quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Oração para aceitar a Profetisa Adventista

O Adventismo, uma seita cristã que insiste em ser reconhecida pelos protestantes* como Igreja Cristã, inclui o nome de uma fundadora da denominação  em seu sistema de Crenças. 
Nesse vídeo, um pastor adventista, que hoje é apresentador da TV NOVO TEMPO, após mostrar a vida de Ellen White, mostra como orar para reconhecer a profetisa da 'Igreja Remanescente'. 



*[para fazer seu proselitismo, visto que considera os protestantes  como 'filhos de Babilônia']

41 comentários:

  1. Bom dia,

    Com todo o respeito, creio que o título da postagem está equivocado e tendencioso.
    Na realidade, a maioria dos ESTUDOS BÍBLICOS adventistas, possuem um "apelo" no final, que seria esse "minha decisão". Por exemplo, digamos que estejamos estudando sobre o assunto "Espírito Santo". No final do estudo, existe um "voto" para que o estudante decida aceitar o que ele aprendeu, seguido de uma oração.
    Esse é o caso. Foi um estudo sobre o ministério de EGW, e no fim, teve esse espaço chamado "Minha Decisão". - Não é uma oração para aceitar EGW como profetisa do Senhor, é uma oração para finalizar o estudo. - sem dizer que a palavra "profetisa" nem aparece, mas sim "mensageira de Deus."

    Sendo assim, não compreendi o propósito dessa postagem.

    Deus nos abençoe!

    Bom dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia... com todo respeito, vc não entendeu mesmo?

      Mensageira ou Profetisa, apenas vc que não sabe que são sinônimos, neste escopo adventista...

      A oração é para aceitá-la como profetisa=mensageira para a Igreja remanescente... qual Ig a aceita como tal, além da IASD?

      Excluir
    2. A oração não é pra aceitá-la como uma "entidade" ou "invocação", como tendenciosamente, a postagem parece indicar. A oração é para encerrar o estudo.
      "Minha Decisão", como já dito, é o apelo, ou "voto", é para quem está estudando uma SÉRIE de estudos bíblicos. Esse estudo sobre o ministério de EGW, está conectado a uma série de outros estudos. Não é algo isolado! :)

      Sim Luciano, você tem razão. Concordo com você que o sentido de "mensageira do Senhor" é um sinônimo para profetisa, que significa "uma pessoa que fala por inspiração divina" - O que eu quis dizer é que o título da postagem, dá a entender assim:

      "Mantra adventista para aceitar a profetisa EGW em sua vida". - E esse não é o propósito de uma oração final de um estudo. - Não é uma oração para reconhecer EGW como profetisa da Igreja Remanescente(isso é o "voto" do fim do estudo), é uma oração para que Deus ajude o "estudante" entender tudo o que aprendeu. E isso é completamente coerente com um estudo bíblico.

      A ênfase da postagem está equivocada, entende?!

      =]

      Excluir
    3. Permita que eu também lhe esclareça amigo Luciano Sena:

      http://www.youtube.com/watch?v=TQ8aK_vZfFA
      http://www.youtube.com/watch?v=vZGhZ5Xr_RY

      Texto dentro do contexto, se lembra amigo?

      Trata-se de um fechamento comum em forma de oração, costume do pregador em questão e não propriamente de uma reza, como o título aliado aos elementos do trecho fora do contexto que o amigo apresentou nos leva a presumir.

      E um detalhe, a Igreja Adventista do Sétimo Dia não insiste em ser reconhecida, pois ja é reconhecida, inclusive pela IPB. Se o amigo duvida, poderá muito bem consultar ao seu pastor.

      Seita: Grupo pequeno religioso

      O adventismo já não se encaixa nesta categoria, haja vista que tomou proporções até mundiais.

      Seita herética: Grupo que rejeita a trindade, o sacrifício de cristo ou que rejeita o antigo, ou novo testamento, eliminando-os ou substituindo-os.

      O adventismo usa Bíblia integralmente como sua regra de fé e prática e ensina tanto o Antigo quanto o Novo testamento, isto inclui a doutrina da trindade e do sacrifício de Cristo.

      Seita: Grupo religioso que se difere dos demais.

      Nesta visão acerca de seita o adventismo se encaixa com perfeição porque as religiões cristã de hoje podem parecer todas iguais, mas o adventismo é diferente, porque não é só uma religião mas um estilo de vida cristão e as pessoas notam isto quando entram em contato com um adventista.

      Outro detalhe é que uma religião pode ser tanto uma igreja como uma seita. Porque seita, neste sentido, são divisões informais dentro da própria igreja.

      E igreja são pessoas. Todas aquelas pessoas que aceitaram a Cristo fazem parte da igreja espiriritual.

      Mas dentro desta igreja espiritual existe uma "seita" no bom sentido da palavra a que chamamos de remanescentes composta daqueles que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus (Apocalipse 12:17)(Apocalipse 14:12)(Apocalipse 19:10).

      Algumas crenças que difere o adventismo das demais religiões cristãs de hoje:

      Ao invés de cremos no estado intermediário consciente da alma, cremos na morte como um sono. Esta é uma doutrina distintiva da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

      Ao invés de crermos em dupla predestinação, ou em tormento imediatos após a morte, cremos que antes haverá um juízo investigativo para os salvos e um juízo de condenação para os ímpios. Esta é outra doutrina distintiva dos Adventistas do Sétimo Dia.

      Fora estas questões, qualquer pessoa que pegar um livro doutrinário presbiteriano e colocar ao lado um livro doutrinario adventista, perceberão que são AS MESMAS DOUTRINAS, e basicamente as mesmas interpretações.

      Os teólogos adventistas utilizam muito a literatura de teólogos de várias religiões, especialmente as presbiterianas, examinando-as profundamente e não possui preconceitos em aceitar estudos e conclusões de teólogos e estudiosos de outras denominações.

      A diferença primordial entre o adventismo hoje e muitas religiões, é que não apenas pregamos e praticamos nossas doutrinas, NÓS AS VIVEMOS.

      Por isto dizemos que adventismo é um estilo de vida (isto é muito diferente do que poderia se dizer por seita).

      A igreja adventista é também uma igreja profética, que atua profeticamente pregando que a volta de Cristo está próxima e que importa que adoremos a Deus e guardemos os SEUS mandamentos juntamente com a fé em Jesus Cristo.

      É uma igreja que se mistura e se compartilha, e que procura ser como o sal, buscando dando mais sabor à vida daqueles que amam a vinda de Cristo (2 Timóteo 4:8).

      Excluir
    4. Esse Luciano Sena tem problema com a verdade. Só vive atacando o Povo de Deus(Igreja Adventista). Farizeu que nem Saulo. Perseguidor da Verdade. Espero que um dia se converta, sem precisar cair do cavalo como Saulo, e se torne um Paulo de verdade!

      Excluir
  2. Falemos acerca da babilônia:

    Babilônia NA BÍBLIA, tem o sentido de confusão religiosa!

    A confusão religiosa ocorreu quando a Igreja Romana se aliou ao paganismo (isto inclui o paganismo grego).

    Através da Igreja Romana, diversas crenças de origem alheia ao cristianismo, entraram para dentro da igreja:

    Com as pregações de Martinho Lutero, os cristãos se livraram de várias destas crenças e estou me referindo aos cristãos da própria Igreja Romana, que resultou no que hoje temos como Igreja Católica Apostólica Romana;

    a ICAR é filha da Babilônia, confusão religiosa na Igreja Romana, mas será que os protestantes, que vieram da ICAR também são?

    Quanto aos mandamentos:

    Os protestantes se limparam da imagem de cultos a santos, voltando a guardar o segundo mandamento da Bíblia, que diz para não ter imagens, nem prestar culto a elas.

    Entretanto, não se limparam do quarto mandamento que diz para guardar o domingo e festas, ao invés de voltar a guardar o mandamento do sábado segundo o que diz a Bíblia.

    Quanto às crenaças imortalistas da alma:

    Os católicos, agora, que estão a rejeitar a doutrina do purgatório, enquanto que os protestantes já a rejeitam desde o princípio.

    Quanto à prática de indulgências, tanto a ICAR como a Igreja Protestante não mais praticam.

    Agora pergunto: Quais os outros pontos em que a ICAR se difere da igreja protestante?

    Veja que não estou perguntando os pontos onde a igreja protestante se difere da ICAR, mas sim os pontos DA ICAR que se diferem da igreja protestante:

    Seria o NÃO adorar, ou venerar imagens de santos (que inclui o papado)? Seria somente esta?

    Por que não se livraram do domingo?
    Por que não se livraram das crenças gregas sobre a imortalidade da alma?
    Por que não se livraram da crença de que a Igreja tenha autoridade para modificar leis e mandamentos?

    Por que não seguem os 10 mandamentos tal qual está escrito na Palavra de Deus?
    Por que continuam a crer em almas penadas, sendo que a bíblia, não prega nada disto?

