quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Augustus Nicodemus: Como Reconhecer uma Seita?

"Existem milhares de religiões neste  mundo, e obvia­mente nem todas são certas. O próprio Jesus advertiu seus discípulos de que viriam falsos profetas usando Seu nome, e ensinando mentiras, para desviar as pessoas da verdade (Mateus 24.24). O apóstolo Paulo também falou que existem pessoas de consciência cauterizada, que falam mentiras, e que são inspirados por espíritos enganadores (1 Timóteo 4.1-2). 

Nós chamamos de seitas a essas religiões. Não estamos dizendo que to­dos os que pertencem a uma seita são deson­estos ou mal intencionados. Existem muitas pessoas sinceras que caíram vítimas de falsos profetas. Para evitar que isto ocorra conosco, devemos ser capazes de distinguir os sinais característicos das seitas. Embora elas sejam muitas, possuem pelo menos cinco marcas em comum: 

(1)
 Elas têm outra fonte de autori­dade além da Bíblia. Enquanto que os cristãos admitem apenas a Bíblia como fonte de conhecimento verdadeiro de Deus, as seitas adotam outras fontes. Algumas forjaram seus próprios livros; outras aceitam revelações diretas da parte de Deus; outras aceitam a palavra de seus líderes como tendo autoridade divina. Outras falam ainda de novas revelações dadas por anjos, ou pelo próprio Jesus. E mesmo que ainda citem a Bíblia, ela tem autoridade inferior a estas  revelações.

(2) Elas acabam por diminuir a pessoa de Cristo. Embora muitas seitas falem bem de Jesus Cristo, não o consideram como sendo ver­dadeiro Deus e verdadeiro homem, nem como sendo o único Salvador da humanidade. Reduzem-no a um homem bom, a um homem di­vinizado, a um espírito aperfeiçoa­do através de muitas encarnações, ou à mais uma manifestação diferente de  Deus, igual a outros líderes religiosos como Buda ou Maomé. Freqüentemente, as seitas colocam outras pessoas no lugar de Cristo, a quem adoram e em quem confiam.

(3) As seitas ensinam a salvação pelas obras. Essa é uma característica universal de todas as seitas. Por acreditarem que o homem é intrinsecamente bom e capaz de por si mesmo fazer o que é preciso para salvar a sua alma, pregam que ele pode acumular méritos e vir a merecer o perdão de Deus, através de suas boas obras praticadas neste mundo. Embora as seitas sejam muito diferentes em sua aparência externa, são iguais neste ponto. Algumas falam em fé, mas sempre entendem a fé como sendo um ato humano meritório. E nisto diferem radicalmente do ensi­no bíblico da salvação pela graça mediante a fé.

(4) As seitas são exclusivistas quanto à salvação. Pregam que somente os membros do seu grupo religioso poderão se salvar. Enquanto que os cristãos reconhecem que a salvação é dada a qualquer um que arrependa-se dos seus pecados e creia em Jesus Cristo como único Senhor e Salvador (não importa a denominação religiosa), as seitas ensinam que não há salvação fora de sua comunidade.

(5) As seitas se consideram o grupo fiel dos últi­mos tempos. Elas ensinam que re­ceberam algum tipo de ensino se­creto que Deus havia guardado para os seus fiéis, perto do fim do mundo. É interessante que toda vez que nos aproximamos do fim de um milênio, cresce o número de seitas afirman­do que são o grupo fiel que Deus reservou para os últimos dias da humanidade.

Podemos e devemos ajudar as pes­soas que caíram vítimas de alguma seita. Na carta de Tiago está es­crito que devemos procurar ganhar aqueles que se desviaram da ver­dade (Tiago 5.19-20). Para isto, entretanto, é preciso que nós mes­mos conheçamos profundamente nossa Bíblia bem como as doutri­nas centrais do Cristianismo. Mais que isto, devemos ter uma vida de oração, em comunhão com Cristo,  para recebermos dele poder e amor e moderação.

Fonte: http://tempora-mores.blogspot.com.br/2014/01/como-reconhecer-uma-seita.html

76 comentários:

  1. GÁLATAS 5.1-15
    Como definir uma falsa religião?
    Uma religião falsa é aquela que ensina que o homem para ser salvo ele precisa fazer alguma coisa, é isto que o espiritismo ensina no livro o evangelho segundo espiritismo Alan Kardec, aonde o livro afirma que fora da caridade não há salvação, é isto que a Sociedade Torre de Vigia ensina em seu livro Poderá Viver para sempre no Paraíso e na Terra, você precisa pertencer à organização de Jeová e fazer a vontade de Deus, a fim de receber sua benção de vida eterna, é isto que ensina também o mormonismo em seu “livro sagrado” O livro de Mórmons, na página 113 do seu diz assim., pois sabemos que é pela graça que somos salvos, depois de tudo o que pudermos fazer, o Adventismo também através de sua profetiza Ellen G White deixa claro que ensina salvação pelas obras, em seu livro Testemunhos Seletos ela afirma de forma categórica que Santificar o sábado importa na salvação.

    Como definir uma Religião Verdadeira?
    Uma religião verdadeira é aquela que ensina que o único meio de salvação é Jesus Cristo (JO 14.6, AT 4.12), e que salvação é de graça por meio da fé em Cristo Jesus (EF 2.8-9), (RM 11.6), o verdadeiro Cristianismo tem que crer nisto.

    ResponderExcluir
  2. Resumindo, para eu ser salvo tenho que ser Presbiteriano, Assembleiano, Batista, Petencostal, etc. Menos Adventista, Mórmom ou Testemunha de Jeová. Hilário!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum desses que você citou alega que a salvação está apenas em sua denominação, já os adventistas, Mórmons e tejotas estes sim, dizem com todas letras que a salvação está apenas em sua organização religiosas as provas estão ai.

      Excluir
    2. Lá vamos nós novamente:

      http://www.youtube.com/watch?v=pT7X9Os7Q00
      http://www.youtube.com/watch?v=XIPxLrzp160

      Bola fora hein amigo!?

      O amigo poderia mostrar algum vídeo de algum pastor da TV Novo Tempo, afirmando de que somente os adventistas irão se salvar?

      Excluir
    3. O amigo poderia mostrar onde os adventistas que as outras religiões são de Deus... serve esse vídeo:

      https://www.youtube.com/watch?v=xdw38Yk-5s8

      A salvação que o Adventismo aceita de outros é em conformidade com ignorância para com a mensagem adventista.

      Demagogia...

      Excluir
    4. *"onde os adventistas DIZEM que outras religiões"

      Excluir
    5. Sr Adventista, Gilson e outros adventistas... Como adventista que também sou,... tenho de dizer sim.... O paradigma do exclusivismo adventista é um câncer sim... e isso nos torna extremamente indesejáveis. Vamos ser sinceros??? ... Nós mesmos nãos nos suportamos... deêm uma ouvida se tiverem "estômago", tanto adventistas como outros esta sequência de vídeos de um grupo entre nós, fanático, mais, fanático... fanático... chamado IEST no Rio de Janeiro: http://www.iestrj.org/materiais/audios/congressos/xvi-congresso/
      Os caras tem a manhã de ali mesmo no primeiro link "Por que o dom profético entre nós" de até mesmo tentar provar pelos escritos de Ellen White que nossas doutrinas não foram extraídas da Bíblia, mas revelada por ela... Atribuem a "clássica" interpretação adventista de que os pioneiros oravam, estudavam, etc, etc, e só depois EGW confirmava em visão em doutrina à L. E Froom teólogo das décadas de 50 a 70 e que na realidade ele fez isso pra poder amenizar a linha com os evangélicos e que a realidade era outra, era a de que os pioneiros no passado eram devotos entregues e dependentes à mensagem profética... O camarada tem a manha de comparar EGW em uma progressão histórica a Enoque... Isso, venhamos e convenhamos até nós achamos um absurdoooo!!! E por que não aceitamos o fato de que nossas posições por vezes históricamente tem produzido fanáticos e enfermos espirituais.... Vocês(Sr. Adventista, Gilson e outros) sabem disso.... vocês estudam, dá para perceber. Pessoas estas que até nós e o próprio Leandor Quadros tem dificuldade de lidar, pois eles com todo o perfeccionismo produzido por levarem ao extremo o exclusivismo da denominação tornaram-se dignos de repreensão, mesmo no nosso meio a exemplo de Pedro por Paulo em Gálatas 2. Por que não admitimos que somos heterodoxo em muitos pontos todavia isso não faz de nós melhor, ou pior do que ninguém...? ... Por que não admitimos que muitos entre nós, embora nossa crença oficial não seja essa, são idólatras de EGW??? E que isso nos incomoda também... quem ama a IASD de verdade fica incomodado sim!!!! .. Entende que certas coisa foram fruto de um passado fundamentalista, mas ao mesmo tempo creêm que mudanças sempre são necessárias, talvez não em essência e em princípio, mas em forma e em progressividade... Portanto antes de nos dizermos verdadeiros protestantes e acusarmos com uma mão e apertarmos "amigavelmente" com a outra raciocinemos se o Sola Scriptura nos é realmente bandeira e se realmente cremos que a fé em Cristo e Nele somente e o conhecimento da graça de Deus é o suficiente para salvação e não todas as quase "semi-equações de física quântica" que costumamos impor a muitas pessoas simplórias em nossos programas de "estudos bíblicos"...

      Excluir
    6. Em um mundo cada vez menos religioso, cada vez mais Ateu, de onde sustentamos a nossa crença de que um dia "religioso de guarda" gerará um decreto de morte para quem segue o qu é bíblico? Pensar que isso é prova de salvação, mesmo no tempo do fim é crer numa providência de salvação diferente da so sangue preciosao mediante a fé... torna-se uma providência de salvação por obras mesmo que num futuro distante... Só pra citar algo que deveríamos pensar com mais calma. Isso de maneira nenhuma desmerece a guarda dp sábado de quem o faz com o coração, pois a palavra de Deus diz em romanos que quem faz qualquer destas coisas seo faz com o coração o faz para Deus e para Ele apenas e não deve ser julgado por isto. .. digo isso pois creio que devemos ser os primeiros a pensar em tratar de nós antes de dizermos qualquer coisa...

      "Nele que muda o tempo... e vê cada folha que cai pra forrar o chão"...
      B. C. JR

      Excluir
  3. Os adventistas além da biblía tem os escritos "inspirados" de White; os mórmons tem o livro de mórmom, doutrina e convênios e pérola de grande valor; os testemunhas de jeová tem os escritos "inspirados" do remanescente ungido dos 144000 selados de apocalipse.

