segunda-feira, 17 de abril de 2017

Depravação Total – A Incapacidade resultou em Inimizade

A doutrina da depravação total, o primeiro ponto do calvinismo, é uma doutrina protestante clássica. Pertence aos Reformadores ‘magistrais. O efeito é inimizade e incapacidade do ser humano, condição essa apenas sendo, por um chamado irresistível que, o eleito é regenerado para se inclinar ao Senhor. Assim pensava Lutero, Calvino e as Confissões Bíblias Reformadas. Os Arminianos, Católicos e os Wesleyanos confessam a Depravação Total, mas a diluem de outra maneira.

Ø  Na prática, hoje em dia, depois de muita militância calvinista, os Pentecostais (clássicos) ‘começam’ a se apegar à doutrina da Depravação Total Protestante, nas raízes arminianas – que dizem eles, serem herdeiros, deixando o semi-pelagianismo tão presente em suas pregações e práticas.

Os Arminianos, Católicos e Wesleyanos, confessam, porém a falsa doutrina da ‘graça preveniente’ – (particularmente àqueles que ouvem o evangelho). E não raro, também precisam preservar o Livre-Arbítrio, como ponto convergente.
Arminianos:

Muitos cristãos creem na doutrina da depravação total. Isso significa que os seres humanos estão mortos em seus pecados e não podem fazer nada para ajudar ou melhorar seu estado espiritual diante de Deus. Entretanto, é também um ponto de vista cristão crer no livre arbítrio. Isto significa que afirmamos que Deus quer que agimos e tomamos decisões a seu favor. Este é o problema: Como uma pessoa espiritualmente morta pode agir ou decidir dar suas vidas a Cristo? A Bíblia está repleta de prescrições para agir – as pessoas são chamadas a se arrepender, crer, vir, decidir e assim por diante. A resposta é a doutrina da graça preveniente. Esta é a ponte entre a depravação humana e o livre exercício da vontade humana. A graça preveniente é um ato soberano de Deus pelo qual ele suspende a raça humana de sua depravação e nos concede a capacidade de respondermos à graça de Deus. Ela é um ato de Deus de favor imerecido. É a luz de Deus “que ilumina a todo o homem” (Jo 1.9, ACF), que nos levanta e permite que exercemos nossa vontade e respondemos à graça de Cristo. (Fonte: http://www.arminianismo.com/index.php/categorias/diversos/artigos/137-timothy-c-tennent/351-timothy-c-tennent-o-que-e-graca-preveniente-precedente?highlight=WyJncmFcdTAwZTdhIiwiZ3JhXHUwMGU3YSciLCInZ3JhXHUwMGU3YSIsInByZXZlbmllbnRlIiwiZ3JhXHUwMGU3YSBwcmV2ZW5pZW50ZSJd).

Católicos

797. Declara ainda [o Santo Concílio]: o início da justificação dos adultos deve brotar da graça proveniente de Deus [cân. 3] por Jesus Cristo, a saber, de sua vocação, pela qual são chamados, sem qualquer merecimento da parte deles. Assim, aqueles que estavam afastados de Deus pelos pecados, se dispõem [amparados] pela sua graça, que excita e auxilia (per eius excitantem atque adiuvantem gratiam), a alcançarem a conversão e a própria justificação, consentindo livremente nesta graça e livremente cooperando com ela [cân. 4 e 5]; de forma que, tocando Deus o coração do homem com a iluminação do Espírito Santo, fica o homem por um lado não totalmente inativo, recebendo aquela inspiração, que poderia também rejeitá-la; por outro lado, não pode ele de sua livre vontade, sem a graça de Deus, elevar-se à justificação [cân. 3] diante de Deus. Por isso, quando nas Sagradas Escrituras se diz: Convertei-vos a mim e eu me converterei a vós (Zac 1, 3), somos lembrados de nossa liberdade; quando, porém, respondemos: Convertei-nos, Senhor a vós, e seremos convertidos (Lam. Jer 5, 21), confessamos que a graça de Deus nos previne. (http://www.montfort.org.br/bra/documentos/concilios/trento/#sessao6)

Wesleyanos, [e demais], na prática, eliminam a Depravação Total – (parece que nascendo da teoria da expiação governamental, também olham para a graça preveniente a todos)

"[a graça preveniente] cerca toda humanidade e precede cada um de, e todos, os nossos impulsos conscientes. Essa graça proporciona o nosso primeiro desejo de agradar a Deus, o nosso primeiro vislumbre de entendimento sobre a vontade de Deus, e a nossa 'primeira breve convicção' de ter pecado contra Deus. A graça de Deus também desperta em nós um ardente desejo de libertação do pecado e morte, assim como nos leva ao arrependimento e a fé." (

“(8) Do livre arbítrio: A condição do homem, depois da queda de Adão, é tal que ele não pode converter se e preparar-se pelo seu próprio poder e obras, para a fé e invocação de Deus; portanto, não temos forças para fazer boas obras agradáveis e aceitáveis a Deus sem a sua graça por Cristo, predispondo-nos para que tenhamos boa vontade e operando em nós quando temos essa boa vontade.” (http://metodistabrasil.blogspot.com.br/2010/05/doutrinas-da-igreja-metodista.html).

