sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Qual o sentido de Daniel 8.14? Ao apresentador do Bíblia Fácil/TV Novo Tempo

INTRODUÇÃO
O programa Bíblia Fácil da TV Novo Tempo, vez por outra volta com seus assuntos “proféticos” *AQUI*. O apresentador disse em um programa, que Daniel 8.14 é a maior profecia da Bíblia[!!!]. E obviamente, seu esforço é, e sempre será mostrar que Daniel 8.14 é um texto que confirma a doutrina do Santuário de 1844 (Crença Fundamental 24), uma doutrina exclusivamente Adventista. Mais especificamente das visões de H. Edson e de Ellen White, sendo esta última, segundo o apresentador do Bíblia Fácil “a única chamada por Deus” para ser profetisa na IASD. Apesar de ser uma fraude doutrinária e profética, a explicação do apresentador é bem didática e eficaz, para seus interesses.

UM BREVE PANO DE FUNDO HISTÓRICO
Segundo relata a história, um fazendeiro americano de nome Guilherme Miller, pegou a Bíblia, leu Daniel 8.14, fez suas ponderações e chegou à conclusão que Jesus voltaria em março de 1843. Depois mudou para março de 1844, e por fim, com a influência de um amigo, Samuel Snow, obteve certeza que seus cálculos estavam errados em poucos meses, a data do retorno de Cristo seria em 22 de outubro de 1844.

O diabo cegou Miller, a ponto de ele nem mesmo se dar conta de textos como Mateus 24.36 e Atos 1.7, uma mulher que é aclamada como uma constante ‘fonte de verdade’ da igreja verdadeira no tempo do fim, a senhora Ellen White, chegou a dizer a respeito de Miller “Anjos celestiais estavam a guiar-lhe o espírito e a abrir as Escrituras à sua compreensão.” (O Grande Conflito, p. 321).

O dia 22 de outubro de 1844 passou, causando uma das maiores vergonhas proféticas que o mundo já conheceu. Sim, a pobre jovenzinha Ellen White também falhou e foi enganada em esperar isso, tinha apenas 17 anos na época. Mas disse também posteriormente que Miller era orientado por anjos. Naquela época ela já sofria convulsões visionárias – bem típico do que ocorre hoje nos meios pentecostais (não todos), com seus possíveis distúrbios mentais. Caia ao chão, ficava falando glórias sem parar, com olhar fixo no ar, andando de forma profética... enfim, toda a histeria que conhecemos hoje.

Como o orgulho é uma arma diabólica para nos manter em erros, ela não seguiu Miller com suas conclusões posteriores. Visto que o mesmo chegou a dizer que foi um erro e qualquer tentativa de reinterpretar o fato seria mais um erro. Ellen White, a papisa, disse que algo desvendou qual foi o único detalhe que Miller errou. Ele esperava que Jesus voltasse para a terra, mas na verdade Jesus entraria não no mundo, mas no santíssimo celestial. Daí ela afirma:

“O assunto do santuário foi a chave que desvendou o mistério do desapontamento de 1844. Revelou um conjunto completo de verdades, ligadas harmoniosamente entre si e mostrando como a mão de Deus dirigia o grande movimento do advento [...]” (Ellen White. O Grande Conflito, p. 422).

Pois é isso mesmo. Os teólogos adventistas também dizem que foi ocorreu algo inverso, de ‘uma grande decepção para uma poderosa mensagem’, dizem eles fazendo eco ao que Ellen White escreveu.

A IMPORTÂNCIA DA DOUTRINA
 A doutrina diz em parte que: "Ele [Jesus Cristo] foi empossado como nosso grande Sumo Sacerdote e começou Seu ministério intercessor por ocasião de Sua ascensão. Em 1844, no fim do período profético dos 2.300 dias, Ele iniciou a segunda e última etapa de Seu ministério expiatório." Essa doutrina, por sua vez, é a principal doutrina adventista. Segundo um autor adventista, essa doutrina leva consigo o sustentáculo adventista: “A lógica me dizia que se a data de 1844 não fosse bíblica, o adventismo não seria nada mais do que uma seita.(1844 – uma explicação simples das profecias de Daniel).

Veja que interessante. Para os que têm conhecimento da fé ortodoxa, esse ensino é uma das provas que a IASD é uma seita, para um teólogo adventista não; para ele essa é a prova que a IASD é uma igreja e não uma seita!!!

E qual é o texto chave para essa doutrina, segundo os adventistas? Qual é a principal base bíblica apresentada pelos seguidores da seita? Ellen White responde:

“A passagem que, mais que todas as outras, havia sido tanto a base como a coluna central da fé do advento, foi: ‘Até duas mil e trezentas tardes e manhãs, e o santuário será purificado’. Daniel 8:14” (O Grande Conflito, p. 408).

