras, buscando seu proprio alimento vivem se deliciando de interpretações já previamente redigidas por outros, que muitas vezes não receberam do Espirito Santo o ensino revelado nas Escrituras.
    Deus tenha misericórdia dos que não estão levando suas vidas espirituais a sério, brincando com fatos que não conhecem.
    Continuaremos a orar ao Grande Salvador, para que quando Ele voltar possamos estar com nossas mãos limpas diante dEle.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  53. Irmão Wilton, você disse tudo! Sem a iluminação do Espírito Santo, pois foi ele que nos deu as Escrituras, não tem como a pessoa se libertar do êrro. Mas muitas vezes existe a má fé; o sujeito está vendo o êrro e não dá o braço a torcer, por orgulho ferido! Mas aqui o objetivo não é ganhar debate, mas sim as escrituras voltarem ao lugar de onde nunca deveriam ter saído, e quem em seu lugar tem sido colocado toda a espécie de moda, heresias, escritos inspirados de tal e tal fulano etc. Isto, no mundo espiritual, mata a fé de qualquer um e consequentemente sua ligação com o céu. Mas oremos fervorosamente para que Deus abra o entendimento dos sinceros! Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Mas muitas vezes existe a má fé; o sujeito está vendo o êrro e não dá o braço a torcer, por orgulho ferido!"

      Irmão Paulo Cadi, essa semana ouvi uma frase interessante que se aplica aqui.

      "O homem convencido contra a sua vontade, continuara pensado da mesma forma"

      Eh!! somente a ação do Espirito Santo pode mudar a mente, Eh...as vezes um pouco de boa vontade também. rsrs

      Excluir
  54. O adventismo tem está escravizado por um "espírito de profecia", de uma "Mãe" White. Enquanto não abandonarem essa entidade, ou melhor, enquanto Deus não libertar indivíduos dessa entidade, não verão a verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, eu penso que nesta altura do campeonato, ela já virou a bisa White, hehehe!

      Excluir
  55. Luciano, nesta altura do campeonato eu penso que ela já virou a bisa White hehehe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que eu usei o hábito comum daqueles hereges arianos... a chamavam assim!!! mãe White...
      Bisa ou Mãe, ela virou o cetro da infalível da hermenêutica adventista...

      Excluir
    2. Salmos 1:1;
      Jeremias 15:17;
      Provérbios 3:34;
      Provérbios 19:29;

      Excluir
  56. Creio que é hora de voltarmos ao foco principal sobre a Trindade ensinada pelas Escrituras, que é a que foi ensinada pelos pais da Igreja e compararmos com a " Trindade " que é ensinada de forma divergente no adventismo. Pois, O Filho, pois pude conferir em fontes primárias, realmente é ensinado que Ele e o Pai tem " corpo tangível " e o Espirito Santo não.
    Precisamos deixar estes fatos bem transparente, pois o irmão Paulo Cadi, não foi compreendido, quando de sua comparação da Trindade Ortodoxa e a ensinada pelo Adventismo.
    Se possível sejamos bem objetivos, como o Senhor Jesus sempre nos ensinou.
    Grato pela compreensão de todos.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Wilton, saudações sem Cristo.

      Notou que eles não querem comentar a respeito? Por dois motivos:

      1. Não sabem o que realmente seus teólogos querem dizer quando afirmam que os trinitarianos clássicos estão errados em afirmar que "Deus não tem corpo, partes e membros".

      2. Ficam repetindo o que é semelhante no ensino deles com a doutrina clássica da trindade.

      Estou de fato ansioso para disponibilizar o livro A Conspiração Adventista...

      Excluir
    2. Estou esperando o trecho da fonte primária...

      Precisarei fazer ao amigo mais um daqueles desafios impossíveis de serem cumpridos?

      Abra lá o seu 'Tratado de Teologia' e o 'Nisto Cremos', esperarei o tempo que o amigo precisar, quando o amigo achar o tal trecho, vem aqui e posta.

      Até lá, tenho um bom subtítulo para o seu livro:

      "Fábulas e mitos acerca do adventismo - por Luciano Sena"

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/10/humor-o-sensacionalismo-dentro-da.html

      Excluir
    3. Depois de tantas fontes prImárias já citadas, agora terão que ser fontes 'PRIMATAS'...

