terça-feira, 10 de abril de 2018

Ajudando ex-TJs a entenderem a doutrina da Trindade - Parte 1


A cada ano que passa, aumenta o número de adeptos da religião das Testemunhas de Jeová que descobrem que o Corpo Governante [CG] as enganou teologicamente. A internet realmente destruiu a “fraca fortaleza” da ‘inexpugnável’ Torre de Vigia. Há um desespero patente. Não por que houve alguma nova linha argumentativa por parte dos apologistas, mas exatamente por que o que a CG sempre fez – coibir e proibir as Testemunhas de Jeová pesquisarem em todas as fontes, agora ficou basicamente impossível. Diante disso, é muito comum agora encontrar ex-TJs, o que não o era há alguns anos atrás – em especial, antes do advento da internet.

No entanto, uma vez destruído o domínio do CG sobre a mente e a vida de uma Testemunha de Jeová, ela se depara com um impasse – a Doutrina da Trindade. Com anos e anos de investimento contra essa doutrina, muitas Testemunhas de Jeová acabam criando uma barreira psicológica, e continuam na religião do CG como que por um processo de compensação – ‘não cremos na Trindade’, justificaria ficar na religião que está destroçada diante das falsas profecias, casos de pedofilia e diversas interpretações bíblicas falhas.

Pretendo com esse primeiro artigo tentar ajudar ex-TJs que estão encontrando dificuldade com essa doutrina, e por causa disso não entrando em comunhão com alguma igreja cristã.

1º Passo:

Meu conselho a você, em primeiro lugar é ponderar que essa doutrina é ensinada por todas as igrejas cristãs fieis, que preservam a fé e a moralidade bíblica. Talvez isso no passado tenha sido um motivo para se ‘gabarem’ de serem a única religião que nega a Doutrina da Trindade – o que nem é verdade, há vários grupos religiosos e seitas que rejeitam a Doutrina da Trindade. Mas pense nesse fato – há centenas e centenas de anos, e por vários seguimentos divergentes, esse assunto não foi abandonado. As igrejas cristãs confessam crer nessa doutrina, mesmo com grande dificuldade de explicar alguns pontos. Já que a tendência do ser humano é sempre simplificar, passou séculos e essa doutrina continua firme nas confissões de várias igrejas cristãs. Tal como a crença na Bíblia, no nascimento virginal de Cristo, na ressurreição, na moralidade bíblica, continua recebendo atenção e defesa de muitas igrejas cristãs fieis. A Bíblia fala de uma fé que foi dada aos santos (Jd 3,4).

2º Passo:

Saiba o que realmente é a Doutrina da Trindade por meio dos Credos, Confissões e manuais doutrinários (Teologia Sistemática). Muito do que foi dito a você – nas publicações do Corpo Governante, e por você de casa em casa, não corresponde à realidade das interpretações da teologia cristã. Aquilo que era dito “ninguém responde isso!” nem sempre é verdade. E muita coisa que o CG diz é simplória demais diante da força teológica existente na defesa da trindade. Por incrível que pareça, a leitura simples do crendo de Atanásio já desembaraça algumas objeções antitrinitarianas. Não foi o credo que concebeu a doutrina, mas a definiu.

Por isso leia o Credo Atanasiano:

TEXTO: 1. Todo aquele que quiser ser salvo, é necessário acima de tudo, que sustente a fé universal. [2] 2. A qual, a menos que cada um preserve perfeita e inviolável, certamente perecerá para sempre. 3. Mas a fé universal é esta, que adoremos um único Deus em Trindade, e a Trindade em unidade. 4. Não confundindo as pessoas, nem dividindo a substância. 5. Porque a pessoa do Pai é uma, a do Filho é outra, e a do Espírito Santo outra. 6. Mas no Pai, no Filho e no Espírito Santo há uma mesma divindade, igual em glória e co-eterna majestade. 7. O que o Pai é, o mesmo é o Filho, e o Espírito Santo. 8. O Pai é não criado, o Filho é não criado, o Espírito Santo é não criado. 9. O Pai é ilimitado, o Filho é ilimitado, o Espírito Santo é ilimitado. 10. O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno. 11. Contudo, não há três eternos, mas um eterno. 12. Portanto não há três (seres) não criados, nem três ilimitados, mas um não criado e um ilimitado. 13. Do mesmo modo, o Pai é onipotente, o Filho é onipotente, o Espírito Santo é onipotente. 14. Contudo, não há três onipotentes, mas um só onipotente. 15. Assim, o Pai é Deus, o Filho é Deus, o Espírito Santo é Deus. 16. Contudo, não há três Deuses, mas um só Deus. 17. Portanto o Pai é Senhor, o Filho é Senhor, e o Espírito Santo é Senhor. 18. Contudo, não há três Senhores, mas um só Senhor. 19. Porque, assim como compelidos pela verdade cristã a confessar cada pessoa separadamente como Deus e Senhor; assim também somos proibidos pela religião universal de dizer que há três Deuses ou Senhores. 20. O Pai não foi feito de ninguém, nem criado, nem gerado. 21. O Filho procede do Pai somente, nem feito, nem criado, mas gerado. 22. O Espírito Santo procede do Pai e do Filho, não feito, nem criado, nem gerado, mas procedente. 23. Portanto, há um só Pai, não três Pais, um Filho, não três Filhos, um Espírito Santo, não três Espíritos Santos. 24. E nessa Trindade nenhum é primeiro ou último, nenhum é maior ou menor. 25. Mas todas as três pessoas co-eternas são co-iguais entre si; de modo que em tudo o que foi dito acima, tanto a unidade em trindade, como a trindade em unidade deve ser cultuada. 26. Logo, todo aquele que quiser ser salvo deve pensar desse modo com relação à Trindade. 27. Mas também é necessário para a salvação eterna, que se creia fielmente na encarnação do nosso Senhor Jesus Cristo. 28. É, portanto, fé verdadeira, que creiamos e confessemos que nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é tanto Deus como homem. 29. Ele é Deus eternamente gerado da substância do Pai; homem nascido no tempo da substância da sua mãe. 30. Perfeito Deus, perfeito homem, subsistindo de uma alma racional e carne humana. 31. Igual ao Pai com relação à sua divindade, menor do que o Pai com relação à sua humanidade. 32. O qual, embora seja Deus e homem, não é dois mas um só Cristo. 33. Mas um, não pela conversão da sua divindade em carne, mas por sua divindade haver assumido sua humanidade. 34. Um, não, de modo algum, pela confusão de substância, mas pela unidade de pessoa. 35. Pois assim como uma alma racional e carne constituem um só homem, assim Deus e homem constituem um só Cristo. 36. O qual sofreu por nossa salvação, desceu ao Hades, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia. 37. Ascendeu ao céu, sentou à direita de Deus Pai onipotente, de onde virá para julgar os vivos e os mortos. 38. Em cuja vinda, todo homem ressuscitará com seus corpos, e prestarão conta de sua obras. 39. E aqueles que houverem feito o bem irão para a vida eterna; aqueles que houverem feito o mal, para o fogo eterno. 40. Esta é a fé Universal, a qual a não ser que um homem creia firmemente nela, não pode ser salvo. [3] NOTAS * Extraído de Paulo Anglada, Sola Scriptura : A Doutrina Reformada das Escrituras (São Paulo: Os Puritanos, 1998), 180-82. [1] A. A. Hodge, The Confession of Faith ( Edinburgh & Pennsylvania: The Banner of Truth Trust, 1992 ), 7. [2] O termo universal traduz a palavra católica , a qual também poderia ser traduzida por geral . [3] Traduzido a partir do inglês de A. A. Hodge, Outlines of Theology ( Edinburgh, & Pennsylvania: The Banner of Truth Trust, 1991), 117-118.
 (http://www.monergismo.com/textos/credos/credoatanasio.htm)


3o Passo:

Não ache que essa doutrina foi produzida pela igreja católica. Primeiro que há muitas questões históricas a serem sintonizadas nesse pensamento, mas mesmo que a ICAR dissesse isso, assim como é dito que ela que escolheu os 27 livros do NT e o domingo, a questão é que nesse processo ela esteve do lado do ensino da Bíblia! Veja como a Bíblia (em especial no NT) se refere as três pessoas da trindade em plena atividade salvadora, demonstrando igualdade. 

Selecionei apenas o nome de umas das pessoas da divindades, como aparece nos textos apontados -

“Jesus... Espírito de Deus... Este é meu Filho.” – Mt 3.16,17
 O Batismo Trinitário – Mt 28. 19
“Espírito Santo ... Altíssimo... Filho de Deus” – Lc 1.35
“Jesus... Espírito Santo... Tu és meu Filho” – Lc 3.21,22
 “Jesus... Espírito... Tu és meu Filho” – Mc 1.9-11
 “Jesus... Espírito Santo... Senhor Deus” – Lc 4.1-12
“E Eu rogarei... ao Pai... Consolador” – Jo 14.16 (17-20 também)
“Consolador... do Pai... Vos ei de enviar” – Jo 15.26
“Consolador, O Espírito... Me glorificará... o Pai” – Jo 15. 7, 13,14, 15
“Jesus... Pai... Espírito Santo” – Jo 20.21,22
“Jesus... Espírito Santo... Reino de Deus” – At 1.1,2
“promessa do Pai... Espírito Santo... Senhor” – At 1.4,5,6
“Ressuscitou Jesus... de Deus, O Pai... Espírito Santo” – At 2.32,33
“nome de Jesus Cristo... dom do Espírito... Deus nosso Senhor” – At 2.38,39
“Deus... Príncipe e Salvador... Espírito Santo” – At 5. 31,32
“cheio do Espírito Santo... e Jesus... à direita de Deus” – At 7.55,56
“Deus... Jesus... Espírito Santo” – At 10. 38
“magnificar a Deus... o Espírito Santo...em nome de Jesus” – At 10. 46-48
“E Deus... o Espírito Santo... do Senhor Jesus” – At 15.8-11
“O Espírito Santo... Senhor Jesus... da graça de Deus” – At 20.23,24
“O Espírito Santo... igreja de Deus... seu próprio sangue” – At 20.28
“reino de Deus... fé em Jesus... falou o Espírito Santo” – At 28. 23, 25
“falou o Espírito Santo... reino de Deus... Senhor Jesus” – At 28.25,31
“[Filho] de Deus... Espírito de santificação... Jesus Cristo” – Rm 1.4
“o amor de Deus... pelo Espírito Santo... porque Cristo” – Rm 5.5,6
“lei do Espírito, em Cristo... Deus enviando” – Rm 8.2,3
“no Espírito... Espírito de Deus... Espírito de Cristo” – Rm 8.9
“o mesmo Espírito... herdeiros de Deus... co-herdeiros de Cristo” – Rm 8. 16,17
“em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.” – 1 Co 6.11
“Espírito [Santo]... Senhor [Jesus]... Deus[Pai]” – 1 Co 12. 4,5,6
“Cristo... em um Espírito... Deus colocou” – 1 Co 12. 12,13,18
“em Cristo... Deus... do Espírito” – 2 Co 1. 21,22
A bênção trinitária – 2 Co 13.14
“diante de Deus... Cristo nos resgatou... promessa do Espírito” – Gl 3. 11, 13,14
“Deus enviou... o Espírito de seu Filho” – Gl 4.6
“Deus Pai... Jesus Cristo... com o Espírito Santo” – Ef 1. 2, 3, 13
“ao Pai em um mesmo Espírito... Jesus Cristo” – Ef 2. 18, 20
“seu Espírito... para que Cristo... plenitude de Deus” – Ef 3.16, 17, 19
“um Espírito... um só Senhor... um só Deus e Pai” – Ef 4. 4, 5, 6
“eleição é de Deus... no Espírito Santo... e do Senhor” 1 Ts 1. 4, 5, 6
“amados do Senhor... ter Deus... do Espírito” – 2 Ts 2. 13
“amor de Deus... renovação do Espírito Santo... Jesus Cristo” – Tt 3. 4, 5, 6
“pelo Senhor... também Deus... do Espírito Santo” – Hb 2. 3, 4
“do Espírito... da palavra de Deus... Filho de Deus” Hb 6. 4, 5, 6
“de Cristo... pelo Espírito... a Deus” – Hb 9. 14
“Jesus Cristo... destra de Deus... o Espírito Santo” – Hb 10. 10, 12, 15
“Deus Pai... Espírito Santo... Jesus Cristo” – 1 Pe 1. 2
“com Deus... Jesus Cristo... pelo Espírito” – 1 Jo 3. 21, 23, 24
“seu Espírito... o Pai enviou seu Filho” – 1 Jo 4. 13, 14
“no Espírito Santo... amor de Deus... Senhor Jesus Cristo” – Jd 20, 21
“da parte de daquele que é... dos sete Espíritos...da parte de Jesus.” – Ap 1.4,5

Perceba com isso que a Bíblia dá plenamente razão, em mais de 50 textos, para se crer nas três pessoas da divindade – envolvidas na salvação, edificação e consolo dos servos de Deus.

Continua...

757 comentários:

  1. “essa doutrina é ENSINADA POR TODAS AS IGREJAS CRISTÃS FIEIS.”

    “pense nesse fato – há CENTENAS E CENTENAS DE ANOS, e por vários seguimentos divergentes, esse assunto não foi abandonado. “

    “As igrejas cristãs confessam crer nessa doutrina, MESMO COM GRANDE DIFICULDADE DE EXPLICAR ALGUNS PONTOS. “

    “Já que a tendência do ser humano é sempre simplificar, PASSOU SÉCULOS E ESSA DOUTRINA CONTINUA FIRME nas confissões de várias igrejas cristãs.”

    Desculpe, mas esses argumentos usados são muito fracos.

    Jesus Cristo falou sobre o joio que seria plantado junto com o trigo. (Mateus 13:24-30) Predizendo a apostasia entre as congregações. Quando aconteceria isso? Em Atos 20:29, 30 Paulo diz que seria “DEPOIS DE EU TER IDO EMBORA” . Mas Jesus disse: “Deixai ambos crescer juntos ATÉ A COLHEITA” (Mateus 13:29). Então por muitos séculos, as várias seitas da cristandade, primeiro as igrejas Católica Romana e Ortodoxa e, mais tarde, os Protestantes - que podemos chamar também de seita, pois são uma dissidência do catolicismo – dissiminaram as crenças da Trindade, Imortalidade da Alma, Inferno de fogo e por ai vai. Mas no fim dos tempos (Mateus 13:39) seria feito uma separação. No fim dos tempos ficaria muito claro quem era o Trigo e quem era o Joio.

    Jesus disse também que o caminho que conduz a vida era ESTREITO e POUCOS O ACHARIAM. (Mateus 7:13, 14) Pode-se dizer que os mais de 2 bilhões de pessoas que fazem parte da cristandade (dois quais cerca de 1 bilhão são católicos, e os demais se dividem entre protestantes e ortodoxos) que é o maior segmento religioso do mundo, se enquadra nessa descrição de “poucos que achariam o caminho”?

    Daniel 12:4 diz que no tempo do fim, o “VERDADEIRO CONHECIMENTO SE TORNARIA ABUNDANTE”.

    Interessante que, como grupo nos tempos modernos, as Testemunhas de Jeová começaram na parte final do século 19, perto do tempo do fim, do tempo da colheita. O que elas divulgavam era contrário as crenças das grandes religiões. Ficava muito claro a diferença entre esse pequeno grupo de Estudantes da bíblia e as muitas vertentes da cristandade.

    Então, você usar esse argumento, de que a Trindade é ensinada a “centenas de de anos”, por “todas as igrejas cristãs fiéis”, não vai convencer nenhum estudante sincero da Bíblia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, obrigado pelos comentários. Vou tentar ser bem objetivo em te responder:
      1. A parábola do “trigo e do joio” demonstra que dentro do Reino de Cristo – isto é a Igreja, haverá os que não são crentes genuínos >até o fim do mundo<. Isso começou tão logo a igreja nasceu. Jesus explicou a parábola dos versículos 36 a 43 sendo claro em demonstrar a aplicação da parábola. Não existe vestígio algum que a colheita seria uma separação denominacional – nem em 1914 nem em 1919. Aliás, há grandes erros em interpretações do Corpo Governante sobre muitas parábolas, e parece que você só está seguindo eles uma delas no caso em mira.
      2. Essa questão numérica mencionada por você não faz sentido algum. Quer dizer que por que bilhões de pessoas creem na trindade a torna falsa, pois Jesus disse que poucos são os que encontram no caminho estreito? Esses bilhões tb acreditam na Bíblia!!! Primeiro que a parábola acima, e diversas outras nos ensinam que nem todos são realmente convertidos. Segundo que a Bíblia fala de uma >grande multidão<. Terceiro que, dependendo do ponto de vista, uma “seita modalista” que é menor que a religião TJ pode muito bem fazer tal tipo de acusação a vocês que hoje possuem uns 7 milhões de seguidores.

      Excluir
    2. 3.Não irei considerar sua menção do surgimento dos Estudantes da Bíblia em 1870 - que aliás, eles existem ainda e você então deveria estar ligado a eles, se fosse o caso. A religião TJ hoje é mais produto de J.F. Rutherford. Bem diferente em muitos aspectos dos “Estudantes da Bíblia”.

      Excluir
    3. oi diego. se não sabes fique sabendo que diferentes facções surgiram entre as testemunhas de Jeová ao redor do mundo. os seguidores de Russell, Rutherford e companhia caminham na mesma direção. o surgimento das denominações evangélicas ao longo da história, não acarreta implicações salvíficas para nós que fundamentamos a salvação em Jesus, e não em placas de igrejas ou qualquer espécie de organização humana. em 1917 muitos estudantes da bíblia deixaram de apoiar a Sociedade Torre de Vigia e passaram a funcionar independentemente. Os quatro diretores — demitidos dos seus cargos por Rutherford — formaram um instituto para continuar o trabalho do pastor Russell, independentemente da Sociedade. Outros formaram empresas (sociedades) particulares. Alguns adeptos seguiram a liderança do seu ancião ou instrutor favorito. Ainda outros, cansados de sociedades e organizações, decidiram ficar independentes de todos os demais. Em 1930, cerca de 75% dos Estudantes da Bíblia originais tinham saído da Sociedade. nesse tempo, todos os escritos de Russell foram rejeitados e substituídos pelos de Rutherford, que contradiziam os de Russell. Até porque, em 1929, a nova Sociedade já tinha feito mais de cem mudanças doutrinais. em 1931, Rutherford decidiu fazer uma distinção entre os Estudantes da Bíblia independentes e os Estudantes da Bíblia leais a ele. então mudou o nome daqueles que lhe eram fiéis para Testemunhas de Jeová. nascia então, a organização como é chamada hoje. eis vários grupos que se separaram da Torre de Vigia: 1. Movimento Missionário da Casa do Leigo(Laymen's Home Missionary Movement); 2. Associação dos Estudantes da Bíblia da Epifania (Epiphany Bible Students Association); 3. Movimento Missionário da Casa Laodicense (Laodicean Home Missionary Movement); 4. Instituto Bíblico Pastoral (Pastoral Bible Institute); 5. Os vigias da manhã (Watchers of the Morning); 6. Associação dos Estudantes da Bíblia da Aurora (The Dawn Bible Students Association); 7. A Associação Cristã do Milênio; 8. Associação dos Estudantes da Bíblia Intransigentes (The Standfast Bible Students Association); 9. Instituto de Piramidologia (The Institute of Pyramidology) e muitas outras só pra exemplificar.

      Excluir
    4. Do que o Senhor está falando mesmo ? Galátas 5;19-21; " As Obras da Carne são ; Ciúme, Contenda , DIVISÕES, SEITAS . "

      Então vejamos ; " Assembleia de Deus , só no Brasil = 783, divisões !'

      Igreja Batista ; " 684 divisões !'

      Igreja Presbiteriana ; 283 divisões !

      ETC, ETC, ETC!

      Do que é que o Senhor está falando mesmo ?"

      Excluir
    5. Estou falando que a sociedade torre de vigia assim como todas as religiões teve seus cismas e divisões como afirmei acima.

      Excluir

  2. “Saiba o que realmente é a Doutrina da Trindade por meio dos Credos, Confissões e manuais doutrinários (Teologia Sistemática)”.

    Outro argumento muito fraco...

    Jesus disse que a PALAVRA DE DEUS É A VERDADE (João 17:17) Então a nossa crença deve-se basear única e exclusivamente na Bíblia.

    Se quer refutar qualquer ensino ou prática das Testemunhas de Jeová, faça o seguinte:

    Recorra somente a Bíblia.

    Explique com lógica.

    Explique de maneira que o seu argumento esteja em harmonia com a TODA a Palavra de Deus.

    Procure saber o sentido nos idiomas originais dos termos bíblicos que apoiam suas crenças.

    Analise mais a fundo o texto e contexto das passagens usadas (e não cite textos aleatórios e explicando de maneira superficial); não adiantar citar 50 passagens da Bíblia sem uma explicação clara, usando os pontos que citei acima.

    Se você conseguir fazer tudo isso, você conseguira convencer uma Testemunha de Jeová a acreditar na Trindade.

    Gálatas 1:8
    “No entanto, mesmo que um de nós ou um anjo do céu lhes declare como boas novas algo além das boas novas que lhes declaramos, que ele seja amaldiçoado.”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 4. Eu não disse que a Bíblia não seria usada, nem que irei apresentar estudos e exames aprofundados, apenas disse que o TJ precisa saber o que é essa doutrina a partir das explicações confessionais, não de ‘caricaturas’ produzidas por muitos críticos. Deixei isso claro na postagem: “Muito do que foi dito a você – nas publicações do Corpo Governante, e por você de casa em casa, não corresponde à realidade das interpretações da teologia cristã.”
      5. Essa é a primeira parte de um assunto extenso, como eu daria explicações exaustivas? Os 50 versículos, destaque – “50”, textos citados servem de jurisprudência para interpretações futuras. O ensino está presente nas fibras bíblicas. Creio que você não havia atentado para essa quantia!

      Excluir
  3. “Não ache que essa doutrina foi produzida pela igreja católica. Primeiro que há muitas questões históricas a serem sintonizadas nesse pensamento”

    Isso é verdade. De fato, a doutrina da trindade não foi produzida pela igreja católica; ela apenas adotou ela de fontes mais antigas. Vou citar alguns povos, que anteriores (e alguns posteriores) a origem do catolicismo que já criam em uma Tríade Divina:

    Egípcios, Sumérios, Hindus, Zoroastras, Gregos, Romanos, Nórdicos, Tupi-Guaranis, Astecas e Maias.

    Entre as “questões históricas”, podemos citar, de maneira resumida, o que os católicos fizeram foi apenas dar uma aparência “cristã” a trindade, para poder atrair gentios de um mundo dominado pela cultura Grego-Romana (assim como fizeram com o ensino da imortalidade da alma, Inferno de fogo, Mariolatria, entre outros)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 6.Sua acusação que a trindade foi tirada e adaptada do paganismo é uma acusação repetida por críticos do cristianismo em quase todas as áreas. Do nascimento virginal ao juízo final. Que os 27 livros do NT foram escolhidos pela ICAR, e assim prossegue.
      7.Por ultimo, sr Diego, estou apresentando tais postagens para os que já se desvincularam do domínio do Corpo Governante, e pelo que noto, esse não é o seu caso. Esse passo é importante, pois muita coisa está atrelada à sua crença que tal grupo de homens é o “Escravo Fiel e Discreto”. Sendo essa mais uma das falhas interpretações das parábolas feita por esse grupo.

      Excluir
    2. Luciano, nota-se claramente a influencia da filosofia pagã na formulação do dogma da Trindade nos termos que são usados pelos trinitários para explica-lo: “Substância”, “Consubstanciação”, “Essência” “Natureza”, “co-igualdade” e o meu preferido: “SUBORDINAÇÃO FUNCIONAL”; termos esses totalmente estranhos a Bíblia e que estão mais ligados a filosofia grega.

      A origem pagã da doutrina da trindade é muito clara; Se você é um estudioso dessa doutrina com certeza sabe que fontes históricas confiáveis confirmam isso.

      A trindade desenvolveu-se gradualmente ao longo de vários séculos (posteriores ao fim dos escritos sagrados) e através de muitas controvérsias. O conceito de um Deus trino no Cristianismo surgiu por meio dos cristãos gentios, influenciados pelo politeísmo da cultura greco-romana que refutava a existência de um único Ser Supremo. Ou seja, enquanto o povo de Israel foi fundado com bases no monoteísmo, todas as demais nações sempre creram em várias divindades. Este conceito pagão adentrou logo cedo no Cristianismo, para tentar conciliar dois pensamentos totalmente opostos:

      1- a concepção judaica (monoteísta)
      2- o pensamento greco-romano (politeísta)

      Nessa mistura, surgiu a “cristã” Doutrina da Trindade:

      “Deus é um (monoteísmo), porém, por um mistério, são três pessoas (politeísmo)”.

      Excluir
  4. Ireneu, em sua obra "Contra as Heresias", disse,

    "“Porque, se ele [o Logos] não recebeu do homem a substância da carne, ele nunca se fez homem nem o Filho do homem; e se Ele não foi feito o que nós éramos, Ele não fez grande coisa naquilo que sofreu e suportou. Mas todos saberão que somos [compostos de] um corpo tirado da terra, e uma alma recebendo espírito de Deus. Isto, portanto, a Palavra de Deus foi feita, recapitulando em Si mesmo o trabalho da sua própria obra."

    O Logos, a Palavra de Deus," recapitulou em si mesmo o trabalho de sua própria obra" quando se revestiu de um corpo e personalidade humanas sem pecado e, preservando sua natureza intrínseca que é a própria natureza de Deus.

    E, não poderia ser de outra maneira, porque, a Palavra de Deus não pode deixar de ser Deus, como explicitamente está escrito em João 1:1. " No princípio [na eternidade] era [existia] a Palavra, e a Palavra estava com [voltada para] Deus, e a Palavra era Deus.

    O Corpo Governante, ensina que, Jesus pré-existia como a palavra divina. [um deus] e que havia sido a primeira criação de Jeová e, ainda que tivesse uma natureza espiritual, esta natureza não era a mesma que Jeová possuía, porque, se eles admitirem isto, terão de concordar que a Palavra [o Verbo] era Deus, porque, à natureza de Deus nada pode ser acrescentado.

    Por qual o motivo, Jesus, é chamado de [um deus] em João 1:1, antes de que houvesse a criação?

    As Testemunhas de Jeová, terão muita dificuldade [ou melhor] não irão encontrar uma resposta adequada porque, não poderão recorrer àquela analogia [em que os juízes de Israel são chamados de deuses] porque não havia ainda em, João 1:1, nada que pudesse estar relacionado ou justificar a expressão [um deus] usada pela Watchtower.

    A verdade é que, João 1:1, fala da eternidade em que a Palavra existia em divina comunhão com o Pai.

    Ele, Cristo, além de ser a Palavra, também é o resplendor da glória do Pai [Hebreus 1:3] o que prova a eternidade do Filho, porque não existe [um tempo] em que a glória do Pai estivesse sem resplandecer [no Filho] por causa da identidade de natureza. A glória do Pai não resplandece [através] do Filho, mas [no Filho] já que a natureza de ambos é a mesma, por isso que [a Palavra] é o eterno Filho.

    Se o Filho tivesse sido criado e, ainda, com outra natureza [substância] já não seria Filho, porque exatamente o que o define como Filho é o testemunho da revelação de que ele é o Filho e, também, possuir a mesma natureza do Pai, o que determina a eternidade e a personalidade do Filho.

    O Messias é o Filho, antes de seu nascimento, não por causa de sua sujeição [que seria a heresia do Adocionismo] mas por causa do compartilhamento da mesma essência do Pai.

    As Testemunhas dizem que Jesus não pode ser Deus por causa de sua sujeição ao Pai

    Mas o que define a Divindade de Cristo é a sua natureza, a mesma do Pai, na eternidade e, não a sua sujeição.

    A subordinação do Filho ao Pai é a consubstânciação da vontade do Pai na pessoa do Filho, ou seja, [tudo aquilo que o Pai faz o Filho faz igualmente].

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, sobre o seu argumento referente a João 1:1:

      A Palavra era “Deus” ou “um deus”?

      “OS TRADUTORES da Bíblia precisam pensar nessa pergunta quando traduzem o primeiro versículo do Evangelho de João. Na Tradução do Novo Mundo, esse versículo é vertido assim: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com o Deus, e a Palavra era um deus.” (João 1:1) Outras traduções vertem a última parte desse versículo de um modo que transmite a idéia de que a Palavra era “divina”, ou algo similar. (A New Translation of the Bible, de James Moffatt; The New EnglishBible) No entanto, muitas traduções vertem essa parte de João 1:1 da seguinte forma: “E a Palavra era Deus.” — Bíblia Sagrada — Nova Versão Internacional;Bíblia Pastoral.

      A gramática grega e o contexto indicam fortemente que o modo como a Traduçãodo Novo Mundo verte esse versículo é correto e que “a Palavra” não deve ser associada com o “Deus” mencionado antes nesse versículo. Mas o fato de que a língua grega do primeiro século não tinha artigo indefinido (“um”) levanta dúvidas na mente de alguns. É por esse motivo que uma tradução da Bíblia numa língua falada nos primeiros séculos de nossa Era Comum é muito interessante.

      Essa língua é o dialeto saídico do copta. O idioma copta era falado no Egito nos séculos que vieram logo após o ministério de Jesus, e o dialeto saídico era uma forma literária inicial desse idioma. Com respeito às primeiras traduções cópticas da Bíblia, o The Anchor Bible Dictionary (Dicionário Bíblico Anchor) diz: “Visto que a [Septuaginta] e as [Escrituras Gregas Cristãs] foram traduzidas para o copta durante o terceiro século EC, a versão cóptica teve como base os [manuscritos gregos], que são bem mais antigos que a grande maioria dos manuscritos existentes.”

      O texto copta saídico é especialmente interessante por dois motivos. Primeiro, conforme indicado acima, ele reflete o modo como se entendia os ensinamentos bíblicos antes do quarto século, época em que a Trindade se tornou uma doutrina oficial. Segundo, a gramática cóptica é parecida com as gramáticas inglesa e portuguesa em um aspecto importante. As primeiras traduções das Escrituras Gregas Cristãs foram para os idiomas siríaco, latim e copta. O siríaco e o latim, assim como o grego daqueles dias, não têm artigo indefinido, mas o copta tem. Além disso, o erudito Thomas O. Lambdin, em sua obra Introduction to SahidicCoptic (Introdução ao Copta Saídico) diz: “O uso dos artigos cópticos, tanto o definido como o indefinido, é bem parecido ao uso dos artigos em inglês.”

      Assim, a tradução cóptica fornece uma evidência interessante de como João 1:1 era entendido naquela época. Que evidência é essa? A tradução copta saídica usa um artigo indefinido junto com a palavra “deus” na última parte de João 1:1. Portanto, quando vertido para o português moderno, esse texto fica assim: “E a Palavra era um deus.” Pelo visto, aqueles tradutores antigos perceberam que as palavras de João registradas em João 1:1 não significavam que Jesus devia ser associado com o Deus Todo-Poderoso. A Palavra era um deus, não o Deus Todo-Poderoso.”

      Excluir
    2. Com base em 1 Timóteo 2:5, 6 vemos que o resgate invalida a doutrina da trindade.

      Deus enviou Jesus para morrer por nossos pecados. (João 3:16) Todos nós somos pecadores, ou seja, imperfeitos e com a tendência de pecar. É por isso que ficamos doentes e morremos. Em contraste, o primeiro homem, Adão, era perfeito. Ele não tinha pecado e nunca ficaria doente nem morreria. Mas ele perdeu a perfeição quando desobedeceu a Deus. Nós herdamos de Adão o pecado e sua consequência, a morte. — Leia Romanos 5:12; 6:23.

      Jesus era perfeito; ele não tinha pecado. Por isso, foi pelos nossos pecados que ele morreu. A morte de Jesus torna possível que nós tenhamos vida eterna e sejamos abençoados por Deus. — Leia 1 Pedro 3:18.

      Além do mais a própria Lei dado por Deus por meio de Moisés nos ajuda a entender mais plenamente isso. A Lei dizia:
      “Se alguns homens pelejarem, e um ferir uma mulher grávida, e for causa de que aborte, porém não havendo outro dano, certamente será multado, conforme o que lhe impuser o marido da mulher, e julgarem os juízes.
      Mas se houver morte, então darás vida por vida,
      Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé,
      Queimadura por queimadura, ferida por ferida, golpe por golpe.”
      Êxodo 21:22-25

      A Justiça de Deus era tão perfeita que a pessoa deveria pagar com sua própria vida caso uma mulher gravida perdesse seu bebê. Isso era correspondente, isto é, uma vida pela outra.

      Mas dentro do plano de salvação será que Deus poderia vir a terra e morrer em nosso favor?
      De acordo com os próprios princípios que ele mesmo criou a resposta é NÃO!
      Veja que perante a Lei era vida por vida. Adão era um HUMANO perfeito. Porém se Deus viesse a terra não seria correspondente seu sacrifício, seria injusto isso, pois Deus seria superior a Adão. Então Jesus era 100% Deus aqui na terra?
      NÃO! As pessoas não esperavam que Deus viesse a terra, e sim um Profeta maior que Moisés, o predito Messias!
      Assim a balança divina ficaria equilibrada e o plano de salvação faria sentido, afinal de contas Jesus Cristo era um humano perfeito como Adão também era.

      Então o sacrifício de Jesus foi correspondente porque conforme vimos era VIDA PERFEITA DE UM HUMANO POR VIDA PERFEITA DE OUTRO HUMANO.

      Não é a toa que bíblia chama Jesus de último Adão: ”Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.” - 1 Coríntios 15:45

      Assim Jesus ao cumprir o Plano de Salvação assume o papel de nosso primeiro pai Adão. Jesus por meio de seu sacrifício comprou toda a humanidade e por meio dele poderemos ter a vida eterna. Se nosso primeiro pai Adão não tivesse pecado ele seria o nosso “Pai Eterno”, porém ele pecou. Por meio do Resgate Jesus agora é nosso “Pai eterno”, pois ele nos dará a vida eterna no futuro paraíso aqui na terra. (Isaías 9:6, Salmos 37:11)

      Não foi Deus que veio a terra morrer por nós, antes foi o seu filho, o prometido Messias, um ser humano perfeito como Adão, que viveu, provou sua lealdade e equilibrou a balança divina.

      Excluir
    3. Paulo, mais um erro no seu argumento: Dizer que por Jesus ter a mesma natureza de Jeová o torna co-igual a Ele.

      O apóstolo Pedro fala aos seus concristãos, os irmãos espirituais de Jesus Cristo, sobre “as promessas preciosas e mui grandiosas, para que, por intermédio delas, vos tornásseis PARCEIROS NA NATUREZA DIVINA [do grego fý·se·os]”. (2 Pedro 1:4) Pedro mostrou na sua primeira carta que isto significa PARTICIPAR COM CRISTO NA SUA GLÓRIA QUAIS PESSOAS ESPIRITUAIS (Veja 1 Pedro 1:3, 4).

      É obvio que os irmãos espirituais de Jesus Cristo compartilharem da natureza divina não os tornam co-iguais a Deus, certo?

      Muitos trinitários usam as palavras de Colossensses 2:9 para tentar provar que Cristo por possuir Divindade ou Natureza Divina o torna co-igual ao Deus Todo-Poderoso.

      Em Colossensses 2:9 lemos:
      “PORQUE É NELE QUE TODA A PLENITUDE DA QUALIDADE DIVINA MORA CORPORALMENTE.”

      A consideração do contexto de Colossenses 2:9 mostra claramente que possuir Cristo “divindade” ou “natureza divina” não o torna igual ao Deus Todo-poderoso.

      No capítulo anterior, Paulo diz: “DEUS ACHOU BOM QUE MORASSE NELE TODA A PLENITUDE.” (Colossenses 1:19) Portanto, toda a plenitude mora em Cristo porque isso “FOI DO AGRADO DO PAI” (Al, So), porque foi “PELA PRÓPRIA ESCOLHA DE DEUS”. (NE) Portanto, a plenitude da “divindade” que mora em Cristo é dele em resultado DUMA DECISÃO DO PAI. Mostrando adicionalmente que ter Cristo tal “plenitude” não o torna co-igual ao Deus Todo-Poderoso há o fato de Paulo, mais tarde, falar de Cristo como estar “sentado à direita de Deus”. (Veja Colossenses 3:1).

      Excluir
  5. Comentários excelentes Diego . É uma pena que o Sr. Luciano e o Sr. Paulo Cadi , continuarão a acreditar no ensino pagão da Trindade. ( João 8;32 ; 1 Timoteo 2;3,4 ) .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena que vc continuará acreditando no Corpo Governante 'pagão'.

      Excluir
  6. Diego, disse,

    Paulo, mais um erro no seu argumento: Dizer que por Jesus ter a mesma natureza de Jeová o torna co-igual a Ele.

    O apóstolo Pedro fala aos seus concristãos, os irmãos espirituais de Jesus Cristo, sobre “as promessas preciosas e mui grandiosas, para que, por intermédio delas, vos tornásseis PARCEIROS NA NATUREZA DIVINA [do grego fý·se·os]”. (2 Pedro 1:4) Pedro mostrou na sua primeira carta que isto significa PARTICIPAR COM CRISTO NA SUA GLÓRIA QUAIS PESSOAS ESPIRITUAIS (Veja 1 Pedro 1:3, 4).

