sexta-feira, 15 de maio de 2015

Resposta aos adventistas: I Co 4.9 ensina a existência de extraterrestres?

"Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos, e aos homens." 1Co 4:9


Segundo os seguidores de Ellen White, esse texto ensina que existe vidas em outros planetas. 

Obviamente, isso é um estupro hermenêutico, viola totalmente o contexto. Mas os adventistas precisam fazer isso por causa de Ellen White, ela viu isso, portanto a Bíblia tem que servir de pretexto. 

Como já postei a respeito do assunto, nessa postagem veremos apenas um exame desse texto feito pelo nosso querido irmão Clóvis Gonçalves, do Blog Cinco Solas. Perceba que a interpretação indicada por muitos adventistas como base para esse ensino exótico, não passa de uma violência total ao texto e seu contexto, imediato e bíblico:

"Uma análise da palavra κοσμω no Novo Testamento revela uma variedade de sentidos, sendo que o sentido específico deve ser dado pelo contexto. De acordo com o léxico grego de Strong, κοσμω pode significar “a terra”“o arranjo das estrelas”“os habitantes da terra”“os incrédulos”“as coisas terrenas”“os gentios em contraste com os judeus”“os crentes unicamente” e, inclusive, “o universo”. Porém, assumir simplesmente que em 1Co 4:9 mundo significa “universo” e que isso mostra “claramente que há vida em outros planetas” é de uma irresponsabilidade exegética enorme.

Voltando ao Léxico de Strong, o termo κοσμω (kosmos) “tem com freqüência um sentido desfavorável, que denota os habitantes do mundo, a humanidade em geral, como oposta a Deus”e este é o sentido com que o termo deve ser utilizado, na falta de elementos textuais que sugiram outro sentido. Mesmo porque, quando a Bíblia quer se referir especificamente ao universo, utiliza o termo αιωνας (plural de aion), como em Hebreus 1:2 “mas nestes últimos dias falou-nos por meio do Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas e por meio de quem fez ouniverso e “pela fé entendemos que o universo foi formado pela palavra de Deus, de modo que o que se vê não foi feito do que é visível” (Hb 11:3).

Vejamos aonde a prática leandrina nos leva, se aplicada a outros textos das escrituras. Tomemos um verso bem conhecido. "Porque Deus tanto amou o mundo (kosmos) que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16). Se mundo aqui significa universo, então decorre que Jesus foi enviado para salvar não apenas o homem, mas habitantes de outros planetas também. Noutro lugar diz “Se o mundo (kosmos) os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim” (Jo 15:18). Se mundo significa universo, então os habitantes de outros planetas odeiam a Jesus, como pois Leandro diz que eles não conhecem o pecado?

Como dissemos, uma palavra que pode assumir mais de um sentido deve ter o sentido pretendido pelo autor determinado à luz do contexto. Vejamos pois como Paulo usa a palavra mundo nas 20 vezes que a utiliza na primeira carta aos Coríntios. Ele se refere à “sabedoria do mundo” (1:20, 2:6, 3:19), pela qual “o mundo não o conheceu” (1.21), pelo que Deus escolheu “as coisas fracas do mundo”“as coisas loucas do mundo” (1:27; cf. 7:31,33,34) e “as coisas insignificantes do mundo” (1:28) para reduzir a nada a sabedoria mundana. Ele faz referência ainda aos “poderosos deste mundo” (2:8), ao “espírito do mundo” (2:12), aos “padrões deste mundo” (3:18), aos “imorais deste mundo” (5:10), “ídolos do mundo” (8:4) e aos“idiomas no mundo” (14:10). Quanto ao “mundo” em si (3:22), Paulo diz que os crentes “hão de julgar o mundo” (1Co 6:2) e que são disciplinados para não serem “condenados com o mundo” (11:32). Nenhuma dessas referências sugere, nem de longe, que Paulo tinha em mente outros planetas, seus habitantes e suas coisas quando as escreveu.

Isto bastaria para considerarmos mundo em 1Co 4:9 como sendo os habitantes da terra e não supostos extraterrestres imaculados. Mas leiamos o texto mais uma vez e notemos como Paulo qualifica o mundo como sendo o palco onde os apóstolos são expostos como espetáculo “tanto diante de anjos como de homens” (1Co 4:9). Isto fica mais claro ainda quando lemos no verso 13, logo adiante, que Paulo considera os apóstolos “a escória da terra, o lixo do mundo” (1Co 4:13). Terra e mundo são colocados em paralelo, como sendo a mesma coisa. Portanto, inferir a partir desse versículo que existem aliens sem pecado em outros planetas é fantasiar sobre o que a Bíblia diz, ao invés de ficar apenas com o que ela diz.

Infelizmente, este é apenas um exemplo de como a Palavra de Deus sofre nas mãos do assim chamado professor Leandro Quadros que se enquadra bem na descrição dos que “querendo ser mestres da lei, quando não compreendem nem o que dizem nem as coisas acerca das quais fazem afirmações tão categóricas” (1Tm 1:7).

Soli Deo Gloria"


87 comentários:

  1. Bom dia irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

    A espécie HUMANA (como ADÃO e EVA antes do pecado) ou seja, perfeitos e sem PECADO.

    Irmão Luciano, no UNIVERSO INFINITO (algo infinito por mais racional que seja sabermos na teoria que significa algo que não tem FIM, é algo totalmente distante de nossa capacidade para entendermos completamente, assim como a ETERNIDADE de DEUS, que não foi CRIADO e nunca terá FIM, simplesmente incompreensível). Mas algo IMENSURAVELMENTE grande como o UNIVERSO INFINITO, lhe faço uma pergunta:

    Deus teria CRIADO a RAÇA HUMANA apenas no PLANETA TERRA, na imensidão do UNIVERSO INFINITO?

    O que você pensa sobre isso?

    Ou Deus teria feito seres INTELIGENTES, mas diferentes da RAÇA HUMANA, o que você pensa sobre isso?

    Abraços e FELIZ SÁBADO, o verdadeiro e único "DIA do SENHOR"!

    Fiquemos com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Alexandre, com esse tipo de argumentos subjetivos, tudo e qualquer coisa será possível... qualquer doutrina pode ser produzida.

      Não irei responder pois o texto é de caráter hermenêutico, e se concentrou no uso que muitos adventistas fazem de I Co 4.9.

      Se quiser apresentar linhas de evidências contrárias, lerei com atenção.

      Deus te abençoe hoje também.

      Abraços

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. É um direito que você tem irmão Luciano Sena!

      Abraços e fiquemos com Deus em Seu Universo Infinito do NADA (talvez) ou com outras CRIAÇÕES além de NÓS. Será?

      Excluir
  2. Como uma pessoa que diz segui a biblia pode concorda com isso. Pura heresia. Muito bom irmão Luciano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmãos, a paz do Senhor!

      Independente de EGW ou Leandro Quadros, defenderem ou afirmarem tal ideia, eu apenas não acredito não em uma espécie de LIMITAÇÃO de DEUS, mas apenas em não acreditar quem em um UNIVERSO INFINITO, DEUS criaria apenas um PLANETA com vida como nós conhecemos.

      Simples assim!

      Se a bíblia dá ou não referências a esse respeito, para mim, não faz a menor diferença. Apenas acredito que ELE, nosso CRIADOR, faria algo tão simples como um PREENCHIMENTO de HOMOGÊNEO de SEU imenso UNIVERSO. Mas será que não?

      Excluir
  3. nâo é possivel que o Alexandre, está querendo defender a heresia de Ellen white? é brincadeira como eles defender essa mulher!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, é possível.... mas Ellen White sonhou, eles tem que crer que é realidade...

      Excluir
    2. Bem, irmão Luciano, as declarações de Ellen White tem o peso das palavras de um profeta.

      O irmão não crê em profetas modernos e isto é um direito do amigo.

      Todavia o irmão não poderá utilizar a Bíblia para defender seu ponto de vista, pois ali é prometido o dom profético até mesmo no fim dos tempos.

      Assim, não há como se dizer de que Deus NÃO tenha revelado a Elen White de que existam outros seres além do ser humano e dos anjos.

      O que podemos fazer é checar na Bíblia para ver se há algo que conteste esta revelação!

      E o resultado é que não encontramos, querido irmão Luciano, nada que impeça a existência de outros seres tal como mencionado por Ellen G. White.

      Quero ver então o amigo provar de que esta declaração seja falsa!

      Boa sorte!

      Excluir
    3. A paz, irmão. Você sabe me dizer por qual motivo Deus revelou isso a EGW? Qual a necessidade ou de que serviu de proveito?

      Excluir
    4. Em primeiro lugar Deus não revelou *NADA* a ela.

      Para quê serviu? R. Dar trabalho para os apologistas adventistas hoje.

      Excluir
  4. nâo é possivel que o Alexandre, está querendo defender a heresia de Ellen white? é brincadeira como eles defender essa mulher!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmãos, a paz do Senhor!

      Independente de EGW ou Leandro Quadros, defenderem ou afirmarem tal ideia, eu apenas não acredito não em uma espécie de LIMITAÇÃO de DEUS, mas apenas em não acreditar quem em um UNIVERSO INFINITO, DEUS criaria apenas um PLANETA com vida como nós conhecemos.

      Simples assim!

      Se a bíblia dá ou não referências a esse respeito, para mim, não faz a menor diferença. Apenas acredito que ELE, nosso CRIADOR, faria algo tão simples como um PREENCHIMENTO de HOMOGÊNEO de SEU imenso UNIVERSO. Mas será que não?

      Excluir
  5. nâo é possivel que o Alexandre, está querendo defender a heresia de Ellen white? é brincadeira como eles defender essa mulher!!

    ResponderExcluir
  6. É isso mesmo irmão Odair, Ellen White pra esse povo é uma especie de amuleto sagrado; é em tocável.

    ResponderExcluir
  7. E o pio de tudo é que usam a bíblia como sempre para fundamenta suas heresias e falsos ensinos. Isso na verdade é um absurdo, precisamos e devemos combater tais interpretações, as quais são prejudicial ao corpo de Cristo. Alem do mais vive dizendo em rede nacional que ensinamos doutrinas de demônio quando na verdade é bem diferente do que ele diz.

    ResponderExcluir
  8. É isso mesmo irmão Odair, Ellen White pra esse povo é uma especie de amuleto sagrado; é em tocável.

    ResponderExcluir
  9. A Bíblia não impossibilita a existência de vida em outros mundos. Este é o primeiro ponto a ser considerado!

    Usar quaisquer argumentos, portanto, para criar uma impossibilidade de vida em outros mundos através da Bíblia, tão somente para contradizer Ellen White, isto sim não faz nenhum sentido!

    Ademais:

    http://novotempo.com/namiradaverdade/vidas-em-outros-mundos-–-1-corintios-49/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sr Adventista, só vou te responder pois deu vontade... pois seu fanatismo pelo adventismo é de chorar... e uma perca de tempo falar com o sr ...

      Onde houve qualquer argumentos, são os adventistas na ânsia de manter Ellen White, estupram a Bíblia para que ela sirva de pretexto para as alucinações de White... o artigo demonstrou isso, e se tem capacidade de refutar, usando recursos exegéticos que contrarie o artigo e mantenha Ellen White em um posto digno de interpretação bíblica, escreva no seu blog e depois veremos se será objetivo ou se vai escrever aqueles longos textos 'santimoniosos' de perguntas retóricas, e lamentações infindáveis...

      Excluir
    2. Irmão Luciano, não creio ser prudente chamar algo de alucinação sem ter uma mínima formação que lhe permita receitar qualquer tipo de diagnóstico.

      O cerne da questão não é o texto de I Coríntios 4:9, mas sim as declarações de Ellen White acerca da existência de outros seres além dos anjos e dos homens.

      O que o texto de coríntios NÃO afirma é a INExistênca de vida em outros mundos. Como disse anteriormente, em nenhuma parte da Bíblia o irmão encontrará algo que impossibilite a capacidade criadora de Deus no que tange à criação de outros seres.

      Onde está a falácia no repetido artigo?

      Ora a falácia está em dar a entender de que os adventista creiam de que tal verso esteja dizendo explicitamente de que existam vida em outros planetas.

      Assim, nenhum teólogo adventista jamais afirmou que, hermeneuticamente, o verso está dizendo de que exista vida em outros mundos.

      Portanto não há "estupro" hermenêutico!

      O que a teologia adventista diz é que a palavra Cosmos em questão pode se referir a universo!

      Onde está o estupro hermenêutico em se afirmar de que a palavra Cosmo se refira ao universo?

      Daí o autor do texto copiado pelo irmão, tenta por A+B tentar provar de que seja impossível a palavra Cosmos, se referir ao universo.

      Procede que, então, o autor do artigo dá com os "burros nágua" por falta de uma mínima leitura ou consulta em fontes universais confiáveis:

      Citarei exemplos:

      "

      Se ele estivesse se familiarizado com o autorizado The Analytical Greek Lexicon, saberia que o referido léxico, ao analisar o sentido da palavra kosmos, conclui: “também significa universo material, e em 1 Coríntios 4:9, o agregado da existência sensitiva”.

