terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Cantores Adventistas podem cantar em Igrejas Presbiterianas?

Essa é uma questão recorrente quando tratamos das heresias Adventistas. Talvez no passado essa questão foi ardente no que diz respeito ao grupo Voz da Verdade, visto que tais são unicistas/modalistas. 

Sempre sou questionado a respeito. Ainda mais tendo em vista o aparente cunho protestante das letras das músicas adventistas bem como sua qualidade. Quero aqui disponibilizar a minha opinião, tendo como pano de fundo o conceito ortodoxo de que o Adventismo é uma seita.

Primeiro, em se tratando de Igreja Presbiteriana, nenhum grupo ou cantor de seita pode participar na composição do culto a Deus. ‘Ministrar’ louvor, orações e pregação da Palavra, cabe aos que são chamados por Deus para essa obra em Sua Igreja. Um herege precisa de luz da verdade antes ministrar a verdade, que aliás, ele não tem. 

No caso de Igrejas Presbiterianas isso é mais fácil resolver por meio dos seus Concílios. Pode ocorrer que o Pastor da IPB local não tenha pleno conhecimento das heresias Adventistas. Nesse caso apenas uma informação bastaria para que não se repetisse o erro. Os cantores Adventistas possuem seu espaço na IASD. Que cantem lá.

  • É consenso na Igreja Presbiteriana do Brasil que a Igreja Adventista do Sétimo Dia é uma seita. Apesar de nunca ter se pronunciado oficialmente, não apenas sobre essa seita, mas também de outras.

Em segundo lugar, em vários Congressos de músicas evangélicas, estamos tendo a presença de grupos e cantores adventistas. Infelizmente, a participação deles, e de outros semelhantes, impossibilita que o culto seja puro ortodoxamente falando. Os que amam a fé cristã, não deveriam participar.

Por outro lado, existe a problemática da música qual arte natural. Ouvir tais músicas é errado? Bem, aí nesse campo outros fatores precisam ser considerados, e cada um deve ter sua capacidade de discernimento aguçada para saber que música é música. Mundanos cantam músicas de cunho cristão. Isso é graça comum. Acontece que sempre você precisará revestir as letras com seus conceitos, desconsiderando qual conceito original do compositor ou cantor.

*A) É impossível saber se o cantor Adventista quando canta que Deus apagará completamente seu pecado, se ele está pensando que por fim, é Satanás que irá levar tal pecado para completar a obra de Cristo. Ele pessoalmente pode não pensar nisso, mas a Teologia Adventista ensina isso. 

*B) Quando fala de evangelho, o cantor pode ou não ter em mente que o tal evangelho são as três mensagens que ele tem desde 1844, e não o velho evangelho apostólico. 

*C) Quando falam da volta de Cristo, pensam eles que naquele período o sábado será o selo de Deus e o domingo a marca da besta? 

*D) Quando cantam sobre a Igreja de Deus no tempo em que vivemos, pensam nela como sendo apenas a IASD, conforme ensina a Teologia Adventista?

E) E ao cantar a respeito da revelação da verdade, não sabemos o quanto o conceito adventista de como essa verdade é nos revelado, está na mente do cantor. Ellen White é a profetisa do tempo do fim para a Igreja Remanescente, o cantor que diariamente lê Ellen White qual “espírito de profecia”, desconsidera isso quando produz sua música? Obvio que não... isso sem dizer que eles negam a doutrina clássica da Trindade (AQUI). 

Essa é minha opinião:

"Os meus lábios proferiram o louvor, quando me ensinaste os teus estatutos."  Salmos 119:171

______________________________________________

Nota - dia 11/12/2013. As afirmações nesta postagem, se baseiam nas seguintes declarações adventistas, oficiais e/ou autorizadas. Não são as únicas dessa natureza.
Incluo algumas citações para informar aos meus irmãos da tradição cristã, presbiteriana ou não, que gostariam de conferirem com as fontes primárias as minhas acusações.


*A) “Se Azazel representa Satanás, como podem as Escrituras (Lev. 16:10) conectá-lo com a expiação? Assim como o sumo sacerdote, depois de haver purificado o santuário, colocava os pecados sobre Azazel – o qual era para sempre removido dentre o povo de Deus – assim Cristo, depois de haver purificado o santuário celestial, colocará os pecados confessados e perdoados de Seu povo sobre Satanás, que será então removido para sempre dos santos. “Quão apropriado é que o último ato de Deus no trato com o pecado, seja fazer retornar sobre a cabeça de Satanás todos os pecados e culpas que, partindo originalmente dele, causaram uma vez tal tragédia na vida daqueles que agora foram libertados pelo sangue expiatório de Cristo. Completa-se desta forma o ciclo, encerra-se o drama. Somente quando Satanás, o instigador do pecado, for finalmente removido, poder-se-á afirmar apropriadamente que o pecado foi erradicado do Universo de Deus. Neste sentido harmonizado podemos entender de que modo o bode emissário tomava parte na ‘expiação’ (Lev. 16:10). Com os justos estando salvos, os pecadores ‘desarraigados’ e Satanás não mais existindo, então – e somente então – estará o Universo no mesmo estado de harmonia em que se encontrava antes do surgimento do pecado” (SDA Bible Commentary, edição revista, vol. 1, pág. 778).”  (Nisto Cremos, pp. 428,429).

*B) “Ellen White ressaltou a união do sábado e das mensagens dos três anjos como segue: “Separei o sábado das mensagens, e ele perde seu poder; mas quando ligado com a mensagem do terceiro anjo, o poder que acompanha convence incrédulos e irreligiosos, dotando-os de força para permanecer, viver, crescer e florescer” (T1,337). Portanto, de acordo com a teologia adventista do sétimo dia, aceitar o sábado do sétimo dia implica aceitar a escatologia da tríplice mensagem angélica de Apocalipse 14.(Tratado de Teologia Adventista, p. 981.)

*C)Desde 22 de outubro de 1844  Jesus, no lugar santíssimo, tem chamado a atenção para o sábado, não simplesmente porque é o sétimo dia, mas porque representa um modo único e cristão de vida, o critério final que separa o bem do mal nos últimos dias.” (História do Adventismo, p. 282). “Quando, porém, a observância do domingo for imposta por lei, e o mundo for esclarecido relativamente á obrigação do verdadeiro sábado, quem então transgredir o mandamento de Deus para obedecer a um preceito que não tem maior autoridade que a de Roma, honrará desta maneira ao papado mais do que a Deus. Prestará homenagem á Roma [...] Adorará a Besta e á sua imagem. Ao rejeitarem os homens a instituição que Deus declarou ser o sinal de Sua autoridade [o sábado], e honrarem em seu lugar a que Roma escolheu como sinal de sua supremacia, aceitarão, de fato, o sinal de fidelidade para com Roma - “o sinal da besta.” (O Grande Conflito, pp.449,450).

*D) Desde o princípio, imediatamente após o desapontamento de 1844 [...], os adventistas do sétimo dia (o nome só foi adotado anos depois) têm sustentado que as três mensagens angélicas de Apocalipse 14:6-12, junto com a proclamação de Apocalipse 18:1-4, constituem a última mensagem divina de graça antes da volta de Cristo em poder e glória. Creem que seu movimento seja o único a apresentar as condições especificadas nesses versos e em Apocalipse 12:17.” (Tratado de Teologia Adventista, p.639). “Crença Fundamental: 13. O Remanescente e Sua Missão - A Igreja universal se compõe de todos os que verdadeiramente crêem em Cristo; mas, nos últimos dias, um tempo de ampla apostasia, um remanescente tem sido chamado para fora, a fim de guardar os mandamentos de Deus e a fé de Jesus. Este remanescente anuncia a chegada da hora do Juízo, proclama a salvação por meio de Cristo e prediz a aproximação de Seu segundo advento. Esta proclamação é simbolizada pelos três anjos de Apocalipse 14; coincide com a obra de julgamento no Céu e resulta numa obra de arrependimento e reforma na Terra. Todo crente é convidado a ter uma parte pessoal neste testemunho mundial.

*E) As Escrituras afirmam que Ele concedeu Seu “testemunho” – “o espírito de profecia” – ao Seu fiel povo remanescente.” “O Espírito de Profecia na Igreja Adventista do Sétimo Dia. O dom de profecia manifestou-se ativamente no ministério de Ellen G. White, co-fundadora da Igreja Adventista do Sétimo Dia.” (Nisto Cremos, pp. 79, 301[versão em pdf])




131 comentários:

  1. Mais um texto excelente, Luciano. Que o Senhor Deus continue te abençoando mais e mais.

    ResponderExcluir
  2. Satanás levará os pecados da humanidade a fim de completar a obra de cristo?

    Digo que isto é tão somente uma mentira pregada por nosso amigo Luciano Sena. O amigo pode dizer que isto seja uma conclusão do amigo, baseado em observações, mas não deixa de ser uma mentira. Peço então ao amigo que mostre a fonte primária onde esteja contida tal afirmação.

    Também não cremos que a IASD seja única igreja de Deus, portanto, esta é mais uma mentira pregada pelo amigo. Quem conhece realmente nosso doutrinariamento ou pelo menos tenha lido algum livro de Ellen White, sabe que consideramos que há sinceros filhos de Deus em todas as religiões cristãs. Consideramos a salvação até mesmo daqueles que nunca tiveram a oportunidade de ler a Bíblia.

    Igreja são pessoas e não tijolos. Os adventistas não consideram os irmãos de outras denominações, nem mais, nem menos pertencentes à igreja espiritual de Cristo.

    Agora, em se tratando de congregação, a IASD então é sim, a igreja (física) verdadeira, a que guarda todos os mandamentos da lei de Deus e a fé em Jesus.

    Quanto a questão de Ellen White, perguntaria então ao amigo, se quando o amigo canta, tem em mente, criancinhas chorando por toda eternidade, chamando por sua mãe e seu pai, que estariam no paraíso, enquanto Deus se agrada de ver aquele sofrimento por toda a eternidade, sem jamais dar descanso para as almas em sofrimento.

    Uma criancinha que desde o nascimento Deus teria predestinado a pecar e a se perder, para então poder castigá-la, por toda a eternidade.

    Então creio que quando um adventista canta sobre a volta de Cristo, tem em mente sim, Jesus vindo em glória na companhia de seus anjos, para ressuscitar os justos e levá-los para o céu, segundo todos aqueles que O aceitaram.

    Um Cristo que deu oportunidade a todos de se salvarem e que não se agrada no sofrimento dos ímpios, mas antes deseja que se arrependam para terem, também direito à salvação.

    Abramos um parêntesis.

    Se Deus predestina as pessoas, uma para se salvarem e outras para se perderem, então, pouco importaria se a pessoa seria, batista, presbiteriana, adventista ou espírita.

    Se Deus predestina as pessoas antes mesmo delas escolherem uma religião, então todos, independente de religião, podem já estar ou salvas, ou perdidas.

    Ser um presbiteriano, portanto, não garantiria que a pessoa seja uma das predestinadas a se salvarem, ser um adventista não garantiria que a pessoa seja uma das predestinadas a se perderem.

    Luciano Sena poderia então ser um dos condenados, enquanto que um pastor Testemunha de Jeová, poderia ser um salvo.

    Agora, quando lemos os argumentos do amigo Luciano Sena, da a entender de que esse negócio de predestinação não existe, pois parece que não é a predestinação mais, mas sim o fato de ser ou não ser ortodoxo que garantirá a salvação de cada um.

    Fecho parêntesis.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concluímos então que nem mesmo o amigo Luciano Sena, crê de fato na dupla predestinação Calvinista ou no Tormento Eterno.

      Também cremos de que se formos proceder da maneira como o amigo Luciano expôs neste artigo, devemos ter em mente, o que se passa na cabeça do amigo Luciano Sena, quando canta sobre a volta de Jesus.

      E por que é tão fácil pra o amigo Luciano Sena crer na predestinação calvinista?

      Simples, porque os Testemunhas de Jeová já possuem um doutrinariamento parecido, acerca dos 144 mil, predestinados a serem os herdeiros legítimos da nova terra.

      A idéia de um Deus que causa o mal, também está presente em muitas seitas heréticas, bem como um Deus manipulador, que leva uma pessoa a fazer o bem ou o mal.

      Nestes trâmites, é muito difícil para um sectário, aceitar certas verdades genuínas da Palavra de Deus. Como a de um Deus plenamente justo, que não faz acepção de pessoas e que dá a todos chances de obterem a salação.

      Um Deus de amor que não se agrada no sofrimento dos ímpios e que não prolonga o seu sofrimento pela eternidade.

      Um Deus onde o mal não habita e que não tenta ninguém a pecar.

      São conceitos largamente pregados pelos adventistas, mas que soam como heresia a pessoas como o amigo Luciano Sena que vem de uma experiência sectária.

      Mudar de comportamento e aceitar as verdades genuínas assim como a cristandade moderna tem aceito, é algo difícil.

      Sei que dói ao amigo ver seus irmãos se agradando com as pregações modernas da cristandade atual e nisto, ver o adventismo se destacando, por pregar aquelas mesmas verdades que sempre estiveram engasgadas no coração e na mente de irmãos das mais variadas denominações.

      Nisto tem abandonado as bases que ainda hoje servem de sustentação para cristãos intransigentes e suas crenças.

      Sempre quando questionados sobre estas intransigências, dizem que são ortodoxos.

      Ortodoxos os adventistas também são! Exceto duas ou três doutrinas heterodoxas onde destaco o sábado e doutrinas relacionadas com o santuário celestial, possuímos as mesmas doutrinas da cristandade atual. Mesmo que o amigo Luciano Sena discorde da opinião de teólogos e estudiosos das diversas denominações que aceitam o adventismo como uma genuína religião cristã.

      Então vem aquela famosa pergunta: Se os presbiterianos podem ouvir as músicas adventistas, no rádio e na TV, por que então não podem ouvi-las em suas igrejas?

      Amigo Luciano Sena, o amigo conseguiria me responder?

      Uma música não seria mais, nem menos herética pelo fato de estar ou no rádio, ou na tv ou em uma igreja! Ou será que estou errado?!

      Creio que um cantor do rádio, não tenha uma noção acerca da volta de cristo diferente de quando se apresenta também, na TV ou em uma igreja.

      Quer dizer então que ouvir músicas adventistas no carro pode, mas na igreja não pode?

      Pois eu creio sim de que nossos irmãos tem sim o direito de também ouvir nossas músicas de louvor, que são tão bonitas, inclusive em suas igrejas, se assim o desejarem. E o amigo não possui o direito de privá-los disto, por conta de sua antipatia para com os Adventistas do Sétimo Dia.

      (...)

      Excluir
    2. Então não é o amigo quem decide, mas a sua igreja, a sua liderança e que o amigo deveria apoiar. Pergunto então ao amigo:

      Se o amigo está insatisfeito com a maneira que é a sua religião ou a maneira como ela trata outras religiões, o que o amigo faz aí? Por que não volta para os Testemunhas de Jeová e volta a manifestar sua antipatia contra as outras religiões de fé diferente da do amigo?

      Já que o amigo é um presbiteriano, então aja como um. A Bíblia diz que devemos apoiar nossos líderes porque foram colocados ali por Deus. Aquele que se coloca contra a liderança está indo contra o próprio Deus.

      O amigo tem o direito de ter sua opinião, contrária, mas não pode impor, nem incentivar outros membros a irem contra os desígnios da liderança eclesiástica da igreja da qual fazem parte.

      O que o amigo propõe parece um movimento de resistência e contra o quê? Contra o adventismo?

      Este tipo de milícia religiosa, tem outro nome, no qual é sectarismo! Um grupo interno discordante da maioria e geralmente combatente de alguma coisa, liderado por alguém.

      Amigo Luciano Sena, o amigo pretende ser um líder sectário? Angariar membros a fim de combater o adventismo? Usando o nome da IPB?

      Lhe pergunto: Seu pastor apoia isto? Não deveria o amigo procurar ouvir o que seu pastor tem a dizer sobre isto?

      A opinião de membros não significa necessariamente a opinião oficial de uma religião. De modo que há aqueles que apóiam as opiniões e decisões oficiais de suas religiões e aqueles que não acatam nem apóiam.

      Estes que não acatam, e acabam tomando suas próprias atitudes, movendo também a outros, geralmente trazem vergonha para dentro de suas igrejas. Como é o caso do evento que certa vez o amigo citou, onde irmãos, influenciados, teriam se levantado durante uma apresentação de louvor, feito por cristãos de outra religião.

      Pessoalmente creio que quando uma pessoa discorda de algo, ela geralmente priva as demais pessoas, as que concordam, de sua presença, ao invés de criar movimentos internos de protesto, fazendo coisas deste tipo.

      A rebeldia nunca foi ensinada pelas escrituras.

      (...)

      Excluir
    3. As religiões sempre hão de procurar tem um relacionamento saudável entre si, até porque vivem em uma mesma sociedade e precisam dar o bom exemplo.

      Dizem por aí que os cristãos seguem uma mesma Bíblia, mas nunca se entendem, tentando provar com isto que a Bíblia só sirva para instaurar, contendas, divergências e disputas e separação!