    É obvio que os irmãos espirituais de Jesus Cristo compartilharem da natureza divina não os tornam co-iguais a Deus, certo?

    Muitos trinitários usam as palavras de Colossensses 2:9 para tentar provar que Cristo por possuir Divindade ou Natureza Divina o torna co-igual ao Deus Todo-Poderoso.

    Em Colossensses 2:9 lemos:
    “PORQUE É NELE QUE TODA A PLENITUDE DA QUALIDADE DIVINA MORA CORPORALMENTE.”

    A consideração do contexto de Colossenses 2:9 mostra claramente que possuir Cristo “divindade” ou “natureza divina” não o torna igual ao Deus Todo-poderoso.

    No capítulo anterior, Paulo diz: “DEUS ACHOU BOM QUE MORASSE NELE TODA A PLENITUDE.” (Colossenses 1:19) Portanto, toda a plenitude mora em Cristo porque isso “FOI DO AGRADO DO PAI” (Al, So), porque foi “PELA PRÓPRIA ESCOLHA DE DEUS”. (NE) Portanto, a plenitude da “divindade” que mora em Cristo é dele em resultado DUMA DECISÃO DO PAI. Mostrando adicionalmente que ter Cristo tal “plenitude” não o torna co-igual ao Deus Todo-Poderoso há o fato de Paulo, mais tarde, falar de Cristo como estar “sentado à direita de Deus”. (Veja Colossenses 3:1).



    Ressposta: Não existe nenhum erro na minha afirmação porque os crentes são "participantes" do grego "κοινωνός-comunhão", ou, seja, através do Espírito Santo que habita neles eles têm produzido pelo Espírito exclusivamente para eles comunhão com Deus e por isso participantes da natureza divina pela regeneração que os introduz à comunhão com a natureza de Deus.

    É isto o que a passagem de 2Pedro 1:4 que você citou diz.

    A passagem não está afirmando que os crentes são transformados NA natureza divina mas que a natureza divina habitando nos crentes pelo Espírito Santo os tornam participantes no sentido de ter comunhão, companheirismo com o Pai e o Filho.


    Agora em João 1:1 afirma que o Verbo-Palavra era Deus e isto nas melhores traduções. O fato de não haver o artigo definido antes da terceira cláusula "e o Verbo era Deus" em nada muda o fato de o Verbo ser Deus porque em João 1:1 é mencionado somente um Deus e não dois Deuses quer dizer,

    a segunda cláusula "e o Verbo estava com Deus, e a terceira cláusula "é o Verbo era Deus, estão se referindo ao mesmo Deus. A terceira cláusula não está introduzindo um segundo "um deus", mas reforçando a doutrina monoteísta ao identificar a Palavra de Deus como Deus mesmo.

    Em Apocalipse 19:12 Jesus é chamado de,

    "12 Seus olhos são como chamas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas e um nome que só ele conhece, e ninguém mais. 13 Está vestido com um manto tingido de sangue, e o seu nome é PALAVRA DE DEUS."

    O mesmo "logos" de João 1:1 e não tem outro.

    A falta do artigo grego definido "ho" antes da palavra Deus no final da terceira cláusula no máximo torna a palavra Deus que é um substantivo em um adjetivo, ou seja, "e a Palavra era Divina."

    ResponderExcluir
  7. Como somente Deus é possui natureza divina por excelência dá tudo na mesma. A Palavra continua sendo Deus.

    Se João quisesse dizer que a Palavra era "divina" teria usado o termo grego "theios."

    Em Lucas 20:38 a palavra Deus não é precedida do artigo definido "hó",


    38 Ele não é Deus de mortos, mas de vivos, pois para ele todos vivem”.

    θεὸς δὲ οuκ eστιν νεκρoν aλλὰ ζώντων πάντες γὰρ αwτo ζwσιν.
    Deus pois não é de mortos mas dos viventes todos pois para ele vivem.

    Aqui nesse exemplo acima não existe o artigo grego "ó" antes da palavra θεὸς no início da frase e no entanto se traduz corretamente como Deus é não "um Deus" porque falta o artigo.

    EEm Hebreus 1:8 o texto grego diz,

    Ó θρόνος σου Ó⬅aqui o artigo definido antes da palavra Deus➡θεὸς εiς τὸν αowνα
    τοu αiwνος. é pelos séculos dos séculos.

    Em português é aquela passagem que diz: "O teu trono ó Deus (referindo-se à Cristo) é pelos séculos dos séculos.

    O artigo definido encontra-se antes da palavra Deus o que em português seria" o Deus" em grego "Ó θεὸς."

    Agora o Corpo Governante deliberadamente ignorando o artigo definido antes da palavra Deus aqui em Hebreus 1:8 traduz assim em sua Bíblia "de experimentos"
    Vulgarmente conhecida como Tradução Novo Mundo,

    8 Mas a respeito do Filho ele diz: “Deus é o seu trono para todo o sempre, e o cetro do seu Reino é o cetro da retidão."

    Sabendo da existência do artigo definido antes da palavra Deus no texto grego e que eles seriam obrigados a traduzir Deus referindo-se à Jesus com "D" maiúsculo ungidos inverteram a tradução normal onde diz "o teu trono ó Deus" para "Deus é o teu trono" ou seja Deus é o trono de Jesus!! Dispensa comentários!





    Ter de recorrer aos textos coptas mostra que a doutrina é falsa já que a doutrina verdadeira pode ser demonstrada com qualquer boa tradução da Bíblia sem mesmo ter de recorrer ao hebraico ou ao grego.

    A natureza da Palavra-do Logos é divina e à essência de Deus nada pode ser tirado ou acrescentado.

    O próprio Deus disse que não divide sob qualquer circunstância a sua "glória com ninguém" e a glória de Deus e a natureza de Deus são uma e a mesma coisa. Isto é uma verdade axiomática, inegociável nas Escrituras.

    Então procure outro argumento pois esse que você usou não é válido.


    Você disse,


    Em Colossensses 2:9 lemos:
    “PORQUE É NELE QUE TODA A PLENITUDE DA QUALIDADE DIVINA MORA CORPORALMENTE.”

    A consideração do contexto de Colossenses 2:9 mostra claramente que possuir Cristo “divindade” ou “natureza divina” não o torna igual ao Deus Todo-poderoso.

    No capítulo anterior, Paulo diz: “DEUS ACHOU BOM QUE MORASSE NELE TODA A PLENITUDE.” (Colossenses 1:19) Portanto, toda a plenitude mora em Cristo porque isso “FOI DO AGRADO DO PAI” (Al, So), porque foi “PELA PRÓPRIA ESCOLHA DE DEUS”. (NE) Portanto, a plenitude da “divindade” que mora em Cristo é dele em resultado DUMA DECISÃO DO PAI. Mostrando adicionalmente que ter Cristo tal “plenitude” não o torna co-igual ao Deus Todo-Poderoso há o fato de Paulo, mais tarde, falar de Cristo como estar “sentado à direita de Deus”. (Veja Colossenses 3:1).


    Resposta: Então você concorda que foi do agrado do Pai Colossensez 1:19 que em Cristo habitasse toda a plenitude da Divindade. Colossenses 2:9.


    O fato de ser agrado do Pai que "toda a plenitude da divindade habitasse no HOMEM Jesus não muda nada.

    O Logos já era divino e portanto não precisaria de que nele habitasse sua própria natureza.

    ResponderExcluir
  8. Colossenses 1 desde o versículo 15

    " Ele é a imagem
    do Deus invisível,
    o primogênito
    de toda a criação,
    16 pois nele foram criadas
    todas as coisas
    nos céus e na terra,
    as visíveis e as invisíveis,
    sejam tronos ou soberanias,
    poderes ou autoridades;
    todas as coisas foram criadas por ele e para ele.
    17 Ele é antes de todas as coisas,
    e nele tudo subsiste.
    18 Ele é a cabeça do corpo,
    que é a igreja;
    é o princípio e o primogênito
    dentre os mortos,
    para que em tudo tenha a supremacia.
    19 Pois foi do agrado de Deus
    que nele habitasse toda a plenitude.

    Note ali no versículo 18 que foi do agrado do Pai que a natureza humana de Cristo trouxesse consigo pela ressurreição toda a plenitude da Divindade trazida pelo Logos em sua encarnação. Foi do agrado do a Pai que em Cristo sua humanidade fosse impregnada pela Divindade do Filho ou Logos. O corpo do Senhor é o templo do Logos.

    As Testemunhas como todas as seitas tem problemas graves com a cristologia cristã e a doutrina da encarnação do Logos por isso se confundem ao ler os textos do Novo Testamento.

    Que o Logos trouxesse sem perder e definitivamente consigo a Divindade revestida da humanidade que ele voluntariamente assumiu em sua encarnação ➡Filipenses 2:4-6.

    Eu não sei o que você quer citando essa passagem já que as Testemunhas não creem que Cristo ressuscitou mas que Jeová deu um sumiço no corpo dele.

    Aliás eu gostaria de saber: Se Cristo era uma "criatura espiritual" como é que ele se tornou humano?

    Onde é que foi parar o seu ser espiritual quando ele nasceu?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo diz: EU NÃO SEI O QUE VOCÊ QUER CITANDO ESSA PASSAGEM JÁ QUE AS TESTEMUNHAS NÃO CREEM QUE CRISTO RESSUSCITOU MAS QUE JEOVÁ DEU UM SUMIÇO NO CORPO DELE.

      Resposta:
      1 Pedro 3:18 (Biblia na Linguagem de Hoje):
      Pois o próprio Cristo sofreu uma vez por todas pelos pecados, um homem bom em favor dos maus, para levar vocês a Deus. ELE MORREU NO CORPO, MAS FOI RESSUSCITADO NO ESPÍRITO,

      ---------


      Paulo diz: ALIÁS EU GOSTARIA DE SABER: SE CRISTO ERA UMA "CRIATURA ESPIRITUAL" COMO É QUE ELE SE TORNOU HUMANO? ONDE É QUE FOI PARAR O SEU SER ESPIRITUAL QUANDO ELE NASCEU?!
      Resposta:
      Filipenses 2:5-11 (Biblia na Linguagem de Hoje):
      5 Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar que Cristo Jesus tinha:
      6 Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus.
      7 Pelo contrário, ELE ABRIU MÃO DE TUDO O QUE ERA SEU E TOMOU A NATUREZA DE SERVO, TORNANDO-SE ASSIM IGUAL AOS SERES HUMANOS. E, vivendo a vida comum de um ser humano,
      8 ele foi humilde e obedeceu a Deus até a morte – morte de cruz.
      9 Por isso Deus deu a Jesus a mais alta honra e pôs nele o nome que é o mais importante de todos os nomes,
      10 para que, em homenagem ao nome de Jesus, todas as criaturas no céu, na terra e no mundo dos mortos, caiam de joelhos
      11 e declarem abertamente que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus, o Pai.

      Excluir
    2. Quer dizer que o logos-espirito se transubstânciou-transformou em carne no ventre de Maria?

      É isto que você está dizendo?

      Excluir
    3. Paulo, é isso mesmo que a Bíblia ensina; enquanto na Terra, Jesus era 100% homem. Ele não era uma encarnação de Deus, que manteve todos os seus atributos divinos enquanto homem. (ou como os trinitaristas gostam de dizer – 100% homem e 100% Deus ao mesmo tempo)

      É interessante notar que, antes do nascimento de Jesus na terra, anjos tinham aparecido neste planeta em forma humana, pelo que parece MATERIALIZANDO CORPOS apropriados para a ocasião, daí desmaterializando-os depois de terem concluído tais tarefas. (Gên 19:1-3; Jz 6:20-22; 13:15-20) CONTINUARAM ASSIM A SER CRIATURAS ESPIRITUAIS, APENAS UTILIZANDO TEMPORARIAMENTE UM CORPO FÍSICO.

      Isto, porém, NÃO SE DEU COM A VINDA DO FILHO DE DEUS À TERRA PARA SE TORNAR O HOMEM JESUS.

      João 1:14: diz que “A PALAVRA SE TORNOU CARNE E RESIDIU ENTRE NÓS”. Por este motivo, ele podia chamar-se de “O FILHO DO HOMEM”. (João 1:51; 3:14, 15)

      Alguns chamam a atenção para a expressão “residiu [literalmente: “habitou em tenda”] entre nós”, e afirmam que isto mostra que Jesus não era humano genuíno, mas sim uma encarnação. No entanto, o apóstolo Pedro usa UMA EXPRESSÃO SIMILAR A RESPEITO DE SI MESMO, e Pedro, obviamente, não era uma encarnação, concorda? (Veja 2 Pedro 1:13, 14)

      Analise o meu comentário anterior referente ao RESGATE e a necessidade de o Messias ser 100% HUMANO, para que dessa forma equilibrasse a balança da Justiça de Deus. Talvez isso o ajude a entender melhor.

      Abraço.

      Excluir
  9. O Sr. Paulo Cadi , precisa aprender muito com as Testemunhas de Jeová ! Que tal uma aula ??

    Em Isaías 9;6 nos diz que Jesus é referido com o título de Deus!!Ele é referido profeticamente como Deus Poderoso" ('El Gib - bóhr). Mas somente Jeová é chamado de Deus Todo - Poderoso.( 'El- Shad-daí; Gênesis 17;1)

    Sr. Paulo Cadi , onde na Bíblia o título El - Shadai é aplicado a pessoa de Jesus ???

    ResponderExcluir
  10. O que significa ' DEUS?"

    Quando alguém é mencionado na Bíblia como " Deus" não prova , em si mesmo,que tal pessoa é o Deus Todo - Poderoso ( el-shadaí). O Termo Deus (elohim) foi aplicado a Moisés , a anjos e juízes humanos. ( Êxodo 4;16 ; Êxodo 7;1; Salmo 8;5; Salmo 82;1-6; João 10;34,36 ; ALA)Moisés e Juízes humanos receberam poder ou autoridade conferidos por Deus e agiram como seus representantes . Os anjos , além de serem representantes de Deus, também possuem natureza divina. (Salmo 8;5).Por tais motivos foram mencionados como " Deus ou " deuses".E quando tal termo foi aplicado a Jesus , sempre se esclareceu o sentido em que ele é referido como Deus. "

    ResponderExcluir
  11. Vejamos João 1;18; aqui Cristo é referido como " Deus Unigênito "(ALA, VB), literalmente o Único Deus Gerado , o que indica que mesmo na sua Divindade ele teve príncipio.Isaías 9;6 refere-se a Jesus como " Deus forte" (ALA), ou " Deus Poderoso" (NM), ao passo que somente Jeová é descrito como " Deus Todo - Poderoso" .( Gênesis 17;1;). Em João 1;1; Jesus é aludido como Deus" (ALS) sem o artigo definido, em contraste com aquele com quem ele estava no príncipio , que é descrito como o " Deus. "Desta forma, tal uso do termo Deus (elohim, theos) descreve a sua natureza e não identifica sua pessoa com o Deus Todo - Poderoso . Jesus é mencionado como Deus na Bíblia por ter Natureza divina e por ser representante do Deus Todo - Poderoso. "

    Portanto, Sr. Paulo Cadi, onde na Bíblia o termo 'El - Shadaí é aplicada a pessoa de Jesus??

    ResponderExcluir
  12. Um termo totalmente " falacioso" usado por trinitários é ; "Deus - Filho. "

    `Perguntamos ; " Onde existe este termo na Bíblia ???

    O que a Bíblia diz? O Anjo Gabriel anunciou a identidade de Jesus Cristo a então virgem Judia Maria ; " Ele será grande e será chamado Filho do Altissímo". ( Lucas 1;32)

    Quem é o Altissímo? A Bíblia responde ; "Para que saibam que tu, a quem só pertence o nome de Jeová, és o " ALTÍSSIMO " sobre toda a terra. - Salmo 83;18 (Versão Almeida Revista e Corrigida).

    Portanto, Jesus foi identificado por Gabriel como sendo Filho de Jeová. "

    ResponderExcluir
  13. Portanto, não temos nenhuma alusão a Jesus ser Deus coigual ao Pai, ou ser Deus - Filho.

    A maior prova de Jesus não é o deus Todo - Poderoso Jeová , é atestada por seu Próprio Pai; por ocasião do Batismo , seu Deus e Pai , Jeová disse; "Este é " MEU FILHO", o amado, a quem eu aprovo. " - Mateus 3;17;

    O Pai não disse; "Esta é a segunda parte de Deus, sendo eu a primeira parte."

    ResponderExcluir
  14. Para os díscipulos de Jesus , Jesus era O Deus Todo - Poderoso , ou o filho de Deus ?

    " E eu vi isso e dei testemunho de que este " É O FILHO DE DEUS. - João 1;34; - João Batista.

    " Rabi, o Senhor " É O FILHO DE DEUS". -João 1;49; - Natanael.

    " O Senho é o Cristo, " O FILHO DE DEUS. " - João 11;27; - Marta .

    " O Senhor é o Cristo , " O FILHO DO DEUS VIVENTE. " - Mateus 16;16 ; - Apóstolo Pedro.

    " E imediatamente nas sinagogas , começou a pregar sobre Jesus , que ele " É O FILHO DE DEUS. - Atos 9;20; - Apóstolo Paulo.

    Depois que Cristo foi para o céu , ele continuou sendo o filho de Deus ? A Bíblia atesta que sim; "Quem reconhece que Jesus " É O FILHO DE DEUS", com ele Deus permanece em União, e ele em União com Deus. " - 1 João 4;15;

    " Quem pode vencer o mundo ?Não é aquele que tem fé em que Jesus " É O FILHO DE DEUS?". -1 João 5;5;

    O Próprio Cristo confirma a sua identidade no céu;

    "Ao Anjo da congregação em Tiatira escreva; " Estas coisas diz ; " O FILHO DE DEUS. " - Apocalipse 2;18;

    Portanto, Jesus não é o Deus Todo - Poderosos , Jeová , mas sim , o filho dele."

    ResponderExcluir
  15. José Roberto, disse,

    "O Sr. Paulo Cadi , precisa aprender muito com as Testemunhas de Jeová ! Que tal uma aula ??

    Em Isaías 9;6 nos diz que Jesus é referido com o título de Deus!!Ele é referido profeticamente como Deus Poderoso" ('El Gib - bóhr). Mas somente Jeová é chamado de Deus Todo - Poderoso.( 'El- Shad-daí; Gênesis 17;1)

    Sr. Paulo Cadi , onde na Bíblia o título El - Shadai é aplicado a pessoa de Jesus ???"


    Resposta: O título El Shady não pode ter sido aplicado para Jesus porque nesse tempo o homem Jesus o Nazareno ainda não havia nascido.

    Mas em João 1:1 diz - No princípio era o logos e o logos estava com Deus e o logos era Deus.

    É claro que o logos sendo Deus tenha este titulo honorífico de El Shaday aplicado à ele.

    Agora o Senhor Jesus, o segundo Adão, que é a personalidade humana que o logos assumiu é a carne no qual o El Shaday se expressou, o templo vivo de Deus, pois ele mesmo disse aos Fariseus : "Destruam este templo e em três dias eu o levantarei." João 2:19.

    Jesus estava se identificando como o templo de El Shaday por isso que a carne que nasceu de uma mulher não era o El Shaday mas Ele, o logos, era o El Shaday.

    Maria era Mãe do Filho de Deus segundo a carne, cristótokos, e não a mãe de Deus segundo o Espírito, teótokos. Maria não gerou no logos mas o homem Jesus.

    O logos através do qual todas as coisas foram criadas Ele mesmo criou uma natureza humana pura e santa onde Ele pudesse habitar entre os homens, velado. A carne do Senhor Jesus ocultava o logos do mundo. A mente do logos operava juntamente com a mente do homem Jesus que era o segundo Adão. Não se tratava de dois Jesuses mas de um ser divino pré-existente que fez algo extraordinário assumindo uma natureza humana impecável e através dessa natureza humana exteriorizava ao mundo os atributos de Deus.

    Agora, Jesus, em João 17:pede a Deus, o Pai que o glorifique com a glória que tinha com Ele antes da fundação do mundo.

    Mas o homem de carne, Jesus, nunca havia estado no céu! A carne dele não desceu do céu mas foi gerada no ventre da mulher.

    Como poderia o Senhor fazer tal pedido? Porque era o logos se expressando através daquela carne ou daquela personalidade humana.

    O Senhor Jesus não era uma marionette mas o logos estava se expressando na sua personalidade humana.

    Era através da personalidade humana do Senhor que o logos se declarava ao mundo. O Senhor Jesus que era a natureza humana do logos por causa da encarnação do Verbo-logos era o mesmo El Shaday mas na esfera de Filho por causa da encarnação do logos.

    O logos eterno manifestou a sua filiação pela sua encarnação quando se revestiu de um corpo de carne, entao Jesus quanto à filiação é El Shaday e o Filho tendo como direito de herança "tudo o que o Pai tem é meu."

    Não é o logos que é o herdeiro mas o homem Jesus, a natureza humana do logos, no qual antes dos tempos eternos estava todo o plano de redenção. O logos traz a herança para os eleitos através da Sua encarnação na qual se identifica com a raça humana decaída.

    ResponderExcluir
  16. "José roberto de araujo araujo18 de abril de 2018 08:49
    O que significa ' DEUS?"

    Quando alguém é mencionado na Bíblia como " Deus" não prova , em si mesmo,que tal pessoa é o Deus Todo - Poderoso ( el-shadaí). O Termo Deus (elohim) foi aplicado a Moisés , a anjos e juízes humanos. ( Êxodo 4;16 ; Êxodo 7;1; Salmo 8;5; Salmo 82;1-6; João 10;34,36 ; ALA)Moisés e Juízes humanos receberam poder ou autoridade conferidos por Deus e agiram como seus representantes . Os anjos , além de serem representantes de Deus, também possuem natureza divina. (Salmo 8;5).Por tais motivos foram mencionados como " Deus ou " deuses".E quando tal termo foi aplicado a Jesus , sempre se esclareceu o sentido em que ele é referido como Deus. "


    Resposta: Não tem sentido o que você disse porque o logos é chamado de Deus antes de existir a criação.

    " No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. "

    Aqui somente pode haver um Deus e não dois Deuses um maior e o outro menor.

    O texto preserva o monoteísmo.

    Se traduzirmos, "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era um deus", estaremos introduzindo um elemento estranho ao texto que por sua vez menciona somente um único Deus. O texto diz que o Verbo estava com Deus "no princípio" não da criação, mas no princípio onde somente Deus existia. Então o Verbo, Palavra ou o Logos é eterno.

    O seu exemplo não serve se compararmos com João 1:1 porque não havia nenhum motivo para o logos-espirito ser chamado de Deus quando nada existia a não ser Deus. Para que Deus iria criar um deus menor para criar todas as coisas?

    Em Isaías 44:24 Deus diz que SOZINHO ele criou todas as coisas!

    Como é que você explica isto?

    Como Deus pode ter criado todas as coisas SOZINHO se havia o "um deus" criando todas as [outras] coisas?!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, voce disse:
      EM ISAÍAS 44:24 DEUS DIZ QUE SOZINHO ELE CRIOU TODAS AS COISAS!

      COMO É QUE VOCÊ EXPLICA ISTO?

      COMO DEUS PODE TER CRIADO TODAS AS COISAS SOZINHO SE HAVIA O "UM DEUS" CRIANDO TODAS AS [OUTRAS] COISAS?!!!


      Resposta: o titulo CRIADOR é dado exclusivamente dado a Jeová, Porque ele é o primariamente responsável por todas as obras criativas. (Neemias 9:6; Salmo 136:1, 5-9). É por causa da vontade de Deus que todas as coisas “existiram e foram criadas”. (Apocalipse 4:11) Jeová, que tem existido por todo o tempo, estava sozinho antes de a criação ter começo. — Salmo 90:1, 2; 1 Timoteo 1:17.

      A primeira criação de Jeová foi seu “Filho unigênito” (João 3:16), “o princípio da criação de Deus”. (Apocalipse 3:14) Este, “o PRIMOGÊNITO DE TODA A CRIAÇÃO”, foi usado por Jeová na criação de todas as outras coisas, as nos céus e as na terra, “as coisas visíveis e as coisas invisíveis”. (Colossenses 1:15-17).
      Mas note, EM NENHUMA PARTE, A BÍBLIA CHAMA JESUS DE CRIADOR, (OU CO-CRIADOR). A BÍBLIA SEMPRE ATRIBUI SOMENTE A JEOVÁ, O DEUS TODO-PODEROSO, O PAI, O TITULOR DE CRIADOR.
      Como a sabedoria personificada, Este é representado como dizendo: “O próprio Jeová me produziu como princípio do seu caminho”, e falando sobre a sua associação com Deus, o Criador, como “mestre-de-obras” de Jeová. (Provérbios 8:12, 22-31) Em vista da íntima associação de Jeová e seu Filho unigênito na atividade criativa, e porque este Filho é “a imagem do Deus invisível” (Colossenses 1:15; 2Co 4:4), foi evidentemente ao Seu Filho unigênito e mestre-de-obras (ou mestre em obras) que Jeová falou, dizendo: “Façamos o homem à nossa imagem.” — Gênesis 1:26.

      Excluir
  17. Um termo totalmente " falacioso" usado por trinitários é ; "Deus - Filho. "

    `Perguntamos ; " Onde existe este termo na Bíblia ???

    O que a Bíblia diz? O Anjo Gabriel anunciou a identidade de Jesus Cristo a então virgem Judia Maria ; " Ele será grande e será chamado Filho do Altissímo". ( Lucas 1;32)

    Quem é o Altissímo? A Bíblia responde ; "Para que saibam que tu, a quem só pertence o nome de Jeová, és o " ALTÍSSIMO " sobre toda a terra. - Salmo 83;18 (Versão Almeida Revista e Corrigida).

    Portanto, Jesus foi identificado por Gabriel como sendo Filho de Jeová. "


    Resposta: Que novidade José Roberto! Eu não sabia que Jesus era o Filho de Deus, obrigado pelo esclarecimento!


    Quanto à Jesus ser chamado de Deus, olha, que o escritor de Hebreus, que era um judeu, acostumado a lidar com a sua gente, escreveu assim,

    1:8 πρὸς δὲ τὸν υἱόν Ὁ θρόνος σου ὁ θεός εἰς τὸν αἰῶνα τοῦ αἰῶνος ⬅"Mas ao Filho diz, teu trono ó Deus é pelos séculos dos séculos...."
    ⬆aqui está o artigo ὁ antes de θεός (Deus) o qual vocês dizem que falta na terceira cláusula de João 1:1 e por isso a palavra θεός tem de ser traduzida como" um deus."

    Deus Pai, Ele mesmo chamando o Filho de Deus.

    Será que a inspiração falhou aí?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Paulo, voce disse:


      QUANTO À JESUS SER CHAMADO DE DEUS, OLHA, QUE O ESCRITOR DE HEBREUS, QUE ERA UM JUDEU, ACOSTUMADO A LIDAR COM A SUA GENTE, ESCREVEU ASSIM,


      1:8 ΠΡὸΣ Δὲ ΤὸΝ ΥἱόΝ Ὁ ΘΡόΝΟΣ ΣΟΥ ὁ ΘΕόΣ ΕἰΣ ΤὸΝ ΑἰῶΝΑ ΤΟῦ ΑἰῶΝΟΣ ⬅"MAS AO FILHO DIZ, TEU TRONO Ó DEUS É PELOS SÉCULOS DOS SÉCULOS...."
      ⬆AQUI ESTÁ O ARTIGO ὁ ANTES DE ΘΕόΣ (DEUS) O QUAL VOCÊS DIZEM QUE FALTA NA TERCEIRA CLÁUSULA DE JOÃO 1:1 E POR ISSO A PALAVRA ΘΕόΣ TEM DE SER TRADUZIDA COMO" UM DEUS."


      DEUS PAI, ELE MESMO CHAMANDO O FILHO DE DEUS.


      Será que a inspiração falhou aí?!



      ______________


      Resposta:


      Jeová também chamou Moisés de Deus, Moisés é Deus também? (Veja Êxodo 7:1,2)


      Deus recompensou e ungiu a si mesmo e ele mesmo é seu PRÓPRIO Deus? (Veja Hebreus 1:9)


      Hebreus 1:8 traz uma citação de Salmo 45:6, a qual é uma frase DIRIGIDA A UM REI HUMANO, SERVO DE DEUS E QUE REPRESENTAVA A DEUS na nação judaica. Diz-se que os reis de Jerusalém sentavam-se no trono de Jeová de modo que Deus era o trono destes reis, pois a base de suas regências era a teocracia. (1 Crônicas 29:23.)


      Esse texto se aplica a Jesus. Mas se isso significar que Cristo é Deus Todo-Poderoso, Salomão também terá que ser segundo Salmo 45:6.


      Mesmo que Jesus estivesse sendo chamado de ‘‘Deus’’ por Jeová isso não indicaria que ele fosse o mesmo Deus que Jeová, uma vez que JEOVÁ CHAMOU A MOISÉS DE DEUS NO PASSADO E CONTUDO MOISÉS NÃO É DEUS. (Êxodo 7:1).


      Jeová é o Trono de Jesus por que será Rei em seu nome assim como foi os Reis da nação judaica. (Hebreus 1:6) Isso tudo aconteceu por que o Deus de Jesus ungiu ele. (Hebreus 1:9).

      Excluir

  18. José Roberto, disse,

    Portanto, não temos nenhuma alusão a Jesus ser Deus coigual ao Pai, ou ser Deus - Filho.

    A maior prova de Jesus não é o deus Todo - Poderoso Jeová , é atestada por seu Próprio Pai; por ocasião do Batismo , seu Deus e Pai , Jeová disse; "Este é " MEU FILHO", o amado, a quem eu aprovo. " - Mateus 3;17;

    O Pai não disse; "Esta é a segunda parte de Deus, sendo eu a primeira parte."

    Resposta : É claro que Deus Pai não iria dizer, ""Esta é a segunda parte de Deus, sendo eu a primeira parte."

    Deus é o Absoluto e não pode ser dividido em três partes.

    A doutrina da Trindade confessa que a natureza de Deus é tríplice e indivisível.

    O Pai é completamente Deus
    O Filho é completamente Deus
    O Espírito Santo é Completamente Deus

    O Pai é chamado de Deus
    O Filho é chamado de Deus
    O Espírito Santo é chamado de Deus

    O batismo é no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

    A benção Apostólica diz: "Que a graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo, sejam com todos vós. 1Co 13:14

    Porque Jesus não disse,

    Batizai todas as Nações no nome de Jeová?

    Porque na benção apostólica o Apóstolo Paulo não disse?

    Que a graça, o amor, e a comunhão de Jeová sejam com todos vós?

    Porque essa insistência em fórmulas trinitarianas?

    José Roberto, disse,

    "Portanto, não temos nenhuma alusão a Jesus ser Deus coigual ao Pai, ou ser Deus - Filho.'

    Resposta: Claro que o homem Jesus gerado no ventre de Maria não pode ser coigual com Deus Pai.

    Ele mesmo disse que o Pai é maior do que ele.

    Quem criou Jesus?

    O logos. Em João 1:1-3 diz "1 No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. 2 Ele estava com Deus no princípio.

    3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito."

    Todas as coisas foram feitas pelo Logos inclusive o Senhor Jesus, o Messias!

    Em Hebreus 1:8 o Filho é chamado de Deus. Como pode Jesus ser chamado de Deus se ele teve um princípio?

    Jesus é uma criatura de Deus. Ele foi gerado como qualquer ser humano e nasceu, cresceu, aprendeu, etc.

    Qual o estudante sensato das Escrituras que irá negar essa realidade?

    O Senhor Jesus é a natureza e personalidade humanas no qual o logos se vestiu mas não ficou enclausurado ali pois é Deus e não pode deixar de ser. Ainda que as duas naturezas não se misturem à Jesus é atribuído na esfera humana tudo aquilo que bom logos é na esfera divina.

    Jesus, o homem, não criou o Universo, mas como ele é o templo do logos divino é-lhe conferida na esfera humana toda a preêminencia que por natureza pertence ao Verbo de Deus como representante dos eleitos de Deus na Herança dos os bens futuros.

    Jesus e o Verbo são uma só pessoa mas por causa deste fenômeno da encarnação do logos-Verbo e da preservação da identidade das duas naturezas a abordagem sempre será dialética.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, sobre a “benção apostólica”:

      Resposta: Onde o Pai é citado nesse versículo?

      O versículo fala sobre:
      1. A graça do Senhor Jesus
      2. O amor de DEUS
      3. A comunhão do espírito santo

      Gramaticalmente aqui nem o espírito santo e nem Jesus são retratados como sendo DEUS, por que Deus é citado alheio a ambos. O Pai não é citado, mas sim, DEUS.

      Mesmo que o Pai fosse citado, isso não indicaria uma Trindade.

      O fato de 3 coisas serem citadas junto não os torna uma unidade composta, nem Deus, nem tornam todas elas pessoas, mesmo que esse esteja citado na sentença junto.

      Pai, Filho e Anjos (Veja Mateus 16:27; 24:36; Marcos 8:38; Lucas 9:26;1 Timóteo 5:21)

      Sangue, Água e Espírito (1 João 5:8).

      Excluir
    2. Paulo, você citou o batismo é no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

      Você realmente entende que por citar os supostos integrantes da “Trindade” no mesmo versículo (Mateus 28:19), isso prova que existe uma “Trindade”?

      O que diria então de 1 Timóteo 5:21?

      Existe certa controvérsia quanto a se esse é ou não um texto espúrio, no entanto ele aparece em muitos manuscritos confiáveis.

      O fato de 3 coisas serem citadas JUNTO NÃO OS TORNA UMA UNIDADE COMPOSTA, nem Deus, nem tornam todas elas pessoas, mesmo que esse esteja citado na sentença junto. (Leia 1 Timóteo 5:21; Mateus 16:27; 24:36; Marcos 8:38; Lucas 9:26; 1 João 5:8).


      Em nome do Pai = Jeová
      Em nome do Filho = Jesus
      Em nome do Espírito Santo = ?
      Se os 3 são pessoa, QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?

      Fazer alguma coisa em nome de algo significa compreender o que cada coisa representa. Nesse caso, ao ser batizada a pessoa deve compreender o ‘‘papel’’ de Jeová, de seu Filho e como e o que representa o seu espirito santo.

      (Veja Salmo 83:18; João 3:16; 14:16; 17:3; Atos 1:8)

      Excluir
  19. Incrível ! Onde na Bíblia o termo El-Shadaí é aplicado a Jesus , Sr. Paulo Cadi ? Dá pra acreditar " num malabarismo falacioso dessa explicação dada " ?

    A pergunta continua; " Onde ( onde,onde,onde), na Bíblia o termo El - Shadaí é aplicado a Jesus ?

    Como dito antes , que tal o Sr. aprender mais com as Testemunhas de Jeová ?

    ResponderExcluir
  20. Sr. Paulo Cadi, por que não pede ajuda aos Universitários?

    Em pouco tempo, vai começar a falar em; " Corpo Governante, Ungidos, Torre de Vigia !

    É uma lástima !'

    ResponderExcluir
  21. Faça o seguinte , Sr Paulo Cadi, procure na Bíblia os textos , após a ressureição de Jesus , onde o " título El - Shadaí é aplicado a Jesus , já que na terra ele era apenas humano, opa, uma hora é 100% humano , outra ora é 100% Deus ( quer dizer ; só era humano quando é para apoiar conceitos trinitários, e só é Deus quando é para apoiar o mesmo conceito), ou seja , ou hora é humano , outra hora é Deus, dá pra " DECIDIR?"

    Estou esperando o texto que prove que mesmo Jesus após ter ido para o céu , ele se tornou o " El - Shadaí ".

    ResponderExcluir
  22. Olá Sr.José Roberto

    Boa noite

    Se Jesus ajudou Deus a criar o universo logo Jesus estava antes da criação pois se Jesus foi o Mestre de obras já dentro do universo então Ele não teria como participar da criação do universo, então temos que admitir que Ele estava antes na Eternidade pré-criação e só Deus existe na Eternidade pré-criação logo Jesus é Deus. Deus Pai no caso JEOVÁ como o senhor cre não poderia criar Jesus na Eternidade e só depois criar o universo, observem que os anjos forma criados depois do mundo espiritual e esse mundo espiritual está na esfera da criação. Se JEOVÁ cria o mundo espiritual e material, e momentos antes cria Jesus, Jesus não teria como ser o Mestre de obras pois Ele já estaria inserido num universo já criado. Se JEOVÁ cria Jesus junto com o universo então Jesus teria fazido parte da expansão do universo (Big-Bang).

    O senhor pede um texto sobre Jesus ser chamado de El-Shadai, porém a autoridade não é o que está escrito mas sim a ação de Deus nos crentes no Senhor na Santa Igreja para fazer os crentes entenderem o que está implícito e explícito na Bíblia. Das 3 Santíssimas Pessoas só Jesus se fez carne e só Deus pode isso, o senhor pode argumentar que JEOVÁ mandou Jesus mas não nos esqueçamos que Jesus aceitou isso Jesus concordou em vir à terra na condição de Deus na Eternidade. O fato de não estar escrito não significa que Jesus não é Deus pois a Bíblia é um livro antes de material, espiritual e o que sustenta as letras é a ação espiritual de Deus e portanto a compreensão do que a Bíblia quer dizer é espiritual, observe que eu não escrevi que é a compreensão do que está escrito mas sim do que Deus quer ensinar.