      Caso conhecesse o abalizado Analytical Lexicon of the Greek New Testament de Baker, saberia que a palavra pode ser traduzida como “a soma total de todos os seres criados no céu e na terra”

      Se ele tivesse consultado o léxico especializado de W. C. Taylor, o Dicionário do Novo Testamento Grego, teria informado aos seus leitores que a palavra kosmos, além de poder ser traduzida por “mundo” (entre outros significados), pode perfeitamente se referir a todo o universo. Veja algumas definições que ele apresenta do termo grego: “O universo, o mundo, (a soma das coisas criadas); a terra habitada, os habitantes da terra toda”.

      Tivesse conhecimento de O Dicionário do Grego do Novo Testamento, de Carlo Rusconi, saberia que kosmos também pode ser traduzido por “universo”.

      Também seria importante ter acesso ao Léxico do Novo Testamento Grego/Português, de F. Wilbur Gingrich. Dentre os vários significados que encontramos para o termo, aparece: “o universo, cosmos”.

      Mas, digamos que ele não conheça outros léxicos especializados. Esse não seria problema, desde que: (1) não escrevesse sem saber sobre o assunto e (2) tivesse em sua biblioteca pelo menos o Dicionário Vine, onde, na p. 809, o autor afirma que, provavelmente, a palavra kosmos, em Romanos 1:20, se refere ao universo, por que o termo “tinha este significado entre os gregos, devido à ordem observável nele”.

      Para concluir: se o blogueiro soubesse que a New English Bible traduz 1 Coríntios 4:9 de acordo com a compreensão que tenho do verso (“somos espetáculo a todo o universo”), ele teria evitado expor sua imprecisão acadêmica diante do grande público da internet.

      Portanto, há grande possibilidade de, em 1 Coríntios 4:9, Paulo, na construção da frase, estar afirmando que os apóstolos se tornaram “espetáculo ao universo, tanto a anjos como a homens”. Esse termo engloba melhor ambas as criaturas expectantes do grande conflito: celestiais e terrenas. Como não sou dono da verdade, faço questão de frisar: “há grande possibilidade”.

      "

      http://novotempo.com/namiradaverdade/vidas-em-outros-mundos-–-1-corintios-49/

      Excluir
    3. Sr Adventista, não me faça rir, por favor...
      'Caso conhecesse o abalizado'...(refletindo bem a mania pedante de seu oráculo, meu caro?)...

      Pergunte a qualquer um desses citados léxicos - isso garante vidas em outros mundos? Usar isso como uma possibilidade é a imaginação a serviço da seita... não misture erudição com as alucinações de Dona White... quanto a diagnósticos, já houve médicos que levantaram a lebre... mas ela não está aqui para ser examinada, porém seus escritos sim... e especialmente essa visão... é de uma mente doente.

      Somente vcs meu caro... somente vcs...

      Como eu disse, perca de tempo...

      Excluir
    4. Não garante querido irmão, ao passo que também não impossibilita.

      O verso apenas traz a luz de que a nossa história serve de espetáculo ao universo.

      É portanto uma questão de tais seres existirem ou não!

      Se existirem, o verso claramente os está incluindo como espectadores.

      Se não existirem, então significa que somente os anjos é que estão a acompanhar o desenrolar do conflito entre o bem e o mal em nosso mundo.

      E o que há de errado com este artigo copiado pelo amigo? Apenas o seguinte querido irmão:

      "A Bíblia não impossibilita a existência de vida em outros mundos. Este é o primeiro ponto a ser considerado!

      Usar quaisquer argumentos, portanto, para criar uma impossibilidade de vida em outros mundos através da Bíblia, tão somente para contradizer Ellen White, isto sim não faz nenhum sentido!'

      Excluir
  10. Meu amigo se você acredita tudo bem, mas daí dizer que à bíblia diz o que não diz é demais. Só posso tira uma conclusão disso; Ellen White é pra vocês mais importante do que a bíblia.Ela veio para causa dissensão na igreja de Cristo,pois, será que Jesus iria expirar alguém para dividir a sua igreja, quando na verdade o Senhor preza pela unidade da igreja, eu acho que não, prefiro fica com Cristo.

    ResponderExcluir
  11. Meu amigo se você acredita tudo bem, mas daí dizer que à bíblia diz o que não diz é demais. Só posso tira uma conclusão disso; Ellen White é pra vocês mais importante do que a bíblia.Ela veio para causa dissensão na igreja de Cristo,pois, será que Jesus iria expirar alguém para dividir a sua igreja, quando na verdade o Senhor preza pela unidade da igreja, eu acho que não, prefiro fica com Cristo.

    ResponderExcluir
  12. Igreja adventista ao longo da sua existência tem convivido com esse pseudo cristianismo achando que iriamos fica omisso á tanta deturpação da palavra de Deus. Não tenho conhecimento academico teológico, mas tenho aprendido muito com o irmão luciano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria de maior proveito se decidisse por aprender pela Bíblia, querido irmão.

      Ou então fizesse, de fato, um curso acadêmico.

      http://novotempo.com/estaescrito/videos/5-desejos-de-satanas-para-voce/

      Excluir
  13. Ora, meu amado, fiz somente uma regerencia acadêmica, isso não quer disser que não sou conhecido das sagradas escrituras. Quando falei do irmão. Luciano, certamente destaquei o seu conhecimento acadêmico do assunto. Uma coisa você têm razão;quando diz:precisamos aprender com a bíblia. Vocês adventistas deveriam ser um pouco mais pratricantes das coisas que dizem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por meio de declarações assim que se perde credibilidade querido irmão.

      É de conhecimento universal que os adventistas estudam bastante a Bíblia. Negar este fato implica em uma negação de realidade.

      Outra realidade é que os adventistas estudam a Bíblia desde o gênesis até o apocalipse.

      Em sua igreja, aos domingos, separa-se um tempo para estudo da Bíblia, querido irmão?

      Já estudaram toda a Bíblia, do inicio ao fim?

      O seu pastor já lhe explicou o significados de cada profecia?

      Se alguém lhe fizer qualquer tipo de pergunta, o irmão é capaz de responder imediatamente, consultando apenas a Bíblia?

      Quando era criança, querido irmão, pude estudar em uma escola junto aos adventistas e sabe o que se fazia na primeira aula, todos os dias?

      Lia-se a Biblia, querido irmão, sequencialmente! Porque assim como eu a maioria ali não era de família adventista e já se sabia que em qualquer religião haveria esta carência de conhecimento das histórias da Bíblia.

      E todo jovem adventista possuía uma lição de estudo diário da Bíblia e que era lido e respondido, sendo tomada esta lição no sábado, durante a escola sabatina.

      Aos domingos íamos para um clube de desbravadores onde se passava o tempo fazendo as atividades de escoteiros, junto aos adventistas, estudando a natureza, aprendendo a utilizar e manter os recursos e claro, decorando versos da bíblia.

      Todo bom desbravador tinha na mente um conjunto de versos importantes, bem decorados.

      E todo adventista, aprende de berço a fazer o seu culto diário, sempre acompanhado da leitura da Bíblia.

      E o resultado disto:

      https://www.youtube.com/watch?v=hYcIyDDJyXk

      "Sinceramente... Não há o que falar sobre isso. Leandro Quadros, digno de palmas meu querido. Você deu uma aula de como interpretar a bíblia. Por que será que o Pastor Presbiteriano não abriu a bíblia nem se quer uma vez??" (Palavras de um comentarista)

      Mesmo tratando os ensinamentos adventistas como heresia, até mesmo teólogos sabem que hão de receber chumbo grosso de versos bíblicos, porque sabem que, pregando heresias ou não, os adventistas conhecem bem a bíblia.

      Porque desde o batismo, o adventista se comprometem com o estudo da Bíblia!

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2014/11/o-jardim-do-inimigo-o-crente-sem.html

      E na congregação do irmão? Há este compromisso? Se não há, precisa haver!

      Porque quando se pergunta por aí: - Você é um cristão?

      O indivíduo responde: sim, sou!

      Mas quando se pergunta: Você conhece TODA a Biblia?

      Daí o indivíduo responde: ahhh... mais-ou-menos!

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2014/11/o-jardim-do-inimigo-o-crente-sem.html

      Excluir
  14. (Em sua igreja, aos domingos, separa-se um tempo para estudo da Bíblia, querido irmão?)

    Sabe o que se chama isso, julgamento e a bíblia que você diz tanto conhecer condena tal prática.

    Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz.
    Tiago 4:11. Ora, meu querido, como pode alguém que diz conhecer á bíblia mais que outras igreja, e não observa que esta sendo julgado pela lei que tanto defende. Isso no minimo é insensatez, não acha!!

    Que senso de exclusivismo religioso é esse, por isso que vocês se acham à igreja verdadeira, ainda bem que é só achismo mesmo.

    Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar. Romanos 14:4

    Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça. João 7:24

    Deveria ler os textos com bem atenção, e para de se achar melhor ou mais capaz do que outro. Outra coisa, você nunca ouviu falar em EBD!! se nunca ouviu tudo bem.É só fazer uma pesquisa no google e vai saber o que é, e vai aprender a não julgar sem a reta justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está aprendendo bem os macetes da falácia irmão ferro e fogo, partindo para o vitimismo.

      Primeiro usa o argumento "ad hominem" que se resume no ataque direto a pessoas ou uma denominação!

      Daí recebe questionamentos cujas resposta o deixam em uma situação embaraçosa.

      Por fim adota a estratégia de se fazer de vítima!

      Se analisar novamente meu comentário, querido irmão perceberá de que não fiz afirmação alguma sobre sua vida ou sua igreja, mas sim, PERGUNTAS!

      São perguntas reflexivas e pela reação, demonstra-se de que o irmão não gostou nem um pouco das respostas a que o próprio amigo chegou.

      E não sou eu quem julgo, nem a Igreja Adventista, a peça de teatro que lhe passei são de assembleianos pentecostais. Deste modo, saiba que uma pessoa que se diz cristã mas que não se preocupa em estudar a Bíblia, não serve para ser adventista nem pentecostal, quanto menos Cristão.

      O que ocorre querido irmão? Ocorre que alguns professos cristãos hoje, tem passado mais tempo se preocupando em juntar artefatos para combater a fé alheia do que se preocupando com a sua própria espiritualidade e com a leitura diária de suas Bíblias.

      A exemplo do indivíduo que sai a percorrer pelo youtube, fazendo tietagem e agradecendo por todo e qualquer vídeo que acuse a religião que um de seus familiares ousou seguir.

      Pessoas que criam para si um cristianismo baseado em colecionar erros no passado de pessoas ou insituições religiosas com o fim de juntar um arsenal para atacá-las.

      Novamente não estou fazendo acusações, mas confeccionando uma carapuça!

      Aqueles que passam longe de servirem nela, portanto, não tem pelo que se sentir incomodado ou ofendido.

      Agora, se alguém ao ler estes comentários, percebe de que não estuda de fato a Bíblia como deveria estudar ao passo que gasta todo o tempo se preocupando em atacar pessoas e o passado de pessoas ou religiões, por puro ódio, vingança, represália, preconceito ou quaisquer outros motivos, pode ter certeza de que não passa de um cristão de meia-tigela, ou meia boca, como é dito na peça teatral!

      E o resultado é que, ao final, acabam chegando ao inferno sabendo muito da vida dos outros, porém, pouco de Bíblia. Porque passaram a vida vivendo mais um ódio ou frustração, acerca de uma pessoa ou religião, do que vivendo o amor de Cristo.

      A igreja adventista não salva, querido irmão! E o ódio pela igreja adventista também não!

      Pergunto: Como vai então o seu estudo diário da palavra, querido irmão?

      Excluir
  15. Perdoe-me por adentrar dessa maneira, mas com todo respeito amigo (ferroefogo ferro) o amigo é quem deveria fazer uma reflexão daquilo que escreve, a princípio é o amigo quem julga não somente o Sr. Adventista, mas sim á todos os adventistas.

    “Vocês adventistas deveriam ser um pouco mais praticantes das coisas que dizem.”

    O amigo diz claramente com base no contexto de sua citação, que os adventistas deturpam a palavra de Deus, e que não praticamos o estudo da mesma.

    Portanto é o amigo que defere juízo sobre as pessoas.

    O amigo por acaso me conhece para dizer que não pratico o estudo, ou seja, a aprendizagem da bíblia?

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. O que é que vocês chamam de ódio? Refuta ensinos que contradizem literalmente a visão bíblica de certos assuntos e doutrinas,se esse for o caso, Paulo,João,Pedro e muitos outros eram cheio de ódio, pois sempre refutavam e combatiam falsos ensinos.POR EXEMPLO LEGALISMO: Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho. (Gal 1:6)----Apóstolo Paulo: …é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus… (Gal 3:11) O QUE É SER JUSTIFICA? EXPLICO! O DICIONARIO DIZ O SEGUINTE:-- Estabelecer a inocência de, mostrando a justiça do ato praticado. Ora, já não pela lei e pelo sangue do cordeiro, não é a lei que me torna justo mas o sacrifício de Jesus meu Senhor. A lei é boa mas não me justifica. Nesse casso onde está o legalismo? Você mesmo pode responder! Outra coisa, desapega dessa falsa profeta da mentira e corrompida pela suas próprias emoções e sentimentalismo meramente humano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A salvação dos israelitas eram pelas obras!