Portanto, diante das citações, podemos dizer que o Adventismo é 1844 por que Ellen White assim determinou, e 1844, segundo ela, está baseado em Daniel 8.14. As perguntas simples que podem causar um grande embaraço ao sistema adventista são: o que indica o contexto de Daniel 8.14? Será que temos indicações no contexto de que esse versículo dê alguma base para a doutrina de que apenas a partir de 22 de outubro Jesus tenha entrado no santíssimo celestial, para iniciar a segunda etapa de seu ministério celestial, com objetivo de investigar a vida dos que serão salvos?

Vamos ao texto, e extrair dele nossas conclusões.

DANIEL 8.8-14 segundo a Nova Versão Internacional:

“O bode tornou-se muito grande, mas no auge da sua força o seu grande chifre foi quebrado, e em seu lugar cresceram quatro chifres enormes, na direção dos quatro ventos da terra. De um deles saiu um outro chifre, que começou pequeno, mas cresceu em poder na direção do sul, do leste e da Terra Magnífica. Cresceu até alcançar o exército dos céus, e atirou na terra alguns componentes do exército das estrelas e os pisoteou. Tanto cresceu que chegou a desafiar o príncipe do exército; suprimiu o sacrifício diário oferecido ao príncipe, e o local do santuário foi destruído. Por causa da rebelião, o exército dos santos e o sacrifício diário foram dados ao chifre. Ele tinha êxito em tudo o que fazia, e a verdade foi lançada por terra. Então ouvi dois anjos conversando, e um deles perguntou ao outro: "Quanto tempo durarão os acontecimentos anunciados por essa visão? Até quando será suprimido o sacrifício diário e a rebelião devastadora prevalecerá? Até quando o santuário e o exército ficarão entregues ao poder do chifre e serão pisoteados? "Ele me disse: "Isso tudo levará duas mil e trezentas tardes e manhãs; então o santuário será reconsagrado".

O que aprendemos com a profecia?

A)    Dentre de um dos chifres*, que saíram do chifre quebrado, surgiu um “pequeno chifre”. Esse se tornou grande a ponto de causar perseguição ao povo de Deus.
B)    Na perseguição ao povo de Deus, esse chifre interrompeu a adoração a Deus que era dada por meio de sacrifícios.
C)     Um anjo pergunta a outro anjo, quanto tempo duraria essa perseguição, essa opressão e esse impedimento da adoração.
D)    O anjo responde que durariam 2.300 dias (um pouco mais de 6 anos), e tudo voltaria ao normal, ao seu estado original.

*Os teólogos adventistas observam que no texto original, não é dito que esse chifre menor sai de um dos chifres, mas de um dos quatro ventos. As versões tradicionais dizem apenas “de um deles” – isso pode ser dos ventos e/ou dos chifres. No entanto, um dos mais importantes pioneiros Adventistas, U. Smith, Roma já havia dominado a Macedônia em 168 a.C, “Portanto ao profeta parecia sair de um dos chifres do Bode”(Série Eco dos Pioneiros: Daniel e Apocalipse, p.104,105). Ellen White provavelmente pensava assim, já que estudar o contexto do capítulo foi algo que menos ela  se empenhou em seus escritos. Mas ela sabendo ou não disso, o fato é - o que estava dentro daquela massa de ventos na visão de Daniel? O versículo 8 antecipou dizendo que eram os chifres que estavam lá, portanto, o texto apenas relata a forma da visão. O chifre saiu de um desses chifres pois eles estavam envoltos pelos “quatro ventos do céu”.

Daniel não podia entender, mas um anjo o assistiu novamente e explicou. O carneiro de dois chifres era o império da Média e da Pérsia. Que foi destruído pelo Bode, que veio ‘voando’, com uma velocidade extrema e derrotou o carneiro. Esse Bode era o império Grego. No auge de sua força, o chifre do Bode foi quebrado e partido em quatro – que seriam 4 reinos (v.22).

Sem recorrer à história, por enquanto, já podemos perceber apenas com a leitura do texto que o reino da Grécia com essa profecia seria fragmentado em quatro reinos menores. E que no fim dos vestígios da dinastia Grega, vista nesses quatro reinos, surge um reino feroz que persegue o povo de Deus e impede a adoração que esses devem prestar. Porém, não mais que 2.300 dias, isso terminaria! E o verdadeiro Deus seria adorado novamente entre o povo da Aliança, segundo Seus termos.