      Excluir
    4. Cadê as afirmações feitas pelo amigo nas fontes primárias?

      Não estou pedindo para o amigo colar fontes bibliográficas, mas sim para dizer, nas fontes primárias onde há contida cada uma das afirmações feitas pelo amigo.

      Excluir
  57. Veja que engraçado o que você escreveu: "Embora o Movimento Adventista, surgido em meados de 1844 tenha sido um movimento plurireligioso, a Igreja Adventista do Sétimo Dia, >>desde sua fundação (em 21 de Maio de 1863), possui um corpo de doutrinas muito bem definidas e que se conservam até os dias de hoje.<<"

    Mesmo? Com essa voc~e cavou um problema insuperável para o antitrinitarianismo e atual 'trinitarianismo' adventista.

    Mas esse é um problema seu...

    ResponderExcluir
  58. Estimados comentaristas esta página silênciou-se desde 20.12.13 às 9:31 hs.
    Não podemos de forma alguma deixar de mostrar as verdades dos fatos.
    Estive olhando no site CENTRO DE PESQUISAS ELLEN G. WHITE - UNASP
    Ellen G. White e a Compreensão da Trindade.
    No parágrafo que trata:
    O desenvolvimento da compreensão da divindade pór Ellen White.
    "... as controvérsias de Tiago e Ellen G. White contra esses " espiritualizadores ", e um Credo Metodista contenporâneo que os White ( e outros dos primeiros adventistas ) repetidamente citavam para apoiar sua rejeição do trinitarianismo tradicional "
    Se é considerado fonte primária este site, então realmente a Rejeição ao trinitarianismo tradicional é verdadeira.
    E este site cita sobre o corpo tangível do Pai e do Filho antes da encarnação na virgem.
    No dia 15.12.13 às 2:05 Hs comentei sobre o corpo espiritual, para contestação do Sr. Adventista e o mesmo fez comentário sobre o corpo tangível no mesmo dia às 12:36 hs. Abaixo transcreverei seu comentário, para que os demais comentaristas façam se assim desejarem suas colocações. Com licença do Sr. Adventista a seguir segue postagem daquele dia e horário:

    " Só que o espírito, amigo Wilton, é um sopro de vida.

    Deus é espírito, mas o homem não é espírito, o homem tem um espírito.

    Veja que o ser humano não é um espírito mas tem um espírito (roar, pneuma, sopro de vida).

    Mas veja que o ser humano não tem uma alma, ele é uma alma.

    Deus é espírito, o homem é uma alma, deixemos isto bem claro!

    E o homem só é uma alma porque tem um corpo e também tem um espírito! Separa-se o espírito do corpo e a alma deixa de existir.

    Somente Deus é espírito. Até mesmo os anjos, que são seres espirituais ministradores, possuem um corpo e precisam dele para ter uma existência.

    Mas em se tratando das pessoas da Trindade, o Deus trino, será que estas pessoas possuem corpo?

    Ao contrário do que lemos na cultura Grega, a Bíblia de forma alguma mostra Pai, Filho e Espírito Santo como sendo seres ethéreos. Claro que não são seres imateriais. Mas imaterial que dizer que não são compostos desta matéria, base de nosso universo. Mas este fato não quer dizer de que tais pessoas não tenham um corpo, pelo contrário.

    Tudo que lemos na Bíblia, apontam para Pai, filho e espírito santo, como contendo um corpo que pode ser visto e sentido (tangível).

    A sensação que temos de matéria se dá por vias do tato. O tato é também uma invenção deste mundo, criado pelo próprio Deus, assim como a visão, que é um modo se sentir as coisas ao redor por meio da luz.

    A nossa visão materialista sobre corpo é que limita nossa compreensão, onde achamos que se algo não for feito de átomos com cargas elétricas que se "agitam" não sejam coisas palpáveis.

    Vamos transformar isto em uma conversa um pouco mais científica, uma bate-papo informal.

