domingo, 4 de novembro de 2012

A Erudição Adventista contra a Inerrância Bíblica - Parte 1


No site da UNASP, está disponível um artigo de autoria de Amin A. Rodor, Th. D. (de setembro de 2005), intitulado A BÍBLIA E A INERRÂNCIA. Neste artigo, Rodor apresenta uma crítica resumida ao conceito protestante, ortodoxo, a respeito da Inerrância Bíblica.


Pretendo interagir com aquele artigo, porém, me concentrarei no que ele disse, mesmo que baseado em outros. Resumo quatro aspectos básicos, do artigo de Rodor, que creio será o cerne de nossa questão:


1. A inerrância é uma tese posterior ao período bíblico e patrístico, sendo uma reação Reformada ao liberalismo teológico. O principal articulador seria F. Turrentin, e o expositor mais recente B. Warfield.

2. A inerrância não é inerente ao ensino da Inspiração Divina, nem é ensinado na própria Bíblia!

3. Existem erros e imperfeições evidentes e inegáveis na Bíblia, de diversas formas. Se a inerrância fosse uma doutrina necessária, ‘Deus deveria de cuidar disso e impedir tais erros’.


Em postagens futuras pretendo avaliar essas proposições que deduzi do tal trabalho.


Rodor deixa de falar do real motivo de negar a inerrância, que ele como adventista tem. A crença em Ellen White. No artigo ele a cita duas vezes com uma intenção inócua. Veja a citação 86:


“Ellen White, em sua abordagem pessoal às Escrituras Sagradas sugere uma resposta segura. Ela disse: “Tomo a Bíblia tal como ela é, como Palavra Inspirada. Creio nas declarações de uma Bíblia inteira.” Citação 91: E “Ao declarar o propósito da Bíblia Ellen White disse: “em Sua Palavra Deus conferiu aos homens o conhecimento necessário à salvação.”


De fato, nem os inimigos de Ellen White [sou um deles] jamais veriam em suas palavras rejeição da Inerrância por destacar a Inspiração desta maneira.


Na verdade o Adventismo, em tese, tem um compromisso com a Exatidão das Escrituras, visto que herdaram de Teólogos Reformados a crença de que os seis dias da criação são dias literais, por exemplo. Com isso, os adventistas tem um compromisso inegociável, por causa do sábado.


Acho que não existe nos escritos de Ellen White, algo que assegure alguma dúvida dela com respeito a inerrância das Escrituras. Pelo que já lia dela, até onde foi ela que escreveu, ou mesmo plagiando de outros, ela defendia uma Bíblia exata. Mas visto que não leio Ellen White tal como um adventista lê, pode ser que em minha pesquisa em seus livros eu não tenha percebido isto.


Se essa minha impressão estiver correta, o real motivo do Adventismo aderir à teologia liberal, no assunto da inerrância, não é na verdade um escorregão diante dos desafios dos últimos 150 anos. Na verdade é para salvaguardar o ministério profético de Ellen White, chamado de espírito de profecia, sinal da igreja remanescente. O erudito adventista, o Dr Samuelle Bacchicchi apresentou vários erros históricos de Ellen White. Isso, quer ele ou outros tenham observado, provocaria um abismo intransponível entre o ministério profético bíblico e o ministério de Ellen White, que para os adventistas não é apenas uma influência literária e teológica, mas profética tal como os bíblicos:


No Centro White encontramos afirmações, que confirmam o que suspeito:


“2. A teoria da “intervenção”: Este conceito afirma que se em sua humanidade um profeta de Deus erra, e a natureza desse erro é suficientemente séria para afetar materialmente(a) a direção da igreja de Deus, (b) o destino eterno de uma pessoa, ou (c) a pureza de uma doutrina, então (e só então) o Espírito Santo imediatamente move o profeta a corrigir o erro, para que não seja causado nenhum erro permanente. Esta posição pode se alinhar com a realidade objetiva das Escrituras e dos escritos de Ellen White. O “tesouro” – a verdade ou mensagem dada por Deus – é não apenas uma “infalível revelação de Sua vontade”, mas é também “autorizada” – serve de norma para o cristão e tem autoridade sobre ele. Comentando sobre a questão da infalibilidade, Ellen White escreveu: “Unicamente Deus é infalível.” “O homem é falível, mas a Palavra de Deus é infalível.” Quanto ao “vaso de barro”, o lado humano da equação, a Sra. White acrescentou: “Tudo quanto é humano é imperfeito”, e “nenhum homem é infalível.” Alguns têm tropeçado no fato de que há imperfeições nos escritos de Ellen White. “Não há acusação que possa ser levantada contra Ellen White, em seu papel profissional como profeta, que não poderia e não tenha sido primeiro levantada contra os escritores da Bíblia...” “Não reivindiquemos mais para a Sra. White do que reivindicaríamos para os escritores bíblicos;...” “Precisamos ser consistentes; precisamos tratar Ellen White exatamente como trataríamos qualquer profeta dos tempos bíblicos. Se não rasgamos de nossa Bíblia os salmos escritos por Davi, as profecias de Jeremias e Jonas e as duas epístolas de Pedro, então não temos direito de lançar fora os escritos de Ellen White.” (http://www.centrowhite.org.br/textos.pdf/02/refer%C3%AAncia_01b.pdf [negrito acrescentado])


Nem é preciso continuar para mostrar que o real motivo da rejeição da Inerrância é esse... Em postagens futuras, tratarei do que Amim Rodor escreveu.