No momento, não irei explorar nada a respeito de Antíoco Epifânio. Basta olharmos para o texto e seu contexto, e podemos extrair dele uma interpretação correta. Nenhum malabarismo, nem violência do contexto, como faz recorrentemente o Adventismo. Trato das objeções de C. Meryn Maxwell (Uma Nova Era Segundo as Profecias de Daniel) contra a interpretação tradicional de Daniel 8.14, no capítulo 5 do meu livro A Conspiração Adventista.

Uma das tentativas enganosas, por parte dos intérpretes adventistas, (proposital ou não, Deus o sabe) é de confundir o chifre pequeno do capitulo 7º de Daniel com o do capítulo 8º. Embora haja semelhança, ela é só isso - semelhança. No capítulo 7º as figuras são outras, são representados reinos diferentemente. No quadro abaixo mostro isso:

Os símbolos de Daniel cap. 7
Os símbolos de Daniel cap. 8
O império Medo Pérsia – um Urso comendo tudo pela frente
O império Medo Pérsia – um Carneiro que dava ‘marradas’ para todos os lados
O império Grego – um Leopardo com Quatro asas, muito veloz.
O império Grego – um Bode muito violento e feroz.
O Chifre pequeno sai de um dos dez chifres de um animal grande e temível, que não existe na visão de Daniel 8.
O Chifre pequeno sai de um dos quatro chifres do Bode, que na visão de Daniel 7 é o Leopardo.

Quanto a falta de nexo entre os serviços sacerdotais da doutrina adventista a respeito do que Jesus fazia antes de 1844 e após, com a profecia e contexto de Daniel 8.14, é um detalhe desesperador. Não dá para acreditar como pessoas tão inteligentes, como são os apresentadores da TV Novo Tempo, acabam acreditando em uma doutrina sem coerência mesmo com o texto que segundo eles, é a base dessa doutrina.

O estado que o santuário se encontra no relato de Daniel 8.14 é em decorrência das atividades do chifre pequeno e não de pecados ali lançados. Por isso, é que o texto original não diz “purificado”, mas sim “restaurado/reestabelecido”. A Bíblia Judaica Completa traduz assim, a NVI como notamos na citação acima traz “reconsagrado”, também o erudito Reformado Dr. Antony Hoekema, e vários outros.

Que Deus livre as pessoas do engano do espírito por detrás da TV Novo Tempo, que está, seguindo a cartilha de Ellen, oferecendo outro sacerdote aos pecadores, que nada se assemelha com o que a Bíblia ensina em Hebreus - que no dia da sua ascensão entrou na presença de Deus, para interceder por nós, e deste mesmo modo permanecer, até o seu retorno, quando eliminará os que rejeitaram o Seu sangue justificador, por confiaram nas religiões mentirosas, que lhe oferecia uma exclusividade profética “distintiva”.

NENHUM CRISTÃO NO MUNDO DEFENDE ESSA INTERPRETAÇÃO ADVENTISTA A RESPEITO DE DANIEL 8.14 COMO SENDO UM SERVIÇO NO SANTUÁRIO CELESTIAL INAUGURADO EM 22 DE OUTUBRO DE 1844.


124 comentários:

  1. Bom dia IRMÃO Luciano Sena, a paz do Senhor!

    Que amor para com o "Adventismo" do "Sétimo dia"!

    Obrigado por divulgar tanto nossa DOUTRINA!

    Deus continue a lhe abençoar ricamente e que o PROTEJA em todas as suas JORNADAS!

    Feliz SÁBADO e fique com DEUS!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Eu confesso que já aprendi um bocado de coisas boas sobre a história da Igreja Adventista lendo as matérias do Luciano e comparando com os escritos da igreja. Valeu Luciano pela colaboração; apesar de não ser de uma forma honesta(as matérias do Luciano)!

      Excluir
  3. Creio que o irmão Luciano não entendeu a mensagem do Alexandre... . Ele esta exclamando ( ! ) concordando com a matéria
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser... além disso, tem quem não lê direito.

      Excluir
    2. Boa noite irmãos VILLOTE e LUCIANO, a paz do Senhor!

      Parece que nenhum dos dois entenderam!

      Apenas afirmei que o irmão Luciano >>DIVULGA<< nossa >>DOUTRINA<< mesmo trabalhando de forma >>SISTEMÁTICA e CONTINUA<< contra nossa >>DOUTRINA e DENOMINAÇÃO<>IDEOLOGIA<<!

      Um forte abraço e fiquem com Deus!