    Domingo não é sábado, e morte é morte mesmo, e não um estado intermediário de vida.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De forma que o protestantismo hoje guarda os mesmos mandamentos da ICAR, inclusive o domingo (alguns então se levantam dizendo, opa! nós não veneramos imagens).

      Não veneram imagens, mas prestam culto ao papa (que é uma imagem). Alguns se levantam e perguntam, como!

      Pois eu lhes digo:

      Ao acaterem aquilo que o poder do Papado, que é a primeira besta, estabeleceu, o domingo como dia de guarda e as crenças irmortalistas da alma. Nisto reconhecem a autoridade do Papado em modificar dias de guarda e a Lei (Daniel 7:25).

      Um filho, faz aquilo que o pai ou a mãe manda, rendendo-lhe OBEDIÊNCIA!

      A Bíblia nos manda guardar o sábado, mas o papado nos manda guardar é o domingo;

      A Bíblia nos ensina que a morte é um estado incosciente, mas o papado ensinou aos cristãos que a morte na verdade é um estado de consciência, de gozo ou de perdição.

      Há várias igrejas protestantes que não crêem no domingo, mas sim no sábado? Sim há, e sempre houve.

      Mas há alguma igreja que não creia nas doutrinas imortalistas da alma?

      Faltaram ainda se limpar de alguma coisa, não concorda?

      De forma que todo filho obedece ao seu pai, nós adventistas obedecemos à Bíblia, que é a Palavra de Deus. Todo aquele que desobedece a palavra de Deus, porém, para seguir tradições e convenções humanos, este está obedecendo a outro que não a Deus.

      Então, qual é a igreja resultante da Bíblia, e qual é a igreja resultate da confusão religiosa?

      Os adventistas um dia, deixaram todas as suas crenças e tradições de lado e decidiram, à partir da Bíblia, RECONSTRUIR as suas doutrinas. Redescobriram o sábado e aboliram de vez as doutrinas relacionadas com a imortalidade da alma.

      Hoje é o Povo da Bíblia, como alguns dizem sobre nós, por darmos tantos estudos sobre ela, a Bíblia. E nada temos, em nós, de excelência, senão aquilo que a Bíblia pode fazer por cada pessoa, cada igreja e cada religião. Mostrar-lhes a verdade, para que andem em total conformidade com a Palavra de Deus e não conforme a tradição, a sabedoria e as crenças populares humanas.

      Excluir
    2. Falemos sobre a segunda Besta:

      Conforme havia dito, quem obedece ao domingo, sabendo que não é o verdadeiro dia de guarda, está a reconhecer autoridade do papado, ou da própria igreja em mudar dias e a Lei de Deus. Foi o papado e a própria igreja quem mudou a Lei de Deus.

      No tempo do fim isto será posto como um selo (um sinal) de DESOBEDIÊNCIA à Lei de Deus.

      Um sinal de Deus, porém, será posto sobre aqueles que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus (Apocalipse 14:12).

      E não me refiro à um sinal colocado sobre aqueles que guardam apenas 9 mandamentos, mas sim sobre aqueles que guardam todos os 10 mandametos.

      Por RESULTADO, o sábado será o sinal daqueles que guardam todos os mandamentos de Deus, porque será o ponto controverso que fará a divisão entre os fiéis aos mandamentos de Deus e os desobedientes.

      E já bem sabemos que o sábado sempre foi um sinal de separação entre o POVO que segue a Lei de Deus e o povo que NÃO segue a lei de Deus (Isaías 8:16):

      Êxodo 31:17;
      Êxodo 31:13;
      Ezequiel 20:12;
      Ezequiel 20:20;
      Êxodo 13:16;
      Deuteronômio 5:15;
      Êxodo 13:9;

      Sempre atado como um sinal entre os olhos (mente) e na mão (prática, ação).

      Podemos portanto ter o selo da Desobediência, ou o selo da Obediência, colocado sobre nossa mão e por frontais entre os nossos olhos. Isto dependerá, únicamente da escolha que todos, inclusive os cristãos, terão que fazer, quando chegar o devido tempo.

      http://www.youtube.com/watch?v=AXhEJnIhmpU

      http://adventismoemfoco.wordpress.com/2010/01/20/alemanha-reafirma-lei-dominical/

      Excluir
    3. E o por que de haver a necessidade desta provação?

      Ora, Adão e Eva desobedeceram a Deus no teste que lhes foi dado. Devido a isto há uma necessidade em demonstrar às CRIATURAS CELESTES de que o povo verdadeiramente transformado é capaz de ser obediente a Deus.

      Aquele povo que restará de pé no tempo do fim e que testemunharão vivos a volta de Cristo, terão passado por uma terrível prova de obediência.

      O Espírito Santo haverá se retirado da terra, a Bíblia diz que naquele tempo quem estiver salvo estará salvo, quem estiver condenado estará condenado (Apocalipse 22:11).

      Mesmo assim haverá um povo que continuará a ser fiel à Lei de Deus, demonstrando o resultado final da completa transformação de caráter em Cristo que poderíamos obter aqui na terra. Mas quando Cristo nos revestir da imortalidade, seremos tornados perfeitos, com mentes e corpos espirituais glorificados.

      Este povo transformado, compreenderá pessoas das mais diversas religiões, que passaram pela grande tribulação e não negaram o nome de Cristo, nem rejeitaram a SUA lei, mas lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro.

      A estes se unirão os ressuscitados, que desde caim até o último homem que morreu, também estarão de pé, ali, diante do Cordeiro, prontos para receber a tão esperada recompensa do céu e a eternidade.

      Excluir
  3. É este sempre o problema das seitas! Mais cedo ou mais tarde você será confrontado com ALGUMA coisa de natureza inspirativa, ALÉM da biblía. Ainda do mais se os seguidores de tal seita, encontram, (pelo menos dentro da cabeça deles), respaldo nas escrituras para isso. Os mórmons, por exemplo, afirmam que o profeta Isaías fala sobre Joseph Smith e o livro de mórmon, além de outros textos biblícos que se utilizam para "trazer a revelação"!? Dizem que o evangelho eterno de Ap. 14:6, é o livro de mórmon, quando o texto está afirmado que o evangelho eterno são as boas novas que estavam na mente do Deus desde a eternidade e se manifestaram em Cristo Jesus! Interpretações FANTASIOSAS! Os adventistas também se "encontram" em vários textos da biblía, tais como ap. 7; ap. 11:15, ap.12:17 e 19:10; ap. 14; Dn. 8:14, entre outros textos enganchados de Daniel etc. Nem o apóstolo Paulo teve este privilégio, nem João, o batizador, de ter tantos textos anunciando sua chegada!!! Alías, pelo que me consta, o apóstolo Paulo, naaaaaaaaaaaaão teve NENHUM, mas Ellen White sim. Texto? Ap. 12:17 e 19:10. Isto, prá não dizer outra coisa, É LOUCURA VARRIDA!!!!!!!! O Testemunho de Jesus Cristo ou Espírito de Profecia, que foi um dos motivos do exilío do Apóstolo João, (Ap. 1:9), É A REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO A SUA IGREJA! SUA PESSOA NO MEIO DA SUA IGREJA! Olhe as sete igrejas que estavam na Turquia! Foi por isso que João foi exilado. Por causa do Testemunho de Jesus, ou o Espírito de Profecia, do qual o apóstolo Pedro fala que estava nos profetas do antigo pacto, dando testemunho do Messias!! Não tem NADA a ver com escritos inspirados de uma mulher que estava desobedecenco as escrituras ao usar o púlpito, quando eu já afirmei e provei que Deus NÃO traz e nunca trouxe revelações a sua Igreja como Corpo por meio de um a mulher. E ele, (Paulo), dá as razões para isso. Só que tem gente teimosa que não quer saber! Sinto muito, mas as escrituras estão escancaradas com relação a este assunto!