      Este livro, segundo o que dizem, já separou os tais irmãos em mais de 40 mil fileiras diferentes.

      E agora a coisa parece ter piorado de forma que agora nem conversam entre si e nem podem adorar ao mesmo Deus em conjunto.

      Uma igreja não pode visitar a outra.

      Agora temos movimentos que propõem de que uma igreja, não deva tolerar a outra.

      Amigo Luciano Sena, faço lhe uma pergunta bem sucinta:

      O amigo acredita de que os presbiterianos não devam tolerar o adventismo? Que devam sair das igreja, quando um adventista pretender cantar em seu púlpito?

      Falemos sobre a intolerância religiosa:

      A intolerância religiosa não é algo exclusivo de quem não é religioso para alguém ou uma igreja que seja religiosa. A intolerância também ocorre entre as religiões.

      Indo para o contexto adventista, o amigo pode considerar o adventismo como qualquer coisa, menos como um movimento intolerante religioso.

      Cantamos em qualquer igreja que nos chamarem, até em terreiros de umbanda, se for preciso. Pregamos a todos os religiosos e não religiosos e em nosso cultos aceitamos pessoas de qualquer religião.

      Damos estudos a quem nos pedir, e cumprimentamos a todos na saída de nossas igrejas. Aceitamos que qualquer cristão cante conosco.

      Se um irmão não se agrada com certa música, permitimos que escolha a música que devemos cantar em seus púlpitos.

      Já assisti um evento com pregação de um Pentecostal Adventista (por incrível que pareça), que comandou o culto de um final de semana inteiro e pregou para adventistas.

      Um pentecostal, que um dia conheceu os adventistas, conheceu a verdade mas decidiu permanecer na sua congregação, pregando do modo como estava acostumado.

      Judeus Messiânicos e Adventistas hoje, congregam juntos em sinagogas no estado de São Paulo.

      E mesmo com tudo isto, os adventistas não moveram uma única palha sequer de suas convicções!

      Adventistas não temem perder membros, mandando-os para outras denominações, fazerem o seu trabalho. Também não teme se misturar em cultos, eventos e pregações com quem quer que seja.

      Porque temos plena certeza de nossas convicções.

      As músicas adventistas tem um poder especial, ela toca e toca profundamente. Não é de admirar que seja um dos maiores temores àqueles que se consideram anti-adventistas.

      Toda casca de sectarismo que alguns nos colocam, cai quando uma igreja houve um grupo de adventistas cantarem e vêem que o Espírito Santo se faz presente durante o momento de louvor.

      Como o Espírito Santo poderia se fazer presente e nossos louvores e tocar a muitos, se nossas músicas fossem-lhe contrárias?

      Sectários com uma presença tão forte do Espírito Santo?

      De forma que o próprio Espírito Santo testemunha de que somos uma igreja verdadeiramente aceita por Cristo, com um louvor que encanta aos ouvidos de Deus e que eleva a todos a estarem em comunhão com o Criador.

      O amigo pode aceitar isto em sua igreja como os demais ou combater. Mas é inegável que o Deus se faz presente no momento em que erguemos nossos louvores, em qualquer uma das igrejas e toca ao coração daqueles que ouvem.

      Excluir
    4. Herege Sr. Adventista:

      1) "Agora, em se tratando de congregação, a IASD então é sim, a igreja (física) verdadeira, a que guarda todos os mandamentos da lei de Deus e a fé em Jesus." Onde está escrito isso? Vocês, hipocritamente, não defendem de que existem outras igrejas que "guardam o sábado" como os Batistas do Sétimo Dia? Porque eles não se enquadram nessa descrição de "igreja física"? Hipócrita.

      2) "Quanto a questão de Ellen White, perguntaria então ao amigo, se quando o amigo canta, tem em mente, criancinhas chorando por toda eternidade, chamando por sua mãe e seu pai, que estariam no paraíso, enquanto Deus se agrada de ver aquele sofrimento por toda a eternidade, sem jamais dar descanso para as almas em sofrimento.

      Uma criancinha que desde o nascimento Deus teria predestinado a pecar e a se perder, para então poder castigá-la, por toda a eternidade." Para tal, a pergunta do próprio Senhor basta: "Mas, ó homem, quem és tu, que a Deus replicas? Porventura a coisa formada dirá ao que a formou: Por que me fizeste assim?" (Romanos 9:20). Quem sou eu e quem é você que do pó viemos e ao pó tornaremos, para dizermos que Deus pode ou não pode fazer? A Bíblia ensina que ele criou o inferno para o diabo e seus anjos que Jesus chama de tormento eterno (Mateus 25:46). Pode me explicar como você entende Mateus 10:28???

      3) "Então creio que quando um adventista canta sobre a volta de Cristo, tem em mente sim, Jesus vindo em glória na companhia de seus anjos, para ressuscitar os justos e levá-los para o céu, segundo todos aqueles que O aceitaram." Sim mas, e quanto aos que não o aceitaram? Para onde irão??? Serão destruídos??? Como é cômoda a sua falsa crença....

      4) "Luciano Sena poderia então ser um dos condenados, enquanto que um pastor Testemunha de Jeová, poderia ser um salvo.

      Agora, quando lemos os argumentos do amigo Luciano Sena, da a entender de que esse negócio de predestinação não existe, pois parece que não é a predestinação mais, mas sim o fato de ser ou não ser ortodoxo que garantirá a salvação de cada um." Depende de em quem se crê. Se Luciano Sena crê no Deus da Bíblia, será salvo. Ao contrário de você, que além de ser denominacionalista (haja idolatria no coração para se auto-nomear "Sr. Adventista") ainda acredita nas visões falsas de uma morta plagiadora de livros alheios. Para ti só resta esse chamado: "Arrependa-te, pois, e converta-te, para que sejam apagados os teus pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor." (Atos 3:19)

      Apologeta

      Excluir
    5. "Como o Espírito Santo poderia se fazer presente e nossos louvores e tocar a muitos, se nossas músicas fossem-lhe contrárias?"

      como pode ser o Espirito Santo, se vcs não creem no Espirito Santo, as musicas podem apenas e tão somente emocionar, nada além disso,

      Excluir
    6. Negativo amigo Fernando Costa.

      Significa que se as músicas adventistas não proviessem do espírito da verdade o amigo não poderia ouvi-la em seu carro, da mesma maneira como não poderia ouvi-la em uma igreja.

      Excluir
  3. Sr Adventista, mais um clamor melancólico.

    Não repondo seus questionamentos santimoniosos, apenas os objetivos.

    1. Qual é a Igreja Remanescente? Se eu te mostrar em um escrito oficial que a teologia sua defende que apenas a IASD satifaz os requisitos de Apocalipse 12.17, você retira o que disse e deixa a IASD?
    2. Se eu te mostrar em um escrito oficial que a obra é completa quando o causador do pecado for punido, você deixa a IASD?

    Se escrever um longo texto, sem reposta objetiva, por favor, não conte com minhas repostas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué, amigo Luciano Sena, já mudou o discurso?

      O amigo afirmou:

      "é Satanás que irá levar tal pecado para completar a obra de Cristo"

      Agora vem me perguntar:

      "a obra é completa quando o causador do pecado for punido"

      Uma coisa é afirmar de que a obra de julgamento e punição dos ímpios estará completa quando o causador do pecado for enfim punido. Outra coisa é dizer de que nossos pecados seriam jogado sobre satanás para completar a obra (expiatória) de Cristo.

      Pedi que o amigo mostrasse a origem da afirmação que fez, em seu artigo. Mas o amigo precisou reformular a afirmação para estar parecida com o que realmente diz alguma fonte primária?

      Falácia tem limites meu amigo.

      Quanto a sair da IASD, o amigo ainda não cumpriu o desafio anterior de mostrar a fonte de várias outras afirmações que o amigo fez. Estou esperando-as para deixar a IASD, conforme lhe prometi. De quanto tempo mais o amigo precisa?

      "Pois bem, apresente-me no lugar daquelas, uma pregação de algum pastor adventista da Novo Tempo que afirme de que ao invés de ser jogado inteiramente sobre Cristo, que nossos pecados serão então colocados também sobre satanás, momento no qual a obra expiatória estaria completa, quando satanás então levaria sobre si e pagaria pelos pecados da humanidade no lugar de Cristo, completando a obra da expiação."

      Estarei esperando, meu amigo.

      Respondendo então a sua primeira pergunta:

      Ué, mudou de novo sua afirmação?

      "Quando cantam sobre a Igreja de Deus no tempo em que vivemos, pensam nela como sendo apenas a IASD, conforme ensina a Teologia Adventista?"

      "Qual é a Igreja Remanescente?"

      Primeio o amigo falou da Igreja de Deus, e agora vem falar da Igreja Remanescente??

      Mudou novamente suas afirmações amigo Luciano Sena?

      Então vamos lá novamente para os tais desafios:

      "Me mostre uma pregação de algum pastor adventista da TV Novo Tempo que afirme de que somente a IASD seja igreja de Deus e que o restante sejam Igrejas do Diabo e que dentre tais igrejas não haja um único cristão sequer que pertençam à igreja de Cristo"

      E o que o amigo fará quando, novamente, não conseguir cumprir os tais desafios? Deixará sua igreja? Ou será que deixará de afirmar coisas que não tem como provar?

      Pessoalmente prefiro que deixe de propagar a mentira, sobre coisas que não cremos. Mas fica à critério do amigo.

      Excluir
    2. Pela resposta abaixo:

      http://mcapologetico.blogspot.com/2013/12/cantores-adventistas-podem-cantar-em.html?showComment=1386702961570#c3610053919887206815

      Percebo que nem uma coisa nem outra. Mais uma vez, Luciano Sena, falhou em seu desafio e demonstrou que não tem condições de provar o que diz.

      Excluir
    3. Quanta baboseira desse site, eu canto nas igrejas presbiterianas, amo meus irmãos de lá e sinto que sou querido no meio deles, cantando Sergio Lopes ou Arautos do Rei> Parece que o Amor que é Deus está sendo esquecido por causa de tanto ódio disseminado nas publicações desse site, mesmo crendo que IASD tenha as características do remanescente e que os filhos sinceros de Deus sairão das igrejas para não serem seus cúmplices e nem participarem de seus flagelos(Apocalipse 18:4), o amor que é mandamento tem que ser obedecido e é isso que esse extremista desse site não entende.

      Excluir
    4. Jailton, quer prosseguir para vermos quem é ou não extremista, nesse sentido "exclusivista" que vc critica, mas que sutilmente mantém? Lendo seu comentário:"mesmo crendo que IASD tenha as características do remanescente e que os filhos sinceros de Deus sairão das igrejas para não serem seus cúmplices e nem participarem de seus flagelos(Apocalipse 18:4)" - a baboseira está bem grande aqui... o que vc vem fazer na IPB então??? Me fale de uma IPB que vc cantou... local. Por favor...

      Excluir
  4. Respostas
    1. Recuar? Onde recuei?

      O amigo é quem está recuando, então estou certo? O amigo já se deu por vencido?

      O amigo apagou um comentário logo abaixo e está sem palavras?

      A questão é simples meu amigo, a IASD acredita que os pecados da humanidade serão jogados sobre satanás quando então este mesmo satanás pagará pelos pecados da humanidade cumprindo então a obra da expiação no lugar de Cristo?

      Ou o amigo apenas distorceu algum verso que dizia de que a obra de julgamento e punição dos ímpios estaria completa quando o causador do pecado fosse enfim punido?

      Que diferença hein amigo!?

      Excluir
    2. Sr. Adventista, para os pecados serem retirados do santuário e eliminados, o que tem de acontecer, já que segundo a "revelação" de White não houve remissão de pecados na cruz. Segundo White, os pecados confessados são postos pela fé SOBRE CRISTO E TRANSFERIDOS PARA O SANTÍSSIMO DO SANTUÁRIO. Lhe pergunto: É isso que acontecia no dia da expiação, já que o sumo sacerdote só se "livrava" dos pecados APÓS CONFESSÁ-LOS sobre o bode vivo; "assim aquele bode vivo LEVARÁ SOBRE SI todas as iniquidades deles à terra solitária; e deixará o bode no deserto. O bode vivo, era morto como expiação pel o pecado, mas os pecados do povo só eram confessados e levados pelo bode vivo. A remoção dos pecados só ocorria quando o bode vivo era despachado para o deserto. O bode vivo não era Azazel mas para Azazel, o lugar que representava a ausência de Deus. 2 Pe. 2:4: "LEVANDO ELE MESMO EM SEU CORPO OS NOSSOS PECADOS sobre o madeiro..." Cristo foi ao inferno por causa de nossos pecados, o que era representado pelo bode vivo. Me prove que foi o bode morto que levava os pecados dos filhos de Israel. Eu só estou fazendo uma comparação das escrituras com a errada interpretação adventista, já que Cristo não é nenhum destes dois bodes, mas o cordeiro da páscoa. Além do mais, ele pertence a outro sacerdócio que possuí outra lei, e nem usa a indumentária do sacerdócio araônico, nem segue lei sacerdotal que só valia para a descendência de Arão, sendo Cristo da tribo de Judá. Porque insistir numa interpretação que está contradizendo as escrituras?

      Excluir
    3. Bem amigo Paulo Cadi, este já é um outro assunto. E mesmo segundo o que o amigo apresenta, não há nada que remeta a um trabalho de expiação por parte de Satanás, representado pelo então, bode emissário.

      O bode emissário, não era sacrificado e a Bílbia diz que sem derramamento de sangue não há remissão de pecados. O sumo sacerdote também não impunha as mãos sobre o tal bode, como que simbolizando alguma transferência de pecados.

      Aquele bode tão somente era levado para morrer no deserto, só isto!

      Quanto ao outro bode, aquele cujo sangue era derramado, era tão somente uma prefiguração ao sacrifício de Cristo na cruz do Calvário.

      É tão somente isto, amigo Paulo Cadi, todo o resto é especulação tirada da internet, de quem não tem mais o que fazer.

      Excluir
    4. Sr. Adventista, sem derramamento não há remissão de pecados; só que a doutrina do juízo investigativo ensina que a remissão de pecados começou em 22 de outubro de 1844, contráriando hebreus 10:18 que revela que já houve a remissão de pecados, e Cristo no ano 33 A.D. assentou-se à destra de Deus Pai, esperando daí em diante que seus inimigos sejam todos subjugados. No dia da expiação os pecados SÓMENTE ERAM REMITIDOS quando os pecados eram confessados sobre o bode vivo e ele era mandado embora. A parte do bode vivo era um COMPLEMENTO do que acontecia com o bode sacrificado, porque a remissão de pecados se efetua com o afastamento do bode vivo. Outro êrro desta heresia é de que o santíssimo celeste está acumulado de pecados dos crentes, quando isto não acontecia no santíssimo terrestre. Os pecados do povo de Israel ficavam simbólicamente no lugar santo onde todos os dias se apresentavam os sacerdotes. No dia da expiação havia a purificação dos pecados que ficavam acumulados no primeiro compartimento. Foi exatamente o que Cristo fez. Derramamento de sangue na cruz, o bode sacrificado, e remissão de pecados, o bode vivo, enviado a terra solitária. Outro êrro desta doutrina é que o bode emissário NÃO VOLTAVA MAIS, simbolizando a remissão dos pecados de uma vez por todas na cruz. Só que White afirma que após o milênio Satanás RETORNA para atacar a nova Jesrusalém, outro êrro, porque a nova Jerusalém só aparece no capítulo 21 de apocalipse, inaugurando os novos céus e a nova terra. É um êrro puxando o outro. Outro êrro desta heresia é que os pecados confessados dos crentes são pela fé colocados sobre Cristo (que heresia!!!) e transferidos para o santuário. Se não houve remissão de pecados na cruz eos pecados dos crentes são colocados sobre Cristo e transferidos para o santuário e a remoção dos pecados dos crentes só ocorre, segundo esta doutrina, quando são colocados sobre Satanás, o que você espera? Não houve remissão de pecados na cruz, segundo este ensinamento, e a remoção só acontece quando Satanás os carrega, então quando que Cristo vai remitir os pecados dos crentes? Qualquer pessoa que queira enxergar a verdade irá reconhecer que a doutrina do juízo investigativo é sim uma heresia.

      Excluir
    5. Paulo, tenho aprendido com os adventistas que "os dois pesos e duas medidas" é uma boa evasiva.

      Excluir
    6. É por isto amigo Paulo Cadi que existe o juízo investigativo de CONFIRMAÇÃO da salvação dos justos. Ali Cristo não oferece um novo sacrifício, como já te falei, mas faz uso de seu único e suficiente sacrifício feito uma fez para sempre, como diz o Espírito de Profecia.

      A expiação do pecado na morte de Crito na Cruz se dá pela certeza de Paulo de que o sacrifício seria aceito e teríamos acesso ao Santo dos Santos.

      A questão primordial é que antes não havia um cordeiro digno que pudesse ser sacrificado.