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Essa Profecia não pode está falando de Antíoco Epifanes pois Cristo em Mateus 24:15, declara que o "abobinável da desolação" não havia chegado ainda, pois até então, o capítulo 24 fala do fim dos dias. Apenas o verso 1 que era no tempo presente e o verso 2 que fala de dois acontecimentos em tempos diferentes (um próximo com a destruição do templo pelos romanos e no final dos dias que também não ficará pedra sobre pedra).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gelson, agradeço a observação.

      Poderia pelo menos citar o texto todo e dizer-nos qual a interpretação vc defende de Mt 24.15... acho que ficaria mais claro como isso poderia (ou pode) servir a causa de 1844.

      Excluir
    2. Sr. Luciano Sena,
      Bom dia e a paz do Senhor!
      Como disse anteriormente, Mat. 24:15 não pode está descrevendo os atos de Antíoco Epifanes, pois Cristo fala que o "abominável da desolação" ainda não tinha acontecido e até então, Mat. 24 quase todo fala do tempo do fim.
      Bom, pude perceber que Mat. 24:15 faz referência a Dan. 9:27 / 11:31 / 12:11, conforme está no rodapé da minha bíblia. Então acho que Jesus está se referindo a "ESTES" textos do livro de Daniel.
      Acredito que o modo de interpretação do programa "Bíblia Fácil" é bem mais coerente com respeito a esta profecia. Agora tenha certeza que respeito seu modo de pensar, e, como a matéria fala à respeito disso e o espaço está aberto para comentários quero deixar aqui meu modo de acreditar.
      Para deixar claro, porque até então não tenho nada para esconder, Sou Adventista e acredito nas interpretações não só de Daniel mas Apocalipse e de toda a bíblia que a Igreja dá, mas respeito todos e todas as religiões, não desconsidero ninguém pelo seu modo de pensar ou sua religião.
      Sr. Luciano Sena, me desculpe se eu sair um pouquinho do assunto gostaria que visse esse link aqui https://www.youtube.com/watch?v=rIuzZ6aMjYI ---- e olhe esse também - https://www.youtube.com/watch?v=-fKYd_16jxo - pois vi anteriormente um comentário seu sobre "Adventista tem mania de perseguição" (não ditas com essas palavras). Esse vídeo mostra que um dia o Domingo vai ser imposto (mas se todos guardam o Domingo, pra que fazer lei impondo a guarda do Domingo?). Essa é uma pergunta que nem eu mesmo sei ti responder.
      Si ti ofendi por alguma palavra, desde já peço desculpas, porque essa não foi minha intenção e obrigado por abrir espaço para deixar nosso comentário.
      Abraço e fique com Deus.

      Excluir
  6. Srs.Comentaristas observemos com atenção:

    Dn 8:12-14 12 O exército lhe foi entregue, com o sacrifício diário, por causa das transgressões; e deitou por terra a verdade; e o que fez prosperou.
    13 Depois, ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício diário e da transgressão assoladora, visão na qual é entregue o santuário e o exército, a fim de serem pisados?
    14 Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado
    1-Considerando que são 2300 dias:
    "2300 dias equivalem a seis anos e três meses, e cerca de 18 dias, contado a partir da deserção do povo, adquiridos por Menelau, o sumo sacerdote no 142 ano do reino do selêucidas, o sexto mês do ano, e no dia 6 do mês (de modo Josefo data-lo), para a purificação do santuário, e do restabelecimento da religião entre eles, que foi no ano de 148 , o 9 º mês, e no dia 25 do mês, um Mac. 04:52." (Full Matthew Henry Comentary)
    2 Mc 4:24 mas, uma vez admitido à presença do rei, cumulou-o de encômios sobre a extensão do seu poder e, oferecendo trezentos talentos a mais que Jasão, obteve para si mesmo o pontificado.

    2 Mc 4:32.Menelau viu que a circunstância lhe era favorável e se reconciliou com Andrônico por meio de objetos de ouro roubados ao templo; chegou igualmente a vendê-los em Tiro e nas cidades vizinhas.
    2 Mc 4:50.Quanto a Menelau, por causa da cobiça dos poderosos, conservou seu cargo, mas cresceu em malícia e tornou-se o verdadeiro inimigo de seus concidadãos.
    Não satisfeito com isso, o rei ousou penetrar no templo, o mais santo de toda a terra, conduzido por Menelau, que foi infiel às leis e à pátria. (II Macabeus 5,15)
    Foi nesse suplício que morreu Menelau, o prevaricador, que não recebeu assim sepultura alguma. (II Macabeus 13,:7
    2- Considerando que 2300 tardes e manhãs são 2300 sacrifícios oferecidos de manhã e a tarde, Ex 29:38-39:

    Dn 8:11-14
    11 Sim, engrandeceu-se até ao príncipe do exército; dele tirou o sacrifício diário e o lugar do seu santuário foi deitado abaixo.
    12 O exército lhe foi entregue, com o sacrifício diário, por causa das transgressões; e deitou por terra a verdade; e o que fez prosperou.
    13 Depois, ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício diário e da transgressão assoladora, visão na qual é entregue o santuário e o exército, a fim de serem pisados?
    14 Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado.