      Não é isto que o pastor ensina na sua igreja? De que os israelitas eram salvos pela lei e agora o cristão é salvo pela graça!

      De que os Israelitas estudavam a lei e a aguardavam porque precisavam dela para serem salvos, mas que agora estamos na graça sendo salvos por ela e não pela lei?

      E não é justamente nisto que o amigo, bem como muitos outros irmãos que frequentam estas igrejas e ouvem a estes pastores acreditam?

      "A SALVAÇÃO NO ANTIGO TESTAMENTO ERA PELAS OBRAS E A SALVAÇÃO NO NOVO TESTAMENTO É PELA GRAÇA!"

      Sabe qual o nome disto, querido irmão? Heresia! E da grossa!

      Nenhum cristão zeloso da palavra (aquele que lê e estuda diariamente), jamais diria ou sequer cogitaria a ideia de que a salvação alguma vez na história deste mundo tenha ocorrido mediante obras, ainda que pela guarda da lei.

      Se o irmão lesse de fato os escritos de Ellen White, ou de Lutero, ou de Calvino, ao invés de ficar especulando, sobre algo que não leu, aprenderia que, desde Adão e Eva, todos os que estarão de pé no dia da volta de Cristo terão sido salvos unicamente pela graça!

      O cerimonialismo e o sacrifício de cordeiros e outros animais serviam para que, querido irmão?

      O seu pastor nunca leu esta parte da Bíblia, nem lhe explicou o porque de se sacrificar animais diariamente?

      "Salvos pela graça, mediante a fé expressa no sacrifício do cordeiro!"

      O irmão sabe o que isto significa?

      Se não sabe, está mais do que na hora de deixar de dar ouvidos a um pastor que não ensina Antigo Testamento para os membros de sua igreja e procurar uma igreja séria que lhe ensine de que Desde a expulsão do Éden a salvação sempre foi pela graça!

      Cristo morreu na cruz e é por isso que Adão, Eva, Abraão, Moisés, Davi e todos os outro foram salvos!

      Não existe nada disto de lei salvando alguém em nenhum período da história humana!

      Ah cristãos analfabetos de Bíblia!

      O irmão está mesmo precisando começar a estudar a Bíblia ou então fazer um curso teológico, até para poder ensinar ao seu pastor noções básicas como esta e assim ajudar a diminuir o número de igrejas que ainda hoje pregam esta heresia de que nalgum tempo da história algum ser humano teria sido salvo pelas suas próprias obras!

      Excluir
    2. Com todo respeito (ferroefogo fogo), o amigo demostra ter certa dificuldade no quesito (interpretação), é por esse motivo que comete vários equívocos sequenciais cada vez que escreve.

      Em primeiro lugar, ao invés de adentrar de forma objetiva respondendo aquilo que lhe indaguei, o amigo prefere iniciar de um trecho fora do contexto e pior defere juízo NOVAMENTE sobre a minha pessoa dizendo aquilo que EU NÃO DISSE.

      “O que é que VOCÊS CHAMAM de ódio?”

      Em segundo ponto, se utiliza dos personagens bíblicos indevidamente para tentar ofuscar a vossa deficiência interpretativa.

      Quanto ao “LEGALISMO” é o amigo que outorga um juízo imaginário, pois não condiz com a realidade da doutrina Adventista.

      Mas respondendo a vossa pergunta, o legalismo está em vossa MENTE, ao tentar impor regras onde nunca ouve, portanto vive na caduca regra imaginária imposta por homens que tendenciosamente se opõem a lei de Deus e ao povo que a guarda conforme o exemplo de Cristo Jesus. ( Mat 5:17-18)( Apoc 12:17).

      Excluir
    3. Genê, tudo bem? Sumiu amigo... e voltou nem tratando da postagem... !

      Excluir
  18. Infelizmente, e mais uma vez, não houve nenhuma interação 'competente' com a postagem, a não repetições de subjetivismo, bem como colando links d Novo Tempo, que já foi o alvo da postagem, em especial.

    Como sempre, os adventistas enchem de cometários longos, prolixos, observando e reobservando, comentários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém precisa escrever comentários longos e prolixos irmão Luciano Sena, uma vez que professos calvinistas, hoje, não tem se atrevido a contradizer nem a ensinar a nossos irmãos pentecostais dispensacionalistas de que a lei de Deus continua eternamente válida!

      - Não pode! Porque senão vai atrapalhar a relação do calvinismo com o dispensacionalismo que tem uma força ainda muito maior no seio pentecostal, onde o calvinismo, a grande custo, está tentando se estabelecer!

      Daí resta aos adventistas ir lá na Bíblioteca, pegar um livro presbiteriano que ensine sobre a validade dos mandamentos e então vir aqui fazer aquilo que seria trabalho de um calvinista.

      Portanto este desvio de assunto e esta quantidade de texto prolixo tanto por parte de adventistas, quanto por parte de nossos irmão, é derivado no mínimo da ausência de um artigo que ponha luz sobre esta questão! E onde se possamos debater sobre ESTE assunto.

      Façamos o seguinte, irmão Luciano Sena, construa um artigo ensinando a estes nossos irmãos de que a Lei de Deus continua eternamente válida. Mostrando de que a teoria da abolição dos mandamentos de Deus se constitui em uma heresia e que a existência, em uma igreja, de doutrinas que preguem contra os mandamentos de Deus, constitua-se em um indício de sectarismo.

      - Não pode Sr. Adventista, é proibido! Devemos tratar dos assunto de cada artigo e que nunca colocam pontos controversos com outras religiões senão o adventismo!

      - Veja que eu só posso exigir aos meus leitores de artigo que não se omitam sobre as questões que eu posto, enquanto ensino que, convenientemente, devemos nos omitir sobre aquilo que coloque ponto de controvérsia com outras religiões, que não a adventista!

      Uma historinha:

      Irmãos das mais variadas denominações estão a ouvir uma pregação de um pastor na TV Novo Tempo.

      Daí um se levanta e diz: Nossa, eles estão pregando contra algumas de nossas doutrinas!

      Daí um anti-adventista se levanta e diz: Tá vendo? São seita!

      Então um outro pergunta: Mas você é um calvinista e pelo que eu saiba os calvinistas também são contra esta ideia de que os mandamentos de Deus foram abolidos!

      Então o calvinista anti-adventista responde: É, mas só que eu não saio por aí pregando contra doutrinas daqueles a quem considero nossos irmãos! Só prego contra aqueles a quem considero seita, como estes adventistas aí!

      Então um outro comenta: É eles poderiam muito bem fazer como nós, ter sua doutrinas divergentes, porém ficando de boca calada sem criar confusão, nem fazer proselitismo, daí não seriam taxados de sectários!

      Um outro diz: E pensar que tudo isto é culpa daquela Ellen White, que veio ensinar de que não é correto viver como se não houvesse nada de errado com as igrejas, onde cada uma prega uma coisa diferente, enquanto todas acreditam estar seguindo a mesma verdade.

      SOLUÇÃO PARA ESTA QUESTÃO:

      Proponho isto aos irmãos tanto adventistas, quanto não adventistas!:

      Que haja postagens sobre os assuntos que estão em carência tratar, e que então, quando formos decidir falar sobre outros assuntos, que não a da postagem do artigo, nos movamos para o artigo apropriado e ali façamos nossas considerações.

      Porque de todo modo Luciano está certo sobre encher comentários de um artigo com outro assunto.

      Peço então desculpas ao irmão Luciano.

      E deixo as sugestões!

      Excluir
  19. Bom dia Luciano, tudo bem? Rsrs Eu não ia dizer nada, mas, diante de tantos comentários sem nexo de meus irmãos adventistas, não resisti, ... tenho de manifestar.
    Gente, Sr. Adventista, Genes, Alexandre e outros, quando entenderão que a nossa grande pedra no sapato chama-se "crença na inspiração iquestionável de EGW"...?
    A grande verdade é que todos estes esforços intelectuais em prol da defesa do indefensável, (que são devaneios e conjecturas de EGW) partem do pressuposto de que a maioria dos adventistas preferem se passar por ridículos ao recusar a premissa falsa da "inspiração total de EGW"...
    Mesmo uma análise simplória quanto à seção do texto em si de I Cor 4: 9, demonstra claramente que o assunto é como Paulo se apresenta (tanto a si como a outros obreiros) na condição de dedicado ministro aos corintios, tanto para amá-los como para corrigí-los se preciso, fato bem perceptível em: vss 1, 6 e 14 do referido capítulo.
    Obviamente não há nada aqui que se pressuponha aplicável a haver vida em "mundos não caídos".
    E eis que quem vos fala mais uma vez sou eu, um adventista...
    Fico perplexo quando vejo de vez em quando alguns evangelistas de nosso meio, mesmo famosos, iniciarem uma programação dizendo: "Bom dia, Deus Pai, bom dia Deus Filho, Bom dia Deus Espírito, Bom dia Anjos",... e aí vem a heresia, "Bom dia mundos não caídos". Pra ser mais preciso, sinto-me enojado.
    Não há desculpas irmãos NÃO HÁ BASE BÍBLICA para esta doutrina absurda de "mundos que não caíram", forçam textos como estes e o de Hebreus 11:3 para não aceitar o fato de que este ensinamento saiu da mente de Ellen White e não das páginas da Bíblia.
    Ou assumimos (os adventistas que defendem isso, não eu que sou contra), que EGW não é infalível, ou então, não somos melhores do que os católicos.
    Até digo pra vocês que concordo com Ellen White, quando ela diz coisas por exemplo como estas:
    "“Cristo, Seu caráter e obra, é o centro e a circunferência de toda verdade. Ele é a corrente que liga as joias da doutrina. NEle se encontra o completo sistema da verdade” (Nossa alta vocação, p. 14).

    “O sacrifício de Cristo como expiação pelo pecado é a grande verdade em torno da qual se agrupam todas as outras. Para ser devidamente compreendida e apreciada, toda verdade da Palavra de Deus, de Gênesis a Apocalipse, precisa ser estudada à luz que emana da cruz do Calvário. […] Esse tem de ser o fundamento de todo discurso feito por nossos pastores” (Obreiros evangélicos, p. 315)."

    ResponderExcluir
  20. Porém quando ela soltou coisas de seu próprio pensamento tais como esta dos mundos não caídos e também as previsões estranhas como "achar a arca da aliança", ou opiniões hediondas como a tal da "amálgama", etc, enfim, quando ela proferiu estas coisas, eu digo a vocês: Não posso concordar que tais declarações venham de Deus, pois obviamente não se pode achar base escriturística para elas.
    Não precisamos deixar de ser adventistas para enxergar isso... Infelizmente muitos de nós tem medo de frases de resguardo que EGW deixou como uma espécie de ameaça: "estões serão levantadas contra os testemunhos, pois Satanás levará cada questionador e incrédulo a ir por esse terreno. A obra a ser feita é posta diante de cada um deles — entregar-se a Deus e não permitir que a vontade própria continue a se arregimentar contra a vontade de Deus. {The Ellen G. White 1888 Materials, p. 499"

    Tem mais frases, mas essa serve de exemplo do que representa a mente de alguém querer manter outras cativas, mesmo em um futuro distante...
    Irmãos, não se enganem,... o dono de nossa consciência tem de ser Jesus Cristo, é a Ele que nosso pensamento deve ser "cativo (2 Cor 10:4,5) e não à ideologias de alguém, por mais útil que tenha sido em algumas áreas e por mais que em alguns momentos tenha falado coisas interessantes.
    O problema é que jamais poderemos ser classificados como protestantes, se formos presos por opiniões humanas. Ainda que não creiamos em outros intercessores como fazem os católicos, se submetemos o texto bíblico ao crivo das visões de EGW (ainda que muitos gritem que não fazem isso, com aquela história de luz menor, luz maior, etc), criamos uma dependência consciente, fato que é muito mais assustador do que o que ocorre com os católicos.
    Pensem nisso,... no fundo de seus corações eu sei que vocês sabem que o que eu estou dizendo é verdade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que não haja ancião que não tenha concordado em respeitar a fé dos irmãos, especialmente naquilo que tange à Ellen G. White, que, de qualquer forma é co-fundadora da religião onde o irmão se regozija.

      Se a ânsia do irmão é em ser classificado como protestantes (coisa que os adventistas já são, mas que o amigo não considera), basta mudar de religião, querido irmão! Porque é melhor do que viver infeliz dentro de uma religião com a qual não concorda.

      E quanto ao apelo do irmão, permita me discordar, porque embora também não simpatize com os escritos de Ellen White como demais irmãos, prefiro ser razoável em reconhecer de que o problema que particularmente tenho é relativo às coisas que Ellen White escreveu e que me ferem no ego e que me incomodam na consciência, no que tange às minhas próprias crenças pessoais!