      Tendo Deus propiciado o cordeiro Jesus, a salvação ficou garantida, pois é o próprio Filho de Deus, portanto não há como ser rejeitado!

      É nesta plena certeza do perdão que nosso pecados foram todos perdoados lá na Cruz!

      Mas bem sabemos que na prática, nossos pecados hoje, só são perdoados, usando o sacrifício e o sangue de Cristo, quando nos arrependemos e nos batizamos.

      Veja por este prisma simples!

      Se o perdão de nossos pecados houvesse sido na cruz, dali em diante, toda a humanidade já estaria perdoada, independente de ter aceito a Cristo ou não!

      O que é então o juízo investigativo? Ora é um Juízo para demonstra aqueles que aceitaram a Cristo, e que no momento do arrependimento receberam perdão pelos seus pecados!

      Ou seja, se nosso pecados são perdoados, quando ACEITAMOS A CRISTO, significa que Jesus faz uso daquele sacirfício para nos perdoar!

      Ué, mas os pecados de toda a humanidade não foram perdoados na cruz?

      Veja então que na cruz, o nosso perdão foi GARANTIDO, mas não efetuado.

      O perdão é efetuado quando cada pessoa se arrepende, quando então Cristo no santuário, faz uso de seu sacrifício perante o Pai, a fim de obtermos o perdão!

      Simples assim.

      E mais, cristo está continuamente no santuário atuando também como nosso advogado, aos batizados, nascidos do espírito, que comentem algum pecado. Graças a esta intecessão contínua é que nosso pecados continuam a ser perdoados diariamente, mesmo após termos nos convertido, conquanto nos arrependamos destes pecados.

      E isto não á nada mais do que aquilo que era representado nas cerimônias do santuário terrestre. A diferença é que o véu que separava o santo do santíssimo foi removido, por isto Cristo pode fazer a remissão constante de nossos pecados.

      Quem dos santos perderá a salvação?

      Ora somente aqueles que tiverem seu nome apagado do livro da vida.

      Mas veja que nenhum pai terreno, deserda seu filho por falhar em alguma regra. Nenhum pai expulsa seu filho de casa por conta de qualquer transgressão.

      Da mesma forma Deus não apaga do livro da vida o nome de seus filhos por terem cometido algum pecado. Mas não pode permitir que permaneça lá aquele filho que transforma um pecado um estilo de vida, ou seja, Deus não pode permitir que o nome de apostatados permaneçam registrados naquele livro.

      Ou seja, uma vez salvo, se o cristão rejeitar a salvação e voltar à vida de pecados e perder a sua fé em Cristo, seu nome pode ser apagado do livro da vida.

      O juízo investigativo nada mais é do que mostrar aqueles que permaneceram fiéis até o fim, Cristo apenas confirma através de livros de registro de cada santo, o nome daqueles que estão contidos no livro da vida.

      Ou seja, Cristo apenas comprova de que aqueles que estão contidos no livro da vida, de fato o aceitaram e permaneceram fiéis e portanto tem direito à salvação.

      Isto serve para que o universo e as criaturas celestes tenham a certeza de que Deus foi justo e criterioso ao escolher aqueles que foram salvos.

      E quem pode temer este juízo? Ora apenas aqueles que uma vez tendo aceito a Cristo se afastaram dos caminhos de Deus e viva hoje em apostasia.

      Excluir
    7. Quanto a apocalipse 21, o amigo precisa entender este capítulo à luz de Isaías 66:24

      Veja que Apocalipse 21, apenas detalha o que João havia revelado mais atrás em Apocalipse 20, especialmente o verso 9 que diz:

      "E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou."

      Esse arraial dos santos, cidade amada é a Nova Jerusalém e veja que o capítulo é bem claro ao dizer que isto ocorreria depois dos mil anos conforme está escrito no verso 7:

      "E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão"

      Portanto não tenha duvidas de que a interpretação dos adventista está plenamente correta.

      Excluir
    8. Quanto ao bode onde o amigo afirmou "o bode emissário NÃO VOLTAVA MAIS, simbolizando a remissão dos pecados de uma vez por todas na cruz."

      De onde foi que o amigo tirou isto? Desde quando morrer abandonado no deserto significa remissão de pecados?

      A figura de remissão de pecados era bem claro, no derramamento de sangue, novamente lembro o amigo do que a Bíblia diz: Sem derramamento de sangue não há remissão de pecados.

      E o amigo precisa decidir se a figura representativa da expiação era o bode que era sacrificado, ou se era o bode que era abandonado.

      Azazel jamais representou a purificação do santuário, de onde foi que o amigo tirou isto?

      Entrando na onda do amigo, e para que o amigo tenha uma visão mais ampla de como o amigo enquadraria o bode para Azazel com a figura escatológica de satanás, leia os eventos de apocalipse 20 que lhe mostrei anteriormente.

      Satanás é posto em prisão e abandonado por mil anos, em completa solidão. Sobre ele eram jogadas somente as cadeias e as correntes de sua própria prisão, ou seja, Satanás era preso pelas circunstâncias.

      Da mesma forma o bode levado ao deserto era preso pelas circunstâncias, onde se encontrava completamente cercado pelo deserto, abandonado e solitário.

      Portanto se o amigo pretende fazer mesmo esta comparação do bode azazel com os eventos da prisão de satanás por mil anos, ainda mais motivos o amigo encontraria para crer de que realmente o bode para azazel seria uma representação do destino de satanás, enquanto que o outro bode, o que era sacrificado representava o destino do Cristo.

      Em suma, não há nenhum desencaixe com esta conclusão adventista, portanto, o bode para Azazel era mesmo uma representação de satanás enquanto que o outro bode era a imagem prefigurativa de Cristo. E somente com o bode que prefigurava a Cristo, era feito um trabalho expiatório.

      Estes dois bodes tem parte representativa no plano da salvação e apresenta a disputa antagônica entre dois Senhores pelo direito à humanidade.

      Nisto, Cristo era aceito, enquanto que satanás era rejeitado. Significando que somente Cristo poderia servir como pagamento pelos pecados da humanidade.

      Aqueles dois botes portanto, representavam o destino dos dois senhores que pretendiam se tornar o rei deste mundo. Mas somente um foi destinado ao sacrifício e remissão de pecados enquanto que o outro foi destinado ao abandono e esquecimento.

      Portanto, amigo Paulo Cadi, o amigo é quem precisa se cuidar, em não aceitar a Azazel como uma figura de expiação pelos pecados a humanidade, porque então, o amigo é quem estaria cometendo uma heresia.

      Há um único cordeiro verdadeiro e que tira o pecado do mundo e não dois. O único cujo sangue foi derramado e aceito para remissão de nossos pecados. O outro deve ser apenas abandonado e rejeitado.

      Excluir
    9. Existem inúmeras contradições entre os escritos de White e as sagradas escrituras com respeito a doutrina do juízo investigativo, que, de passagem, nem é mencionada no livro de hebreus. Em primeiro lugar, Cristo é representado como vitíma, não por um dos bodes de Levítico 16, mas pelo cordeiro da Páscoa, e sua ressurreição pelo dia das Primícias. Em hebreus 10:12 está que Cristo ofereceu um ÚNICO sacrifício; a Páscoa caia em abril, e o dia da expiação em outubro. Cristo não poderia em tipo ser sacrificado DUAS VEZES. Então a heresia adventista já começa a mostrar suas garras, só por aí. Depois, Cristo não poderia oficiar segundo a ordem do sacerdócio araônico, pois isto estava reservado só aos descendentes de Arão. Cristo, como sumo sacerdote é representado por Melquisedec. A heresia adventista é patente: O Grande conflito, na p. 438: "A obra do juízo investigativo e EXTINÇÃO DOS PECADOS, (enfase minha), deve efetuar-se antes do segundo advento do Senhor. Visto que os mortos são julgados pelas coisas escritas nos livros, É IMPOSSÍVEL QUE OS PECADOS DOS HOMENS SEJAM CANCELADOS antes de concluído o juízo em que seu caso deve ser investigado." Completamente contradiz hebreus 9:26: "...Mas agora na consumação dos séculos UMA VEZ se manifestou para ANIQUILAR (gr. athetesis, pronúncia-se, afeitesis) o pecado pelo sacrifício de si mesmo." Revelação 1:5: "...Àquele que nos amou e em seu sangue nos lavou (libertou) de nossos pecados." 1Jo. 1:7: " Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o SANGUE de Jesus Cristo, nos PURIFICA de todo o pecado." Ou seja, o sangue de Cristo está sempre atualizando a purificação já realizada na cruz. Hb. 1:3..."havendo feito por si mesmo a purificação de nossos pecados, ASSENTOU-SE À DESTRA da majestade nas alturas." À destra, no santíssimo segundo a ordem de Melquisedec, e não a frente da arca da aliança, rogando perdão como o sumo sacerdote araônico e nem usando sua indumentária como se vê na literatura adventista. O propiciatório no santíssimo, representava o Trono de Deus, onde o shekiná se manifestava. Ali, em antítipo, Jesus adentrou o santíssimo celeste e sentou-se no Trono do Pai. Hb. 8:1. White afirmou: "Começando com os que primeiro viveram na terra, nosso advogado APRESENTA OS CASOS DE CADA GERAÇÃO SUCESSIVA, finalizando com os vivos. Todo o nome é mencionado, cada caso minuciosamente investigado. ACEITAM-SE NOMES E REJEITAM-SE NOMES. GC. p. 486. Já que White afirma que este é o julgamento dos crentes, as Jesus se contrapõem e declara: "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, TEM A VIDA ETERNA, e NÃO ENTRARÁ EM JUÌZO, mas PASSOU da morte para a vida. Será que Enoc, Moisés e Elias, foram dispensados do juízo investigativo, já que segundo o ensinamento adventista eles já estão no céu? Continua...

      Excluir
    10. Hebreus 10:14: "Porque com UMA SÓ oblação APERFEIÇOOU (em si mesmo) PARA SEMPRE os que são santificados." Hb. 10:17-18: "E JAMAIS ME LEMBRAREI DE SEUS PECADOS E DE SUAS INIQUIDADES. Ora, onde há REMISSÃO DESTES, não há mais oblação pelo pecado. Hebreus está afirmando que se não houve remissão de pecados na cruz, Jesus teria que morrer de novo pelos pecados, ou seja, o sacrifício de Cristo IMPLICA necessáriamente a remoção dos pecados. Ainda que o crente tenha pecado, em Cristo ele é IMPECÁVEL; evidente que isto não é um salvo conduto para a libertinagem. Cristo tendo ressucitado dentre os mortos, não carrega mais pecados, opondo-se ao que diz White, em o GC. onde ela afirma com todas as letras, que os pecados confessados dos crentes, são pela fé colocados SOBRE Cristo e transferidos para o santíssimo. O santíssimo onde Jesus entrou é onde estão os quatro seres vivente e os vinte quatro anciãos, como revela ap. 4. O cordeiro assentou-se à destra do Pai, após a obra consumada. "Esta consumado."Jo. 19:30. O véu do templo que foi rasgado, era o que separava o santo do santíssimo, simbolizando a carne do cordeiro e declarando que o acesso ao Pai, no santíssimo onde Cristo entrou após sua ascensão estava aberto. Não há a miníma insinuação que Cristo esperou 18 séculos para adentrar o santíssimo, mas o oposto; "Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e ASSENTOU-SE (palavra régia), À DIREITA DE DEUS." Mc. 16:19. Em 1Co. 15:25 diz: "Convém que ele REINE até que haja posto todos os inimigos debaixo debaixo de seus pés." Não pode haver perdão sem REMISSÃO. Afirmar o contrário é absurdo. Mas é isto que White ensina em o Grande Conflito. Se uma pessoa é perdoada da divída, seu nome tem de ser retirado da lista de devedores, doutra forma ele não foi perdoada. Pedro disse: "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para que sejam CANCELADOS os vossos pecados..."At. 3:19. Não era para o fictício 22 de outubro de 1844 onde não aconteceu NADA, mas o cancelamento de pecados que havia ocorrido na cruz, devia AGORA, IN LOCO, ser aplicado aos que cressem. Continua...

      Excluir
    11. Azazel: Uma detalhada descrição é encontrada na Mishná, na descrição geral do "avodá" do dia da expiação. O sumo sacerdote lançou sortes para YHWH e para AZAZEL (significando lugar árido, deserto). Depois que ele lançou sortes para Azazel, amarrou um foi vermelho e parou o animal em frente ao portão, através do qual seria levado. Mishná 4:1-2. Depois que o sumo sacerdote havia realizado vários rituais, voltou para o bode, colocou as mãos sobre ele e confessou: "Ó Deus, o teu povo, que pecou e transgrediu diante de ti..." Ele, então, entregou o bode ao sacerdote que ia levá-lo, chamado de I´SH ITTI (Lev. 16:21). Quando o sacerdote com o bode, atingiu o penhasco, ele empurrou o bode, que dificílmente atingiria o meio do caminho, em sua descida sem antes de ser totalmente desmembrado. Mishná, yoma 6:2-6. O bode foi MORTO afim de garantir que ele não voltaria carregado com os pecados. Então, vemos que o ritual do sacerdócio araônico, NADA tem a ver com a igreja gentia, que com Cristo detém o sumo sacerdócio segundo a ordem de Melquisedec que em figura serviu a ceia para Abraão. Ao contrário da heresia adventista, os dois bodes serviam para um mesmo fim, pois o bode vivo dava testemunho ocular de os pecados daquele ano tinham sido removidos. NADA a ver com o diabo, já que a confissão do sumo sacerdote sobre o bode vivo era para a REMOÇÃO dos pecados do povo. O bode, não tinha culpa nenhuma. É tão simples de entender, mas tem gente que prefere as heresias e despreza a palavra. Continua...

      Excluir
    12. Na quinta linha é "fio vermelho", não, foi vermelho.

      Excluir
    13. Sr. Adventista, quanto ao texto de ap. 20, NADA é mencionado sobre a nova Jerusalém descendo. A cena de ap. 20 7-10, acontece ante do julgamento do "Grande Trono Branco". Depois que o julgamento termina aí sim é que vem os novos céus e nova terra. Não tem como você colocar ap. 21 no contexto de ap. 20:7-10, a não ser pela imaginação, mas não pela escritura que nem de longe insinua que a cidade santa desceria ANTES do julagamento. Você NÃO TEM COMO PROVAR pelas escrituras que a cidade amada e arraial dos santos que está na velha terra e velhos céus seja a jerusalém celeste e muito menos ainda que ali, em ap. 20:7-10 houve a ressurreição dos ímpios como ensina White. A ressurreição dos ímpios ocorre em ap. 20:12-13 e não em 20:7-10 que nem toca no assunto, ressurreição. O texto afirma que Satanás "sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra", ou seja, nações que viveram o milênio. A biblía fala que Satanás foi lançado no abismo, vocês dizem que é a terra. REALMENTE vocês são incrédulos, não creem no que a biblía diz, torcem todos os textos. Depois afirmam que no milênio a terra será vazia. Então de onde saíram as nações acima mencionadas, se ali não houve ressurreição NENHUMA? Em ap. 9:1 diz: E o quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela (anjo) que do céu caiu na terra; e foi lhe dada a chave do poço do abismo." É claro em sentido espiritual, mas Satanás no milênio, não estará na terra, mas no abismo espiritual de onde será tirado no fim do milênio, como aqueles anjos de que fala Pedro, em sua 2 epístola, 2:4.

      Excluir
    14. Srs. Comentarístas
      Paz a todos
      Levítico Capítulo 16 versículo
      8 Lançará sortes sobre os dois bodes: uma, para o SENHOR, e a outra, para o bode emissário.
      9 Arão fará chegar o bode sobre o qual cair a sorte para o SENHOR e o oferecerá por oferta pelo pecado.
      10 Mas o bode sobre que cair a sorte para bode emissário será apresentado vivo perante o SENHOR, para fazer expiação por meio dele e enviá-lo ao deserto como bode emissário.
      11

      1- O termo "para o Senhor" . Significa "cair a sorte para ser oferecido ao Senhor em sacrifício" e"para bode emissário" "cair a sorte para ser bode emissário. O artigo definido "o" não consta no original.Assim não tem nada a ver com dois seres antagônicos e sim dois bodes utilizados parapropósitos diferentes, oferta sacrificial pelo pecado e afastamento do pecado.
      "a imagem dupla que Cristo foi feito 'pecado por nós' (1Co 5:21), e de que ele carregou nosso pecados, 1 Pe 2:24) se harmoniza com o papel dos dois bodes no dia da expiação. Aquele que foi sacrificado como oferta pelo pecado e aquele que levava embora os pecados confessados do povo." (Comentário Bíblico Vida Nova,p. 226)
      "Os vários aspectos da obra de Cristo na redenção são simbolizados pelo que os dois animais desempenham no Dia da expiação, cada um com o seu papel...o primeiro bode era morto e o seu sangue derramado lv 16:15, representando a morte substitutiva de Cristo e o derramamento de seu sangue por nosso pecados.O sumo sacerdote tinha então de tomar o bode emissário, confessar os pecados dos filhos de Israel sobre aquele bode, e enviá-lo ao deserto. Isso representava o efeito de levar embora, para sempre, os pecados de Israel, e simbolizava a obra de Cristo, que era levar para sempre os nosso pecados..." ( Manual popular de Enigmas, Dúvidas e Contradições da Bíblia, Ed. Mundo Crsitão, p.98)

      2- O bode emissário era utilizado para fazer expiação (kapar- no grau piel) por meio dele, não tem em nenhum dicionario hebraico o sentido dado pela igreja adventista:
      o Léxico de Strong diz:

      1) cobrir, purificar, fazer expiação, fazer reconciliação, cobrir com betume
      1a) (Qal) cobrir ou passar uma camada de betume
      1b) (Piel)
      1b1) encobrir, pacificar, propiciar
      1b2) cobrir, expiar pelo pecado, fazer expiação por
      1b3) cobrir, expiar pelo pecado e por pessoas através de ritos legais
      1c) (Pual)
      1c1) ser coberto
      1c2) fazer expiação por
      1d) (Hitpael) ser coberto
      O Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento diz:
      "Fazer expiação, fazer reconciliação, purificar".
      CONTINUA A SEGUIR...