    ResponderExcluir
  4. É este sempre o problema das seitas! Mais cedo ou mais tarde você será confrontado com ALGUMA coisa de natureza inspirativa, ALÉM da biblía. Ainda do mais se os seguidores de tal seita, encontram, (pelo menos dentro da cabeça deles), respaldo nas escrituras para isso. Os mórmons, por exemplo, afirmam que o profeta Isaías fala sobre Joseph Smith e o livro de mórmon, além de outros textos biblícos que se utilizam para "trazer a revelação"!? Dizem que o evangelho eterno de Ap. 14:6, é o livro de mórmon, quando o texto está afirmado que o evangelho eterno são as boas novas que estavam na mente do Deus desde a eternidade e se manifestaram em Cristo Jesus! Interpretações FANTASIOSAS! Os adventistas também se "encontram" em vários textos da biblía, tais como ap. 7; ap. 11:15, ap.12:17 e 19:10; ap. 14; Dn. 8:14, entre outros textos enganchados de Daniel etc. Nem o apóstolo Paulo teve este privilégio, nem João, o batizador, de ter tantos textos anunciando sua chegada!!! Alías, pelo que me consta, o apóstolo Paulo, naaaaaaaaaaaaão teve NENHUM, mas Ellen White sim. Texto? Ap. 12:17 e 19:10. Isto, prá não dizer outra coisa, É LOUCURA VARRIDA!!!!!!!! O Testemunho de Jesus Cristo ou Espírito de Profecia, que foi um dos motivos do exilío do Apóstolo João, (Ap. 1:9), É A REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO A SUA IGREJA! SUA PESSOA NO MEIO DA SUA IGREJA! Olhe as sete igrejas que estavam na Turquia! Foi por isso que João foi exilado. Por causa do Testemunho de Jesus, ou o Espírito de Profecia, do qual o apóstolo Pedro fala que estava nos profetas do antigo pacto, dando testemunho do Messias!! Não tem NADA a ver com escritos inspirados de uma mulher que estava desobedecenco as escrituras ao usar o púlpito, quando eu já afirmei e provei que Deus NÃO traz e nunca trouxe revelações a sua Igreja como Corpo por meio de um a mulher. E ele, (Paulo), dá as razões para isso. Só que tem gente teimosa que não quer saber! Sinto muito, mas as escrituras estão escancaradas com relação a este assunto!

    ResponderExcluir
  5. Os que lêem os livros de Ellen White, sabem que não há doutrinas além daquelas Bíblicas.

    São mais de 100 livros e milhares de páginas. E não vemos Pastores contradizerem doutrinariamente o conteúdo dos livros de Ellen White de forma integral.

    Uma, duas ou três questões, se limitam a contradizer. O amigo Paulo Cadi não acha esta quantidade muito pouca par tantas páginas e tantos livros?

    Porque se os livros de Ellen White se propossem a ser outra bíblia, então teriamos ali no mínimo meio milhão de doutrinas anti-bíblicas (desculpe o exagero).

    E se este é o caso, lhe pergunto: As falsas doutrinas? Onde Estão?

    Resposta: Depende de cada religião! Nas religiões que crêem na imortalidade da alma, apontam erros de Ellen White somente nas partes que falam sobre a imortalidade da alma.

    Os que crêem no domingo, apontam erros nas partes que tratam acerca do domingo.

    Em todas as doutrinas que as religiões de hoje crêem e que Ellen White também cria, não se atrevem a dizer que está errado, muito pelo contrário!

    Por exemplo, ninguém questiona a visão da profetiza acerca da Trindade. Nem da importância dos 10 mandamentos (exceto as questões acerca do sábado e do domingo)

    Ninguém se atreve a contradizer a visão que ela apresenta de Cristo, em livros como "Caminho a Cristo" e "O desejado de todas as nações".

    Os conselhos de saúde?! Pessoas como o apresentador presbiteriano do programa RIT TV, apoiam com gosto.

    É tudo uma questão de crença pessoal, porque Ellen White nos ensina sobre a Bíblia. Apenas faz o trabalho de qualquer pastor, padre ou pregador, quando sobe no pulpito para tratar acerca de alguma doutrina Bíblica.

    A diferença é a de que Ellen White não era uma pastora, mas uma profetiza.

    Sim, Ellen White nos dá muitas revelações acerca dos bastidores dos relatos bíblicos, informações com riqueza de detalhes e que estão em perfeita harmonia com todo o texto Bíblico.

    Portanto suas revelações foram a mais pura verdade.

    Ela relata os bastidores da história, daquilo que não foi dito, e que nos ajudam a enxergar melhor o contexto e a entender melhor a vontade de Deus.

    Suas revelações estão em harmonia até mesmo com estudos históricos e arqueológicos, até mesmo os mais recentes.

    Estamos falando de cerca de 100 livros.

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Peço então que os amigos cumpram um desafio, de me apresentar estudos de teólogos, que mostrem que a interpretação de Ellen White estava equivocada, quais as partes que estão equivocadas e a porcentagem de equívocos que há em suas obras!

      Os amigos jamais irão achar uma coisa como esta, porque não existe!

      O último estudioso, de tradição católica, que se propôs a tentar refutar os escritos de Ellen White, quanto ao seu caráter insipirado, passou 5 anos a fio e chegou a conclusão de que, após ter tido contato com os livros de Ellen White, por tanto tempo, sua vida jamais seria a mesma.

      Outro que se propôs a analisar os resultados, também chegou à conclusão de que Ellen White havia lhe tocado profundamente.

      Sim meu amigo, a leitura dos livros de Ellen White, mesmo para os ditos mais experientes, muitas vezes é uma viagem só de ida, de volta à Bíblia.

      Muito procuram demonstrar erros em detalhes, de predições, ou de explicações acerca de fatos. Mas na questão de doutrina, poucos se atrevem a refutar em seus livros. Ninguém até hoje se disponibilizou ou conseguiu tal feito.

      Os livros de Ellen White pode ser desgostoso para muitos, mas apresenta tão somente a verdade, e só nos contradiz naquilo em que nossas crenças se mostram erradas.

      O amigo nunca parou um dia para pensar?:

      - Nossa, seria muito bom que Deus mandasse hoje um profeta, como fazia antigamente, a fim de acabar com esta discussão de quem está certo e quem está errado neste mar com mais de 40 mil denominações professas cristãs, atualmente.

      O que Ellen White porém nos afirma é:

      - Vai ler a bíblia seu preguiçoso! Não somente isto, vá estudá-la! Leia aqui, aqui e aqui! A verdade está na própria Bíblia. As pessoas se divergem em doutrinas e opiniões, porque insistem em se prender a tradições, convenções e crenças do meio cristão moderno.

      Mas Ellen White desmistifica todas as crenças do meio cristão atual e então nos aponta o que A BÍBLIA nos mostra, através de cada um de SEUS versículos, inclusive aqueles, costumeiramente ignorados.

      Ellen White destrincha, cada palavra, cada contexto, cada versículo e cada intenção contida em cada versículo.

      Então não se admire amigo Paulo Cadi em encontrar nos livros de Ellen White, tantas informações valiosas acerca dos bastidores da história cristã, porque Ellen White além de tudo foi uma verdadeira profetiza.

      Tire a prova, leia seus livros!

      http://www.ellenwhitebooks.com/

      Excluir
    2. Sr. Adventista, eu já li e estudei os livros de Ellen White, pricipalmente em inglês,assim como de centenas de seitas! TODA a seita, e isto é regra, apresenta PROBLEMAS quando entra o assunto da salvação, ou soteriologia! As denominações protestantes, mesmo os arminianos puro sangue ou os arminianos wesleyanos, ainda que discordem dos calvinistas sobre a predestinação, NÃO ensinam OUTRO evangelho! A doutrina da Graça e remissão de pecados NA CRUZ, permaneçe intacta. Até Charles Spurgeon, que era calvinista, tinha John Wesley, (arminiano), como um dos grandes homens de Deus da história do cristianismo! É só buscar as declarações dele a respeito deste santo de Deus! Mas este tipo de reconhecimento, só homens de elevada estatura espiritual tem! Eu tive o privilégio de privar da amizade de um servo de Deus, o pastor norte americano e presbiteriano Eugene Floyd Grady, um dos grandes missionários ao Brasil. Ele, por alguns anos, pastoreou uma congregação metodista e foi muito querido ali. Faleceu aos 94 anos e deixou um grande legado espiritual! Agora, eu não poderia dizer isto de um pastor adventista, ou seja, que vi um pastoreando uma igreja batista, por exemplo. Eu já vi pastor presbiteriano pregando na Assembléia de Deus, eu não poderia dizer isto de um pastor adventista, nem de um elder mórmon! Você entendeu? Se o amigo buscar no budismo, espiritismo, hare krishna, zen, tao, etc, vai encontrar ensinamentos sobre estilo de vida, vegetarianismo, saúde etc, de primeira qualidade. Mas isso NÃO é o evangelho! SEMPRE quando a cruz de Cristo sofre algum dano, estamos lidando com falsa doutrina, não importa quão bom ,santo ou pio, seja o ensinamento de um segmento religioso. A revelação que Ellen White "recebeu" sobre a salvação do homem, está ERRADA! Ela por exemplo, afirma no livro "O Grande Conflito, isto: "Paulo declara como razão porque esta purificação deve ser efetuada com sangue, que sem derramamento de sangue não há remissão. Remissão ou ato de lançar fora o pecado, é a obra a efetuar-se. Pg. 418. Ela leu o texto de hebreus 9:22 e ENTENDEU ERRADO! Ela interpretou que o único sacrificío de Cristo tornou possível o cancelamento de pecados à partir de 22 de outubro de 1844! Mas NÃO é isto que o texto está afirmando. Ela pegou o texto de Hb. 9:23 e jogou para 1844! Continua....