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Luiz!

      Vamos ao primeiro argumento que voce utilizou:

      SE JESUS AJUDOU DEUS A CRIAR O UNIVERSO LOGO JESUS ESTAVA ANTES DA CRIAÇÃO POIS SE JESUS FOI O MESTRE DE OBRAS JÁ DENTRO DO UNIVERSO ENTÃO ELE NÃO TERIA COMO PARTICIPAR DA CRIAÇÃO DO UNIVERSO, ENTÃO TEMOS QUE ADMITIR QUE ELE ESTAVA ANTES NA ETERNIDADE PRÉ-CRIAÇÃO E SÓ DEUS EXISTE NA ETERNIDADE PRÉ-CRIAÇÃO LOGO JESUS É DEUS. DEUS PAI NO CASO JEOVÁ COMO O SENHOR CRE NÃO PODERIA CRIAR JESUS NA ETERNIDADE E SÓ DEPOIS CRIAR O UNIVERSO, OBSERVEM QUE OS ANJOS FORMA CRIADOS DEPOIS DO MUNDO ESPIRITUAL E ESSE MUNDO ESPIRITUAL ESTÁ NA ESFERA DA CRIAÇÃO. SE JEOVÁ CRIA O MUNDO ESPIRITUAL E MATERIAL, E MOMENTOS ANTES CRIA JESUS, JESUS NÃO TERIA COMO SER O MESTRE DE OBRAS POIS ELE JÁ ESTARIA INSERIDO NUM UNIVERSO JÁ CRIADO. SE JEOVÁ CRIA JESUS JUNTO COM O UNIVERSO ENTÃO JESUS TERIA FAZIDO PARTE DA EXPANSÃO DO UNIVERSO (BIG-BANG).




      Resposta:

      Você atacou um argumento totalmente descabido de lógica, ao confundir céus físicos com os céus espirituais.

      CÉUS FÍSICOS - universo físico, espaço sideral onde residem os planetas e as estrelas
      CÉUS ESPIRITUAIS - morada de Deus e demais criaturas espirituais

      Jeová, Jesus Cristo e as demais criaturas espirituais não vivem dentro do universo físico criado por Deus. Eles não vivem condicionados ao tempo e espaço físicos criados por Deus. Eles vivem no CÉU ESPIRITUAL, lugar da morada eterna de Deus. (Veja 1 Reis 8:30, 39) Os céus literais SEMPRE EXISTIRAM, pois O Deus-Poderoso reside nele. Jeová passou a criar nos CÉUS ESPIRITUAIS. Qual foi sua primeira criação? Jesus Cristo. Por isso que ele é chamado de PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO (Colossenses 1:15).

      A palavra “primogênito” (protótokos) tem tanto o sentido de "primeiro nascido" ou "primeiro filho" como também “mais importante/preeminente”. Na Bíblia, PROTÓTOKOS é usado somente para duas definições:

      - Ou para definir o primeiro filho
      - Ou para definir o primeiro de um grupo

      Em que sentido a palavra “PRIMOGÊNITO” se aplica a Jesus? Primeiro filho ou preeminência? A resposta clara é: NOS DOIS SENTIDOS. Vou explicar porque.

      POR QUE JESUS É PREEMINENTE?

      Hebreus 1:6 diz que Deus introduziu no mundo "O SEU PRIMOGÊNITO". Portanto, JESUS É O PRIMEIRO FILHO CRIADO DE JEOVÁ. Com isso concordam as palavras de Apocalipse 3:14 que diz que Jesus é “O PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS".

      Jesus é preeminente porque ele é o primeiro filho, e como primeiro filho, é mais preeminente do que os demais filhos, sendo o herdeiro de tudo e aquele que tem direito ao Reino. Sim, primogênitos são preeminentes, e sua preeminência vem do fato de serem os filhos mais velhos.

      Só o fato de ser o primeiro filho de Jeová, o primogênito de toda a criação de Jeová, já garante pra Jesus status por direito de primogenitura de ele ser preeminente sobre todas as outras criaturas. Jesus por ser o primogênito, ou primeiro filho, tem mais direito e mais primazia do que qualquer outro. Assim sendo, Colossenses 1:15-17 mostra que a criação do universo foi um presente do Pai para o Filho, que é o herdeiro.


      Jesus foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas. (João 1:3; Colossenses 1:16, 17) Isto incluiria os milhões de outros filhos espirituais da família celestial de Jeová Deus (Daniel 7:9, 10; Apocalipse 5:11), bem como o universo físico e as criaturas originalmente produzidas nele.

      Logicamente, foi a este Filho primogênito que Jeová disse: “Façamos o homem à nossa imagem, segundo a nossa semelhança.” (Gênesis 1:26) Todas estas outras coisas criadas não somente foram criadas “por intermédio dele”, mas também “para ele”, como o Primogênito de Deus e o “herdeiro de todas as coisas”. — Colossenses 1:16; Hebreus 1:2.

      Excluir
    2. Sobre a segunda parte do seu argumento:

      O SENHOR PEDE UM TEXTO SOBRE JESUS SER CHAMADO DE EL-SHADAI, PORÉM A AUTORIDADE NÃO É O QUE ESTÁ ESCRITO MAS SIM A AÇÃO DE DEUS NOS CRENTES NO SENHOR NA SANTA IGREJA PARA FAZER OS CRENTES ENTENDEREM O QUE ESTÁ IMPLÍCITO E EXPLÍCITO NA BÍBLIA. DAS 3 SANTÍSSIMAS PESSOAS SÓ JESUS SE FEZ CARNE E SÓ DEUS PODE ISSO, O SENHOR PODE ARGUMENTAR QUE JEOVÁ MANDOU JESUS MAS NÃO NOS ESQUEÇAMOS QUE JESUS ACEITOU ISSO JESUS CONCORDOU EM VIR À TERRA NA CONDIÇÃO DE DEUS NA ETERNIDADE. O FATO DE NÃO ESTAR ESCRITO NÃO SIGNIFICA QUE JESUS NÃO É DEUS POIS A BÍBLIA É UM LIVRO ANTES DE MATERIAL, ESPIRITUAL E O QUE SUSTENTA AS LETRAS É A AÇÃO ESPIRITUAL DE DEUS E PORTANTO A COMPREENSÃO DO QUE A BÍBLIA QUER DIZER É ESPIRITUAL, OBSERVE QUE EU NÃO ESCREVI QUE É A COMPREENSÃO DO QUE ESTÁ ESCRITO MAS SIM DO QUE DEUS QUER ENSINAR.


      _____________________

      Resposta:

      Luiz, o CREDO DE ATANÁSIO diz que:

      O Pai é não criado, o Filho é não criado, o Espírito Santo é não criado.
      O Pai é ilimitado, o Filho é ilimitado, o Espírito Santo é ilimitado.
      O Pai é eterno, o Filho é eterno, o Espírito Santo é eterno.
      Mas todas as três pessoas co-eternas são co-iguais entre si.

      Se a base para essa crença é a BÍBLIA, você deve apresentar sim, na BÍBLIA, aonde que diz que tanto o FILHO, quanto o ESPIRITO SANTO, possuem todos os atributos do Pai.

      Na Bíblia, somente o PAI, é chamado de TODO-PODEROSO, REI DA ETERNIDADE, ALTÍSSIMO, SOBERANO e CRIADOR.

      Você consegue achar algum desses títulos na Bíblia fazendo referencia a PESSOA do FILHO ou do ESPIRITO SANTO? Se tiver, por favor me informe.

      Abraço.

      Excluir
  23. Boa noite a todos!

    Diego, disse,


    "Paulo, voce disse:
    EM ISAÍAS 44:24 DEUS DIZ QUE SOZINHO ELE CRIOU TODAS AS COISAS!

    COMO É QUE VOCÊ EXPLICA ISTO?

    COMO DEUS PODE TER CRIADO TODAS AS COISAS SOZINHO SE HAVIA O "UM DEUS" CRIANDO TODAS AS [OUTRAS] COISAS?!!!


    Resposta: o titulo CRIADOR é dado exclusivamente dado a Jeová, Porque ele é o primariamente responsável por todas as obras criativas. (Neemias 9:6; Salmo 136:1, 5-9). É por causa da vontade de Deus que todas as coisas “existiram e foram criadas”. (Apocalipse 4:11) Jeová, que tem existido por todo o tempo, estava sozinho antes de a criação ter começo. — Salmo 90:1, 2; 1 Timoteo 1:17.

    A primeira criação de Jeová foi seu “Filho unigênito” (João 3:16), “o princípio da criação de Deus”. (Apocalipse 3:14) Este, “o PRIMOGÊNITO DE TODA A CRIAÇÃO”, foi usado por Jeová na criação de todas as outras coisas, as nos céus e as na terra, “as coisas visíveis e as coisas invisíveis”. (Colossenses 1:15-17).
    Mas note, EM NENHUMA PARTE, A BÍBLIA CHAMA JESUS DE CRIADOR, (OU CO-CRIADOR). A BÍBLIA SEMPRE ATRIBUI SOMENTE A JEOVÁ, O DEUS TODO-PODEROSO, O PAI, O TITULOR DE CRIADOR.
    Como a sabedoria personificada, Este é representado como dizendo: “O próprio Jeová me produziu como princípio do seu caminho”, e falando sobre a sua associação com Deus, o Criador, como “mestre-de-obras” de Jeová. (Provérbios 8:12, 22-31) Em vista da íntima associação de Jeová e seu Filho unigênito na atividade criativa, e porque este Filho é “a imagem do Deus invisível” (Colossenses 1:15; 2Co 4:4), foi evidentemente ao Seu Filho unigênito e mestre-de-obras (ou mestre em obras) que Jeová falou, dizendo: “Façamos o homem à nossa imagem.” — Gênesis 1:26.


    RESPOSTA➡ É claro que Jesus não foi o criador do Universo. Em Isaías 44:24 Deus diz que criou TODAS AS COISAS SOZINHO. O texto não diz que primeiro ele criou "um deus menor" para ajudá-lo na obra da criação. Não existe um intermediário, um agente no ato da criação a não ser Deus, como ele mesmo disse. Se você continuar afirmando que Deus criou todas as coisas através de um agente ou deus menor incorrerá no pecado de desmentir o próprio Jeová que você afirma adorar.

    Jesus existia somente no plano, no projeto de Deus!

    Se Jesus foi gerado no ventre de Maria como é que ele poderia ter sido o criador dos anjos, do cosmos, em particular da terra e do homem?

    He, he, he! Eu acho que vocês não entenderam o fio da história!

    Eu já expliquei um monte de vezes, e vocês continuam no mesmo pé, dizendo que só Jeová criou tudo!

    É claro que só Jeová criou tudo.

    Como Jesus poderia ter criado todas as coisas se ele mesmo foi criado no ventre de Maria. Ele era aquela semente prometida em Genesis 3:15!

    Por acaso Jesus existia com Deus Pai lá no céu?

    Claro que não.

    Diego, olha só o que você disse,

    "A primeira criação de Jeová foi seu “Filho unigênito” (João 3:16), “o princípio da criação de Deus”. (Apocalipse 3:14) Este, “o PRIMOGÊNITO DE TODA A CRIAÇÃO”, foi usado por Jeová na criação de todas as outras coisas, as nos céus e as na terra, “as coisas visíveis e as coisas invisíveis”. (Colossenses 1:15-17)."


    RESPOSTA➡ Diego, me responda: Como é que Jesus foi a primeira criação de Jeová se Jesus só veio à existência 2000 anos atrás?

    Quer dizer que Jesus foi criado 2 vezes, uma vez no céu por Jeová e a segunda vez na terra no ventre de Maria?!!!

    Me mostre no Antigo Testamento onde é que está Jesus. Mostre-se o capítulo e o versículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Bom dia Paulo!

      Vamos lá, sobre sua primeira afirmação:

      É CLARO QUE JESUS NÃO FOI O CRIADOR DO UNIVERSO. EM ISAÍAS 44:24 DEUS DIZ QUE CRIOU TODAS AS COISAS SOZINHO. O TEXTO NÃO DIZ QUE PRIMEIRO ELE CRIOU "UM DEUS MENOR" PARA AJUDÁ-LO NA OBRA DA CRIAÇÃO. NÃO EXISTE UM INTERMEDIÁRIO, UM AGENTE NO ATO DA CRIAÇÃO A NÃO SER DEUS, COMO ELE MESMO DISSE. SE VOCÊ CONTINUAR AFIRMANDO QUE DEUS CRIOU TODAS AS COISAS ATRAVÉS DE UM AGENTE OU DEUS MENOR INCORRERÁ NO PECADO DE DESMENTIR O PRÓPRIO JEOVÁ QUE VOCÊ AFIRMA ADORAR.


      _____________


      Resposta:

      Veja Colossenses 1:16 novamente:

      “Pois, POR MEIO DELE, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. POR MEIO DELE E PARA ELE, DEUS CRIOU TODO O UNIVERSO.” – (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

      João 1:3:
      “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” (Almeida Atualizada)

      POR MEIO DE: A locução “por meio de” significa “por intermédio de” e está relacionada à ideia de instrumento, instrumento esse utilizado na execução de determinada ação.

      Veja alguns exemplos do uso dessa expressão:

      Conheci minha namorada POR MEIO DE amigos.
      A encomenda foi entregue POR MEIO DOS correios.
      A empresa comunica-se com seus funcionários POR MEIO DE e-mails.

      Por isso que na Bíblia, Jesus Cristo é chamado de PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO e FILHO UNIGÊNITO

      PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO (primeiro criado / primeiro filho / primeiro de um grupo): Jesus foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas. (João 1:3; Colossenses 1:16, 17) Isto incluiria os milhões de outros filhos espirituais da família celestial de Jeová Deus (Veja Daniel 7:9, 10; Apocalipse 5:11), bem como o universo físico e as criaturas originalmente produzidas nele. (Gênesis 1:26) Todas estas outras coisas criadas não somente foram criadas “POR INTERMÉDIO DELE”, mas também “PARA ELE”, como o Primogênito de Deus e o “herdeiro de todas as coisas”. — Colossenses 1:16; Hebreus 1:2.

      FILHO UNIGÊNITO (filho único) Ser Jesus chamado de “Filho unigênito” (João 1:14; 3:16, 18; 1 João 4:9) não significa que as outras criaturas espirituais produzidas não eram filhos de Deus, pois também são chamados filhos. (Gênesis 6:2, 4; Jó 1:6; 2:1;38:4-7) No entanto, por ele ser a ÚNICA CRIAÇÃO DIRETA DE SEU PAI, o Filho primogênito era NESSE SENTIDO UNICO, diferente de todos os outros filhos de Deus, os quais foram criados ou gerados por Jeová POR MEIO daquele Filho primogênito.

      MAS JESUS NÃO FOI CO-CRIADOR JUNTO COM JEOVÁ

      A participação do Filho nas obras de criação, porém, não o tornara Co-criador de seu Pai. O poder de criação procedia de Deus por meio do seu espírito santo, ou força ativa. (Gênesis 1:2; Salmo 33:6)

      E visto que Jeová é a Fonte de toda a vida, toda a criação animada, visível e invisível, deve sua vida a ele. (Salmo 36:9)

      Então, o Filho, em vez de ser Co-criador, era O AGENTE OU INSTRUMENTO POR MEIO DE QUEM JEOVÁ, O CRIADOR, OPERAVA. O próprio Jesus atribuiu a criação a Deus, assim como fazem também todas as Escrituras. — Mateus 19:4-6;

      Excluir
  24. Em Provérbios 8 a Sabedoria de Deus, um atributo de Deus, é personificada de forma poética... É poesia hebraica. Se você interpretar literalmente vai entrar em contradição com Isaías 44:24 onde Deus claramente diz com todas as letras que ele criou tudo SOZINHO.

    Em Apocalipse 3:14 o Senhor Jesus ressuscitado é o primogênito da nova criação que virá. Ele é o protótipo da nova criação.

    Responda para nós, como é que o homem Jesus é o primogênito da criação atual?

    Você quer dizer que em Apocalipse 3:14 Jesus está dizendo que ele foi criado por Jeová antes de haver o universo?

    Como pode isso?

    Jeová criou Jesus 2 vezes?!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, sobre o seu segundo comentário:

      EM PROVÉRBIOS 8 A SABEDORIA DE DEUS, UM ATRIBUTO DE DEUS, É PERSONIFICADA DE FORMA POÉTICA... É POESIA HEBRAICA. SE VOCÊ INTERPRETAR LITERALMENTE VAI ENTRAR EM CONTRADIÇÃO COM ISAÍAS 44:24 ONDE DEUS CLARAMENTE DIZ COM TODAS AS LETRAS QUE ELE CRIOU TUDO SOZINHO.

      (sobre a segunda parte, referente a Apocalipse 3:14 eu já respondi no meu comentário anterior)


      ____________

      Se interpretarmos que a Sabedoria mencionada em Provérbios 8:22-31 refere-se literalmente a Jeová e não a Jesus, ai sim que teremos um problema Paulo...

      Leia por favor Provérbios 8:22:

      “O Senhor ME CRIOU COMO A PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, o princípio dos seus feitos mais antigos.” (Almeida atualizada)

      Pergunto: Se Jeová criou a sua própria sabedoria como a PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, significa então que antes de Jeová começar suas obras criativas, a sua sabedoria NÃO EXISTIA? Isso é possível?


      Leia por favor Provérbios 8:30:

      “então eu estava ao seu lado como arquiteto; e era cada dia as suas delícias, alegrando-me perante ele em todo o tempo;” (Almeida atualizada)

      Pergunto: Se o texto faz referencia a Sabedoria de Jeová (e não a Jesus Cristo), como então é possível que ela estivesse AO SEU LADO COMO ARQUITETO e se alegrando PERANTE ELE?

      É interessante que referência cruzada da Bíblia Almeida (século 21) em Provérbios 8:22 leva até Apocalipse 3:14, que diz:

      “Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, A TESTEMUNHA FIEL E VERDADEIRA, O PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS” (Almeida atualizada)

      Te pergunto Paulo: quem é a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus?

      Excluir
  25. Diego, disse,

    "Paulo, voce disse:


    QUANTO À JESUS SER CHAMADO DE DEUS, OLHA, QUE O ESCRITOR DE HEBREUS, QUE ERA UM JUDEU, ACOSTUMADO A LIDAR COM A SUA GENTE, ESCREVEU ASSIM,


    1:8 ΠΡὸΣ Δὲ ΤὸΝ ΥἱόΝ Ὁ ΘΡόΝΟΣ ΣΟΥ ὁ ΘΕόΣ ΕἰΣ ΤὸΝ ΑἰῶΝΑ ΤΟῦ ΑἰῶΝΟΣ ⬅"MAS AO FILHO DIZ, TEU TRONO Ó DEUS É PELOS SÉCULOS DOS SÉCULOS...."
    ⬆AQUI ESTÁ O ARTIGO ὁ ANTES DE ΘΕόΣ (DEUS) O QUAL VOCÊS DIZEM QUE FALTA NA TERCEIRA CLÁUSULA DE JOÃO 1:1 E POR ISSO A PALAVRA ΘΕόΣ TEM DE SER TRADUZIDA COMO" UM DEUS."


    DEUS PAI, ELE MESMO CHAMANDO O FILHO DE DEUS.


    Será que a inspiração falhou aí?!



    ______________


    Resposta:


    Jeová também chamou Moisés de Deus, Moisés é Deus também? (Veja Êxodo 7:1,2)


    Deus recompensou e ungiu a si mesmo e ele mesmo é seu PRÓPRIO Deus? (Veja Hebreus 1:9)


    Hebreus 1:8 traz uma citação de Salmo 45:6, a qual é uma frase DIRIGIDA A UM REI HUMANO, SERVO DE DEUS E QUE REPRESENTAVA A DEUS na nação judaica. Diz-se que os reis de Jerusalém sentavam-se no trono de Jeová de modo que Deus era o trono destes reis, pois a base de suas regências era a teocracia. (1 Crônicas 29:23.)


    Esse texto se aplica a Jesus. Mas se isso significar que Cristo é Deus Todo-Poderoso, Salomão também terá que ser segundo Salmo 45:6.


    Mesmo que Jesus estivesse sendo chamado de ‘‘Deus’’ por Jeová isso não indicaria que ele fosse o mesmo Deus que Jeová, uma vez que JEOVÁ CHAMOU A MOISÉS DE DEUS NO PASSADO E CONTUDO MOISÉS NÃO É DEUS. (Êxodo 7:1).


    Jeová é o Trono de Jesus por que será Rei em seu nome assim como foi os Reis da nação judaica. (Hebreus 1:6) Isso tudo aconteceu por que o Deus de Jesus ungiu ele. (Hebreus 1:9)."


    RESPOSTA➡Diego, você perguntou:"Jeová também chamou Moisés de Deus, Moisés é Deus também? (Veja Êxodo 7:1,2)


    RESPOSTA➡Aí é que a porca torce o rabo!

    Jeová NÃO chamou Moisés de Deus.

    Deus disse a Moisés," 7 Então, disse o Senhor a Moisés: EIS QUE TE TENHO POSTO POR DEUS SOBRE FARAÓ ; e Arão, teu irmão, SERÁ O TEU PROFETA. 2 Tu falarás tudo o que eu te mandar; e Arão, teu irmão, falará a Faraó que deixe ir os filhos de Israel da sua terra."


    Aqui Deus não está chamando Moisés de Deus. Ele foi posto "por Deus sobre Faraó" como alguém à quem foi dada autoridade divina para agir como representante de Deus, e Arão como profeta por que era ele quem falava as palavras de Deus.

    O significado dessa passagem é muito, mas muito diferente de Hebreus 1:8-12.


    "8 Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de equidade é o cetro do teu reino. 9 Amaste a justiça e aborreceste a iniquidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros. 10 E: Tu, Senhor, no princípio, fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos; 11 eles perecerão, mas tu permanecerás; e todos eles, como roupa, envelhecerão, 12 e, como um manto, os enrolarás, e, como uma veste, se mudarão; mas tu és o mesmo, e os teus anos não acabarão."

    Imagine Deus atribuíndo todas essas coisas à Moisés?!

    ResponderExcluir
  26. Agora, como é que Deus está afirmando que o Filho criou todas as coisas se Jesus não existia no tempo em que Deus começou a criar? Se Jesus é Deus como ele poderia ser exaltado por Deus como está no capítulo 1 de Hebreus?!

    Jesus era a semente prometida da mulher em Gênesis 3:15.

    Como Deus afirma que Jesus é o Criador e ainda chama a si mesmo de Deus de Deus?!

    Não é o logos que é o herdeiro referido em Hebreus 1:2 mas o homem Jesus, a natureza humana do logos, no qual antes dos tempos eternos estava todo o plano de redenção. O logos traz a herança para os eleitos através da Sua encarnação na qual se identifica com a raça humana decaída.

    O logos pela sua encarnação se identificou e se expressou completamente através de sua natureza humana, JESUS, e com ele se constituiu em uma única pessoa com duas naturezas. Por isso que o Filho nascido de mulher no qual o logos se manifestou tem um Deus porque é uma criação de Deus e Deus é o Deus e Soberano de toda a criação dele inclusive de Jesus o Nazareno.


    Diego, disse,

    "Hebreus 1:8 traz uma citação de Salmo 45:6, a qual é uma frase DIRIGIDA A UM REI HUMANO, SERVO DE DEUS E QUE REPRESENTAVA A DEUS na nação judaica. Diz-se que os reis de Jerusalém sentavam-se no trono de Jeová de modo que Deus era o trono destes reis, pois a base de suas regências era a teocracia. (1 Crônicas 29:23.)


    Esse texto se aplica a Jesus. Mas se isso significar que Cristo é Deus Todo-Poderoso, Salomão também terá que ser segundo Salmo 45:6."


    RESPOSTA➡ Claro! Hebreus 1:8 -citação do Salmo 45:6- se refere à Salomão, mas é empregado pelo escritor de Hebreus em sentido tipologico como Salmo messiânico, no qual o significado da passagem é ampliado até as suas últimas consequências.

    O Messias não está sentado em um trono terrestre na velha Jerusalém, mas no trono celestial, do Pai. Nestes termos como você pode comparar o rei Salomão com o Senhor Jesus?!

    Jesus não é o Deus todo poderoso. A Bíblia não afirma isso.

    Vocês não sabem separar as coisas.

    A carne, o homem, não é o Deus todo poderoso, mas o Deus todo poderoso habita naquela carne? Deu para entender?

    Agora eu pergunto a vocês Testemunhas de Jeová,

    Onde é que ficou a natureza divina do "arcanjo Miguel (Jesus) quando ele nasceu em Belém?

    Quem Maria estava gerando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo,

      Sobre a sua afirmação:

      AQUI DEUS NÃO ESTÁ CHAMANDO MOISÉS DE DEUS. ELE FOI POSTO "POR DEUS SOBRE FARAÓ" COMO ALGUÉM À QUEM FOI DADA AUTORIDADE DIVINA PARA AGIR COMO REPRESENTANTE DE DEUS, E ARÃO COMO PROFETA POR QUE ERA ELE QUEM FALAVA AS PALAVRAS DE DEUS.

      ___________


      Puxa, uma das primeiras coisas que você disse que estão de fato em harmonia com a Bíblia. De fato, ser Moisés posto por Deus, denotava uma FUNÇÃO, não no sentido ABSOLUTO. Moisés tinha a autoridade concedida por Deus para agir como seu Representante.

      Na Bíblia, a palavra DEUS é usada não somente para se referir a Jeová.

      OS SANTOS ANJOS FORAM CHAMADOS DE ELOHIM no Salmo 8:5 (a mesma palavra hebraica usada para descrever o Deus Todo-Poderoso em Gênesis 17:1):

      Salmo 8:5, ARIB: “Contudo, POUCO ABAIXO DE DEUS O FIZESTE; de glória e de honra o coroaste.”

      Hebreus 2:7, ARIB: (citando o Salmo 8:5): “Fizeste-o um POUCO MENOR QUE OS ANJOS, de glória e de honra o coroaste.”

      Os JUÍZES HUMANOS TAMBÉM FORAM CHAMADOS DE ELOHIM, no Salmo 82:1, 6.

      “Deus está na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses. Até quando julgareis injustamente, e aceitareis as pessoas dos ímpios? Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo. Todavia morrereis como homens, e caireis como qualquer dos príncipes.” – Salmo 82:1, 2, 6, 7, ARC.

      Em todos os casos acima, o título “Deus” foi dado a eles pela inspirada Palavra de Deus sem nenhuma conotação adorativa, e nos dois primeiros casos com a aprovação divina. Mas nem Moisés, nem os anjos e nem os juízes humanos fazem parte de uma deidade co-igual ao Pai e ao “Espírito Santo”.

      Paulo, voce disse: JESUS NÃO É O DEUS TODO PODEROSO. A BÍBLIA NÃO AFIRMA ISSO.

      Mais uma vez, concordo com você.

      Jesus pode sim, apropriadamente ser chamado de DEUS, mas nunca de forma ABSOLUTA (isto é, como aplicado ao Pai, Jeová), porque Jesus é menor que o Pai em PODER, AUTORIDADE e SABEDORIA.

      Excluir
  27. Diego, disse,

    Paulo, sobre a “benção apostólica”:

    Resposta: Onde o Pai é citado nesse versículo?

    O versículo fala sobre:
    1. A graça do Senhor Jesus
    2. O amor de DEUS
    3. A comunhão do espírito santo

    Gramaticalmente aqui nem o espírito santo e nem Jesus são retratados como sendo DEUS, por que Deus é citado alheio a ambos. O Pai não é citado, mas sim, DEUS.

    Mesmo que o Pai fosse citado, isso não indicaria uma Trindade.

    O fato de 3 coisas serem citadas junto não os torna uma unidade composta, nem Deus, nem tornam todas elas pessoas, mesmo que esse esteja citado na sentença junto.

    Pai, Filho e Anjos (Veja Mateus 16:27; 24:36; Marcos 8:38; Lucas 9:26;1 Timóteo 5:21)

    Sangue, Água e Espírito (1 João 5:8).


    Diego, disse,

    Resposta: Onde o Pai é citado nesse versículo?

    O versículo fala sobre:
    1. A graça do Senhor Jesus
    2. O amor de DEUS
    3. A comunhão do espírito santo

    Gramaticalmente aqui nem o espírito santo e nem Jesus são retratados como sendo DEUS, por que Deus é citado alheio a ambos. O Pai não é citado, mas sim, DEUS."


    RESPOSTA➡O Espírito Santo é chamado muitas vezes de Deus na Bíblia e eu creio que nem preciso citar as passagens. Inclusive vocês se contradizem porque se o como dizem," o espírito santo é a força ativa DE JEOVÁ" então o" espírito santo" tem que ser Jeová! A força, a energia de uma pessoa faz parte do ser daquela pessoa!

    Você afirmou: "O Pai não é citado, mas sim, DEUS."

    RESPOSTA➡Se na passagem em foco 2Coríntios 13:14 como você disse, "O Pai não é citado, mas sim, Deus", então quem é esse Deus? Por acaso é avô, tio, sobrinho?!

    Você disse, "Gramaticalmente aqui nem o espírito santo e nem Jesus são retratados como sendo Deus..."


    RESPOSTA➡ Então responda: De onde o Espírito Santo? Se o Espírito Santo não é Deus então nos explique de onde Ele veio? Jesus eu já expliquei.

    Porque nesta passagem de NATUREZA TRINITÁRIA Paulo teria de chamar Jesus e o Espírito Santo de Deus se o tema do qual ele está tratando exige que ele se expresse desta maneira?

    Note que a graça, o amor, e a comunhão são dispensadas, cada uma pelos três personagens.

    Se a graça é dispensada por uma pessoa, o Senhor Jesus

    Se o amor é dispensado por uma pessoa Deus, o Pai

    Como é que a comunhão vai ser dispensada por uma força impessoal?!

    Você pode explicar isto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. A PERSONIFICAÇÃO DO ESPÍRIO SANTO NÃO PROVA A SUA PERSONALIDADE:

      O Espirito santo faz lembrar - João 14:26 / O ARCO-ÍRIS faz lembrar - Gênesis 9:16

      O Espirito santo ensina - João 14:26 / A ESCRITURA ensina - 2 Timóteo 3:16

      O Espirito santo dá testemunho - João 15:26 / As OBRAS dão testemunho - João 5:36

      O Espirito santo guia - João 16:13 / A NUVEM guiou - Neemias 9:19

      O Espirito santo fala - João 16:13 / A PALAVRA DE DEUS fala - 1 Reis 19:9

      O Espirito santo ouve - João 16:13 / Os MONTES ouvem - Miquéias 6:2

      O Espirito santo declara - João 16:13 / O CÉU declara - Salmo 19:1

      O Espirito santo se entristece - Efésios 4:30 / A ESCARPA E A MURALHA choram - Lamentações 2:8

      O Espirito santo consola - João 14:16 / As ESCRITURAS consolam - Romanos 15:4



      EXISTEM PASSAGENS BÍBLICAS QUE TORNAM IMPOSSÍVEL QUE O ESPÍRITO SANTO SEJA UMA PESSOA:

       ENCHE pessoas – Êxodo 31:3; Atos 2:4

       Pode VIR SOBRE pessoas – Juízes 3:10; Lucas 2:25

       Pode estar ATIVO em pessoas – Juízes 14:6. 1 Samuel 10:6

       É DERRAMADO – Atos 2:17; 10:45

       Pode ser PARCELADO – Números 11:17,25

       É SOPRADO – João 20:22



      O espírito santo é comumente ASSOCIADO A COISAS IMPESSOAIS.

      A Bíblia fala de batizar pessoas com espírito santo e com FOGO (Mat 3:11),

      de estar cheio de FÉ e espírito santo (Atos 6:5; 11:24),

      de estar cheios de ALEGRIA e espírito santo (Atos 13:52).


      Na Bíblia, o espírito santo de Deus é identificado como sendo O PODER DE DEUS EM AÇÃO.

      Por isso, uma tradução exata do texto hebraico da Bíblia menciona o espírito de Deus como “a força ativa de Deus”. (Gênesis 1:2) A Bíblia inteira apóia esse conceito de forma bem clara. — Miquéias 3:8; Lucas 1:35; Atos 10:38.

      O erudito bíblico Charles L. Ives ilustrou apropriadamente a habilidade de Deus de exercer seu poder a partir de um lugar fixo. Ele escreveu: “Por exemplo, nós dizemos: ‘Abra as venezianas e deixe o sol entrar.’ Não estamos nos referindo ao Sol literal, físico, mas sim aos raios solares, ou seja, AQUILO QUE PROCEDE DO SOL.”

      De maneira similar, Deus não precisa ir aos lugares em que pretende usar sua força ativa. Ele simplesmente utiliza seu ESPÍRITO SANTO, que pode alcançar as extremidades de sua criação. Portanto, devemos encarar o espírito santo pelo que ele realmente é — A PODEROSA FORÇA ATIVA DE DEUS — pode lhe dar a confiança que Jeová cumprirá suas promessas.



      Paulo, você não respondeu a minha pergunta:

      Em nome do Pai = Jeová
      Em nome do Filho = Jesus
      Em nome do Espírito Santo = ?
      Se os 3 são pessoa, QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?

      Excluir
    3. Paulo, respodendo a sua pergunta.

      Se na passagem em foco 2Coríntios 13:14 como você disse, "O Pai não é citado, mas sim, Deus", então quem é esse Deus? Por acaso é avô, tio, sobrinho?!

      -------

      Resposta: isso mesmo, Deus e o Pai. Portanto, se Jesus e o espirito santo sao citados a parte de DEUS, logicamente eles não podem ser DEUS, mas somente o Pai (no sentido absoluto) concorda?

      Excluir
  28. Como é que o Espírito Santo "fala" em várias passagens da Bíblia?

    Pela boca de um profeta o Espírito Santo chamou Paulo e Barnabé para o ministério. Ele usou as cordas vocais do profeta mas isso não interessa, foi o Espírito que falou através dele. Então o Espírito fala. Como uma força ativa fala?

    A Bíblia diz em várias passagens que o Espírito Santo fala.

    Vocês podem tentar dizer que é por meio de sussurros, impressões, intuições, etc, de nada vai adiantar porque as Escrituras afirmam que o Espírito Santo fala e ponto final. Se fala assim ou assado não interessa. A Bíblia afirma categoricamente que o Espírito Santo fala e usa as mesmas palavras em grego e hebraico para dizer que as pessoas falam para dizer que o Espírito Santo fala.

    O Espírito Santo é que inspirou os profetas e apóstolos a escreverem as escrituras.

    Como uma força impessoal pode produzir literatura e com vários estilos de composição? Como uma manifestação de natureza intelectual pode vir de uma força impessoal?

    Quando a Bíblia diz que foi o Espírito Santo que inspirou os profetas é o próprio Espírito Santo que está inspirando os escritores a dizer que foi ele quem os inspirou!


    As passagens que você mencionou,

    1 tessalonicences 5:21 onde diz, "Deus, Senhor Jesus, e anjos eleitos não é de natureza trinitária porque os anjos não são Deus.

    Outra que você citou, 1 João 5:8, Espírito, água e sangue, também não é passagem de natureza trinitária porque o Espírito está interagindo com dois elementos não divinos -porque ele participou da nossa carne e de nosso sangue- que são o sangue e a água que saíram do lado do Senhor.

    O Espírito aplica espiritualmente estes dois elementos no processo de justificação e santificação dos crentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, você perguntou:

      Como é que o Espírito Santo "fala" em várias passagens da Bíblia?

      Ai você mesmo respondeu:

      PELA BOCA DE UM PROFETA O ESPÍRITO SANTO CHAMOU PAULO E BARNABÉ PARA O MINISTÉRIO. Ele usou as cordas vocais do profeta mas isso não interessa, foi O ESPÍRITO QUE FALOU ATRAVÉS DELE. Então o Espírito fala. Como uma força ativa fala?

      Mais uma vez, você acertou. O espirito santo “falou” por intermédio dos profetas.


      _____________

      Novamente, você disse:

      COMO UMA FORÇA IMPESSOAL PODE PRODUZIR LITERATURA E COM VÁRIOS ESTILOS DE COMPOSIÇÃO? COMO UMA MANIFESTAÇÃO DE NATUREZA INTELECTUAL PODE VIR DE UMA FORÇA IMPESSOAL?


      ________

      Então vamos usar o que você disse como Premissa o que você disse:

      Premissa 1 - Uma força impessoal não pode falar
      Premissa 2 - A Bíblia diz em várias passagens que o Espírito Santo fala.
      Logo – O espirito santo é uma PESSOA porque ele fala


      "Durante as noites me CORRIGIRAM os meus rins” – Salmo 16:7
      “Que a minha glória ENTOE melodias” – Salmo 30:12
      “Que JUBILEM os ossos que quebrastes” – Salmo 51:8
      “Os pastos GRITAM em triunfo, CANTAM” – Salmo 65:13
      “GRITEM de alegria todas as árvores da floresta” - Salmo 96:12

      Utilizando as duas premissas que você afirma serem verdadeiras, chegaremos a conclusão que: OS RINS, A GLÓRIA, OS OSSOS, OS PASTOS e AS ARVORES são pessoas. Você concorda com essa afirmação?