      Analisando parte dos escritos e a vida de Ellen White, não tenho dúvidas de que ela foi uma pessoa inspirada, e assim, não fico inventando explicações sem sentidos, para contradizer a existência de suas obras.

      Nem apoiando opiniões a que percebo estarem distorcendo aquilo que ela realmente escreveu.

      Cada um tem o direito ao livre arbítrio de decisão! Uns crerão de que Ellen G. White foi inspirada e outros não!

      Alguns discordarão de alguns pontos de seus escritos e ainda assim, não usarão a sua simples discordância como argumento para descrer em seu dom profético.

      Porque ninguém pode considerar a si mesmo um poço de verdades ao ponto de taxar como falso, algo apenas porque não é agradável ou não esteja em perfeita harmonia com suas crenças pessoais.

      Particularmente creio que a única fonte 100% confiável é a Bíblia. De modo que ao invés de consultar minha própria sabedoria e razão, prefiro verificar se há na Bíblia algo que contradiga o que Ellen White tenha afirmado!

      E quando vejo pessoas nervosas, bravas, com algum relato de Ellen White, aí sim tenho mais razões para crer de que seu relato seja mesmo verdadeiro, ainda que o incomodado seja minha própria pessoa.

      Porque quando leio algum livro espírita, ou até mesmo calvinista, que também são contra algumas de minhas crenças, não sinto coisa alguma!

      Mas com os livros de Ellen White é diferente! É impossível não se sentir incomodado!

      Milhões de pessoas já leram os livros de Ellen White em todo o mundo e hora você se sente tocado e hora você se sente incomodado!

      Todos gostamos de ler o Caminho a Cristo, o Desejado de todas as Nações, mas quando chega no Grande conflito, Patriarcas e Profetas, Profetas e Reis, daí o adventista começa a fazer careta como criança que está a tomar pela primeira vez um remédio.

      E quando chega a hora de mexer nos hábitos alimentares, nas regras de saúde e comportamento, na questão dos lugares que frequentamos, aí a coisa se torna semelhante a descer escorregando de costas por cima de um ralo!

      Portanto, não me admira e até entendo sua indignação, querido irmão Benício Cunha.

      Excluir
    2. O que ocorre?

      Somos falhos, pecadores e apaixonados pelo pecado!

      Qual cristão não deseja uma religião sem controvérsia que pregue apenas o arroz com feijão!? Que cuide para não trazer nadinha a mais daquilo que já pudemos extrair de revelação na Bíblia sagrada!?

      Que não nos incomode com detalhes daquilo que ocorreu no céu, que está ocorrendo hoje em nossa história ou que ocorrerá no futuro!

      Porém isto tudo é resultado de nossa alma preguiçosa e omissa!

      Qualquer profeta verdadeiro que Deus enviasse, seria prontamente rejeitado!

      Neste mar de confusão religiosa, um profeta pregando uma única verdade, não seria bem recebido.

      Cada um esperaria que tal profeta confirmasse as doutrinas que cada religião possui e, não fazendo isto, prontamente seria rejeitado!

      Que profeta poderia agradar a todas as religiões, de forma que, unânimes, todas aceitassem aquele como sendo um verdadeiro profeta?

      Não, Deus jamais poderia mandar um profeta, justamente agora, para por fim à bagunça religiosa! Não, não e não!

      Historinha:

      Deus acorda um Cristão em seu leito, no meio da noite e diz:

      - Levanta! E escreve tudo que haverei de dizer e entregue esta revelação à sua igreja.

      O cristão então responde:

      - Sai capeta!

      Porque diferente dos profetas antigos que diziam imediatamente "Eis-me aqui, Senhor, diga o que queres de mim" alguns cristãos hoje acreditam que Deus não pode mais aparecer a ninguém e usá-lo como profeta, a fim de dar qualquer revelação, ou entregar instruções à SUA igreja.

      E adotaram de que qualquer pessoa que apareça como que tendo recebido uma mensagem de Deus ou se portanto como profeta, deva ser anátema.

      Isto porque, sem autorização das escrituras, puseram fim ao dom profético!

      Assim, qualquer profeta que se levante hoje, ainda que seja verdadeiro, sofrerá o mesmo descaso que os profetas sempre sofreram nas próprias histórias bíblicas.

      Porém, longe de tal atitude ser sinal de sabedoria, considero como loucura.

      Excluir
  21. Resolveu Aparecer Irmão Benício!

    Porque não apareceu nos outros posts, será q é porque não tinha Argumentação para Refutar e está confiante de que pode Argumentar neste post??? Não RESISTIU a língua e quis tirar uma casquinha??? Cuidado com a Hipocrisia.

    Vc já se declarou Calvinista, portanto Calvinista não é Adventista, está com crise de Identidade Irmão...???

    Por mais que vc queira ter um pouco de bom senso dizendo que a Adventista tem coisas boas, não pode fugir do Fato de que Calvinistas estão mais preocupados com Debates e Ataques a "Seita Adventista" do que unir os Conceitos Coerentes e Edificar-nos uns aos outros.

    Digo isso porque Refutei muitos Argumentos e não teve nem sequer 1 Calvinista que Admitisse eu estar correto.

    Só temos Adventistas Humildes neste Blog, não existe 1 Calvinista sequer que tenha a Humildade em admitir o erro próprio, se escondem, ficam quietos, pulam para outro assunto, desconversam, mas admitir o erro é muito duro não é mesmo...?

    Pode até ser e existem Adventistas que confundem as revelações que Deus transmitiu a Pecadora e Humana White com "crença na inspiração iquestionável de EGW", transformando a humana em pessoa "Superior", mas Refuto vc com seu próprio Argumento, não faça das Revelações dadas por Deus a White em textos de leitura como se estivesse lendo um livro de Calvino, não transforme revelações de Deus em textos humanos.

    Uma incógnita não pode ser negada até que seja escassa sua analise.

    Muito irônico Sr. Benício, querer dizer "quando entenderão que a NOSSA grande pedra no sapato chama-se "crença na inspiração iquestionável de EGW"...?"

    Acabou de dar um tiro no pé, pois como vc mesmo disse "NOSSA" quer dizer que vc é Calvinista, se fosse Adventista iria querer Edificar conceitos, mas o fato é que vc tem "crença na inspiração iquestionável de Calvinistas"...?

    Fato Irmão...

    Quero ver vc Refutar, vc pode ter uma dívida de gratidão com a Adventista, mas deixa sempre claro que não concorda com a mesma, por ter Conceitos Calvinistas.

    Conceito Calvinista é ilusão, por mais que não acredito que seja uma questão de salvação, tenho comigo e acredito que no céu existirão muitos Calvinistas inocentes de suas ilusões, mas Refuto suas Doutrinas se quiser Debater, já que o Debate é uma outra Doutrina Calvinista, não vou ser inocente em acreditar que vcs Calvinistas têm boas intensões nos Debates, porque já comprovei que não adianta Refutar vcs, sempre vão querer negar sem compromisso com a verdade.

    Peço a Deus para nos Edificar...

    ResponderExcluir
  22. Prezados Wesley e Sr. Adventista.
    Algumas considerações creio que se façam necessárias:
    1- Não interagi em outros posts, por ter estado bastante ocupado nos últimos dois meses. Uma nova etapa em minha vida profissional tem me ocupado um bom tempo...
    2- Sou ancião de igreja, e diante disso estou ciente da responsabilidade de reservar minhas convicções bíblicas à esferas de debates como estes (onde eu esperava encontrar gente com mente mais aberta e madura) ou em áreas acadêmicas, como Seminário Batista Logos, onde curso mestrado atualmente, jamais compartilharei de púlpito uma convicção que vai contra às pessoas de quem eu ajudo cuidar, ... minha intenção nunca será a de ferir a fé deles.
    3 - Não tenho pretensões de mudar de denominação... há muitas coisas excelentes na Igreja Adventista do Sétimo Dia, como por exemplo a transparência financeira, a democratização do conhecimento, uma real compreensão do princípio reformado de sacerdócio de todos os crentes, ações de evangelismo bem organizadas, enfim, coisas, que em minha opinião faltam, mesmo nas melhores igrejas históricas atuais.
    4- Como eu já disse em outras postagens, não discordo de tudo em Ellen White, aliás, suas repreensões contra o pecado são muito bem vindas,... o que eu questiono é o princípio incorreto de que ela seja infalível e que doutrinas estranhas à bíblia sejam aclamadas apenas por que foi ela quem disse. Ferimos o fundamento que "nós" mesmos pregamos de que a intenção dos escritos de EGW seja nos levar à Bíblia, quando na realidade, buscamos fazer uma eisegese ao invés de exegese ao forçar textos bíblicos a dizerem o que queremos ouvir.
    5- Creio que o adventista é por natureza protestante.... por isso insisto tanto para que não percamos o foco... Ou não somos nós que a todo momento motivamos as pessoas a examinar livremente as escrituras, à luz da bíblia pela bíblia e em concorde com nossa própria consciência cativa à Cristo?
    6- Não refuto alguns exageros nossos adventistas, por eu ser calvinista ... (aliás calvinismo nem era o assunto em voga na passagem que originou as postagens I Cor 4: 9),... critico algumas coisas por que amo a igreja... Na realidade, por acreditarmos tanto na ação de Deus na história, com relação ao cumprimento de profecias, até acredito que por lógica, deveríamos ser calvinistas,... Complementando, ser Calvinista não me atrapalha em nada em ser adventista, não vivo crises por conta disso. Pelo contrário, esse princípio me alicerça no firme fundamento acerca da certeza da salvação e do sustento que só a graça de Deus me provê, não há segurança em nada internamente em mim ou fora de mim que não seja Cristo.

    ResponderExcluir
  23. 7- É uma falácia argumentar que adventistas não podem ser calvinistas,... um de nossos princípios históricos básicos, sempre foi o de não nos apegarmos a rótulos pré determinados. Um bom exemplo, é que no livro questões sobre doutrina, um dos articuladores L. E. Froom, deixa claro que a IASD prefere se orientar apenas pelas escrituras, sem o peso de credos e confissões (justamente no capítulo que trata de calvinismo ou arminianismo)... Então, alguém poderia ser perfeitamente calvinista e adventista... Como disse na consideração 6 até acho que combina mais com nossa posição historicista quanto ao estudo das profecias.
    8- Não tenho nada contra o EGW, até acredito pelo estudo da história dela, principalmente como retratada no livro: “Retrato dos pioneiros- Norma J. Collins- CASA Vols I e II – 2009 e 2010”, que ela era uma boa cristã. Sem dúvida alguém com o melhor das intenções para que o nome de Deus fosse glorificado, aliás teve uma história de vida de abnegação e amor cristão muito elogiável. Mas ela era só um ser humano... como qualquer um de nós, ela não é autoridade sobre a minha vida, apenas Cristo o é. E mesmo quanto à sua mensagem, só posso concordar com ela quando a Bíblia pode ser refletida claramente, ou seja, para coisas que não tem base explicita nas escrituras, não posso ir além do que está escrito,... ou seja, não posso subscrever EGW nesses pontos. Muitos no meio adventista são radicais a ponto de dizer: “Ou você crê que as visões vieram de Deus ou do diabo”, não acho que este tipo de exagero seja válido, prefiro dizer como bom cristão cessacionista que sou, que em alguns momentos ela falou coisas de si mesma, talvez, creio eu, até com boa intenção, ou conjecturou biblicamente, mas, não que estas conjecturas ou opiniões devam ser aceitas inquestionavelmente como profecias. Como eu já disse repetidas vezes, ela mesma, nos aconselha a ficar com a Bíblia se não concordarmos com algo, pois a Bíblia e a Bíblia somente deve ser nossa regra de fé e prática.
    9- Acredito que grande parte do problema que temos com o debate entre cristãos brasileiros de diversas denominações é que não trabalhamos com respeito mútuo quando há debates doutrinários. O brasileiro é latino, inflamado por natureza, e no campo das idéias transfere esse fervor para discussão, daí temos sempre: “Se você não concorda comigo, Saia!, Mude!, etc”, talvez por isso o protestantismo brasileiro seja um dos mais multifacetados do mundo. Sempre estamos querendo converter uns aos outros, etc, kkkk... Mas, pouco construímos de positivo juntos, pois não nos apegamos ao crescimento mútuo, mas sempre à sobreposição...
    10- Por último, quando eu disse que não resisti à contribuir com minha opinião, isso foi devido ao fato de que pouca coisas se falou sobre o texto em si. Pouco exercício hermenêutico foi feito sobre a passagem de I Cor 4:9, deixando-se de lado particularidades e pressupostos de ambos os lados. Por isso frisei em meus comentários questões como o propósito de Paulo em escrever a referida passagem e uma visão um pouco mais abrangente acerca do contexto bíblico geral, depois aí sim passei a informar acerca do por quê, adventistas argumentam de forma heterodoxa quanto a I Cor 4:9, daí entrou a questão de inspiração ou não de EGW, etc,. Acredito que o mais correto sempre, seria que nos apegássemos Às análises das postagens com mais atenção ao que os temas bíblicos dizem em si e não dispersarmos perifericamente.