      Excluir
    3. Sr adventista. Vou falar de uma revelaçao que o Espirito santo me deu; Deus divide a humanidade em tres categorias: judeus/ Igreja/ gentios. 1cor.10:32 nao vos torneis causa de tropeço nem para judeus, nem para gentios, nem tampouco para a igreja de Deus. : Sabendo disto fica mais facil compreender as escrituras, ha revelaçoes que sao para a igreja do senhor, ha mandamentos que são exclusivos para os judeus. é o caso dos sabados ; em deutoronômio 5:15 esta escrito: porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão poderosa e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado. Portanto este mandamento só se aplica ao povo judeu, pois a igreja do Senhor nunca foi escrava no Egito. E há mandamentos que são para todo o resto da humanidade ou seja os gentios.

      Excluir
    4. Hebreus 9:23: "De sorte que era bem nescessário que as figuras das coisas que estão no céu assim se purificassem; mas as próprias coisas celestiais com sacrificíos melhores do que estes". Ela interpreta "coisas celestiais" como purificação do santuário celeste. ERRADO! O apóstolo está ensinando no verso 24 que Cristo entrou perante a face de Deus com seu sangue derramado de uma vez por todas, havendo feito a purificação (Gr. Katharismos, lavagem, limpeza) dos nossos pecados. Hb. 1:3. As próprias "coisas celestiais" são aquilo do qual as figuras falavam, ou seja o cancelamento dos pecados de uma vez por todas! Em Hebreus 10: "Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem real das coisas..." Com seu sacrificío, Cristo inaugurou, consagrou o santissímo celestial para a sua obra mediadora. Hb. 10:12-14 " Mas havendo oferecido um único sacrificío pelos pecados, está assentado à destra de Deus, DAQUI EM DIANTE ESPERANDO até que os seus inimigos sejam postos por escabelos de sue pés. Porque com uma só oblação, aperfeiçoou PARA SEMPRE os que são santificados". Agora olhe o que Ellen White escreveu em O Grande Conflito: "Como antigamente eram os pecados do povo colocados, pela fé, sobre a oferta pelo pecado, e mediante o sangue desta, transferidos SIMBÓLICAMENTE para o santuário terrestre, assim em o novo concerto, os pecados dos que se arrependem são, pela fé, COLOCADOS SOBRE CRISTO E TRANSFERIDOS, DE FATO, para o santuário celestial". pg. 421. Ellen White Writtings. Está doutrina, é em natureza igual a da transubstânciação católica!!! Ela está COM TODAS AS LETRAS afirmando que NÃO HOUVE REMISSÃO DE PECADOS NA CRUZ! Cristo teve que esperar até 22 de outubro de 1844! Você está vendo o engano? Se não houvesse a remissão de pecados na cruz, o Espírito Santo, trazendo vida eterna, não poderia ter sido outorgado a Igreja! E era exatamente isto que o diabo não queria! Hebreus 10:18 contrariando a "revelação" de White: "Ora, onde há REMISSÃO destes, não há mais oblação pelo pecado". Não sei como poderia ser mais claro!Amén!

      Excluir
    5. Sr adventista. Vou falar de uma revelaçao que o Espirito santo me deu; Deus divide a humanidade em tres categorias: judeus/ Igreja/ gentios. 1cor.10:32 nao vos torneis causa de tropeço nem para judeus, nem para gentios, nem tampouco para a igreja de Deus. : Sabendo disto fica mais facil compreender as escrituras, ha revelaçoes que sao para a igreja do senhor, ha mandamentos que são exclusivos para os judeus. é o caso dos sabados ; em deutoronômio 5:15 esta escrito: porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito e que o Senhor, teu Deus, te tirou dali com mão poderosa e braço estendido; pelo que o Senhor, teu Deus, te ordenou que guardasses o dia de sábado. Portanto este mandamento só se aplica ao povo judeu, pois a igreja do Senhor nunca foi escrava no Egito. E há mandamentos que são para todo o resto da humanidade ou seja os gentios.

      Excluir
    6. Amigo Macleito Ribeiro, existe um fato muito importante que o amigo não deve desconsiderar!

      Até a morte de Cristo na cruz, o evangelho foi pregado aos judeus, e não aos gentios! Percebe? O evangelho também foi dado aos Judeus.

      Mesmo depois da morte de Cristo, Israel continuou sendo o povo de Deus, enquanto durou a tolerância de Deus, na esperança de que o povo tornasse atrás e reconhecesse, mesmo que tardiamente, a Cristo como o Messias e Salvador.

      Mas isto durou apenas até o apedrejamento de Estêvão, por Saulo.

      Israel então que estava destinada a ser A IGREJA, foi destituído deste privilégio, sendo entregue então, este priviléigo aos poucos que aceitaram a mensagem e que seriam até então os únicos integrantes desta Igreja.

      Após o marco da morte de Estêvão, o próprio Saulo foi chamado por Cristo, para incluir os gentios no trabalho de pregação do evangelho, agora sob o nome de Paulo.

      O que foi dado a Israel? Ora Tudo! E o que foi dado à Igreja? Tudo também!

      Porém assim como o povo de Israel foi liberado da circuncisão da carne, devido ao cumprimento da promessa, assim também foi a Igreja.

      Israel também foi liberado da observações das leis cerimoniais, porque todo aquele cerimonial havia chegado ao seu fim, quando Jesus cumpriu o significado de todas estas cerimônias.

      Os gentios que se achegavam à igreja EM ISRAEL, ainda eram obrigados a cumprir os preceitos judiciais, pois estavam em solo israelita.

      (...)

      Excluir
    7. Quanto às igrejas, localizadas em outros domínios, composta geralmente por gentios conversos pela mensagem de Paulo e outros apóstolos, estes não eram obrigados a obedecer os preceitos judiciais de Israel, mas tão somente os preceitos de suas próprias nações. Somente algumas coisas extras lhes foram exigidas, devidamente relatadas nas cartas de Paulo.

      Agora, os mandamentos morais meu querido, estes continuam válidos até os dias de hoje! E tudo mais que encontramos na Bíblia sagrada e que constituem a Lei!

      Jesus não fez a separação entre Judeus, Igreja e Gentios, pelo contrário! Após a morte de Cristo e antes do apedrejamento de Estêvão houve um tempo em que Israel e a Igreja, eram UM SÓ POVO em Israel.

      A única coisa que mudou após a morte de Estêvão, é que Israel foi destituído de SEU privilégio ficando somente a Igreja composta tanto de judeus como de gentios conversos e foram feitos UM SÓ povo.

      Como o Espírito Santo terminou SEU trabalho de tentar ainda chamar Israel à fazer parte da Igreja, Paulo então foi incumbido de chamar agora os gentios.

      Veja que os gentios foram chamados a atender o convite que Deus estava estendendo por um pouco mais de tempo à Israel. Somente quando Israel de fato rejeitou todas as oportunidades é que chegou a vez de os gentios serem chamados com a mesma urgência com que Israel havia sido chamado.

      Se Deus não houvesse libertado SEU povo da escravidão, o que seria de nós cristãos!? Graças também à esta libertação que recebemos hoje o privilégio de guardar a Lei de Deus e SEUS ensinamentos e a missão de propagá-la a todos os povos.

      Não fosse a libertação de Israel e a promessa da circuncisão, de onde viria o nosso Cristo?

      Então nós também devemos honras a Deus por ter libertado SEU povo. Isto possibilitou que hoje nós fôssemos feito o SEU povo, portadores de tudo aquilo que Deus havia antes entregue à Israel e mensageiros de Deus aqui na terra e do evangelho de Cristo.

      Excluir
    8. Um pouco da história do Povo de Deus:

      O Povo de Israel é um povo que ainda hoje guarda a lei de Deus, mas rejeitam a Cristo.

      Houve uma época, no tempo de cristo, que surgiu um povo chamado Igreja, estes aceitaram tanto os mandamentos de Deus quanto o evangelho de Cristo.

      Mas eis que esta igreja, em certo tempo se apostatou e não mais guardaram todos os mandamentos de Deus.

      As leis foram substituídas pelas atuais crenças cristãs que temos hoje!

      Não mais seguindo TUDO que está escrito na Palavra de Deus, a igreja se dividiu, estabelecendo-se uma grande confusão religiosa integrada por mais de 40.000 religiões.

      Cada uma escolhendo quais doutrinas bíblicas guardar e quais doutrinas não guardar. Cada uma escolhendo que doutrinas extra-bíblicas apoiar e que doutrinas extra-bíblicas não apoiar.

      Escolhendo quais mandamentos aceitar, quais mandamentos modificar e quais mandamentos rejeitar.

      Esta é a babilônia de confusão religiosa em que vivemos atualmente, devidamente predita na Bíblia, onde cada um segue aquilo que lhe convém.