      Excluir
  29. Diego, disse,

    "Paulo, você citou o batismo é no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

    Você realmente entende que por citar os supostos integrantes da “Trindade” no mesmo versículo (Mateus 28:19), isso prova que existe uma “Trindade”?

    O que diria então de 1 Timóteo 5:21?

    Existe certa controvérsia quanto a se esse é ou não um texto espúrio, no entanto ele aparece em muitos manuscritos confiáveis.

    O fato de 3 coisas serem citadas JUNTO NÃO OS TORNA UMA UNIDADE COMPOSTA, nem Deus, nem tornam todas elas pessoas, mesmo que esse esteja citado na sentença junto. (Leia 1 Timóteo 5:21; Mateus 16:27; 24:36; Marcos 8:38; Lucas 9:26; 1 João 5:8).


    Em nome do Pai = Jeová
    Em nome do Filho = Jesus
    Em nome do Espírito Santo = ?
    Se os 3 são pessoa, QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?

    Fazer alguma coisa em nome de algo significa compreender o que cada coisa representa. Nesse caso, ao ser batizada a pessoa deve compreender o ‘‘papel’’ de Jeová, de seu Filho e como e o que representa o seu espirito santo.

    (Veja Salmo 83:18; João 3:16; 14:16; 17:3; Atos 1:8). "


    RESPOSTA➡ Você disse,

    "Paulo, você citou o batismo é no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

    Você realmente entende que por citar os supostos integrantes da “Trindade” no mesmo versículo (Mateus 28:19), isso prova que existe uma “Trindade”?

    O que diria então de 1 Timóteo 5:21?

    RESPOSTA➡Essa passagem de 1 Timóteo 5:21 não pode ser comparada com Mateus 28:19, porque nela consta Deus, o Senhor Jesus e os anjos eleitos. Não é uma passagem trinitária. Anjos não são Deus.

    Ela começa assim: "Conjuro-te diante de Deus, do Senhor Jesus e dos anjos eleitos...

    Em Mateus 28:19 diz: "Batizando-os no nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

    Certamente você não se batizaria conforme está em 1 Timóteo 5:21 no nome de Deus, do Senhor Jesus e dos anjos eleitos.

    ResponderExcluir
  30. Como você vai se batizar no nome da força ativa ali em Mateus 28:19? Como que uma força impessoal pode convencer alguém do pecado que trata de algo exclusivamente de ordem moral? Você pode explicar isto?

    Aliás, as Testemunhas no ato batismal não são batizadas nem no nome de Jeová!

    Em que nome você foi batizado?


    Você disse,


    "Em nome do Pai = Jeová
    Em nome do Filho = Jesus
    Em nome do Espírito Santo = ?
    Se os 3 são pessoa, QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?"


    RESPOSTA➡ Isto é invenção sua, não consta no texto.

    O texto diz NO NOME com o propósito de enfatizar a unidade, a indivisibilidade entre o Pai, e o Filho, e o Espírito Santo.

    Não é para dar nomes.

    Porque não diz para batizar em nome de Deus mas no nome do Pai?

    Por causa da paternidade de Deus

    Filho por causa da Filiação de Deus, como Filho na pessoa de Jesus

    Espírito Santo como o Espírito de Adoção que o crente recebe pelo novo nascimento.

    ResponderExcluir
  31. José Roberto, disse,

    "Incrível ! Onde na Bíblia o termo El-Shadaí é aplicado a Jesus , Sr. Paulo Cadi ? Dá pra acreditar " num malabarismo falacioso dessa explicação dada " ?

    A pergunta continua; " Onde ( onde,onde,onde), na Bíblia o termo El - Shadaí é aplicado a Jesus ?

    Como dito antes , que tal o Sr. aprender mais com as Testemunhas de Jeová ?


    RESPOSTA➡ Você está deturpando o que eu disse, atitude nada cristã.

    No meu comentário de Paulo Cadi 19 de abril de 2018 00:09 eu disse,

    É claro que o logos sendo Deus tenha este titulo honorífico de El Shaday aplicado à ele.

    Agora o Senhor Jesus, o segundo Adão, que é a personalidade humana que o logos assumiu é a carne no qual o El Shaday se expressou, o templo vivo de Deus, pois ele mesmo disse aos Fariseus : "Destruam este templo e em três dias eu o levantarei." João 2:19.

    Jesus estava se identificando como o templo de El Shaday E POR ISSO A CARNE QUE NASCEU DE UMA MULHER NÃO ERA O EL SHADAY MAS ELE, O LOGOS, ERA O EL SHADAY.

    À Jesus é atribuído os títulos ou nomes redentores de Deus porque todo o plano de redenção estava nele. O título grego Kuryos-hebraico Adonay atribuído a Jesus o Nazareno equivale ao nome de Deus, YAHWEH que propositadamente deixa de ser usado na nova aliança.

    ResponderExcluir
  32. José Roberto, disse,

    "José roberto de araujo araujo19 de abril de 2018 08:52
    Faça o seguinte , Sr Paulo Cadi, procure na Bíblia os textos , após a ressureição de Jesus , onde o " título El - Shadaí é aplicado a Jesus , já que na terra ele era apenas humano, opa, uma hora é 100% humano , outra ora é 100% Deus ( quer dizer ; só era humano quando é para apoiar conceitos trinitários, e só é Deus quando é para apoiar o mesmo conceito), ou seja , ou hora é humano , outra hora é Deus, dá pra " DECIDIR?"

    Estou esperando o texto que prove que mesmo Jesus após ter ido para o céu , ele se tornou o " El - Shadaí ".

    RESPOSTA➡Já respondi.

    Você disse, "Faça o seguinte , Sr Paulo Cadi, procure na Bíblia os textos , após a ressureição de Jesus , onde o " título El - Shadaí é aplicado a Jesus , já que na terra ele era apenas humano, opa, uma hora é 100% humano , outra ora é 100% Deus ( quer dizer ; só era humano quando é para apoiar conceitos trinitários, e só é Deus quando é para apoiar o mesmo conceito), ou seja , ou hora é humano , outra hora é Deus, dá pra " DECIDIR?"

    RESPOSTA➡Quem lhe disse que, "uma hora é 100% humano , outra ora é 100% Deus ( quer dizer ; só era humano quando é para apoiar conceitos trinitários...?!

    RESPOSTA➡Nos meus comentários você não encontrará isso porque eu ensino direto das Escrituras e não sou papagaio da Watchtower.

    As Escrituras ensinam a unicidade de Deus - não confundir com a doutrina unicista.

    Jesus não era, ora, Deus, ora, homem.

    Ele era completamente Deus e completamente homem ao mesmo tempo. Aqui não existem duas metades mas duas naturezas em movimento gerando uma única personalidade.

    Eu vou lhe fazer a mesma pergunta que fiz para o Diego.

    Jesus antes de vir à terra, antes de nascer, era uma criatura espiritual e, segundo vocês, era divino.

    Bem, quando ele nasceu ele deixou de ser um espírito?

    Como um espírito pode deixar de ser espírito? Se era um espirito e deixou de ser espírito, não seria mais a mesma pessoa.

    Eu nunca encontrei na Bíblia de capa a capa um espírito que tenha se transformado em um homem de carne e ossos!

    Poderia nos responder essas questões?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que esse Senhor Paulo Cadi, estuda mesmo as Escrituras ?

      O que então eram os anjos que se materializaram em corpos humanos ? Humanos ou espíritos ? '

      Excluir
    2. Eu falei se transformar e não manifestações temporárias.

      Jesus antes de vir à terra, antes de nascer, era uma criatura espiritual e, segundo vocês, era divino.

      Bem, quando ele nasceu ele deixou de ser um espírito?

      Excluir
  33. É meu caro Paulo Cadi, até agora não consegui mostrar nenhum texto bíblico , eu disse; " NENHUM TEXTO BÍBLICO" , onde o título El- Shadai é aplicado a pessoa de Cristo. (fuga pela esquerda , como dizia o leão da montanha).

    Mateus 24;34-36 ; diz , que o filho , Cristo , nem os anjos , sabiam o dia e a hora , mas " SOMENTE O PAI. "

    Perguntinha; " Já que Jesus era 100% Deus quando estava na terra (conforme o Senhor confirmou) , o que impedia ele de saber o dia e a hora ? Será que a sua essência humana era " superior , ou mais poderosa , do que a sua essência divina, que o impedia de Jesus saber o dia e a hora ??

    Com respeito as suas questões , já foram respondidas pelo Diego , nos comentários anteriores!"

    ResponderExcluir
  34. Diego, disse,

    Bom dia Paulo!

    Vamos lá, sobre sua primeira afirmação:

    É CLARO QUE JESUS NÃO FOI O CRIADOR DO UNIVERSO. EM ISAÍAS 44:24 DEUS DIZ QUE CRIOU TODAS AS COISAS SOZINHO. O TEXTO NÃO DIZ QUE PRIMEIRO ELE CRIOU "UM DEUS MENOR" PARA AJUDÁ-LO NA OBRA DA CRIAÇÃO. NÃO EXISTE UM INTERMEDIÁRIO, UM AGENTE NO ATO DA CRIAÇÃO A NÃO SER DEUS, COMO ELE MESMO DISSE. SE VOCÊ CONTINUAR AFIRMANDO QUE DEUS CRIOU TODAS AS COISAS ATRAVÉS DE UM AGENTE OU DEUS MENOR INCORRERÁ NO PECADO DE DESMENTIR O PRÓPRIO JEOVÁ QUE VOCÊ AFIRMA ADORAR.


    _____________


    Resposta:

    Veja Colossenses 1:16 novamente:

    “Pois, POR MEIO DELE, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. POR MEIO DELE E PARA ELE, DEUS CRIOU TODO O UNIVERSO.” – (Nova Tradução na Linguagem de Hoje)

    João 1:3:
    “Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” (Almeida Atualizada)

    POR MEIO DE: A locução “por meio de” significa “por intermédio de” e está relacionada à ideia de instrumento, instrumento esse utilizado na execução de determinada ação.

    Veja alguns exemplos do uso dessa expressão:

    Conheci minha namorada POR MEIO DE amigos.
    A encomenda foi entregue POR MEIO DOS correios.
    A empresa comunica-se com seus funcionários POR MEIO DE e-mails.

    Por isso que na Bíblia, Jesus Cristo é chamado de PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO e FILHO UNIGÊNITO

    PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO (primeiro criado / primeiro filho / primeiro de um grupo): Jesus foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas. (João 1:3; Colossenses 1:16, 17) Isto incluiria os milhões de outros filhos espirituais da família celestial de Jeová Deus (Veja Daniel 7:9, 10; Apocalipse 5:11), bem como o universo físico e as criaturas originalmente produzidas nele. (Gênesis 1:26) Todas estas outras coisas criadas não somente foram criadas “POR INTERMÉDIO DELE”, mas também “PARA ELE”, como o Primogênito de Deus e o “herdeiro de todas as coisas”. — Colossenses 1:16; Hebreus 1:2.

    FILHO UNIGÊNITO (filho único) Ser Jesus chamado de “Filho unigênito” (João 1:14; 3:16, 18; 1 João 4:9) não significa que as outras criaturas espirituais produzidas não eram filhos de Deus, pois também são chamados filhos. (Gênesis 6:2, 4; Jó 1:6; 2:1;38:4-7) No entanto, por ele ser a ÚNICA CRIAÇÃO DIRETA DE SEU PAI, o Filho primogênito era NESSE SENTIDO UNICO, diferente de todos os outros filhos de Deus, os quais foram criados ou gerados por Jeová POR MEIO daquele Filho primogênito.

    MAS JESUS NÃO FOI CO-CRIADOR JUNTO COM JEOVÁ

    A participação do Filho nas obras de criação, porém, não o tornara Co-criador de seu Pai. O poder de criação procedia de Deus por meio do seu espírito santo, ou força ativa. (Gênesis 1:2; Salmo 33:6)

    E visto que Jeová é a Fonte de toda a vida, toda a criação animada, visível e invisível, deve sua vida a ele. (Salmo 36:9)

    Então, o Filho, em vez de ser Co-criador, era O AGENTE OU INSTRUMENTO POR MEIO DE QUEM JEOVÁ, O CRIADOR, OPERAVA. O próprio Jesus atribuiu a criação a Deus, assim como fazem também todas as Escrituras. — Mateus 19:4-6;


    RESPOSTA ➡Você continua repetindo a mesma coisa. É claro que Jesus atribuiu a criação a Deus, porque não foi Jesus, homem, que criou o Universo. Em Colossenses 1:16 não foi Jesus quem criou todas as coisas mas o Logos que depois se encarnou. Paulo está usando de uma linguagem retroativa onde Jesus é identificado como o Logos por causa da encarnação deste na pessoa do Senhor Jesus formando uma única pessoa.

    ResponderExcluir
  35. Você diz, "Jesus foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas. Isto incluiria os milhões de outros filhos espirituais da família celestial de Jeová Deus (Veja Daniel 7:9, 10; Apocalipse 5:11), bem como o universo físico e as criaturas originalmente produzidas nele. (Gênesis 1:26) Todas estas outras coisas criadas não somente foram criadas “POR INTERMÉDIO DELE”, mas também “PARA ELE”, como o Primogênito de Deus e o “herdeiro de todas as coisas. "

    RESPOSTA ➡Eu já expliquei que Jesus NÃO EXISTIA QUANDO DEUS CRIOU O UNIVERSO.

    Quem existia era a Palavra, o Verbo, ou do original grego Logos (termo que possui outros significados).

    A Palavra, o Logos, ERA DEUS, porque Deus e sua palavra são uma e a mesma coisa. Entendeu?

    O Logos não é uma criatura mas é o meio que Deus usou para criar todas as coisas. Deus não usou um agente externo, uma criatura, um deus menor, mas a sua própria Palavra que é identificado como uma pessoa divina, o Logos. (Eu agora não vou entrar em questões mais profundas sobre estes assuntos).

    Vamos ler Mateus 1,

    "E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque O QUE NELA ESTÁ GERADO É DO ESPÍRITO SANTO ;
    E dará à luz um filho e CHAMARÁS o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
    Mateus 1:20,21.

    Está entendendo? JESUS NÃO EXISTIA NO ANTIGO TESTAMENTO. Esse homem, Jesus, o cordeiro de Deus, existia no plano eterno de Deus, em seus decretos.

    Quem estava em atividade era o Logos, a eterna segunda pessoa da Divindade. Existem intérpretes que preferem o uso do termo teológico Trindade, outros preferem o termo Triunidade. O termo bíblico é Divindade ou Deus mesmo.

    O que eu quero dizer?

    ResponderExcluir
  36. Que Deus usou sua própria Palavra como meio e não um agente externo, um intermediário entre Ele e a criação uma criatura, para criar outras criaturas. Se Jesus, como você quer, criou junto com Jeová todas as outras criaturas ENTÃO ELE SE TORNA O DEUS DAS CRIATURAS QUE ELE das quais ele participou com Deus no ato da criação. No ato da criação não existiu outra ação A NÃO SER CRIAR. Então, Jesus, só poderia criar porque não havia mais nada a fazer!

    Leia Gênesis capítulo 1 e nos mostre se havia outra atividade a não ser Deus criando através de sua Palavra!

    Que participação fantasiosa de Jesus a Watchtower inventou. Onde está Jesus em Gênesis 1?!

    Voce, disse, "Jesus foi usado pelo Pai na criação de todas as outras coisas."

    RESPOSTA ➡Então nos mostre em Gênesis 1 exatamente onde está acontecendo a criação, onde está Jesus?!!!

    Você disse, "Por isso que na Bíblia, Jesus Cristo é chamado de PRIMOGÊNITO DA CRIAÇÃO e FILHO UNIGÊNITO."

    RESPOSTA : Jesus não existia quando Deus criou o Universo. Quem criou o Universo foi o Logos que mais tarde veio habitar em sua Tenda - o Messias - em Belém. Em seu nascimento Jesus se torna o UNIGÊNITO de Deus sendo gerado na mulher pelo poder do Espírito Santo.


    Se Jesus foi criado por Jeová antes de Jeová criar o Universo Jesus foi criado duas vezes?

    Se no ventre de Maria, Jesus não foi criado, o que aconteceu? Poderia nos explicar?





    ResponderExcluir
  37. Diego, disse,

    "Paulo, sobre o seu segundo comentário:

    EM PROVÉRBIOS 8 A SABEDORIA DE DEUS, UM ATRIBUTO DE DEUS, É PERSONIFICADA DE FORMA POÉTICA... É POESIA HEBRAICA. SE VOCÊ INTERPRETAR LITERALMENTE VAI ENTRAR EM CONTRADIÇÃO COM ISAÍAS 44:24 ONDE DEUS CLARAMENTE DIZ COM TODAS AS LETRAS QUE ELE CRIOU TUDO SOZINHO.

    (sobre a segunda parte, referente a Apocalipse 3:14 eu já respondi no meu comentário anterior)


    ____________

    Se interpretarmos que a Sabedoria mencionada em Provérbios 8:22-31 refere-se literalmente a Jeová e não a Jesus, ai sim que teremos um problema Paulo...

    Leia por favor Provérbios 8:22:

    “O Senhor ME CRIOU COMO A PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, o princípio dos seus feitos mais antigos.” (Almeida atualizada)

    Pergunto: Se Jeová criou a sua própria sabedoria como a PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, significa então que antes de Jeová começar suas obras criativas, a sua sabedoria NÃO EXISTIA? Isso é possível?


    Leia por favor Provérbios 8:30:

    “então eu estava ao seu lado como arquiteto; e era cada dia as suas delícias, alegrando-me perante ele em todo o tempo;” (Almeida atualizada)

    Pergunto: Se o texto faz referencia a Sabedoria de Jeová (e não a Jesus Cristo), como então é possível que ela estivesse AO SEU LADO COMO ARQUITETO e se alegrando PERANTE ELE?

    É interessante que referência cruzada da Bíblia Almeida (século 21) em Provérbios 8:22 leva até Apocalipse 3:14, que diz:

    “Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, A TESTEMUNHA FIEL E VERDADEIRA, O PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS” (Almeida atualizada)

    Te pergunto Paulo: quem é a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus?


    RESPOSTA 👉Vou repetir: O HOMEM JESUS DE CARNE E OSSOS SÓ VEIO À EXISTÊNCIA EM SEU NASCIMENTO EM BELÉM DA JUDÉIA. ANTES DISSO JESUS SOMENTE EXISTIA NOS CONSELHOS ETERNOS DO ALTÍSSIMO.

    Então, Jesus, não foi criado por Jeová lá no céu no mundo espiritual, entendeu?

    Jesus é a natureza humana que Deus assumiu, possuíndo um espírito, alma, e corpo humanos, mas sem pecado e nascido de uma virgem por um ato sobrenatural e soberano de Deus para ser o templo da segunda pessoa da Divindade. A união das duas naturezas forma uma única pessoa. Definição super- ultra-mega-simples.

    Portanto, a sabedoria de Provérbios 8:22 - 31 não pode ser Jesus.

    Quando os intérpretes e comentaristas dizem que Jesus pré-existia ao seu nascimento isto é uma maneira retroativa de falar, ou seja, eles estão olhando para o passado e equiparando o Jesus, homem, com o Logos, por causa da encarnação em que as duas naturezas em conjunto formaram uma única pessoa. O homem Jesus pelo ato da encarnação veio a ser uma única pessoa com o Logos, mas até o seu nascimento o homem Jesus não existia mas pré-existia no Logos, até que veio a plenitude dos tempos para o seu aparecimento.

    ResponderExcluir
  38. Você, disse,

    "Leia por favor Provérbios 8:22:

    “O Senhor ME CRIOU COMO A PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, o princípio dos seus feitos mais antigos.” (Almeida atualizada)

    Pergunto: Se Jeová criou a sua própria sabedoria como a PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, significa então que antes de Jeová começar suas obras criativas, a sua sabedoria NÃO EXISTIA? Isso é possível?"


    RESPOSTA ➡Este capítulo de Provérbios 8 começa com uma personificação da sabedoria como uma mulher chamando nas ruas. Uma personificação é uma figura de linguagem em que as qualidades humanas são dadas a coisas não humanas. Por exemplo, dizer que a oportunidade está batendo à sua porta é uma personificação da oportunidade. Seria insensato para a pessoa checar a porta para ver se alguém está lá literalmente batendo. Oportunidade não é uma pessoa real. No caso de Provérbios 8, qualidades pessoais são atribuídas à virtude da sabedoria, de modo que soa como uma pessoa (Prov. 8:12), mas não é realmente uma pessoa.

    A principal intenção de Salomão dos versículos 22-30 é comunicar que Deus usou a sabedoria quando criou o mundo. Deus foi sábio desde o começo. David ecoa essa ideia nos Salmos. Ele escreve: “Ó Senhor, quão múltiplas são as tuas obras! Na sabedoria você fez todos eles; a terra está cheia das vossas criaturas ”(Sl 104: 24). Salomão enfatiza o mesmo ponto. Ele escreve: “O Senhor me possuiu [sabedoria] no início de sua obra” e “Eu [sabedoria] estava ao lado Dele, como um obreiro ...” (Provérbios 8:22, 30). A questão é: esta passagem é mais do que sabedoria?

    O argumento das Testemunhas de Jeová em provérbios 8:22 depende do significado do verbo qanah, que eles traduzem como produzido ou criado. Há dois motivos para rejeitar a tradução da Tradução Novo Mundo. Primeiro, a maioria dos estudiosos da Bíblia acha que POSSUIR (Jeová me possuía e não Jeová me criou) é a melhor tradução da língua original. Portanto, Salomão está dizendo que Jeová possuía sabedoria, não que Ele a criou. Se Jeová não criou a sabedoria, então o argumento deles de que Jesus é a primeira criação de Jeová desaparece.

    Em segundo lugar, a lógica exige que a tradução das Testemunhas de Jeová seja desconsiderada. Claramente, Jeová não poderia ter produzido sabedoria. A sabedoria é um dos atributos essenciais que Jeová possui desde a eternidade. Se a Tradução Novo Mundo estiver correta, então Jeová carece de sabedoria até que Ele a produza. Já que Jeová é eterno, isso significa que Ele existiu eternamente sem a virtude da sabedoria até que Ele a produziu em um tempo finito atrás.

    ResponderExcluir
  39. Diego20 de abril de 2018 16:25

    A PERSONIFICAÇÃO DO ESPÍRIO SANTO NÃO PROVA A SUA PERSONALIDADE:

    O Espirito santo faz lembrar - João 14:26 / O ARCO-ÍRIS faz lembrar - Gênesis 9:16

    O Espirito santo ensina - João 14:26 / A ESCRITURA ensina - 2 Timóteo 3:16

    O Espirito santo dá testemunho - João 15:26 / As OBRAS dão testemunho - João 5:36

    O Espirito santo guia - João 16:13 / A NUVEM guiou - Neemias 9:19

    O Espirito santo fala - João 16:13 / A PALAVRA DE DEUS fala - 1 Reis 19:9

    O Espirito santo ouve - João 16:13 / Os MONTES ouvem - Miquéias 6:2

    O Espirito santo declara - João 16:13 / O CÉU declara - Salmo 19:1

    O Espirito santo se entristece - Efésios 4:30 / A ESCARPA E A MURALHA choram - Lamentações 2:8

    O Espirito santo consola - João 14:16 / As ESCRITURAS consolam - Romanos 15:4


    EXISTEM PASSAGENS BÍBLICAS QUE TORNAM IMPOSSÍVEL QUE O ESPÍRITO SANTO SEJA UMA PESSOA:

     ENCHE pessoas – Êxodo 31:3; Atos 2:4

     Pode VIR SOBRE pessoas – Juízes 3:10; Lucas 2:25

     Pode estar ATIVO em pessoas – Juízes 14:6. 1 Samuel 10:6

     É DERRAMADO – Atos 2:17; 10:45

     Pode ser PARCELADO – Números 11:17,25

     É SOPRADO – João 20:22



    O espírito santo é comumente ASSOCIADO A COISAS IMPESSOAIS.

    A Bíblia fala de batizar pessoas com espírito santo e com FOGO (Mat 3:11),

    de estar cheio de FÉ e espírito santo (Atos 6:5; 11:24),

    de estar cheios de ALEGRIA e espírito santo (Atos 13:52).



    RESPOSTA 👉Você está fazendo comparações inapropriadas. O Espírito Santo É O ESPÍRITO DE DEUS e portanto divino. E, em Deus, em sua natureza NÃO EXISTE NADA DE IMPESSOAL SENÃO DEUS NÃO SERIA ONISCIENTE.

    Haveria algo no Ser de Deus que seria como o vácuo destituído de inteligência.

    Então a comparação que você fez não é legítima porque você quer comparar a criação com o Criador.

    O fato do Espírito Santo estar associado a coisas impessoais não muda nada. Jesus disse: Eu sou a porta. Pronto, Jesus não é mais pessoa. Inventa outra.

    O Espírito é soprado, derramado, encher pessoas, e daí? Jesus não disse que Ele é o Pai viriam habitar nos crentes? E agora? Deus disse em Joel que derramaria o ESPÍRITO SANTO DELE sobre toda a carne.

    ResponderExcluir
  40. Como pode o Espírito de Deus que SONDA A MENTE DE DEUS ser uma força impessoal depois destes 10 exemplos a seguir?

    1. O Espírito ensina e lembra.

    João 14:26, o Consolador , O ESPÍRITO SANTO , a quem o Pai enviará em meu nome, ele lhes ENSINARÁ todas as coisas e fará com que vocês se lembrem de tudo o que eu disse a vocês.

    1 Coríntios 2:13, Nós transmitimos isto em palavras não ensinadas pela sabedoria humana, mas ENSINADAS PELO ESPÍRITO , interpretando verdades espirituais para os que são espirituais.

    2. O Espírito fala.

    Atos 8:29, O ESPÍRITO DISSE a Filipe: Vá e junte-se a esta carruagem.

    Atos 13:2: Enquanto eles estavam adorando o Senhor e jejuando, O ESPÍRITO SANTO DISSE : 'Separe para mim Barnabé e Saulo para o trabalho para o qual eu os chamei.

    3. O Espírito toma decisões.

    Atos 15:28, PARECEU BEM AO ESPÍRITO SANTO E A NÓS não deitar sobre você nenhum encargo maior do que esses requisitos.

    3. O Espírito pode ser entristecido.

    Efésios 4:30, não AFLIJA O ESPÍRITO SANTO DE DEUS , por quem você foi selado para o dia da redenção.

    4. O Espírito pode ficar indignado.

    Hebreus 10:29, Quão pior castigo, você acha, será merecido por aquele que tem. . . INDIGNADO O ESPÍRITO DA GRAÇA ?

    5. Pode-se mentir para o Espírito.

    At 5: 3, 4, Por que Satanás preencheu seu coração para MENTIR AO ESPÍRITO SANTO ? . . . Você não mentiu para homens, MAS PARA DEUS .

    6. O Espírito pode proibir ou impedir a fala e os planos humanos.

    Atos 16:6-7, eles passaram pela região da Frígia e da Galácia, tendo sido PROIBIDOS PELO ESPÍRITO SANTO de falar a palavra na Ásia. E quando eles chegaram à Mísia, eles tentaram entrar na Bitínia, mas o ESPÍRITO DE JESUS não os permitiu.

    7. O Espírito busca tudo e compreende os pensamentos de Deus.

    1Coríntios 2:10-11, o ESPÍRITO a tudo sonda, até mesmo as profundezas de Deus. . . . ninguém compreende os pensamentos de Deus, exceto O ESPÍRITO DE DEUS.

    8. O Espírito distribui dons espirituais.

    1 Coríntios 12:11, O MESMO ESPÍRITO . . . distribui [dons espirituais] a cada um individualmente COMO ELE QUER .

    9. O Espírito nos ajuda, intercede por nós e tem uma mente.

    Romanos 8:26-27, o ESPÍRITO NOS AJUDA em nossa fraqueza. Pois não sabemos por que orar como devemos, mas o próprio ESPÍRITO INTERCEDE por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações sabe qual é a intenção do ESPÍRITO , porque o ESPÍRITO INTERCEDE pelos santos de acordo com a vontade de Deus.

    10. O Espírito dá testemunho aos crentes sobre sua adoção.

    Romanos 8:16: O PRÓPRIO ESPÍRITO TESTIFICA com o nosso espírito que somos filhos de Deus.

    11. O Espírito testifica de Cristo.

    Mas quando o Auxiliador vier, a quem eu enviarei da parte do Pai, O ESPÍRITO DA VERDADE , que procede do Pai, ele testemunhará de mim.

    12. O Espírito glorifica a Cristo da mesma forma que o Pai glorificou o Filho e o Filho glorificou o Pai, toma o que é de Cristo e o declara aos crentes.

    João 16:14: ELE ME GLORIFICARÁ, porque ele tomará do que é meu e o declarará a vocês.

    O Espírito Santo é Deus e Pedro afirmou isso👉At 5: 3, 4, Por que Satanás encheu o teu coração para mentires ao Espírito Santo? . . . Você não mentiu para homens, mas para Deus.

    Como mentir para o Espírito não é mentir para Deus se o Espírito não é Deus?

    E se o Espírito é Deus, como nele não estarão todos os atributos pessoais de Deus?

    Como é que uma força impessoal pode glorificar a Jesus Cristo, já que o ato de glorificar é uma ação inteligente?

    ResponderExcluir
  41. Diego, disse,

    "Paulo, você não respondeu a minha pergunta:

    Em nome do Pai = Jeová
    Em nome do Filho = Jesus
    Em nome do Espírito Santo = ?
    Se os 3 são pessoa, QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?


    RESPOSTA 👉 Você está partindo da interpretação dada pela Watchtower.

    Deus, na antiga aliança usou quase 7000 vezes o nome Yahve - nome que não possui um significado conhecido.

    Como Deus se fez um parente redentor, um ser humano, em Cristo, sem deixar de ser Deus, Ele passou a utilizar um nome humano Yĕhowshuwa que é o mesmo nome de Josué em hebraico e que significa "Yahve é Salvação" porque tipologicamente quem introduz o povo na terra prometida é Josué/Yĕhowshuwa.

    Em representação, na história do povo hebreu, Josué fez aquilo que Cristo, o nosso Yĕhowshuwa irá fazer com Sua Igreja levando o seu Israel para a Canaã Celestial.

    Sendo que as três pessoas da Divindade atuam na salvação dos crentes tendo como ponto de contato com a humanidade a pessoa do Senhor Jesus causa do dom da encarnação do logos o nome próprio pelo qual se identificam as três pessoas é Jesus o nosso Yĕhowshuwa.

    Isso na terra, porque no céu é um novo nome que somente os remidos conhecerão.

    Não existe um nome individual para cada pessoa da Divindade porque no céu Deus possui um nome eterno que sempre teve. Os eleitos o conhecerão. É um novo nome simplesmente porque ninguém o conhece a não ser Deus mesmo. No Apocalipse o Pai e o Filho têm o mesmo "novo nome." Se cada pessoa da Divindade tivesse um nome individual haveriam três nomes celestiais eternos o que caracterizaria "politeísmo na área."


    Mas por enquanto a redenção se processa aqui na terra, o Pai, o Filho e o Espírito Santo são reconhecidos no nome de Jesus. Não que o Pai, ou o Espírito Santo sejam Jesus, mas operam nesse nome e os crentes têm acesso às três pessoas no nome do Senhor Jesus.

    Se cada pessoa da Divindade tivesse um nome não seria mais um Deus mas três deuses à exemplo dos pagãos.

    Então, na antiga aliança a três pessoas agiam se representavam pelo nome de Yahve, e na nova aliança, pelo nome de Jesus.

    ResponderExcluir
  42. José Roberto de Araujo Araújo 20 de abril de 2018 14:07 disse,

    É meu caro Paulo Cadi, até agora não consegui mostrar nenhum texto bíblico , eu disse; " NENHUM TEXTO BÍBLICO" , onde o título El- Shadai é aplicado a pessoa de Cristo. (fuga pela esquerda , como dizia o leão da montanha).

    Mateus 24;34-36 ; diz , que o filho , Cristo , nem os anjos , sabiam o dia e a hora , mas " SOMENTE O PAI. "

    Perguntinha; " Já que Jesus era 100% Deus quando estava na terra (conforme o Senhor confirmou) , o que impedia ele de saber o dia e a hora ? Será que a sua essência humana era " superior , ou mais poderosa , do que a sua essência divina, que o impedia de Jesus saber o dia e a hora ??

    Com respeito as suas questões , já foram respondidas pelo Diego , nos comentários anteriores!"

    RESPOSTA 👉Não. Nenhuma pergunta foi respondida.

    Bem, quanto ao dia e a hora da Vinda [presença para as Testemunhas] a passagem de Mateus 24;34-36 para as Testemunhas lê-se desta maneira,

    36 “A respeito daquele dia e daquela hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas somente o Pai. 37 Pois, assim como eram os dias de Noé, assim será a PRESENÇA do Filho do Homem.

    Como a palavra grega "parousia" para as Testemunhas não significa "vinda" mas "presença" e como Jesus já está em sua parousia ou presença desde o ano de 1914 essa passagem de Mateus 24:36-37 JÁ É PASSADO, quer dizer, todas as Testemunhas já conhecem o mistério escondido por trás de Mateus 24:36 se contradizendo quando eles afirmam que somente o Pai sabe!!!

    Leiam aqui abaixo o que eu colei e me digam qual a moral que as Testemunhas de Jeová tem para usar Mateus 24:36 com toda essa folha corrida que eles carregam desde o princípio!!!


    – “Tendo em vista a forte evidência da Bíblia, consideramos como uma verdade estabelecida que o fim cabal dos reinos deste mundo e o estabelecimento total do Reino de Deus na Terra se realizarão no final de 1914” (Estudos das Escrituras 2, pp. 76, 78 e 285 [versão em espanhol]).

    – “Neste capítulo apresentamos a evidência bíblica que afirma que os Tempos dos Gentios terminarão em 1914. Isto quer dizer que nesta data o Reino de Deus estará estabelecido firmemente na Terra. O Reino do qual Cristo nos ensinou: ‘Venha a nós o vosso Reino'” (Estudos das Escrituras 3, pp. 247 e 306 [versão em espanhol]).

    – “Esta guerra culminará na batalha de Armagedon, o que significará o estabelecimento permanente e total do Reino do Messias” (A Atalaia, 01.04.1915 [versão em inglês]; reimpressão).

    No entanto, chegando 1915, nada ocorreu. Ao invés de aprenderem com seu erro, voltaram a tropeçar na mesma pedra outras vezes.

    – “O dia da Vingança, o qual começou com a Guerra Mundial de 1914, explodirá em uma furiosa tormenta em 1918” (Estudos das Escrituras 7, p. 404 [versão em espanhol], 1917).

    – “Nos restam apenas alguns meses antes que se manifeste a grande noite” (A Atalaia, 01.10.1917, p. 6149 [versão em inglês]; reimpressão).

    – “O que nos trará o ano de 1918? (…) Os cristãos esperam ver cumpridas totalmente as esperanças da Igreja” (A Atalaia, 01.01.1918, p. 6191 [versão em inglês]; reimpressão).

    – “Como já indicamos, o grande ciclo de jubileus terminará em 1925. A partir de então será reconhecida a fase terrestre do Reino. Portanto, podemos confiantemente esperar que 1925 marcará o regresso de Abraão, Isaac, Jacó e os fiéis profetas da Antigüidade, especialmente aqueles citados pelo Apóstolo em Hebreus 11” (Milhões dos que Agora Vivem não Morrerão Jamais, p. 73, 1920).

    ResponderExcluir
  43. – “O mais indispensável entre as coisas que deverão ser restauradas é a vida da raça humana e, como quer que seja, há diversas citações que, sem dúvida, indicam a ressurreição de Abraão, Isaac, Jacó e outros fiéis dos tempos antigos. Estes gozarão do primeiro favor: podemos esperar que o ano de 1925 presenciará o regresso destes fiéis saindo do túmulo plenamente restaurados à perfeição humana e constituindo-se em representantes legais e visíveis da nova ordem das coisas na Terra. Uma vez que o Reino Messiânico esteja estabelecido, o grande Messias, formado por Jesus e sua Igreja glorificada, despensará sobre o mundo as bênçãos por tanto tempo aguardadas e desejadas” (Milhões dos que Agora Vivem não Morrerão Jamais, pp. 72 e 88, 1920).

    Outro fiel servo de nossos tempos, muitíssimo usado por Jeová, foi Joseph F. Rutherford, citado no início do artigo. Foi um bravo defensor da verdade bíblica e, concretamente, do nome de Jeová. Ainda que fosse geralmente conhecido como ‘o Juiz Rutherford’, era um homem humilde de coração. Por exemplo, em certa ocasião fez catégoricas declarações no tocante a certos acontecimentos que os cristãos poderiam esperar para o ano de 1925. Quando não se cumpriu o que ele esperava, disse humildemente à família de Betel do Brooklyn que havia caído no ridículo” (A Atalaia, 01.12.1993 [versão em espanhol]).