    Desejo um dia abençoado a todos, grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido irmão Benício Cunha, não seria esta linha de raciocínio derivada do fato de o irmão ser adepto do calvinismo?

      Particularmente não considero a pessoa de Ellen White como infalível e não tomo suas impressões pessoais, e nem suas explicações a que percebemos serem provindas dela mesma como verdades absolutas.

      Apenas a parte DESCRITIVA, que correspondem à transcrição das instruções que lhes foram passadas, bem como as visões são 100% confiáveis!

      Todo o resto e que envolve o entendimento de Ellen White acerca daquilo que ela recebeu, suas explicações, impressões e até mesmo a interpretação que ela dá são, em tese, passíveis de estarem equivocados!

      Porém, querido irmão aí entra o quesito inspiração e correção! A própria Ellen White admitiu estar errada acerca de compreensões que ela mesma deu acerca das visões que recebeu, no que se corrigiu, por meio de outras visões que recebeu mais tarde onde se clareou o entendimento!

      Isto porque, além de tão somente receber e transcrever as visões e revelações (onde ela foi infalível), ela também se propôs a interpretar e explicar tais coisas segundo a experiência pessoal que obteve durante as visões (nisto ela é falível).

      Agora, no conjunto total das obras, não tempos por que duvidar das palavras de Ellen White, porque até escrever a sua última visão, teve oportunidade de corrigir-se em tudo aquilo que suas visões anterires lhe demonstraram estar em imprecisão!

      O que devemos fazer querido irmão?!

      Devemos analisar para ver se estas afirmações acerca da existência de outros seres se trata de uma TRANSCRISÇÃO de algo que ela recebeu por visão ou revelação!

      Se for, devemos tomar como verdade infalível! Pois não se trata da opinião de Ellen White. Porém se a existência de outros seres se tratar de uma opinião de Ellen White, ainda que baseada em suas visões, aí sim podemos tomar como passível de estar equivocado.

      As implicações pessoais disto para o o irmão:

      Se aquilo que Ellen White escreveu sobre outros seres provier de uma transcrição de visão ou revelação, o irmão não crendo nisto, deve deixar de ler imediatamente suas obras, queimar todos os seus livros, deixar a igreja adventista e nunca mais retornar, porque não há outro caminho para o amigo, senão crer de que suas visões vieram do próprio Diabo! Porque Deus não manda anjos a um profeta trazendo mentiras.

      Porque Ellen White foi inspirada por alguém assim como os pretensos profetas modernos que temos a exemplo de Joseph Smith, Maomé, Alan Kardec, dentre outros!

      Agora se o irmão perceber de que esta questão de haverem outros seres é provindo de uma impressão, opinião, ou interpretação da própria Ellen White, ainda que baseada em suas próprias visões e revelações, ou mesmo por conta de uma leitura da Bíbia tendo em mente suas visões e revelações...

      Neste caso querido irmão, o amigo pode continuar sendo um adventista do sétimo dia, ainda que creia, também, no calvinismo.

      Nenhum adventista deve tomar como verdade absoluta ou infalível, qualquer coisa nos escritos de Ellen White que percebemos ser provinda dela mesma!

      Ellen White faz uma clara distinção acerca de seus escritos!

      (...)

      Excluir
    2. Tudo aquilo que ela recebeu em visão ou revelação, vieram diretamente do Senhor! E são infalíveis e inquastionáveis!

      Quanto à pessoa de Ellen White, sua opinião, interpretação, impressão e explicações acerca de suas próprias visões, não devem ser tomadas como infalíveis:

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2012/05/um-buscador-da-verdade-pergunta-ellen.html

      Ellen White, mesmo sendo um profeta verdadeiro e inspirado, ainda assim era humana, passível de erra e se equivocar tanto quanto qualquer profeta Bíblico.

      Passível inclusive de dar ouvidos ao seu próprio coração e opiniões pessoais, maquiando, mesmo que não propositalmente algo do que tenha recebido.

      Somente a Bíblia é 100% confiável querido irmão!

      Mesmo assim, devido a vida dedicada de Ellen White, a profundidade e o entusiasmo de seus ensinos, somado ao fato de estar sempre com Deus, recebendo orientações e sendo inspirada ao escrever cada um de seus escritos, devemos da credibilidade a tudo que ela escreveu.

      Mas cada um é livre para não aceitar um ponto ou outro de seus livros, ninugém há de concordar em 100% com a totalidade de suas obras, até porque é muita coisa:

      MIL resmas de papel, colocadas umas sobre as outras, esta é a totalidade de manuscritos que hoje temos e apenas uma pequena parte destas Cem Mil Páginas de Manuscritos se tornaram em livros.

      Os livros, querido irmão, contém apenas aquilo que é essencial! E se não cremos naquilo que é essencial para se entender o conflito entre o bem e o mal, tal qual a tentação de satanás a outros, como mundos, como poderemos verdadeiramente compreender o motivo das coisas que ocorrem ao nosso redor?

      Livre-se deste calvinismo, querido irmão, pois o está cegando para qualquer verdade que pareça contradizer a predestinação!

      Aceitando o livre harbítrio, o irmão não terá problemas em aceitar de que um mundo de seres não caído tenha podido escolhendo resistir à satanás.

      A livre escolha é parte central dos livros de Ellen White. Onde Deus e Satanás trabalham pela recompensa do coração de cada homem.

      Portanto, não há como se conciliar alguns ensinamentos calvinistas com o que há contido nos livros de Ellen White. Então o irmão tem realmente que escolher. Entre as palavras de Ellen White e as palavras de Calvino.

      Lembrando que, de memória, creio que nunca li nos escritos de Calvino algo que impeça a existência de seres criados por Deus em outro mundo. Se o irmão souber, por favor me indique a página tal obra.

      Excluir
  24. Qual foi o profeta bíblico que se equivocou nas suas profecias dada por Deus? O significado de equívoco é: Consequência de se equivocar; em que há mal-entendido; definido pelo erro. Equívoco: Levar alguém a engano. Enganar-se, errar. A única profecia enganosa é a da senhora White. Fico tentando imaginar como a mente adventista é convencionada aceita tais coisas sem questionamento, que na verdade são profecias mentirosa e diabólica de White.

    Ainda vem com essa balela que os escritores bíblicos também erram simplesmente para defender ensinos errôneo na sua falsa profeta. Um coisa é passar uma informação errada e outra bem diferente é, fazer uma referencias meramente humana com certos erros. O que Deus mandou os profetas anunciarem isso eles fizeram e muito bem, pois o Espírito de Deus estava os guiando. E nos aceitamos tudo quanto eles disseram, visto que falavam de verdades de Deus e não das loucuras dos seus próprio pensamento.

    ResponderExcluir
  25. Primeiramente gostaria de focar um pouco sobre a proposição do tema, acerca de vida inteligente sem pecado em outros planetas, considerando-a somente sob o aspecto bíblico.
    A Bíblia nada revela de objetivo com relação à vida inteligente e física habitando outros planetas.
    As formas de vida comumente relacionadas são os anjos em sua habitação celestial nas suas mais diversas categorias.
    Creio que em I Cor. 4: 9, quando Paulo utiliza a expressão “mundos”, ou “cosmos”, ele o faz de maneira metafórica quanto à criação como um todo. Mas o texto nada revela de concreto algo que pressuponha vida inteligente e santa em outros planetas semelhantes à terra e muito menos que satanás os tenha tentado.
    A intenção de Paulo, parece mais ser a de destacar que a missão cristã é algo que desperta o interesse tanto de anjos como da própria criação, em outra passagem por exemplo temos a mesma impressão, desta vez ele amplia o seu leque para todos os cristãos e insere uma referência semelhante em uma passagem que parece refletir um contexto mais escatológico:

    “Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.
    Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,”
    Romanos 8:19,20

    Em um outro texto em 2 Corintios, Paulo nos dá a entender que conheceu alguém em uma visão que teve vislumbres do que ele determina como “paraíso”, mas em nenhum momento encontramos a impressão de que isso se refira a um “mundo não caído”, apenas é uma referência ao possível local do cumprimento da promessa da esperança escatológica.
    “Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu.
    E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe)
    Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.”
    2 Coríntios 12:2-4

    Por último o escritor aos Hebreus fala de Deus “criando mundos”, onde já foi dito que este termo significa o “universo”, mas, também não detalha de maneira própria a possibilidade ou não de “seres não caídos” habitando tais mundos.
    “Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.”
    Hebreus 11: 3
    Em nenhum destes textos encontramos base bíblica sustentável para afirmar que existe vida inteligente, não caída, tentada por Lúcifer, mas vencedora habitando em outros planetas.
    Simplesmente a bíblia não é enfática quanto ao assunto e nem se pode chegar à conclusão plausível devido à ausência de material.
    Em virtude disso, creio que o mais sábio seria a aplicação de Deuteronômio 29: 29:
    “As coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus...”.
    Ou seja, reafirmando o que diz em I Cor 4, e seguindo o conselho de Paulo, não podemos ir “além do que está escrito”.
    De modo que a crença nesta doutrina conforme esboçada pelos irmãos é embasada apenas nos escritos de EGW.
    Note, se há ou não vida inteligente, não caída semelhante a terra em outros planetas, isso pertence a Deus,... A Ele não aprouve a revelação consistente e enfática em sua Palavra, de modo que não podemos esboçar com propriedade nada,... Faltam evidências e contextos consistentes.
    Agora o ponto: Não creio que isso viesse a ser revelado posteriormente em detalhes, pois a revelação foi completada com o fechamento do Canon, Judas 3 nos fala da “fé que de uma vez por todas foi entregue aos santos”.
    Ou seja, creio que não seria proposital da parte de Deus fazer uma revelação como esta, anos depois do fechamento do Canon, visto que é seria um dado irrelevante quanto ao conhecimento necessário acerca da doutrina da salvação. Tal tipo de revelação não teria propósito algum para o homem.
    Ao homem basta saber que é coroa da criação de Deus e que o Senhor o amou de tal maneira que enviou Cristo para morrer por ele na cruz (desde antes da fundação do mundo), sendo este sacrifício eficaz a todos os que creram, os quais o Pai lhe dera, e os quais ninguém poderá arrebatar de suas mãos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está melhor Irmão Benício!!!

      Vou deixar o Link do Pastor Rodrigo Silva para vc dar uma Analisada.

      https://www.youtube.com/watch?v=hEPDED1WYxY&index=177&list=WL

      Deus nos ilumine e nos Edifique.

      Excluir
    2. É justamente isto irmão Benício Cunha. A revelação de que existam seres em outros mundos não tem propósito algum.

      Não é uma doutrina essencial à salvação, tratando-se apenas de um dado ou informação.

      Fora do âmbito profético, isto seria visto como uma teoria!

      Deste modo, os cristãos que estão a estudar os livros de Ellen White devem devem ver revelações como esta, como não mais que uma teoria!

      E à partir daí, desenvolver seus estudos pessoais para atestar primeiramente se tal teoria é possível ou impossível, segundo o que está registrado na Bíblia!

      É deste ponto que nenhum calvinista intransigente passa! Pois não se dispõem a admitir de que tal teoria possa ser possível.

      Diferente do que se procedeu com outros assuntos a exemplo do estado intermediário!

      O que temos na Bíblia, querido irmão, são INDÍCIOS de que existam outros seres além do homem e dos anjos, também criados por Deus.

      Sendo justamente nestes indícios que os adventistas sustentam sua crença.

      E para quem crê no dom profético de Ellen White, tais indicios se tornam então mais do que suficientes para se crer de que reamente existam seres em outros mundos.

      Porém, a quem não crê no dom profético de Ellen White, não há base de certeza ainda, para se afirmar de que existam tais seres, como Ellen White mencionou.

      Usando o conjunto de conhecimento que temos hoje das escrituras, poderíamos dizer apenas que se trata de uma possibilidade, até com grandes chances.

      Vendo todo o relato de Ellen White acerca da tentação de Satanás a outros mundos como uma teoria.

      Veja que a certeza na existência destes seres portanto (levando se em consideração tão somente o conhecimento atual que temos das escrituras), só pode existir por parte daqueles que creem no dom profético dado a Ellen White!

      Para os demais tratar-se-á, então, apenas de algo possível.

      A questão é que, diferente do que muitos tem forçado (tão somente para tentar contradizer a Ellen White) não há nada nas Escrituras que impossibilite esta realidade.

      Porém, para quem não crê no dom de Ellen White, permanecem os indícios nas escrituras.

      E sendo que há indício nas escrituras que apontam para a existência de outros seres criados por Deus e não havendo porém, nenhum indício de que isto seja impossível, o mais coerente, lógico racional é adotar de que tal fato seja possível.

      Veja, não é aceitar de que tal fato seja realidade, mas sim aceitar de que tal fato seja POSSÍVEL!

      E no que se apoia biblicamente esta possibilidade?

      Nos INDÍCIOS que encontramos nas próprias Escrituras!