    Então Gilson Tenório, vocês tem que decidir quem é o porta voz de Deus na terra, entre os três.

    Nós, protestantes não temos NADA A VER com esse balaio de gatos!

    Apenas defendemos o princípio MAIS VERDADEIRO que é o "SOLA SCRIPTURA", legítima afirmação cristã.

    Ou tudo com a biblía, ou nada sem ela.
    Para ser salvo o indivíduo deve crer em Jesus como seu Salvador e consequentemente como Senhor.

    Agora, a biblía não é suficiente para o pessoal das seitas.

    Porque?

    Porque eles não conseguem extrair a riqueza que está contida nas escrituras de forma sintética e transforma isto em arte, arte Divina, assim como fizeram os reformadores e puritanos.

    A riqueza literária e devocional pós reforma é incomparável em profundidade e desprovida de verborragia, muito comum nos escritos pseudo profundos das seitas, que vem para contribuir com uma sub cultura já que está desconectada do processo histórico do qual a reforma, com justiça, faz parte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em suma, não têm um profeta legítimo. Fingem estar todos corretos, mesmo cada um crendo em doutrinas diferentes e evitam falar das crenças uns dos outros para não se comprometerem.

      Volto a fazer uma pergunta que não foi respondida:

      Há uma forma de heresia que prega de que os 10 mandamentos não são mais válidos, e mais: Têm afirmado de que um mandamento só tem validade, para os não judeus, se este for de fato repetido ou apoiado pelas cartas de Paulo (exceto o dízimo).

      Gostaria então de perguntar ao amigo Luciano Sena, se esta crença está correta, e se trata-se de uma heresia ou não.

      Notei que tem sido omitido um quesito comum de se encontrar na análise sobre as seitas. Que é o fato de rejeitarem os 10 mandamentos da Lei de Deus.

      http://biblia.com.br/perguntas-biblicas/igreja/o-que-e-uma-seita-quais-as-caracteristicas-pelas-quais-posso-identificar-uma-por-que-muitas-religioes-protestantes-consideram-a-igreja-adventista-como-uma-seita-cd/

      A IASD é taxada de seita por exemplo, por guardar o sábado Bíblico.

      Por crer na morte como um sono e de que os mortos domem no pó da terra.

      Por descrerem de fantasmas e almas desencarnadas, ou almas etéreas que sobem para o céu ou descem para o inferno.

      Por crer em profetas;

      Por crer de que há um santuário celestial;

      Por crer de que Cristo é nosso sacerdote, sumo-sacerdote e também nosso advogado atuando neste santuário.

      Por crer de que há um juízo em andamento e que começou no fim das 2300 tardes e manhãs de Daniel, quando o santuário foi purificado, dando início aos trabalhos de expiação.

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/11/biblia-facil-daniel.html

      Se os adventistas são taxados por seita, por terem este conhecimento, feliz é aquele que pertença a esta seita, porque assim está escrito:

      "Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam seita, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo TUDO quanto está escrito na lei e nos profetas." Atos 24:14

      Excluir
    2. Ao amigo Paulo Cadi:

      "Enviado em 01/11/2008

      SOU PREGADORA DA PALAVRA DE DEUS TENHO 7 TEMAS DE CDS DE MSGS DE AVIVAMENTO, TENHO IDO EM VARIAS IGREJAS; BATISTA CONGREGAÇIONAL, METODISTAS, PRESBITERIANA, COMUNIDADE EVANGÉLICAS,ASEMBLÉIA DE DEUS ETC.. "

      http://www.youtube.com/watch?v=RzrlE_BIqzs

      O que o amigo pensa, sobre estas religiões e que incluiriam a do amigo, sobre ceder o púlpito para as pregações de mulheres?

      Está certo ou está errado, trata-se de uma heresia ou não?

      Excluir
    3. "Em suma, não têm um profeta legítimo"

      temos todos os profetas da Sagradas Escrituras, e por ultimo o próprio filho e seus apóstolos, se ele não servem pra vcs....huuuuummmm.

      EFÉSIOS 2
      20 Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;

      I TIMÓTEO 2
      7 Para o que (digo a verdade em Cristo, não minto) fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios na fé e na verdade.

      Excluir
    4. Sr. Adventista,qualquer pessoa que NEGAR AS ESCRITURAS está em PECADO.

      Eu, você e qualquer um.

      Seja em QUALQUER denominação.

      Por isso é importante o conceito de igreja LOCAL, porque ali deve, (Pelo menos deveria), estar uma porção da Igreja de Cristo.

      Na minha igreja não é permitido mulheres pastoras ou lideres no corpo de Cristo.

      Não estou como você levantando placa de igreja, já que Jesus Cristo NÃO FUNDOU NENHUMA DENOMINAÇÃO, mas sua Igreja no dia de Pentecostes no ano 33 A.D. e em NENHUMA OUTRA DATA.

      Se a igreja local desobedecer a palavra, está em pecado, e se o pastor insistir no êrro qualquer cristão sincero abandonará o local.

      Isto serve não só para o assunto que você usou como objeção, mas também para qualquer heresia, se em tempo não for expulsa do meio da congregação.

      Excluir
    5. Ao contrário continuaremos a estender o convite à todas mulher temente a Deus e que desejam pregar a Palavra de Deus, de que serão bem recebidas em nossa igreja.

      Excluir
  4. Com exceção do segundo ponto (claro, desconsiderando o período ariano dos pais da fé adventistas!!!) os demais aplicam-se em menor ou maior grau aos adventistas do sétimo dia.
    Os irmãos deles, Testemunhas de Jeová, já se enquadram perfeitamente, bem como Mórmons e Espíritas.

    ResponderExcluir
  5. Os Adventistas ainda não entenderam por que são considerados como seita. Assumem qualquer crítica e a nivelam por baixo.

    Dizem que são chamados de seitas por guardarem o sábado, o que não dito dos Batistas do Sétimo Dia, por que não?

    Dizem que são acusados de seitas por que são aniquilacionistas (nenhum credo cristão tratou dessa questão e temos que nos lembrar que vários protestantes pensam assim).

    O problema é que os adventistas é que levantam a bandeira diabolizando o domingo e o ensino bíblico da imortalidade da alma. Fazem desse uma demarcação de restauração da verdade salvadora. Quem colocou tais doutrinas no centro da importância foram eles.

    O que fazemos é mostrar que quando tratam a questão dessa maneira, estão considerando salvífico aquilo que não é, então, torna-se uma heresia por causa dessa propaganda.

    Porém, mesmo que desconsiderassem isso, 1844 e Ellen White deveriam ser abandonados. O que não fariam, jamais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as nossas doutrinas já foram explicadas através da Rede Novo Tempo, com o uso da Bíblia.

      Basta ver por exemplo o extenso estudo de Daniel:

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2013/11/biblia-facil-daniel.html

      Todo o nosso doutrinamento acerca das tardes e manhãs e do santuário, foram feitos em cima dos capítulos de Daniel, sendo tratados um-por-um.

      Na questão do sábado também utilizamos como embasamento a Bíblia, bem como na doutrina da morte como um sono e também do juízo.

      Então não dá para acreditar no amigo, quando diz de que tais doutrinas não seriam bíblicas e que pertençam a Ellen White.

      Excluir
  6. Imortalidade da alma é = heresia.

    Domingo como dia santo de guarda é = heresia.

    Toda Lei de Deus foi abolida na cruz é = heresia.

    Tem Igrejas que acreditam nisso, isso é pura heresia, então, quem é uma seita herética?

    ResponderExcluir
  7. Será que a imortalidade dos anjos bons também é heresia, outra coisa, nós protestantes não defendemos a eternidade do inferno só porque cremos na imortalidade da alma, Jesus disse que o corpo também vai perecer no Geena, ou seja, os corpos ímpios também serão eternos, o dia em que o nosso Senhor Jesus ressuscitou é considerado pelos adventistas como um dia herético isto para mim é uma forma de sacrilégio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum dia é herético.

      Herético é guardar o domingo em substituto ao sábado!

      Sequer consideramos herético fazer cultos no domingo. Nem homenagear a ressurreição de Cristo neste dia.

      Mas mudar a lei abolindo o sábado, isto é herético, pois o homem não tem tal autoridade, nem tal tipo de autoridade foi concedida à igreja.

      Dizer que o quarto mandamento é o domingo, e não o sábado é uma heresia!

      Faça um teste, peça para seu pastor colocar no mural da igreja, uma página contendo os 10 mandamentos!

      Veja então se lá no 4º mandamento ele irá colocar o sábado ou o domingo!

      Verá seu pastor em um dilema.

      Excluir
  8. Vc sabe o que se significa Geena?

    Vc sabe o que era o Geena?

    Não disse que o dia em que o Nosso Jesus Cristo ressuscitou é herético e sim quem coloca esse dia como dia santo e de guarda substituindo o Sábado Bíblico, esse sim é herético.

    ResponderExcluir
  9. Vamos fazer uma uma interação?

    Quem desejar participar, terá que fazer uma tarefa, trata-se de um pedido bem simples, mas não poderão fazer perguntas, nem pedir explicações, apenas responder:

    É algo simples, e que convido a todos os amigos, inclusive Luciano Sena, Paulo Cadi, Wilton, Gilson, Hermeneutica, Vanderson e demais participantes.

    A tarefa é:

    Escreva em um comentário, os 10 mandamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ROMANOS 7
      4 Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.

      ROMANOS 10
      4 Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.

      GÁLATAS 4
      4 Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,
      5 Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.

      Excluir
    2. Em suma, salvo engano, crê de que os 10 mandamentos foram abolidos.

      Mas o amigo Luciano Sena no comentário abaixo, crê de que os mandamentos estão em Deuteronômio 5, ou Êxodo 20.

      Agora os dois precisam entrar me um acordo se os mandamentos são válidos, sendo aqueles que o amigo Luciano Sena citou, ou se eles foram abolidos.

      Então como o amigo pode esperar que creiamos que os dois estão certos? Ora, um está pregando a verdade e o outro a mentira, ou os mandamentos são aqueles citados por Luciano Sena, estando vigentes, ou não estão conforme dá a entender os versos que o amigo Fernando Costa citou.

      E afinal de contas, amigo Luciano Sena, a tal abolição dos 10 mandamentos é ou não é uma heresia?

      E afinal de contas, amigo Fernando Costa, pregar a validade dos mandamentos é ou não é contra os ensinos da palavra da Bíblia?

      Por favor, entrem em um consenso aí e então digam, se os adventistas devem ou não guardar os 10 mandamentos. E se forem guardar de que forma devem fazer isto?

      Excluir
  10. Leia Deuteronômio 5, ou Êxodo 20.

    ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então os mandamentos são aqueles, incluindo o sábado e o mandamento que diz para não adorar imagens de escultura?

      O amigo está correto, aqueles são mesmo os 10 mandamentos.

      Excluir
  11. Adventistas, se batendo feito frango destroncado para ser aceitos por "*Babilônia*" como Igreja Cristã... que coisa não? 'Hilário' kkkk

    ResponderExcluir
  12. Sr Adventista, Gilson e outros adventistas... Como adventista que também sou,... tenho de dizer sim.... O paradigma do exclusivismo adventista é um câncer sim... e isso nos torna extremamente indesejáveis. Vamos ser sinceros??? ... Nós mesmos nãos nos suportamos... deêm uma ouvida se tiverem "estômago", tanto adventistas como outros esta sequência de vídeos de um grupo entre nós, fanático, mais, fanático... fanático... chamado IEST no Rio de Janeiro: http://www.iestrj.org/materiais/audios/congressos/xvi-congresso/
    Os caras tem a manhã de ali mesmo no primeiro link "Por que o dom profético entre nós" de até mesmo tentar provar pelos escritos de Ellen White que nossas doutrinas não foram extraídas da Bíblia, mas revelada por ela... Atribuem a "clássica" interpretação adventista de que os pioneiros oravam, estudavam, etc, etc, e só depois EGW confirmava em visão em doutrina à L. E Froom teólogo das décadas de 50 a 70 e que na realidade ele fez isso pra poder amenizar a linha com os evangélicos e que a realidade era outra, era a de que os pioneiros no passado eram devotos entregues e dependentes à mensagem profética... O camarada tem a manha de comparar EGW em uma progressão histórica a Enoque... Isso, venhamos e convenhamos até nós achamos um absurdoooo!!! E por que não aceitamos o fato de que nossas posições por vezes históricamente tem produzido fanáticos e enfermos espirituais.... Vocês(Sr. Adventista, Gilson e outros) sabem disso.... vocês estudam, dá para perceber. Pessoas estas que até nós e o próprio Leandor Quadros tem dificuldade de lidar, pois eles com todo o perfeccionismo produzido por levarem ao extremo o exclusivismo da denominação tornaram-se dignos de repreensão, mesmo no nosso meio a exemplo de Pedro por Paulo em Gálatas 2. Por que não admitimos que somos heterodoxo em muitos pontos todavia isso não faz de nós melhor, ou pior do que ninguém...? ... Por que não admitimos que muitos entre nós, embora nossa crença oficial não seja essa, são idólatras de EGW??? E que isso nos incomoda também... quem ama a IASD de verdade fica incomodado sim!!!! .. Entende que certas coisa foram fruto de um passado fundamentalista, mas ao mesmo tempo creêm que mudanças sempre são necessárias, talvez não em essência e em princípio, mas em forma e em progressividade... Portanto antes de nos dizermos verdadeiros protestantes e acusarmos com uma mão e apertarmos "amigavelmente" com a outra raciocinemos se o Sola Scriptura nos é realmente bandeira e se realmente cremos que a fé em Cristo e Nele somente e o conhecimento da graça de Deus é o suficiente para salvação e não todas as quase "semi-equações de física quântica" que costumamos impor a muitas pessoas simplórias em nossos programas de "estudos bíblicos"...

    ResponderExcluir
  13. Se considerarmos assim, vamos entender que ninguém é salvo por "ignorância" do conhecimento das doutrinas adventistas, mas entenderemos que todo e qualquer ser humano que foi, é e será salvo o será unicamente pelo sangue derramado ne cruz do calvário, entenderemos que a Todos, repito a TODOOOSS, quantos O RECEBERAM, deu-se-lhes o poder de serem feitos Filhos de Deus.... Em um mundo cada vez menos religioso, cada vez mais Ateu, de onde sustentamos a nossa crença de que um dia "religioso de guarda" gerará um decreto de morte para quem segue o qu é bíblico? Pensar que isso é prova de salvação, mesmo no tempo do fim é crer numa providência de salvação diferente da so sangue preciosao mediante a fé... torna-se uma providência de salvação por obras mesmo que num futuro distante... Só pra citar algo que deveríamos pensar com mais calma. Isso de maneira nenhuma desmerece a guarda dp sábado de quem o faz com o coração, pois a palavra de Deus diz em romanos que quem faz qualquer destas coisas seo faz com o coração o faz para Deus e para Ele apenas e não deve ser julgado por isto. .. digo isso pois creio que devemos ser os primeiros a pensar em tratar de nós antes de dizermos qualquer coisa...

    "Nele que muda o tempo... e vê cada folha que cai pra forrar o chão"...
    B. C. JR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoio a opinião do amigo, mas de nossa parte, também não podemos ser fanáticos nem extremistas.

      Este tipo de "conflito" por diversas vezes ocorreu e neste 150 anos de existência não seria diferente.

      Muitas religiões passaram e continuam passando por este tipo de coisa! Tenho tido um trabalho tremendo em lidar com dissidentes.

      O que não podemos, porém, é renegar a nossa própria história. Ellen White teve um papel importante na formação da Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas não fundamental.

      É claro de que a IASD hoje é o que é graça em parte às suas revelações e bons conselhos que cremos vir da parte de Deus.

      Os irmãozinhos que pretendem fazer de Ellen White um exemplo a ser seguido e não cristo, deveriam então se unir aos da reforma e deixarem de pregar de que fazem parte da igreja verdadeira.

      Não fazem isto porque sabem de que a própria Ellen White, que tanto prezam, pregou de forma veemente contra a dissidência, e também não deixou a mínima dúvida quanto ao seu papel e de seus escritos no contexto da IASD.

      Tratam-se de conselhos, orientações e explicações quanto às doutrinas Bíblicas, uma luz menor, bem menor que tem por único objetivo nos levar a interessar pela luz maior que é a Bíblia.

      Então, realmente estes irmãos, além de dar muito trabalho, às vezes causam confusões desnecessárias, tão somente por não aceitar aquilo que já foi previamente estabelecido desde a formação da igreja, inclusive com o aval e apoio da própria Ellen White.

      Quanto ao dia "religioso de guarda". Esta é uma questão individual! A questão do decreto dominical é algo exclusivamente dependente da interpretação que se dá à profecia, com base no conhecimento histórico que temos à disposição.

      Ellen White contava com o dom profético, então poderia tão somente receber uma revelação falando acerca de tal decreto.

      Qaunto a nós, pela Bíblia, cabe-nos crer de que a questão decisiva, será em relação à obediência a Deus ou à Besta. E o ponte de toque será a lei de Deus, mais propriamente dito, os 10 mandamentos!

      Dizer que o sábado será a questão controvérsia, entretanto, provém mais de obvialidades do que de algo inteiramente explícito na Bíblia.

      Assim como o Decreto dominical, que já foi por uma vez promulgado, através do Edito de Constantino.

      (...)

      Excluir
    2. Entender de que, mais uma vez, a questão em jogo será a obediência aos mandamentos de Deus, como sempre foi, na nação Israelita, por toda a antiguidade, tendo seus momento de apostasia, não é algo nada de novo.

      O que o doutrinariamento adventista, bem como os ensinos de Ellen White aprensentam é tão somente de que as coisas que ocorreram no passado voltarão a ocorrer!

      A babilônia, o sincretismo religioso, o surgimento de alguém se proclamando intermediador entre Deus e os homens, com poder de perdoar pecados, como vigário filho de Deus, ou seja, nada de novo!

      Enfim, alguém tomando o lugar de cristo como intercessor, que não é nada de novo, um decreto dominical, novamente levando as pessoas a guardarem, agora, definitivamente o sábado. Uma outra Besta. Uma outra perseguição como aquele que ocorreu no passado, cristãos saindo das cidades e se refugiando nas montanhas.

      Trata-se então de a história mais uma vez se repetindo, porém, de que agora, satanás finalmente conseguira avançar em seu intento de estabelecer seu reino aqui na terra.

      Enquanto isto, teremos falsos cristos e falsos profetas pregando suas teorias da conspiração, os mandamentos sendo abolidos e mais uma vez jogados por terra.

      Guardadores dos mandamentos mais uma vez "causando problemas" e sendo perseguidos.

      O que nossos irmãos tem que entender é de que a nossa base doutrinária é acerca do Santuário Celestial, que foi entregue diretamente à igreja. Do qual se desenvolveram as doutrinas do juízo investigativos, justamente as nossas doutrinas heterodoxas!

      Esta base nos permitiu, tanto levantar este corpo doutrinário que temos até os dias de hoje, quanto entender e aceitar as revelações do Espírito de Profecia.

      Estes irmãos tem, portanto que entender, de que nossa base estrutural são estas doutrinas e não os escritos de Ellen White, embora tenham sido de suma importância.

      Acontece que com o passar do tempo alguns cristãos de nossa família, vão perdendo a identidade, procurando algo supostamente mais firme para se agarrar e nisto, os escritos de Ellen White se tornam tentadores.

      Mas não podemos ir além daquilo que a própria profetiza nos permite! Seus escritos não devem ser visto como algo a mais além da Bíblia.

      Se seus escritos não servissem para convencer de que nossas doutrinas então certas, de nada nos serviriam! Assim como não servem aos irmãos de outras religiões, na questão de defender integralmente suas doutrinas.

      Que Ellen White jamais foi feita como uma contínua fonte de firmação de fé está claro na própria história, onde logo trataram de exportá-la para a Austrália.

      (...)

      Excluir
    3. Tanto eram cabeça duras quanto à seus conselhos mais importantes, que um hospital acabou sendo queimado inteiro, por negligenciarem os conselhos e orientações que Deus lhes exigia, por quanto decidiram fazer o que bem entendiam.

      Um acontecimento profetizado por Ellen White e que infelizmente se cumpriu de forma terrível! Nenhum bombeiro podia apagar aquele incêndio, conforme relato de um dos bombeiros, pareciam estar jogando gasolina ao invés de água e quanto mais jogavam, mais o fogo se erguia.

      Acontece que hoje, mais uma vez aparecem aqueles querendo dirigir por si próprios a igreja e o motivo é obvio! Trata-se de uma estratégia de Satanás para tentar fazer com a igreja, aquilo que conseguiu levar alguns a fazer com o hospital!

      Porém Cristo não permitirá que isto aconteça e ai daqueles que tentarem insistir em ir contra os designios de Deus.

      Estamos aqui nesta igreja para sermos humildes, submissos e serviçais na fé. Não estamos aqui para impor palavras de ordem ou tentar fazer a nossa própria vontade.