    Mesmo assim, continuaram tropeçando na mesma pedra:

    – “A obra do Testemunha [de Jeová] pela Teocracia parece ter se cumprido na maioria dos países da Cristandade; estamos ansiosos e atentamente aguardando o sinal da batalha do Armagedon” (A Atalaia, 01.09.1940 [versão em inglês]).

    – “O novo livro ‘Filhos’ provará ser útil nos últimos meses que restam antes do Armagedon” (A Atalaia, 01.10.1941 [versão em inglês]).

    – “Estamos nos últimos meses que antecedem a batalha do Armagedon” (A Atalaia, 15.09.1941 [versão em inglês]).

    – “Conforme a fidedigna cronologia bíblica, os seis mil anos desde a criação do homem terminarão em 1975 e o sétimo período de mil anos da história humana começará no outono de 1975 da Era Cristã, de forma que os 6000 anos da existência do homem sobre a terra logo terminarão” (Vida Eterna na Liberdade dos Filhos de Deus, pp. 29-30, 1966).

    – “Conforme um cálculo mais recente da conta do tempo na Bíblia, os seis mil anos da existência do homem terminarão na segunda metade do ano de 1975. O milênio bíblico está diante de nós” (A Atalaia, 15.04.1967 [versão em espanhol]).

    – “Fixem-se nisto, irmãos: faltam apenas 90 meses para que se complete a existência do homem na terra” (Ministério do Reino, p. 4, março/1968 [versão em inglês]).

    Após tropeçar tantas vezes na mesma pedra, a doutrina da Torre da Vigia tomou a sua forma atual, que afirma que em 1914 Cristo se tornou “presente”, porém, de forma “invisível”, estando agora “subjugando” seus inimigos, após o que estabelecerá por completo o Reino de Deus e a paz eterna:

    – “Em 2 de outubro de 1914, Charles Taze Russell, então presidente da Sociedade Torre da Vigia de Bíblias e Tratados, anunciou expressamente: ‘Os Tempos dos Gentios terminaram; o dia de seus reis passaram’. Quão verídicas demonstraram ser suas palavras! Ainda que tenha sido invisível aos olhos humanos, em outubro de 1914 ocorreu no céu um acontecimento de transcedência mundial: Jesus Cristo, o Herdeiro permanente do ‘trono de Davi’, começou a governar como Rei sobre toda a humanidade (Lucas 1:32,33; Revelação 11:15)” (A Geração de 1914… Por que é significativa?, w92 1/5 6-7 [versão em espanhol]).

    ResponderExcluir
  44. ANTECEDENTES

    Para sabermos de onde veio esta doutrina, precisamos estudar um pouco a história da Sociedade Torre da Vigia e suas profecias não cumpridas sobre o fim do mundo.

    Uma das colunas básicas da Sociedade é o ensinamento sobre o Armagedon e o fim daquilo que denomina “o atual sistema das coisas”. Ao longo da História, se caracterizam [os Testemunhas] por imaginar que o fim encontra-se próximo de cada esquina, anunciando-o reiteradamente para 1914, 1918, 1925, 1941 e 1975.

    Citarei a seguir alguns extratos de suas publicações:

    – “Tendo em vista a forte evidência da Bíblia, consideramos como uma verdade estabelecida que o fim cabal dos reinos deste mundo e o estabelecimento total do Reino de Deus na Terra se realizarão no final de 1914” (Estudos das Escrituras 2, pp. 76, 78 e 285 [versão em espanhol]).

    – “Neste capítulo apresentamos a evidência bíblica que afirma que os Tempos dos Gentios terminarão em 1914. Isto quer dizer que nesta data o Reino de Deus estará estabelecido firmemente na Terra. O Reino do qual Cristo nos ensinou: ‘Venha a nós o vosso Reino'” (Estudos das Escrituras 3, pp. 247 e 306 [versão em espanhol]).

    – “Esta guerra culminará na batalha de Armagedon, o que significará o estabelecimento permanente e total do Reino do Messias” (A Atalaia, 01.04.1915 [versão em inglês]; reimpressão).

    No entanto, chegando 1915, nada ocorreu. Ao invés de aprenderem com seu erro, voltaram a tropeçar na mesma pedra outras vezes.

    – “O dia da Vingança, o qual começou com a Guerra Mundial de 1914, explodirá em uma furiosa tormenta em 1918” (Estudos das Escrituras 7, p. 404 [versão em espanhol], 1917).

    – “Nos restam apenas alguns meses antes que se manifeste a grande noite” (A Atalaia, 01.10.1917, p. 6149 [versão em inglês]; reimpressão).

    – “O que nos trará o ano de 1918? (…) Os cristãos esperam ver cumpridas totalmente as esperanças da Igreja” (A Atalaia, 01.01.1918, p. 6191 [versão em inglês]; reimpressão).

    – “Como já indicamos, o grande ciclo de jubileus terminará em 1925. A partir de então será reconhecida a fase terrestre do Reino. Portanto, podemos confiantemente esperar que 1925 marcará o regresso de Abraão, Isaac, Jacó e os fiéis profetas da Antigüidade, especialmente aqueles citados pelo Apóstolo em Hebreus 11” (Milhões dos que Agora Vivem não Morrerão Jamais, p. 73, 1920).

    – “O mais indispensável entre as coisas que deverão ser restauradas é a vida da raça humana e, como quer que seja, há diversas citações que, sem dúvida, indicam a ressurreição de Abraão, Isaac, Jacó e outros fiéis dos tempos antigos. Estes gozarão do primeiro favor: podemos esperar que o ano de 1925 presenciará o regresso destes fiéis saindo do túmulo plenamente restaurados à perfeição humana e constituindo-se em representantes legais e visíveis da nova ordem das coisas na Terra. Uma vez que o Reino Messiânico esteja estabelecido, o grande Messias, formado por Jesus e sua Igreja glorificada, despensará sobre o mundo as bênçãos por tanto tempo aguardadas e desejadas” (Milhões dos que Agora Vivem não Morrerão Jamais, pp. 72 e 88, 1920).

    Chegaram, inclusive, a construir uma mansão para que fosse habitada pelos patriarcas quando ressuscitassem (a qual – como você pode imaginar – não ficou sem ser desfrutada [pelo presidente da Sociedade Torre da Vigia]).

    Como era de se esperar, novamente passou o ano de 1925 e Abraão, Isaac e Jacó não ressuscitaram, e os dirigentes do Corpo Governante pensaram: “Que raios!”. Conta-se que ficaram tristes porque o fim do mundo não ocorreu.

    O fiasco foi tamanho que o próprio presidente dos Testemunhas de Jeová precisou reconhecer que passou por ridículo quando suas previsões do fim não se cumpriram – coisa que [os fiéis] tomaram como “um exemplo de humildade”:

    ResponderExcluir
  45. – “Exemplos de humildade que devemos imitar…
    Outro fiel servo de nossos tempos, muitíssimo usado por Jeová, foi Joseph F. Rutherford, citado no início do artigo. Foi um bravo defensor da verdade bíblica e, concretamente, do nome de Jeová. Ainda que fosse geralmente conhecido como ‘o Juiz Rutherford’, era um homem humilde de coração. Por exemplo, em certa ocasião fez catégoricas declarações no tocante a certos acontecimentos que os cristãos poderiam esperar para o ano de 1925. Quando não se cumpriu o que ele esperava, disse humildemente à família de Betel do Brooklyn que havia caído no ridículo” (A Atalaia, 01.12.1993 [versão em espanhol]).






    A GERAÇÃO DE 1914

    Após tropeçar tantas vezes na mesma pedra, a doutrina da Torre da Vigia tomou a sua forma atual, que afirma que em 1914 Cristo se tornou “presente”, porém, de forma “invisível”, estando agora “subjugando” seus inimigos, após o que estabelecerá por completo o Reino de Deus e a paz eterna:

    – “Em 2 de outubro de 1914, Charles Taze Russell, então presidente da Sociedade Torre da Vigia de Bíblias e Tratados, anunciou expressamente: ‘Os Tempos dos Gentios terminaram; o dia de seus reis passaram’. Quão verídicas demonstraram ser suas palavras! Ainda que tenha sido invisível aos olhos humanos, em outubro de 1914 ocorreu no céu um acontecimento de transcedência mundial: Jesus Cristo, o Herdeiro permanente do ‘trono de Davi’, começou a governar como Rei sobre toda a humanidade (Lucas 1:32,33; Revelação 11:15)” (A Geração de 1914… Por que é significativa?, w92 1/5 6-7 [versão em espanhol]).

    Esta passagem é bastante reveladora porque tenta converter o grande fracasso de Russell, ao prever o fim do mundo para 1914, em uma previsão cabalmente cumprida. Ainda que qualquer pessoa com um pouco de senso comum possa se perguntar como é que Cristo está reinando se a cada dia que passa o mundo cai em uma maior imoralidade (praticam-se cada vez mais abortos, legaliza-se o casamento-gay, legaliza-se a eutanásia, continuam ocorrendo guerras, assassinatos, roubos etc.), eles criaram uma resposta engenhosa:

    – “Porém, talvez você pergunte: se Cristo começou a governar em 1914, por que pioraram as condições na Terra? Porque, todavia, existia Satanás, o inimigo invisível da humanidade. Satanás teve acesso ao céu até 1914. Porém isso mudou quando o Reino de Deus foi estabelecido em 1914. ‘Ocorreu uma guerra no céu’ (Revelação 12:7). Satanás e seus demônios foram vencidos e lançados à Terra, produzindo efeitos catastróficos na humanidade. A Bíblia predisse: ‘Ai da terra e do mar, porque o Diabo desceu até vocês, possuindo grande ódio, sabendo que tem um curto espaço de tempo!’ (Revelação 12:12)” (A Geração de 1914… Por que é significativa?, w92 1/5 6-7 [versão em espanhol]).




    ResponderExcluir
  46. É daí José Roberto,

    Qual a moral que vocês tem para usarem Mateus 24:36 como prova para alguma coisa a favor da seita?


    Essa passagem de Mateus 24:36 as Testemunhas, assim como outros grupos interpretam erroneamente como sendo um evento cronológico seguido de outros períodos de tempo quando o oposto que é a Verdade. Essa passagem está se referindo ao fim da história, da cronologia do tempo, porque está apontando para o último dia, para o dia do juízo.

    "E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no ÚLTIMO DIA.
    Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no ÚLTIMO DIA ."
    João 6:39,40

    Em Mateus 24:36 o Senhor Jesus está afirmando que somente o Pai pode estabelecer o dia para o julgamento do mundo. Dia e hora não se trata de um dia específico da semana ou do mês mas o dia e hora do fim da história do presente século e a introdução imediata do Juízo.

    Porquanto tem DETERMINADO UM DIA em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos.
    Atos 17:31

    "Saber" do grego "εἴδω eido" o dia e a hora não é no sentido de conhecimento intelectual de alguma data mas no caso da passagem em consideração conforme o termo grego, "ver, perceber", o momento propício para finalizar a história humana e estabelecer o Juízo. Somente o Pai tem essa prerrogativa.

    ResponderExcluir
  47. Quando acabo de ler alguns comentários, e depois vou pensar em escrever, volto no blog e vc já esmagou as heresias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que a Watchtower já as envia amassadas kkk!

      Excluir
    2. Bom dia a todos!

      O Sr Paulo, responderei os seus argumentos, mas puxa vida, utilizar da FALÁCIA AD HOMINEM é feio hein? Vamos nos concentrar em refutar somente os ARGUMENTOS utilizados com base na BÍBLIA, e não atacando PESSOAS ou ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS. Você não acha que isso é mais proveitoso na busca da verdade?

      Até o momento me concentrei em atacar os ARGUMENTOS que o Sr utilizou, mostrando com base na BÍBLIA, e quando cito fontes externas, as utilizo para ou apoiar os argumentos apresentados, ou para atacar CONCEITOS ERRADOS, e nunca instituições religiosas ou pessoas de modo individual. Isso é uma atitude nada cristã, não acha?

      Detalhe: Não citei nenhuma Publicação das Testemunhas de Jeová nos meus argumentos, e ao transcrever os textos que apoiam meus argumentos, na maioria dos casos utilizo as Tradução utilizadas pelas igrejas trinitárias (Almeida, NVI, Linguagem de Hoje, etc).

      O que acha de continuarmos a conversar dessa forma? Não é mais proveitoso?

      Abraço.

      Excluir
  48. Percebeu Diego , o Nível de " falácia intelectual destes Senhores."

    Primeiro eu perguntei , onde na Bíblia o Título El- Shadaí é aplicado a pessoa de Cristo , e até mencionei que ele poderia fazê-lo mostrando as passagens Bíblicas que afirmam isso logo após Jesus ter ido ao céu , " E NADA".

    Segundo , Perguntei por que Jesus não saberia o dia e a hora , mas somente o Pai, o que impedia de Jesus saber o dia e a hora, será a que a sua natureza humana é superior a sua natureza divina que o impedia de " SABER" o dia e a hora ?

    Resposta " ENROLAÇÃO, ENROLAÇÃO, e NADA. "

    No final a resposta é ; " A Torre de Vigia disse ;

    2) A Watchtower falou ;

    3) Os Ungidos disse ;

    4) O Corpo Governante , bla, bla, bla.

    5 ) e Finalmente ; ' É UM MISTÉRIO ."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês são uma estação retransmissora da Watchtower, Brooklyn, New York.

      O que vocês fazem é repertir o que o Corpo Governante diz.

      Os ungidos sobre os não ungidos, o que é outra escumalha doutrinária vomitada pela Watchtower

      Se o Corpo Governante amanhã inventar de afirmar que houve um equívoco nos cálculos proféticos, e que o ano da Presença não é mais 1914 mas 1945, vocês cegamente irão repetir.

      Sobre o dia e a hora eu citei da Bíblia o termo grego traduzido como "saber" e o seu significado que não é um conhecimento intelectual de alguma data específica, mas "ver" no sentido metafórico de determinar quando ocorrerá a Vinda que culmina o fim da história humana de pecado.

      Mas vocês já sabem quando foi o dia e a hora não é mesmo? Então só quem sabe o dia e a hora é o Pai e as Testemunhas de Jeová!!!

      Não foi em 1914?

      Mas como o tempo está passando e nada de Armageddon, e os velhos ungidos já morreram e como vocês não podem ficar sem o Corpo Governante o Corpo Governante tem que manipular constantemente o número dos ungidos para nunca faltar ungidos vivos e produzindo esse lixo escroto de doutrina.


      Depois você diz,

      Primeiro eu perguntei , onde na Bíblia o Título El- Shadaí é aplicado a pessoa de Cristo , e até mencionei que ele poderia fazê-lo mostrando as passagens Bíblicas que afirmam isso logo após Jesus ter ido ao céu , " E NADA".


      RESPOSTA 👉Como é que o título de El Shadday vai ser aplicado à Jesus se quando esse título foi usado Jesus NÃO HAVIA NASCIDO?

      Se o ÚNICO nome Redentor na nova aliança é nome de Jesus porque teria de ser citado o título de El Shadday, El Ely on, El Gibbor, etc?

      De onde você tirou essa idéia?

      Sendo que esses títulos estão relacionados diretamente à eventos que ocorreram no Antigo Testamento porque teriam de ser citados no Novo Testamento com relação ao ministério do Senhor Jesus que é o ápice de tudo o que esses títulos significavam?

      A Bíblia diz claramente em Filipenses 2 que Jesus recebeu um nome ou título que está acima de todos os outros títulos (não está se referindo à nomes próprios como Pedro, José, João, etc,) mas a títulos de honra, e esse título ou nome é o de Senhor "Kuryos" e que no novo Testamento é posto propositadamente no lugar do tetragrama quando são citadas passagens do Antigo Testamento.

      O Kuryos do Novo Testamento é o Yahweh do Antigo Testamento e que está acima dos outros títulos como El Shadday, El Elyon, El Gibbor, etc.

      Agora, porque a Watchtower INSERIU O NOME JEOVÁ 237 VEZES NO NOVO TESTAMENTO quando este nome não é encontrado nos manuscritos gregos do novo testamento?





      Excluir
  49. E , por último , com respeito a Provérbios 8;22-31 ; as próprias traduções feitas por aqueles que acreditam na Trindade , em suas notas marginais , aplicam a sabedoria personificada como sendo Jesus Cristo .

    1 Corintios 1;24 ; " Jesus Cristo é a sabedoria de Deus. "

    Isso demonstra a " desonestidade intelectual destes senhores. "

    ResponderExcluir
  50. José roberto de araujo araújo 21 de abril de 2018 12:06

    E , por último , com respeito a Provérbios 8;22-31 ; as próprias traduções feitas por aqueles que acreditam na Trindade , em suas notas marginais , aplicam a sabedoria personificada como sendo Jesus Cristo .

    1 Corintios 1;24 ; " Jesus Cristo é a sabedoria de Deus."

    Isso demonstra a " desonestidade intelectual destes senhores."



    RESPOSTA 👉Eu vou repetir: JESUS, O HOMEM, A IDENTIDADE HUMANA DO VERBO-LOGOS NÃO EXISTIA ATÉ O SEU NASCIMENTO EM BELÉM.

    A sabedoria de Deus não pode ser criada porque é um atributo ou propriedade inerente ao Ser de Deus.

    Como a sabedoria poderia ser criada se a única sabedoria real que existe é a sabedoria de Deus?


    Você citou, "1 Corintios 1;24 ; " Jesus Cristo é a sabedoria de Deus."


    RESPOSTA 👉 Paulo não estava nessa passagem afirmando que o homem Jesus pré-existia, mas que Jesus Cristo homem é a revelação em carne da sabedoria de Deus que os gregos buscavam através da filosofia. Leia o contexto.

    ResponderExcluir
  51. Até agora Sr. Paulo Cadi, o Senhor só " girou, girou ", igual a uma cisterna rota que não contém água . "

    Como tinha dito, começou a falar em " torre de vigia, corpo governante , Watchtower ", mudança de assunto que nada tem a ver com o tema. "

    Mas vamos ver se o que o Senhor disse sobre Provérbios 8;22-31 , é verdade!'

    Na realidade , Provérbios 8;22-31; é uma pedra no sapato de quem acredita na trindade !'

    A Sabedoria de Provérbios diz que ela foi criada ou produzida como o " princípio dos caminhos de Deus ". Jeová sempre foi eterno, portanto a sabedoria inerente a Jeová sempre existiu.A Sabedoria não existe a parte " de um ser " mas pertence a tal ser , portanto a sabedoria de Provérbios significa a personificação de alguém. A sabedoria, o príncipio da criação de Jeová , Jesus Cristo , conforme Apocalipse 3;14 ; " o princípio" (arkhe) da criação de Deus. "

    O Estudo Perspicaz das Escrituras na página 574 diz; " O que se encontra registrado nas Escrituras a respeito da Palavra Ajusta-se notavelmente a descrição fornecida em Provérbios 8;22-31; Ali, a Sabedoria é personificada , apresentada como sendo capaz de falar e agir. ( Provérbios 8;1)Muitos dos Escritores do Primeiro Século da Era Comum, que professavam serem cristãos , entenderam que esta parte se referia simbolicamente ao Filho de Deus.Em vista dos textos já considerados , não se pode negar que este filho foi " produzido" por Jeová , como o princípio dos seus caminhos , a mais antiga das suas realizações de há muito.Nem que o filho estivera ao lado de Jeová como mestre de Obras durante a criação da terra. " João 17;5 ; nos diz ; " Com a glória que eu tive " JUNTO DE TI" antes de haver mundo. "

    A Sabedoria de Jeová foi expressa na criação , conforme Provérbios 3;19,20;, mas por meio de (diá) do filho dele , Conforme 1 Corintios 8;6; Portanto, o propósito sábio de Jeová com relação a humanidade é manifestada mediante seu filho , Jesus Cristo, ou resumindo , nele. Desta forma, o " apóstolo podia dizer que Cristo representa não só a " Sabedoria , mas também o PODER de Deus , e que Cristo se tornou para nós sabedoria de Deus, também justiça e santificação e livramento por meio do resgate. "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pv 8:22 que diz "O Senhor me possuía no início de sua obra." Consideremos dois pontos aqui:
      1. Em vez de “possuía”, devemos observar que a expressão “criou”, que aparece em outras versões, é uma tradução legitima da palavra hebraica qanah. Alguns tradutores e intérpretes preferem dizer aqui “o Senhor me criou”.
      2. mas a nossa versão portuguesa diz “possuía”, também uma tradução possível. Na verdade, o verbo hebraico original pode significar “estabelecer” (Gn 14:19, referindo se a formação dos céus) e “gerar” (Dt 23:6), ou mesmo “comprar” (Gn 25:10) ou “adquirir” (Gn 4:1). É inútil pois tentar resolver o problema de estar em vista ou não o verbo, por meio de um apelo ao sentido dessa palavra hebraica. A passagem no livro de provérbios é um passo na direção da doutrina do Logos, mas é tanto exagero como anacronismo equiparar as duas coisas e fazer do capítulo 8 de provérbios uma afirmação cristológica.

      Excluir
  52. Continuando ;

    Provérbios 8;22; (TNM)" Jeová me produziu com o princinpio da sua sabedoria, a primeira de suas realizações mais antigas. " Notas de referências , g, h, cita João 1;1-3, 14 e Colossenses 1;15-17. Aplicando a Jesus Cristo. Provérbios 8;30 ; diz; "Eu estava ao seu lado como trabalhador perito . Eu era a sua maior alegria dia após dia.Alegrava-me diante dele todo o tempo." Referências marginais temos a letra D" que cita Gênesis 1;26; Jó 1;1,3; João 17;5; Colossenses 1;15,16;. Portanto, Jesus Cristo foi o primeiro mover de Deus , a sua primeira criação !"

    A Bíblia de Estudo Manfay Way, em sua nota de Rodapé sobre Provérbios 8;22-31 ; diz; "O Senhor me possuiu; "Está bastante claro que quem fala aqui é uma pessoa inteligente e divina , e não pode ser outra se não o filho de Deus, a quem as principais coisas da sabedoria são atribuidas nas outras escrituras.A melhor exposição desses versículos é dada nos primeiros quatro versículos do evangelho de João. "

    A Bíblia de Estudo de Shaadon diz; "8;22; Este trecho, até ao fim do capítulo , é uma antecipação da voz de Cristo , proclamando a verdade antes de sua vinda ao mundo, na estrabaria de Belém.Cristo estava na glória , mas não inativo (João 5;17;) antes que houvesse mundo. ( João 17;5).

    A Tradução EcuMênica diz sobre Provérbios 8;22-31; "A sabedoria como pessoa régia. Por antigo que seja , A Sabedoria tem ínicio, distiguindo-se assim de Deus, que lhe é anterior e que a engendrou.Ela, porém, preexiste a todas as Criaturas . Esboça -se ai a questão do ser misterioso dessa sabedoria , a que será assemelhado ao Cristo, " Sabedoria de Deus"( 1 Corintios 1;30)Entre as afirmações deste capítulo e as de Paulo , há as interrogações de Jó 28;20-27, e as apresentações de Sr 24 e Br 3,38.- O Hino Cristólogico de Colossenses 1; 15-20, parece ter se inspirado fortemente em Provérbios 8;22-36.

    Bíblia Sagrada Tradução Brasileira ; em Provérbios 8;30 ; diz; "Então estava ao seu lado como arquiteto e enchia-me de gozo dia após dia ; regozijando-me sempre diante dele. " Aponta então em suas notas marginais para João 1;1-3 , apontando assim para Jesus Cristo , como sendo a Sabedoria de Provérbios 8;22-31.

    Bíblia Sagrada João Ferreira de Almeida , Revista e Corrigida ;Provérbios 8;22; diz; "O SENHOR me possui no princípio dos seus caminhos ,e antes de suas obras mais antigas. "- Referências marginais ; Apocalipse 3;14; Referindo-se a Cristo como o princípio da Criação de Deus. "

    Portanto, Sr. Paulo Cadi, o Senhor está andando na contramão do que diz as Traduções Trinitárias . " ( mais uma falácia da sua parte ).

    ResponderExcluir
  53. Olá Diego

    Boa noite

    Eu aprendi que existem 3 Céus mas são no mínimo 4 pois Deus está no Santo Céu e acima desse céu tem um espação que seria um céu também pois se não tivesse tal céu seria uma não existência ou um nada e isso não seria possível. Você escreveu céus físicos e céus espirituais e você na ose atentou que Deus está antes e é superior à criação e aí tem uma questão interessante pois Deus é o Criador das coisas espirituais e materiais pois Deus está acima da criação então Deus estava na Eternidade pré-criação.
    A Sacratíssima e Santíssima Trindade realmente mora no Santo Céu espiritual do universo material e repetindo acima deste céu tem um outro céu mas a Eternidade está além disso. Tanto os céus materiais quanto espiritual foram criados por Deus pois Deus estava antes da criação na Eternidade pré-criação.Obviamente Deus é superior inclusive ao Santo Céu Espiritual. Se você crê que os céus sempre existiram então eu concluo que Deus Criador não existe pois esses seriam eternos num universo eterno sem criação pois se Deus é o Criador logo TODA a criação espiritual e material é inferior a Ele pois até o Céu onde Deus vive foi uma criação dEle. Em 1º Reis 8:30-39 fala de “céus” que é o Santo Lugar espiritual e que tem acima dele um céu a menos que entendamos que existem infinitos céus espalhados pelo espação e Deus fica neles também.

    Sim, eles não estão condicionadas ao mundo material e vivem no Céu Espiritual que é o Santo Céu pois está separado dos outros céus materiais e até mesmo esse Santo Céu foi criado por Deus Jesus estava na Eternidade pré-criação e se Ele de acordo com a sua crença foi o mestre de obras participou da criação então Ele estava antes do que foi criado logo estava na Eternidade então era e é e sempre será Deus. Boa observação sua sobre a palavra primogênito, pois em Colossenses 1:15 diz que Ele é “imagem de Deus” e isso mostra que Deus se fez carne e habitou entre nós então temos mais uma prova bíblica que Jesus=Deus e em relação à palavra primogênito Ele é o principal pois a criação teve a participação dEle e só Deus participa da criação logo mais uma prova que Jesus= Deus. E em Hebreus 1:5-6 indica que Jesus foi gerado no sentido que foi gerada a vontade de vir a terra de ser enviado e lembrando com a concordância dEle pois Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo concordaram entre si para Jesus vir à terra. E na própria passagem de Hebreus 1:5-6 fala que os anjos devem adorar Jesus=Deus.

    A questão de ser primogênito está atrelada a vinda dEle à terra e observe que em Hebreus 1:5-6 se usa a palavra “mundo” e isso indica a missão terrena de Deus em carne no mundo. Jesus ser Filho de Deus não nega o fato dEle ser Deus pois tal nomenclatura define a missão dEle. Cada Santa Pessoa da Santíssima e Sacratíssima Trindade tem uma missão Deus Filho se fez carne Deus Espírito Santo é o Consolador então veja cada Um em suas respectivas missões. E Colossenses 1:15-17 fala da criação e lembrand ao criação é de todas as coisas inclusive do mundo espiritual e a criação desse mundo veio até mesmo antes do anjos pois os santos anjos do Senhor habitam lá e então Deus não apenas existe mas É na Eternidade pré-criação Jesus participando com Deus Pai também estava antes da criação logo Jesus=Deus.
    Gênesis 1:26 está se referindo ao ser humano mas a criação tem mais coisas e tal passagem prova a imortalidade da alma com a participação da Santíssima Trindade e se as coisa s forma criadas “por intermédio dele” logo foram na Eternidade ou seja antes ou seja essa intermediação de Jesus prova que Ele é Deus pois só Deus pode fazer tal missão e logo na criação do universo.
    .

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  54. Vocês continuam interpretando o texto de Provérbios 8 conforme aprenderam da Watchtower, ou seja, erroneamente, afirmando que o Logos foi criado, o que é uma completa tolice, inclusive quando o ungidos inventam de citar os Pais da Igreja.


    Citação de um jeovista nos comentários : "O Estudo Perspicaz das Escrituras na página 574 diz; " O que se encontra registrado nas Escrituras a respeito da Palavra Ajusta-se notavelmente a descrição fornecida em Provérbios 8;22-31; Ali, a Sabedoria é personificada , apresentada como sendo capaz de falar e agir. ( Provérbios 8;1)Muitos dos Escritores do Primeiro Século da Era Comum, que professavam serem cristãos , entenderam que esta parte se referia simbolicamente ao Filho de Deus.Em vista dos textos já considerados , não se pode negar que este filho foi " produzido" por Jeová , como o princípio dos seus caminhos , a mais antiga das suas realizações de há muito.Nem que o filho estivera ao lado de Jeová como mestre de Obras durante a criação da terra. " João 17;5 ; nos diz ; " Com a glória que eu tive " JUNTO DE TI" antes de haver mundo. "




    RESPOSTA 👉Justino Mártir cita Provérbios 8: 22-31 como parte de seu argumento
    que a Palavra (que é a sabedoria divina) é distinta, mas também inseparável de Deus:

    " Deus gerou antes de todas as criaturas um começo, [que era] um certo
    poder intelectual [PROCEDENTE ] de Si mesmo, que é Chamado pelo
    Espírito , ora a Glória do Senhor, ora o Filho, novamente Sabedoria,
    novamente um anjo, então Deus, e então Senhor e Logos ...
    Ele foi gerado pelo Pai por um ato de vontade; assim como vemos
    acontecendo entre nós: quando damos alguma palavra nós
    geraramos a palavra; ainda não por abscisão, de modo a diminuir a palavra
    [que permanece] em nós, quando nós produzimos: e assim como nós vemos também
    acontecendo no caso de um incêndio, que não é diminuído quando
    acendeu [outro], mas continua o mesmo; e aquilo que tem sido
    acendido por ele também parece existir por si mesmo, não diminuindo
    aquele de que foi aceso. A Palavra de Sabedoria, que é
    Ele mesmo este Deus gerado do Pai antes de todas as coisas, e da Palavra,
    e sabedoria, e poder, e a glória do procriador, trará
    provas para mim, quando ele fala por Salomão o seguinte: "Se eu
    deve declarar para você o que acontece diariamente, eu devo lembrar de eventos
    da eternidade eterna, e revê-los. O Senhor me fez o começo
    dos seus caminhos para as suas obras ..."

    ▪Justino, Dial. 61, PAIS ANTE-NICENOS vol. 1, 227.

    ◽Justino afirmou identificou a Sabedoria/Sofia com a Palavra/Logos que surgiu de Deus como uma chama de uma fogueira, ou seja, possui a mesma natureza eterna do Pai ainda que distinta dele em pessoa. Não é criada pelo Pai através de sua Palavra como as criaturas, mas é gerada, e portanto, a própria emanação do Pai.

    "e assim como nós vemos também
    acontecendo no caso de um incêndio, que não é diminuído quando
    acendeu [outro], mas continua o mesmo; e aquilo que tem sido
    acendido por ele também parece existir por si mesmo, não diminuindo
    aquele de que foi aceso."

    ResponderExcluir
  55. Quando os pais da igreja que escreveram antes da controvérsia ariana aplicaram o termo "criado" [Gr. κτίζω ktizo] para o preexistente Filho de Deus, eles fizeram isso com o entendimento de que era um sinônimo de "gerar" [Gr. γεννάω gennao] . Em outras palavras, em um contexto cristológico, "criado" significa "procriado". Este entendimento parece se encaixar muito bem com terminologia e temas bíblicos (por exemplo, Deus como Pai e Jesus como o Filho de Deus, o unigênito do Pai, o Filho unigênito, etc.), e está incorporado no contexto mais amplo de Provérbios 8.22 por apenas três versos após a Sabedoria ter sido identificada como sendo criada/feita [Gr. κτισέν ktizeo] pelo Senhor/Iahve lemos que o mesmo Senhor/Iahve "gera" [Gr. γεννᾷ Gena] a mesma sabedoria.


    João 1:3 diz que todas as coisas foram feitas através [gr. dia, por meio de, através] da Palavra.

    A Palavra foi o veículo do qual Deus empregou para criar.

    Então quando no Gênesis lemos Deus falando "haja", quem está falando é a Palavra eterna que saiu de Deus e que se manifestou no ato da criação. Pré-existente em Deus, no Ser de Deus, portanto não foi criada por Deus como algo não pertencesse a natureza de Deus, mas foi trazida à luz, à manifestação, para a realização da criação de todas as coisas.


    O Logos criou todas as coisas, não Jesus o Nazareno, a natureza humana do Logos.

    Como é que Jesus, o homem, pode ter existido antes de seu nascimento com sua natureza humana criando o Universo?

    Eu estou esperando a resposta para as seguintes perguntas,

    Se Jesus foi criado por Jeová QUAL O MEIO QUE JEOVÁ USOU PARÁ CRIAR JESUS?

    Se Jesus foi criado por Jeová ANTES DE NASCER EM BELÉM, Ele também foi criado NO VENTRE DE MARIA.

    COMO pode JESUS ter sido criado DUAS VEZES?

    Vocês já estão mais perdidos do que cachorro em procissão!

    ResponderExcluir
  56. Orígenes -

    "Em primeiro lugar, devemos notar que a natureza dessa divindade que está em Cristo em relação a Ele ser o Filho unigênito de Deus é uma coisa, e que a natureza humana que Ele assumiu nestes últimos tempos para os propósitos do dispensação (de graça) é outra. E, portanto, primeiro temos que averiguar o que é o Filho unigênito de Deus, visto que Ele é chamado por muitos nomes diferentes, de acordo com as circunstâncias e visões dos indivíduos. Pois Ele é chamado de Sabedoria, segundo a expressão de Salomão: "O Senhor me criou - o princípio dos seus caminhos e entre as Suas obras, antes que Ele fizesse qualquer outra coisa; Provérbios 8:22: Dominus me inventa initium viarum suarum e estabeleceu-me antes de todas as eras. No começo, antes de formar a terra, antes de produzir as fontes das águas, antes que as montanhas fossem firmadas , antes de todas os montes. Ele me gerou ". [Lat. GENERAT - PG 11.130.8] Ele também é denominado Primogênito, como o apóstolo declarou: "quem é o primogênito de toda criatura". O primogênito, no entanto, não é por natureza uma pessoa diferente da Sabedoria, mas um e o mesmo. (De Principiis, 1.2.1 - ANF 4.245, 246.).'


    Orígenes acentua que,

    "Ele também é denominado Primogênito, como o apóstolo declarou: "quem é o primogênito de toda criatura". O primogênito, no entanto, NÃO É POR NATUREZA UMA PESSOA DIFERENTE DA SABEDORIA mas um e o mesmo. (De Principiis, 1.2.1 - ANF 4.245, 246.)."

    Orígenes -

    " Agora este Filho foi gerado pela vontade do Pai, pois ele é a 'imagem do Deus invisível' e 'efusão da sua glória e impressão da sua substância', 'o primogênito de toda a criação', uma criação , sabedoria. Pois a própria sabedoria diz: "Deus me criou no começo de seus caminhos para as suas obras". [Prov. 8:22: GC θεὸς ἔκτισέ με ἀρχὴν ὁδῶν αὐτοῦ εἰς ἔργα αὐτοῦ - GCS 22.349.] Se ele é uma 'imagem do Deus invisível', ele é uma imagem invisível; e ouso acrescentar que, como é uma semelhança do Pai, não há tempo em que ele não existisse. (Orígenes sobre os Primeiros Princípios - Sendo o Texto de De Principiis de Koetschau Traduzido para o Inglês, por G. W. Butterworth, 1973, 4.4.1, pp. 314, 315.)."

    Orígenes diz,

    " Se ele é uma 'imagem do Deus invisível', ele é uma imagem invisível; e ouso acrescentar que, como é uma semelhança do Pai, não há tempo que ele não existisse. (Orígenes sobre os Primeiros Princípios - Sendo o Texto de DePrincipiis de Koetschau Traduzido para o Inglês, por G. W. Butterworth, 1973, 4.4.1, pp. 314, 315.)."

    Orígenes afirmou a eternidade do Filho segundo a sua natureza divina.

    O termo "criação" não tem a conotação de criado pela palavra como acontece com os seres criados mas com o sentido de que a origem do Logos é Deus reproduzindo-se a si mesmo e que produz o Filho. Como a natureza de Deus não tem princípio o Filho necessariamente é eternamente gerado, ou seja, não tem princípios.

    É uma analogia com o nascimento de uma criança.

    Agora repito a pergunta para as Testemunhas de Jeová aqui presentes responderem,

    QUAL O MEIO PELO QUAL DEUS CRIOU SUA PALAVRA DE JOÃO 1:1-3?

    RESPONDAM E NÃO VENHAM COM OUTROS ARGUMENTOS ANTES DE RESPONDEREM.

    SE NÃO RESPONDEREM É PORQUE NÃO SABEM.

    ResponderExcluir
  57. O Entendimento de que a Sabedoria personificada de Provérbios capítulo 8 é na realidade, figurativa de Jesus na sua existência pré-humana sempre existiu na maioria das Igrejas que se dizem cristãs . Tal entendimento é comumente observado nos escritos dos Pais da Igreja dos Primeiros Séculos do Cristianismo , incluindo estudiosos notavéis como Orígenes, Irineu, Justino Mártir , Clemente de Alexandria , Tertuliano, Etc. Muitos Eruditos da Bíblia ( inclusive trinitários ), chegaram mesmo a dizer que tal ligação é feita no Novo Testamento em 1 Corintios 1;24;".