      Excluir
    3. Prezado irmão Sr. Adventista, bom dia.Que seja possível, talvez até seja, porém como eu disse a Bíblia silencia a esse respeito, de modo que fica algo para análise apenas na eternidade. Na realidade na análise dos textos acima pretendi mostrar que não há indícios plausíveis, de modo que o correto é não ir além do que está escrito. Podem haver mil visões de quem quer que seja, se a Bíblia não evidencia algo, creio que a tarefa cristã é não afirmar nada categoricamente. abçs

      Excluir
    4. Concordo irmão Benício, não devemos afirmar categoricamente algo sobre o qual a Bíblia não seja plenamente clara.

      De modo que, aos irmãos que não creem no dom de Ellen White, devemos apresentar a existência de vida em outros mundos como uma possibilidade.

      Deste modo, academicamente, o mais correto é tratar este assunto como um teoria e não como uma certeza nem uma impossibilidade.

      Veja, alguns adventistas possuem a certeza da existência destes seres baseando-se nos escritos de Ellen White (porque foi ela quem escreveu). Assim como alguns "anti-ellenwhiteanos" também possuem a certeza, porém da INexistência de tais seres, baseando-se nos escritos de Ellen White (só porque foi ela quem escreveu).

      Academicamente, tomando tão somente este quesito, podemos dar razão de causa para qualquer um dos dois grupos?

      Não!

      Agora veja querido irmão:

      Pelos estudos teológicos que temos, a Bíblia não é inteiramente clara sobre a existência de outros mundos.

      Ellen White porém, tem a favor, o fato de realmente haverem, na Bíblia, indícios da existência de outros seres em outros mundos.

      E o blogueiro que escreveu o artigo em questão entendeu muito bem isto! Motivo pelo qual tentou atacar uma das declarações de Leandro Quadros.

      Porém, uma coisa é certa: não há na Bíblia, um único verso sequer que pareça contradizer esta afirmação de Ellen White, de que existam seres em outros mundos, muito pelo contrário!

      Excluir
  26. Obrigado por CORRIGIR seu dialogo Irmão Benício!!!

    Fico feliz em saber que um Calvinista Assumido tenha tantos elogios a Adventista, isso mostra que a mesma consegue tocar o Coração até dos que são Contra.

    Sobre vc falar "(onde eu esperava encontrar gente com mente mais aberta e madura)", muita soberba e não tente disfarçar sua Gafe, pois sua postura foi anti-edificação, se vc quer mente aberta, está conversando com uma pessoa que não tem o minimo receio em aceitar sua verdade, se for comprovada é lógico, nunca a força, mas a verdade demonstrada e comprovada, vc mesmo disse que aqui vc pode Debater, portanto não seja INCOERENTE, estou DEBATENDO.

    Realmente Calvinismo não é o tópico em voga, como vc mesmo disse, pena que vc entra em CONTRADIÇÃO com suas próprias palavras quando diz "a NOSSA grande pedra no sapato chama-se "crença na inspiração iquestionável de EGW"...?".
    1º Vc deixou claro a sua separação entre Calvinismo e Adventismo com a palavra "NOSSA", vc excluiu o Adventismo quando disse "NOSSA".
    2º Se vc não percebeu, eu te falo, o tópico questiona o Leandro Quadros aceitar 1Cor4:9 como parâmetro para comprovar vidas em outros mundos e não White.
    Portanto meu amigo, vc deu brecha para sair do assunto, ou será que vc não tem Raciocínio Lógico?

    Quando vc diz que por Lógica devíamos, ("devíamos" entra em crise de identidade pois agora vc se coloca como Adventista, mas antes colocou "nossa" como querendo dizer ser Calvinista) ser Calvinistas, mostra que vc não tem Lógica pois por mais que vc queira comparar o estudo Historicista dos 2, existe uma diferença doutrinária gritante como a Predestinação e esta leva a vários conceitos errôneos, pois se ramificam como conhecimento em cima da "Predestinação".

    Não duvido que vc tenha Cristo em sua vida, como já disse, repito, "Conceito Calvinista é ilusão, por mais que não acredito que seja uma questão de salvação, tenho comigo e acredito que no céu existirão muitos Calvinistas inocentes de suas ilusões,".
    Mas tenho que salientar, "a luta com Deus" é maior, pois vai contra as doutrinas Bíblicas, comparo essa doutrina com os conceitos Judaicos de serem salvos só porque nasceram Judeus, só porque nasceram de Abraão, sendo que os filhos de Deus não são os Judeus, mas sim, os filhos da Fé.

    O Livro questões sobre doutrina, deixa claro que a IASD prefere se orientar apenas pelas escrituras, sem o peso de credos e confissões no mesmo Capitulo sobre Calvinismo e Arminianismo, significa que vc não entendeu o Texto, onde está sua hermenêutica, pois o mesmo deixa claro que a Adventista não é preconceituosa e aceita as verdades contidas em outros credos, contanto que sejam bíblicos, só e nada mais, vc querer misturar todas as doutrinas Calvinistas é ilusão, inocência e eisegese, pois a Adventista deixa claro sua posição contra a Predestinação e outras doutrinas Calvinistas.

    Concordo Irmão, devemos nos ater as postagens, pena que vc foge do assunto tb, sendo incoerente com suas palavras e demonstrando ser sempre um Calvinista Convicto, tendo que mudar seu discurso depois que mostramos seu erro.

    Eu quero Edificação, gosto de Debater com pessoas inteligentes mesmo que sejam Calvinistas, pois assim posso aprender um pouco mais, mas sinto em dizer-lhe, vc não chega perto do Rev. Augustos e do Clóvis, pelo que vi, o Clóvis é Inteligente, ainda terei uma oportunidade de Debater com ele, mas digo desde já que tenho Argumento para Refuta-los, quem sabe possamos nos Edificar.

    Deus nos Ilumine e nos Edifique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apenas um detalhe Wesley, acho que quem não entendeu o "NOSSA" foi vc... Olhe de novo o texto que escrevi, O "nossa", foi pra nós adventistas....olhe de novo a frase completa: "Gente, Sr. Adventista, Genes, Alexandre e outros, quando entenderão que a nossa grande pedra no sapato chama-se "crença na inspiração iquestionável de EGW"...?"... Note que direcione a frase para nós adventistas que comentamos no blog, em nenhum momento a frase é direcionada a Paulo Cadi, ou Luciano, ou outros que eu saiba que não são adventistas. é colocar palavras em minha boca dizer que eu afirmei que para "calvinistas EGW é pedra no sapato", leia direito, eu não disse isso.
      Ou seja, o que eu pretendi dizer é que nós adventistas as vezes passamos vergonha perante irmãos, pastores e teólogos de outras denominações, por muitos de nós insistirem em defender doutrinas esquisitas, apenas por quê EGW as subscreveu, ou as originou de suas visões. Quanto à manter posições distintas, volto a repetir, a crença integral na inspiração de EGW não consiste em prova de comunhão, conforme o manual da igreja, o que não se pode é perverter o rebanho. Por isso reitero, espaços como este são para discussões, jamais o seio da igreja, ok. Detalhe em nenhum momento dos textos me apresento como não sendo adventista, ou um "adventista bonzinho", etc,... sempre me apresentei como um adventista que tem convicções diferenciadas quanto à soteriologia e inspiração/ dons.

      Excluir
    2. Está certo Irmão Benício, vc não quis referir ao Calvinismo, apesar de ser um Calvinista!!!

      Esta mentalidade de passarmos vergonha fale por si próprio, pois na minha opinião os Calvinistas não sabem o que falam por não conseguirem compreender as doutrinas Adventistas, nem as revelações de White.

      Quanto a manter posições distintas volto a repetir, algumas crenças Calvinistas podem ser aceitas como verdades Bíblicas, mas outras como a Predestinação está na contramão Bíblica.
      Ninguém está pervertendo o rebanho, estamos Debatendo posições contrarias, só e nada mais, não confunda.

      Se vc mesmo quer este espaço para discussão ou debate, está conseguindo pois estamos fazendo isso, o debate é de idéias e não de pessoas ou igreja, em nenhum momento deixei claro, vc não ser Adventista, deixei claro que as idéias Calvinistas estão contra a Bíblia e contra a Adventista, só e nada mais, lembre-se q a Adventista não é preconceituosa, apenas quer transmitir a verdade Bíblica, mesmo que vc possa não compreender desta forma ela te aceita de coração, vc sabe bem disso, como a qualquer um que queira se integrar a mesma.

      Continue com suas convicções Irmão Benício, não sou eu quem convenço ninguém, somente o Espírito Santo convence, não estou pondo em Xeque sua filiação a Adventista, estou pondo em Xeque sua crença Calvinista, só e nada mais, não confunda.

      Excluir
  27. Agora sim em um segundo momento, argumento novamente com relação a “inspiração” de Ellen White e a questão do calvinismo (embora nenhum destes dois assuntos tenham qualquer relação com o tema proposto original da postagem, mas como insistem tanto).
    Em primeiro lugar não acredito em Calvino como inerrante,... pelo contrário... o resultado de alguém crer na predestinação bíblica, não implica que a pessoa tenha que considerar Calvino como “inspirado”. Ele cometeu erros como qualquer ser humano, assim como Carl Barth que escreveu uma breve biografia de Calvino certa vez disse: “as vezes eu gosto dele, e as vezes o odeio”. (Citado em História da Teologia dos Reformadores. Timothy George).
    A coisa tem haver com a doutrina da soberania de Deus, que existe sem afligir o livre arbítrio humano. Esse é um mistério perceptível nas Escrituras e a chave para sua compreensão é a convicção de que Deus faz todas as coisas para Sua Glória.
    Não temos todas as respostas, mas, o que a Bíblia transparece é que o agir de Deus na história trata de uma ação de antemão tão eterna como Ele mesmo, onde, tudo, inclusive o Seu amor, contribui para Sua glória, em um mistério a ser revelado nos séculos vindouros em que ao mesmo tempo o homem é responsabilizado por suas decisões e nem Ele Deus não se torna co-autor do mal.
    Durante os séculos da igreja cristã, desde Paulo, passando por Agostinho, chegando a Lutero, Theodor Beza, Calvino, Jonathan Edwards e outros, a doutrina bíblica da predestinação tem sido argumentada por homens de Deus que enxergaram esta verdade nas escrituras.
    Portanto creio que o desafio correto não seria ter de escolher entre “Ellen White e Calvino”, mas sim entre “Ellen White e a Bíblia”.
    Em outras palavras o calvinismo não é de Calvino, assim como a justificação pela fé não é de Lutero, tanto a salvação pela graça, como a maneira como Deus escolheu para isso pertencem a Ele Deus, para Sua glória, de modo que nas páginas da Bíblia o tema central não é o “livre arbítrio humano”, mas sim a glória de Deus.

    ResponderExcluir
  28. Agora em um outro tópico falo acerca do por quê de muitos considerarem EGW como autoridade inquestionável.
    Isso se deve a uma exegese falha de Apocalipse 19:9 e 10

    “9 E disse-me: Escreve: Bem aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus. 10 E eu lancei-me a seus pés para o adorar; mas ele disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.”
    Note , o apóstolo prostra-se em adoração como reação por ter recebido as “verdadeiras palavras de Deus”... O anjo o corrige e explica que ele deve adorar a Deus e explica que o testemunho de Jesus (ou seja, seu martírio seu sacrifício, sua obra em favor do homem), é o Espírito de (ou da – em algumas versões) Profecia, no sentido que o que inspira as profecias é esse testemunho de Jesus,... em outras palavras em nenhum momento encontramos lugar para crer que isso se refira ao ressurgimento do dom de profecia na história da igreja. Fazem uma ponte com apocalipse 12, mas a verdade é que sem um esforço absurdo o link entre os dois textos não acontece e muito menos aplicando-o historicamente a uma única pessoa.
    O interessante é que essa aplicação foi feita à Ellen White depois que ela morreu, em vida ela afirmou não ser profetisa e que se autodenominava serva do Senhor,... mesmo Uriah Smith em seu comentário sobre apocalipse, não faz esta referência a ela em apocalipse 19:10, e notem ela aprovava e considerava muito o livro, foi só após a sua morte e durante a década de 20, segundo George Knight que F. M. Wilcox, cunha o termo “espírito de profecia”, e as pessoas passam assimilar isso como se o embasamento nos escritos de EGW fosse indispensável para compreensão bíblica, prática aliás condenável pela própria Ellen White, que obviamente tinha temor de Deus o suficiente para não se colocar em tal posição. Foi M. L Andreasen quem mais popularizou nos seminários adventistas da américa a idéia de que um fundamento nos escritos de EGW era necessário para se fazer teologia.
    É a partir daí historicamente que passaram a considerar qualquer escrito de EGW como inquestionável...
    Mas o irônico é que nós somos o povo que mais defendeu prova escrituristica pra tudo,... quando alguém fala contra o sábado nós notoriamente enfatizamos que não há nenhum texto bíblico que sustente a troca pelo domingo em toda Bíblia e estamos certos... De modo que, por que não fazemos o mesmo quando o assunto é uma doutrina que encontra apoio somente em EGW sem a Bíblia? Trata-se de um contra senso.
    Deveríamos fazer o mesmo quanto a essa doutrina dos mundos não caídos... Deveríamos fazer a pergunta: “Tem base bíblica sólida?” – A resposta é um não. Defendemos por que cremos que EGW é inspirada – R: Sim. Então deveríamos parar de defender, obviamente por que ferimos de cara um princípio vital para sustentar uma de nossas doutrinas aí sim principais a saber o sábado.
    Por último, querido irmão Sr. Adventista, se deixo ou não a denominação é algo que pertence a Deus. Sabemos que a crença integral em EGW não é requerida como prova de comunhão, e sabemos que meu único compromisso é não criar polêmica sobre esse ponto com os membros de minha igreja, como eu disse anteriormente, creio que espaço como estes existem para o diálogo, jamais o púlpito, jamais perturbar o povo.