      Excluir
    15. CONTINUAÇÃO...

      3- Fontes bem Atualizadas mostram que o termo que deu origem ao nome próprio "Azazel", que ocorre no Texto massorético (texto utilizado pelos judeus modernos, que data da idade Média) é um erro de fusão de duas palavras, provada por antigas traduções que datam antes de Cristo como a Septuaginta (LXX), dando origem a uma interpretação exotérica judaica.É impressionante como a maioria dos comentaristas b´bíblicos desconhecem este fato:
      "O Texto Massorético indica um nome próprio, que, a parte dessa menção, é inteiramente desconhecido [nas Escrituras], Azazel, que os rabinos da Idade Média explicavam ser designação de um demônio peludo do deserto. Então Arão lançaria sortes por um demônio. Ora, não se faz inclusão do culto ou adoração de demônios em parte alguma da Tora, e não pode existir a mínima possibilidade de que tal culto surja aqui (e nos versículos seguintes deste capítulo [Lv16].A óbvia solução desse enigma encontra-se na separação das duas partes da palavra 'Azazel', de modo que fique ez azel, isto é, 'o bode da partida ou da demissão'. Noutras palavras, como o versículo 10 deixa bem claro, esse segundo bode deve ser conduzido para fora, ao deserto, para onde deverá encaminhar-se, e de modo simbólico, levar embora os pecados do povo de Israel, retirando-os do campamento do povo. É inquestionável que a LXX entendeu o versículo e o nome Azazel dessa forma,, ao apresentar a grafia to apopompaio (para o que for enviado para longe). De forma semelhante, a Vulgata traz capro emissário (para o bode que deve ser despedido). Assim, ao separarmos as duas palavras que foram indevidamente fundidas numa só no hebraico, passamos a ter um texto que faz sentido perfeito no contexto, sem fazer concessão a demônios, cujo exemplo não existe nas Escrituras. Noutras palavras, 'bode emissário' (KJV, NASB, NIV) é a verdadeira tradução a ser empregada, em vez de "para Azazel"(ASV, RSV)(Enciclopédia de Dificuldades Bíblicas, 1998, 2ª impressão, p.39 )
      "azazel, palavra que talvez devesse ser vocalizada como ez azel (um bode de partida)É preciso que se entenda que o registro dos documentos do AT era escrito só com as consoantes; os pontos representativos das vogais só passaram a ser colocados no texto a partir de 800 d.C [Texto Massorético] ...A tradição segundo a a qual o bode emissário era o nome de um demônio do deserto originar-se-ia muito tempo depois, e estaria totalmente em desacordo como os princípios da redenção ensinados na Tora. Portanto, é inteiramente errado imaginar que esse cabrito representava o próprio Satanás, visto que nem o diabo nem seus demônios jamais são mencionados desempenhando funções expiatórias em prol da humanidade - que é a implicação dessa interpretação"(Idem p. 137)
      "A palavra tem sido entendida e traduzida de diversas maneiras. As versões antigas (LXX, Símaco, Teodócio e Vulgata) entenderam que a palavra indica o 'bode que se vai', considerando comoderivada de duas palavras hebraicas: ez= bode, e azal= virar-se"
      "Uma possibilidade final é considerar o vocábulo [Azazel} como a designação de um ser pessoal de modo a contrapor-se à palavra SENHOR . Neste sentido Azazel poderia ser um espírito maligno (Enoque 8:1; 10:4; 2 CR 11:15; Is 34:14; Ap 18:2 ou até mesmo o próprio demônio (KD. loc. cit.), numa oposição de antítese ao Senhor. NO entanto, as referências de Enoque a Azazel como um demônio dependem, sem dúvida alguma, da interpretação que o próprio autor desse livro faz de Lv. 16 e Gn 6:4"
      "Mas nessa passagem joanina também se percebe uma alusão ao bode emissário Esse fato é claramente visto nas palavras 'leva embora' (ARA, ´tira'; cf. 1 Jo 3:5 ) (Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento, p. 1099"

      CONTINUA A SEGUIR ...

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Sr Adventista, o que está pressuposto nas letras A,B,C e D estão todas em suas obras. Eu iria colocá-las em uma nota. Mas sabe, não compensa.

    Se algum irmão em Cristo me pedir tais provas, eu envio. Não terei esse trabalho para te mostrar o que sempre você justificará. Sempre justificará a IASD e mãe White.

    Só isso.

    ResponderExcluir
  7. Tudo resume-se nisso: Ellen White ensinou que Satanás está envolvido no bojo da expiação, que agora os adventistas se virem para que a Bíblia fale isso também.

    Se Ellen White não tivesse dito isso, os Adventistas mui provavelmente falaria o a maioria diz a respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se resume? Acaso lhe pedi um resumo?

      Se o amigo deseja realmente que eu deixe minha religião por conta do seu próprio desafio, é melhor que cite aqui pelo menos o título da obra, a página e o parágrafo de onde o amigo teria tirado esta barbaridade, já que o amigo não consegue comprovar através de pregações dos Pastores da Rede Novo Tempo.

      Sabe qual o nome disto amigo Luciano Sena?

      Isto chama-se desonestidade intelectual, falácia e distorção de textos originais.

      Estarei esperando ainda que o amigo complete o desafio, não vá falhar novamente!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Sem palavras novamente amigo Luciano? Ou será que está sem fontes como o amigo afirmou? Não tenha pressa, estarei esperando o tempo que precisar.

      Excluir
    4. * ou será que está sem as fontes que o amigo afirmou que tinha?

      Excluir
    5. Acho que nem uma coisa nem outra.

      Excluir
    6. Acho? Nem nisto o amigo tem certeza?

      (facepalm)

      Excluir
    7. Talvez acho...
      Diga a verdade, acha mesmo que o que eu coloquei na postagem é produto de minha imaginação?

      Excluir
    8. Não! Creio que seja falta de preocupação com a honestidade ao tratar da religião alheia mesmo.

      Excluir
  8. É bom dizer que os adventistas só não "dizem" o diabo é nosso co-redentor. Mas levando em consideração Lv 16, a acusação dos críticas não é sem sentido.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia,

    Gostaria de dizer que isso tudo é muito relativo e um pouco exagerado.

    Eu canto no Coral Shekinah de Campinas - SP, coral Adventista. E sempre cantamos na Igreja Presbiteriana do Jd. Licínia de Campinas. Assim também como o Coral Aliança, da Igreja Presbiteriana, canta direto na nossa Igreja, Adventista do Jd. São José.

    Já realizamos vários projetos musicais juntos e temos um ótimo relacionamento.

    Por mais que exista diferenças entre as crenças das denominações, não vejo problema em louvar a Deus juntos!

    É como a música "Verdade" da cantora Daniela Araújo diz:

    "Não preciso mais me preocupar
    Com as diferenças que só nos separam
    Se o que nos une é maior"

    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano,

      Eu compreendo a sua posição. Sei que sua preocupação é com o cuidado e a preservação da Igreja Presbiteriana e seus membros. Compreendo você pois muitas Igrejas Adventistas possuem um pensamento parecido.

      Mas veja bem: Quem somos nós para julgarmos o servo alheio? Julgar o que ele pensa?

      Eu sei que você considera a IASD uma seita, e portanto, acredita que não há "verdade" no louvor adventista. E ainda acredita que o fato de um adventista cantar na Presbiteriana, prejudica o culto ortodoxo.

      Mas eu posso te garantir que isso é relativo! Sabe porque? Porque o Coral Shekinah, onde canto, participa de um monte de eventos gospel de várias outras denominações, não só na Presbiteriana. - E eu não estou pensando nas minhas crenças ou nas doutrinas da minha Igreja quando estou louvando. Eu estou pensando em Deus, em dar o meu melhor para tocar o coração das pessoas. Penso em como será lindo quando existir um grande coral no Céu, onde não haverá placas de igrejas nos separando, mas apenas uma família.

      Eu realizei um evento na IASD do Jd. São José em Campinas - SP, no qual participaram cantores da Igreja Batista, Igreja do Nazareno, Igreja Presbiteriana e Assembléia de Deus.

      O evento foi ótimo e muitas pessoas foram tocadas!

      É como eu disse, eu compreendo que existam essas diferenças doutrinárias, mas muito acima delas, deve existir o amor, o respeito e a união.

      E isso é algo que a IASD, de forma geral, e outras denominações precisam entender.

      Não são as doutrinas que salvam alguém, mas somente o Amor. As doutrinas são reflexos e consequências de uma aceitação. Mas somente o Amor de Jesus pode constranger um espírito.

      Excluir
    2. Compreendo o que você disse. Porém, para uma coerência interna, mórmons e TJs são iguais (dentro de um contexto de classificação herética).

      Cara, não tenho ódio de vcs, vcs tem suas igrejas. A teologia aí trata as demais de Babilônia.

      Levando em conta sua perspetiva, cantores católicos deveriam participar também, apesar da diferença, eles creem em Jesus, não é mesmo?

      Excluir
    3. Sim sim, você tem razão.

      Sinceramente, se eu conhecesse um cantor católico que cantasse bem, e estivesse inserido no contexto de uma programação de música gospel com fins evangelísticos, com certeza eu chamaria para cantar também. Entretanto, a própria cultura católica é fechada nesse aspecto.

      Claro que tudo deve ser tratado com coerência, ordem e decência. Mas eu acredito que em muitas situações, as doutrinas podem ser colocadas de lado, para um propósito mais elevado.

      A teologia adventista que chama outros sistemas religiosos de meretrizes, está inserida dentro de um contexto histórico, e se refere diretamente aos sistemas religiosos, e não aos indivíduos.

      Excluir
    4. O Presbiterianismo é um sistema, mas vc foi cantar lá.

      Excluir
    5. Sim! O Presbiterianismo é um sistema. Mas as pessoas são "igrejas" indivíduos. E quando eu vou cantar lá, eu não canto nenhuma música que tenha alguma doutrina adventista que seja diferente. Eu vou apenas louvar à Deus e tentar levar uma mensagem de alegria e esperança as pessoas. Não tenho a intenção de "converter" presbiterianos ao adventismo com o meu canto.

      Assim como o Coral Aliança e outros cantores vão cantar na minha igreja, com o mesmo objetivo: adorar a Deus.

      Excluir
  10. Acrescentei notas no fim da postagem. Visando a IPB que está enganada recebendo cantores adventistas.
    Caso algum leitor se interesse nas provas das lestras A< B C D E, está a disposição.

    ResponderExcluir
  11. Luciano, parabéns!

    Vc está conseguindo fazer sectarismo herético dentro da IPB.

    E vc já tem até adeptos! Paulo Cadi (Fiel Escudeiro), Fernando Costa, Danilo Costa, e outros simpatizantes...

    Já posso até imaginar o nome de sua nova seita herética: Anti-adventistas.

    Vá fundo Luciano... Vc está cada dia mais próximo de fundar sua nova religião herética. Seguidores vc já tem!

    Tenho certeza que a IPB como Igreja prestigiada que é e com o valor que presta a sociedade cristã em geral não compactua com seu sectarismo herético!

    Fique na paz!


    ResponderExcluir
  12. Mesmo?

    Quer saber de conversas que tive com o presidente do supremo concílio da IPB sobre Ellen White?

    Nicodemus já chamou Ellen White de "profetisa mor" do adventismo.

    Mesmo blogueiros como Renato Vargens chamam vcs de seita, e vem me dizer que sou apenas eu?

    Acorda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero ver a conversar...

      Aliás, gostaria de ver documentos oficiais da IPB sobre o assunto.

      Tenho certeza que vc não vai mostrar NADA, pq vc não tem NADA. Como sempre só FALÁCIAS E FALAS ACUSAÇÕES...

      E... seita, não quer dizer que seja herético, mesmo pq a IASD não é uma seita, pois não é um grupo pequeno e sim uma IGREJA GRANDE, QUASE NO MUNDO TODO.

      Já o grupo que vc está formando por aqui é muito pequeno classificando-se com uma seita e herética ainda... Acho que vc deveria saber disso já que vc se acha um "estudioso acadêmico".

      Fique na paz!

      Excluir
    2. Eu não disse que sou estudioso acadêmico, disse? Eu estudo.

      Agora se vc quer me convencer que eu não conheço a minha denominação, mesmo estudando em um de seus institutos por três anos, então eu já não sei de mais nada... aprendi Constituição da IPB com o presidente do Supremo Concílio, e não conheço a IPB?

      Você pode me dizer que eu não conheço a IASD... e perceba que eu não trato de nenhuma questão interna (estrutura, escolas, governo, finanças, etc)...então tenho que ficar quieto. Mas por favor, conhecer a IPB acho que a conheço um pouco a mais do que vc...

      Excluir
  13. Bom dia,

    Eu ainda acho exagerado esse separatismo apenas por crenças diferentes. Não vejo Jesus Cristo olhando do Céu e vendo somente placas de igrejas, penso que Ele nos enxerga como a própria Igreja. Por mais que creiamos que o movimento adventista é único em relação a verdades bíblicas, isso não significa que somente os adventistas são os salvos e donos de toda a verdade. Que Deus teria um remanescente no fim dos tempos é um fato bíblico, mas que esse remanescente seria a única fonte de salvação, já não é! - Deus nos julga de acordo com o nosso conhecimento e de acordo com a nossa fé, porém, o caminho da verdade é UM, a saber, Jesus Cristo.

    Quanto a esses pontos mencionados nas letras A,B,C,D e E, não vejo nada incoerente, pelo contrário, vejo algo coerente dentro do CONTEXTO escrito, pois os pontos estão relacionados as crenças da IASD, e nada mais justo do que descrever a fé dentro de um livro específico pra isso, como o Nisto Cremos, por exemplo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz do Senhor a todos!
      É triste vê pessoas acreditarem que a verdade do Senhor Jesus está presa a uma denominação. Toda a verdade que precisamos crê está nas Escrituras (2 Tm 3.16) e somos advertido para não irmos além do que está escrito (1 Co 4.6) e não acreditar em nenhuma revelação além do puro Evangelho da graça que já foi anunciado (Gl 1.8), pois não se faz necessário acrescentar nada a mais (Ap 22.18) Observando esses principios da Palavra de Deus, poderemos manter nossa fé pura e nos guardar das heresias denominacionais, que surgem, sem excessão, através de supostas "revelações", dando um falso fundamento, consequentemente criando-se seitas, sendo facilmente identificadas com tais, pois as quais se apresentam como: "A única que tem a verdade", "A igreja verdadeira" "Os remanescentes", etc. O crente deve fugir dessas igrejas que descaradamente roubam a Glória de Cristo, e atribuem a si serem detentoras da Verdade. Dou graças a Deus que estou em uma denominação que não se faz necessáio falar a placa da Igreja quando estou evangelizando, pois creio que tudo que precisamos é: Jesus, sua Palavra e a ação do Espírito Santo em nossas vidas.

      Excluir
    2. Arielton, é exatamente isso, este negócio de "igreja verdadeira" é a maior furada. A única Igreja Verdadeira compõe-se de "todos aqueles que em todo lugar invocam o nome do Senhor Jesus, com um coração puro, e seguindo o mesmo evangelho da graça que Deus nos trouxe através do apóstolo Paulo. Amém!

      Excluir
  14. Vou falar pouco sobre esses pontos descritos nas letras:

    A - Sobre Azazel - A Bíblia de Jerusalém em nota de rodapé, comentário, diz quanto a Azazel: “A versão Siríaca, é o nome de um demônio que os antigos hebreus e cananeus acreditavam que habitasse o deserto, terra árida, onde Deus não exerceria a sua ação fecunda”. - De acordo com a tipologia do santuário os pecados dos homens não são expiados por satanás, “…levará sobre si”, leva para o deserto, ele os carrega por responsabilidade. - O fato de ser lançado sortes um “por Jeová” e outro “por Azazel.” Segundo o Talmud, os bodes deviam ser o mais parecido possível (Talmud – Yoma 62a), para evitar o erro de trocarem, atavam um cordão escarlate no chifre do bode para Azazel e um no pescoço do bode para o Senhor. Não haveria necessidade desta atitude se os bodes tinham a mesma finalidade. Cadê a coerência e a lógica?!