      Quando a igreja não segue TODA a lei de Deus, cada um se sente livre para seguir aquilo que bem desejar, e ignorar aquilo que bem lhe convier. Por isto temos tantas religiões e aquela que era uma ÚNICA IGREJA se dividiu em milhares, cada uma pregando a sua própria versão acerca da vontade de Deus.

      Mas sabemos que dentre estas 40 mil, apenas uma pode estar correta! Aquela que guarda TODOS os mandamentos de Deus, juntamente com a Fé em Jesus.

      Se todos passarem a guardar TODOS os princípios bíblicos, sem escolher entre este ou aquele, então a igreja se alinhará novamente em suas doutrinas. Porque não haverá doutrinas extras-bíblicas, nem doutrinas bíblicas faltantes, mas tão somente doutrinas bíblicas e TODAS as doutrinas bíblicas.

      Estes serão os que guardam TODOS os mandamentos de Deus e a fé em Jesus Cristo.

      Se formos partir para unir novamente a igreja em uma só, A Bíblia e SOMENTE a Bíblia, deverá ser nossa regra.

      Se ali na lei diz sábado e não domingo, então não importa no que a igreja cristã acredite hoje, tempos que seguir o que ESTÁ ESCRITO! (a Bíblia como nossa regra de fé, lembra?)

      Se a minha única regra de fé é a Bíblia e ali está escrito que o quarto mandamento é o sábado, então eu tenho que guardar o sábado! Independente do que pense o pastor, ou da opinião de cada uma das mais de 40.000 igrejas, o que vale é o que está escrito na Palavra de Deus.

      Por crer nisto é que hoje eu sou um Adventista do Sétimo Dia, porque aqui na minha igreja eu tenho uma liberdade que não é concedido à membro de nenhuma outra denominação! A de seguir tudo que está escrito na Bíblia da forma como ali é ensinado.

      "Sola scriptura", não é isto que é pregado por aí?

      E o que houve com o 'sola scriptura e tota scriptura'?

      Hoje o 'tota scriptura' tem sido desprezado e com ele, boa parte da Palavra de Deus.

      Excluir
    9. Ao amigo Paulo Cadi, antes de lhe responder, preciso fazer-lhe uma pergunta:

      - O amigo está disposto a aceitar o Espírito de Profecia, caso eu lhe mostre que os escritos de Ellen White, naquilo que o amigo tem dificuldade de entender, estão corretos?

      Excluir
    10. Sr Adventista, esse desafio não tem troco, pois para vcs um profeta pode errar, se nós mostrarmos, vc continua crendo nela... não é mesmo?

      Excluir
    11. Sr. Adventista, tem certeza de que leu o que escrevi? Não reconheceu que Ellen White contradiz as escrituras, com esse assunto de juízo investigativo? Não está vendo, a declaração de hebreus 10:18 e comparando com o que afirma vossa profetisa? Eu acho que não sou eu quem está com dificuldades de entender! Lhe devolvo sua proposta, nestes termos: O amigo está disposto a aceitar sómente a Biblía como escritura inspirada se não conseguir harmonizar a doutrina do juízo investigativo com o livro de Hebreus?

      Excluir
    12. Complementando um comentário que fiz logo abaixo ao amigo Luciano Sena:

      http://mcapologetico.blogspot.com/2013/09/oracao-para-aceitar-profetisa-adventista.html?showComment=1379000628111#c6086215590716845681

      Me dirigirei ao amigo Paulo Cadi:

      Uma pessoa que não ora, nem antes, nem depois de ler os escritos de Ellen White, jamais os aceitará!

      Não adianta! Não vai aceitar!

      Muitos, embora NÃO façam uma oração oficial, antes de ler algum livro de Ellen White, o Espírito Santo lê assim, em seu íntimo:

      - Por favor, faça com que eu não aceite nada do que está escrito aqui, eu quero detestar isto aqui!

      Acontece que em dado momento, a pessoa não consegue mais continuar a leitura e abandona o livro.

      http://www.youtube.com/watch?v=mCMm4UxxYi8

      E veja querido amigo, que só fará sentido eu lhe explicar acerca de tais versículos como o de hebreus 10:18, se houver algum bem produtivo.

      Como naquele outro versiculo que tratamos anteriormente, eu apenas lhe mostraria que a sua interpretação acerca das afirmações de Ellen White estão equivocadas! Isto por si mesmo o amigo descobriria ao ler toda a obra e estudar com atenção o capítulo e as páginas onde estão contidas tais afirmações.

      Porque o trabalho que faço aqui é o mesmo que o amigo faria, de pegar o livro, ler o contexto, prestar antenção na afirmação para entender sobre o que Ellen White está realmente falando.

      Entretanto eu posso fazer isto para o amigo, mas precisaria que o amigo me ajudasse postando as afirmações, uma de cada vez, juntamente com a obra e a página para agilizar a minha pesquisa. O amigo então colocaria em seguida os versículos bíblicos que parecem contradizer a afirmação da escritora, então analizaremos, para ver se de fato Ellen White se equivocou naquela afirmação ou não.

      Ellen White pode cometer equívocos, como bem disse o amigo Luciano Sena (acerca da visão moderna sobre a infabilidade bíblica ), mas doutrinariamente, seus ensinamentos precisam estar 100% em harmonia com a Palavra de Deus.

      Mais deixo-lhe um fato para que o amigo leia os livros de Ellen White e passe a confiar um pouco mais:

      Dezenas de teólogos, padres, pastores, bispos, padres, cardeais, e até papas, já leram os livros de Ellen White.

      Então lhe pergunto: Há alguma obra destes, refutando a afirmação de Ellen White nos trechos que o amigo tem dúvidas?

      Há algumas questões que são tratadas pelos teólogos e não é difícil encontrá-las. Devemos julgar portanto que tais trechos passaram sem despertar desconfiança aos olhos daqueles que conhecem, ou pelo menos deveriam conhecer profundamente a Bíblia.

      Foi neste sentido que lancei aquele desafio!:

      "Peço então que os amigos cumpram um desafio, de me apresentar estudos de teólogos, que mostrem que a interpretação de Ellen White estava equivocada, quais as partes que estão equivocadas e a porcentagem de equívocos que há em suas obras!

      Os amigos jamais irão achar uma coisa como esta, porque não existe!"

      (...)

      Excluir
    13. Então, amigo Paulo Cadi, pode ficar tranquilo, porque lhe darei as respostas, mas não serão respostas que qualquer outro teólogo, ou pastor de qualquer outra denonimação também também não lhe pudesse dar e lhe sugeriria até seu próprio pastor.

      A vossa dificuldade está na interpretação dos trechos dos livros da escritora bem como no entendimento do conteúdo de algumas doutrinas e seu real significado.

      Poderíamos chamar a isto de "pormenores" embora também sejam importantes, porque as questões do doutrinariamento de Ellen White que mais se repercutem, se dão a nível teológico e estritamente doutrinários.

      Como exemplo repetirei:

      Questões como o domingo;
      Predestinação;
      Arrebatamento;
      Imortalidade da alma;
      Domingo;
      etc;

      Por exemplo, a visão de Ellen White sobre Jesus no livro Caminho a Cristo, não é discutido, este livro é bastante aceito interdenominacionalmente.

      Poucas objeções encontramos também em livros que tratam de saúde, educação familiar, pscicologia, dentre outros;

      Mas é no livro "O grande conflito" que encontramos os maiores conflitos (desculpem o trocadilho).

      Há alguns outros livros que raramente são mencionados nas questões teológicas como "Patriarcas e Profetas".

      E são cerca de 100 livros de Ellen White que temos atualmente.

      É muito livro para tão poucas objeções.

      Então aconselho que o amigo leia os livros, com mais rigor, para colocar à luz dos questionamentos as questões que realmente são pertinentes.

      Eu adoto a seguinte proposta de estudos:

      a) DOUTRINARIAMENTE o que Ellen White prega;

      Então leio o livro, comparando com a Bíblia, do início ao fim e faço meus estudos;

      b) HISTORICAMENTE o que Ellen Whte nos revela;

      Então leio novamente o livro, comparando as revelações e os eventos à luz das informações históricas.

      c) DETALHES do que Ellen White nos revela;

      (este é o ponto que o amigo me tem questionado)
      Então leio novamente o livro, prestando atenção nos detalhes e analizo na bíblia para ver se não é contraditório à algum fato ou evento ali registrado.

      d) INSPIRAÇÃO contida nos escritos de Ellen White:

      Então chegamos ao fim dos estudos, quando analizamos tudo que registramos e comparamos com os atributos de um profeta devidamente inspirado. Analizamos também as obras em vida da escritora para saber se ela viveu de acordo com a luz que recebeu.

      Estas questõs que o amigo tem levantado, provavelmente o próprio amigo resolveria em uma segunda leitura, após ter entendido plenamente os aspectos doutrinários contidos no livro.

      Mas estou disposto a ajudá-lo no que precisar.

      Excluir
  6. Justifiquem-se... mas o Evangelho puro de Cristo não tem isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orações antes e depois dos estudos?