    ResponderExcluir
  29. Se um dia eu mudar de denominação, com certeza isso será pela condução de Deus e não por mim. Creio que ser igreja significa muito mais do que um engradado enlatado de doutrinas, ser igreja é amar os irmãos, é cultivar a amizade, é chorar juntos cantando um hino que todos gostam, é o coração de todos bater como um, quando há uma perda, é consolo, abrigo, admoestação e motivação, sendo que tenho isso hoje na igreja local onde congrego. Não trocaria por um lugar onde não conheço ninguém apenas para se coadunar com pontos paralelos de crença.
    Espero que nem o senhor e nem o Wesley entendam quaisquer de minhas considerações como pessoal, não é minha intenção ofender ninguém. Não sei se vocês repararam, mas evito julgamentos e acusações de ordem pessoal, mas, pretendo com minhas palavras apenas incentivar a reflexão dos irmãos. Não pretendi ofender ninguém, quando afirmei acerca da questão de maturidade no fórum de discussão, na realidade, esperava que poderíamos dialogar, sem expressões de raiva, ou de desrespeito, etc, não tenho pretensão de ser melhor que ninguém. Além de o fato de respeitá-los da maneira como crêem.
    Grande abraço e um excelente fim de tarde a todos.

    ResponderExcluir
  30. Ainda bem que vc concorda comigo, os 2 assuntos não tem relação com o tema original, pena que vc não assume que desvirtuou do assunto, dizendo "mas como insistem tanto", parece até Adão e Eva depois do pecado Original, dizendo: a culpa é da Eva ou a culpa é da cobra. O ser humano tem essa mania de jogar a culpa para cima do outro desde o Éden.

    Vc não me entendeu, eu fiz um Trocadilho com sua frase em relação a White, não disse que vc faz de Calvino Inerrante, sei que todos Calvinistas dizem isso, eu só mostrei para vc que sua frase voltou contra vc, pois vc ainda não sabe separar as revelações de White com a pecadora White, entretanto vc acredita no Calvinismo, não disse Calvino, disse Calvinismo, pois sei que é diferente o seguidor de Calvino do seguidor do sistema Calvinista que normalmente anulam os credos Adventistas se achando corretos e as idéias de White erradas, pura ilusão, pois se vc estudar profundamente verá que as idéias de White superam as idéias Calvinistas.

    A doutrina da Soberania de Deus é confundida pelos Calvinistas como sendo "irrevogável atitude de Deus", sendo que não compreendem a Presciência dele, entrando em contradição ao se depararem com o livre Arbítrio, vcs Calvinistas não entendem e dizem que é mistério o livre arbítrio, deixam até os Arminianos em dúvida, dizendo que se Deus sabe o que vai acontecer então ele já predestinou.
    Puro engano, pois Deus pode saber e ser coadjuvante nas atitudes humanas, ter presciência não significa que Deus fez ou vai fazer acontecer, mas deixa acontecer até que resolva interferir.
    Deus tem o controle, não necessariamente é o ator...
    A maldade surgiu no coração de Lúcifer...

    O Mal existe como ausência de Deus.
    Da mesma forma que a Escuridão só existe pela ausência de luz, pois não podemos medir e a Luz podemos fazer medição de sua velocidade, percebemos a Escuridão através da Ausência da Luz.
    Quem é nascido do Espirito é como um vento, simplesmente aparece e desaparece João 3:8, o Espirito tem sentimento mal ou bom, qualquer pessoa tem Livre Arbítrio para controlar seu próprio coração, ou pelo menos lutar contra os próprios impulsos pecaminosos ou de concupiscência, induzindo o coração a se acostumar com o que é correto e ser de Cristo ou se desviar de Deus. A maldade, ou iniquidade, ou trevas surgiu no coração de Satanás "como um vento" um sentimento de iniquidade no coração de Lúcifer que era um Anjo Querubim Cobridor e se transformou em Satanás, após sua insistência em permanecer na iniquidade, Ezequiel 28:14-15.
    O Mal que surgiu no coração de Lúcifer foi uma ausência de Deus em seu coração, trazendo a iniquidade e ele alimentou esta inveja e cobiça em seu coração, trazendo seu Julgamento de maldade, mas ainda falta a condenação que virá na volta de Jesus, ou Julgamento final, onde serão Condenados tanto os Anjos Caídos como os Humanos que não se arrependerem, mudarem seus hábitos maus e crerem em Jesus.

    Portanto creio que o desafio correto não seria ter de escolher entre “Ellen White e Calvino”, mas sim entre “Calvinismo e a Bíblia”. É melhor explicar, para vc entender: Fiz outro trocadilho com sua própria frase, querendo demonstrar que as idéias Calvinistas estão furadas e faltando peças para fechar o quebra-cabeças Bíblico, tanto é que consideram um mistério, mas a Adventista sabe do Livre Arbítrio e prova Biblicamente. Eu peguei textos de Satanás, mas existem textos do próprio povo Hebreu para comprovar o Livre Arbítrio.

    Desde o início não levo pelo lado pessoal, apenas estou colocando os "pingos nos is", estou dizendo para vc, que ser Calvinista é ser contra a Adventista, pois existem doutrinas completamente distintas que não se misturam, como a água e o óleo, como o bem e o mal.
    Vc é uma boa pessoa, mas precisa aprender que suas palavras, demonstram suas dúvidas e incertezas, não adianta vc tentar se esconder atras de uma carapuça de Adventista bonzinho que quer mostrar as verdades, sendo que vc ainda não compreende as verdades.

    Deus nos ilumine e nos Edifique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Wesley creio que você não reparou que só discorri sobre os assuntos paralelos em resposta ao irmão Sr. Adventista, que havia destacado questões relativas a calvinismo e inspiração de Ellen White.
      Quanto ao mais não esquento a cabeça acerca do que outros adventistas opinem ou não acerca de minha posição quanto à soteriologia.
      Convivo bem como adventista isso não me atrapalha.
      Por fim, creio que não é preciso fazer um cavalo de guerra com relação a questão do calvinismo. Basta lembrarmos que arminianos convictos como metodistas e principalmente assembleianos nos odeiam (a nós adventistas), talvez até mais do que presbiterianos calvinistas. Tenho primos assembleianos e nos últimos 4 anos, todos os anos sai lá uma revistinha da escola dominical falando mal de adventistas e por aí vai. E olha que os caras concordam com adventistas no que tange a soteriologia (arminianos) e a permanência de dons miraculosos, especialmente profecias.

      Excluir
    2. Repito!!!

      Continue com suas convicções Irmão Benício, não sou eu quem convenço ninguém, somente o Espírito Santo convence, não estou pondo em Xeque sua filiação a Adventista, estou pondo em Xeque sua crença Calvinista, só e nada mais, não confunda.
      Um Debate é feito de Argumentos, Réplicas e Tréplicas, apenas fiz uma Réplica a sua posição quanto a "Doutrina da Soberania" se vc não quer a Tréplica e quer ficar com sua Opinião, eu respeito e sempre Respeitarei.

      Ninguém está fazendo cavalo de guerra, um Debate é justamente a Organização e Exposição de idéias contrárias para ver até onde chega a verdade, só e nada mais, não confunda.

      Do mais, agradeço o Debate e Dialogo...

      Deus nos ilumine e nos Edifique.

      Excluir
  31. No Salmo 115:16, está escrito que....."Os céus pertencem ao Senhor, mas a terra ele deu aos filhos de Adão."

    Em nenhuma parte da Bíblia é revelado que Deus tenha criado outros Adãos e Evas, com as respectivas árvores da vida e do conhecimento do bem e do mal, como Ellen White viu.

    Eu penso que os supostos seres destes mundos não caídos, jamais ouviram de que...."O cordeiro de Deus foi morto desde a fundação do mundo [não mundos, mas deste mundo]. AP.13:8.

    Além do mais, estes mundos teriam de ter sido criados antes da terra, já que no sétimo dia Deus descansou ou cessou de criar, e portanto sua criação [destes mundos], não está registrada nas páginas da Bíblia, e nem de que o Senhor Jesus tenha "morrido desde a fundação do mundo", pelos habitantes destes planetas, o que, se os adventistas admitirem desnecessária, [a morte de Cristo pelos Adãos destes mundos], os levará direto a doutrina da predestinação, porque tem de admitir que Deus desde a eternidade já sabia da queda, e não foi pego de surpresa como Ellen White quer fazer parecer.

    Além do mais, se os adventistas derem uma olhada em Hebreus 1:10-12, 2Pe.3:7, AP.6:14, verão que se existissem estes outros mundos impecáveis, seriam reduzidos às cinzas pelo juízo vindouro.

    Depois continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Meu querido, a volta de Jesus e para destruir pecado e resgatar os seus, como os outros mundos onde não penetrou pecados serão destruídos?

      Excluir
  32. Sr. Adriano, lhe lanço o desafio: Refute o que eu disse ali em cima (22.05.2015 20:54).

    Apresente os textos bíblicos onde Deus tenha criado outros mundos ANTES do planeta terra, com outros Adãos e EVAs, árvores da vida e do conhecimento do bem e do mal e serpentes enganando outras Evas etc, ou quem sabe nos outros mundos, (não sei quantos), não tenham sido serpentes, mas quem sabe, chimpanzés, gorilas, orangotangos, ou o que o valha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Paulo Cadi, a Bíblia contém a história de nosso mundo.

      Entretanto a existência da Bíblia não põe fim a nenhuma criação que Deus porventura tenha feito no universo.

      Se formos usar os argumentos do irmão, devemos crer de que as galáxias e demais planetas, não existem, porque tais criações não constariam na Bíblia.

      A Bíblia fala da criação de nosso planeta, porém, sabemos que existem outros planetas.

      A Bíblia fala da criação de nosso sol e de nossa lua, mas sabemos que no universo existem outros sóis e outras luas.

      Da mesma maneira fala da criação da vida em nosso mundo. Mas não podem existir vida em outros mundos?

      O seu pressuposto, irmão, já está equivocado e que se resume a:

      Se algo não consta explicitamente na Bíblia, significa que não existe!

      A Bíblia é nossa regra de fé RELIGIOSA e não científica, querido irmão! A fé Científica que a Bíblia desde o início nos exige é a de que Deus criou todas as coisas, inclusive o sábado, lembra-se?

      Excluir
    2. Quanto aos livros de Ellen White, o irmão, lendo-os rotineiramente, perceberia que possuem uma grande ênfase científica!

      Em questões DOUTRINÁRIAS, os livros de Ellen White realmente não acrescentam coisa alguma de essencial à Bíblia.

      Porém nos demais aspectos, estão repletos de revelações!

      Há dois tipos de fonte de saber em toda a história, tida como confiáveis:

      A primeira é o saber provindo da ciência humana!

      A segunda é o saber provindo das revelações proféticas!

      E dentre os dois a segunda forma é a 100% segura, porque provêm de Deus.

      Então, acreditaremos na ciência ao passo que deixaremos de acreditar nas revelações proféticas?

      A que ponto viemos parar hein querido irmão!

      Excluir
    3. A ampliação do conhecimento:

      Não só a existência de seres em outros mundos, mas Ellen White trouxe à luz a existência de seres e outras formas de vida desconhecidas em nosso planeta, os quais a Bíblia também não menciona diretamente e que para a ciência de sua época era totalmente desconhecida.

      A exemplo dos germes que matavam milhares de pessoas nos hospitais, todos os anos.

      Agora, Biblicamente, a lógica e o senso comum nos levam a crer de que realmente existam outros mundos criados por Deus.

      Os anjos, são uma função e não uma classe!

      A classe dos anjos se distinguem entre Querubins, serafins, dentre outros que possam existir.

      http://solascriptura-tt.org/Angelologia/AngelologiaDoutrinaAnjos-CursoLucio.htm

      Assim, anjo, ou mensageiro, é uma função!
      Assim como arcanjo, também é uma função e não uma classe de anjo!

      Então pergunto, estes anjos são mensageiros a quem?

      Estes milhares, ou milhões, ou talvez bilhões, não foram criados para serem mensageiros, sem no entanto ter a quem entregar suas mensagens?

      E os assim chamados anjos, servem a Deus diante de SEU trono, mas servem como?

      Cevada com bolinhos? Massagem nos pés?