    [...] continua abaixo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "2300 dias equivalem a seis anos e três meses, e cerca de 18 dias, contado a partir da deserção do povo... disse Wilton Villote"
      Considerando Dan. 8: 14 a 17 e 26, a visão dos 2.300 tardes e manhãs se referem ao tempo do fim. como explicar então?
      Quando começou a contagem dos 2.300 tardes e manhãs?
      o Anjo disse a profecia a Daniel, (8:14) e confirmou (8:26) e Daniel ficou muito desinquieto e doente (8:27) por causa da visão e porque ele não entendia, pois então orou e suplicou ao Senhor (9:1 a 19) então ainda ele orando e suplicando veio a interpretação da visão que ele tinha anteriormente e que estava doente pois não entendia (9:22) e o anjo veio explicar que seria dado 70 semanas sobre o povo judeu ou hebreu (9:24), que conta desde a saída para EDIFICAR JERUSALÉM até ao UNGIDO. Essa ordem da reedificação de Jerusalém viria por após terminar a profecia dos 70 anos de cativeiro e o pedido de Daniel (9:19). então as setentas semanas começou aí (70semanas=490anos - desde a saída da ordem até ao ungido Príncipe)... Bom até aí o que tem haver 2.300 tardes e manhas com 70 semanas? TUDO. Pois o anjo estava esclarecendo pra Daniel a visão do 2.300 dias/anos e quando ela começaria ( 9:22) - (por isso que não podemos contar como dias literais ou dividir 2.300 dias pois se 70 semanas são contadas como anos (490anos), 2.300 dias também deverá ser computado como dia/ano, pois, se assim não fosse não acomodaria a interpretação do anjo.
      Continuando...
      Dentro das 70 semanas (9:26) seria morto o UNGIDO (CRITO) e ressurreto e por causa dos pecados do povo e pela negação ao UNGIDO, viria a destruição sobre Jerusalém e ATÉ O FIM HAVERÁ GUERA.
      Aqui podemos perceber que a profecia SE AMPLIA À MEDIDA QUE AVANÇAMOS no estudo do livro de Daniel.
      Agora o anjo veio fazer Daniel entender mais e mais a visão (10: 14) descrevendo que a visão era "dias ainda distantes" pois se fosse 70 semanas literais não seriam "dias ainda distantes".

      Excluir
  7. [...] continuação


    Contando o tempo desde a introdução da abominação no templo, a 15 de Kislev de 148, temos 3 anos e 10 dias, ou seja, 1105 dias, faltando para 1150, apenas 45 dias. Temos que considerar que na verdade a profanação começou antes, conforme descreve I Mac. 1:37-53, o que preenche os 45 dias faltantes.

    Segundo a nota de rodapé da Bí­blia católica - Ed. Paulinas, Pontifí­cio Instituto Bí­blico de Roma, o dia 15 de Kislev corresponde a 10 de dezembro de 168 a.C., e conforme Braley em, "A Negleted Era ", o decreto contra a religião hebraica emitido por Antí­oco IV e descrito em I Mac. 1:41, foi enviado a 25 de outubro de168 a.C. Ora, de 25 de outubro até 10 de dezembro temos 45 dias, que somando as 1105, totalizam 1150 dias. Concluimos que Antíoco IV foi, portanto, a ponta pequena do capí­tulo oito. Não se deve confundir esta ponta surgida no fim do império grego, com a do capítulo sete de Daniel, que surgiu no império de Roma.