    A luz é composta de ondas eletromagnéticas, aparentemente não é tangível, mas veja que quando intensificada extrapola aquilo que consideramos tangível e pode criar um feixe, que atua sobre a matéria, ou seja interage com a matéria, podendo facilmente perfurar superfícies de vários materiais, como plástico e madeira (são os conhecidos lasers).

    O eletromagnetismo de imãs por exemplo, não é algo tangível, mas reage com a matéria dando um efeito de atração ou repulsão, este fato torna o eletromagnetismo algo possível de sentir, devido a resistência que causa entre as matérias de dois imãs por exemplo, algo comparável ao que ocorre com os átomos. "

    (...)

    ResponderExcluir
  59. CONTINUIDADE DE SEU COMENTÁRIO, ACIMA...

    Veja que quando perfuramos um prego sobre uma táboa de madeira, os átomos do ferro contido no prego, não chegam a de fato tocar ou provocar atrito com os átomos da madeira! Os átomos da madeira se afastam antes de se tocarem.

    Quando estes átomos chegam a se tocar (o que é possível apenas com canhões aceleradores de partículas) ocorre um impacto e uma fissura, o que libera energia nuclear, fragmentando a partícula e liberando a radioatividade.

    Então não podemos basear Deus nem neste mundo material em que vivemos e muito menos na filosofia grega acerca de espíritos desencarnados.

    Que as faculdades das pessoas do Pai, Filho e Espírito Santo, se reúnem em um ponto, ao qual podemos chamar de corpo, é algo bastante plausível. Não se tratam de seres dispersos entre as coisas do universo.

    O que estou querendo dizer é fazer uso daquela famosa lei: Dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço.

    Então não me pergunte como é o corpo de Deus Pai, por exemplo, o que sei é que nosso corpos não podem atravessar este corpo de Deus sem sofrer algo pior do que o efeito de um lazer de poder infinito!

    Pessoalmente tenho uma teoria de que o corpo de Deus Pai, não tenha órgãos, como coração, nem fígado nem pele, pois Deus não precisa disto. Pessoalmente creio, e isto é uma teoria exclusivamente minha, de que o corpo de Deus é composto de poder, ilimitado e que extrapola a nossa limitada compreensão.

    Este poder e esta energia, cuja fonte é o próprio Deus, foi que deu origem ao universo.

    A regra é clara, se de átomos (matéria) podem extrair energia, logo da energia podemos obter matéria!

    Veja então que nosso conceito de matéria é algo ilusório, no final das contas, e que no final das contas,são apenas uma forma modelada de energia.

    E quem modelou? Ora, o Criador do universo, Deus.

    Então não vejo a questão de algo tangível, pelo que temos culturalmente, também não devemos dar ouvidos ao que diz a cultura grega que nada tem de inspirada.

    A Bíblia diz que é possível de se entender a Deus, até por meio das coisas que ELE criou.

    Quando estudo física quântica, consigo entender um pouco mais acerca deste Deus magnífico, de sabedoria ilimitada. Quando analiso a teoria de Cordas, percebo que realmente há uma ligação entre todos os elementos deste universo com o Deus criador e que no universo tudo funciona como as engrenagens de um reloginho, no pulso do Senhor nosso Deus.

    ResponderExcluir
  60. FIM DO COMENTÁRIO DO SR.ADVENTISTA SOBRE CORPO TANGÍVEL...

    Voltando da ficção científica:

    O que pretendo mostrar é de que até mesmo este nosso mundo é deveras complexo e não se mostra de fato como aquilo que imaginamos.

    Então quando pretendemos tratar sobre a natureza de Deus, não podemos nos pautar nas coisas deste mundo, nem em nossas filosofias.

    É por isto que é preciso ter fé! Porque há algumas coisas que não podemos explicar.

    Agora em questão de Fé, devemos ficar com a Bíblia! Se a Bíblia dá indícios de que as pessoas da Trindade tenham um corpo mas a filosofia grega diz que não tenha, devemos ficar antes com o que diz a Bíblia, que é de inspiração Divina, coisa que a filosofia platônica não é e que jamais foi.

    Aguardamos comentários...