    B - "aceitar o sábado do sétimo dia implica aceitar a escatologia da tríplice mensagem angélica de Apocalipse 14." - Nada mais lógico pra alguém que entende e aceita o Sabbath como Dia de Descanso físico e espiritual e como um sinal que demonstra quem é o Criador. A lógica está por todo o capítulo 14 de Apocalipse. Quando este diz: "E outro anjo seguiu, dizendo: Caiu, caiu Babilônia, aquela grande cidade, que a todas as nações deu a beber do vinho da ira da sua fornicação". - Apocalipse 14:8 - Simbolicamente representando confusão religiosa e o sistema religioso papal, que MUDOU a Lei de Deus, Babilônia caiu pois a Verdade foi restaurada (inclusive a alteração do Sabbath para o Domingo). - Outro: "Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus." - Apocalipse 14:12 - O Sabbath está relacionado ao caráter do Criador e aos Seus Mandamentos. Portanto, penso que a afirmação da letra "B" é lógica e coerente para os adventistas.

    C - Bem, nesse capítulo do Grande Conflito, está sendo tratado do assunto "Marca da Besta", "Sabbath" e "Domingo", por isso, deve-se compreender o contexto. Esse "critério final" está relacionado a fidelidade, obediência e aceitação. O sentido do texto é: ou você é fiel a Deus e as Escrituras e observa o Sabbath como o Dia Santo, ou você é fiel ao sistema religioso terrestre que mudou a Lei de Deus. - Ou seja, o critério final é a escolha.

    D - Crer que seu movimento seja o único, não significa ser os únicos salvos! Volto a afirmar: A mensagem é única pois ela visa restaurar verdades esquecidas, mas a salvação é individual e é de conhecimento apenas do Altíssimo. - Crer que a mensagem adventista é única é coerente, pois de fato, é.

    E - "O dom de profecia manifestou-se ativamente no ministério de Ellen G. White." - Tinha que se manifestar em alguém né?!

    ResponderExcluir
  15. Sobre 1844 e o Santuário, percebi em alguns comentários uma certa confusão. Veja bem:

    1) a exatidão da data (22/10/1844) se dá ao estudarmos a maior profecia bíblica, das "2.300 tarde e manhãs" de Daniel 8:14, quando se a "purificação do Santuário Celestial", que, no ministério sacerdotal terrestre, era o dia em que o sumo sacerdote adentrava no lugar Santíssimo... como um dia de "juízo".

    2) pelo que me parece, há uma inversão de título/função/deveres que está gerando a dúvida... Veja, não era a entrada no lugar Santíssimo que tornava alguém o sumo sacerdote. Pelo contrário, era a função de sumo sacerdote que dava o "direito" (dever) de adentrar naquele lugar!
    Portanto, foi na Sua glorificação no Céu, no evento terreno do Pentecostes, que Cristo assentou-Se no trono e, ao mesmo tempo, assume o papel de Sumo Sacerdote... e como é o nosso Sumo Sacerdote, adentrou no lugar Santíssimo, inaugurando a fase investigava do juízo, em 22/10/1844.

    ResponderExcluir
  16. Estimado Gabriel Sanchez
    Paz te seja multiplicada
    Com relação aos Bodes, ambos claramente nas Escrituras representam ao Senhor Jesus, Nosso Único e Todo-Suficiente Salvador.
    Observe com atenção o comentário a seguir:
    Fontes bem Atualizadas mostram que o termo que deu origem ao nome próprio "Azazel", que ocorre no Texto massorético (texto utilizado pelos judeus modernos, que data da idade Média) é um erro de fusão de duas palavras, provada por antigas traduções que datam antes de Cristo como a Septuaginta (LXX), dando origem a uma interpretação exotérica judaica.É impressionante como a maioria dos comentaristas b´bíblicos desconhecem este fato:
    "O Texto Massorético indica um nome próprio, que, a parte dessa menção, é inteiramente desconhecido [nas Escrituras], Azazel, que os rabinos da Idade Média explicavam ser designação de um demônio peludo do deserto. Então Arão lançaria sortes por um demônio. Ora, não se faz inclusão do culto ou adoração de demônios em parte alguma da Tora, e não pode existir a mínima possibilidade de que tal culto surja aqui (e nos versículos seguintes deste capítulo [Lv16].A óbvia solução desse enigma encontra-se na separação das duas partes da palavra 'Azazel', de modo que fique ez azel, isto é, 'o bode da partida ou da demissão'. Noutras palavras, como o versículo 10 deixa bem claro, esse segundo bode deve ser conduzido para fora, ao deserto, para onde deverá encaminhar-se, e de modo simbólico, levar embora os pecados do povo de Israel, retirando-os do campamento do povo. É inquestionável que a LXX entendeu o versículo e o nome Azazel dessa forma,, ao apresentar a grafia to apopompaio (para o que for enviado para longe). De forma semelhante, a Vulgata traz capro emissário (para o bode que deve ser despedido). Assim, ao separarmos as duas palavras que foram indevidamente fundidas numa só no hebraico, passamos a ter um texto que faz sentido perfeito no contexto, sem fazer concessão a demônios, cujo exemplo não existe nas Escrituras. Noutras palavras, 'bode emissário' (KJV, NASB, NIV) é a verdadeira tradução a ser empregada, em vez de "para Azazel"(ASV, RSV)(Enciclopédia de Dificuldades Bíblicas, 1998, 2ª impressão, p.39 )

    CONTINUA A SEGUIR ...

    ResponderExcluir
  17. CONTINUIDADE ...

    "azazel, palavra que talvez devesse ser vocalizada como ez azel (um bode de partida)É preciso que se entenda que o registro dos documentos do AT era escrito só com as consoantes; os pontos representativos das vogais só passaram a ser colocados no texto a partir de 800 d.C [Texto Massorético] ...A tradição segundo a a qual o bode emissário era o nome de um demônio do deserto originar-se-ia muito tempo depois, e estaria totalmente em desacordo como os princípios da redenção ensinados na Tora. Portanto, é inteiramente errado imaginar que esse cabrito representava o próprio Satanás, visto que nem o diabo nem seus demônios jamais são mencionados desempenhando funções expiatórias em prol da humanidade - que é a implicação dessa interpretação"(Idem p. 137)
    "A palavra tem sido entendida e traduzida de diversas maneiras. As versões antigas (LXX, Símaco, Teodócio e Vulgata) entenderam que a palavra indica o 'bode que se vai', considerando comoderivada de duas palavras hebraicas: ez= bode, e azal= virar-se"
    "Uma possibilidade final é considerar o vocábulo [Azazel} como a designação de um ser pessoal de modo a contrapor-se à palavra SENHOR . Neste sentido Azazel poderia ser um espírito maligno (Enoque 8:1; 10:4; 2 CR 11:15; Is 34:14; Ap 18:2 ou até mesmo o próprio demônio (KD. loc. cit.), numa oposição de antítese ao Senhor. NO entanto, as referências de Enoque a Azazel como um demônio dependem, sem dúvida alguma, da interpretação que o próprio autor desse livro faz de Lv. 16 e Gn 6:4"
    "Mas nessa passagem joanina também se percebe uma alusão ao bode emissário Esse fato é claramente visto nas palavras 'leva embora' (ARA, ´tira'; cf. 1 Jo 3:5 ) (Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento, p. 1099"
    CUIDADO SERVOS DE DEUS SINCEROS, SATANÁS SEMPRE QUIZ INTERFERIR-SE, PARA ROUBAR Á GLÓRIA DO SENHOR. ELE É UM INVEJOSO. OLHEMOS COM CARINHO OS TEXTOS DAS ESCRITURAS. E VERIFICAREMOS QUE JESUS FOI NÃO SOMENTE ÁQUELE QUE MORREU POR NOSSOS PECADOS, MAS QUE TAMBÉM LEVOU EMBORA PARA O DESERTO DO ESQUECIMENTO TODOS OS NOSSOS PECADOS. À ELE TODA A GLÓRIA.
    No Amor de Jesus
    Wilton

    ResponderExcluir
  18. CONTINUIDADE PARA CONCLUSÃO SOBRE LV. 16

    4- O uso do nome próprio Azazel implica que um sacrifício era oferecido a um ser, que na interpretação judaica exotérica era um demônio e para alguns evangélicos desinformados (desta verdade) e adventistas é o diabo, mas a biblia condena sacrifícios aos demônios, como já foi mencionado acima:
    8 Lançará sortes sobre os dois bodes: uma, para o SENHOR, e a outra, para Azazel" (NVI)
    Nas palavras do autor do livro "na mira da verdade": "Não haveria necessidade de lançar sortes apenas para saber qual bode enviaria para o deserto e qual sacrificar. O texto afirma que um bode era para o Senhor e outro para azazel. Portanto dois seres antagônicos .
    Ora, coimo a implicação da doutrian de que um bode era oferecido ao Senhor e outro a Azazel implica que o bode seria oferecido ao demõnio, o que contradiz Lv 17:7
    7 Nunca mais oferecerão os seus sacrifícios aos demônios, com os quais eles se prostituem; isso lhes será por estatuto perpétuo nas suas gerações.
    Conclusão: os dois bodes representavam uma pessoa, Jesus, mas efetuando dois aspectos da redenção.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  19. "Ora, não se faz inclusão do culto ou adoração de demônios em parte alguma da Tora, e não pode existir a mínima possibilidade de que tal culto surja aqui"

    Erro de pressuposto. Primeiro que não se justifica uma verdade pela sua ausência em um contexto. Segundo porque o bode Azazel, não era parte de nenhum culto. Culto e cerimônia são coisas diferentes, ninguém cultuava a Azazel.

    A Bíblia também não diz que neste caminhar de Azazel, ele levaria os pecados do povo, isto é uma suposição.

    E as próprias qualidades aferidas ao nome que o amigo utilizou para dar significado a Azazel já indica de que já se relacionava Azazel à uma figura demoníaca, e pelo que sabemos o demônio que existe é satanás, de modo que isto só depõe a favor de que Azazel não era realmente outro bode servido como prefiguração de Cristo.

    E uso o próprio argumento e citação do amigo, a fim de reforçar esta idéia:

    "CUIDADO SERVOS DE DEUS SINCEROS, SATANÁS SEMPRE QUIZ INTERFERIR-SE, PARA ROUBAR Á GLÓRIA DO SENHOR. ELE É UM INVEJOSO. "

    Isto caberia muito bem como significado àquela cerimônia, onde o tal satanás roubador e invejoso, que pretendia roubar a glória do outro bode (o que era sacrificado), acabaria sendo rejeitado e abandonado no deserto.

    Cuidado com esta doutrina de que os pecados caiam por si só em esquecimento, porque pecados, só se apaga ou se esquece com derramamento de sangue.

    Caso um cordeiro não seja sacrificados, nenhum pecado, por mais que seja colocado sobre tal cordeiro, poderia ser perdoado.

    E ali não poderiam ser dois bodes representando dois aspectos da redenção, porque o bode que era sacrificado já representava os dois aspectos da redenção, ou seja, recebia os pecados e era sacrificado, e por consequência os pecados eram perdoados.

    Um bode que não era imolado, mas que era abandonado, jamais poderia servir de representação de Cristo, pois representaria um Cristo que teria falhado em sua missão, ou seja, ao invés de ser sacrificado e concluído sua obra, cairia no esquecimento, sendo abandonado, solitário no deserto, indigno de pagar pelos pecados da humanidade.

    A figuração máxima daqueles dois bodes é de que um era digno de pagar pelos pecados da humanidade e o outro não.

    https://sites.google.com/site/iasdonline/home/reparador/azazel

    Portanto esta compreensão de que Azazel se tratasse de uma representação de Cristo é uma compreensão errada e deve ser abandonada pelos cristãos da atualidade. Pois aí sim estaríamos imputando a satanás a capacidade de levar Deus a esquecer nossos pecados.

    Esta cerimônia nos diz de que Deus se lembrará de satanás e das suas iniquidades e que ele pagará até mesmo pelos próprios pecados que cometeu ao tentar a humanidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr. Adventista, Cristo é o cordeiro da páscoa e NÃO UM DOS BODES DE LEVÍTICO 16. Esta interpretação adventista está ERRADA.

      Excluir
    2. Mais um equívoco. Todo sacrifício com derramamento de sangue, utilizado no santuário simbolizava o Cristo. Os pobres por exemplo ofereciam pombinhos. O cerimonialismo apontava uma série de animais que poderiam ser usados em sacrifício, porque nem todos tinham condições de oferecer um cordeiro.

      Este é um conceito teológico básico. Após a morte de Cristo, todos estes sacrifícios foram suspensos.

      A própria páscoa foi substituída pela Santa Ceia, assim como a circuncisão foi substituída pelo batismo.

      Todo cerimonialismo não tinha outra função senão representar o papel de Cristo no plano da Salvação. Uma forma de expressar fé, antes da vinda do Cristo prometido.

      Portanto Jesus não era tão somente a imagem que prefigurava todos aqueles sacrifícios, mas também o sacerdote, o sumo-sacerdote, o pão, a água, a luz, o caminho, a verdade e a vida. Todos os elementos do santuário foram cuidadosamente arquitetados para apontar para o Cristo que viria e para que seus trabalhos significassem a prévia SUA aceitação.

      Assim, a salvação sempre foi pela graça e expressão de fé no sacrifício de Cristo e no seu importante trabalho pós ressurreição de intercessor da humanidade.

      Excluir
    3. Sr. Adventista, Cristo NUNCA foi chamado por seu precursor de pomba de Deus, nem de bode de Deus, nem de bezerra de Deus, mas sim de o "cordeiro de Deus." Todos os sacrifícios de animais e até mesmo acompanhados de legumes, frutas e vegetais, apontavam para o supremo sacrifício da Páscoa. Depois da Páscoa no dia posterior ao sábado, vinha o dia das Primícias, em que o mollho era levantado perante o Senhor, representando a ressurreição de Cristo. Depois do pentecoste, vinha o dia da expiação, em que o povo, em tipo, era redimido de seus pecados. Aí, neste dia Cristo não é representado como VITÍMA mas como SUMO SACERDOTE que entrou de UMA VEZ POR TODAS NO SANTÍSSIMO CELESTE, desta vez, não com o sangue de animais, como no dia da expiação, mas com o seu sangue ele entrou no santíssimo celeste, segundo a ordem de Melquisedec COM O SEU SANGUE QUE FOI DERRAMADO NO CALVÁRIO, NA PÁSCOA, porque o que foi oferecido na Páscoa foi O CORDEIRO, e Deus deu testemunho disso quando RASGOU o véu que separava o homem de Deus. Então, Cristo não pode ser representado como vitíma no dia da expiação. Se Cristo foi o bode morto do dia da expiação, quem foi que morreu na páscoa? Em sombras e tipos, Cristo não poderia ser um dos bodes do dia da expiação porque ele já tinha RESSUCITADO no dias das PRIMÍCIAS e deixou os meus pecados em seu sangue lá na cruz, e eu não preciso esperar uma visão do inferno que diz que a remissão de pecados começou em 22 de outubro de 1844. Moisés, no deserto, feriu a rocha duas vezes; devia ser só uma, porque a Rocha das Eras, Cristo, foi ferido na cruz SÓ UMA VEZ, e os símbolos ou tipos falavam o mesmo. Será que você ainda não se apercebeu que White NÃO FOI ENVIADA PELO CÉU? Não consegue ver a heresia com as escrituras escancaradas na sua frente, como hebreus 9:26 e 10:18 fora outros textos que afirmam que os pecado em Cristo foi ANIQUILADO na cruz? Está doutrina do juízo investigativo é completamente desconhecida do livro de hebreus, que por sinal tem seu ensinamento oposto ao dela. Pela véia chica do pé rapado! Eu hein!

