sábado, 7 de dezembro de 2019

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ – A RESSURREIÇÃO CELESTIAL COMEÇOU EM 1918


A LIDERANÇA das Testemunhas de Jeová, o Corpo Governante, ensina que haverá duas classes no grupo dos salvos – os 144 mil que reinarão com Cristo no céu, e a grande multidão, e outros, que viverão no paraíso na terra. Acontece que os integrantes da primeira classe mencionada, os Ungidos, 144 mil, já estão sendo ressuscitados!

Segundo a especulação da Torre – ora mais firme, ora menos firme, dependia muito do período de quem era o mandante do Corpo Governante – essa ressurreição em andamento iniciou-se em 1918. Sim, 1918 – e mais curioso ainda é que o Corpo Governante diz que esses que foram ressuscitados orientam o entendimento doutrinário da Torre de Vigia hoje em dia. Em breve demonstraremos isso. Por enquanto, veja algumas declarações sobre a ressurreição que ocorre desde 1918!

“Visto que Jesus foi entronizado por volta do início de outubro de 1914, será que poderíamos concluir que a ressurreição dos seus fiéis seguidores ungidos começou três anos e meio depois disso, em meados do primeiro semestre de 1918? 
Essa é uma possibilidade interessante. Embora isso não possa ser confirmado diretamente na Bíblia, está em harmonia com outros textos bíblicos que indicam que a primeira ressurreição teve início pouco depois que começou a presença de Cristo.(w07 1/1 pp. 25-30 - A Sentinela — 2007).

“Três anos e meio depois, ou em 1918, seria o tempo para ele vir ao templo espiritual de Deus. ... Portanto, em harmonia com o quadro de há 1.900 anos, decorreu apenas pouco tempo depois da purificação do templo em 1918 até que se deu a ressurreição celestial dos cristãos ungidos que dormiam na morte, invisível aos olhos humanos.” (w61 1/1 pp. 8-11 - A Sentinela — 1961).

“Todos êstes participam com Jesus na primeira ressurreição, sendo que êle foi o primeiro a tê-la. ... O cumprimento da profecia bíblica indica que a ressurreição dêstes membros do corpo de Cristo começou quando êle veio à sua casa para julgamento, em 1918.” (w59 1/11 pp. 661-664 - A Sentinela — 1959).

“Sua promessa de ressurreição nos deve incitar a maior atividade agora. ... O tempo se aproxima a passos firmes em que será uma realidade, não só para os membros dos 144.000, ressuscitados desde 1918, mas para os que viverão na terra.” (w55 1/2 pp. 23-27 - A Sentinela — 1955).

“O que indicam as Escrituras que tem acontecido desde 1918? (b) O que revelam Paulo e João sobre os do restante ungido hoje em dia? Outro espantoso acontecimento durante a presença de Cristo é o início da ressurreição celestial. ... Tem-se apresentado evidência, no decorrer dos anos, que isso parece ter acontecido a partir de 1918.” (w93 1/5 pp. 10-15 - A Sentinela — 1993).

“No caso dos ungidos ‘adormecidos na morte’, esta convocação feita como que a toque de trombetas exige a ressurreição espiritual deles, para sua entrada no céu. ... A Sentinela já há muito apresentou o conceito de que esta ressurreição de cristãos ungidos começou no ano de 1918.” (w86 1/10 pp. 10-14 - A Sentinela — 1986).

“Segundo as Escrituras, quando devia ocorrer a “primeira ressurreição”? (b) Explique o significado de 1 Tessalonicenses 4:14-17 e de 1 Coríntios 15:51, 52. As Escrituras ligam essa “primeira ressurreição” com a “presença [grego, parousía]” de Cristo. (1 Coríntios 15:23) ... O apóstolo Paulo escreveu: “O próprio Senhor descera do céu com uma chamada dominante, com voz de arcanjo e com a trombeta de Deus, e os que estão mortos em união com Cristo [desde o primeiro século até a vinda de Cristo ao templo espiritual em 1918] se levantarão primeiro.” (w82 1/10 pp. 20-25 - A Sentinela — 1982).