      Não importando a ênfase que damos aos escritos de Ellen White ou às nossas doutrinas, nosso trabalho é apenas delegar a direção de nossa igreja às mãos de Cristo! Orando, pregando o evangelho e nos cobrindo com sacos de cinzas.

      Aquele que se levantar, sem Deus, para impor a sua própria vontade, cairá humilhado e aquele que se humilhar confessando suas falhas e limitações, este alcançará êxito.


      Oremos para que Deus continue a fazer a SUA vontade através de nossos líderes, mas que sua mão caia pesadamente sobre aquele que intencionalmente se desviar do caminho que ELE propôs!

      Mas somente ELE tem em mãos o presente e o futuro, somos como cegos, guiando um carro que precisa correr para pregar a mensagem do evangelho, podendo contar tão somente com as orientações de Cristo.

      Então cada um deve se recolher na SUA humildade e deixar a direção da igreja, nas mãos Daquele que Deus escolheu!

      Se cremos que Deus está no comando e que ELE é quem dirige a SUA igreja, devemos crer em seu poder e onisciência e aceitar que seja feita a SUA vontade.

      O fato de estarmos em uma igreja, fundada por Cristo com um propósito específico da pregação das mensagens angelicais, não significa que não passaremos por tribulações, pelo contrário.

      Mas precisamos manter um espírito manso e cortês, não indo além daquilo que nos foi dado como missão!

      Portanto se há os insatisfeitos, que saiam a pregar, fazendo trabalhos missionários por todo o mundo, que é algo bastante urgente e necessário.

      (...)

      Excluir
    4. Há muitos pobres e doentes necessitando de ajuda, então deveria-se deixar de desperdiçar energia com questões tolas e que não trarão frutos que sirvam para salvar a alma dos perdidos ou aliviar seus sofrimentos.

      Pelo espírito manso e reto, saberemos quem está sendo usado por Deus ao falar e quem não está! Mas caberá às autoridades eclesiásticas colocarem ordem na casa e não a nós.

      Devemos então tolerar estes irmãos exaltados na esperança de que Cristo lhes dê a graça do arrependimento, até lá, devemos trata-los com mansidão e toda paciência que tivermos, porque ao servo de Deus não compete contender, mas ser humilde e manso.

      Aos que ficarem, depois de um tempo, acabarão entrando novamente nos eixos, portanto, é apenas uma questão de paciência.

      Tenhamos então bom ânimo, deixemos estas questões de lado e nos concentremos naquilo que é mais importante, pregar o evangelho, trazendo as boas novas sobre a volta de Cristo.

      Não deixemos que nada nos desvie ou nos atrase nesta missão. Façamos a nossa parte, deixemos o resto com Deus.

      Excluir
    5. Até nos erros, a IASD é perfeita...

      o Sr é o tipo de fanático que o Circulo indicou existir na IASD... dificilmente tem cura.

      Não sei, mas quando crítico os defeisto de minha denominação, aqui no blog tem algumas postagens que já fiz isso, penso que é pela verdade que faço isso. Mas o Sr e CIA só tem algo na mente - IASD é a Remanscente...

      Deus me livre!

      Excluir
    6. Ao amigo não cabe me julgar, poque não possui a onisciência de Deus, portanto não pode saber o que realmente se passa em minha cabeça ou em meu coração.

      E sim, creio na perfeição de minha igreja, que é espiritual e invisível.

      A igreja visível pode não ser perfeita, pois é composta por pessoas e pessoas não são perfeitas.

      Mas tem uma doutrina pura.

      Excluir
  14. Eu perguntaria ao circulodasaude, porque você permanece adventista com todo este esclarecimento que professa ter sobre o adventismo e suas mazelas?

    Porque lendo seus comentários, não só nesta postagem mas em outras, tenho observado que você esta a par da problemática teologia adventista e do comportamento de sua (adventista), liderança.

    Qual o motivo de permanecer adventista, já que está doutrina do juízo investigativo fez simplesmente "jogar" os oficíos do sacerdócio araônico para o céu, quando as escrituras afirmam claramente que Jesus Cristo é sumo sacerdote de OUTRA ORDEM, a de MELQUISEDEQUE.

    Havendo mudança de sacerdócio, diz hebreus, necessariamente se faz também MUDANÇA DE LEI.Hb.7:12.

    Cristo adentrou o santíssimo segundo a ordem de Melquisedeque e assentou-se à destra de Deus.

    Como sustentar a doutrina do juízo investigativo que nada mais é do que a repetição dos oficíos do sacerdócio araônico, só que distorcida (a doutrina do juízo investigativo), em relação ao livro de Levítico, já que ao contrário deste ensinamento o tabernáculo deveria ser preservado, ou seja, ser protegido das imundicías do povo?

    ResponderExcluir
  15. Prezado Paulo, a vida não é uma "esteira rolante"... Uma existência em comunidade cristã é muito mais do que um pacote doutrinário "enlatado"... O amor genuíno pelas pessoas sobrepuja muitas vezes a decisão pessoal, mesmo que baseada em convicções intrínsecas... Em uma igreja as famílias se unem,... como líder você participa da vida cotidiana das pessoas, chora com os que choram, se alegra com os que riem... De modo que o que se crê diferente, se crê para si... no sentido de que fé tens, tem-na em ti mesmo... Estar em um ambiente ortodoxo nem sempre significa estar rodeado de pessoas que "estão em Cristo"... Fiz parte de uma igreja dispensacionalista no passado, estudei em seminário dispensacionalista e honestamente... os fariseus mais letrados que conheci em minha vida estavam neste ambiente... E mesmo sim por amor,... suportei e relevei muita coisa durante muitos anos... Da mesma forma, estando hoje na IASD muitas coisas vejo e me calo, algumas menciono, sei até onde posso ir por mais amar do que por considera-se uma espécie "advogado da fé". Quando se entende que tudo é GRAÇA e graça somente , entendemos que a presença de Cristo manifesta-se mesmo no que pensamos ser menos provável. (refiro-me obviamente a um contexto onde há a crença sincera no Senhor Jesus, na IASD isso é possível, já não diria o mesmo obviamente de espiritismo, catolicismo, etc). Pensar diferente é ser tão fariseu e exclusivista como o pior de nós... é rebaixar a presença de Cristo à mera troca de placa de igreja... Enquanto há um propósito de Deus na vida de um homem ele permanece exatamente onde Deus quer e ou permita que ele permaneça...

    ResponderExcluir
  16. Se é esta a percepção que você tem com relação a vivência do cristão dentro de um contexto repleto de denominações, que este mesmo sentimento que você expressa possa ser o de outros adventistas, inclusive daqueles que participam deste espaço.

    Atualmente, nos USA, há muitos que são chamados de "adventistas evangelicais." Isto se vê em publicações que tratam de generalidades teologicas.

    Já existem até teologos adventistas que deixaram de ensinar que o papa é a besta.

    Existem várias publicações destinadas principalmente a teologos adventistas , que questionam abertamente certos posicionamentos considerados como fundamentais para a existência do adventismo.

    Mas o "fator Ellen White" é que não permite que haja um progresso neste sentido, já que condiderar seus escritos apenas úteis e não o cumprimento de ap.12:17 iria contra os "essenciais" do adventismo.

    Então a coisa fica naquele chove e não molha; ao mesmo tempo em que nos chamam de irmãos, tem de afirmar que somos os irmãos "que estão em Babilônia" e temos de ser retirados pela mensagem do terceiro anjo de apocalipse 14.

    Isto soa um pouco hipócrita, mas a coisa se processa desta forma. A psicologia da religião explica este tipo de comportamento.

    De qualquer forma, que os adventistas, de onde saiu o ataque, ou seja, (a reforma data de 1517, e os adventistas de 1844), possam estudar mais a história da Igreja nestes dois mil anos e revisarem sua escatologia.

    ResponderExcluir
  17. O "Circulo", apesar de não conhecê-lo pessoalmente, é uma prova que existe esperança de encontramos uma Oasis nesse deserto.

    Mas com certeza, o Sr Adventista deve estar "rangendo os dente" com esses comentários...

    Mantenho minha visão, de que nem todo adventista é Adventista... existe mutos adventistas cristãos. Saborearam a graça de Cristo, livre das interpolações de Ellen White. Nem sempre sair de uma religião é facil, por vezes, o medo de pagar o mesmo preço em outra, impede qualquer decisão.

    E como creio que apenas a Pessoa bendita do Senhor, biblicamente compreendida, é que salva, esperemos e trabalhemos por mais adventistas livres do mito.

    Cuidemos de nossas próprias vidas, para não fazermos de nossas igrejas um monopólio da verdade salvifica.

    "Circulo" Deus te fortaleça em Cristo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo contrário, fico feliz de saber que ainda há irmãos como o circulodasaude, neste oasis (como referido), que tem sido a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

      Quando da formação da Igreja Adventista, seus membros eram justamente assim (por isto trataram de exportar Ellen White para a Austrália)!

      Mas em matéria de Bíblia, não podemos pretender ter toda a verdade, mas podemos deitar no travesseiro sabendo de que nossas doutrinas fundamentais tem a Bíblia como única fonte de origem.

      O que nos é exigido é tão somente crença naquilo que é fundamental (nossas doutrinas fundamentais).

      De resto, temos a liberdade de escolher naquilo que haveremos de acreditar.

      Imortalistas da alma, calvinistas que crêem na dupla predestinação, dispensacionalistas que crêem que a Besta seria um papa. Todos estes são bem vindos à IASD, desde que aceitem as doutrinas fundamentais.

      Quanto a Ellen White, as opiniões se dividem entre a imensa maioria que crê de que Ellen White é uma profetiza verdadeira e um pequena minoria que não crê.

      Fato é que a grande maioria, acaba se convencendo do do profético (como este que vos fala).

      Mas isto é algo que não vai mudar, então o amigo criculodasaude terá que aprender a conviver, já sabendo disto!

      E cremos piamente de que ninguém será condenado por descrer do dom de Ellen White, pelo contrário, o fato de respeitarem a opinião dos demais, já comprova a sinceridade destes nossos irmãos.

      O Espíritio Santo tratará de convencer a cada um, tanto acerca das doutrinas bíblicas, quanto do dom profético de Ellen White em momento oportuno.

      E se algum irmão não alcançar tal graça, devemos lembrar de que nem são estas coisas que salvam, mas sim um profundo e íntimo relacionamento com Cristo, embora os conselhos do Espírito de Profecia sejam importantes.

      Ainda hoje a IASD é uma igreja que tem em seu corpo de membros pessoas provindas das mais variadas crenças. É portanto vasto o número de pessoas que vieram de outras religiões.

      E adventismo sempre foi e sempre será isto!