      Excluir
    4. O Páscoa é que fala do povo sendo libertado, em tipo, símbolo, de seus pecados, sua apostasia no Egito. No dia da expiação, o povo já estava FORA do Egito. Então, o dia da expiação que ocorria todos os anos, tinha que em, sombra, repetir o sacrifício todos os anos porque o sangue de animais NÃO TIRAVA OS PECADOS, não havia REMISSÃO. Cristo, só pode entrar no santíssimo celeste e SENTAR-SE À DESTRA DE DEUS porque houve na Páscoa a REMISSÃO dos pecados, ou seja, a remoção destes na pessoa de Cristo. Esta visão infernal de White ANULA o sacrifício de Cristo porque diz que o seu único sacrifício "providênciou" o início da remissão de pecados para 22 de outubro de 1844. Entendeu? O livro de hebreus, 9:26, AFIRMA que Cristo ANIQUILOU O PECADO PELO SACRIFÍCIO DE SI MESMO. Foi no ato. Ele não providênciou a remissão para 18 séculos depois, mas foi no ato, na cruz, pelo SACRIFÍCIO DE SI MESMO. Onde estavam os pecados dos crentes até 1844? Se Cristo só entrou no santíssimo em 1844, porque na hora de sua morte o véu interior do templo se rasgou de alto a baixo? Porque houve a REMISSÃO de pecados, ao contrário de White que afirma que os pecados dos crentes são pela fé colocados sobre Cristo e transferidos para o santuário. Pergunto: Como que o Cristo glorioso, ressucitado, vai receber ainda pecados sobre si? Absolutamente NÃO, em nenhuma instância. Até mencionar isto é blasfêmia. Se não houve remissão de pecados na cruz, quando Cristo ascendeu ao céu, ele subiu com os meus pecados sobre si? Ou os pecados subiram um pouquinho antes lá para dentro do santíssimo, esperando até dia 22 de outubro de 1844. Não vê esta doutrina de demônios ser exposta pela espada do Espírito? Suponhamos que Cristo fôsse um dos bodes do dia da expiação; onde que houva a remissão ou extinção de pecados? O único que os removia era o bode emissário. Por isso que White diz que não houve remissão na cruz., pois tem de se esperar terminar o juízo investigativo para os pecados serem remitidos, removidos pelo diabo. Entendeu? De acôrdo com esta doutrina, se Cristo mesmo extinguir os pecados lá dentro do santuário, o que sobra para o diabo? Vocês estão vendo a engenhosidade dos espíritos das trevas em inventarem falsas doutrinas, e de lambuja White em várias instâncias diz que Deus ficou irado com os líderes das denominações que não aceitaram 22 de outubro de 1844, ou seja, Deus ficou irado exatamente com os que obedeceram a sua palavra e não foram atrás de falsos profetas marcadores de data, advertindo suas congregações, e estava apoiando exatamente aqueles que descaradamente estavam desobedecendo sua palavra, enganando o povo com falsas profecias, já que estavam usando o próprio livro que proíbe isso! Bravo!!!

      Excluir
    5. Estas são suposições do amigo!

      Pessoalmente não vejo problema algum em Cristo pagar nossos pecados na cruz e usar este sacrifício de forma contínua no santuário, perdoando os pecados que ainda cometemos e que haveremos de cometer.

      A morte de Cristo na cruz não eliminou o pecado do mundo, mas apenas pagou a dívida que tínhamos para com Deus.

      O pecado, meu amigo, só será eliminado quando Deus entregar o castigo aos ímpios e os eliminar da existência.

      No Céu e na Nova Terra sim, poderemos respirar aliviados, sem a presença do pecado ao redor. Até lá, teremos Cristo intercedendo por nós e nos redimindo de toda culpa.

      Excluir
    6. Isto é a BIBLÍA e desminta se puder.

      Excluir
    7. Concordo com a Bíblia, mas discordo de sua interpretação. Continuamos pecando e carecendo do perdão. Não basta apenas aceitar a Jesus, é preciso também permanecer Nele.

      Porque não basta aceitar a Jesus apenas como salvador, mas também como Senhor de sua vida e ser-lhe obediente.

      Qualquer pecado que cometermos ele nos perdoará, mediante o arrependimento.

      Não há base bíblica para se dizer que uma vez salvo, para sempre salvo.

      Portanto pecamos ao transgredir os princípios determinados por Deus em toda a Bíblia sagrada.

      É isto que diz a Bíblia:

      "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.
      E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.
      E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.
      Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.
      Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele."

      Mas o amigo crê somente nas cartas de Paulo como regra de fé, então não faz sentido mostrar-lhe um texto de João.

      Não sou eu quem digo mas a Bíblia:

      Que ainda pecamos - "Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar..."

      Que Cristo intercede por nós - ", temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. "

      Que continua sendo a propiciação para nosso pecados - "E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo."

      Sabemos que o conhecemos quando guardamos os seus mandamentos - "E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos".

      Aqueles que dizem conhecer a Cristo, mas tratam de abolir os mandamentos não estão com a verdade - "Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade"

      Todo o capítulo diz que precisamos permanecer Nele, guardando seus mandamentos, confiando de que se pecarmos, Ele há de nos perdoar.

      Vê como a visão de João é contraditória à sua interpretação? E Paulo diz a mesma coisas de João, que temos no céu um Sumo Sacerdote (aquele que na representação terrestre, fazia os trabalhos expiatórios).

      Jesus é nosso sacerdote, sumo-sacerdote e também nosso advogado, atuando em nosso favor junto ao pai, pelo perdão dos pecados de todos aqueles que se arrependem e permanecem Nele.

      Quem leva uma vida de transgressão aos seus Santos Mandamentos, já não está nele.

      "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
      Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
      E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.
      "

      Veja que Paulo confirma cada uma das coisas que pregamos. Não há o que discutir pois não sou eu quem estou dizendo, mas a Bíblia Sagrada.

      Excluir
  20. Ok irmão WILTON VILLOTE RODRIGUES,

    Baseado em tudo isso que você colocou aqui, eu te pergunto:

    Porque então é dito "um para YHWH" e outro "para Azazel"?

    O que YHWH representa?

    O que Azazel representa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estimado Gabriel Sanchez
      Paz de Cristo
      Desculpe não ter postado nada em resposta até o momento. O tempo esta estrangulado.
      Se você reler o comentário que postei acima com um pouco mais de cuidado verificará a resposta as duas perguntas.
      Permita-me um pouco mais de tempo e te responderei.
      Observe que o comentário do dia 12.12.13 logo no início foi comentado sobre o ERRO do nome próprio " azazel " e por ai vai...
      Conversaremos um pouco mais adiante.Deus seja louvado por nossa amizade, ainda que pela internet.
      Creia que apesar das divergências, por enquanto teológica, queremos saber que você esta bem com o Senhor vivendo aos pés do Mestre da Galiléia.
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
  21. A morte de Cristo fez a purgação dos pecados. Esta é a mensagem do cristianismo. As seitas foram construídas por Satanás.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Permita-me discordar, pois as seitas foram construídas por homens, para invalidar os mandamentos de Deus. Satanás apenas convence os sectários a proceder de tal maneira.

      http://www.dicionarioinformal.com.br/heresia/

      Sim Cristo pagou pelos pecados da humanidade, agora podemos ter acesso direto ao Pai (rasgou-se o véu que separava o santo do santíssimo), para obtermos perdão dos pecados que ainda hoje cometemos.

      1 João 2 explica exatamente como se dá este perdão. Cuidemos desta ideia de que não existam mais pecados uma vez que os pecados da humanidade tenham sido perdoados na cruz.

      Excluir
    2. Especular data da volta de Cristo não foi um desobediência?

      Excluir
    3. Sim e olha que não foram só os batistas e metodistas, mas também presbiterianos e católicos que entraram na onda de marcar datas.

      O que só terminou quando os adventistas começaram a por ordem na casa, especialmente com a ajuda de Ellen White.

      Miller e seus seguidores continuaram a marcar data sucessivas, enquanto que os adventistas, voltaram-se à bíblia e descobriram as verdadeiras doutrinas, a respeito da volta de Cristo.

      Tornaram-se então, mais tarde, obedientes, tornaram-se Adventistas do Sétimo Dia.

      Excluir
    4. Como sempre... lançam em outros a culpa...

      Tal seita nasceu ali - com um bando de desviados desobedientes e disciplinados...

      Depois acabou piorando... seguiram Ellen White.

      Excluir
    5. "Tal seita nasceu ali - com um bando de desviados desobedientes e disciplinados"

      Sim, deste modo era a cristandade na época. Mas bastou se voltarem à Bíblia e a começar a se limparem de algumas mentiras e aceitarem algumas verdades que logo tivemos um povo obediente à Bíblia e disciplinado:

      O povo da Bíblia, o povo dos mandamentos, o povo do sábado, os que esperam a volta de Jesus: Adventistas do Sétimo Dia.

      Excluir
  22. Apêndice:

    "Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós.
    Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.
    Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós." (1 João 1:8-10)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos PERDOOU em Cristo." Ef. 4:32. O perdão e remissão de pecados JÁ foram dados na cruz. Quando o cristão peca, e ele peca TODOS OS DIAS, nem que seja de leve, en sua confissão e arrrependimento, pela fé ele se apropria do perdão que JÀ FOI DADO NO CALVÁRIO. Jesus não fica todo o minuto perdoando os arrependidos; Ele JÁ DEU O PERDÃO, JÁ HOUVE EM SI MESMO A REMISSÃO DE PECADOS. O sacrifício pascal atualiza a purificação de pecados feita naquele dia. Isso vale para a eternidade. Só que o "anjo guia" de White, ensinou coisa bem diferente, porque ele devia estar lá por perto do calvário para tentar impedir a ressurreição de Cristo. É só você abrir a biblía em hebreus 10 com o livro "O Grande Conflito" ao lado, nos capítulos que tratam do juízo investigativo e você verá a GRITANTE diferença com o que a biblía diz. Não tem como não ver, pois uma das características das seitas é CONTRADIZER A BIBLÍA NA CARA DE PAU, e os seguidores delas não se dão conta porque NÂO CONHECEM AS ESCRITURAS, são ignorantes, e não tem interesse em ler a biblía a não ser incentivados por estudos, conferências e os cambau! Infelizmente essa também é a realidade das igrejas protestantes e evangélicas, com a diferença de que as denominações sérias permanecem dentro da ortodoxia reformada e jogaram as heresias católicas no lixo, pois foi isso que fez a reforma; a sã doutrina já existia no catolicismo, mas por causa da apostasia estava mesclada com heresias. Agora, as seitas já nasceram deformadas porque TODAS ELAS SEM EXCEÇÃO surgiram pela perversão da doutrina do EVANGELHO! Dizer que a remissão de pecados começou em 22 de outubro de 1844 se não é heresia é o pai dela. Se eu for debater com um teólogo adventista que estiver defendendo isso, o debate NÃO DURA MEIA HORA. Não porque eu me acho o "bom", não é isto, mas é porque tal ensinamento é ABSURDO. DEsde os primórdios do cristianismo lá nas catacumbas de Roma NUNCA ninguém sequer ouviu tla disparate. Mas isso surge lá nos USA, país que eu gosto mas só fica mandando tralha de lá e os "INTELIJUDOS" daqui aceitam as baboseiras deles. "SOLA SCRIPTURA", e sem livrinhos inspirados, sejam sabatistas, jeovístas, mórmons, ciência cristã, bahaí, etc etc etc., que tiram as escrituras do centro transformando-as em coadjuvantes para sustentar os ensinamentos mais bizarros.

      Excluir
    2. Para acrescentar pergunto: Se um chefe de família, desempregado, cheio de contas prá pagar, estiver "estudando" com os adventistas e chegar um amigo dele dizendo: "Cara, tem serviço prá você, na sua área, o salário é razoável; mas tem de trabalhar sábado, na parte da manhã! O homem suspira aliviado, a esposa sorri, os filhos pulando em volta etc. O que um sabatista deve dizer para este cidadão? Eu, da minha parte já demonstrei que a observância do sábado não é para a igreja gentia. Durante toda a história, os cristãos não observaram o sábado; isto é invenção das seitas sabatistas que foram combatidas pelos reformadores. Sr. Adventista, que resposta você daria à este chefe de família. Daria aquela resposta furada: Irmão, você não vai transgredir a "lei de Deus"; ore, para conseguir um serviço que não precise trabalhar no sábado; nós também vamos orar por você? Se ele aceitasse a sugestão, quem iria sustentar e pagar as contas da casa até ele conseguir o tal serviço? Você consegue imaginar um apóstolo em terreno gentio, depois de colossenses 2:16, dizer uma coisa desta. Ou: Nós não devemos tomar chá preto, coca-cola ou café; se a pessoa consumir um destes três ela vai ser condenada? Já que antes do batismo eles perguntam isso. O café, já está provado, tomado com moderação faz bem para a saúde. Hoje, muitas coisas que White falou sobre alimentação já foram DESMENTIDAS. É que nem os testemunhas de jeová: O homem não pode usar barba, porque a noiva de Cristo não tem barba. Estou dando só estes exemplos que poderiam ser multiplicados, porque TODA a seita tem como característica dizer e fazer coisas absurdas, porque é uma maneira de controlar a membresia. Nas leis de estado se usa a mesma técnica. Voltemos aqueles 66 livros que na verdade se tornam um, por ser do mesmo autor, principalmente ao novo testamento, pois ali está o cumprimento das promessas. As seitas em geral usam muito mais o antigo testamento para fugir da correção do novo que é escrito diretamente para a igreja.

      Excluir
    3. Melhor eu dizer algo ao amigo, do que aquele cidadão da sua história.

      Confesse seus pecados a Deus, aceite que Jesus atue como seu advogado, como seu sacerdote e como seu sumo-sacerdote intercedendo junto ao Pai no Santuário Celestial.

      Faça de toda a Bíblia sua regra de fé e de prática e aceite o conselho de Paulo: (2 Timóteo 3:16)

      O amigo é sincero, basta passar a estudar a Bíblia que logo acabará entendendo e aceitando as verdades que jamais lhe foram ensinadas.

      Excluir
    4. Lhe digo a mesma coisa, mas sem a heresia sabatista.

      Excluir
    5. Como se seguir o livro de Êxodo 20 fosse uma heresia, ao invés do livro do catecismo.

      Excluir
    6. Leia o capítulo 10 do livro de hebreus, com o livro "O Grande Conflito", ao lado, no capítulo que trata sobre o juízo investigativo e eu dúvido que você não vai ver a diferença. Eu não sigo catecismo. De onde você tirou isto? Agora, o decálogo é chamado por Paulo de "ministério da morte", e "ministério da condenação." 2 Co. 3:7 e 9. A circuncisão, não era uma heresia, pois foi dada por Deus; mas quando chegou a nova aliança, querer impor a sua observância se tornou em heresia. Nenhum apóstolo JAMAIS citou o decálogo. Paulo faz menção ao quinto mandamento, mas modificado. Faz uma aplicação do princípio moral. Estranho, não acha? Nenhuma vez nos escritos do novo testamento o decálogo é citado,muito menos o ensino de que o sábado seria o sinal entre Deus e sua Igreja. Isto é COMPLETAMENTE INEXISTENTE no novo testamento. Os judeus NUNCA observaram o sábado de Gênesis 2:1-3, e eu provo isto pelas escrituras; jamais! Eles observaram uma sombra que encontrou a substância no corpo de Cristo, sendo como a palma da mão de uma pessoa encontrando-se com sua sombra. Está desaparece. Por isso, querer impor algo que não tem mais validade torna-se em heresia. White afirma que os adventistas tem de ser perfeitos nesta vida; qualquer deslize na observância do decálogo, leva a condenação. Além do mais, se você ler os testemunhos seletos, para a Igreja etc., vai ver que os adventistas modernos NÃO SEGUEM O QUE WHITE ENSINOU. Que digam os adventistas do movimento de reforma. Ela, em seus escritos, injeta tantas regras ao grau de minúcias, que o sujeito ou a sujeita se quiser seguir à risca vai começar a se escabelar e virar cambota porque nos escritos dela existem MUITAS COISAS RIDÍCULAS que mostram sim que ela devia ter algum problema, não mental, mas espiritual. O apóstolo João escreveu: "E a UNÇÃO que recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade DE QUE ALGUÉM VOS ENSINE; mas como SUA UNÇÃO VOS ENSINA TODAS AS COISAS e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis." 1Jo. 2:27. João não está falando de doutrina, mas da vivência do evangelho no dia a dia. O cristão não precisa de escritos "inspirados" de segunda mão para ensina-lo como se conduzir nas diversas situações que a vida lhe coloca, pois tem a unção do Alto.

      Excluir
    7. "Nenhum apóstolo JAMAIS citou o decálogo"

      Bom amigo Paulo Cadi, então diga-me a que mandamentos Paulo se referiu em (Romanos 13:9)

      Precisa ler mais as escrituras.

      E não vejo nada de contraditório entre Romanos 10 com a doutrina do santuário, pelo contrário, diz examente a mesma coisas explicada nos livros de Ellen White. Que Jesus ofereceu seu sacrifício uma vez por todas e faz uso hoje deste mesmo sacrifício.

      " Nenhuma vez nos escritos do novo testamento o decálogo é citado"

      Então me diga novamente a que mandamentos Jesus se referia em (Mateus 19:17-19)

      Novamente digo que o amigo precisa parar com esse negócio de que só se deva dar ouvidos às cartas de Paulo e começar a de fato ler toda a Bíblia, incluindo os evangelhos. O amigo está dando muitos bolas foras.

      Os Israelitas, guardaram um sábado, antes mesmo de ser dados os mandamentos:

      Êxodo 16:26, Êxodo 16:25, Êxodo 16:29, Êxodo 16:23.

      Veja como o povo de Deus guardavam o sábado da criação antes da entrega das táboas a Moisés.

      Por isto Deus disse: "Lembra-te do dia de sábado" fazendo referência ao sábado quardado antes mesmo da entrega das táboas.

      O próprio Deus diz o motivo de eles guardarem o sábado:

      Primeiro por ser o dia instituído na Criação (Êxodo 20:11) e segundo, porque depois de ter percebido a rebeldia do povo, a ponto de levar Moisés a quebrar as táboas dos mandamentos, Deus deu mais um outro motivo (Deuteronômio 5:15).