    O Erudito e Trinitário Edmund Fortmam escreveu; "

    "Paulo aplicou (Provérbios 8;22-30) ao Filho de Deus.Os Apologistas (escritores cristãos do século 2 e 3) usaram este para provar aos gentios e Judeus a pré-existência da palavra e seu papel na criação. "- ( Uma pesquisa detalhada lhe permitirá ver onde citações dos escritos de Irineu, Origenes, Tertuliano, Clemente de Alexandria , e Justino o Mártir , igualam o Filho como a " Sabedoria" mencionada em Prov. 8;22-30; e admitem que ele (Jesus ) foi criado por Deus como início das Obras de Deus -).

    O Erudito Trinitário Dr. W. H.C. Frend , Concorda; "

    " No momento em que ele escreveu aos Corintios no (ano) 53 , Paulo tinha desenvolvido em sua mente a equação de Cristo com a Sabedoria divina encarnada. "( Cristo , poder de Deus e Sabedoria de Deus" ( 1 Corintios 1;24 )" - P. 102, The Rise of Christianity, Fortress Press, 1985.

    No Díalogo com Trifão de Justino o Mártir capítulo 61 podemos ver um exemplo desse entendimento de Provérbios 8;22;

    Escritos de Justino o Mártir (160 DC), e veja o que ele disse com respeito a Cristo ;

    "Capítulo LXI; " Vos darei outro testemunho , meus amigos, ' eu disse , das escrituras , que Deus gerou antes de todas as coisas um principio (que era) certo poder racional (procedendo) de si mesmo , que é chamado pelo espírito santo , ora a glória do senhor, ora do filho, " e também Sabedoria, e também um anjo , (um) Deus, e o Senhor e Logos. Ele fala por meio de Salomão o seguinte , " se eu vos declarar o que acontece diariamente farei relembrar eventos desde a eternidade , e os observaremos." O Senhor me fez o principio dos seus caminhos pelos seus trabalhos. Desde a eternidade. ele me estabeleceu no principio antes dele ter feito a terra." - Aqui Justino identifica a Sabedoria como sendo " JESUS EM SUA EXISTÊNCIA PRÉ_HUMANA. "

    Capítulo LXII; ( Escritos de Justino); " Assim como as Escrituras por meio de Salomão tornou claro , que aquele a quem Salomão chama de Sabedoria , foi gerado como um principio antes de todas as suas criaturas e como descêndencia de Deus. "

    João afirmou sobre a depêndencia de Vida oriunda de Deus ao dizer; " Pois, assim como o Pai tem vida em si mesmo, assim também " CONCEDEU" ao filho, ter vida em si mesmo . " - João 5;26;

    2 Corintios 13;4 ; "De fato , é verdade que ele foi pregado em uma estaca devido a fraqueza, mas " ELE ESTÁ VIVO DEVIDO AO PODER DE DEUS. " - O Apóstolo Paulo, por inspiração confirma que " Cristo vive por causa do poder de Jeová. "

    Romanos 6;4; "A fim de que , assim como Cristo foi levantado dentre os mortos, por intermédio do poder do Pai."

    É Senhor Paulo Cadi, as suas " falácias" estão caindo por terra (estamos apenas começando ) , e demonstra que o Senhor tem muito que aprender com as Testemunhas de Jeová !'

    ResponderExcluir
  58. O Extremamente Trinitário Novo Dicionario da Bíblia, 1982, página 1257, diz; "

    "Não é inesperado que Paulo iria ver Jesus, como Sabedoria de Deus. Que Paulo viu em Cristo o cumprimento de Provérbios 8;22; ss. Parece evidente a partir de Colossenses 1.;15; e ss, O que reflete fortemente a descrição da Sabedoria no V.T. "

    ResponderExcluir
  59. Bom dia Sr Paulo e a todos.

    Visando deixar menos “poluído” os comentários, vou ser mais objetivo nas respostas as refutações pelo Sr apresentadas. Porém, várias delas já foram refutadas, mas o Sr insiste em questiona-las com os mesmos argumentos (Falácia AD NAUSEAM)

    Bom, sobre o seu último questionamento:

    QUAL O MEIO PELO QUAL DEUS CRIOU SUA PALAVRA DE JOÃO 1:1-3?

    __________________



    RESPOSTA ►

    Antes de mais nada Sr Paulo, gostaria de deixar claro uma coisa:

    É obvio que quando falo de Jesus Cristo na sua existência pré-humana, não estou me referindo AO HOMEM JESUS CRISTO QUE NASCEU EM BELÉM A CERCA DE 2 MIL ANOS ATRÁS.... Estou falando da PESSOA DO FILHO, que ao NASCER NA TERRA RECEBEU O NOME DE JESUS, OK? Então não precisa ficar refutando esse argumento.

    Bem, Em João cap 1, o evangelista João está se referindo a origem PRÉ-HUMANA, do Filho de Deus, que ao vir a Terra recebeu o nome de JESUS. João 1:1, 2, fornece o nome celeste daquele que se tornou Jesus: A Palavra ou Verbo (ou Ló·gos).

    Este estava NO PRINCÍPIO COM O DEUS.” O que isso significa?

    A Bíblia mostra que Jeová é ETERNO e NÃO TEVE PRINCÍPIO. (Veja Salmo 90:2 e Apocalipse 15:3) Então, será que dizer que a Palavra estava no PRINCIPIO com Deus significa que ela sempre existiu?

    Não. Pare e pense: Se o evangelista João quisesse dizer que a Palavra CO-EXISTIA COM O PAI NA ETERNIDADE, não concorda que ele não diria NO PRINCIPIO, mas usaria um termo mais apropriado, como NA ETERNIDADE Sr Paulo? Não passaria a idéia correta?

    Ficaria assim: “Na ETERNIDADE era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”

    Portanto, seguindo a lógica apresentada por João no cap 1, estar a Palavra com Deus desde o “PRINCÍPIO” refere-se ao INÍCIO DAS OBRAS CRIATIVAS DE JEOVÁ. Isto é confirmado por outros textos (que já apresentei), que identificam a Palavra (Jesus na sua existência-pré humana) como “O PRIMOGÊNITO DE TODA A CRIAÇÃO”, “O PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS”. (Colossenses 1:15; Apocalipse 3:14) Assim o contexto bíblico apresenta de maneira inequívoca e incontestável que a Palavra (Jesus, em sua existência pré-humana), é a primeira CRIAÇÃO DE DEUS, e portanto seu FILHO PRIMOGÊNITO.

    Seguindo a lógica bíblica de que a Palavra (o Filho) foi o primogênito (o princípio da criação/a primeira das criações de Deus), obviamente foi O PRÓPRIO JEOVÁ QUE O CRIOU (ou gerou, trouxe a existência, produziu, deu origem a, etc).

    Conforme já foi bem estabelecido nos comentários anteriores, é incontestável que as palavras de Provérbios 8:22 referem-se a origem pré-humana do Filho:

    “O Senhor me CRIOU COMO A PRIMEIRA DAS SUAS OBRAS, O PRINCÍPIO DOS SEUS FEITOS MAIS ANTIGOS.”

    Jesus também é chamado pelo evangelista João de o Deus UNIGÊNITO, (Conforme João 1:18) e Filho UNIGÊNITO (conforme João 3:16). O que isso significa? Isso quer dizer que ele foi o único FILHO CRIADO (ou gerado) DIRETAMENTE POR JEOVÁ. Ao passo que todos os outros seres vivos no céus e na terra foram feitos POR INTERMÉDIO de Jesus Cristo.

    É por isso que em João 1:3 diz:
    Todas as coisas foram feitas POR INTERMÉDIO DELE, e SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ.

    Se Jesus CO-EXISTISSE NA ETERNIDADE COM O PAI, o correto seria verter esse texto assim:
    Todas as coisas foram feitas POR ELE, e SEM ELE NADA DO QUE FOI FEITO SE FEZ.

    E Colossenses 1:16 confirmar isso ao dizer:
    “Pois, POR MEIO DELE, Deus criou tudo, no céu e na terra, tanto o que se vê como o que não se vê, inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades. POR MEIO DELE E PARA ELE, Deus criou todo o Universo.”

    ResponderExcluir
  60. O Sr Paulo disse:

    Em Apocalipse 3:14 o Senhor Jesus ressuscitado é o primogênito da nova criação que virá. Ele é o protótipo da nova criação.

    Responda para nós, como é que o homem Jesus é o primogênito da criação atual?

    Você quer dizer que em Apocalipse 3:14 Jesus está dizendo que ele foi criado por Jeová antes de haver o universo?

    Como pode isso?

    ____________

    RESPOSTA ►

    De onde o Sr tirou essa idéia de que “o Senhor Jesus ressuscitado é o primogênito da nova criação que virá. Ele é o protótipo da nova criação.”???

    Apocalipse 3:14 diz:

    “Ao anjo da igreja de Laodicéia escreva o seguinte: “Esta é a mensagem do Amém, da testemunha fiel e verdadeira, daquele POR MEIO DE QUEM DEUS CRIOU TODAS AS COISAS.”

    O texto é bem claro em dizer por meio de quem Deus “CRIOU (no tempo passado) TODAS AS COISAS”. Se ele estivesse falando da “nova criação” o correto seria dizer “CRIARÁ TODAS AS COISAS”.

    A referência cruzada de Apocalipse 3:14 leva para Provérbios 8:22 (já comentado exaustivamente aqui):

    “O SENHOR DEUS ME CRIOU ANTES DE TUDO, ANTES DAS SUAS OBRAS MAIS ANTIGAS.

    Portanto, Apocalipse 3:14 se refere as criações de Deus, visíveis e invisíveis, e nada tem a ver com a “nova criação”.

    ResponderExcluir
  61. Sr Paulo, o Sr ainda não me respondeu se concorda ou não com o meu argumento:

    O SR DISSE:
    Se na passagem em foco 2Coríntios 13:14 como você disse, "O Pai não é citado, mas sim, Deus", então quem é esse Deus? Por acaso é avô, tio, sobrinho?!

    EU RESPONDI:
    isso mesmo, Deus e o Pai. Portanto, SE JESUS E O ESPIRITO SANTO SAO CITADOS A PARTE DE DEUS, LOGICAMENTE ELES NÃO PODEM SER DEUS, MAS SOMENTE O PAI (NO SENTIDO ABSOLUTO) CONCORDA?

    Para ajuda-lo nessa questão, gostaria que analisa-se Apocalipse cap. 21 e 22.

    Apocalipse 21:22 e 23
    “Nela não vi santuário, porque o seu santuário é O SENHOR DEUS TODO-PODEROSO, e o CORDEIRO.
    A cidade não necessita nem do sol, nem da lua, para que nela resplandeçam, porém a GLÓRIA DE DEUS a tem alumiado, e o CORDEIRO é a sua lâmpada.”

    Apocalipse 22:1
    E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do TRONO DE DEUS E DO CORDEIRO.

    Apocalipse 22:3
    Ali não haverá jamais maldição. Nela estará O TRONO DE DEUS E DO CORDEIRO, e os seus servos o servirão,

    Pergunto:

    Porque João menciona DEUS, separadamente do CORDEIRO (Jesus Cristo, conforme João 1:29), sendo que segunda a Trindade, Jesus Cristo também é DEUS?

    João tem a visão do trono de DEUS e do CORDEIRO. Onde está o trono do ESPIRITO SANTO, a suposta 3ª pessoa da Trindade (ou Divindade)?

    Aguardo suas respostas.

    ResponderExcluir
  62. Sr Paulo, sobre o meu comentário em 16 DE ABRIL DE 2018 17:50, até agora o Sr (ou qualquer defensor da doutrina da Trindade) se pronunciou.

    O meu argumento foi que a provisão de Deus para a redenção da humanidade (o resgate) exigia um ser humano semelhante a Adão (ou seja 100% homem) para cobrir o que Adão perdeu, e portanto a ideia de um Cristo 100% homem e ao mesmo tempo 100% Deus não seria permitido para equilibrar a justiça divina.

    Aguardo respostas (se houver).

    ResponderExcluir
  63. Sr Paulo disse:

    Porque nesta passagem de NATUREZA TRINITÁRIA Paulo teria de chamar Jesus e o Espírito Santo de Deus se o tema do qual ele está tratando exige que ele se expresse desta maneira?

    Note que a graça, o amor, e a comunhão são dispensadas, cada uma pelos três personagens.

    Se a graça é dispensada por uma pessoa, o Senhor Jesus

    Se o amor é dispensado por uma pessoa Deus, o Pai

    Como é que a comunhão vai ser dispensada por uma força impessoal?!

    ___________________


    Resposta ►

    Primeiro, que quem determinou que essa passagem é de “NATUREZA TRINITÁRIA”, são os próprios trinitaristas, e não a Bíblia.

    Segundo, se referir Paulo ao PAI como DEUS, separado ONTOLOGICAMENTE do espirito santo e de Jesus Cristo faz TODA A DIFERENÇA no entendimento de quem de fato é DEUS. Ou seja, Paulo apresenta aqui a PESSOA DO PAI como sendo, SOMENTE ELE, Deus.

    O Sr disse que “o tema do qual ele está tratando exige que ele se expresse desta maneira.”

    Argumento sem sentido do Sr...
    Se Paulo substituísse DEUS por PAI, não alteraria o sentido da mensagem.

    Portanto, ao utilizarem essa passagem, (ao qual os trinitaristas afirmam ser a “benção trinitáriana”) para tentar provar a Trindade, sem saber eles estão provando ao contrário.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  64. Sr Paulo, referindo-se a Mateus 28:19 o Sr disse:

    Isto é invenção sua, não consta no texto.

    O texto diz NO NOME com o propósito de enfatizar a unidade, a indivisibilidade entre o Pai, e o Filho, e o Espírito Santo.

    Não é para dar nomes.

    Porque não diz para batizar em nome de Deus mas no nome do Pai?

    Por causa da paternidade de Deus

    Filho por causa da Filiação de Deus, como Filho na pessoa de Jesus

    Espírito Santo como o Espírito de Adoção que o crente recebe pelo novo nascimento.

    ___________


    RESPOSTA ►

    Mais uma vez, o Sr fugindo da pergunta...

    Eu não disse que texto em questão quer saber o nome do espírito santo, mas antes, fiz uma pergunta a ser respondida no contexto geral da Bíblia: QUAL O NOME DO ESPÍRITO SANTO?

    Jeová e Jesus Cristo consideram muito importante o nome na adoração verdadeira.

    Jeová considerava importante as pessoas conhecerem seu nome:
    Que as pessoas saibam que TU, CUJO NOME É JEOVÁ, SOMENTE TU ÉS O ALTÍSSIMO SOBRE TODA A TERRA. (Salmo 83:18)

    Jesus disse a mulher samaritana:
    “Vós adorais o que não conheceis; NÓS ADORAMOS O QUE CONHECEMOS; porque a salvação vem dos judeus.” (João 4:22)

    Jesus orou a Jeová a favor de seus discípulos:
    “MANIFESTEI O TEU NOME AOS HOMENS que do mundo me deste. Eram teus, e tu mos deste; e guardaram a tua palavra. (João 17:6)

    Na oração modelo, deu primazia ao nome do Pai:
    “Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, SANTIFICADO SEJA O TEU NOME;” (Mateus 6:9)


    Portanto, aguardo uma resposta. Se de fato o espirito santo é uma pessoa (a 3ª pessoa da Trindade ou Divindade), me mostre na Bíblia qual o nome dele.

    ResponderExcluir
  65. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  66. Sr Paulo disse:
    É claro que o logos sendo Deus tenha este titulo honorífico de El Shaday aplicado à ele.

    Agora o Senhor Jesus, o segundo Adão, que é a personalidade humana que o logos assumiu é a carne no qual o El Shaday se expressou, o templo vivo de Deus, pois ele mesmo disse aos Fariseus : "Destruam este templo e em três dias eu o levantarei." João 2:19.

    Jesus estava se identificando como o templo de El Shaday E POR ISSO A CARNE QUE NASCEU DE UMA MULHER NÃO ERA O EL SHADAY MAS ELE, O LOGOS, ERA O EL SHADAY.

    À Jesus é atribuído os títulos ou nomes redentores de Deus porque todo o plano de redenção estava nele. O título grego Kuryos-hebraico Adonay atribuído a Jesus o Nazareno equivale ao nome de Deus, YAHWEH que propositadamente deixa de ser usado na nova aliança.

    RESPOSTA ►

    Como é que é Sr Paulo?

    “O título grego Kuryos-hebraico Adonay atribuído a Jesus o Nazareno equivale ao nome de Deus, YAHWEH que propositadamente deixa de ser usado na nova aliança.”

    Qual a base bíblica para essa afirmação Sr Paulo?

    Quer dizer então que o título SENHOR aplicado a Jesus EQUIVALE a JEOVÁ, que de modo PROPOSITAL deixou de usar o SEU NOME quando Jesus instituiu o novo pacto? É isso mesmo??

    Salmo 86:12:
    Eu te louvo de todo o coração, ó Jeová, meu Deus;
    GLORIFICAREI O TEU NOME PARA SEMPRE,

    Miqueias 4:5:
    “Todos os povos, da sua parte, andarão cada um no nome de seu deus; mas nós, da nossa parte, ANDAREMOS NO NOME DE JEOVÁ, NOSSO DEUS, POR TEMPO INDEFINIDO, PARA TODO O SEMPRE.”

    Sr Paulo, Jesus disse que tornou o nome do PAI conhecido aos seus discípulos (João 17:6) Ele fez isso para depois substituir o nome do seu PAI pelo seu próprio nome?

    ResponderExcluir
  67. Sr Paulo,

    Sobre o seu questionamento no dia 20 de abril de 2018 02:37:

    Eu falei se transformar e não manifestações temporárias.

    Jesus antes de vir à terra, antes de nascer, era uma criatura espiritual e, segundo vocês, era divino.

    Bem, quando ele nasceu ele deixou de ser um espírito?

    _____________

    RESPOSTA ►►
    Lhe dei a resposta no dia 19 de abril de 2018 09:48.

    Mas para ficar mais claro, vamos ver o que a Bíblia diz:

    João 1:14: “E o Verbo SE FEZ CARNE, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.”

    Mateus 1:18: “O nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, a sua mãe, ia casar com José. Mas antes do casamento ELA FICOU GRÁVIDA PELO ESPÍRITO SANTO.”

    Lucas 1:30: “Então o anjo continuou: – Não tenha medo, Maria! Deus está contente com você. VOCÊ FICARÁ GRÁVIDA, dará à luz um filho e porá nele o nome de Jesus.”

    Lucas 1:34, 35: “Então Maria disse para o anjo: – Isso não é possível, pois eu sou virgem! O anjo respondeu: – O ESPÍRITO SANTO VIRÁ SOBRE VOCÊ, e o PODER DO DEUS ALTÍSSIMO A ENVOLVERÁ COM A SUA SOMBRA. Por isso o menino será chamado de santo e Filho de Deus.

    Como a Bíblia mostra, Maria de fato ficou GRÁVIDA, portanto ocorreu uma CONCEPÇÃO DE VERDADE. Portanto, é lógico acreditar que Jeová fez com que um óvulo no útero de Maria fosse FECUNDADO, transferindo a VIDA de seu Filho primogênito, de maneira milagrosa, DO DOMÍNIO ESPIRITUAL PARA A TERRA, PARA O VENTRE DE MARIA. (Gálatas 4:4)

    Ao vir a terra como homem, ele abriu mão de maneira voluntária da sua NATUREZA DIVINA. Conforme Filipenses 2:6-7:

    “Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus.
    Pelo contrário, ELE ABRIU MÃO DE TUDO O QUE ERA SEU E TOMOU A NATUREZA DE SERVO, TORNANDO-SE ASSIM IGUAL AOS SERES HUMANOS. E, VIVENDO A VIDA COMUM DE UM SER HUMANO”


    O Filho de Deus submeteu-se à transferência da sua vida para o PLANO TERRESTRE, MATERIAL E HUMANO.

    Jesus Cristo, o nascido de Maria, era 100% homem. Somente desta forma podia a criança que, com o tempo nasceria, reter a identidade COMO A MESMA PESSOA QUE RESIDIRA NO CÉU QUAL A PALAVRA, e só assim podia ser deveras FILHO DE MARIA, DESCENDENTE GENUÍNO de Abraão, Isaque, Jacó, Judá e o Rei Davi, e o HERDEIRO LEGÍTIMO das promessas de Deus feitas a eles.

    Porém Jesus Cristo tinha um CORPO PERFEITO pois fora CONCEBIDO POR ESPIRITO SANTO. Por isso ele poderia apropriadamente ser chamado FILHO DE DEUS na Terra.

    Era necessário que tal Filho de Deus nascesse 100% homem para que o plano da salvação de Deus fosse válido (Veja 1 Timóteo 2:5, 6) Jesus era um equivalente EXATO do primeiro homem Adão (Veja 1 Coríntios 15:45)

    Além de prover a base legal para o resgate da humanidade, ser Jesus 100% homem era necessário para responder de modo definitivo a questão suscitada pelo Adversário de Deus, Satanas o Diabo, registrada no caso de Jó, de que os servos de Deus o negariam quando sob privações, sofrimentos e provas. (Veja Jó 1:6-12; 2:2-6)

    Sr Paulo, se Jesus fosse 100% Homem e 100% Deus, como afirma o dogma da Trindade, poderia tal Filho ser provado realmente “DO MESMO MODO QUE NÓS”?

    Veja o que a Bíblia diz quanto a isso:

    Hebreus 2:17 e 18 diz:
    Isso quer dizer que FOI PRECISO QUE JESUS SE TORNASSE EM TUDO IGUAL AOS SEUS IRMÃOS a fim de ser o Grande Sacerdote deles, bondoso e fiel no seu serviço a Deus, para que os pecados do povo fossem perdoados.
    E agora Jesus pode ajudar os que são tentados, pois ELE MESMO FOI TENTADO E SOFREU.

    Sr Paulo, se Jesus fosse 100% Homem e 100% Deus, como afirma o dogma da Trindade, poderia tal Filho ser “EM TUDO IGUAL AOS SEUS IRMÃOS”?


    Hebreus 4:15:
    “O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que FOI TENTADO DO MESMO MODO QUE NÓS, MAS NÃO PECOU.”

    Sr Paulo, se Jesus fosse 100% Homem e 100% Deus, como afirma o dogma da Trindade, poderia tal Filho ser “TENTADO DO MESMO MODO QUE NÓS”?

    ResponderExcluir
  68. Sr Paulo disse em 21 de abril de 2018 00:40:

    RESPOSTA 👉Você está fazendo comparações inapropriadas. O Espírito Santo É O ESPÍRITO DE DEUS e portanto divino. E, em Deus, em sua natureza NÃO EXISTE NADA DE IMPESSOAL SENÃO DEUS NÃO SERIA ONISCIENTE.

    Haveria algo no Ser de Deus que seria como o vácuo destituído de inteligência.

    Então a comparação que você fez não é legítima porque você quer comparar a criação com o Criador.

    O fato do Espírito Santo estar associado a coisas impessoais não muda nada. Jesus disse: Eu sou a porta. Pronto, Jesus não é mais pessoa. Inventa outra.

    O Espírito é soprado, derramado, encher pessoas, e daí? Jesus não disse que Ele é o Pai viriam habitar nos crentes? E agora? Deus disse em Joel que derramaria o ESPÍRITO SANTO DELE sobre toda a carne.


    ______________________


    RESPOSTA ►►

    Sr Paulo, conforme eu já lhe disse: A PERSONIFICAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO NÃO PROVA A SUA PERSONALIDADE.

    Os exemplos bíblicos que citei foram justamente para mostrar isso.

    O pronome demonstrativo ISTO (ou similares) somente pode se aplicar a “coisas” e NUNCA, NUNCA a pessoas. A Bíblia aplica tal pronome ao espírito santo.

    Veja Atos 2:33:

    De sorte que, exaltado pela dextra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do ESPÍRITO SANTO, DERRAMOU ISTO QUE VÓS AGORA VEDES E OUVIS.


    Outra coisa. Trinitaristas gostam de usar a passagem de Atos 5:1-4, referente a Safira e Ananias para tentar provar que o espirito santo é Deus.

    Bem, Jesus havia soprado sobre seus discípulos o espírito santo e mais tarde esse espírito havia sido DERRAMADO DO CÉU SOBRE ELES. (Veja João 20:22; Atos 2:1-4, 16-18.)

    Os discípulos estavam ‘‘CHEIOS DO ESPÍRITO SANTO’’ de Deus. (Isso já demonstra que o espirito não é uma pessoa) (Veja Atos 4:31; 5:32).

    ENTÃO, PRA QUEM ANANIAS E SAFIRA MENTIRAM?

    1 - Para os apóstolos (atos 2:42-45; 4:34, 3)
    2 - Os apóstolos estavam cheios do ‘‘espírito santo’’ (atos 4:31)
    3 - O espírito santo provinha de Deus. (atos 2:17 ; 5:9, 32. Note 1 coríntios 3:17)

    Portanto:
    AO MENTIREM PARA OS APÓSTOLOS, MENTIRAM PARA PESSOAS QUE ESTAVAM CHEIAS DO ESPÍRITO SANTO QUE PROVÉM DE DEUS E PORTANTO MENTIRAM PARA DEUS. (Mateus 10:40; Atos 5:3, 4)

    Compare 2 Pedro 1:21 com Apocalipse 1:1.
    Note João 13:20; 1 Coríntios 8:12.


    Por favor trinitaristas, considerem com atenção as referencias bíblicas acima apresentadas, e analisem de forma imparcial.

    ResponderExcluir
  69. Pessoal estou acompanhando essa conversa meio por alto pois meu tempo anda muito corrido,gostaria de fazer apenas algumas observações,sobre João 1:1 indica sim eternidade do logos pois João usou o verbo "ERA"(tempo passado).no princípio ERA THEOS.a palavra "era" não indica um início mais sim eternidade pois eternidade é algo além do tempo,isso indica uma outra coisa importante também,pois Jesus é THEOS antes do princípio,ele não é Deus por título mais sim por natureza,os que receberam título de deus ou que foram chamados de deus na bíblia foram chamados de deus por representarem O Deus na terra,agora faço uma pergunta pro Diego,no princípio não existia humanidade ainda,pra quem Jesus representava Deus antes do princípio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Fernando!

      João 1:1 diz: “No princípio era o Verbo...”

      Quando que ele era o Verbo segundo o texto? NO PRINCÍPIO.´

      PRINCÍPIO = “o primeiro momento da existência (de algo), ou de uma ação ou processo; começo, início.”

      Você disse: “Jesus é THEOS antes do princípio”. Mas não é isso que o texto diz Fernando.

      Seguindo a lógica da Bíblia, que diz que o Deus Todo-Poderoso não teve PRINCÍPIO, logicamente que o PRINCÍPIO de João 1:1 se refere ao momento em que DEUS começou a criar, e não ETERNIDADE PASSADA.

      Abraço.

      Excluir
    2. Bom dia Fernando!

      Sobre a sua pergunta:

      no princípio não existia humanidade ainda,pra quem Jesus representava Deus antes do princípio?

      Veja meu comentário as 24 de abril de 2018 09:43

      Abraço.

      Excluir
  70. Sobre filipenses 2:6 Paulo fala que Jesus"existindo"(tempo passado indicando eternidade não um início) em forma de Deus se esvaziou,o verso não diz que ele deixou de ser o que ele era antes mais sim que ele se esvaziou.

    ResponderExcluir
  71. Fernando, mais uma vez, dizer Paulo que o Filho subsistia (Almeida) não significa eternidade passada, antes indica uma condição que o Filho possuía antes de vir a Terra somente.

    “pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus;” (Filipenses 2:6)

    Um detalhe interessante no versículo, O Filho, na sua natureza divina (anterior a sua vinda a Terra) não quis usurpar o ser igual a Deus.

    USURPAÇÃO: Apoderamento ilícito de coisas, bens, títulos, estado, autoridade etc.

    Ora se A PALAVRA fosse co-igual a DEUS em PODER e AUTORIDADE, porque consideraria uma USURPAÇÃO SER IGUAL A DEUS?

    ResponderExcluir
  72. DIEGO , DISSE,

    "O Sr Paulo, responderei os seus argumentos, mas puxa vida, utilizar da FALÁCIA AD HOMINEM é feio hein? Vamos nos concentrar em refutar somente os ARGUMENTOS utilizados com base na BÍBLIA, e não atacando PESSOAS ou ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS. Você não acha que isso é mais proveitoso na busca da verdade?

    Até o momento me concentrei em atacar os ARGUMENTOS que o Sr utilizou, mostrando com base na BÍBLIA, e quando cito fontes externas, as utilizo para ou apoiar os argumentos apresentados, ou para atacar CONCEITOS ERRADOS, e nunca instituições religiosas ou pessoas de modo individual. Isso é uma atitude nada cristã, não acha?

    Detalhe: Não citei nenhuma Publicação das Testemunhas de Jeová nos meus argumentos, e ao transcrever os textos que apoiam meus argumentos, na maioria dos casos utilizo as Tradução utilizadas pelas igrejas trinitárias (Almeida, NVI, Linguagem de Hoje, etc).

    O que acha de continuarmos a conversar dessa forma? Não é mais proveitoso?"


    🔯RESPOSTA # Eu não sei onde você leu nos meus comentários o uso da falácia Ad Hominem. Por acaso eu lhe ofendi? Tenho certeza que não. Se o fiz aponte onde.

    Eu estava me referindo à organização Torre de Vigia [Watchtower] que vive para atacar as denominações cristãs usando toda a espécie de calúnias e mentiras.

    Você e o seu colega José Roberto não refutaram nada. Na verdade o que vocês estão fazendo é CONTRADIZER o que eu estou afirmando com ampla plataforma das Escrituras, ou seja, vocês estão contradizendo as verdades apresentadas sem mostrar nenhuma evidência bíblica para sustentar o que vocês estão afirmando.

    O José Roberto não respondeu a pergunta que eu fiz à ele aqui abaixo,

    Como Deus criou a palavra dEle? "No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus."
    -João 1:1.

    Ele não respondeu sabe porque? Porque ele não sabe!

    Quantas "Palavras" Deus possui?

    Duas ou uma?

    Se Deus possui unicamente uma Palavra como Ele a criou?

    Você se habilita a responder essa pergunta?

    VOCÊ DISSE, "Detalhe: Não citei nenhuma Publicação das Testemunhas de Jeová nos meus argumentos, e ao transcrever os textos que apoiam meus argumentos, na maioria dos casos utilizo as Tradução utilizadas pelas igrejas trinitárias (Almeida, NVI, Linguagem de Hoje, etc)."

    🔯RESPOSTA #Para mim tanto faz se você fizer ou não citações da Watchtower porque de qualquer maneira os argumentos que você está usando aprendeu lendo as publicações deles. Se quiser usar a TRADUÇÃO NOVO MUNDO sinta-se à vontade....Seria até bom porque lhe daria a oportunidade de mostrar como realmente você pensa.

    ResponderExcluir
  73. DIEGO, DISSE,

    Visando deixar menos “poluído” os comentários, vou ser mais objetivo nas respostas as refutações pelo Sr apresentadas. Porém, várias delas já foram refutadas, mas o Sr insiste em questiona-las com os mesmos argumentos (Falácia AD NAUSEAM)

    Bom, sobre o seu último questionamento:

    QUAL O MEIO PELO QUAL DEUS CRIOU SUA PALAVRA DE JOÃO 1:1-3?

    __________________



    RESPOSTA ►

    Antes de mais nada Sr Paulo, gostaria de deixar claro uma coisa:

    É obvio que quando falo de Jesus Cristo na sua existência pré-humana, não estou me referindo AO HOMEM JESUS CRISTO QUE NASCEU EM BELÉM A CERCA DE 2 MIL ANOS ATRÁS.... Estou falando da PESSOA DO FILHO, que ao NASCER NA TERRA RECEBEU O NOME DE JESUS, OK? Então não precisa ficar refutando esse argumento.

    Bem, Em João cap 1, o evangelista João está se referindo a origem PRÉ-HUMANA, do Filho de Deus, que ao vir a Terra recebeu o nome de JESUS. João 1:1, 2, fornece o nome celeste daquele que se tornou Jesus: A Palavra ou Verbo (ou Ló·gos).

    Este estava NO PRINCÍPIO COM O DEUS.” O que isso significa?

    A Bíblia mostra que Jeová é ETERNO e NÃO TEVE PRINCÍPIO. (Veja Salmo 90:2 e Apocalipse 15:3) Então, será que dizer que a Palavra estava no PRINCIPIO com Deus significa que ela sempre existiu?

    Não. Pare e pense: Se o evangelista João quisesse dizer que a Palavra CO-EXISTIA COM O PAI NA ETERNIDADE, não concorda que ele não diria NO PRINCIPIO, mas usaria um termo mais apropriado, como NA ETERNIDADE Sr Paulo? Não passaria a idéia correta?

    Ficaria assim: “Na ETERNIDADE era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”

    Portanto, seguindo a lógica apresentada por João no cap 1, estar a Palavra com Deus desde o “PRINCÍPIO” refere-se ao INÍCIO DAS OBRAS CRIATIVAS DE JEOVÁ. Isto é confirmado por outros textos (que já apresentei), que identificam a Palavra (Jesus na sua existência-pré humana) como “O PRIMOGÊNITO DE TODA A CRIAÇÃO”, “O PRINCÍPIO DA CRIAÇÃO DE DEUS”. (Colossenses 1:15; Apocalipse 3:14) Assim o contexto bíblico apresenta de maneira inequívoca e incontestável que a Palavra (Jesus, em sua existência pré-humana), é a primeira CRIAÇÃO DE DEUS, e portanto seu FILHO PRIMOGÊNITO.



    ��RESPOSTA # Justino, um dos Pais da Igreja, afirmou identificou a Sabedoria↔Sofia de Provérbios 8 com a Palavra↔logos que surgiu de Deus como uma chama de uma fogueira, ou seja, possui a mesma natureza eterna do Pai ainda que distinta dele em pessoa. Não é criada pelo Pai através de sua Palavra como as criaturas, mas é gerada, e portanto, a própria emanação do Pai.

    Quando os pais da igreja que escreveram antes da controvérsia ariana aplicaram o termo "criado" [Gr. κτίζω ktizo] para o preexistente Filho de Deus, eles fizeram isso com o entendimento de que era um sinônimo de "gerar" [Gr. γεννάω gennao] . Em outras palavras, em um contexto cristológico, "criado" significa "procriado". Este entendimento parece se encaixar muito bem com terminologia e temas bíblicos (por exemplo, Deus como Pai e Jesus como o Filho de Deus, o unigênito do Pai, o Filho unigênito, etc.), e está incorporado no contexto mais amplo de Provérbios 8.22 pois apenas três versos após a Sabedoria ter sido identificada como sendo criada/feita [Gr. κτισέν ktizen] pelo Senhor/Iahve lemos que o mesmo Senhor/Iahve "gera" [Gr. γεννᾷ Gena] a mesma sabedoria.


    "e assim como nós vemos também
    acontecendo no caso de um incêndio, que não é diminuído quando
    acendeu [outro], mas continua o mesmo; e aquilo que tem sido
    acendido por ele também parece existir por si mesmo, não diminuindo
    aquele de que foi aceso."
    A expressão" No princípio " em João 1:1 refere-se a eternidade onde só existia Deus. Ela ocorre no início de João 1:1 porque está mostrando o movimento do logos desde a eternidade, ou do Seio de Deus, para iniciar o ato da criação e não porque o logos teve um princípio fora do Ser de Deus.


    ResponderExcluir
  74. Já que você que deixar menos "poluídos os comentários,

    Então eu vou lhe perguntar,

    Quantas Palavras↔logos Deus possui?

    Novamente: A Palavra↔logos faz parte da natureza de Deus ou não?

    Outra vez: Se o logos não é a Palavra eterna De Deus então o que é a Palavra de Deus?

    E: Deus possuía a Sua Palavra↔logos na eternidade ANTES que Ele criasse a Palavra↪logos de João 1:1?

    Se a Palavra de Deus que existia com ele desde a eternidade NÃO É O logos de João 1:1 você pode nos mostrar O CAPÍTULO É O VERSÍCULO NA BÍBLIA onde encontrarmos A PALAVRA↔LOGOS ETERNA DE DEUS
    QUE NÃO É A PALAVRA ↔LOGOS DE JOÃO 1:1?

    Se você afirma com tanta convicção que o logos de João 1:1 foi a primeira criação de Jeová e portanto é uma criatura nos mostre então onde encontramos na Bíblia a PALAVRA ↔LOGOS ETERNA DE JEOVÁ QUE NÃO É UMA CRIATURA e que não é o logos↔Palavra de João 1:1 que para vocês é Jesus Cristo antes de nascer?

    Eu preciso saber a sua resposta antes de entrar nesse emaranhado de versículos sobre os quais tenho comentado e exposto as interpretações errôneas que lhes fazem com o intuito de negar a Divindade do Senhor Jesus Cristo e a personalidade do Espírito Santo.

    Estamos no aguardo das respostas.

    ResponderExcluir
  75. Bom dia Paulo e a todos!

    O Sr disse:

    Como Deus criou a palavra dEle? "No princípio era a Palavra e a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus."
    -João 1:1.

    Quantas Palavras↔logos Deus possui?

    Novamente: A Palavra↔logos faz parte da natureza de Deus ou não?