      Desde que protestantes, católicos e religiosos de outras denominações se uniram para criar a Igreja Adventista do Sétimo Dia, já se sabia que esta seria uma característica nata desta igreja.

      Fora da Bíblia, porém, ao tentarmos impor à igreja nossa própria vontade, naquilo que não está explícito nas Escrituras Sagradas, sempre virá antes, os conselhos e revelações deixados pelo Espírito de Profecia e não há como fugir disto.

      Mas nunca foi dito na história de que era fácil conviver com um profeta, pelo contrário. Então, aprendamos a conviver com isto!

      Excluir
  18. Nessa página que "o circulo" indicou, tem um link de livros e livretos (http://www.iestrj.org/produtos/).

    O segundo é sobre "O Futuro do Adventismo". Esse livro está num patamar bem atormentador para a TV Novo Tempo (ou na verdade e boa vizinhança esconde a verdadeira intenção?).

    O exclusivismo denoninacional fede heresia podre.

    'Bom' ler esse livro, cheguei até a metade do capítulo sobre Ellen White... o que é mais irritante...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Luciano Sena, de todas as acusações, exclusivismo é com certeza a última afirmação que cairia à Igreja Adventista do Sétimo Dia. O que mais temos aqui é 'ex', provindos das mais diversas denominações.

      Tais pessoas não estão salvas porque estão aqui, mas estão aqui porque foram salvas.

      Sempre cremos de que o sacrifício de Cristo é o suficiente para que uma pessoa obtenha a salvação.

      Apenas de que aqui as pessoas terão maior apoio e um melhor campo para desenvolver um relacionamento mais próximo com Cristo, para cumprir a outra parte que é se manter fiel ao lado de Cristo.

      Primeiro porque terão no cardápio, apenas doutrinas puramente bíblicas. Segundo, pela liberdade que não se encontra em nenhuma outra religião, a de crer em tudo que está escrito na Bíblia, de capa-a-capa, inclusive nos mandamentos de Êxodo e Levíticos.

      Cultos com reverência, porém com muito louvor.

      Vasta gama de estudos bíblicos e um estilo de vida que ajudará o cristão a ter uma melhor qualidade de vida.

      O invés de exclusivista, a IASD é extremamente convidativa!

      Excluir
  19. Quem não conhece, compraria... aliás, somente esses compram... acho que o Circulo é bem mais honesto do que o Sr...

    ResponderExcluir
  20. O Adventismo do sétimo dia tem escrito "inspirados" além da Biblía, uma mulher profetisa dirigida por um "anjo guia", e pretendendo ser a líder espiritual do Igreja de Cristo nos tempos atuais, indo contra o ensinamento do novo testamento que mostra que os dom de profecia na Igreja do novo testamento, "não está restrito a uma pessoa."

    Também chamam as igrejas que saíram da reforma de "filhas de Babilônia e falso profeta de apocalipse 13, sendo que foram eles junto com William Miller que anunciaram a falsa data da vinda de Cristo, que não ocorreu, já que as profecias "só acontecem NA TERRA e não no céu, até mesmo para verificar o seu cumprimento.

    NENHUM ensinamento, repito nenhum ensinamento do adventismo encontra-se no novo testamento. Qualquer pessoa de mediana inteligência que se inteirar do assunto, da cara vai matar a charada!

    São exclusivistas sim. Porque não fazem como um pastor ou evangelista protestante que em suas pregações incentivam as pessoas a buscarem uma igreja cristã idônea, que inspire confiança, perto de sua casa?

    Jesus não fundou NENHUMA denominação. Isto é coisa de homens.
    É a mão do homem, não de Deus.

    Então, placa de igreja para Jesus Cristo não quer dizer NADA.
    Deve-se buscar uma igreja local que pregue o evangelho e não tenha "heresias."

    O resto é conversa prá boi dormir.

    ResponderExcluir
  21. E o Sr Adventista tem contando histórias para uma boiada dormir...

    ResponderExcluir
  22. Pois é,... o que o nosso imão Sr. Adventista esqueceu de contar pra gente foi que Ellen White foi mandada para Austrália porque defendeu Waggone e Jones, naquilo que é conhecido em nosso meio como: A mensagem da justificação pela fé.
    Jones e Waggoner (jovens pastores e editores da revista Sign of Times) lutaram contra G. I Butler e Uriah Smith (respectivamente presidente da Associação Geral e Editor da Review and Herald), pois queriam que o adventismo atentasse para a importância da salvação apenas pela graça mediante fé... Coisa que Butler e Smith não aceitavam. Ellen White apoiou os dois jovens, Jones e Waggoner, e queria que a igreja aceitasse tal fato, todavia, a Associação Geral a enviou para Austrália.
    Ou seja, não é que eles não "aceitavam" conviver com um "profeta", mas sim, o fato de que eles queriam manter algo que estava presente nos primórdios do adventismo e que tem sido o grande problema até hoje nos mais radicais: A idéia de salvação por obras. Ver livro: A mensagem de 1888 - George Knight - Casa. 2007
    Por incrível que pareça, EGW havia mudado de opinião sobre o assunto, e isso é evidente por uma rala leitura de seus livros. Pegue por exemplo livros mais antigos como o: "Primeiros Escritos", escrito entre 1850 e 1860... Ali vemos uma EGW extremamente legalista, é um livro pesado... lei, lei e lei a todo momento... Depois pegue: "O desejado de todas as nações", após 1888, bem mais velha e com outra percepção, quase que se arrependendo das coisas que escreveu no passado, rsrsr, é outra Ellen White!!! Uma leitura honesta revela isso. O que prova é que ela é apenas uma escritora,... que em alguns momentos fala devaneios como o lance da chamada controvérsia da "amálgama entre homens e animais" (heresia puraaaa) e em outros plageia outros escritores e em alguns momentos consegue ser poeticamente profunda como quando escreveu que: "Testemunhos para a Igreja, vol. 5, pág. 740: “Todo o amor paternal que veio de geração em geração através do coração humano e toda fonte de ternura que se abriu na alma do homem não passam de tênue riacho em comparação com o ilimitado oceano, quando postos ao lado do infinito, inexaurível amor de Deus. A língua não o pode exprimir, nem por escrito é possível o descrever. Pode-se meditar nele todos os dias de nossa vida; pode-se esquadrinhar diligentemente as Escrituras a fim de compreendê-lo; pode-se reunir toda faculdade e poder a nós concedidos por Deus, no esforço de compreender o amor e a compaixão do Pai celeste; e todavia, existe ainda um infinito para além. Pode-se estudar por séculos esse amor; não obstante jamais se poderá compreender plenamente a extensão, a largura, a profundidade e a altura do amor de Deus em dar Seu Filho para morrer pelo mundo. A própria eternidade nunca o poderá bem revelar.”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estas pregações mais pesadas ocorriam, porque tais livros se destinavam a tratar do deszelo pela lei que havia e que ainda há hoje no mundo.

      Paulo em suas pregações exaltou a graça, em um período extremamente legalista.

      O problema é que a humanidade continua tendo a mania ruim de tentar colocar, hora uma em cima da outra, como se tivessem o mesmo papel.

      Ellen White conseguia colocar Lei e Graça uma ao lado da outra, sem esta forma que tem sido feita durante toda a história, como se uma "quizesse" subjulgar a outra.

      Basta o irmão tirar da mente esta idéia de competitividade entre lei e graça, que verá de que Ellen White exaltou o máximo que podia, a Lei e também o máximo que podia a graça.

      Exaltar uma não significa rebaixar a outra.

      O que ocorre é que a cristandade atual crê na lei e graça como dois itens excludentes ou contrários!

      Lei e graça, andam juntas. Uma mostrando o pecado, a outra a salvação.

      Uma levando a Cristo e a outra levando à salvação.

      Uma mostrando o problema e a outra a solução.

      Uma mostrando o quanto somos impotentes diante do pecado e a outra o quanto Cristo é potente e eficaz.

      Uma mostra de que nada merecemos enquanto que a outra mostra que mesmo assim Deus quer nos abençoar com os bens eternos.

      E a lei não é apenas um conjunto de regras, mas leis, ensinamentos, conselhos, orientações, histórias e exemplos.

      Acontece que devemos dar o máximo valor tanto ao antigo quanto ao novo testamento e não dar mais valor a um e menos valor à outro!

      Em verdade devemos ver a Bíblia por inteiro, sem esta dicotomia entre Antigo e Novo testamento.

      A graça está presente no Antigo Testamento, desde a promessa acerca da semente de Eva, passando pelos rituais cerimoniais que ensinavam didaticamente a salvação pela graça mediante a fé expressa no sacrifício do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

      Então Ellen White, não exaltou a lei, mas do que Jesus, segundo o que lemos nas antigas escrituras!

      Por quantas vezes Cristo nos ordenou a guardarmos os mandamentos?

      Quanto a Ellen White, realmente, esta nossa irmã passou por um longo processo de transformação, tanto de opinião, quanto de hábitos, como de fé em geral acerca das escrituras.

      Isto apenas nos mostra de que, os escritos de Ellen White não foram pré concebidos segundo sua vontade, mas ela própria foi se moldando segundo as revelações que recebia.

      (...)

      Excluir
    2. Uma mulher que só comia carne, mas dedicou seus livros a exaltar os alimentos naturais e integrais.

      Que vivia entre anti-trinitarianos, mas que demonstrou ser trinitariana.

      Que guardava o domingo e então passou a guardar o sábado.

      Que conhecia tão somente aquilo que lhe era ensinado nas igrejas, regras e mais regras e então um dia recebeu a visita do próprio Cristo.

      Uma mulher que acreditava na marcação de datas para a volta de Cristo e então passou a ensinar de que não devemos proceder em tal prática.

      Que acreditava que Cristo viria naquele tempo, mas que pregou que haveria muito coisa ainda por acontecer.

      Tais coisas apenas testemunham de que as coisas que escreveu não proveio de seus próprios hábitos, pensamentos e vontades.

      O mal hábito que temos é o de tentar eliminar tudo aquilo que nos contradiz. O que é o total oposto da atitude demonstrada por Ellen White, que mudou radicalmente seus conceitos, pensamentos, e estilo de vida.

      E todo adventista é isto! Alguém que não leva a vida rejeitando tudo aquilo que o contradiz, mas examinando cada coisa, não temendo mudar de opinião.

      O problema é que muitas vezes colocamos o nosso EU para batalhar contra os escritos do Espírito de Profecia, assim como muitas vezes colocamos este mesmo EU para batalhar contra as escrituras.

      Quanto à Bíblia, as vezes damos um jeitinho de adaptar certos conceitos às nossas crenças pessoais, mas com os escritos de Ellen White, nem sempre isto é possível.