      E não sou eu quem estou dizendo, mas a Bíblia, de forma clara e explícita. São as palavras do Próprio Deus e não de Moisés.

      Pela terceira vez digo então que o amigo precisa ler mais as Escrituras.

      Quanto a Ellen White:

      Ela nunca disse que precisamos ser perfeitos, ou que qualquer deslize na observância dos mandamentos leve a condenação.

      Assim como nenhum pai terreno deserda seu filho por uma falha qualquer, muito menos o nosso Pai amoroso que está no céu, que é paciente e perdoativo, portanto, não diga barbaridades acerca dos escritos de Ellen White, ou no mínimo, mostre onde supostamente esteja contida tal afirmação.

      E o amigo chama de regras aquilo que são conselhos! A regra quanto à alimentação por exemplo, é não consumir as carnes condenadas em Levíticos, todo o mais são conselhos.

      Até mesmo a Bíblia está repleta de conselhos, com os de salomão. Mesmo que ninguém vá ser condenado por deixar de seguir tais conselhos, são importantes para os cristãos, e podem sim livrar o servo de Deus de cair em alguma cilada que comprometa a sua fé.

      Como se ver em cima de uma cama com câncer terminal, por não ter deixado o mal hábito do cigarro.

      (...)

      Excluir
    8. A Bíblia diz muitas vezes: Faça isto para que te vá bem, Faça aquilo para que te vá bem.

      A Bíblia não diz para fazer estas coisas como se fossem princípios morais, nem normas, mas sim, conselhos.

      Deuteronômio 22:7, Efésios 6:3, 3 João 1:2, Deuteronômio 4:40

      Os conselhos de Ellen White, epecialmente os de saúde servem "para o que te vá bem" e prolongue os seus dias na terra.

      Prova? Basta ver os adventistas que vivem mais que a população comum, especialemente os vegetarianos que chegam fácil aos quase cem anos, com plena saúde, praticando exercícios diariamente e sem precisar tomar nenhum remédio.

      Então não acredite em mim, nem em Ellen White, pegue um avião até Loma Linda, e confira com seus próprios olhos. Os conselhos de Ellen White são corretos e verdadeiros.

      Quanto aos dissidentes da reforma, não digo nada. O amigo que é extremado nas cartas de Paulo e os da reforma que são extremados em Ellen White que se entendam.

      Prefiro ser extremado no profeta Jesus.

      E quanto a escritos de segunda mão:

      Provérbios 29:18
      1 Tessalonicenses 5:20 (Olha aí a verdadeira opinião do apóstolo)

      Precisa de mais?

      1 Timóteo 4:14
      Romanos 12:6
      1 Coríntios 12:10

      Concluo então que o amigo sequer tenha costume de ler as cartas do próprio Paulo que o amigo acredita que devam ser a exclusiva regra de fé dos gentios.

      Se as pessoas não precisam de profetas, pois tem a Unção, poderia me explicar por que existe esta bagunça no meio cristão?

      Por que cada um segue a Bíblia de uma maneira diferente? Por que há tantos "ungidos" praticando unção e vendas de objetos, teologias da prosperidades, cair no espírito?

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/03/por-que-o-adventismo-critica-tanto.html

      É esta unção aí em cima a que o amigo se referia?

      Cada igreja hoje tem a sua própria unção, como se o Espírito Santo revelasse verdades diferentes para cada "ungido".

      Seu argumento é falho meu amigo, e comprovavel como sendo falhos.

      Jesus usou Ellen White justamente para orientar SEU povo, levar SEU povo de volta à Bíblia e dar conselhos e orientações para SEU povo no tempo do fim.

      Excluir
    9. Paulo Cadi, todas as contestações que vc escreve eu leio com afinco e alegria, mas o que o sr.adventista escreve é cansativo e sem nenhuma base nas escritura do novo testamento, que é para nos o povo da igreja de Cristo. E é triste ver como eles tratam a igreja do Senhor, desprezando todo o ensino dado a igreja por iluminação do Espirito Santo ao longo da sua. DEUS tenha misericórdia, quanta cegueira. Marcaram a data do retorno de Cristo e era mentira, como deveria de ser mesmo, essa baboseira do juízo investigativo que anula o sacrifício vicário de Cristo no calvário, e ainda se acham a igreja verdadeira...to fora.

      Excluir
    10. Fernando, nós estamos presenciando ao vivo e a cores a descrença nas declarações positivas dos apóstolos. O apóstolo Pedro adverte que a apostasia e incredulidade na revelação dada aos Santos Apóstolos seria dominante antes do regresso do Senhor. E é o que estamos vendo; os adventistas não resistindo a tentação, tiveram que imitar a cria deles, os jeovístas, e inventaram a tal "Clear Word Bible", que literalmente injeta comentários de Ellen White dentro dos textos biblícos. Para eles, serve aquela advertência no final de apocalipse. As palavras de aclamação da reforma, SOLA SCRIPTURA, são elemento "non grato" nos arraiais deles. Mas o mesmo Deus dos reformadores está CONOSCO e o de White com eles. Amém!

      Excluir
    11. Como de praxe, quando falta argumentos, voltam a tocar a vitrola de 1844.

      Então, recapitulando:

      Paulo citou o decágono;
      O novo testamento citou o decágono;
      O sábado foi guardado antes da entrega das táboas dos mandamentos;
      Paulo apoiava que não rejeitemos os que possuem o dom de profecia;

      O amigo se equivocou em suas afirmações. Seria capaz, então, de reconhece seu erro ou aproveitará "a deixa" do amigo Fernando Costa?

      Segundo ele, lê o que o amigo escreve com alegria, mas que o que eu escrevi não tem base nas escrituras.

      Recaptularei então as bases que citei no comentário acima para o amigo Fernando Costa:

      Romanos 13:9
      Mateus 19:17-19
      Êxodo 16:26
      Êxodo 16:25
      Êxodo 16:29
      Êxodo 16:23
      Êxodo 20:11
      Deuteronômio 5:15
      Deuteronômio 22:7
      Efésios 6:3
      3 João 1:2
      Deuteronômio 4:40
      Provérbios 29:18
      1 Timóteo 4:14
      Romanos 12:6
      1 Coríntios 12:10
      Salmos 12:2-3

      Coloquei uma verso a mais entre aqueles que estavam no comentário. Quem os ler em sua Bíblia entenderá por que o coloquei.

      Excluir
  23. O que é uma seita para o Adventista? Babilônia inteira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o amigo se tornasse um adventista e não mudasse este seu conceito acerca de seita, o amigo acharia isto mesmo.

      Excluir
  24. Sr. Adventista, você sabe o que é contradição? Pois eu vou lhe dizer: "Contradição é quando se AFIRMA e se NEGA SIMULTANEAMENTE algo SOBRE A MESMA COISA". "Web". Em "O Grande Conflito", p. 418, Ellen White, Writtings, em português diz: "REMISSÃO OU ATO DE LANÇAR FORA O PECADO é a obra a efetuar-se." No livro de HEBREUS, no capítulo 10: 18 diz: "Ora, onde HÁ REMISSÃO DESTES, não há mais oblação pelo pecado." Você está enxergando a CONTRADIÇÃO. Se Cristo está dentro de um santuário cheio de pecados no céu, e está os "lançando fora" ou fazendo remissão", para onde, ele, (Jesus), vai os lançar afim de completar a tal remissão, já que ele tem de se LIVRAR destes pecados, e já que vocês não aceitam hebreus 1:1-3, como que Jesus vai extinguir os pecados que estão lá dentro do santuário, Sr. Adventista? A palavra para REMISSÃO em hebreus 10:18, vem do grego (idioma pagão, Sr. Adventista), APHESIS (transliterado), com a pronúncia "afeisis", significando, "liberar da escravidão e prisão, perdão de pecados, deixando-os ir como se nunca tivessem sido cometidos." Então, vê-se que a dourina do juízo investigativo é HERESIA PURA e destilada com o veneno daquela cascavel hedionda, tentando anular a benção da Páscoa, do cordeiro, para sua Igreja que está "desposada a um marido, a saber Cristo." Quando se Lê "O grande Conflito", principalmente nos capítulos que tratam do juízo investigativo, sem a presença dos julgados, seja dito de passagem, vê-se as abissais contradições com o livro de hebreus, e eu posso fazer uma analise detalhada comparando as duas fontes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E logo no verso seguinte está escrito:

      "Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus,"

      Existe um santuário no céu e:

      "E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus,"

      Jesus é um sacerdote e:

      "Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,"

      Novamente afirma aquilo que eu disse lá em cima sobre Pedro e Paulo, de que mesmo depois de aceitar a Cristo, o cristão ainda pode pecar e:

      "Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas."

      Paulo cita mais uma vez a lei de Moisés.

      E onde fica a lei?

      "Esta é a aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor. Porei as minhas leis em seus corações e as escreverei em suas mentes"

      Então, quando isto ocorre na vida de um cristão, amigo Paulo Cadi, aí sim vem o verso seguinte:

      "..."Dos seus pecados e iniqüidades não me lembrarei mais". Onde essas coisas foram perdoadas, não há mais necessidade de sacrifício pelo pecado."

      Esta é a aliança:

      Deus não se lembrará mais dos pecados nem da iniqüidade, mas há uma condição: A de permitir que o Espírito Santo escreva a lei de Deus no coração e no entendimento, esta é a aliança.

      Ou seja, permita a Cristo escrever a Lei em seu coração e em seu entendimento e então Deus não se lembrará mais dos teus pecados e iniqüidades.

      Mas e quanto àqueles que não permitem a Cristo escrever a Lei em seu coração e em seu entendimento e vivem uma vida pecando deliberadamente? Aí entram os versos:

      "Se continuarmos a pecar deliberadamente depois que recebemos o conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados, mas tão-somente uma terrível expectativa de juízo e de fogo intenso que consumirá os inimigos de Deus.
      Quem rejeitava a lei de Moisés morria sem misericórdia pelo depoimento de duas ou três testemunhas.
      Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?
      Pois conhecemos aquele que disse: "A mim pertence a vingança; eu retribuirei"; e outra vez: "O Senhor julgará o seu povo"."

      Forte! Não concorda?

      Esta é uma mensagem de juízo para aqueles dentre o povo de Deus que não abraça de fato a aliança, permitindo que Deus implante a Lei em seu coração e em seu entendimento e que por isto continuam a pecar deliberadamente. A terrível apostasia.

      Mas também uma mensagem de alívio, para aqueles que aceitam ter a lei escrita em seu coração e em seu entendimento, onde Deus promete não mais se lembrar de seus pecados.

      (...)

      Excluir
    2. Mas e quanto àqueles que não pecam deliberadamente, mas pecam, por fraqueza?

      Aí entra o verso de (1 João 1:9):

      Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.

      Olha isto meu amigo, João mais uma vez está dizendo de que pecamos, mas que podemos confessar nossos pecados para obter o perdão e sermos perdoados de toda injustiça.

      E com o que somos purificados?

      " e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado."


      Veja então aí amigo Paulo Cadi, Jesus fazendo uso do seu sangue para purificar nossos pecados, quando pecamos e nos arrependemos.

      Veja os versos na íntegra:

      "Esta é a mensagem que dele ouvimos e transmitimos a vocês: Deus é luz; nele não há treva alguma.
      Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade.
      Se, porém, andamos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
      Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós.
      Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos PURIFICAR [ e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado - verso 7] de toda injustiça.
      Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
      "
      Veja aí mais uma vez a Bíblia dizendo que continuamos a pecar e que Jesus faz uso do seu sangue para nos purificar de todo o pecado.

      Aleluia por termos um sumo sacerdote no céu, fazendo isto por nós.

      E diz ainda de que se dizemos que não temos pecado, fazemos de Deus um mentiroso. Olha isto meu amigo!

      O que acontece então com aqueles que dizem de que não mais pecamos e que isto trata-se de uma lorota?

      "Se afirmarmos que estamos sem pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós."

      Veja que é a Bíblia quem está dizendo e não eu, amigo Paulo Cadi.

      Excluir
    3. você NÃO RESPONDEU A CONTRADIÇÃO entre os escritos de White e a biblía; Hebreus no capítulo 10:18. Falou um monte de "abobrinhas" para defender esta HERESIA. Fixe no texto que eu lhe citei e NÃO FUJA.

      Excluir
  25. E acrescento mais uma coisa: Esta doutrina do juízo investigativo transforma os filhos de Deus, em réus. O seu Advogado se transforma em promotor, porque o ofício dele, lá dentro, não é de advogado coisa nenhuma! A própria expressão, "juízo investigativo", já é anti evangelho, e passa longe de ser boas novas de salvação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como alguém pode ser réu, se o advogado de defesa é também o Juiz? Já estamos absolvidos, desde que não abandonemos nosso advogado. Quem tem a Cristo está garantido.

      Mas o que acontece com um cristão que peca deliberadamente e não quer mais saber da Lei de Deus? Aí é contado entre os ímpios, por ter decaído da graça e caído em apostasia.

      O juízo investigativo é uma bênção, pois é praticamente a lista de chamada daqueles que entrarão no céu!

      Eu quero ter meu nome citado neste juízo (Mateus 10:32), e você?

      Excluir
    2. Você não sabe o que é defesa e acusação? Quem é que acusa os filhos de Deus?

      Excluir
    3. A "lei de Deus" é com o está REDIGIDA em Êx. 20? Leia o conteúdo dela e me PROVE que "tal" lei existia, como está REDIGIDA em Êxodo 20 desde a eternidade.

      Excluir
    4. Quem fica escrutinando os pecados dos outros NÃO É ADVOGADO nem na casa da "Maria Joana." Veja se quando um advogado é contratado para defender até criminosos, ele fica lá examinando a ficha do sujeito prá ver se ele absolve o cara ou não? Como que Cristo vai julgar os pecados de sua Igreja se ELE MORREU POR ELA, e ele mesmo afirmou que aqueles que creem nele NÃO ENTRAM EM JUíZO? Você não veem que esta White está falando TUDO ERRADO ao contráro das escrituras? Como que Cristo vai fazer a remissão lá dentro do santuário e se LIVRAR DOS PECADOS? Você sabia que não era o lugar santíssimo que ficava acumulado de pecados, mas o santo? Ainda mais no céu, quando as escrituras falam em hebreus que as coisas celestiais FORAM PURIFICADAS com sacrifícios melhores do que os figurativos? Isto ocorreu na CRUZ, por causa da rebelião de Satanás, do pecado no céu. Agora, no céu NÃO EXISTE PECADO de espécie alguma. Eles interpretaram ERRADO a função do santíssimo que NUNCA se enchia de pecados. Os sacerdotes que todos os dias entravam no santuário NÃO DEIXAVAM OS PECADOS LÁ DENTRO. Isto é invenção sabatista. No verso 29 de levítico 23 sobre o dia da expiação: "POrque toda a alma, que naquelemesmo dia, NÃO SE AFLIGIR , será EXTIRPADA DE SEU POVO. Veja se isto tem a ver com as boas novas de salvação, com o gozo da salvação e paz com Deus. Isto é do tempo da lei. Uma igreja que leva uma HERESIA desta se esconde por trás de uma capa de refinamento, mas é grosseira, estúpida e antiCristo. Me prove que o decálogo COMO ESTÁ REDIGIDO, com aquele MESMO CONTEÚDO é a lei eterna de DEus que existia com Ele, antes de haver o mundo. Com aquele mesmo CONTEÚDO.

      Excluir
    5. Os pecados ficavam no santo FIGURATIVAMENTE pois o sangue de animais não pode lidar com pecados. TODO o tempo eles estavam anunciando o redentor, mas os pecados não ficavam LITERALMENTE DENTRO DO LUGAR SANTO, porque se de fato houvesse a remissão no dia da expiação, CRiSTO NÃO PRECISAVA TER MORRIDO NA CRUZ. Se o santuário araônico não se enchia de pecados LITERALMENTE quanto mais o celeste segundo a ordem de MELQUISEDEC. Veja como Cristo se apresenta no capítulo 1 de apocalipse e compare com a literatura adventista que o veste com a roupa do SUMO SACERDOTE ARAÔNICO!!! Isto é estupidez. Os sabatistas passaram o ritual Araônico para o céu; Não reconhecem o sacerdócio eterno de Melquisedec, onde Ele, Cristo, sob este sacerdócio ANIQUILOU O PECADO PELO SACRIFÍCIO DE SI MESMO. Só que os nascidos segundo a carne não entendem NADA disto.