    Flavio Josefo confirma: “Os quatro chifres pequenos nascidos desse grande chifre e que se dirigiam para as quatro partes do mundo representavam aqueles que depois da morte desse soberano dividiriam entre si esse grande império, embora não fossem nem seus filhos nem seus descendentes. Eles reinariam durante vários anos, e de sua posteridade viria um rei que faria guerra aos judeus, aboliria todas as suas leis e toda a forma de sua república, saquearia o Templo e durante três anos proibiria que ali se oferecessem sacrifícios. Isso tudo aconteceu sob o reinado de Antíoco Epifânio” (Flavio Josefo, História das Antiguidades, livro 10 capítulo 12)
    “Judas, após obter tão grandes vitórias sobre os generais do exército de Antíoco, persuadiu os judeus a ir a Jerusalém dar graças a Deus, como lhe eram devidas, purificar o Templo e oferecer sacrifícios....Isso se deu no mesmo dia em que, três anos antes, o Templo fora indignamente profanado por Antíoco e abandonado, no dia vinte e cinco do mês de Casleu, no ano cento e quarenta e cinco, e na Olimpíada cento e cinqüenta e três. A renovação ocorreu no mesmo dia do ano cento e quarenta e oito e da Olimpíada cento e cinqüenta e quatro, como o profeta Daniel havia predito, quatrocentos e oito anos antes, dizendo clara e distintamente que o Templo seria profanado pelos macedônios. Judas celebrou durante oito dias com todo o povo, por meio de solenes sacrifícios, a festa da dedicação do Templo....F oi determinado realizar-se todos os anos aquela festa, durante oito dias. Chamaram-na festa das luzes porque, segundo a minha opinião, essa felicidade foi como uma luz agradável que dissipou as trevas de nossos longos sofrimentos, aparecendo numa ocasião em que não poderíamos sequer imaginá-la” (Flavio Josefo, História das Antiguidades, livro 12 capítulo 11)
    “52. No dia vinte e cinco do nono mês, isto é, do mês de Casleu, do ano cento e quarenta e oito, eles se levantaram muito cedo, 53. e ofereceram um sacrifício legal sobre o novo altar dos holocautos, que haviam construído. 54. Foi no mesmo dia e na mesma data em que os gentios o haviam profanado, que o altar foi de novo consagrado ao som de cânticos, das harpas, das liras e dos címbalos. 59. Foi estabelecido por Judas e seus irmãos, e por toda a assembléia de Israel que os dias da dedicação do altar seriam celebrados cada ano em sua data própria, durante oito dias, a partir do dia vinte e cinco do mês de Casleu, e isto com alegria e regozijo” (I Macabeus capítulo 4)

    [...] continua

    ResponderExcluir
  8. [...] continuação

    Os adventistas dizem que Flávio Josefo entra em contradição, porém Flávio Josefo diz que "o rei Antíoco Epifâeno, depois de tomar Jerusalém e de tê-la possuida durante três anos e meio, de lá foi expulso pelos filhos de Matatias, hasmoneu..." (Prefácio de Josefo, História dos Hebreus, cpad, p.72, 986)



    "Quando o rei Antíoco Epifânio veio a sitiar essa praça, não sucedeu também uma outra coisa que confirma o que acabo de referir? Nossos antepassados, em vez de confiar no auxílio de Deus, quiseram ir contra Ele;
    travou-se o combate e eles perderam. A mortandade foi geral, a cidade foi tomada, saqueada, destruída; o Santuário, manchado e profanado, o serviço de Deus abandonado durante três anos e meio." (Guerras dos Judeus, Livro V cap. 26)



    Assim Josefo fala de 3 anos se referindo ao tempo da profanação do santuário 1Mc 1:54 por meio do sacrificio de uma porca até a sua purificação.
    E também de 3,5 anos se referindo a 1 Mc 1:37-53 tempo que antecede o sacrifício pagão no templo!




    è claro que Flávio Josefo fala arredonda o tempo, como ás era costume judaico veja:





    Atos 7:6 E falou Deus que a sua descendência seria peregrina em terra estrangeira, onde seriam escravizados e maltratados por quatrocentos anos;

    Ex 12:40 Êxodo 12:40 Ora, o tempo que os filhos de Israel habitaram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.

    Êxodo 12:41 Aconteceu que, ao cabo dos quatrocentos e trinta anos, nesse mesmo dia, todas as hostes do SENHOR saíram da terra do Egito.


    Gálatas 3:17 E digo isto: uma aliança já anteriormente confirmada por Deus, a lei, que veio quatrocentos e trinta anos depois, não a pode ab-rogar, de forma que venha a desfazer a promessa.

    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Explicação notável irmão Wilton.

      O que tentei fazer na postagem foi mostrar que a leitura, sem comprovação histórica, é clara e revela indicativos seguros de que o chifre pequeno do Cap. 8 saiu do império grego.

      Se usarmos a história, como o irmão fez habilmente, ela só corrobora o que o texto bíblico revelou.

      Que Deus ilumine nossas amigos adventistas.