      E sempre que lermos os escritos de Ellen White, encontraremos contradições. Mas não contradições entre uma linha e outra, mas sim uma contradição entre o estilo de vida que estes escritos nos apresentam contraposto com nosso próprio estilo de vida.

      Isto se repete nas questões sobre doutrinas.

      Mas tenhamos em mente de que se algo nos incomoda é porque consideramos de que faça sentido. Não fosse assim, os escritos de Ellen White seriam apenas ignorados por aqueles que discordam do que há contido neles.

      Ou seja, a indignação estampada nos rostos dos críticos apenas denotam de que leram algo que não gostaram e profetas servem para isto mesmo, nos contradizer a todo momento em nossas atitudes e pensamentos, naquilo que estamos equivocados.

      O relato do irmão me lembrou uma passagem Bíblica acerca de sacerdotes reclamando de um certo profeta.

      Regras sobre regras, regras e mais regras, um pouco aqui, um pouco ali....

      Isto é mais do que natural!

      Excluir
  23. Tudo isso revela as fragilidades de um indíviduo normal e que é suscetível a erros e acertos e não à inspiração...
    De maneira que estou dizendo isso, por que apesar do Sr. Adventista ter me classificado como igual aos homens que mandaram Ellen White para Austrália, sou na realidade bem diferente deles... Creio em justificação pela fé em Cristo, eles não criam. Egw também não cria no passado, passou a crer depois... mas naquela altura, mudar tudo poderia dar a eles e à Associação Geral um grande prejuízo em vendas de livros e literatura não é mesmo? rsrsrssr, vocês acham mesmo que eles iam deixar ela enfraquecer a crença na salvação por obediência à Lei no "tempo" em que viviam?... É claro que não rsrsr. Fora a perda dos fiéis mais extremados... kkk. O fato é que de um modo ou de outro este pessoal sobreviveu e volta e meia nos perturbam com seus conceitos errados acerca de soteriologia e sua escatologia dos primórdios do adventismo. L. E. Froom (década de 50) foi um desses adventistas evangelicais que o Paulo Cadi mencionou... Ele fez tudo em seu alcance para modificar a igreja... e se hoje ha algum avanço foi por causa dele... Os adventistas que tem um perfil evangélico são fruto do trabalho dele até hoje...
    Quanto ao exclusivismo volto a insitir que ele existe sim... O fato de termos tantos ex-evangélicos em nosso meio atesta isto... Declarações devaneias como EGW em: "Temos uma obra a fazer por ministros de outras igrejas. Deus quer que eles se salvem. Nossos ministros devem buscar aproximar-se dos ministros de outras denominações". (Testemunhos Seletos, Volume II, 2ª edição de 1956, página 386... Quer algo mais proselitista do que isto??? não tem né??... kkkkkk.
    Porém quero dizer que isso não é um defeito só nosso, há denominações que são ainda "classificadas como ortodoxas", que na minha opnião deveriam ser alvo das mesmas críticas. Como por exemplo o pessoal deste site: http://solascriptura-tt.org/... batstas fundamentalistas que atestam o seguinte nesta página: "Mais que fundamentalismo, defesa da fé batista separatista crente na Bíblia, inspirada e preservada no Texto Tradicional TT Textus Receptus TR,", rsrsr, exclusivistas também não é... demais, demais, demais... tive a oportunidade conversar com alguns deles e conseguem ser mais irritantes que os perfeccionistas do adventismo, isso pra não falar no J. M Carrol com o ridículo livro: Rastros de Sangue. O cara explicítamente defende uma espécie de "munús apostólico batista", é de dar medo...
    Por fim gostaria de dizer que também existem homens bons no meio do adventismo, ... homens de Deus... nem tudo é negativismo. A seguir neste link vocês poderão ler um belo sermão do Pastor Amin Rodor, por anos professor no UNASP... http://williamalexandre.blogspot.com.br/2010/06/justificacao-e-santificacao.html
    Tive a oportunidade de ouvir em mp3, além de ler... Uma exposição maravilhosa sobre justificação pela fé e santificação... Genuinamente protestante sem dúvida (Talvez para uma linha mais Weleyana, mas em alguns momento chega a soar Calvinista quando fala por exemplo da fé).
    Homens como o Dr. Amin estão em vários lugares pregando a todos os adventistas que sua única esperança deve estar em Cristo... não no sábado, não na lei, não na instituição... Louvado seja Deus pela vida dele. Particularmente tenho por todos os púlpitos por onde passo compartilhado o mesmo sentir... Deus vos abençoe amigos. abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tudo isso revela as fragilidades de um indíviduo normal e que é suscetível a erros e acertos e não à inspiração..."

      E quem disse que os suscetíveis à inspiração teriam que ser imunes à erros?

      Moisés cometeu muitos erros até ser "suscetível à inspiração".

      Paulo também, Pedro, que podemos dizer de Saul?

      Não houve profete que não houvesse errado e nem profeta sobre o qual não caísse o que foi dito de que todos pecados e careciam de misericórdia.

      Nem mesmo Maria, mãe de Jesus esteve livre deste fardo, no que confessou que precisava de um salvador!

      E o povo que Deus tomou como SEU era idólatra, adultero e tinham o mal costume de matar os profetas que Deus enviava.

      Deus não escolhe alguém perfeito para ser profeta, Deus apenas escolhe aquele que ELE bem entende, não tendo que seguir regras humanas.

      Às vezes penso de que a cristandade tem em mente, como profeta, apenas a figura de Cristo, esquecendo-se de que até o homem cujo coração batia segundo o coração de Deus, havia feito coisas dignas de reprovação.

      Ellen White não precisa ser melhor do que Davi, ou Saul, ou Moisés, ou Pedro. Nem melhor do que Débora ou as filhas de filipe.

      Como Cristo, todo profeta precisa apenas de disposição, para cumprir a obra que convier a Deus

      De modo que ainda hoje não entendi este conceito e exigência de santidade que tem sido exigido dos profetas modernos! Sinceramente, não vejo base nas escrituras para isto! Tudo o que vejo são os próprios profetas serem moldados segundo a vontade de Deus. O que passa disso, geralmente é mero capricho humano.

      Excluir
    2. Prezado amigo, Sr. Adventista,... creio que o senhor não compreendeu a minha intenção ao falar da "fragilidade" (e a relação disso com a ausência de inspiração) de Ellen White. Não me referi ao caráter de Ellen White ser ou não perfeito. Obviamente ninguém é perfeito, nem os escritores bíblicos foram e nenhum de nós é e os que virão a nascer não serão... Este é um estágio reservado à glorificação. Obviamente me referi à fraqueza das declarações de Ellen White que vão além das contradições,... Ela simplesmente diz o que não é bíblico quando fala por exemplo: "Toda espécie de animal que Deus criou foi preservada na arca. As espécies confusas que Deus não criara, resultantes da amálgama, foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio, tem havido amálgama de homem e besta como pode ser visto nas quase infindáveis variedades de espécies animais e em certas raças de homens."( Spiritual Gifts, Vol. 3, pg. 75, 1864). kkkkkkkkk
      Uriah Smith se desdobrou em quinze tentando explicar esta declaração dela e não conseguiu... rsrsr... porquê?? Por quê não tem base bíblica alguma....
      Note, não classifico Ellen White como totalmente negativa... Há declarações dela como a que mencionei no outro post que são profundas e poéticas... Gosto de uma por exemplo que diz: (Meditações Matinais 1962), p. 14, ela diz: “Cristo, Seu caráter e obra, é o centro e a circunferência de toda verdade."... Neste momento, creio eu que ela falou algo correto e que é bíblico e quando alguém fala algo que é correto e é bíblico eu concordo... Seja Ellen White, Karl Barth, Lutero, ou qualquer outro.
      Neste sentido quis dizer que a inspiração reivindicada à EGW é falha... Não é por resistir a coisa que ela "talvez" fale que confronte pecados, etc, etc, como disse você,... não é por nada disso... é simplesmente porque aquilo que não se prova com as escrituras não deve ser aceito... a própria Ellen White afirmou que se houver qualquer dúvida entre seus escritos e a Bíblia que os adventistas deveriam ficar com a Bíblia. Ela tam´bém enfatizou que deveríamos estudar as escrituras por nós mesmos: “Não devemos aceitar o testemunho de nenhum
      homem quanto ao que ensinam as Escrituras, mas estudar por nós mesmos as palavras
      de Deus. Se permitirmos que outros pensem por nós, nossas próprias energias e
      habilidades adquiridas irão se atrofiar” (WHITE, 2005, p. 89).
      Porém muitos irmãos tem lido a Bíblia com os óculos de White, contrariando ela mesma neste assunto...
      Quando a chamo de não inspirada me refiro justamente ao conteúdo escriturístico não à pessoa.
      A Bíblia é inerrante, Moisés, Davi, Daniel e outros por outro lado não o eram... É à mensagem que me refiro e não ao mensageiro!!!
      Quando eu disse que EGW mudou seu posicionamento ao longo dos anos na verdade eu estava fazendo uma espécie de elogio... Com o tempo a maturidade foi modificando o que ela escrevia de modo que seus últimos escritos concordam melhor com a Bíblia do que os primeiros e isso é fato... Não me refiro às questões de posicionamentos temporais que você utilizou: de que antes ela passou a comer carne e depois parou de comer, que antes guardava o domingo e depois passou a guardar o sábado, etc, não, não é a isso que me refiro... me refiro ao fato de que a inspiração real contidas nas Escrituras não muda...