    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  61. Srs. comentaristas
    Paz a todos
    Pelo que podemos observar a crença adventista com respeito ao Deus Triúno, realmente é bem divergente e seus pioneiros lideres ensinaram de forma diferente a crença sobre a Trindade revelada nas Escrituras.
    Entendemos por corpo espiritual aquele que vem de Deus, de origem divina. Ele pode ser tangível, sim , como por exemplo o corpo do Senhor Jesus, após a ressurreição, era espiritual e tangível , carne e osso . Pode ser apalpado e comeu na presença dos seus discípulos.
    Deus Pai é Espirito e "importa que Seus adoradores o adorem em espirito e verdade " ; o Senhor Jesus deixou claro que um espirito não tem carne e osso como os discípulos estavam visualizando , que Ele possuía. (Esta bem claro que no entendimento do Senhor Jesus, Ele próprio acreditava e nos ensinou de forma muito clara , que um espirito, tem " forma " , "caminha", "tem consciência", porém não pode ser apalpado e não come algo material).
    Quem disse que espírito não tem forma ?
    Deus formou o espírito no interior do homem Zc. 2.1, quando o mesmo sai do corpo do homem ele sai com a forma que Deus formou, não inflou, dentro do corpo humano.
    “Cultura grega”. Algumas escolas criam na imortalidade da alma e outras criam no aniquilacionismo. A liderança adventista tenta incutir na mente dos seus membros e incautos, que foi invenção grega a imortalidade da alma , porém não informam a seus membros e demais pessoas que a crença do aniquilacionismo era crença também de ensino grego. Temos como exemplo pelo menos 3 ( Três ) Epicuro, Lucrécio, Demócrito.
    Houve manifestações Teôfanicas e Cristofânicas no Antigo Testamento; ou seja; maneiras de Deus se manifestar,identificando-se com o homem, porém não podemos entender que Ele era como se manifestava para seus servos pois tinha propósitos específicos em Suas aparições Teofânicas e Cristofânicas .
    Deus é Espirito. O Deus Triúno é espírito, não têm corpo, conforme esta revelado nas Escrituras.
    Voltamos a lembrar Ele em Suas manifestações que é denominado na Teologia Antropomorfismo.
    Jesus Cristo se vestiu da humanidade. Ele era 100% homem e 100% Deus
    Quem morreu na cruz foi o homem Jesus . O Deus encarnado não morreu . Ele entregou Seu espírito ao Pai, quando expirou , Seu espírito consciente, que sobrevive após a morte do corpo, tal qual ocorrerá com você e comigo quando partirmos para o Pai, na ocasião da morte de nosso corpo; a não ser que Jesus volte e na ocasião estejamos vivos, então nossos corpos serão transformados e não provaremos a morte física. Foi a esperança de Paulo e é a de todos os cristãos que aguardam a Bendita volta de Nossos Senhor Jesus Cristo com Poder e Grande Glória.
    Nossa base não são as Escolas Gregas, nem crenças espiritualistas ( “Gasparzinho, fantasminha camarada” ou Ghost, do outro lado da vida.” )
    Não adianta a liderança adventista tentar desvirtuar a verdade com estes argumentos. Nossa base é bíblica. Os anjos, demônios, nós mesmos somos compostos de espírito, que teve início e não terá fim, são conscientes, pensam , agem, são personalidades e não morrem. Estes Eternos Limitados. Tem começo e não tem fim.
    Só O Deus Triúno é Eterno Absoluto. Não tem começo e não tem fim.
    Vide nosso comentário do dia 15.12.2013 2:05 hs.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  62. Corrigindo Texto Bíblico Zc.12.1.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  63. O ser humano e a sua manía ridícula de "Humanizar Deus".... Por ler um par de palavras e já se acha apto para "Escrever um Livro" e dizer quem está no inferno e quem está no céu, inclusive se sentindo capaz de julgar... O próprio Embaixador de Deus na Terra! - Desculpem-me a ironía, mas depois de ler esta "Arrogáncia Literal", foi impossível evitá-la.