Podemos perguntar ao wesleyano - Com isso, quem está realmente incapacitado hoje? Ninguém...

Essa ‘graça’ é um dos dois pontos nevrálgicos que resulta na grande diferença. A grande questão no caso entre Reformados e os demais, não é a doutrina da depravação total em si, mas sim essa 1) graça preveniente (que dá base paro o sistema sigernista) e o 2) chamado irresistível. Talvez até mesmo por causa da compreensão Reformada daquilo que a Depravação Produz, não apenas morte, mas inimizade, a doutrina graça preveniente católica-arminiana, olhe apenas como “incapacidade”. Aqui está a razão dessa minha postagem.

A Depravação Total, não é incapacidade, a priori, mas inimizade! Ou talvez de forma mais Reformada e Confessional – a Depravação não é apenas Incapacidade, mas também e igualmente, Inimizade! Em toda a Bíblia, o teor da Depravação está na inimizade, que é resultado da Queda, e dos pecados atuais também, não apenas de uma incapacidade, na inoperância. Deus oferece o evangelho livremente a todos os seus inimigos! E a incapacidade humana, se torna, também, em uma inimizade atuante contra Deus.

Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. (Rm  5.10).
Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.
Romanos 8:7
E não quereis vir a mim para terdes vida.
João 5:40
E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,
Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência;
Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.

Um inimigo não se interessa pelo seu ‘desafeto’ até que cesse a guerra e haja perdão e paz. E o Deus gracioso, Ele mesmo, termina essa guerra (‘ele faz cessar as guerras’) a Seu tempo com os eleitos, tirando o coração de pedra deles. Após isso, Deus se torna irresistível a esses.

Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais. Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça,



10 comentários:

  1. Olá Luciano!

    Os teólogos não conseguem discernir um conteúdo homogêneo bíblico e ficam criando teorias, doutrinas ou sofismas a partir de uma visão parcial bíblica, fazendo com que cada teoria obtenha partes verdadeiras e partes enganosas, apesar de Deus levar em consideração a ignorância do ser humano, tendemos a amadurecer esse conteúdo, portanto quem segue cegamente os ditames ultrapassados de calvino ou arminio, cegam-se a si próprios referente a verdades maiores que são primordiais para a preparação da volta de nosso amado Salvador e para isto a Adventista através da Profeta de Deus, tem muito a mostrar para este mundo teológico ultrapassado.

    A TULIP é um conceito errôneo e limitado de uma visão bíblica onde Deus é o responsável por levar todas pessoas a salvação ou ao tormento.

    A Remonstrância é de igual teor errôneo e limitado, apesar de vir posterior ao Arminianismo e estabelecer o livre arbítrio, tb erra ao creditar uma "Fé Cega" (Fideísmo) de que Cristo e o Espirito vão apoiar o crente apenas por crer (Os demônios e os Fariseus tb acreditavam em Deus mas estão destinados ao fogo) e esquecem que a obediência aos mandamentos (mesmo não sendo Antinomistas, não querem amadurecer a obediência a todos mandamentos, principalmente ao 4º que é sobre o sábado) é condição primordial para que o ser humano esteja próximo, perante a graça de Cristo e diante de um Julgamento por suas obras.

    Depravação Total é espúrio do pecado, pois não explica o sofrimento e livre rejeição de Cristo, das tentações de satanás no deserto, que Ellen bem explica sobre Cristo e sobre a má decisão de Adão de não recusar a tentação no éden. Podem até dizer que Cristo é Deus e não é comparável ao ser humano para rejeitar o pecado, mas estarão negando 1 João 4:3.

    Graça Preveniente é espúrio do bom desejo, tanto sociólogos quanto teólogos mal interpretam a vontade humana, pois não sabem explicar o que significa 1 Cor 6:19 e Mat 12:43-45.

    Na Adventista também existe um racha de adeptos de certa doutrina a favor ou contra os 144 mil sem pecado (doutrina da perfeição). Seria interessante se vcs deixassem o calvinismo e arminianismo (ultrapassados) de lado e discutissem essa doutrina da perfeição. haha

    Abraços
    A Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Wesley.

      Preferir sérios reformadores a "Adventista através da Profeta de Deus, tem muito a mostrar para este mundo teológico ultrapassado."

      Só pode ser uma piada religiosa... vc não escreveu isto?!?!

      Vc tb escreveu: "A TULIP é um conceito errôneo e limitado de uma visão bíblica onde Deus é o responsável por levar todas pessoas a salvação ou ao tormento."