11 comentários:

  1. Muito bom artigo.

    Entretanto quanto à última observação, consideremos que se fosse uma forma de "protejer os escritos de Ellen White", ainda sim os adventistas teriam sérios problemas.

    Por exemplo, ao tentar explicar uma questão levantada por uma amiga:

    "O sol parou, e a lua se deteve, até a nação vingar-se dos seus inimigos, como está escrito no Livro de Jasar. O sol parou no meio do céu e por quase um dia inteiro não se pôs." (Josué 10:13)

    Bem sabemos que o sol não parou, pois o sol, em relação à terra, não se movimenta.

    O profeta errou ao relatar a natureza dos fatos?

    Sabemos que a observação bastante precisa, portanto, segundo o conhecimento do profeta na épóca realmente o sol, aparentemente, teria parado no céu.

    Mas sabemos que a terra é que se movimenta em torno do sol, logo, se algo tivesse parado teria que ser a terra (não entremos no mérito de tempo).

    Diremos então que Deus não conhece a própria natureza que criou, indo ao ponto de inspirar um profeta a escrever que o sol tenha parado?

    Lembremos que, na antiguidade, mentes brilhantes foram perseguidas, por apoiarem a idéia de que a terra seria redonda e esta se movimentaria em torno do sol.

    A igreja tratou de perseguir com propósito de matar estas pessoas por heresia.

    E não teriam motivos para isto, uma vez que a bíblia é inerrante e esta teria relatado um fato que apoiasse a idéia da igreja na época?

    Ellen White, escreveu de forma a corrigir um equívoco que havia quanto à inerrância bíblica.

    Ellen White jamais e repito, jamais escreveu algo de forma a revogar a inerrância da bíblia, tendo apenas evidenciado fundamentos que a sustentariam, quando, então, a bíblia fosse questionadas sobre aparentes contradições ou imprecisões históricas ou científicas.

    Atenciosamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em "evidenciado fundamentos que a sustentariam" esclareço que a bíblia não carece de sustentação, então, para evitar qualquer equívoco seja tomado um termo mais adequado:

      "evidenciado fundamentos que a defenderiam"

      Se referindo à questões estritamente apologistas.

      E uma correção:

      "Sabemos que a observação (é) bastante precisa"

      Atenciosamente.

      Excluir
    2. Bom dia, sou físico e engenheiro eletricista pela Universidade federal do Pará. Ao olhar para seus argumentos relacionados com leis dos movimentos dos astros quero dizer-lhe que são errôneos. pois o Sol movimenta-se em relação a terra e mais, homens como galileu no passado não foram perseguidos por afirmar que o sol não se movimentava mas por definições sobre quem estaria no centro do sistema solar, logo sua analogia está equivocada e humildemente aconselho você pesquisar de forma menos superficial todos os assuntos dos quais fala. Seja ele assunto principal ou periférico.

      Excluir
  2. Graça e paz do SENHOR aos irmãos do blog...

    Sr. Adventista: O fato do escritor Bíblico ter registrado um algo que ele visualisou da forma como entendia deve ser considerado um erro de inspiração profética? O Espírito Santo conduziu os profetas a serem fiéis àquilo que presenciavam ou escutavam... Ele não dava aula de Ciências aos escritores durante a inspiração. Então, pode-se dizer que o escritor inspirado, no episódio mencionado, foi fiel ao que seus olhos contemplaram. Nada de erros, apenas um questão de perspectiva...

    Agora, quanto à movimentação dos Astros no universo, não acredite em tudo que a ciência secular e anticristã divulga. Sugiro que dê uma olhada nos escritos do Prof. Adauto Lourenço, Professor de Ciências Cristão Reformado. Talvez possa lhe auxiliar a esclarecer conceitos que lhe foram encobertos pelos "sábios" deste século. Recordo-me em um de seus seminários que, na verdade, TODO O UNIVERSO parou naquele exato momento (inclusive o sol). Procure na internet seus escritos... são interessantes.

    Deus abençoe a todos do blog e nos preserve de crermos em qualquer "profeta" que não sejam os bíblicos... "À LEI E AO TESTEMUNHO" (Isías 8.20).