    Outra vez: Se o logos não é a Palavra eterna De Deus então o que é a Palavra de Deus?

    E: Deus possuía a Sua Palavra↔logos na eternidade ANTES que Ele criasse a Palavra↪logos de João 1:1?

    Se a Palavra de Deus que existia com ele desde a eternidade NÃO É O logos de João 1:1 você pode nos mostrar O CAPÍTULO É O VERSÍCULO NA BÍBLIA onde encontrarmos A PALAVRA↔LOGOS ETERNA DE DEUS
    QUE NÃO É A PALAVRA ↔LOGOS DE JOÃO 1:1?

    Se você afirma com tanta convicção que o logos de João 1:1 foi a primeira criação de Jeová e portanto é uma criatura nos mostre então onde encontramos na Bíblia a PALAVRA ↔LOGOS ETERNA DE JEOVÁ QUE NÃO É UMA CRIATURA e que não é o logos↔Palavra de João 1:1 que para vocês é Jesus Cristo antes de nascer?


    ___________________


    RESPOSTA ►►

    Prezado Sr Paulo, o Sr continua a se utilizar da Falácia AD NAUSEAM

    O QUE É FALÁCIA AD NAUSEAM (argumentação até provocar náusea)
    É uma expressão latina que se refere à argumentação por repetição, que consiste em repetir insistentemente a mesma afirmação até o ponto de, metaforicamente, provocar náusea.


    Essa questão sobre quem criou A PALAVRA (Jesus Cristo antes de vir a Terra) relacionado a João 1:1 já lhe respondi ontem.

    (Não vou replicar aqui o comentário para não ficar extenso demais, mas veja a mensagem de 23 DE ABRIL DE 2018 10:34)


    Continua....

    ResponderExcluir
  76. O Sr Paulo está confundindo a utilização de PALAVRA no contexto bíblico:

    MENSAGENS DA PARTE DO CRIADOR: A PALAVRA pode ser usado para descrever qualquer mensagem da parte do Criador, tal como a proferida por um profeta (“a palavra de Deus”)
    - Veja Isaias 1:10; Jeremias 1:2, 4, 11; Ezequiel 1:3

    “A palavra de Jeová” é uma expressão que ocorre centenas de vezes na Bíblia. Por exemplo, Pela “PALAVRA DE JEOVÁ”, os céus foram criados. Deus proferiu A PALAVRA e isso foi realizado. “Deus passou a dizer: ‘Venha a haver luz.’ Então veio a haver luz.” (Veja Salmo 33:6 e Gênesis 1:3)

    Jeová diz também que sua PALAVRA “durará por tempo indefinido”; jamais voltará sem realizar seu propósito. (Veja Isaías 40:8; 55:10, 11; 1 Pedro 1:25).



    TITULO DADO AO FILHO PRIMOGÊNITO/UNIGÊNITO DE DEUS: Em alguns lugares, Ló·gos (que significa “Palavra”) é um título dado ao Filho de Deus (Conforme João 1:1, e Apocalipse 19:13), que mais tarde veio a terra e se tornou o homem Jesus Cristo.

    (Sobre a explicação de como pode A PALAVRA de Deus ter sido criada, novamente, veja o meu comentário em 23 de abril de 2018 10:34 e a resposta que dei ao Fernando em 23 de abril de 2018 17:07)


    POR QUE O FILHO DE DEUS É CHAMADO DE “A PALAVRA”?

    Porque isso mostra a FUNÇÃO que o Filho primogênito de Deus sem dúvida exercia, atuando como Porta-voz de seu Pai, o grande Rei da Eternidade. Ele era a Palavra de comunicação de Deus para transmitir informações e instruções aos outros filhos espirituais e humanos do Criador.

    O fato de, NO PRINCÍPIO, O Filho ser chamado de A PALAVRA, é mais uma evidência de que o mesmo foi CRIADO, e não CO-EXISTIA COM O PAI NA ETERNIDADE. Por que?

    Raciocinem: Se regredirmos no tempo, anterior a criação das criaturas espirituais, do universo físico e dos seres humanos, e seguirmos na eternidade passada, não havia ninguém a qual Deus precisaria de um representante, ou Porta-voz.

    (Porta-voz: Indivíduo que FALA PUBLICAMENTE POR OUTRO)

    Esse Porta-voz de Deus, se fez necessário a partir do momento da CRIAÇÃO. O Filho então, desempenharia essa função, primeiro entre as criaturas espirituais, e depois para os humanos.

    (Veja Gênesis 16:7-11; 22:11; 31:11; Êxodo 3:2-5, 23:20-23; Juizes 2:1-4; 6:11, 12;13:3)

    Na Terra, O Filho (como homem Jesus Cristo) continuou a servir como o Porta-voz, ou Palavra, do Pai durante seu ministério terrestre.

    Jesus disse a seus ouvintes: “Não falei de meu próprio impulso, mas o próprio Pai que me enviou tem-me dado um mandamento quanto a que dizer e que falar. . . . Portanto, as coisas que eu falo, assim como o Pai mas disse, assim as falo.” — (Veja João 12:49, 50; 14:10; 7:16, 17).

    ResponderExcluir
  77. Olá Diego

    Boa tarde

    Se Deus criou todas as coisas por intermédio de Jesus então :

    1) Jesus com Deus estava antes da criação;
    2) Logo estava na Eternidade pré-criação;
    3) Só existe Deus na Eternidade pré-criação;
    4) Logo Jesus é Deus.

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Boa tarde Luiz!

      Seu argumento já está errado na primeira premissa...

      Jesus com Deus estava ANTES da criação;

      Jesus não estava ANTES DA CRIAÇÃO. Ele É A PRIMEIRA CRIAÇÃO.

      Provérbios 8:22
      João 1:1-3
      Colossenses 1:15
      Apocalipse 3:14

      Abraço.

      Excluir
  78. Prezado Paulo,

    João declara que o Logos é o “DEUS UNIGÊNITO” em João 1:18. Nesse versículo, ele faz um claro contraste entre o ‘DEUS QUE NINGUÉM JAMAIS VIU’ (o Deus Todo-Poderoso, Jeová) e o Filho (A PALAVRA).

    Portanto, o “deus unigênito” não é o ‘Deus invisível’, nem o ‘Deus invisível’ é o “deus unigênito”. São dois seres divinos ONTOLOGICAMENTE DISTINTOS.

    Ser o LOGOS chamado de “DEUS UNIGÊNITO” significa que ele não é uma CRIAÇÃO IGUAL ÀS DEMAIS, tampouco é INCRIADO IGUAL AO DEUS SUPREMO. Ele é unigênito, no sentido de que é o único produzido ou gerado diretamente pelo Deus supremo SEM A AÇÃO DE INTERMEDIÁRIOS, pois todas as coisas foram criadas POR INTERMÉDIO do Logos.


    O Sr disse:

    _________

    Orígenes afirmou a eternidade do Filho segundo a sua natureza divina.

    O termo "criação" não tem a conotação de criado pela palavra como acontece com os seres criados mas com o sentido de que a origem do Logos é Deus reproduzindo-se a si mesmo e que produz o Filho. Como a natureza de Deus não tem princípio o Filho necessariamente é eternamente gerado, ou seja, não tem princípios.
    __________



    O argumento de que “o Logos foi GERADO, não CRIADO” para tentar apoiar o dogma da Trindade é sem sentido algum, simplesmente porque não há diferença na essência da mensagem entre ser gerado e ser criado, pois ambas as formas trazem a ideia de algo/alguém que passa a ser ou existir.

    GERAR ► dar existência a; fazer nascer; procriar, ser a causa ou a origem de.
    CRIAR ► fazer existir; dar origem, a partir do nada, formar, GERAR, dar origem a, causar, originar.

    Alguns (como Orígenes) alegam que, visto que o Logos foi gerado como “o primeiro”, então nunca houve um tempo em que o Logos não existia (pois o tempo começa com o Logos), e que, por tal razão, ele é eterno e igual a Deus. Porém, o próprio sentido da palavra GERAR denota um início, e não ETERNIDADE.

    Portanto, a afirmação trinitarista de que o Logos foi GERADO NA ETERNIDADE é uma afirmação absurda, totalmente desprovida de lógica e de base bíblica.

    ResponderExcluir
  79. Oi Diego

    Se Jesus já está dentro da criação então como pode a mesma ter sido feita por intermédio dEle?

    Observe, se Deus cria Jesus e Jesus ja está dentro da criação então como pode Jesus ser o intermédiário da criação? Pelo que eu entendi da sua crença Deus começa criando o mundo espiritual e depois cria Jesus e coloca Jesus para ficar no mundo espiritual e nessas condições Jesus não teria como participar da criação logo não poderia ser o Mestre de Obras de Jeová.

    Se Jesus já está dentro da criação logo Deus criou um espaço antes e colocou Jesus então não foi por intermédio de Jesus. A criação já teria ocorrido nesse caso.

    Jesus também não pode ser o primeiro (prototokos) de uma classe de seres espirituais, pois Jesus mesmo sendo um ser espiritual como você cre firmemente é totalmente diferente dos anjos pois nenhum anjo mesmo que se materialize por um tempo não conseguiu ficar tanto tempo em carne e não morreu na cruz.

    Um abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Luiz, os seus questionamentos ja foram respondidos em comentários anteriores...

      Se estiver pesquisando em um computador/notebook, de CTRL+F, copie e cole as datas abaixo que serás redirecionado para os comentários em questão:

      19 de abril de 2018 10:14
      20 de abril de 2018 11:41
      20 de abril de 2018 14:19
      23 de abril de 2018 10:34


      Abraço.

      Excluir
  80. Diego disse:Um detalhe interessante no versículo, O Filho, na sua natureza divina (anterior a sua vinda a Terra) não quis usurpar o ser igual a Deus.Resposta:o versículo não diz que Jesus existia em "natureza divina"pois natureza divina até satanás tem, mais Paulo disse que ele existia em forma de "HO THEOS" quando o apóstolo Paulo escreveu "forma de Deus" o Deus aqui que Paulo tinha em mente de filipenses 2 é o Pai,então por favor Diego não vem aqui rebaixar Deus o Pai não.Diego disse:Ora se A PALAVRA fosse co-igual a DEUS em PODER e AUTORIDADE, porque consideraria uma USURPAÇÃO SER IGUAL A DEUS?Resposta:qual bíblia você leu que que Jesus considerou uma usurpação ser igual a Deus? O verso que vc citou no comentário do dia 23 de abril 17:39 diz:“pois ele, subsistindo em forma de Deus, "NÃO" julgou como usurpação o ser igual a Deus;” (Filipenses 2:6).Jesus NÃO considerou usurpação ser igual a Deus ou seja ele não considerou que o ser igual a Deus era algo que ele não tinha direito,acho que vc se confundiu meu amigo.

    ResponderExcluir

  81. Diego disse: quando que ele era o verbo segundo o texto? No princípio. ´ Resposta: sim meu amigo ele "ERA" tempo passado, tá difícil aceitar ai hein, quer dizer que "era" não é mais passado agora, "era" é tempo presente é isso Diego? No principio ele já "era" Deus, o verso não diz que ele veio a ser Deus no principio, mais sim que "ERA"(tempo passado).a palavra principio é apenas um ponto de referencia pro eleitor saber, não o inicio do logos como Deus, o apostolo João não ousou dizer que Jesus veio a ser Theos no principio, mais sim que ele "ERA”. Você esta tendo a ousadia de dizer que o verbo veio a ser Theos no principio.
    Diego disse: princípio = “o primeiro momento da existência (de algo), ou de uma ação ou processo; começo, início.” Resposta: sim você esta certo, o que você está errado é que esse “algo” não é o logos ,pois o verso de João 1:1 é claro "no princípio era o verbo, e o verbo era Deus”. Diego disse: “Jesus é Theos antes do princípio”. Mas não é isso que o texto diz fernando. Resposta: não sei qual bíblia você esta lendo , mais uma vez "no princípio ERA o verbo, e o verbo ERA Deus" se eu disser : no ano 2000 Diego era humano, isso não significa que você nasceu no ano 2000 ,mais sim que você já existia COMO HUMANO no ano 2000,vc pode ter nascido um ano antes do ano 2000 como pode ter nascido 100 anos antes do ano 2000 como também deixa brexa pra acreditar que você pode ser eterno.é impossível você determinar pela palavra "ERA" (tempo passado) que o logos veio a ser Deus no principio ou ele teve inicio, você tá forçando a barra demais. Diego disse: seguindo a lógica da bíblia, que diz que o Deus Todo-Poderoso não teve princípio, logicamente que o princípio de João 1:1 se refere ao momento em que Deus começou a criar, e não eternidade passada.Resposta:nós trinitarios também cremos que o Deus Todo Poderoso não teve princípio,o que nós trinitarios não acreditarmos é que o logos teve um início pois João 1:1 é claro "no princípio "ERA"Deus.e João 1:1 não sei aonde vc tá enxergando que Deus criou alguma coisa,o verso não diz que no princípio Deus criou o logos,mais uma vez vc forçando a barra pra apoiar sua doutrina,Genesis 1:1 o contexto é o mundo e o verso é claro "criou Deus os céus e a terra" em João 1:1 o contexto é o logos(Jesus)mais João o apóstolo que Jesus amava não disse que o logos foi criado nem que ele veio a ser Deus,mais sim que ele já Era Deus no princípio,se vc quer acreditar que o logos teve um início é melhor caçar outro versículo pois João 1:1 tá longe de apoiar sua doutrina.Diego disse:
    Sobre a sua pergunta:

    no princípio não existia humanidade ainda,pra quem Jesus representava Deus antes do princípio?

    Veja meu comentário as 24 de abril de 2018 09:43

    Abraço.Resposta:meu amigo eu não achei esse comentário poderia me enviar novamente,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  82. Uma das "grandezas máximas" de Deus é que Deus é Deus com ou sem a humanidade ele não precisa de ninguém para o adoralo ou reconhecer ele como Deus pra ele ser Deus,ou seja Deus com nós ele é Deus ele sem nós continua sendo Deus,João 1:1 nos revela uma coisa maravilhosa a respeito do logos(Jesus ,o logos é Deus com ou sem a humanidade ele não precisa de ninguém o reconhecer como Deus pra ele ser Deus,aqui é evidente que Jesus é Deus por essência é não por título como Moisés,anjos e juízes foram chamados de deuses,essa comparação que as testemunhas de Jeová fazem de Jesus ser Deus no mesmo sentido que anjos juízes e Moisés serem deuses é absurda.

    ResponderExcluir
  83. Boa tarde Fernando!

    João 1:2: “Ele estava no princípio com Deus.“

    Como pode o Logo ser o Deus Todo-Poderoso e ao mesmo tempo estar com o Deus-Todo Poderoso?

    Para uma consideração adicional sobre João 1:1 se a Palavra era "Deus" ou "um deus" veja meu comentário em 16 de abril de 2018 17:49...


    Sobre o comentário em questão, segue abaixo:

    __________


    O Sr Paulo está confundindo a utilização de PALAVRA no contexto bíblico:

    MENSAGENS DA PARTE DO CRIADOR: A PALAVRA pode ser usado para descrever qualquer mensagem da parte do Criador, tal como a proferida por um profeta (“a palavra de Deus”)
    - Veja Isaias 1:10; Jeremias 1:2, 4, 11; Ezequiel 1:3

    “A palavra de Jeová” é uma expressão que ocorre centenas de vezes na Bíblia. Por exemplo, Pela “PALAVRA DE JEOVÁ”, os céus foram criados. Deus proferiu A PALAVRA e isso foi realizado. “Deus passou a dizer: ‘Venha a haver luz.’ Então veio a haver luz.” (Veja Salmo 33:6 e Gênesis 1:3)

    Jeová diz também que sua PALAVRA “durará por tempo indefinido”; jamais voltará sem realizar seu propósito. (Veja Isaías 40:8; 55:10, 11; 1 Pedro 1:25).



    TITULO DADO AO FILHO PRIMOGÊNITO/UNIGÊNITO DE DEUS: Em alguns lugares, Ló·gos (que significa “Palavra”) é um título dado ao Filho de Deus (Conforme João 1:1, e Apocalipse 19:13), que mais tarde veio a terra e se tornou o homem Jesus Cristo.

    (Sobre a explicação de como pode A PALAVRA de Deus ter sido criada, novamente, veja o meu comentário em 23 de abril de 2018 10:34 e a resposta que dei ao Fernando em 23 de abril de 2018 17:07)


    POR QUE O FILHO DE DEUS É CHAMADO DE “A PALAVRA”?

    Porque isso mostra a FUNÇÃO que o Filho primogênito de Deus sem dúvida exercia, atuando como Porta-voz de seu Pai, o grande Rei da Eternidade. Ele era a Palavra de comunicação de Deus para transmitir informações e instruções aos outros filhos espirituais e humanos do Criador.

    O fato de, NO PRINCÍPIO, O Filho ser chamado de A PALAVRA, é mais uma evidência de que o mesmo foi CRIADO, e não CO-EXISTIA COM O PAI NA ETERNIDADE. Por que?

    Raciocinem: Se regredirmos no tempo, anterior a criação das criaturas espirituais, do universo físico e dos seres humanos, e seguirmos na eternidade passada, não havia ninguém a qual Deus precisaria de um representante, ou Porta-voz.

    (Porta-voz: Indivíduo que FALA PUBLICAMENTE POR OUTRO)

    Esse Porta-voz de Deus, se fez necessário a partir do momento da CRIAÇÃO. O Filho então, desempenharia essa função, primeiro entre as criaturas espirituais, e depois para os humanos.

    (Veja Gênesis 16:7-11; 22:11; 31:11; Êxodo 3:2-5, 23:20-23; Juizes 2:1-4; 6:11, 12;13:3)

    Na Terra, O Filho (como homem Jesus Cristo) continuou a servir como o Porta-voz, ou Palavra, do Pai durante seu ministério terrestre.

    Jesus disse a seus ouvintes: “Não falei de meu próprio impulso, mas o próprio Pai que me enviou tem-me dado um mandamento quanto a que dizer e que falar. . . . Portanto, as coisas que eu falo, assim como o Pai mas disse, assim as falo.” — (Veja João 12:49, 50; 14:10; 7:16, 17).

    ResponderExcluir
  84. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus." [João 1:1]. Das mais de 2.000 línguas e dialetos em que a Bíblia está atualmente traduzida, a Sociedade Torre de Vigia das testemunhas de Jeová, conseguiu catalogar apenas nove (9) traduções que estão de acordo com sua crença de que o verbo era “um deus”. Mesmo destas nove traduções(que não estão de acordo com o texto original grego), duas são da própria Socidade Torre de Vigia. Em que se baseia a TNM? No livro, "Raciocínios à Base das Escrituras" na página 394 asseguram que para a tradução do N.T, chamado na TNM de Escrituras Gregas Cristãs, usou-se o texto dos eruditos ingleses, Westcort e Hort, para basearem sua tradução e também no livro " Toda Escritura é Inspirada por Deus e proveitosa " na página 310 acrescentam ainda que usaram este texto para assegurarem "a máxima exatidão possível". Acontece porém, que o texto grego de Westcort e Hort não concorda com essa perniciosa tradução feita pelas TJs. Veja a opinião do próprio Westcort sobre João 1:1: "O predicado (Deus) encontra-se na posição inicial enfaticamente, como em João 4:24. É necessariamente sem o artigo...Nenhuma idéia de inferioridade de natureza é sugerida por essa forma de expressão, que simplesmente afirma a verdadeira deidade da palavra...na terceira cláusula declara-se que 'a palavra' é 'Deus', e assim incluída na unidade da divindade". Vejam que quando o texto grego do qual se basearam para traduzir João 1:1 não concordava com suas crenças, eles imediatamente abandonaram-no e saíram a procura de subtraduções que concordassem com o pensamento herético deles. Neste caso, Westcort e Hort, já não assegurava tanta exatidão!

    ResponderExcluir
  85. As palavras “O Princípio Da Criação De Deus” (apocalipse 3:14), podem ser confrontadas com a passagem de Col. 1:18. naquele versículo Jesus é chamado de “princípio” , como a sua nona superioridade, acima de todos os outros seres, dentre uma lista de 12 superioridades. Acerca disso, consideremos ainda os pontos abaixo: 1º) Nessa expressão não há qualquer idéia que Jesus Cristo foi o “primeiro” dos seres criados. Isso é contrário a toda a cristologia do Novo Testamento. aquele que é o Criador não pode sob hipótese nenhuma fazer parte da criação. Jesus Cristo é o Criador (ver Col. 1:16), distinto da sua criação. Jesus Cristo é “eterno” (ver João 1:1 e Heb. 7:3), pelo que não teve “começo” dentro do tempo. 2º) A palavra grega aqui usada, “arche” (princípio”), pode ter a idéia de “originador” , ou seja o “iniciador” da criação divina. Esse é o uso que se acha no evangelho de Nicodemos xviii.12, onde Satanás é chamado de “começo do pecado” , o que sem dúvida, significa o “originador do pecado” , ou “iniciador do pecado” . 3º) Jesus Cristo é o”iniciador” tanto da criação física como da criação espiritual, da antiga e da nova ordens. Ele é a fonte originária de toda a vida, física e espiritual e portanto é o seu “principio”. 4º) Jesus Cristo é igualmente a causa primária, da qual todas as demais causas dependem. A filosofia grega utiliza o termo “arche” com esse sentido. Em Jos. C. Apo. 2,190, Deus é chamado de “arche” ou “primeira causa” . A “causa primária” é a “fonte” de toda a criação, de todos os seres, de toda a existência. 5º) Espiritualmente falando, Cristo, na qualidade de Pioneiro do Caminho (além de ser o próprio “Caminho” ), foi o primeiro a mostrar como a “vida espiritual” é transmitida aos homens. Isso significa que ele foi o primeiro homem a possuir tal forma de vida, da qual então, compartilha com seus remidos. (Ver João 5:25,26 e 6:57). Isso também envolve um sentido escatológico: na nova criação, Jesus Cristo produzirá a nova criação, porquanto ele é o primeiro exemplar daquilo que Deus tenciona fazer com os homens. 6º) Alguns intérpretes fazem conexão do que aqui é dito com o trecho de Apo. 1:5 (trecho paralelo a Col. 1:18: “...primogênito dentre os mortos...” ) e nesse caso, Jesus Cristo é encarado como o primeiro ser da nova criação, que vem a luz mediante a ressurreição. 7º) Dentre esses vários significados possíveis, o de número dois é o mais provável. Entretanto isso não exclui várias das outras idéias. Cristo é o originador absoluto da criação, do que se conclui que ele também é o originador da “criação espiritual”. A lição ensinada aqui é que Jesus Cristo é o Alfa de toda a criação, sua fonte de vida, bondade e bem estar. Os membros da igreja de Laodicéia ignoravam tudo isso, colocando no lugar dele como fonte de satisfação, ao dinheiro e ao próprio “eu”. O trecho de Col. 1:16 ensina que Cristo é o Alfa e o Ômega da criação, a sua causa “primária” e também final. Isso de acordo com a linguagem aristotélica, quer dizer a “fonte” e o “alvo” da criação. Dentro do contexto da epístola aos Colossenses, Cristo aparece como o “arche”, em contraste com os “archai”, ou seja, em contraste com os mediadores e poderes angelicais. Somente ele pode servir de mediador entre Deus e nós, ainda que outros “poderes” sejam seus servos, recebendo dele uma autoridade delegada.

    ResponderExcluir
  86. Diego disse:João 1:2: “Ele estava no princípio com Deus.“

    Como pode o Logo ser o Deus Todo-Poderoso e ao mesmo tempo estar com o Deus-Todo Poderoso? Resposta:o homem e a mulher são duas pessoas distintas e a bíblia diz que ambos quando se casam se tornam UMA só carne. efesios 5:31. o Pai e o Filho são duas pessoas distintas mais o mesmo Deus Todo Poderoso,não vejo nenhum problema Jesus está com Deus e ser o mesmo Deus que o Pai dele porquê cremos que existe apenas um Todo Poderoso e a bíblia diz que isso é possível,sobre seu comentário do dia 16 de abril as 17:49,não sei se eu chamo isso de ridículo ou desespero em tentar provar que a tradução "um deus" é correto,vamos lá,me resposta sim ou não se tradução copta saidica traduzisse João 1:1 "e o verbo era Deus" sem o artigo definido,o corpo governante iria mudar sua doutrina sobre Jesus ser um deus e consequentemente a sua bíblia?vc iria mudar de opinião também?Vc iria deixar de acreditar que Jesus é um deus?seja sincero e me responda por favor. é que eu estou sem tempo mais poderia citar inúmeras bíblias e teólogos de peso que apoiam a tradução Deus sem artigo em João 1:1 então para de se iludir com versão copta saidica e vai procurar na bíblia se Jesus é Deus ou um deus.recentemente também foi descoberto um mosaico que diz que Jesus é Deus com D maiúsculo vc pode conferir aqui https://www.google.com.br/url?url=https://noticias.gospelprime.com.br/mosaico-descrevendo-jesus-cristo-como-Deus-e-revelado-em-israel/.sera que essa descoberta vai ter algum valor pra torre de vigia e pra vc Diego? Tenho certeza que não, as descorbertas históricas só tem valor quando elas "supostamente"apoia sua doutrinas.

    ResponderExcluir
  87. DIEGO , DISSE,

    "Prezado Sr Paulo, o Sr continua a se utilizar da Falácia AD NAUSEAM

    O QUE É FALÁCIA AD NAUSEAM (argumentação até provocar náusea)
    É uma expressão latina que se refere à argumentação por repetição, que consiste em repetir insistentemente a mesma afirmação até o ponto de, metaforicamente, provocar náusea.


    Essa questão sobre quem criou A PALAVRA (Jesus Cristo antes de vir a Terra) relacionado a João 1:1 já lhe respondi ontem.

    (Não vou replicar aqui o comentário para não ficar extenso demais, mas veja a mensagem de 23 DE ABRIL DE 2018 10:34).“


    RESPOSTA # É porque eu tive de usar o argumento "AD PACIENCIUM ", conhece? É aquele ARGUMENTO em que o sujeito tem de repetir várias vezes a explicação porque ela não foi entendida nem na primeira, nem na segunda e talvez nem na terceira vez, porque se aqueles que a leram tivessem entendido não haveria necessidade de eu usar o argumento AD PACIENCIUM.


    DIEGO, DISSE,

    "O Sr Paulo está confundindo a utilização de PALAVRA no contexto bíblico:

    MENSAGENS DA PARTE DO CRIADOR: A PALAVRA pode ser usado para descrever qualquer mensagem da parte do Criador, tal como a proferida por um profeta (“a palavra de Deus”)
    - Veja Isaias 1:10; Jeremias 1:2, 4, 11; Ezequiel 1:3

    “A palavra de Jeová” é uma expressão que ocorre centenas de vezes na Bíblia. Por exemplo, Pela “PALAVRA DE JEOVÁ”, os céus foram criados. Deus proferiu A PALAVRA e isso foi realizado. “Deus passou a dizer: ‘Venha a haver luz.’ Então veio a haver luz.” (Veja Salmo 33:6 e Gênesis 1:3)

    Jeová diz também que sua PALAVRA “durará por tempo indefinido”; jamais voltará sem realizar seu propósito. (Veja Isaías 40:8; 55:10, 11; 1 Pedro 1:25).


    RESPOSTA # Eu sabia que você não iria conseguir responder as questões, o que ficou bem demonstrado respostas confusas e desconexas que inventou.

    Você disse, “A palavra de Jeová” é uma expressão que ocorre centenas de vezes na Bíblia. Por exemplo, Pela “PALAVRA DE JEOVÁ”, os céus foram criados. Deus proferiu A PALAVRA e isso foi realizado. “Deus passou a dizer: ‘Venha a haver luz.’ Então veio a haver luz.” (Veja Salmo 33:6 e Gênesis 1:3)

    Jeová diz também que sua PALAVRA “durará por tempo indefinido”; jamais voltará sem realizar seu propósito. (Veja Isaías 40:8; 55:10, 11; 1 Pedro 1:25)."

    RESPOSTA # EU PERGUNTO : A Palavra de Jeová é eterna ou não é? Que PALAVRA de Jeová é esta à qual estes versículos se referem? Esta PALAVRA à qual esses versículos se referem é a PALAVRA de Jeová ou a PALAVRA de João 1:1, e que para vocês era Jesus e foi criada por Jeová?


    DIEGO, DISSE, TITULO DADO AO FILHO PRIMOGÊNITO/UNIGÊNITO DE DEUS: Em alguns lugares, Ló·gos (que significa “Palavra”) é um título dado ao Filho de Deus (Conforme João 1:1, e Apocalipse 19:13), que mais tarde veio a terra e se tornou o homem Jesus Cristo.

    (Sobre a explicação de como pode A PALAVRA de Deus ter sido criada, novamente, veja o meu comentário em 23 de abril de 2018 10:34 e a resposta que dei ao Fernando em 23 de abril de 2018 17:07)."


    ResponderExcluir
  88. Diego disse:Em alguns lugares, Ló·gos (que significa “Palavra”) é um título dado ao Filho de Deus (Conforme João 1:1, e Apocalipse 19:13), que mais tarde veio a terra e se tornou o homem Jesus Cristo.Resposta:Gente por favor ajuda o Diego enxergar,a miopia dele é grave ONDE em João 1:1 e apocalipse 19:13 diz que Deus "DEU O TÍTULO DE "PALAVRA" pra Jesus. o verso não diz nada de Jeová dar algo ou um título pra Jesus qual bíblia ele tá lendo isso. Diego disse:POR QUE O FILHO DE DEUS É CHAMADO DE “A PALAVRA”?

    Porque isso mostra a FUNÇÃO que o Filho primogênito de Deus sem dúvida exercia, atuando como Porta-voz de seu Pai, o grande Rei da Eternidade. Ele era a Palavra de comunicação de Deus para transmitir informações e instruções aos outros filhos espirituais e humanos do Criador. Resposta:No princípio ERA a palavra João 1:1 tnm,nessa época não existia a humanidade meu nobre,Jesus era o porta voz de Deus pra quem no princípio? tá ficando feio pra vc sustentar essa idéia,vc nem percebeu mais vc mesmo refutou vc mesmo quando disse:Raciocinem: Se regredirmos no tempo, anterior a criação das criaturas espirituais, do universo físico e dos seres humanos, e seguirmos na eternidade passada, não havia ninguém a qual Deus precisaria de um representante, ou Porta-voz"kkkk vc se alto refutou meu nobre,a palavra ERA em João 1:1 é uma pedra no sapato das tj talvez na próxima revisão eles tiram pra apoiar suas doutrinas,isso só prova que Jesus ser a "palavrade Deus"não é no sentido que o Diego e a torre de vigia defende,mais sim como nos trinitarios entendemos.

    ResponderExcluir
  89. CONTINUAÇÃO DO ANTERIOR ➡DIEGO, ESTAVA DIZENDO, (Sobre a explicação de como pode A PALAVRA de Deus ter sido criada, novamente, veja o meu comentário em 23 de abril de 2018 10:34 e a resposta que dei ao Fernando em 23 de abril de 2018 17:07)."


    RESPOSTA # Você disse, aí acima, que o termo "Palavra é um título dado ao Filho de Deus."

    Aí você cometeu um ÊRRO FEIO se você pensa que a PALAVRA OU LOGOS é apenas um título, porque o termo grego LOGOS significa PALAVRA (sem entrar em questões mais profundas sobre o significado deste termo.) LOGOS é o que o Filho de Deus➡É⬅ ou seja, é a CONDIÇÃO da natureza imutável do Filho eternamente existindo como a PALAVRA de Deus. Por isso, o termo PALAVRA é usado como um título do Filho de Deus em Apocalipse 19:13 para indicar que ele É aquela PALAVRA ETERNA que se encarnou. João 1:1,1:14.


    E, se Jesus é REALMENTE a PALAVRA DE DEUS como essa expressão é apenas um título?

    Você está com isso afirmando que Jesus NÃO É A PALAVRA DE DEUS, mas recebeu esse título porque é o porta-voz da PALAVRA DE DEUS?

    Então onde está a PALAVRA DE DEUS?

    Em João 1:14 diz que A PALAVRA-LOGOS SE FEZ CARNE, E HABITOU ENTRE NÓS, E NÓS VIMOS A SUA GLÓRIA COMO A DO UNIGÊNITO DEUS.

    Somente essa passagem já é o suficiente para refutar a teoria de que Jesus é a PALAVRA porque é o porta-voz de Deus.


    DIEGO, DISSE,

    "POR QUE O FILHO DE DEUS É CHAMADO DE “A PALAVRA”?

    Porque isso mostra a FUNÇÃO que o Filho primogênito de Deus sem dúvida exercia, atuando como Porta-voz de seu Pai, o grande Rei da Eternidade. Ele era a Palavra de comunicação de Deus para transmitir informações e instruções aos outros filhos espirituais e humanos do Criador.

    O fato de, NO PRINCÍPIO, O Filho ser chamado de A PALAVRA, é mais uma evidência de que o mesmo foi CRIADO, e não CO-EXISTIA COM O PAI NA ETERNIDADE. Por que?

    Raciocinem: Se regredirmos no tempo, anterior a criação das criaturas espirituais, do universo físico e dos seres humanos, e seguirmos na eternidade passada, não havia ninguém a qual Deus precisaria de um representante, ou Porta-voz.

    (Porta-voz: Indivíduo que FALA PUBLICAMENTE POR OUTRO)

    Esse Porta-voz de Deus, se fez necessário a partir do momento da CRIAÇÃO. O Filho então, desempenharia essa função, primeiro entre as criaturas espirituais, e depois para os humanos.

    (Veja Gênesis 16:7-11; 22:11; 31:11; Êxodo 3:2-5, 23:20-23; Juizes 2:1-4; 6:11, 12;13:3)

    Na Terra, O Filho (como homem Jesus Cristo) continuou a servir como o Porta-voz, ou Palavra, do Pai durante seu ministério terrestre.

    Jesus disse a seus ouvintes: “Não falei de meu próprio impulso, mas o próprio Pai que me enviou tem-me dado um mandamento quanto a que dizer e que falar. . . . Portanto, as coisas que eu falo, assim como o Pai mas disse, assim as falo.” — (Veja João 12:49, 50; 14:10; 7:16, 17)."


    RESPOSTA # Toda essa cantilena, essa ladainha do Diego se evapora apenas com essa passagem.

    "1JOÃO 1:1-2. O que ERA DESDE O PRINCÍPIO , o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da PALAVRA DA VIDA 2 A VIDA se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a VIDA ETERNA➡ do grego Zoe⬅vida aionios⬅eterna QUE ESTAVA COM O PAI E NOS FOI MANIFESTADA.

    Agora comparemos com João 1:1, NO PRINCÍPIO (Observem a mesma expressão no verso acima) João usa o termo "princípio" para marcar a descida do logos da eternidade onde estava com o Pai para iniciar a criação de todas as coisas.

    No verso acima a eternidade do logos é explicitamente declarada porque ele é A VIDA ETERNA que estava com o Pai, que em João 1:1 estava com Deus. Então definitivamente o logos não é uma criatura mas a PALAVRA DE DEUS personificada na eternidade como o Filho.

    O logos é a VIDA ETERNA que estava com o Pai.

    Vida eterna não tem princípio e nem fim.

    João usa o termo princípio em João 1:1 não para descrever a criação da PALAVRA, mas MANIFESTAÇÃO da PALAVRA como criador de todas as coisas.


    ResponderExcluir
  90. Quantas PALAVRAS↔LOGOS Deus possui?

    Novamente: A PALAVRA↔LOGOS de João 1:1 faz parte da natureza de Deus ou não?

    Outra vez: Se o LOGOS de João 1:1 não é a PALAVRA ETERNA DE DEUS então o que é a PALAVRA ETERNA DE DEUS?

    E:Deus possuía a Sua OUTRA PALAVRA↔LOGOS na eternidade ANTES que Ele criasse a PALAVRA ↪LOGOS de João 1:1?

    Se a Palavra de Deus que existia com ele desde a eternidade NÃO É O LOGOS de João 1:1 você pode nos mostrar O CAPÍTULO e o VERSÍCULO onde está A PALAVRA↔LOGOS ETERNA DE Deus QUE NÃO É A MESMA PALAVRA↔LOGOS DE JOÃO 1:1?


    DIEGO, não respondeu a OBJETIVAMENTE a nenhuma dessas questões.

    ResponderExcluir
  91. DIEGO, DISSE,

    "Prezado Paulo,

    João declara que o Logos é o “DEUS UNIGÊNITO” em João 1:18. Nesse versículo, ele faz um claro contraste entre o ‘DEUS QUE NINGUÉM JAMAIS VIU’ (o Deus Todo-Poderoso, Jeová) e o Filho (A PALAVRA).

    Portanto, o “deus unigênito” não é o ‘Deus invisível’, nem o ‘Deus invisível’ é o “deus unigênito”. São dois seres divinos ONTOLOGICAMENTE DISTINTOS.