      Excluir
    2. Não para reconhecer Ellen White!

      Excluir
    3. Lá também não há instrução para reconhecer a Calvino.

      Por isto é que o amigo não ora para que Deus o ajude a reconhecer a Calvino?

      Porque o amigo pode estar convencido, mas parece que sua igreja não, porque ainda não reconheceram a calvino oficialmente como um verdadeiro profeta.

      Deus é quem nos convence de todas as coisas, lembra!?

      Talvez se o amigo orasse, sua igreja reconhecesse a Calvino como um verdadeiro profeta! E Deus o faria, isto no caso de Calvino ser realmente um profeta, conforme o amigo acredita.

      Lembro que depois de ter lido o primeiro livro de Ellen White e enfim entendido a Graça de Cristo, orei a Deus para que me ajudasse a aceitar tudo que havia lido, acaso fosse verdade!

      Não foi difícil examinar os Novo Testamento inteiro e perceber que se tratava da mais absoluta verdade.

      Ellen White é uma profetiza reconhecida oficialmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, suas credenciais são a de um verdadeiro profeta.

      E precisamos de ajuda de Deus e do Espírito Santo para entender e aceita, as verdades que lemos através de seus escritos.

      Nada melhor do que uma oração, pois se tais escritos não se tratarem da verdade, Deus não fará com que os aceitemos, pelo contrário.

      Nem sou capaz de dizer quantas orações fiz para aceitar doutrinas como o dízimo, mulheres pregando no pulpito, abstenção de café e outros alimentos, e várias outras mais.

      Desta forma, não vejo motivos para que com os escritos de Ellen White tenha que ser diferente. Devemos orar em tudo que formos fazer, inclusive antes de aceitar coisas que temos certeza ser verdade. Afinal, o Espírito Santo é quem faz o filtro daquilo que é bom e daquilo que é ruim para nossa vida.

      Sempre orei a Deus pedindo sinais, que me idicassem sobre o que fazer e ELE sempre me respondeu. Diversas vezes o questionei acerca do Espírito de Profecia, mas sinal algum em contrário vi ser manifestado.

      O amigo algum dia já teve a coragem de perguntar a Deus acerca das doutrinas de Calvino? Fez alguma oração pedindo para que se fosse verdade, o Espirito Santo o ajudasse a aceitar, mas se fossem mentira, o Espírito Santo o guiasse a rejeitar?

      Já fez uma oração acerca das doutrinas da imortalidade da alma?

      Quantos aqui já tiveram a coragem de dizer: - Deus se eu estiver errado, me castigue para que eu possa enxergar a verdade?

      Pessoalmente já recebi muitos castigos e abandonei muitas crenças e deixei de praticar muitas outras coisas!

      Os adventistas tem costume de orar antes de aceitar qualquer coisa, até mesmo os alimentos que vão para dentro do estômago. Por que com os escritos de Ellen White haveria uma excessão?!

      O evangelho não apenas nos diz que é bom orarmos antes de reconhecer qualquer coisa como DEVEMOS orar.

      (...)

      Excluir
    4. Até mesmo para aceitar o castigo da cruz, Cristo orou incessantemente. Isaac teve que orar a fim de aceitar o destino que Deus havia lhe ordenado, de servir de sacrifício.

      Abraão também teve que orar para aceitar a vontade de Deus em oferecer seu próprio filho Isaac em sacrifício.

      Desde a fundação da igreja, nós não mais decidimos em que acreditar. Quando os pioneiros estavam a estudar as escituras, a cada conclusão, ajoelhavam e oravam pedindo orientação do Espírito Santo sobre aquilo ser verdade ou não.

      Houve um tempo em que os fundadores da igreja se ajoelharam a fim de pedir para que Deus os orientasse quanto a reconhecer oficialmente a Ellen White como profetiza ofial dos Adventistas do Sétimo Dia. Acha que não tinham dificuldade em reconhecer uma pessoa fraca, pobre e ainda mulher como profetiza?

      Todos que lêem os livros de Ellen White têm esta dificuldade e precisam orar a Deus para que Deus os ajude a reconhecer tanto Ellen White como uma verdadeira profetiza, quanto seus escritos como inspirados.

      Ninguém peca ao fazer isto, pelo contrário, isto é o que Deus deseja de nós. Que entreguemos em suas mãos todas as questões e que ELE nos guie a reconhecer, ou não, doutrinas, profetas e ensinamentos.

      Sempre haveremos de detestar os livros de Ellen White de início, porque contradizem nosso estilo de vida e as nossas crenças pessoai. Devemos pedir para Deus que nos ajude a aceitar tais verdades, enquanto examinamo-nas à luz da Palavra de Deus. Doutro modo jamais aceitaríamos!

      É o Espírito Santo que nos convence acerca dos Testemunho de Jesus, então não adianta, temos que orar para aceitar.

      A questão é, quantos tem coragem de fazer esta oração?

      Eu não veria problema algum, em orar pedindo para o Espírito Santo me guiar a aceitar todas as verdades, antes de abrir um livro de Calvino!

      Porque confio em Deus, de que aquilo que for verdade ELE me ajudará a aceitar e aquilo que for mentira, me orientará para que eu o rejeite.

      Embora o amigo Luciano Sena me diga que no evangelho não tem isso! Pelos meus estudos e conhecimento, digo que é justamente o contrário, pois o evangelho nos ensina, exatamente isto, orar para que aceitemos as verdades da palavra de Deus e os profetas de Deus.

      Excluir
  7. Sr. Adventista, eu lhe citei textos do livro "O Grande Conflito", onde Ellen White afirma com TODAS as letras que os pecados confessados dos crentes, são COLOCADOS pela fé, sobre Cristo, e, DE FATO, transferidos para o santuário,(comentários de 11/09/2013), contrariando hebreus 9:28, onde diz: "Assim também Cristo, oferecendo-se UMA VEZ para LEVAR os pecados de muitos...", Isaías 53:6: " Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas;cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez CAIR SOBRE ELE a iniquidade de todos nós". 1 Pedro 2:24: LEVANDO ele mesmo EM SEU CORPO os nossos pecados sobre o madeiro..." Como Cristo estará ASSENTADO À DESTRA DE DEUS, se os pecados dos crentes são ainda colocados sobre ele?! A questão é que o Senhor Jesus é tipificado pelo cordeiro da Páscoa e não pelos bodes do dia da expiação. Ellen White AFIRMA que Cristo AINDA está levando os pecados confessados que são DE FATO, transferidos para o santuário! E por conseguinte, a Única maneira de se livrar dos pecados dos crentes, é coloca-los sobre Satanás! 1 Corintíos 5:7. O livro de Hebreus traz Cristo como sumo sacerdote da ordem de Melquisedec, não como vitíma, e superior ao sacerdócio Araônico. Cristo como o cordeiro da páscoa, entrou no Santissímo segundo a ordem de melquisedec, ou seja, no próprio céu para comparecer perante a face de Deus. Leia o capítulo 5 de apocalipse e terá uma visão do santissímo celestial onde Cristo entrou no ano 31 A.D. sentando-se à destra de Deus! Veja se Cristo, está paramentado com a roupa do sumo sacerdote Araônico, como se vê erradamente nas publicações adventistas. Ele, agora, está como o juiz de apocalipse 1, usando uma "veste comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro, com os cabelos brancos como a lã branca,como a neve". Dn. 7:9; ap. 1;13-16. O amigo não está enxergando que a doutrina do juízo investigativo é anti evangelho? Não interessa que existam milhões de denominações, o que está errado, está errado! Este ensinamento do juízo investigativo, NÃO se encontra no novo testamento! Qualquer igreja local tem de vir com o verdadeiro evangelho, senão é falsa! A verdadeira Igreja está unida pelo Espírito e não por placa de igreja. O evangelho tem de ser o verdadeiro ainda que seja permitido discordâncias doutrinárias desde que permaneçam dentro da ortodoxia, e não entrem ensinamentos heterodoxos que contrariem a revelação apostólica. A purificação do santuário era nescessária todos os anos, porque o sangue de bodes NÃO TIRAVA pecados e tudo estava pendente, aguardando o verdadeiro sacrifício. Mas Cristo, sendo verdadeiro sacrifício, fez o katharismos, a limpeza, a purificação de nossos pecados EM SI MESMO! Hb. 1:3. Ele ASSENTOU-SE À DESTRA DE DEUS, de uma vez por todas, esperando daí em diante que seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés. Hb. 10: 10-14. Mais claro, impossível!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me desculpe amigo Paulo Cadi, mas não consigo enxergar a opinião de Ellen White, desta maneira. Minha conclusão acerca do entendimento de Ellen White é quase que totalmente diferente da do amigo.

      Podemos tratar parágrafo, por parágrafo contido neste capítulo do livro "O grande conflito" e analizar cada afirmação dentro do seus contexto, se assim o amigo também desejar.