“Quando começou a ressurreição deles? (b) Como é que Revelação 20:4-6 representa a ressurreição deles? Segundo indicações da Bíblia sua ressurreição começou no ano 1918 E. C., ou três anos e meio depois de Jesus Cristo ser entronizado e coroado qual Rei celeste, para começar a dominar no meio de seus inimigos. (Sal. 110:1, 2; Heb. 10:12, 13; Rev. 14:13)”. (w65 1/9 pp. 517-523 - A Sentinela — 1965).

“Era a vontade de Deus que o despertamento do restante na terra seguisse a ressurreição celestial dos ungidos, em 1918, que tinham morrido antes daquele tempo. (Apo. 11:18).” (w61 15/1 pp. 54-61 - A Sentinela — 1961).

“Quando começou o ano de 1918, aumentaram as expectativas entre os irmãos. ... As profecias sugeriam que ele marcaria o início da “primeira ressurreição” e de a classe da noiva de Cristo ser levada para o céu. (Rev. 20:5, 6).” (yb91 pp. 116-185 - Anuário — 1991)
“Em que sentido é que os ungidos ressuscitados ‘descansam mais um pouco’, e até quando? Toda a evidência indica que essa ressurreição celestial começou em 1918, após a entronização de Jesus, em 1914, e ele sair cavalgando para iniciar sua vitória como rei por eliminar dos céus a Satanás e seus demônios.” (re cap. 17 pp. 100-104 - Clímax de Revelação (re))

“À base de paralelos bíblicos, tais como a purificação do templo por Jesus, três anos e meio depois de ter sido ungido Rei, há razão para se crer que Jesus, três anos e meio depois de ter sido empossado como Rei, ou em 1918, voltou no céu a sua atenção para o julgamento dos seus seguidores fiéis, que compõem o templo espiritual. ... Naquele tempo ele recompensou os que dormiam na morte com a ressurreição à glória celestial.” (w70 15/2 pp. 97-102 - A Sentinela — 1970).

“Aqueles que morreram antes do estabelecimento do Reino, foram ressuscitados na ocasião da vinda de Jeová ao templo junto com seu mensageiro do pacto, em 1918. ... Juntam-se a ele por meio de uma ressurreição, sem demora. — 1 Tes. 4:15, 16; 1 Cor. 15:51-54.” (w68 15/1 pp. 60-64 - A Sentinela — 1968).

“Desde o estabelecimento do reino celestial em 1914, e desde a vinda de Jeová e de seu Mensageiro do pacto, Jesus Cristo, ao templo espiritual em 1918, foram ressuscitados os apóstolos mortos e outros cristãos gerados do espírito, que faleceram fieis antes destes eventos. ... Nesta ressurreição foram revestidos de imortalidade e incorrução.” (w59 15/8 pp. 492-501 - A Sentinela — 1959).

“Quando se deu a ressurreição dos membros do corpo de Cristo? (b) Que se pode dizer dos que hoje ainda estão na terra? O tempo da ressurreição dêles é mostrado nestas palavras: “No Cristo todos serão vivificados. ... Desde 1918 tem voltado sua atenção a êstes membros do corpo, e os que estiveram mortos êle levantou.” (w55 1/2 pp. 19-22 - A Sentinela — 1955).





4 comentários:

  1. Rapaz.......quanta heresias num bojo só!!! Como que os escravos da torre engolem tudo isto?? Rutherford, Natan, e Cia fizeram tanta salada que dá medo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Industria de heresias Ilimitada - Torre de Vigia dos EUA.

      Excluir
  2. Verdade irmão Luciano, o maior inimigo dos TJs é o tempo, o tempo denuncia os falsos profetas e os documentos estão aí, só não vê quem não quer.

    ResponderExcluir
  3. Irmão Luciano quando puder comente sobre a grande multidão de Apocalipse, aonde segundo eles vai herdar a terra, mas o texto sagrado mostra outra coisa.

    ResponderExcluir