    Ser o LOGOS chamado de “DEUS UNIGÊNITO” significa que ele não é uma CRIAÇÃO IGUAL ÀS DEMAIS, tampouco é INCRIADO IGUAL AO DEUS SUPREMO. Ele é unigênito, no sentido de que é o único produzido ou gerado diretamente pelo Deus supremo SEM A AÇÃO DE INTERMEDIÁRIOS, pois todas as coisas foram criadas POR INTERMÉDIO do Logos. "


    RESPOSTA # Você novamente está confundindo-se, aí vem de novo o meu argumento AD PACIENCIUM,


    DIEGO, DISSE,

    " João declara que o Logos é o “DEUS UNIGÊNITO” em João 1:18. Nesse versículo, ele faz um claro contraste entre o ‘DEUS QUE NINGUÉM JAMAIS VIU’ (o Deus Todo-Poderoso, Jeová) e o Filho (A PALAVRA).

    Portanto, o “deus unigênito” não é o ‘Deus invisível’, nem o ‘Deus invisível’ é o “deus unigênito”. São dois seres divinos ONTOLOGICAMENTE DISTINTOS. "

    RESPOSTA # Mas o logos nunca ninguém viu também porque o logos é Deus.

    Em João 1:18 João está se referindo a Palavra Encarnada, que era o logos se expressando através do seu Templo humano, JESUS.

    DIEGO, DISSE,

    " Ser o LOGOS chamado de “DEUS UNIGÊNITO” significa que ele não é uma CRIAÇÃO IGUAL ÀS DEMAIS, tampouco é INCRIADO IGUAL AO DEUS SUPREMO. Ele é unigênito, no sentido de que é o único produzido ou gerado diretamente pelo Deus supremo SEM A AÇÃO DE INTERMEDIÁRIOS, pois todas as coisas foram criadas POR INTERMÉDIO do Logos. "

    RESPOSTA # O logos não é uma criatura mas é eterno➡"1JOÃO 1:1-2. O que ERA DESDE O PRINCÍPIO , o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da PALAVRA DA VIDA 2 A VIDA se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a VIDA ETERNA➡ do grego Zoe⬅vida aionios⬅eterna QUE ESTAVA COM O PAI E NOS FOI MANIFESTADA.

    Olhe bem: Se o logos foi criado ele não possui a natureza de Deus que é eterna.

    Desta maneira, se o logos foi criado ele não pode ser o Espiritual Filho Unigênito ¦único gerado¦ de Deus. Não estou falando da Encarnação do logos.

    Por outro lado, se o logos foi gerado de Deus, ele necessariamente tem de possuir a mesma natureza de Deus que é eterna e ser portanto, Deus, e ter existido pela eternidade em forma de Deus. Fp. 2:6-8.

    Se o logos foi criado por Deus, explique para nós como ocorreu essa criação, ou seja, de que meios Deus se serviu para criar o logos?



    ResponderExcluir
  92. Bom dia, observando os comentários do Sr. Paulo Cadi , a cada explicação ele se enrola mais . E o mais interessante são as perguntas sem sentido e sem nexo !

    Vamos observar a última pergunta feita pelo Sr. Paulo Cadi, ele perguntou;

    "Se o logos foi criado por Deus , explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar o logos ?

    Observaram como esta é uma pergunta " HIPOTÉTICA?

    Eu poderia , perguntar ; " Se os anjos foram criados por Deus, explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar os anjos ?

    Agora se alguém me perguntasse como Deus criou o homem e a mulher , e os meios que ele usou para isso , eu então leria Gênesis 2;7; "E Jeová Deus passou a formar o homem do pó do solo, e soprou nas narinas , o folêgo de Vida, e o homem veio a ser uma alma vivente. " Gênesis 2;21,22; " Então Jeová Deus fez o homem cair num sono profundo , e enquanto ele dormia , tirou-lhe uma das costelas e depois fechou a carne naquele lugar ,e da costela que havia tirado do homem Jeová Deus fez a mulher e levou-a ao home. "

    Como disse o Apóstolo Paulo em 1 Corintios 4;6; "Não vão além das coisas que estão escritas ,"

    A Respeito de Cristo , a Bíblia diz ; " O Principio da criação de Deus . " - Apocalipse 3;14;

    Observaram , o malabarismo tendencioso daqueles que acreditam no falso dogma da Trindade !"

    ResponderExcluir
  93. Os Escritores do evangelho , segundo o Novo Dicíonario Internacional de Teologia do Novo Testamento , também pode ter feito a ligação Jesus/Sabedoria .Lucas 11;49; fala de " uma palavra de sabedoria de Deus " e o relato paralelo de Mateus 23;34;, é entendido como uma palavra de Jesus . "

    Além disso , em conexão com os Evangelhos de Mateus 12;42 e Lucas 11;31;, essa Obra de Referência trinitária diz; "

    " Isso pode ser entendido mais facilmente através do pensamento da sabedoria celestial a quem os homens desprezam ; em Jesus a Sabedoria finalmente apareceu . " - P.1030, vol 03.

    A Própria Obra Trinitária " Os Pais - Pré-Nicéia admitem:

    "Prov.VIII 22-25. Esta é uma das citações favoritas mêssianicas dos Pais , e é considerado como a base do primeiro capítulo do evangelho de S. João . - ANF 1;488,f.n#10,Eerdmans, 1993 reprint.

    ResponderExcluir
  94. Por que , mesmo no Concílio de Nicéia , em 325 DC.Arios citou esta passagem como prova de que Jesus não era igual a Deus;

    " Arius tinha na mente forte lógica e apelou aos textos Bíblicos que , aparentemente apoiavam os seus argumentos." - Por exemplo João 17;3; e Provérbios 8;22;". - P. 157 (165), Manual de Eerdman Para a História do Cristianismo , 1977.

    E seu Advérsario Trinitário Atanásio , jamais refutou este uso de Provérbios 8;22; embora as vezes recorresse a escritura;

    " Atanásio , não refutou Arius , rejeitando a relevancia de Provérbios 8;22;( Muito embora tenha tentado mostrar que Jesus não foi criado , citando Salmo 110;3;) -P. 165(173), O Manual de Eerdman.

    Em outras palavras , quando Ario citou Provérbios 8;22; e o aplicou a Jesus, o trinitário Atanásio não contestou a Aplicação ! O próprio Atanásio reconheceu que a sabedoria descrita naquela Escritura descrevia o Messias! Nós ainda encontramos Atanásio citando uma carta escrita por Dionisio , bispo de Roma (259-268 AD) em que ele escreve; "

    " Se o Cristo é a Palavra e Sabedoria e Poder , como você sabe que as Divinas Escrituras dizem que ele é. " - p. 32, Documento da Igreja Cristã , Bettenson , Oxford University Press.

    ResponderExcluir
  95. Um dos mais ferrenhos defenssores da Teologia Trinitária ( e provavelmente o mais influente e honrado de estudiosos da Trindade ).Agostinho fez uma conexão entre a Palavra / Sabedoria , como sendo Jesus por volta de 410 AD em seu famoso De Civitate Dei ( A Cidade de Deus ), Livro XI, capítulo 24.

    " Interpretações Cristológicas de Provérbios 8;22; não eram populares somente nos séculos que se seguiram a morte dos Apóstolos. Podemos encontra-las em diversos escritos dos séculos 18 e 19. Por exemplo, comentaristas concervadores e eruditos como a Obra Comentários de 1710 de Matthew Henry relata referente a Sabedoria de Provérbios 8;22-31;

    "Que é uma pessoa divina e inteligente que aqui fala , parece muito claro, e que não se refere a apenas uma mera propriedade da natureza divina, pois a Sabedoria aqui tem propriedades pessoais e ações; e essa pessoa divina inteligente não pode ser nenhum outro a não ser o próprio filho de Deus, de quem as principais coisas aqui referidas com da Sabedoria são atribuidos em outras Escrituras , e devemos explicar as Escrituras por usar elas mesmos. "

    Portanto, " PREGO BATIDO , PONTA VIRADA. "

    ResponderExcluir
  96. JOSÉ ROBERTO, DISSE,

    "José roberto de araujo araujo25 de abril de 2018 07:42
    Bom dia, observando os comentários do Sr. Paulo Cadi , a cada explicação ele se enrola mais . E o mais interessante são as perguntas sem sentido e sem nexo !

    Vamos observar a última pergunta feita pelo Sr. Paulo Cadi, ele perguntou;

    "Se o logos foi criado por Deus , explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar o logos ?

    Observaram como esta é uma pergunta " HIPOTÉTICA?

    Eu poderia , perguntar ; " Se os anjos foram criados por Deus, explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar os anjos ?

    Agora se alguém me perguntasse como Deus criou o homem e a mulher , e os meios que ele usou para isso , eu então leria Gênesis 2;7; "E Jeová Deus passou a formar o homem do pó do solo, e soprou nas narinas , o folêgo de Vida, e o homem veio a ser uma alma vivente. " Gênesis 2;21,22; " Então Jeová Deus fez o homem cair num sono profundo , e enquanto ele dormia , tirou-lhe uma das costelas e depois fechou a carne naquele lugar ,e da costela que havia tirado do homem Jeová Deus fez a mulher e levou-a ao home. "

    Como disse o Apóstolo Paulo em 1 Corintios 4;6; "Não vão além das coisas que estão escritas ,"

    A Respeito de Cristo , a Bíblia diz ; " O Principio da criação de Deus . " - Apocalipse 3;14;

    Observaram , o malabarismo tendencioso daqueles que acreditam no falso dogma da Trindade !"



    RESPOSTA 👉 José Roberto, responde às minhas objeções.

    Jesus é identificado com o logos de Deus em forma e natureza humanas.

    O apóstolo João afirmou que foi possível ter contato direto com o logos na pessoa do Senhor Jesus e que o logos é ETERNO.

    ➡O logos não é uma criatura mas é eterno➡"1JOÃO 1:1-2. O que ERA DESDE O PRINCÍPIO , o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam — isto proclamamos a respeito da PALAVRA DA VIDA 2 A VIDA se manifestou; nós a vimos e dela testemunhamos, e proclamamos a vocês a VIDA Eterna [Zoe aionios] QUE ESTAVA COM O PAI E NOS FOI MANIFESTADA.

    Não tem para onde escapar.

    ResponderExcluir
  97. JOSÉ ROBERTO, DISSE,

    "Vamos observar a última pergunta feita pelo Sr. Paulo Cadi, ele perguntou;

    "Se o logos foi criado por Deus , explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar o logos ?

    Observaram como esta é uma pergunta " HIPOTÉTICA?

    Eu poderia , perguntar ; " Se os anjos foram criados por Deus, explique para nós como ocorreu essa criação , ou seja , de que meios Deus se serviu para criar os anjos ?"

    RESPOSTA 👉ESSA NÃO É UMA PERGUNTA HIPOTÉTICA. Num outro debate que tivemos você veio com essa mesma afirmação.

    hipótese-
    substantivo feminino
    1.
    proposição que se admite, independentemente do fato de ser verdadeira ou falsa, como um princípio a partir do qual se pode deduzir um determinado conjunto de consequências; suposição, conjectura.
    2.
    possibilidade de (alguma coisa que independe de intenção humana ou causa observável) acontecer; chance, opção.

    Então, José Roberto, para seu conhecimento, os meus questionamentos não estão fundamentados sobre hipóteses mas sobre fatos.

    Já que vocês não souberam responder as perguntas deixa que eu mesmo respondo.


    Salmos 33-
    …8Toda a terra tema o SENHOR; tremam diante dele todos os habitantes do mundo. 9Pois ele FALOU , e TUDO se fez; Ele ORDENOU , e TUDO surgiu. 10O SENHOR desfaz os planos das nações e frustra os intentos dos povos.…

    A Bíblia revela que Deus criou TUDO o que existe pela Sua Palavra, do grego 'logos' , do hebraico 'davar.'

    Sendo que Deus criou todas as coisas pela palavra dele, Jesus, como vocês querem, como a primeira criação de Jeová necessariamente foi criado pela Palavra de Jeová.

    Logo, Jesus, Não É A PALAVRA DE JEOVÁ, mas o agente, o porta-voz de Jeová na criação de todas as [outras] coisas. Essa é a conclusão à que vocês irão chegar.

    Só as engrenagens começam a trincar para essa interpretação apenas por uma leitura informal de João 1:14,

    João 1-
    14 E A PALAVRA SE FEZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS . E vimos a sua glória, glória como a do Unigênito do Pai, cheio de graça e verdade.

    Se Jeová criou TUDO pela Sua Palavra então, de acordo com a doutrina de vocês, Jesus tem de estar incluído como parte desse TUDO.

    Por outro lado, se Jeová não criou o logos [palavra] através de sua hipotética outra Palavra, então Jeová teve de retirar Jesus [o logos palavra de João 1:1] de si mesmo, de sua essência, estabelecendo assim, o logos de João 1:1 em igualdade com Ele mesmo por ser da mesma essência eterna.

    Inventa outra, José Roberto.

    ResponderExcluir
  98. JOSÉ ROBERTO, colou umas citas de dicionários,

    "Por que , mesmo no Concílio de Nicéia , em 325 DC.Arios citou esta passagem como prova de que Jesus não era igual a Deus;

    " Arius tinha na mente forte lógica e apelou aos textos Bíblicos que , aparentemente apoiavam os seus argumentos." - Por exemplo João 17;3; e Provérbios 8;22;". - P. 157 (165), Manual de Eerdman Para a História do Cristianismo , 1977.

    E seu Advérsario Trinitário Atanásio , jamais refutou este uso de Provérbios 8;22; embora as vezes recorresse a escritura;

    " Atanásio , não refutou Arius , rejeitando a relevancia de Provérbios 8;22;( Muito embora tenha tentado mostrar que Jesus não foi criado , citando Salmo 110;3;) -P. 165(173), O Manual de Eerdman.

    Em outras palavras , quando Ario citou Provérbios 8;22; e o aplicou a Jesus, o trinitário Atanásio não contestou a Aplicação ! O próprio Atanásio reconheceu que a sabedoria descrita naquela Escritura descrevia o Messias! Nós ainda encontramos Atanásio citando uma carta escrita por Dionisio , bispo de Roma (259-268 AD) em que ele escreve; "

    " Se o Cristo é a Palavra e Sabedoria e Poder , como você sabe que as Divinas Escrituras dizem que ele é. " - p. 32, Documento da Igreja Cristã , Bettenson , Oxford University Press."

    RESPOSTA 👉Estas citações vieram do website Tradução Novo Mundo Defendida com sua 'filial' brasileira, que
    torce e retorce as fontes trinitárias para dizer o que eles querem, ou seja, defender as doutrinas - heresias da Watchtower, o que constituí-se numa total impossibilidade.

    Essas citações que fez são de terceira mão e não refletem o que realmente aconteceu, portanto, não tem valor algum.

    É aquela velha história : CITE DE FONTES PRIMÁRIAS, e não citações de manuais e ainda formatadas lá no TRADUÇÃO NOVO MUNDO DEFENDIDA para concordar com as heresias produzidas na Watchtower de Rutherford.

    Quanta mediocridade!

    O raciocínio de que o Filho é uma criação de Deus, de acordo com Atanásio, apenas mostra a incapacidade dos arianos de compreender a diferença básica entre a vida interior de Deus e Suas ações em relação ao mundo criado. Deus não delibera, ou seja, se vai ou não fazer alguma coisa, dentro de si o que seria analisar o seu próprio Ser e existência. De fato, seria absurdo afirmar que a bondade e misericórdia de Deus são apenas Seu hábito voluntário, e não uma parte de Sua natureza. Mas isso significa que Deus é bom e misericordioso a contragosto? Agora, continua Atanásio, o que é "por natureza", ou "por essência", é maior do que o que é apenas "por deliberação", que é uma ação depois de ponderar, ou "por vontade" (hyperkeitai kai pro getai tou boulesthai para kata physin). Visto que o Filho é fruto da própria substância do Pai, o Pai não "delibera" sobre Ele ou seja se iria ou não criar o Filho, pois significaria indecisão sobre o Seu próprio Ser. Deus é o Pai de Seu Filho "por NATUREZA " e não "por VONTADE ". O que quer que fosse "criado", foi de fato criado pela boa vontade e deliberação de Deus. Mas o Filho não é feito pela vontade de Deus , como as criaturas, mas por natureza Ele é uma descendência da própria substância de Deus.

    ResponderExcluir
  99. Bom dia a todos!

    Fernando disse:

    "no princípio ERA o verbo, e o verbo ERA Deus" se eu disser : no ano 2000 Diego era humano, isso não significa que você nasceu no ano 2000 ,mais sim que você já existia COMO HUMANO no ano 2000,vc pode ter nascido um ano antes do ano 2000 como pode ter nascido 100 anos antes do ano 2000 como também deixa brexa pra acreditar que você pode ser eterno.é impossível você determinar pela palavra "ERA" (tempo passado) que o logos veio a ser Deus no principio ou ele teve inicio, você tá forçando a barra demais.

    _______________


    RESPOSTA ►►

    A sua comparação de tempo não se aplica pelo seguinte motivo: A palavra PRINCÍPIO transmite o sentindo do INÍCIO DE UMA AÇÃO. É o começo de tudo.

    Se você diz: “no ano 2000 você era humano”, você ESTABELECEU UMA DATA na corrente do tempo para esse fato.

    Agora se disser: “No PRINCÍPIO você era humano, o sentido será diferente, pois denota o INÍCIO de uma ação, de uma existência.

    A Palavra não pode existir na eternidade porque em João 1:18 ela é chamada de Deus UNIGÊNITO (ou Filho Unigênito).

    UNIGÊNITO ► Único gerado. Filho único.

    E antes que você alegue que ele é GERADO é diferente de CRIADO, saiba que o sentido é o mesmo:

    GERAR ► dar existência a; fazer nascer; procriar, ser a causa ou a origem de.
    CRIAR ► fazer existir; dar origem, a partir do nada, formar, GERAR, dar origem a, causar, originar

    ResponderExcluir
  100. Fernando disse (sobre Filipenses 2:6):

    qual bíblia você leu que que Jesus considerou uma usurpação ser igual a Deus? O verso que vc citou no comentário do dia 23 de abril 17:39 diz:“pois ele, subsistindo em forma de Deus, "NÃO" julgou como usurpação o ser igual a Deus;” (Filipenses 2:6).Jesus NÃO considerou usurpação ser igual a Deus ou seja ele não considerou que o ser igual a Deus era algo que ele não tinha direito,acho que vc se confundiu meu amigo.

    _______________

    RESPOSTA ►►

    Veja como várias traduções da Bíblia vertem FILIPENSES 2:6:

    THE NEW TESTAMENT, DE G. R. NOYES.
    o qual, sendo em forma de Deus, não achou que ter igualdade com Deus fosse algo de que devesse apossar-se.

    DAS NEUE TESTAMENT, EDIÇÃO REVISADA, DE FRIEDRICH PFÄFFLIN.
    Ele — realmente de natureza divina! — nunca se fez, com auto-confiança, igual a Deus.

    LA BIBBIA CONCORDATA.
    “o qual, embora sendo em forma de Deus, não achou que ser igual a Deus fosse algo do que gananciosamente se apoderar.

    A BÍBLIA NA LINGUAGEM DE HOJE (EDIÇÃO DE 1973).
    “Ele sempre teve a mesma natureza de Deus, mas não tentou ser, pela força, igual a Deus.”

    THE NEW JERUSALEM BIBLE.
    “O qual, sendo em forma de Deus, não achou que a igualdade com Deus fosse algo do que se apossar.”

    NVI - NOVA VERSÃO INTERNACIONAL
    que, embora sendo Deus, NÃO CONSIDEROU QUE O SER IGUAL A DEUS ERA ALGO A QUE DEVIA APEGAR-SE;

    KJA - KING JAMES ATUALIZADA
    o qual, tendo plenamente a natureza de Deus, NÃO REIVINDICOU O SER IGUAL A DEUS,

    NTLH - NOVA TRADUÇÃO NA LINGUAGEM DE HOJE
    Ele tinha a natureza de Deus, MAS NÃO TENTOU FICAR IGUAL A DEUS.

    TNM - TRADUÇÃO NOVO MUNDO
    o qual, embora existisse em forma de Deus, não deu consideração a uma usurpação, a saber, que devesse ser igual a Deus.



    ______________________

    Fernando, a palavra original para o termo grego utilizado para USURPAÇÃO em Filipenses 2:6 é har·pag·món (o ato de apreender ou a coisa apreendida)

    The Expositor’s Greek Testament diz sobre o sentido dessa palavra: “Não conseguimos encontrar nenhuma passagem onde [har·pá·zo], ou qualquer palavra derivada dela [incluindo har·pag·món], tem o sentido de ‘ter posse’, ‘reter’. Parece significar invariavelmente ‘APODERAR-SE’, ‘ARRANCAR VIOLENTAMENTE’.
    _____________________

    Portanto, Cristo possuía a natureza divina, mas ele não se fez valer dessa natureza para tentar ser IGUAL A DEUS, como se fosse algo o qual ele tivesse o direito.



    O contexto (Filipenses 2:3-5, 7, 8) apoia essa conclusão.

    Paulo aconselhou os filipenses a considerar os outros superiores a si mesmos. (vers. 3)

    Daí, ele usa Cristo como exemplo dessa atitude ao dizer para eles terem a mesma atitude mental que Cristo teve (vers. 5)

    Qual atitude? Achar que ser igual a Deus era algo que era seu de direito? Não, isso seria exatamente o contrário do argumento que estava sendo apresentado! Ao contrário, Jesus, que ‘reputava a Deus como sendo melhor do que ele’, jamais ‘se apossaria da igualdade com Deus’, mas, em vez disso, “humilhou-se, tornando-se obediente até a morte”.

    NUNCA, tanto na sua existência pré-humana, quanto na sua vida na , ou após subir ao céus, o Filho se fez IGUAL A DEUS. O próprio Jesus Cristo demonstrou essa atitude de submissão ao Pai ao dizer: “O Pai é maior do que eu.” — João 14:28.

    ResponderExcluir
  101. Tradução João Ferreira de Almeida , edição 1997; Edição Letra Grande , e em Provérbios 8;30 diz; "

    "Então eu estava com ele e era o " SEU ALUNO"; e era cada dia as suas delicias ;folgando perante ele todo o tempo. "

    A nota marginal nos manda para Mateus 3;17; Agora olha só o que diz Mateus 3;17; "

    " E eis que uma voz do céu dizia; "Este é o " MEU FILHO AMADO, em quem me comprazo. "

    O mais interessante é que no glóssario Bíblico nesta mesma tradução sobre o verbete ; " SABEDORIA ; diz; "

    "Então essa concepção divina , Sabedoria, é vista como projetada da mente de Deus e subsistindo fora dele mas a seu lado.Finalmente, essa Sabedoria tornou-se o artifíce divino na criação de todas as coisas . essa ideia profunda pouco a pouco , ia fundindo-se com outros conceitos messiânicos de Israel até que se concretizou no filho de Deus. (João 1;1-3; Colossenses 1;17 )".

    Vejamos agora a Bíblia Pastoral , ela diz em Provérbios 8;22; " Javé me adquiriu como origem do seu caminho, ' O COMEÇO DAS SUAS OBRAS MAIS ANTIGAS. "

    A nota marginal desta Tradução Bíblia Pastoral diz; "22-36; " A Sabedoria se apresenta como A PRIMEIRA CRIATURA DE DEUS, Ela , como mestre de obras , o ajudou a criar o mundo , dando alegria ao próprio criador e as criaturas . O Novo Testamento vê em Jesus , a Sabedoria de Deus, e o evangelho de João o apresenta como palavra encarnada. "

    Vejamos agora a Bíblia de Estudo Nova Tradução na Linguajem de Hoje (NTLH), referindo se a João 1;1;, ela diz; "

    "1.1 . A palavra , o AT fala sobre a Sabedoria de Deus, que estava com Deus na criação (Provérbios 8;22-31)Fala também sobre a palavra por meio da qual Deus criou o mundo( Gênesis 1;3,6; Salmo 33;6) e salvou o povo de Israel (Salmo 107;19-20 ). No NT , a palavra criadora e salvadora de Deus está presente em Jesus Cristo( 1 Corintios 8;6; Colossenses 1;16,17;Hebreus 1;2) A palavra se tornou um ser humano(v.14), Jesus Cristo. Em João 1;1,2; a Palavra da vida é a mensagem redentora a respeito de Jesus cristo."

    No seu Glosssário essa mesma Bíblia de Estudo diz; "

    " Sabedoria I)qualidade que inclui bom senso e atitudes e ações corretas ( Provérbios 4;7;Tiago 1;5; 3;17 ) Em Provérbios 8 a " SABEDORIA É UM PESSOA" apontando para Cristo ."

    Portanto , Sr. Paulo Cadi, a quem o Senhor está querendo enganar ??

    Prego batido , ponta virada!'

    ResponderExcluir
  102. Olha, lendo atentamente os últimos comentários, eu cheguei a seguinte conclusão: a trindade é a doutrina de um versículo só. É impressionante a quantidade de argumentos que os trinitaristas usam com base em um único versículo da Bíblia! Você pode argumentar com base em inúmeros textos bíblicos, que mantem uma total harmonia entre si, mas ai quando o trinitarista fica sem saída, ai ele diz: “Ah, mas João 1:1 diz que a Palavra é Deus....”

    Ou seja, eles desconsideram todo o contexto bíblico (contexto do próprio capitulo 1 de João e do restante do evangelho) e se apegam a um único versículo.

    Bem, vamos novamente considerar a passagem em questão.

    João 1:1 – “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (Almeida)

    Qual a forma correta de se traduzir do grego, “era Deus” ou “era um deus (ou era divina)”?

    O texto grego reza literalmente: “No princípio era a palavra, e a palavra estava para com o deus, e deus era a palavra.”

    Como mostrei no meu comentário no dia 16 de abril de 2018 17:49, a tradução dessa passagem dependerá do bom senso e critério do tradutor. Isso porque na língua grega do primeiro século não tinha artigo indefinido (“um”) e nem letras maiúsculas. Portanto, o tradutor tem de suprir as maiúsculas conforme necessário no idioma para o qual traduz o texto, bem como acrescentar o artigo, definido ou indefinido para dar o sentido correto do texto.

    É evidente que na primeira ocorrência de “Deus” deve ser usado com inicial maiúscula ao traduzir a frase “o deus”, visto que deve identificar o DEUS TODO-PODEROSO com quem a Palavra estava. Mas, dar inicial maiúscula à palavra “deus” no segundo caso não tem a mesma justificativa.

    Eu citei o exemplo do texto copta saídico por dois motivos básicos:

    1 – Ele é uma das traduções mais antigas das Escrituras gregas, anterior ao 4º século EC, ou seja, não sofreu as alterações do texto de tradutores trinitaristas que surgiram após a formulação do dogma da trindade;

    2 – Pela questão gramatical, que se aproxima das regras do idioma inglês e português.



    Um dos mais respeitados Dicionários, The Anchor Bible Dictionary, diz o seguinte a respeito das mais antigas traduções da Bíblia para o idioma Copta:

    “Visto que a Septuaginta e as Escrituras Gregas Cristãs foram traduzidas para o Copta durante o 3º Século Era Comum, a Versão Copta é baseada nos Manuscritos Gregos que são significativamente MAIS VELHOS DO QUE A VASTA MAIORIA DAS TESTEMUNHAS EXISTENTES.”



    Como eu disse, uma tradução exata dessa passagem dependerá do bom senso e critério do tradutor, pois o grego coiné (comum) NÃO POSSUÍA ARTIGO INDEFINIDO. Por isso, em todas as Escrituras Gregas Cristãs, os tradutores são obrigados a usar, ou não usar, o artigo indefinido segundo o seu entendimento do sentido do texto. Todas as traduções dessas Escrituras usam o artigo indefinido centenas de vezes; no entanto, a maioria não o usa em João 1:1. A melhor forma de se decidir se usará ou não o artigo indefinido nesse caso, é analisar o contexto bíblico.

    João 1:2 – “Ele estava no princípio com Deus”

    O versículo 2 mostra que a Palavra (ou o Verbo) ESTAVA “COM O DEUS”, portanto, NÃO PODIA SER O DEUS, isto é, o Deus Todo-poderoso. Você não pode ESTAR com alguém e ao mesmo tempo SER ESSA PESSOA.

    ►►

    ResponderExcluir
  103. O amigo Fernando Silva usou o texto de Efésios 5:31 para mostrar que é possível sim ESTAR com alguém e ao mesmo tempo SER ESSA PESSOA.

    Efésios 5:31 – “Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.” (Almeida)

    Mas ele está confundindo UNIDADE com IGUALDADE.

    Lhe pergunto, em que sentido homem e mulher são “uma só carne”?

    A – Ao casarem eles se fundem, formando um único Ser, uma única substância, uma única essência (to usando os termos que os trinitaristas gostam de usar kkk)

    B – Continuam sendo pessoas distintas, com suas personalidades próprias, sendo o marido o cabeça da esposa, sendo a esposa sujeita ao marido, porém ambos unidos na mesma maneira de pensar, no mesmo propósito e maneira de agir

    Qual o sentido correto, hein Sr Fernando?


    Jesus Cristo usou uma analogia semelhante para se referir a UNIDADE existente entre o Pai e ele, no qual ele queria que existisse entre os seus discípulos.


    João 17:20,21
    “Não peço somente por eles, mas também em favor das pessoas que vão crer em mim por meio da mensagem deles.
    E peço que TODOS SEJAM UM. E ASSIM COMO TU, MEU PAI, ESTÁS UNIDO COMIGO, e EU ESTOU UNIDO CONTIGO, QUE TODOS OS QUE CREREM TAMBÉM ESTEJAM UNIDOS A NÓS para que o mundo creia que tu me enviaste.” (Linguagem de hoje)

    Qual o sentido que Jesus Cristo estava usando aqui Sr Fernando?

    E repito a pergunta referente a João 1:2: É possível ESTAR com alguém e ao mesmo tempo SER ESSA PESSOA?

    ►►

    ResponderExcluir
  104. Voltando a João 1:1

    A melhor forma de se decidir se usará ou não o artigo indefinido nesse caso, é analisar o contexto bíblico.

    Podemos analisar, por exemplo, o que O PRÓPRIO EVANGELISTA JOÃO ACHAVA DA VIDA PRÉ-HUMANA DE JESUS CRISTO. Será que ele achava que o Filho era de fato DEUS, CO-IGUAL AO PAI?

    Já comentei João 1:2, que mostra que o fato de a Palavra (ou o Verbo) estava “com o Deus”, portanto, não podia ser o Deus, isto é, o Deus Todo-poderoso.

    ►►

    João 17:3
    “E a vida eterna é esta: que eles conheçam a ti, que ÉS O ÚNICO DEUS VERDADEIRO; e CONHEÇAM TAMBÉM JESUS CRISTO, QUE ENVIASTE AO MUNDO.” (Linguagem de hoje)

    Para João, O Pai era o ÚNICO DEUS VERDADEIRO. Ele menciona Cristo, separadamente como ENVIADO.

    ►►

    João 13:16:
    “Em verdade, em verdade vos digo: Não é o servo maior do que o seu senhor, NEM O ENVIADO MAIOR DO QUE AQUELE QUE O ENVIOU.” (Almeida)

    Palavras acima do próprio Jesus Cristo. Podemos então chegar a uma conclusão lógica:

    PREMISSA 1: Aquele que envia tem autoridade sobre o enviado
    PREMISSA 2: Jesus foi enviado por Jeová
    LOGO: Jeová tem mais autoridade que Jesus

    ►►

    João 14:28
    “Ouvistes que eu vos disse: Vou, e voltarei a vós. Se me amásseis, alegrar-vos-íeis de que eu vá para o Pai; porque O PAI É MAIOR DO QUE EU.”

    João 12:49 -

    Jesus Cristo se coloca em uma posição inferior ao Pai.

    ►►

    João 1:14, 18 e 3:16 - Jesus é filho UNIGÊNITO. A palavra UNIGÊNITO vem do grego monoginés que NÃO TEM OUTRA DEFINIÇÃO a não ser ÚNICO GERADO.

    João 5:26 - O Pai CONCEDEU vida a Jesus.

    João 6:57 - A vida de Jesus DEPENDE do Pai

    ►►

    Trinitaristas costumam dizer, quando se deparam com essas passagens acima: “Ah, mas Jesus ai está falando na sua natureza humana, não na natureza divina!”

    Bem, Jesus TEM UM DEUS tanto no céu quanto na Terra. O próprio João mostra isso:
    (Jesus Cristo na Terra)
    João 20:17 - Meu Pai e MEU DEUS.

    (Jesus Cristo no Céu)
    Apocalipse 1:6 - MEU DEUS e Pai.
    Apocalipse 3:12 - Jesus chama Jeová de MEU DEUS 4 vezes.

    ►►

    O apóstolo João mostra que O Pai é maior que o Filho em SABEDORIA

    (Jesus Cristo na Terra)
    João 5:14 - Jesus NÃO FAZ NADA de sua própria iniciativa
    João 6:38 - “Desci para fazer a vontade DAQUELE que me enviou”
    João 7:16 - “Minha doutrina VEM DAQUELE que me enviou”
    João 12:49 – “Porque eu NÃO FALEI POR MIM MESMO; mas o Pai, que me enviou, esse me deu mandamento quanto ao que dizer e como falar.“

    (Jesus Cristo no Céu)
    Apocalipse 1:1 - Jesus RECEBEU a revelação do seu Pai

    Como pode Cristo, já glorificado, ter que receber a revelação do Pai, sendo que o mesmo é CO-IGUAL AO PAI?


    ►►


    Bem, conforme eu disse, a melhor forma de se traduzir corretamente o texto bíblico do grego comum (como por exemplo, onde usar iniciais Maiúsculas e/ou artigo definido/indefinido para definir o sujeito) é:

    ► Analisar o contexto bíblico (ver a Bíblia como um todo, pois a mesma deve estar em harmonia do começo ao fim, e nunca se contradizer)

    ► Analisar o que o próprio escritor do livro em questão pensa sobre o assunto.

    Então, com base no que fizemos acima, no caso analisando somente o que o próprio escritor do livro, João, achava sobre Jesus Cristo, será que podemos afirmar com sinceridade, ao escrever o seu prólogo ele tinha em mente que a PALAVRA ERA O DEUS TODO-PODEROSO (OU CO-IGUAL A ELE?


    ►►

    João 20:31:
    “estes, porém, estão escritos para que creiais que Jesus É O CRISTO, O FILHO DE DEUS, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.”

    ResponderExcluir
  105. Sr Paulo cita 1 João 1:1-2 e diz:

    No verso acima a eternidade do logos é explicitamente declarada porque ele é A VIDA ETERNA que estava com o Pai, que em João 1:1 estava com Deus. Então definitivamente o logos não é uma criatura mas a PALAVRA DE DEUS personificada na eternidade como o Filho.

    O logos é a VIDA ETERNA que estava com o Pai.

    Vida eterna não tem princípio e nem fim.

    João usa o termo princípio em João 1:1 não para descrever a criação da PALAVRA, mas MANIFESTAÇÃO da PALAVRA como criador de todas as coisas.


    ►►


    O texto em questão diz:

    1 João 1:1-2
    “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida
    (pois a vida foi manifestada, e nós a temos visto, e dela testificamos, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e a nós foi manifestada);”


    O Sr alega que VIDA ETERNA aqui se refere a natureza pré-humana do Filho. Portanto, isso seria uma prova de que A PALAVRA que no PRINCÍPIO estava como o Pai, é VIDA ETERNA (e segundo o SR, vida eterna não tem princípio e nem fim) então a conclusão é que A PALAVRA É ETERNA.


    ► 1º lugar – PRINCIPIO NÃO SIGNIFICA ETERNIDADE.

     PRINCÍPIO: O primeiro momento da existência (de algo), ou de uma ação ou processo; começo, início.
     ETERNIDADE: Característica, atributo, qualidade do que não tem início ou fim.

    ► 2º lugar – VIDA ETERNA É DIFERENTE DE ETERNIDADE ABSOLUTA (SEM PRINCIPIO E SEM FIM).

    ADÃO, por exemplo, tinha um corpo perfeito, com isso ele nunca morreria. Portanto, ele tinha a perspectiva de VIDA ETERNA (ou ETERNIDADE FUTURA), mas o mesmo teve um PRINCÍPIO, um começo, ele foi criado.

    A Bíblia promete vida eterna aos HUMANOS OBEDIENTES (Salmo 37:29; João 17:3). Porem isso refere-se a uma ETERNIDADE FUTURA, e não inerente aos seres humanos.

    Com relação a ETERNIDADE NO SENTIDO ABSOLUTO (ou seja que não teve PRINCÍPIO e FIM), a Bíblia mostra que APENAS JEOVÁ possui essa qualidade. (Veja Salmo 36:7, 9; 90:1, 2; Habacuque 1:12; 1 Timóteo 1:17.)

    Jesus Cristo só possui essa ETERNIDADE porque o PAI lhe concedeu (João 5:26)

    ►►

    Agora voltando ao texto de 1 João 1:1, 2 .

    Em que sentido a Palavra é a VIDA? A própria Bíblia responde:

    ► A Palavra é “a vida” no sentido de que POR MEIO DELE nós temos vida, ou seja, viemos a existência. Ele foi o meio pelo qual Deus criou todas as coisas. (João1:4; Colossenses 1:16)

    ► Jesus é “a vida” também no sentido de que POR MEIO DO RESGATE nós podemos ter VIDA ETERNA (João 6:68; 14:6; 17:3; 20:31


    ►►►

    ResponderExcluir