      Não querido irmão, a função destes seres criados por Deus é de servir de mensageiros!

      Agora pense, com tamanha quantidade de mensageiros, unicamente para servir à terra que Deus criaria, onde colocaria Adão e Eva!

      O irmão tem visto por aí, anjos indo e vindo à terra trazendo as mensagens de Deus?

      O que estes Anjos estão então fazendo no céu? Sentados ao redor do Trono de Deus sem ter a quem entregar mensagem alguma?

      Excluir
    4. Uma conclusão que harmonizaria toda esta questão e que poderia ter vindo de qualquer pessoa, porém veio de Ellen White por meio de revelação:

      Tais seres, são mensageiros de Deus a outros mundos, também criados por Deus!

      Excluir
    5. Para entender os motivos de Ellen White:

      http://ellenwhiteaudio.org/pt/egw/grande-conflito/

      Em áudio.

      Excluir
  33. Sr. Adventista, essa não colou! O universo não vai ficar menos interessante se não houver vida em outros mundos, já que o centro da vida do Cristão, é Deus mesmo.


    Agora, a religião falsa tem como centro, o homem, e não se contenta em ter Deus como o seu "tudo em todos." Precisa de uma série de paliativos e distrações, não conseguindo fixar sua atenção unicamente em Deus, porque não conhece sua grandeza e majestade.


    Existe morte em toda a criação, inclusive fora da terra, e isto tem a ver com a queda dos anjos. A criação não fica menor e nem menos interessante, sem a vida inteligente em outros mundos, pois quem torna a vida interessante e criativa, é Deus, e somente ele; agora, se o Deus de uma religião, seita, ou o que for, é pequeno, vai precisar de uma série de penduricalhos a fim de chamar a atenção.


    Você não respondeu nada pelas escrituras, começou a falar de anjos e saiu do nada prá lugar nenhum. O seu fanatismo por Ellen White está lhe cegando o entendimento.


    olhe o que Ellen White disse, entre outras afirmações sobre o mesmo assunto...


    "Milhões de Mundos São Habitados — Se todos os habitantes deste pequeno mundo recusassem obediência a Deus, Ele não seria deixado sem glória. Num momento, Ele poderia varrer da face da Terra todo mortal e criar uma nova raça para povoá-la e glorificar Seu nome. Deus não depende do homem para ser honrado. Ele poderia ordenar às constelações lá dos céus, aos milhões de mundos do alto, que elevassem um cântico de honra e louvor, e glória ao Seu
    nome. San, pág. 77."

    Ellen White está dizendo que antes da criação desde mundo, já haviam "milhões de mundos" e que não caíram.

    Isto quer dizer que o diabo, antes de vir tentar Adão e Eva, percorreu estes "milhões de mundos" com a intenção de fazer os humanóides destes orbes, transgredir em os dez mandamentos como estão redigidos em Êxodo 20!!!

    Sim, porque Deus para ser justo, teria de fazer passar pelo mesmo teste, todas as suas criaturas, tanto é que em outra de suas visões White foi transportada à um planeta onde havia uma árvore da vida, e outra árvore do conhecimento do bem e do mal, e o Adão-líder daquele planeta disse a ela que eles não haviam provado do fruto da árvore proibida, senão morreriam.

    Agora, estas teorias pré-Adâmicas são desmentidas pelo apóstolo Paulo, o algoz dos sabatistas, que disse em 1 Coríntios 15:45: "O PRIMEIRO ADÃO foi feito alma vivente, o ÚLTIMO ADÃO, Espírito vivificante."

    Adão foi o primeiro homem criado por Deus, e Cristo é o ÚLTIMO Adão relacionado ao primeiro Adão, e não à um hipotético primeiro Adão que foi o primeiro da série dos "milhões de Adãos" que precederam o Adão de nosso mundo, e que nessa conta seria o último, e não Cristo, já que no sexto dia parou de criar sobre esta terra.

    continua...



    Quer

    ResponderExcluir
  34. Ainda existe uma outra questão....


    Como os supostos homens e mulheres destes planetas, não caíram em pecado, eles devem estar nus e também se reproduzem! Como lá não entrou o pecado, também não há morte.


    Como é que fica a super povoação destes mundos?

    Será que os anjos do Sr. Adventista, que como ele mesmo disse "não ficam na boa vida com cevada (deve ser o café) e bolinhos", fazem grandes transportes destas criaturas quando seus mundos ficam super povoados, devido ao grande número de relações sexuais?


    Se Deus vai criar " novos céus e nova terra", ou seja, Jesus não vai ficar pela eternidade com os redimidos, dando voltas e mais voltas em torno do sol, para onde irão estes seres de outros mundos, em seus corpos naturais, se todos os habitantes dos "novos céus e nova terra", terão um corpo como o de Cristo glorificado, e este corpo somente pode ser obtido pelo novo nascimento dado ao pecador arrependido?


    Os adventistas sempre citam GN.2:7, onde diz que Deus criou o homem do pó da terra.


    Os Adãos de outros mundos, também foram criados da mesma maneira, tanto é que o Adão-líder de um destes mundos disse para White, que se eles comessem do fruto proibido morreriam.


    Se o material do qual foram feitos estes Adãos, era do solo destes planetas, e portanto estes Adãos e Evas ainda estão em seus corpos animais, porque não comeram do fruto proibido, e segundo o tal Adão que falou com White, sempre existe a possibilidade da queda, já que nestes planetas todo mundo é arminiano, como é que estas criaturas vão habitar os " novos céus e nova terra", já que Deus vai destruir os planetas dos quais foi retirado os seus corpos? 2Pe 3:7-11 HB 1:10-12 Ap 6:14.


    continua.....

    ResponderExcluir
  35. "Vida e Ensinos, pág 97 à 99 / Primeiros Escritos, pág 39 e 40:

    "O Senhor me proporcionou uma vista de outros mundos. Foram-me dadas asas, e um anjo me acompanhou da cidade a um lugar fulgurante e glorioso. A relva era de um verde vivo, e os pássaros gorjeavam ali cânticos suaves. Os habitantes do lugar eram de todas as estaturas; nobres, majestosos e formosos. Ostentavam a expressa imagem de Jesus, e seu semblante irradiava santa alegria, que era uma expressão da liberdade e felicidade do lugar. Perguntei a um deles por que eram muito mais formosos que os da Terra. A resposta foi:
    - Vivemos em estrita obediência aos mandamentos de Deus, e não caímos em desobediência, como os habitantes da Terra.
    Vi então duas árvores. Uma se assemelhava muito à árvore da vida, existente na cidade. O fruto de ambas tinha belo aspecto, mas o de uma delas não era permitido comer. Tinham a faculdade de comer de ambas, mas era-lhes vedado comer de uma.
    Então meu anjo assistente me disse:
    - Ninguém aqui provou da árvore proibida; se, porém, comessem, cairiam."


    Esta visão é completamente anti-evangélica, porque mesmo depois da queda do homem, aqui na terra, e da morte e ressurreição do Senhor Jesus, os tais habitantes dos mundos não caídos ainda tem (segundo White), a não grata companhia da árvore do conhecimento do bem e do mal, ou seja, "o perigo mora ao lado."


    Além do mais, somos informados pelas visões de Ellen White, de que existem milhões de árvores da vida e do conhecimento do bem e do mal, e se as condições permanecerem inalteradas nestes mundos, as árvores do conhecimento do bem e do mal, permanecerão lá.


    Em Efésios 1:4 diz que Deus nos escolheu em Cristo, "antes da fundação do mundo." Fora destes, não existe "povo de Deus, pois não existe nenhuma criatura que venha a Deus, a não ser através da cruz.


    Por isso, está visão de White mostra um povo sem a cruz de nosso Senhor Jesus, porque não foi remido pelo sangue de Cristo, e o único povo de Deus são os pecadores redimidos pelo " sangue do cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.


    Por isso, está visão que o demoníaco espírito guia de White deu a ela, mostram um povo sem a cruz do Calvário, que somente é acessível pelo morrer com Cristo.

    Isto que White viu, não existe.


    continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Paulo concordo com voce. Não querendo ofender a igreja adventista nem EGW. Respeito a todos os adventistas e seus comentaristas deste post.

      Excluir
  36. Três observações, querido irmão:

    "Ele poderia ordenar às constelações lá dos céus, aos milhões de mundos do alto, que elevassem um cântico de honra e louvor, e glória ao Seu nome"

    Imagine que Deus baixasse, posteriormente, este mesmo decreto aqui em nossa via láctea.

    Significaria, necessariamente, de que existem seres vivos em cada um dos planetas?

    Não!

    Noutro sentido:

    Entender-se ia de que haja realmente milhões de mundos habitados.

    E uma terceira possibilidade:

    Linguagem poética atribuída a seres inanimados, comum nos livros de Ellen White.

    Para esquentar a questão:

    Se é estranho duvidar da existência de milhões de mundos, mais estranho seria duvidar de que, Deus, assim possa ter feito, por ser algo deveras surpreendente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Por isso, está visão de White mostra um povo sem a cruz de nosso Senhor Jesus, porque não foi remido pelo sangue de Cristo, e o único povo de Deus são os pecadores redimidos pelo " sangue do cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo."

      O irmão disse uma barbaridade!

      Seria o mesmo que dizer de que para alguém ser considerado do povo de Deus, precisaria antes cair em pecado, praticar todo tipo de maldade contra Deus e ainda torturar, crucificar e matar ao SEU criador!

      "mostram um povo sem a cruz do Calvário, que somente é acessível pelo morrer com Cristo"

      E ainda sustentar de que o acesso à graça só é possível a quem passe pelo pecado.

      O nosso "time de futebol" não é melhor do que o das demais criaturas celestes, querido irmão! Não há disputa, nem vantagem. Os anjos continuarão eternamente mais poderosos e gloriosos. Assim também como demais seres que Deus porventura tenha criado.

      Quanto a nós, voltaremos ao estado original de Adão e Eva!

      No final das contas, o pecado em nosso mundo só trouxe desvantagem!

      Porque Cristo, terá que viver eternamente em um corpo humano!

      Não houve vantagem, querido irmão, quando vemos o preço que Cristo pagou e que se perpetuará por toda a eternidade!

      Não houve vantagem, querido irmão.

      Excluir
  37. Contudo, ainda que nós ou mesmo um anjo dos céus vos anuncie um evangelho diferente do que já vos pregamos, seja considerado maldito!

    Ainda foi leva pelo anjo, será que se trata do anjo que Paulo menciona aí. Quanta heresia!! Será que esquecerão que a bíblia diz para não ir alem do que esta escrito.

    Irmãos, apliquei essas verdades a mim e a Apolo por amor de vós, para que por nosso intermédio aprendais a não ir além do que está escrito, de maneira que nenhum de vós se encha de orgulho a favor de um contra o outro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o que havia de escrito na época de Paulo, quando foi feita esta última declaração querido irmão?!

      Somente o antigo testamento!

      Então o irmão teria que jogar fora todos os livros do novo testamento e que teriam sido acrescentados àquelas Escrituras que existiam na época de Paulo!

      É deste modo que o amigo crê que se interpreta esta parte das Escrituras, querido irmão?!

      Para começar, explique nos o contexto de I Corintios 4 amigo ferro e fogo! Qual era o problema que Paulo estava tratando ali naquele capítulo?

      Excluir
  38. Olá Luciano tudo bem?pois é parece que esse texto acima citado ele não prova que existe seres extra terrestres como você propôs no titulo mais como alguns amigos seus desafiaram-me no facebook escrevi um texto mostrando que adventista algum acredita em seres como são estudado na ufologia e nem ensinamos isso...apesar de você compartilhar essa matéria do Clovis o Leandro deixou claro em seu blog sobre a tradução de kosmos e sua aplicação não sei por que insistir nesse assunto,no mais em breve estarei postando sobre o tema até mais.

    ResponderExcluir
  39. Quando se tratamos sobre Assuntos Teológicos no campo Apologética, renomada se rebaixar, tanto assim, o comercialismo, tem tomado lugar.

    Já que querem, Publicar uma Bíblia de Estudo Adventista, coloque as informações da Denominação, na Capa, para que Indoutos em Conteúdo Bíblico, Histórico, Apologético, Hermenêutico, Exegese,

    Possam conhecer já no Visual da capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se lerá, nem se deixará de ler algo por conter comentários de uma ou outra denominação, querido irmão.

      Ler-se-á se a bíblia de estudos se for realmente de qualidade e se os comentários estão de acordo com aquilo que se encontra na Bíblia Sagrada.

      E sendo adventista, já sabemos que trata-se de um material de muito boa qualidade.

      Excluir
    2. Obrigado pelo comentário Irmão Fabio!!!

      Vejo que a Adventista está passando de Herética para Comércializadora Apologética.

      O Conceito Adventista está melhorando.

      Fiquei Feliz com seu comentário, apesar de ser uma critica.

      Deus nos Abençoe.

      Excluir
  40. Podemos falar o que quisermos, mas esses adventistas do sétimo dia são um povo que estuda muito a Bíblia e ensina muito a Bíblia.

    ResponderExcluir