    Eu tenho testemunho de que Joseph Smith foi o profeta da restauração e que o próprio Salvador, lhe deu as chaves do Sacerdócio Eterno segundo a ordem de Melquisedeque, que Jesus Cristo vive e que ele esteve com os índios americanos que é a geração de Leí, que o livro de Mórmon, é a história dos remanescentes de Israel que o profeta Joseph Smith traduziu por inspiração do Santo Espírito, que os escritos Pérolas de Grande Valor e Doutrinas e Convénios são escritos sagrados e inspirados.

    Desde os 8 anos eu fui "Crente Batista" e sempre perguntei porque Deus não continuava "Inspirando" e Aparecendo para Guiar os seus servos... E tantas outras coisas que não eram coerentes na Bíblia e que as pessoas "Explicavam" mesmo sem nenhuma "Lógica Bíblica", aos 25 anos, já não queria mais saber de nada, não conseguia deixar de "Acreditar em Deus e em Jesus", mas não queria saber nada de nada de religiões que seguissem a Bíblia (Os escritos sagrados para os cristão) até que eu com 45 anos recebi uma visita de um Elder (Um missionário de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) e a minha vida mudou da água pro vinho! Eu estou em uma Igreja que tem testemunho! Que não precisa Criticar outras Religiões para "Se sentir certa"... Que tem um profeta que diz que não precisamos criticar as religiões alheias. Acreditamos no Jejum como ajuda para nos aproximarmos mais de Cristo! Que acreditamos que podemos ser melhores hoje do que fomos ontem e que poderemos ser melhores amanhã do que somos hoje! Que podemos "Permanecer em Lugares Santos", preparar os nossos filhos para serem missionários, acreditamos na família. Na ética como algo do tipo: Ser no escuro o que somos no claro, porque o Pai Celestial está vendo tudo! Eu sei o que eu estou plantando e sei que com toda a certeza eu colherei o que eu estou plantando, porque de Deus ninguém zomba e que tudo o que o homem semear isto também ceifará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto é totalmente subjetivo Luciano... O que é para você não necessariamente será para todas as pessoas. Tem inúmeros escritos sagrados no planeta terra e muito mais antigos que a bíblia... Já que as pessoas tem plena convicção de que estão certas, será que não seria melhor "Estudarem as suas doutrinas, os seus escritos sagrados ao invés de estudarem as doutrinas alheias para provarem o quanto estão errados???"

      Será que esta frase que está em Romanos 14: "Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio Senhor ele está em pé ou cai, mas poderoso é o Senhor para o firmar" não se aplica??? Quem foi Paulo??? Um fariseu convertido ao Evangelho, perseguido e rejeitado até mesmo pelos cristãos... Quem foi Pedro? Um simples pescador... O que Pedro sabia da lei? Quem acreditava em Jesus na época??? O próprio cristianismo é um caldeirão de dúvidas... Temos a palavra de Constantino, "A Constantinização do Cristianismo, por assim dizer, e decidiu, em um concílio, a trindade... Basta ler um pouco... Como estes escritos chegaram até nós???? Se é para duvidar, devemos "Duvidar Racionalmente"... E se é para ter a "Certeza do que não se vê", temos que acreditar em todas estes "Fervores" espalhados pelo mundo. Porque cada um tem a sua fé... Ninguém pode convencer a ninguém de algo que ele não quer... É como a frase de Paulo: ... "Fiz-me tudo para todos..." Então, como pode a arrogáncia ser tão grande a ponto de chegar a esta conclusão: "A minha interpretação está certa, a de Fulano, Sicrano, Beltrano, Sultano, não está... Não é por aí querido. Todos nós somos iguais perante Deus. Todos nós temos o direito de usarmos o nosso livre arbítrio...


      Saudações.

      Excluir
  64. Romanos 14

    1 ¶ Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas.

    2 Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes.

    3 O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.

    4 Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.

    5 Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.

    6 Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus.

    7 Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si.

    8 Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

    9 Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.

    10 Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.

    11 Porque está escrito:Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim,E toda a língua confessará a Deus.

    12 De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

    13 Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.

    14 Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda.

    15 Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu.

    16 Não seja, pois, blasfemado o vosso bem;

    17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

    18 Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.

    19 Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.

    20 Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo.

    21 Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.

    22 Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.

    23 Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado.

    ResponderExcluir