      Excluir
    2. Estimado Luciano
      Graça e Paz
      Louvado seja o Nome do Senhor para sempre. Este blog tem sido fonte de informações, para que O Caminho que conduz a exaltação e glorificação do Senhor Jesus seja preservado. O inimigo do povo de Deus tem ao longo dos séculos tentado roubar para ele a atenção e desvirtuar o foco dos seres humanos do amado Salvador, roubando a alegria plena que a verdadeira salvação, já realizada por Cristo seja sentida em todo coração que o recebe plenamente, Infelizmente a a doutrina de " 1844 " ,que é um desses descaminhos, que veio roubar do coração de milhares e milhares a plena certeza que podemos, já em vida, de deliciarmos no presente da plenitude da alegria da salvação conquistada na cruz do calvário. Oremos para que os queridos e amados amigos Adventistas possam entender que nosso sentimento como cristãos não é de rejeição por eles, mais de respeito e amor as suas preciosas almas pelas quais Cristo Jesus morreu e garantiu de uma vez por todas , na Expiação, o preço de nossa Eterna Salvação.
      Continuemos a pedir direção do Santo Espirito, para que Ele nos ilumine a postarmos fatos Históricos mais PRINCIPALMENTE BIBLICO, que os façam entender a declaração em toda sua grandeza, das palavras do Salvador, quando declarou no monte do calvário: " ESTA CONSUMADO. " !!! Jo.19.30.
      Deus nos ajude e fortaleça.
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Olá irmão Wilton, GRAÇA e PAZ!

      Irmão Wilton, quando o irmão fala da SALVAÇÃO de forma geral, ou seja, JESUS que nos SALVOU, RESGATOU e tudo já foi CONQUISTADO e CONSUMADO em SEU SACRIFÍCIO! Concordo com você!

      No entanto, o irmão coloca esta questão de 1844 com um EMPECILHO ou DIFICULDADE! O que isso tem a ver com nossa SALVAÇÃO se isso já foi resolvido?

      Outra dúvida:

      Normalmente em seus comentários sobre SALVAÇÃO, fico com uma certa IMPRESSÃO de que o irmão defenderia o chamado "UM VEZ SALVO, SALVO PARA SEMPRE".

      O irmão crê assim mesmo ou entendi ERRADO?

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
    5. Estimado Alexandre
      Deus te ilumine
      Com certeza entendi tua colocação sobre a exclamação ( ! ). Fiz para " mexer " com você.
      Apesar de por enquanto não concordarmos com alguns pontos doutrinários básicos da fé cristã temos grande respeito e consideração por tua pessoa e estamos orando ao Pai das Luzes por tua vida preciosa para Ele.
      1. A Justiça de Deus ao salvar os pecadores é completamente satisfeita e vindicada pela morte de Cristo na cruz ( Rm.3.24-26 ). Não temos autoridade para ensinar contrariamente a esta verdade como sugerido pela " doutrina do juízo investigativo ", que tem como base "...aquele exame menucioso... pelos quais os vivos e mortos devem ser julgados " pelas coisas escritas nos livros, segundo as suas obras. " Que ensina que os objetivos é revelar aos anjos quem dentre os mortos será DIGNO de ter parte na primeira ressurreição e tornar manifesto quem, dentre os vivos , esta PREPARADO para a trasladação ao Reino . "
      Voltamos a afirmar que esta doutrina ensina visivelmente e claramente a salvação através das obras, pois a salvação pela fé/graça é clara a nós ensinar com base nas Escrituras que nunca seremos DIGNOS de sermos salvos por nós. As Escrituras nos ensinam que somos Justificados por Cristo, através da Expiação e Ressurreição do Salvador Jesus, já realizada.Não podemos nos esquecer que nossa "Justiças" são para Deus como trapo de imundícia ( Is.64.6 ).Tudo o que fazemos após a salvação recebida pela fé e graça é como fruto, consequência da Salvação recebida e não a fonte para sermos salvos.
      O ex-ladrão que converteu-se na cruz, não teve tempo de realizar nenhuma obra e o Senhor Seu Salvador lhe GARANTIU a Eterna Salvação ali mesmo. Morreu com a certeza e convicção em seu coração, que estava salvo; estaria no Paraíso. Louvado seja o Nome Bendito do Senhor!
      Amado Alexandre demonstramos em postagem neste blog. que Jesus desde Sua Ascenção, entrou no Santíssimo lugar, assim as Escrituras nos assegura. ( Hb.1.3; 6.19-20; 8.1; 9.6-12; 24; 12.2 );
      Nem esta fazendo Expiação no Céu ( Hb.9.25-26; 10.11-14 ).
      Alexandre tome posse de tua salvação pela fé/graça, agora mesmo. Ouça a voz do Senhor ecoando ao teu coração : " Esta Consumado " (Jo.19.30.).
      Quanto a certeza que tenho de minha salvação, realmente tenho o testemunho do Espirito Santo em meu coração, o qual me garante pela Palavra.
      Alexandre não existe " meio cristão" ou somos ou não somos.
      O Cristão Verdadeiro é um Cristão:
      1. Nova Criação. ( 2Co.5.17) . A nova criação teria que ser cancelada e revertida.
      2. Redimido. ( 1Pe.1.18-19 )." redimido " ( resgatado ). Compra feita, um preço pago. Teria que revocar a sua compra pela qual pagou-se com o precioso sangue de Jesus.
      3. Justificado. ( Rm.5.1 ).Justificar é " declarar justo "; " declarado justo ". Deus teria que voltar com Sua Palavra e " des-declarar " o que tinha previamente declarado;
      4. Tem a Promessa da Vida Eterna ( Jo.3.16 ) ( Para Sempre ) " acredite e você terá a Vida Eterna ". A Vida Eterna teria que ser retirada e a Promessa anulada.;
      5. Tem a Garantia da Glorificação ( Rm.8.30); ( Rm5.1 ). Justificação no momento de fé. Como Deus vai garantir a Glorificação.;
      6. Não vai viver contra os mandamentos em um estilo de vida imoral ( 1 Jo.3.6 ), quem abandona a fé demonstra que NUNCA foi Cristão verdadeiro ( 1. Jo. 2.19 ).;
      7. Nada pode separar um Cristão do Amor de Deus ( Rm. 8.38-39 ).;
      8. Não pode remover um Cristão da mão de Jesus ( Jo.10.28-29 ).;
      Deus esta disposto e é capaz de garantir e manter a Salvação que nos prometeu. ( Jd.24-25 ).
      Fique com Deus
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
    6. Olá irmão Villote, a paz do Senhor!