      E não devemos misturar o tratamento da opinião do amigo, junto com o tratamento da opinião de Ellen White. Devemos tratar primeiro um e depois o outro.

      Tratarei então do primeiro item: hebreus 9:28.

      As afirmações de Ellen White em nada contradiz hebreus 9:28, o que Ellen White expõe nas páginas 417 e 418, é que Cristo faz USO do seu único e suficiente sacrifíco pela humanidade.

      Veja: Cristo faz USO do seu único sacrifício (o feito na cruz) e não que faça NOVOS sacrifícios.

      Ellen White é clara em delcarar de que o sangue derramado em quantidade (através dos cordeirinhos), foram subistituídos por QUALIDADE (através do sangue de Cristo).

      Portanto não há inconsistência doutrinária ali:

      "De sorte que era bem necessário que as figuras das coisas que estão no Céu assim se purificassem [com sangue de animais]; mas as próprias coisas celestiais com sacrifícios MELHORES do que estes" (Heb. 9:22 e 23), ou seja, com O PRECIOSO sangue de Cristo. "

      Esta é a visão de Ellen White acerca de Heb. 9:22 e 23 e não da forma como o amigo PRESUMIU.

      Leia novamente o capítulo inteiro, como lhe indiquei, trechos como estes não são muito difíceis de se interpretar, afinal Ellen White faz uma interpretação da própria Bíblia.

      E se tal capítulo trata de uma interpretação, então estamos fazendo uma interpretação DE UMA interpretação. Então devemos tentar ser mais claros, a fim de que não seja preciso, que também, intepretemos tudo aquilo que o outro está tentando dizer.

      Excluir
  8. Sr. Adventista, você conhece o texto de Gálatas 1:8, onde Paulo afirma que mesmo se um anjo vir do céu anunciando OUTRO evangelho, que não seja o MESMO que ele (Paulo) recebeu por revelação de Jesus Cristo, seja amaldiçoado! Se Paulo usou este termo, anathema, você pode presumir que o assunto aí, é sério! O que está em risco, é o evangelho, as boas novas, que se distorcidas MATAM a vida espiritual da pessoa ou até de uma comunidade inteira, ainda que estás pessoas pensem que estão recebendo vida espiritual, mas que o observador avisado logo detecta o oposto. Na página 418, de "O Grande Conflito", Ellen White afirma que a remissão de pecados é a obra a efetuar-se, ou seja, na cruz NÃO houve o CANCELAMENTO dos pecados, mas pelo sacrificío de Cristo foi providenciado a remissão ou cancelamento de pecados, que no caso, começou em 22 de outubro de 1844, contráriando as escrituras que afirmam que a REMISSÃO dos nossos pecados foi efetuada no ano 31 A.D.! Hebreus 10:18. Então eu peço ao amigo, para harmonizar o capítulo da página citada (418 Ellen White Writtings) com o capítulo 10 de hebreus. Só quero lhe adiantar uma coisa: O dia da expiação de levitíco 23, é só uma sombra de Cristo como sacerdote de uma OUTRA ordem, muito superior ao sacerdócio Araônico. Como VITÍMA, Cristo é representado pelo cordeiro da PÁSCOA. POr isso que Ele entra de UMA VEZ POR TODAS no santissímo e assenta-se no trono do Pai, ou à destra de Deus (Hb. 10:10-14) porque o trono o Pai, estava EM TIPO, localizado no lugar santissímo do santuário. O trono de Deus estava representado pelo propiciatório que ficava sobre a arca. Ali o Santo Shekinah se manifestava no dia da expiação. Cristo entrou com seu sangue neste lugar (só que no céu. Ver ap.4-5) onde o Shekina se manifestava uma vez ao ano. Então você vê em que base está fundamentado este ensinamento do juízo investigativo. Bem frágil! Segundo está revelação do juízo investigativo, os pecados confessados dos crentes. AINDA estão sendo colocados sobre Cristo e transferidos para o santíssimo celeste! Se você ler o que acontecia no dia da expiação, verá que o sumo sacerdote após cumprido os serviços, tinha que repetir o ato no ano seguinte. Mas Cristo, por um maior e mais perfeito tabernáculo, segundo a ordem de Melquisedec, ENTRA de UMA VEZ POR TODAS no santissímo celeste e ASSENTA-SE no trono do Pai, ou seja a obra foi TOTALMENTE concluída. Ele LEVOU os nossos pecados UMA SÓ VEZ, senão teria que MORRER muitas vezes como acontecia na velha aliança com o cordeiro da Páscoa. Quando Cristo derramou seu sangue na cruz, ali, no próprio ato, a Igreja foi remida de seus pecados. Ainda que nós pequemos, em Cristo os nossos pecados não mais existem! Quando nós confessamos nossos pecados, o perdão que já foi dado na cruz, que é o que o dia da Expiação significava, é APLICADO sobre nós! O amigo está enxergando que a revelação que Ellen White recebeu não veio do céu? Não interessa quantos bons conselhos sobre saúde e moral etc., o EVANGELHO anunciado por ela NÃO é o MESMO que o Apóstolo Paulo pregou por revelação de Jesus Cristo! Outra coisa! Os pecados não ficavam acumulados no santissímo, mas no lugar santo, onde os sacerdotes ministravam diariámente. o santissímo estava fechado. No dia do perdão ou Expiação, um bode era para purificar o santuário ou primeiro compartimento. O outro bode para remoção dos pecados daquele ano e consumar então a limpeza do tabernáculo. Cristo NUNCA é representado pelo BODE mas por um CORDEIRINHO. " No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o cordeiro de Deus, que TIRA o pecado do mundo". João 1:29. "No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois de seus discípulos; E, vendo passar a Jesus disse: Eis aqui o cordeiro de Deus". Ele não disse: Eis aqui o bode de Deus! Os bodes eram para limpar o santuário terrestre. o santissímo celeste, é da ordem de melquisedec, ligado a ceia, pão e vinho, que dão testemunho da obra já consumada!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Senhor Jesus está em um corpo GLORIFICADO! Ele não tem mais relação com pecado! Hb. 9:28. Os nossos pecados ficaram CRAVADOS na cruz! O Senhor Jesus está ASSENTADO, não em um segundo trono ao lado do Pai, mas NO trono do Pai, ou à destra de Deus. Como poderão ainda os nossos pecados ser colocados sobre ele? Isto é IMPOSSÍVEL!!!!!!!! Se o amigo ler em Hebreus 9:2, verá que o primeiro compartimento ou lugar santo é que era chamado de o santuário. Ali, não no santissímo, que os pecados ficavam acumulados. Então, querer que os nossos pecados ainda estejam sendo colocados sobre Cristo é HERESIA das mais cabeludas! Cristo, quando adentrou o santuário celeste, não ficou em um primeiro compartimento aguardando até está data fictícia de 22 de outubro de 1844 afim de efetuar a REMISSÃO de pecados. Onde é que os pecados confessados dos crentes, ficaram até 1844?! Os pecados dos crentes, na antiga aliança ficavam simbólicamente no primeiro compartimento, esperando o dia do Perdão ou expiação. Se os nossos pecados estão lá registrados no santuário celeste, segundo a ordem de melquisedec, então NÃO houve PERDÃO na cruz, porque o perdão e remissão significam a MESMA COISA! O amigo está entendendo? Se Ellen white afirma que os nossos pecados são, DE FATO, transferidos para o santissímo celestial (O grande Conflito, Pg. 421- Ellen White Writtings), então eles TAMBÉM são DE FATO colocados sobre Cristo! Isto é HERESIA! Eu lhe aconselho a analisar com cuidado está doutrina e sair correndo porque, É FRIA!!!

      Excluir
  9. Amigo Paulo Cadi, nesta passagem Ellen White está apenas dizendo, que no cerimonialismo, quando o cordeiro era sacrificado, os pecados ainda não haviam sido perdoados! E de fato não era, pois no cerimonialismo, os pecados tão somente eram perdoados após o sangue ser levado para dentro do santuário. Isto o amigo pode conferir com tranqüilidade através da Bíblia.

    Desta forma a morte de cristo GARANTIU a remissão de nossos pecados porque nos foi propiciado o CORDEIRO, que é Jesus Cristo.

    Antes da morte de Cristo, não havia um cordeiro imaculado que pudesse ser usado para a remissão de nossos pecados. Portanto não havia esperanças. Mas quando o cordeiro foi propiciado pelo próprio Deus, então sobrecaiu alegria para a humanidade, porque temos agora um Cordeiro que foi sacrificado em prol de TODA a humanidade uma única vez, para sempre.

    "Onde essas coisas foram perdoadas, não há mais necessidade de sacrifício pelo pecado." Hebreus 10:18

    E Cristo não é apenas nosso cordeiro, ELE também é nosso sacerdote:

    "Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus."