      Corrigindo: Deus é responsável a levar as pessoas ao céu, >>não ao inferno<<. Elas vão para lá por que escolheram em Adão e o mantém em vida. O urubu escolhe a carniça livremente.

      Não há nada de tão nobre no adventismo, a ponto de compará-lo ao debate a soteriologia clássica. Pior ainda, substituir essa palha [adventismo], com ouro [reforma].

      Melhor vc abandonar a crença nessa mulher molestada mentalmente e voltar às Escrituras.

      Abraços

      Excluir
    2. Bom dia Luciano!

      Vc disse: "Deus é responsável a levar as pessoas ao céu, >>não ao inferno<<. Elas vão para lá por que escolheram em Adão e o mantém em vida. O urubu escolhe a carniça livremente."

      Resposta: Vc desistiu de ser Calvinista para ser Arminiano??? rsssss.

      Vc me disse para abandonar minha crença e eu lhe digo para refletir um pouco mais no Adventismo.

      Abraços meu Irmão

      Excluir
    3. Qual exposição da doutrina calvinista vc leu?

      Excluir
    4. A Confissão de Fé de Westminster não é suficiente para vc?

      Excluir
    5. Sim, claro. Mas uma confissão, não uma exposição exaustiva. Veja o que vc disse o que não é calvinismo:

      "Deus é responsável a levar as pessoas ao céu, >>não ao inferno<<. Elas vão para lá por que escolheram em Adão e o mantém em vida. O urubu escolhe a carniça livremente." Resposta: Vc desistiu de ser Calvinista para ser Arminiano??? rsssss."

      Veja o que o Catecismo Maior de Westmister diz:

      "68. Os eleitos são os únicos eficazmente chamados? Todos os eleitos, e somente eles, são eficazmente chamados; ainda que outros o possam ser, e multas vezes são exteriormente chamados pelo ministério da palavra e tenham algumas operações comuns do Espírito, contudo, **pela sua negligência e desprezo voluntário da graça que é oferecida, são justamente deixados na sua incredulidade e nunca vêm sinceramente a Jesus Cristo**. At. 13:48, e 2:47; Mat. 22:14, e 13:20-21; Sal. 81:11-12; João 12:38-40."

      Ok?

      Vc não sabe muita coisa de calvinismo... melhor defender o adventismo, vc faz melhor em seu terreno.

      Abraço

      Excluir
    6. Entendi Luciano...
      Me explica uma coisa então...

      Porque manter a incoerência deste seu texto que diz ser "voluntário" (do pecador) e no texto da confissão estar como "sua própria vontade" (de Deus)?

      **pela SUA negligência e desprezo VOLUNTÁRIO da graça que é oferecida, são justamente DEIXADOS na sua incredulidade e nunca vêm sinceramente a Jesus Cristo**"

      "Capitulo 3: dos eternos decretos de Deus
      7. Segundo o inescrutável conselho de sua PRÓPRIA VONTADE, pela qual ele CONCEDE ou RECUSA misericórdia, COMO LHE APRAZ, para a glória de SEU SOBERANO poder sobre as suas criaturas, para louvor de sua gloriosa justiça, o resto dos homens foi Deus servido não contemplar e ORDENÁ-LOS para a desonra e ira por causa de seus pecados."

      Abraço

      Excluir
    7. Não há incoerência. Ambos os textos são dos mesmos autores e concílio, não foi meu... Catecismo Maior e Confissão, ambos de Westminster.

      Leia atenciosamente...

      Volto a dizer... vá para as postagens que falam de adventismo... lá vc é bem melhor :)

      Excluir
  2. É muito fácil perceber que a predestinação calvinista é blasfêmia contra o Espírito Santo. Na hora em que os predestinacionistas afirmam que Deus escolheu uns para salvar e outros para condenar, estão dizendo que Deus criou o pecado e, portanto, que Ele também peca, já que tudo, absolutamente tudo, integraria a sua soberana vontade. Assim é que o próprio Deus teria predestinado Lúcifer a se rebelar contra Si... Predestinou a Adão pecar; Predestinou Caim a matar Abel. Predestinou o pedófilo a estuprar e abusar de crianças. Predestinou o ladrão a roubar. Predestinou crianças inocentes ao inferno (Confissão de Westminster), predestinou o feiticeiro a cometer feitiçaria, predestinou o sodomita a cometer sodomia e o idólatra a cometer idolatria.

    E não tem para onde correr: a ignorância voluntária não escusa ninguém, o que se dirá daqueles que se propõe a ser mestres da Bíblia: teólogos, apologistas, pastores e assim vai...

    Mateus 12.31: "PORTANTO, EU VOS DIGO: TODO PECADO E BLASFÊMIA SE PERDOARÁ AOS HOMENS, MAS A BLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO NÃO SERÁ PERDOADA AOS HOMENS”.

    Vel caeco appareat

    Agostinho Antialienação

    ResponderExcluir