      Excluir
    3. A inspiração é a fé que "de uma vez por todas foi dada aos santos" Judas 1:3... Se ela mudou com o tempo isso demosntra que seus escritos podem até em algum momento ter algum valor devocional, mas não o peso da inspiração do Espírito Santo...
      Note não quero dizer que ela não era cristã... Quem sou eu para julgá-la... Apenas digo que só aceito uma declaração dela ou qualquer outra de qualquer pessoa se estas estiverem plenamente embasada pelas escrituras de modo evidente e claro... sem precisar de malabarismos para explicar as coisas...
      Entendo que o "mito Ellen White", tem impedido muitos de enxergar a pessoa Ellen White...
      Sabemos que foi Wilcox, teólogo adventista da primeira metade do século XX que super enfatizou a interpretação até então existente de apocalipse 19:10 acerca do "Espírito de Profecia"... Wilcox criou o "dogma adventista" de uma inspiração plena de EGW de modo que tudo que ela escreveu deveria ser considerado inspirado... Quem disse isso foi George Knight no livro: Em Busca de Identidade, CASA. Se olharmos o texto sem esta premissa errada e sem base de equiparar este texto à uma continuidade dos dons do Espírito (coisa que é impossível pelo contexto de apocalipse 19) vamos perceber que João exalta Jesus e não um dom dado à igreja no fim dos tempos. A expressão o "testemunho de Jesus é o espírito de profecia", pode ser interpretada simplesmente como sendo Ele Jesus o motivo que inspirou toda e qualquer profecia na história humana... Toda e qualquer revelação de Deus passa por Jesus Cristo e por Ele somente.
      Todo dom perfeito, diz Tiago desce do Pai das luzes no qual não há mudança ou sombra de variação...
      Sobre o conceito de revelação, gosto muito do conceito do teólogo neo ortodoxo Karl Barth, para mim, a voz teologicamente mais brilhante do século XX: A teoria barthiana da tríplice manifestação da Palavra relaciona-se à forma como Deus se comunica com o ser humano. A Palavra nos atinge de três modos (em ordem decrescente de importância): 1. o próprio Jesus Cristo, que é a Palavra revelada de Deus; 2. mediante a Bíblia, que é o testemunho a respeito de Jesus Cristo; 3. a proclamação da Igreja, que comunica, através do Espírito Santo, o que diz a Bíblia. De acordo com Barth, por meios naturais o homem é incapaz de ouvir essa Palavra, mas o Espírito Santo imprime a revelação no coração humano.
      "O conteúdo da Bíblia não é constituído de modo algum pelos corretos pensamentos humanos a respeito de Deus, porém pelos exatos pensamentos de Deus a respeito do ser humano. Na Bíblia não consta como nós devemos falar de Deus, porém o que ele nos diz, não como nós encontramos o caminho até ele, mas como ele encontrou o caminho até nós."
      Neste sentido em que Barth coloca as coisas é que creio em revelação na igreja. Quando uma pessoa é tocada pelo Espírito Santo e a Palavra de Deus permeia a sua história e esta pessoa diz algo totalmente concordante com as escrituras com objetivo de exaltar a Deus e levar o pecador ao arrependimento e à salvação ali houve então revelação, ou iluminação para utilizarmos um termo teológico mais antigo para este fenêomeno. Deste modo EGW, ou mesmo uma pessoa que se converteu ontem, tocada por Deus pode falar algo profundo da parte de Deus... E isso não quer dizer que tudo que esta pessoa disse, ou virá a dizer será iluminado ou revelado durante toda sua vida...
      Por fim imão Sr. Adventista, escrevo estas coisas não com objetivo de criticá-lo e nem de que o senhor venha a adotar a minha posição. Creio no Espírito Santo como vento impetuoso que sopra onde quer... respeito a opinião do irmão como convivo com muitos que partilham de suas mesmas convicções. Digo tudo isto apenas com o intuito de defender exatamente que as pessoas são livres. O sacerdócio é universal de todos os crentes, esse é um dos princípios mais lindos da reforma e que muitos irmãos perdem quando deixam os escritos de EGW serem sua base hermenêutica e não o próprio Cristo e as escrituras...

      Excluir
    4. Creio que com o tempo assim como a própria EGW parece ter se tornado mais cristocêntrica em seu ministério a IASD como um todo seguirá este caminho... Por que o senhor acha que ela exaltou tanto o que chamou de : A mensagem da justificação pela fé, como sendo a "mensagem do terceiro anjo em verdade"... Ela nos seus últimos anos bateu nesta tecla veementemente, pois sabia que no impeto de defender suas crenças originais os adventistas nos primórdios ao enfatizarem a Lei tornaram-se "secos como so montes de Gilboa".
      Depois que ela morreu os homens criaram um mito em torno da pessoa Ellen White, de modo que por mais que não atribuam cononicidade aos seus escritos é inegável que aqueles que consideram a fonte de "inspiração" as mesmas das escrituras a colocam num patamar de canon. e mais as vezes exaltam os escritos acima da Bíblia, como o senhor mesmo o fez há poucos minutos quando disse: "Quanto à Bíblia, as vezes damos um jeitinho de adaptar certos conceitos às nossas crenças pessoais, mas com os escritos de Ellen White, nem sempre isto é possível." rsrsrsrs.
      Prefiro confiar nas escrituras que sem precisar de muita coisa confronta a minha alma a todo momento quando diz: Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;
      Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra
      2 Timóteo 3:16-17
      Só preciso delas... só preciso da revelação de Deus em Cristo, o demais ou é mera reflexão devocional, ou ilustração de sermão...
      Grande abraço Sr. Adventista...

      Excluir
    5. Sr Adventista, poderia pensar melhor... o Circulo convive com isso.

      Espero que Deus te dê libertação desse "mito".

      Certa vez eu já até disse para algum ASD aqui... tem convicção a respeito do sábado? vai para a Batista do Sétimo Dia, pelo menos essa questão de Ellen White e 1844 não te atordoará...

      Mas se tiver essa capacidade rara, que o Circulo tem demonstrado, conviver a retroceder, ajudar e não criticar, ore ao Senhor e peça a Ele plena Luz.

      Não sei se nos escutará... mas se até Ellen White melhorou com o tempo - depois que o marido morreu teve um viés mais trinitariano- vc também pode se libertar do mito que construíram em torno dela.

      Deus nos fortaleça.

      Excluir
    6. Pois o amigo está certo circulodasaude!

      Sendo que aceita a imperfeição de um profeta, não há repreensão que caiba ao amigo, nem é este o meu papel.

      O amigo deve proceder assim, paltando os livros de Ellen White pelas Escrituras Sagradas. Mas deve continuar estudando.

      A questão da amálgama, está melhor explicada em um outro livro, que fala acerca do que é este processo, como ocorre e o que está por trás deste processo.

      "Cristo nunca plantou as sementes da morte no organismo. Satanás plantou essas sementes quando tentou Adão a comer da árvore do conhecimento, que implicava em desobediência a Deus. Nenhuma planta nociva foi colocada no jardim do Senhor, mas depois que Adão e Eva pecaram, nasceram ervas venenosas. … Todo joio é semeado pelo maligno. Toda erva nociva é de sua semeadura, e por seus métodos engenhosos de amálgama ele corrompeu a Terra com joio."

      Finda-se o mito de que amálgama seria cruzamento entre homem e bicho.

      Amálgama trata-se de uma engenharia de Satanás e que permite corromper toda a terra, tanto quanto a homens, como animais, como vegetais.

      Em seu livro, Ellen White detalha como isto ocorreu e demonstra que a amalgamação se divide em dois tipos, a física e a moral.

      O que tal processo criou em verdade foram aberrações, tanto na questão de homens, como de animais, tanto físicas, como no caso de homens e animais, como morais, no caso de homens.

      A afirmação mais controversa é esta:

      "Amalgamação de homem e besta".

      Se adotarmos porém:

      "Mutação de homem e besta"

      Ou:

      "Alterações genéticas de homem e besta"

      em nenhum caso dá sentido de acasalamento entre homem e animais.

      Amalgamação nunca foi usada para definir coabitação entre homem e animal.

      O significado que se tinha na época, e talvez a única referência conhecida por Ellen White era o processo que ocorria com o uso do mercúrio em locais de mineração.

      Parte do produto era corroído.

      Corrosão ou corrupção genética, portanto cai melhor como significado e não a teoria absurda de que se trataria de acasalamento do humano com o animal.

      E o mais interessante é que nem mesmo Ellen White sabia ao certo no que consistia este processo. Nem ela e muito menos seu marido ou as pessoas próximas.

      Entretanto, Ellen White jamais afirmou de que tal processo se tratasse de algo como um acasalamento. Até que escreveu novos livros utilizando esta mesma terminologia.

      http://centrowhite.org.br/perguntas/perguntas-sobre-ellen-g-white/declaracoes-singulares-a-respeito-de-questoes-cientificas/

      Creio então que isto desmistifica todo o assunto.

      Para um exemplo:

      http://www.youtube.com/watch?v=PFGaDf7BuMY

      Excluir
    7. Irmão querido... compreendo seu esforço em tentar explicar,... compreendo o esforço do Centro White em tentar criar uma teoria para esse tópico, compreendo Uriah Smith, S. N. Haskell e todos os outros que tentaram de alguma forma, através de algum malabarismo intelectual explicar o assunto, todavia , porém, o assunto em si enfrenta dois problemas básicos e insolúveis para os adeptos da posição de que esta seja uma revelação verdadeira:
      1 - O próprio texto de EGW se trai em relação a explicação, voltemos a ele: "Toda espécie de animal que Deus criou foi preservada na arca. As espécies confusas que Deus não criara, resultantes da amálgama, foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio, tem havido amálgama de homem e besta como pode ser visto nas quase infindáveis variedades de espécies animais e em certas raças de homens."
      A expressão "entre homem e besta", por si só já fala... não há o que falar... EGW menciona tais criaturas como seres resultantes de amálgama... e fala de animais, não de plantas e pior distingue alguns destes resultados como "certas taças de homens, não há como interpretar isso como alterações genéticas, é óbvio que a raça humana é caída, as marcas do pecado estão em todo lugar, a Bíblia diz que toda criação 'geme", aguardando o fim do pecado no mundo, mas daí a justificar o que EGW falou com este argumento é inversão de lógica" e para piorar, note: "espécies confusas que Deus não criara",... A minha Bíblia diz: Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.
      João 1:3

      Excluir
    8. 2 - O diabo não criou nada... A única coisa que a minha bíblia diz que ele é pai é a mentira: "Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira."
      João 8:44
      Desta forma o diabo não plantou nenhuma "planta nociva" no jardim. A presença da morte no mundo é consequência do pecado... é o salário dele, é a punição dele... nem a morte o diabo criou... ela é um evento cataclismico, desastroso, impiedoso mas não criação dele... todavia é a única coisa que ele diabo ama além de si mesmo... a morte...
      Nada que não possa ser provado pela razão comum, ou pelas escrituras deve ser aceito...
      Não adianta os teólogos criarem tantas teorias para explicar o que Ellen White falou... você mesmo disse que nem ela "sabia ao certo no que consistia este processo" e porque será?? É óbvio... ela disse algo que não provinha de Deus, não há base bíblica, porém provavelmente o orgulho e a logísitica da doutrina denominacional impediram que voltasse atrás no que disse. (Particularmente eu creio que como ela estava melhorando com a idade que se ela tivesse vivido mais, teria talvez se arrependido de muita coisa que disse).
      A palavra de Deus não gera confusão,... a Bíblia diz que tudo que Ele criou é bom e diz também que Ele não é Deus de confusão...
      No demais irmão, temos que crer no que é simples, pois simples é a cruz de Cristo...
      Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.
      Mateus 5:37

      Excluir
    9. O "plantar" planta nociva, não significa pegar uma muda qualquer e colocar no jardim. Mas sim plantar sementes da morte nos organismos vivos, isto é a amalgamação.