    Embora Cristo tenha que fazer ainda os trabalhos expiatórios, podemos ter plena certeza da Salvação, porque é CRISTO quem é nosso Sacerdote e também o Cordeiro e ELE é perfeito, portanto a nossa salvação, desde já, está garantida.

    "Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus,"

    Percebeu o que Paulo disse? Que temos um SACERDOTE sobre a casa de Deus e da confiança para entrar no Santo dos Santos.

    Ora então Cristo embora seja nosso Sumo-sacerdote, ELE estava atuando ainda no trabalho de SACERDOTE, para então entrar no Santo dos Santos e executar os trabalhos do Sum-sacerdote.

    Desta forma Jesus é o cordeiro, o sacerdote, e também o sumo-sacerdote. Não há um véu de separação entre o sacerdócio de Cristo e o SEU sumo-sacerdócio, cristo tem acesso livre ao santuário.

    "por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo."

    Então recapitulando:

    Cristo é sacrificado como o Cordeiro;

    "Onde essas coisas foram perdoadas, não há mais necessidade de sacrifício pelo pecado." (Hebreus 10:18)

    Cristo ascende ao santuário no trabalho de sacerdote:

    (...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus." (Hebreus 10:21)

      Sendo que um dia passaria ao santo dos santos:

      "Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus," (Hebreus 10:19)

      E podemos ter a CERTEZA porque um caminho livre foi aberto por meio do véu (véu que se rasgou ao meio Lucas 23:45):

      "por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo." (Hebreus 10:20)

      E o que aconteceu quanto à asperção do sangue que era executado no santuário terrestre)?

      "Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada e tendo os nossos corpos lavados com água pura."

      Veja que Paulo está repassando aos Cristãos o entendimento que tinha acerca do que ocorria no santuário Celeste.

      É Justamentei isto que Ellen White nos explica em seu livro. De que no santuário Celestial, Jesus cumpre as mesmas etapas que eram representadas aqui na terra, e que embora SUA morte tenha GARANTIDO a salvação, ainda haviam trabalhos a serem realizados e que Cristo cumpriria fielmente os trabalhos no santuário celestial.

      Quanto ao trono de Deus:

      Esta visão do amigo de que o trono de Deus está no santuário, o amigo tem como demonstrar através de versículos? Porque não é este o entendimento que tenho das escrituras.

      O que lemos na Bíblia é que por meio do santuário, temos acesso ao TRONO DA GRAÇA! Veja que os conceitos são diferentes!

      http://www.youtube.com/watch?v=xr-Fi0S4NWk

      Em Hebreus 4:14-16 é dito que temos hoje livre acesso ao Pai que se MANIFESTA através do trono da graça, assim como se MANIFESTAVA através da Shekinah na arca da aliança.

      Significa que podemos orar diretamente ao Pai! Podemos receber a graça diretamente! Não precisamos mais sacrificar cordeirinhos, nem Cristo precisa morrer constantemente, porque através de Cristo que é nosso representante e nosso intercessor, temos livre acesso à todas as partes do santuário.

      (...)

      Excluir
    2. Embora Cristo tenha ido para a Destra do Pai, ele não permaneceu de forma ali de estática, ELE assumiu seu papel nos trabalhos do santuário CELESTIAL.

      Mas como o trono de Deus pode estar fora do santuário e também dentro do santuário?

      Basta olharmos para o santuário aqui na terra, onde Deus permanecia em seu trono Celeste e ao mesmo tempo se fazia presente dentro do santuário.

      Digamos portanto que o trono de Deus "possui rodinhas" e que ele possa se movimentar livremente, ou seja, Deus não precisa deixar seu trono para se movimentar.

      Portanto Deus e Jesus não estão de forma estática em um compartimento do santuário.

      (Hebreus 4:14-16)

      Assim estes relatos acerca do sacerdócio e sumo-sacedócio de Cristo não são contraditórios, são COMPLEMENTARES!

      Uma vez que os versos bíblicos dizem que Cristo tem livre acesso aos compartimentos, não há por que acreditar de que ele permaneça sentado em um trono até o dia de SUA vinda. Haviam trabalhos ainda a serem executados, conforme Paulo nos explica em capítulos como o de Hebreus 10.

      Sobre:

      "AINDA estão sendo colocados sobre Cristo e transferidos para o santíssimo celeste!"

      Esta afirmação está equivocada, porque os pecados são transferidos QUANDO O CORDEIRO ESTÁ PARA SER SACRIFICADO.

      Isto já ocorreu NA CRUZ. A etapa que Jesus cumpre no santuário é outra, a de fazer USO do seu sacrifício (único e definitivo) e não de oferecer NOVOS sacrifícios. Ellen White jamais apoiou esta idéia.

      Percebo que as dúvidas do amigo se dão mais em questões doutrinárias do que propriamente quanto à opinião de Ellen White.

      Veja que se fosse da maneira como o amigo tem crido, as representações do santuário terrestre não fariam sentido algum! Bastaria então alguém matar o cordeiro e findava-se toda a representação do santuário celestiais!

      De modo xulo seria assim!

      Alguém mataria o cordeiro, o cordeiro morto então vestiria a veste do sumo-sacerdote e então compareceria ao último compartimento e os pecados dos israelitas estariam então todos perdoados! Veja que isto não faz sentido!

      O que Ellen White faz é tão somente explicar como AQUELES trabalhos que eram realizados nos santuário terrestre passaram a serem feitos NO SANTUÁRIO

      (...)

      Excluir
    3. CELESTIAL. Segundo o que encontramos nas palavras de Paulo e em vários versículos da Bíblia.

      Tais versos contidos na Bíblia remontam tudo aquilo que lemos escritos no livro "O grande conflito".

      Então querido amigo, pode acreditar, há um santuário celeste, onde Cristo ministra hoje como Sumo-sacerdote, apresentando a nós, os santos, à Deus e dizendo: - Olha estes são meus filhos, que de fato ME aceitaram.

      Esta é a fase do juízo investigativo, onde cada nome é confirmado, desde os santos que morreram até os que haverão de estar vivos, momentos antes de ELE voltar.

      Sendo que tal trabalho se iniciou em 1844 segundo as profecias de Daniel, pouco tempo falta para a volta de Cristo, quando, momentos antes, enfim terminará seu trabalho no santo dos santos e então virá à terra buscar todos aqueles que ELE redimiu.

      Este é um trabalho realizado em prol de nós, para que sejamos justificados perante Deus e as criaturas celestiais, a fim de que não haja dúvida na procedência de Deus quanto ao tratamento dos salvos.

      Jesus em seus trabalhos evidencia o porque de cada pessoa pela qual ele intercede ser salva.

      Veja que Cristo não irá interceder em favor dos ímpios, dos que nunca O aceitaram. Cristo atua hoje como nosso advogado, nos justificando perante o Pai, usando SEU sangue, uma vez derramado, por cada transgressão que ainda cometemos e que nos arrependemos.

      Graças à este trabalho é que podemos ter a certeza de que seremos salvos mesmo ainda sendo falhos e pecadores.

      Portanto a doutrina do santuário e um doutrina que em nada revoga o caráter salvífico do sacrifício de Cristo. ELE apresenta a salvação tal como ela é!

      a) O sacrifício de Cristo foi único, suficiente e definitivo.
      b) Cristo é nosso mediador e intercessor junto ao pai.
      c) Cristo é nosso advogado que tua me nosso favor quando pecamos, provendo-nos o perdão.
      d) Cristo nos confessa e justifica perante o pai, dizendo quem de fato são seus filhos.
      e) Por meio de Cristo, temos livre acesso ao trono da graça, portanto:
      f) O sacrifício de Cristo garantiu a salvação de todo aquele que o aceita como Senhor e Salvador.

      Assim, os trabalhos do santuário não tem a função de condenar pessoa alguma, mas de justificar. De expor ali de forma explícita quem são os salvos, os que verdadeiramente se arrependeram e o aceitaram.

      O trabalho de juízo dos ímpios ocorrerá DEPOIS da SUA vinda. Até lá, tudo que Cristo faz é atuar em nosso favor.

      Excluir
  10. Povo de Deus Igreja Adventista?Seita do Diabo é o maIs correto a se dizer.Enquanto colocar o sábado como ponto de Salvação e Ellen Withe como profetiza,está igreja é governada por Lúcifer!

    ResponderExcluir
  11. Lendo acima todos os comentarios fiqjei a pensar o porque de tudo isso, e quem está certo ou errado, será que Deus se alegra quando pessoas sinceras e instruidas ficam querendo convencer sobre verdades biblicas? Meus irmãos o que importa é estarmos bem espiritualmente e apenas deixar que o Espirito Santo de Deus nos guie, sua Palavra é simples e pura, não há engano, analisem as vidas dos profetas narradas na Palavra de Deus, como foram chamados, como viveram, aonde moravam, analisem e fiquem na Paz de nosso Salvador e Redentor Jesus Cristo, Amém.

    ResponderExcluir