    ResponderExcluir
  3. Paz irmãos.

    Só para lembrar, o autor do blog disse isso:

    "Eu quero deixar bem claro que eu odeio SIM o adventismo, TENHO NOJO DESSE MOVIMENTO. E anseio o dia em Deus enviar esses e seus promotores no inferno."

    Seria interessante ele colocar um post no blog explicando o seu "exclusivismo" além do mais a contradição dele achar isso dos adventistas, sendo que a denominação dele por ser defensora do 4 mandamento ( no domingo) eu já haver visto ser chamada de "ADVENTISTA DO 1º DIA, HEREGE, etc" por crentes dispensasionalistas de 9 mandamentos.

    Acho que deve ser estranho pro dono do blog saber que sua denominação no brasil é uma das que tem a doutrina mais parecidada com a da IASD.

    Paz.

    ResponderExcluir
  4. Ivan, te respondo aqui tb seus comentários em outras postagens...

    1. Repito o que eu dissse. Sempre. Porém, parece que soa com a mesma força que o adventismo fala a respeito de fé presbiteriana, não é mesmo?Veja nesse link, no fim a OBSERVAÇÃO: http://adventismoemfoco.wordpress.com/2009/11/28/manifesto-da-igreja-presbiteriana-do-brasil-sobre-o-acordo-brasil-vaticano/

    E negar a inerrância bíblica me dá muito mais nojo desse aborto doutrinário.

    2. Acho estranho vc dizer 'que é estranho a fé presbiteriana ser parecida com a IASD', por vários motivos:

    A fé presbiteriana foi sistematizada e formulada uns 250 anos antes do anuncio do fim do mundo para 1844. Se a fé IASD surgiu entre 1840-1860, dos Reformados foi entre 1550-1650.

    Quem teria imitado quem?

    Além disso APENAS o assunto do quarto mandamento existir alguma 'semelhança' da fé adventista a respeito da Lei, pois IMITOU OS PROTESTANTES HISTÓRICOS, não estabele igualdade alguma essencialmente para ser assim classificada.

    Ok?

    Agora "Exclusivismo", eu?

    ResponderExcluir
  5. Paz.

    Me defina exclusivismo?

    Exclusivismo pra mim é achar que somente membros da denominações X e Y serão salvos...

    Vc não acha que os adventistas estarão no rol dos condenados ao inferno?

    O que você define como inerrância bíblica?
    A sua denominação permite "a mulher desobedecer Paulo e falar na igreja?" pois como você cita os batistas fundamentalistas no blog, talvez saiba que a visão de inerrância bíblica varia muito... p/ eles "desobedecer Paulo" é não acreditar na inerrância bíblica.

    O que estou dizendo sobre a semelhança é obvio. Há anos vejo presbiterianos e outros atacando o 4 mandamento, que segundo eles defender é "coisa de adventista"... como o senhor espera que os adventistas vão para o inferno sendo que um monte de gente eu sei que frequenta aquela denominação porque viu que o dispensasionalismo era incoerente?
    Vc tbm não acha o dispensasionalismo incoerente?

    Ah só para esclarecer. Não sou adventista. Nem "elleniano". Más sim sou sabatista.

    Paz.

    ResponderExcluir
  6. Ivan, então não se procupe com o que eu digo sobre o ADVENTISMO.

    Vc acredita que sábado será sinal da salvação?

    Vc acha que quem diz que o domingo é o dia do Senhor, tem a marca da besta?

    Vc acha que a Bíblia tem erros?

    Vc acha que Jesus entrou no santissimo em 1844?

    Vc a acha que por fim os pecados serão lançados no diabo?

    Vc acha que ainda existe um luz profética inspirada?

    Acho que não.. não é mesmo?
    `Perceba que tais assuntos estão relacionados com assuntos essenciais da fé cristã.

    ResponderExcluir
  7. Serão salvos eleitos que tem Cristo como centro,adventistas não são cristãos,é algo parecido,hibrido,mas cristocêntricos não,por isso o inferno realmente aguarda todos que permanecerem nesse engano ADVENTISTA diabólico!

    Solus Christus

    ResponderExcluir
  8. Estimados cooperadores da verdade.
    Gostaria de saber objetivamente, qual a posição da sra. Ellen G. White sobre a INERRÂNCIA bíblica. Ela cria ou não na INERRÂNCIA ? ( livro e pagina )
    Qual a posição do professor Leandro Quadros e Samuelle Bacchiocchi ?
    Obs:1.Nosso questionamento é sobre a inerrância nos originais b´blicos, obviamente.
    2. Respostas, por favor objetivas, conforme Nosso Mestre nos ensinou. " Seja , porém, a tua palavra: Sim, sim; não,não. O que passar vem do maligno. Mt. 5.37
    Desde já agradeço.Em Cristo, Wilton

    Responder

    ResponderExcluir