      Excluir
    6. Em hebreus 9:23 diz:"De sorte que era bem necessário que as figuras das coisas que estão no céu assim se purificassem (KATHARIZO, pronúncia KAFARIDZO, limpar, purificar, remover), mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios melhores do que estes." Em apocalipse 13:8, afirma que o cordeiro, não bode, foi morto DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO; então os pecados do povo estavam sobre Cristo por meio dos tipos, então na cruz ele purificou e purificou-se dos pecados e também, em si mesmo purificou o santísimo da nova aliança Melquisedec), no sentido de inaugurá-lo para uso assim como o tabernacúlo segundo a ordem de Arão foi inaugurado com o sangue de animais. Só que White, (dã!) leu este texto e entendeu ERRADO. O texto fala de algo que aconteceu no passado e ele interpreta aplicando para 22 de outubro de 1844???!!! Pelo amor da rapunzel, ish! Cristo com o seu sangue INAUGUROU, purificou para uso o santíssimo segundo a ordem de Melquisedec que nem é MENCIONADO EM LEVÍTICO. Purificou, não porque ele estava impuro mas validou-o com seu sangue para uso. Agora, White leu este versículo e jogou prá 22 de outubro de 1844 aumentando a massaroca sabatariana. Ela, dona White, entendeu que as coisas celestiais que deveriam ser purificadas com o sangue de Cristo era o santíssimo segundo a ordem de Arão, no céu, e cheio de pecados de crentes que estão em cima da corda bamba, tic bum, tic bum tic bum!!! O texto fala de algo que ocorreu no calvário como já expliquei.

      Excluir
    7. Amigo Paulo Cadi, cadê as citações de Ellen White? Não vi opinião alguma de Ellen White em seus comentários.

      Repito algo que havia lhe dito hà algum tempo, não convém fazer uma inteprepretação em cima da intepretação do amigo sobre a intepretação de Ellen White.

      Nem que eu dê uma opinião sobre a opinião do amigo acerca da opinião de Ellen White.

      Cite as fontes primárias para que eu possa dar uma explicação em cima dos textos originais.

      Excluir
  26. Paulo Cadi, vc se contradiz...

    Primeiro vc diz que os dois bodes representavam Cristo fazendo expiação dos pecados do povo, depois diz que Cristo não pode ser representado por nenhum outro animal que não fosse um cordeiro.

    Todo tipo de sacrifício que exigia derramamento de sangue representava Cristo. Por exemplo: o sacrifico de pombos. Pessoas pobres que não podiam ofertar um animal de grande porte poderiam sacrificar um pombinho.

    Vc diz que Cristo não pode ser sumo sacerdote com vestimentas araônicas por não pertencer à tribo de Levi, mas sim da ordem de Melqsedeq.

    Cristo pode ser quem Ele quiser ser. Ele é o Deus Todo Poderoso criador do Céu e da Terra, Ele é o Alfa e o Ômega o princípio e o fim, Ele não vem de tribo alguma terrena, Ele é muito superior a tribo de Levi e ao sacerdote Melqsedec.

    A vestimenta araônica fazia parte do ritual do dia da expiação, nada mais natural que Cristo como Sumo Sacerdote (o Supremo Sacerdote) usasse a vestimenta ritualística. Cristo não precisa ser de tribo alguma para usar as vestimentas do sumo sacerdote, pois Ele é o Supremo Sacerdote.

    Não existe essa de UMA VEZ SALVO SEMPRE SALVO!!

    Vc acha que um cristão que passou boa parte de sua vida servindo a Deus e no fim de seus dias se desvia do caminho e cai em pecados deliberados vá se salvar?

    A resposta é, NÃO!! Cristo não salva pessoas que estão em pecados deliberados sem arrependimento!! Essa pessoa pode ter estado com Deus, mas não foi perseverante até o fim. A palavra de Deus diz que devemos ser fiéis até o fim.

    NÃO HÁ ESPAÇO PARA PECADORES REBELDES NO CÉU!!

    Só vai para o Céu aqueles que forem fieis e que perseverarem até o fim. Se vc está salvo hoje, parabéns, mas cuideis para cair em pecados e se cair cuideis em se arrepender para sua salvação.

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Primeiro vc diz que os dois bodes representavam Cristo fazendo expiação dos pecados do povo, depois diz que Cristo não pode ser representado por nenhum outro animal que não fosse um cordeiro"

      Pior que eu nem tinha reparado nisso!

      Poxa, mais um bola fora hein amigo Paulo Cadi!?

      Excluir
    2. Meu caro Sr. Adventista, se você reler os comentários verá que eu NÃO DISSE que o sacrifício de Cristo não pode ser representado por outro animal, mas que TODO O RITUAL DO SANTUÁRIO apontava para o cordeiro. Leia de novo, se quiser, e verá o que eu quis dizer. A paz de Cristo!

      Excluir
    3. Cristo, foi morto na PÁSCOA, não no dia da expiação. Mas, já que o sangue de animais Não tira pecados, TODOS os dias os sacerdotes faziam o que Cristo fez de uma vez por todas, mas na PÁSCOA, porque foi a libertação do povo de Israel do Egito, assim como o crente, do pecado.

      Excluir
  27. Estimado Gilson Tenório
    A Paz que excede todo o entendimento guarde tua mente e coração.
    A doutrina bíblica da Salvação Eterna, infelizmente, não é entendida por muitos. Nosso Eterno Salvador Jesus nos garente esta Salvação desde o dia em que a recebemos até o dia de nossa chegada à Sua presença. Jo. 10.28; Fl. 1.13-14; Rm. 8.14-17; Rm. 8. 26-30; Rm.8.31-39, etc.
    Apesar de não ser o assunto propriamente tratado nesta página. A verdade é que nem todos que chamam Jesus de Senhor O tem como tal; e ou Ochamam de Salvador. Jó so conhecia o Senhor de "ouvir falar" e no final de sua experiência " maior " com Deus ele declarou. " agora os meus próprios olhos te veêm. " Samuel serviu ao Senhor, por um tempo, mais não o conhecia. Muitos hoje cantam, pregam, escrevem, são abençoados ricamente, provam do Poder de Deus, porém não conhecem ao Senhor como Verdadeiro Salvador de suas almas.
    A Palavra nos ensina que " E,assim, se alguém esta em Cristo é nova criatura; ( criação ) as coisas velhas já passaram e eis que tudo se fez novo. 2 Co.5.17.
    Esta é a experiência do Novo Nascimento, são os que nasceram do Espirito Santo. Não nasceram da religião, da linda melodia, do lider, da denominação, da namorada, noivo, esposa(o), em suma: Não nasceram da vontade do homem, da carne, MAS DE DEUS. Estes querido amigo Gilson nunca deixarão a fé verdadeira. O maior milagre é o Novo Nascimento, os que são gerados do Espirito Santo. É algo maravilhoso, não temos como explicar, tamanha certeza e convicção desta Salvação linda e maravilhosa, que muda totalmente nossa vida de Antes e Depois. Judas , infelizmente não experimentou este milagre em sua vida.
    Os que não permanecem, não perseveram é porque nunca foram salvos e isto esta explicado em 1 Jo.2.19 e Hb.6.4-8 ( inclusive muitos por não meditarem, não compreendem o sentido real de sua interpretação).
    Deus seja louvado Eternamente
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Wilton Villote Rodrigues, muito obrigado pela reflexão que expôs...

      Concordo com vc amigo... Mas existe um porém...

      Deus não fez o homem predestinado à perdição eterna, pelo contrário, Ele nos criou para sermos eternos. Mas, Deus, também, deu ao homem o livre arbítrio. O livre arbítrio é a forma mais clara do amor de Deus para com sua criação, pois toda criação que o ama, o ama por livre espontaneidade. Deus nos fez com um coração para termos livre amor por Ele. Ele não os fez robôs, mas nos deu um coração! Deus não nos obriga a amá-lo.

      O homem usando de seu livre arbítrio, também, pode escolher não seguir a Cristo e a seus mandamentos e isso trás conseqüências graves para sua salvação. E isso ocorre com toda criação de Deus... Lembra de Lúcifer, o portador da Luz? Ele foi criado para ser eterno, mas usou de seu livre arbítrio e desobedeceu a Deus. Deus não predestinou Lúcifer a ser o diabo e satanás, mas ele se tornou através de sua escolha, assim como os demais anjos que escolheram ficar ao lado de Lúcifer.

      De igual forma o homem. O homem pode escolher estar ao lado de Cristo ou não. O destino de cada ser humano está na escolha de cada um. Mas, não é apenas escolher estar com Cristo, mas também, seguir seus caminhos e obedecer a seus mandamentos, e ser perseverante e fiel até o fim.

      Fique com a paz do Nosso Senhor Jesus Cristo.

      Excluir
  28. Estimado Gilson Tenório
    O Senhor guarde teu coração
    Este passo humano de crer , que nas Escrituras tem o significado de receber, pela fé a proposta do Espirito Santo, como comentado em nossa postagem acima, vai gerar no coração deste ser humano o maior milagre que alguém pode receber, que é o milagre do Novo nascimento.E uma vez acontecendo este milagre somos gerados pelo Espirito Santo, como comentado acima, é a Obra do Senhor em nós , recebemos o " DNA " de Deus e então nossa vida é totalmente transformada e não tem como voltarmos atrás, pois , passamos a ser NOVA CRIAÇÃO 2Co.5.17 , Jo.1.13.
    Quanto a obedecer os seus mandamentos é impossível em nossa imperfeição o fazermos em toda a essência como Deus exige, por isso Jesus veio cumpri-la. Veja que se um homem no coração olhar com desejo impuro em seu coração para uma mulher, JÁ ADULTEROU COM ELA. Em resumo se pensarmos em fazer algo, mentir, etc. Já somos réu.
    Amado só pela graça é que podemos ser salvos. Ef.2.8-9
    Veja o que diz Tg.2.10.
    Descansemos nos braços do Salvador Jesus.
    Meu tempo no momento esta estrangulado, poderemos comentar mais adiante.
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  29. Poxa amigos, cristão é realmente isso... criticar outras igrejas em público?! "Tire a trave dos seus olhos..." André (Sou Adventista do 7 dia e respeito outras crenças e religiões)

    ResponderExcluir
  30. É feio ver pessoas discutindo religião pois como disse Ghandi: "...Não importa a religião se todas te levam ao mesmo caminho", Já que essa conversa tomou outro rumo que não é a da música e sim religião, então essa conversa poderia nem ter se prolongado tanto bastava terem dito isto ao autor do texto:

    Se os adventistas são uma "Seita" por guardarem o sábado, eu vou lhe mostrar na bíblia porque os adventistas guardam o sábado e vc me mostra na bíblia porque vcs guardam o domingo.

    Gn:cap.2 ver. 2-3

    "2.No sétimo dia Deus acabou de fazer todas as coisas e descansou de todo o trabalho que havia feito.3.Então abençoou o sétimo dia e o separou como um dia sagrado..."

    Ex:20,ver:8,9,10,11,12.

    8.Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.9.Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.10.Mas o sétimo dia é o sábado do senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu servo, nem tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.11.Porque em seis dias fez o senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o senhor o dia do SÁBADO e o SANTIFICOU.

    Guardar o sábado é um mandamento não guardar o sábado é o mesmo que matar,roubar, adulterar etc... é pecado da mesma forma.

    Então antes de falar besteira tenha pleno domínio e conhecimento daquilo que está falando.Somos crentes na religião em que seguimos porque a conhecemos e a sua doutrinas diferente de pessoas que guardam ao domingo sem saber o por quê.

    E é por isso que adventista não gosta de discutir religião para não criar um ambiente ruim porque quando somos perguntados sabemos responder e na insistência provamos na bíblia. Espero que depois disso não torne a discutir esse assunto e que se preocupe com a sua religião e não com a dos outros. Que Deus lhe dê sabedoria e me dê paciência.

    ResponderExcluir
  31. Estudar a Palavra de Deus, é a única saída e resposta com toda autoridade. Agora, o que se vê é excesso de analfabetismo cristão. Tenha, paciência !

    ResponderExcluir
  32. Infelizmente algumas pessoas "se esquecem" ou querem mudar algumas partes da bíblia, guardam nove dos dez mandamentos, torcem textos tirando do seu contexto e esquecem que Apocalipse 22:19 diz ..."se alguém tirar qualquer coisa das palavras desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro". Amigos, não tirem e não acrescentem algo que a bíblia não diz pois como esta escrito, é melhor que se amarre uma pedra de moinho no pescoço e se jogue nas profundezas do mar a ser uma pedra de tropeço a um dos meus pequeninos! Estudem a bíblia diligentemente e encontrarão a verdade sem falar mal de uma denominação a qual não conhecem! Antes de acusar e/ou criticar se pergunte! Como Jesus agia? Segundo a bíblia, quem é o acusador? Deus abençoe a todos e lhes de entendimento para que no lugar de discutir teorias, possamos viver o amor de Jesus na prática.

    ResponderExcluir
  33. bom dia amigos...sou Adventista a 36 anos e canto em um quarteto a 18 anos...na minha cidade tem umas 4 igreja presbiteriana e os irmão da igreja presbiteriana chamam muito nosso quarteto pra cantar em seus cultos e eventos, e eles ficam muuuito felizes quando a gente vai cantar la ja fomos em todas as 4 varias vezes e não só em minha cidade mas nas presbiterianas das cidades vizinhas, indicados pelos irmão presbiterianos da minha cidade...inclusive Deus usou eles para comprar 80% do som q hj usamos, e eles nos ajudaram com alegria e de livre e espontanea vontade sem quem nós pedissemos ( Deus axou que precisavamos de um som ) e somos gratos a Deus por usar eles. tenho muitos amigos presbiterianos, excelentes pessoas...AGORA PERGUNTO:
    se não podem receber os "hereges" como julgam q os Adventistas são....porq as igrejas presbiterianas nos chamam e com certeza muitos grupos e quartetos da Adventista são chamados pra cantar la? cade a coerencia e o padrão? pelo q vejo e leio nesses artigos acima, é um ou outro q não gosta e dai fazem esses blogs jogando pedras...CADE O PADRÃO? ou não tem organização....

    ResponderExcluir
  34. ...e tem mais, em muitas dessas igreja presbiterianas, com (100 /200 membros) fizemos toda a programação...pregamos cantamos oramos...e todos sairam satisfeitos da mensagem q receberam...e nunca nenhum amigo presbiterianos me falou q somos mal visto como Adventistas...muito pelo contrario...quando me veem na rua ou no mercado a pergunta ´´e a mesma:
    E AI, QUANDO VÃO CANTAR NA NOSSA IGREJA NOVAMENTE? O POVO LA GOSTA BASTANTE DA MUSICA DE VCS...
    muitos desses amigos, são os pastores e presbiteros....

    ResponderExcluir
  35. Para responder, qual seu nome? Se identifique por favor para que seus comentários sejam liberados...

    ResponderExcluir
  36. Respostas
    1. Obrigado
      Estão equivocados. Desinformados. Um mínimo de conhecimento deles a respeito do adventismo, não aconteceria isso.

      Excluir
  37. Respostas
    1. Não.
      O fato que informações a respeito de certa seita, nem sempre ser conhecida entre toda membresia da IPB e de pastores, e a partir daí se envolverem com vcs da IASD, não justifica os fatos.

      Excluir
  38. Me dê o nome da igreja presbiteriana que vcs 'fizeram toda programação, cantaram e até pregaram'... em qual cidade isso ocorreu? E data, por favor. Sendo algo público, não há nada a que se esconder.

    ResponderExcluir
  39. então, para preservar meus amigos q tanto nos estimam vou me abster de tais comentários, mesmo porque se vc é não pelo menos um pastor da igreja deles não tenho q entrar em detalhes com vc, porq vc deve ser esses tipicos membrinhos de igreja q só reclamam e querem axar xifres em cabeça de cavalo e só dão trabalho pros pastores, ( quem não trabalha, dá trabalho, pense nisso) ao inves de ajudar só criam caso e atrapalham...pelo q vejo vc segue essa linhagem ai....mas tudo bem... baseado noq vc escreveu nesse blog fajuto e inspirado pelo inimigo de Deus oq vc escreveu apenas afastará pessoas de Deus e fazendo isso vc vai prestar contas a Ele.
    Se vc não gosta de uma igreja A..B...C etc...reserve pra vc sua opinião, não coloque duvidas na cabeça de pessoas sinceras...e ao inves de perder seu tempo, q deve ser bem ocioso...leve pessoas para Jesus e não venha dizer q sua igreja eh certa e q outras são erradas tals...igreja nenhuma salva ninguem, nem Adventista nem Batista nem a sua...mas Cristo salva, então use seu " talento" pra levar pessoas a Jesus Cristo...estude a biblia peça orientação ao Espirito Santo de Deus q te ilumine e te ajude a entende-la, por que a palavra de Deus não é de particular interpretação...2 Pedro 1:20-21...

    ResponderExcluir
  40. Luciano
    Romanos 12:3 - Porque pela graça que me foi dada digo a cada um dentre vos que não tenha de si mesmo mais alto conceito do que convêm, mas que pense de si sobriamente conforme a medida de fé que Deus repartiu a cada um...
    AS CONCLUSÕES DE UM CRISTÃO SEMPRE SERÃO PAUTADAS NUM """ ASSIM DIZ O SENHOR """, NUNCA NOQUE ELE MESMO PENSA ESTAR CERTO, PORTANTO ESTUDE E PEÇA ORIENTAÇÃO DIVINA, ABRAÇO

    ResponderExcluir