      E justamente pelo fato de Ellen White não saber ao certo o que havia dito, significa que tal revelação não proveio dela mesma.

      E o próprio texto de Ellen White é claro em separar de espécies de homens e espécies de animais, não apresentando alguma espécie "hibrida" que representasse esta união!

      E o amigo deve se valer de que toda controvérsia está sustentada em tão somente um único verso:

      "amálgama de homem e besta"

      A dúvida é gerada tão somente por este 'e' contido na frase.

      Veja esta explicação:

      -----------------------------------------------------

      Vejamos a tabelinha:

      A = homem
      B = amálgama de satanás
      F= animal

      W= amalgamação de homem
      Y= amalgamação de animal


      Adicionemos isto no contexto:

      “[1]Spiritual Gifts, vol. 3, p. 64. "Cada espécie de animal que Deus criou foi preservada na arca. As confusas espécies que Deus não criou, mas que foram resultado de amalgamação, foram destruídas pelo dilúvio. Desde o dilúvio tem havido W e Y, conforme se pode ver nas quase infinitas variedades de espécies de F e em certas raças de A" - p. 75.”

      ------------------------------------------

      Ademais esta questão de acasalamento entre homem e bicho é uma invenção à parte, não pregada pelos livros de Ellen White. A visão, posterior, de Ellen White, acerca da amálgama, fica bem entendida através das citações que lhe demonstrei.

      E o amigo se engana ao pensar de que tais coisas não possam ser provadas pela razão comum:

      Coisas como esta:

      http://www.youtube.com/watch?v=TgfL4JfSeOc

      Apenas nos dão um vislumbre de como seriam os tais homens poderosos, raça longeva que haviam na época de Noé e o que que ocorria para que se desfigurasse, neles, o caráter de Deus.

      Quanto aos animais:

      http://www.youtube.com/watch?v=OSx_x5FkY2w

      E podemos citar também outros animais não existentes originalmente, como o pitbull a fim de termos uma noção de que tipos de animais haveriam surgido.

      Excluir
    10. Eis aí o motivo de minha indignação... tudo pelo adventismo, nada pela verdade.

      Sinto pena... uma mente escravizada.

      Excluir
    11. kkkk pois é Luciano é a minha indignação também... O cidadão fez um malabarismo de terorias fora do comum... rsrs... Só posso orar por ele... não posso fazer mais nada rsrs... recomendo a ele John Stott: "Crer é também pensar"

      Excluir
    12. Estarei orando também pelo amigo, circulodasaude, até para que se decida por se tornar mesmo um adventista.

      Saúde.

      Excluir
    13. É Sr Adventista, por mais que tente maquiar o exclusivismo - faz tempo que esse blog tem sido palco de seu salão de beleza - deixou cair a máscara em!

      Excluir
    14. Pelo contrário, penso que através de debates devemos fazer cair todas as máscaras, inclusive as nossas próprias.

      Realmente não sou exclusivista na questão de que todos, independente da denominação são candidatos à salvação. Mas também não creio, sinceramente, de que todo adventista irá se salvar.

      E penso que para um adventista é ainda mais difícil alcançar a salvação, visto a responsabilidade maior que temos, segundo a mensagem que nos foi entregue.

      Porém mais fácil, por apresentar um caminho mais correto!

      A coerência, portanto, é de fundamental importância para qualquer adventista, como é também para todo cristão.

      Ser uma nota dissonante em meio à uma orquestra traz apenas sofrimento. Cada um deve se sentir confortável em sua religião.

      Eu mesmo vivi 20 anos sendo um adventista, até descobrir que de fato não era. A Bíblia diz:

      "Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne. Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus." (Romanos 2:29)

      Não querendo comparar o adventismo com o judaísmo (em questões doutrinárias) mas ambos são um estilo de vida! De vida saudável e dedicação à Palavra de Deus e não apenas uma religião ou denominação.

      Então é muito difícil para um adventista, não viver segundo aquilo que nossa religião prega.

      O que recomendo sempre, então, aos irmãos que se sentem em dificuldade, é que se tornem adventistas e não que deixem a religião em prol de outra que também não os satisfará completamente.

      Porque hoje sou de fato um adventista e me sinto mais do que satisfeito!

      O que é bom para mim, recomendo aos outros. Se isto é ser exclusivista, é o que posso oferecer, uma vez que não tenho a oferecer um cardápio contendo outras religiões que igualmente satisfaçam os mais profundos anseios (de Deus).

      Excluir
    15. "O que recomendo sempre, então, aos irmãos que se sentem em dificuldade, é que se tornem adventistas e não que deixem a religião em prol de outra que também não os satisfará completamente."

      toda a satisfação deve ser em Cristo Jesus, e não na religião.

      por isso estamos vendo a verdade sendo sacrificada em favor de uma religião.

      Excluir
    16. Sim amigo Fernando Costa, por isto eu disse que vivi 20 anos sendo um adventista, até descobrir que de fato não era.

      Descobri que não era, porque certo dia encontrei a Cristo! Então me tornei um adventista.

      Por isto disse que não creio de que todos os adventistas irão se salvar. No final das contas o que conta é nosso relacionamento com Cristo! Ele é quem faz um bom adventista, ou um bom presbiteriano, ou um bom batista.

      Mudar de religião não mudará aquilo que você é! Isto quem faz é só Cristo. A religião, apenas o ajudará a estar mais de acordo com a vontade de de Deus (pelo menos na teoria).

      Mas adventista mesmo, que faz da Bíblia um estilo de vida, ah, isto só é possível mesmo dentro do adventismo. Isto é o que procurava, isto é o que me faz bem, por isto é a religião que recomendo.

      Excluir
  24. Circulo, era só isso que queríamos do Adventismo.

    Que Deus preserve vc e outros que assim trabalham, não somente aí, mas em outras denominações "exclusivistas" como é o caso dos Batistas Fund. e CCB.

    Como eu já disse, volto a frisar, creio que muitos adventistas não são Adventistas - modelo whiteano.

    Tem o seu sábado, sua reforma de saúde, aniquilacionismo, mas estão libertos em Cristo...

    Me comprometo a orar por você e por outros que lutam por uma "reformada" real e profunda nas bases separatistas adventistas, não por marketing, mas por reconhecimento da luz do Bendito Espírito.

    Deus te fortaleça.

    ResponderExcluir
  25. Amém... Luciano... Oro por vocês também. Que Deus abençoe. abs

    ResponderExcluir
  26. Fácil reconhecer uma seita: pelos frutos que produz, ou melhor, pelo fermento utilizado em sua confeitaria doutrinária antibíblica, por exemplo: a doutrina da predestinação - verdadeira aberração teológica, aliás, um quadrado redondo e a doutrina do cessacionismo que varia entre a limitação do poder de Deus e de sua glória a um arcabouço teológico tacanho, medíocre, incrédulo; até a blasfêmia contra o Espírito Santo: quantas e quantas vezes já presenciei presbiterianos atribuindo a Satanás e seus demônios o falar noutras línguas, os dons de profecia, de cura, de milagres! Mas nunca vi sites ditos apologéticos inserirem tais igrejas e doutrinas no rol das seitas... Por quê? Olha o argueiro no seu próprio olho gente...Cordialmente, Agostinho Antialienação.

    ResponderExcluir
  27. Pertenço à Igreja de Cristo, fundada na Cruz, confirmada na Ressurreição de Cristo e ordenada no dia do Pentecostes. Já ouviu falar? Cordialmente, Agostinho Antialienação.

    ResponderExcluir
  28. O meu endereço: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. MC 16:15-18. Também localizo-me nestes endereços: “… aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo.” (MT 10.22). “… Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” (AP 2.10). Eis os meus endereços. O Senhor está chamando você, não percebe? Deseja avivamento? Ei-lo bem perto de você. Busque-o e o encontrará.

    ResponderExcluir
  29. eu sou adventista, e sei que a igreja está errada em muitos pontos, mesmo assim é a unica igreja que mais se aproxima de Deus, quanto as demais igrejas, por se só estão condenadas, por não guardarem os 10 mandamentos de Deus, isso eles guardariam se estivessem sido salvos.
    quanto a igreja adventista, essa está perdida, pelo fato de guardarem os 10 mandamentos, e não considerar que só há salvação em cristo jesus.
    Ex; a doutrina do santuário, está errada. o juízo investigativo, outro grande erro que não se deve pregar, quanto a guarda dos 10 mandamentos é correta, e, existe sim um santuário sendo purificado, não como os adventista entendem.
    o erro de todas as igrejas; a celebração da santa ceia, está % errada.
    outro ponto que toda a humanidade tem que entender é que; Exite a predestinação para o povo de Deus, e, com a predestinação, o livre arbítrio, e, um, não anula o outro, porque essa é a justiça de Deus.
    O que falta é espiritualidade no homem para entenderem o que nos foi dito pelo espirito, porque elas se dicernen espiritualmente, e aquele que não tem o espirito de Deus não pode entende-las. porque lhes são loucuras.
    Eu sou adventista, mas só abraço a palavra que saiu da boca de Deus,por isso digo que;99/ % da humanidade está perdida, isso porque Deus só vai salvar a terça parte da humanidade, você não sabia? fique tranquilo porque Deus diz que; de cujo numero vós também fazeis parte. LEIA A BÍBLIA

    ResponderExcluir
  30. O vocábulo sábado, na Bíblia, vem da palavra shabbath e significa repouso, descanso, etc. Na nossa língua, o sétimo dia da semana chama-se sábado, mas isto não ocorre em todas as línguas. Em alemão, por exemplo, o sétimo dia da semana chama-se sonnabend (véspera do sol) ou samstag (dia de Saturno). Em francês chama-se samedi (dia de Saturno). Em inglês, saturday (dia de Saturno). Logo, o sétimo dia e sábado não são a mesma coisa. O que a Lei ordena é a guarda de um dia de descanso por semana. E isto nós guardamos. Quando guardamos o domingo, estamos cumprindo o 4 Man-damento. O calendário dos judeus lhes foi dado na saída do Egito (Ex 12.2). Os crentes em Cristo não estão obrigados a guardar o mesmo dia da semana, que os judeus guardavam e muitos ainda guardam. Guardando o domingo, não estamos quebrando o 4º Mandamento.

    Fonte: http://plugadoscomdeus.blogspot.com.br/2009/11/por-que-os-crentes-nao-guardam-o-sabado.html

    ResponderExcluir