      Irmão Wilton, obrigado pela resposta e por sempre demonstrar o espírito de um GENUÍNO cristão em seus comentários com educação e gentileza!

      Perdoe-me irmão Wilton, mas a DOUTRINA do JUÍZO INVESTIGATIVO afirma que somos SALVOS pelas OBRAS ou que somos JULGADOS por elas? Ambos seriam SINÔNIMOS ou ANTÔNIMOS?

      Se nós IASD´s temos a DOUTRINA de SALVAÇÃO pela GRAÇA mediante a FÉ! Por que teríamos uma DOUTRINA que a contraporia como o irmão afirma que assim ocorreria, como por exemplo sermos SALVOS pelas OBRAS. Não seria um DISPARATE nós (IASD´S) fazermos isso conosco mesmo? E se isso não ocorre, não seria o mesmo DISPARATE alguém fazer tal afirmação (que ensinamos a salvação pelas obras)?

      Qual sua opinião sobre:

      "UMA VEZ SALVA, SALVO PARA SEMPRE", ou seja, uma vez que alguém aceita a CRISTO, esta pessoa não poderia mais pecar? Ou seja, quando alguém aceita a CRISTO, esse novo converso nunca mais peca? Seria como o pecado deixa-se de existir? Qual sua opinião sobre isso?

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
    7. Estimado Alexandre
      Graça e Paz
      Estou com o tempo bem estrangulado.
      Gostaria de ler teu comentário sobre o que você entendeu dos tópicos que coloquei de 1 a 8.
      Se assim desejares. Depois comento mais, desculpe-me
      Fique com Deus!
      Em Cristo
      Wilton

      Excluir
  9. Parabéns Luciano. Você assiste a TV Novo Tempo. Só falta se converter a Jesus! Continue divulgando a Mensagem do evangelho eterno para que outras pessoas sejam salvos em Cristo Jesus.Continue divulgando a Novo Tempo, a igreja agradece e Jesus também! Fica na paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá irmão Alessandro César, a paz do Senhor!

      Foi exatamente o que eu disse no primeiro comentário deste POST!

      O irmão Luciano nessa GANA de tentar denegrir a DOUTRINA IASD, tem dado de forma consistente um belo TIRO no PÉ!

      SÓ tem nos divulgado forma CONSISTENTE, apesar de ter a intensão de forma ANTAGÔNICA!

      Irmão Luciano Sena, o que justamente não EXISTE é >>FALTA de ARGUMENTOS<<, pois o irmão sabe até melhor do que ninguém, que somos >>HISTORICISTAS<<!

      Sua resposta não COLOU!

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
  10. Aos asd

    Algumas questões levantadas sobre o assunto:

    1 – Qual templo seria profanado? Onde se localiza?
    a - Em Jerusalém?
    b - No Céu?
    c - No Vaticano/Roma?
    d - Outro lugar? Onde?

    2 - A Abominação desoladora teve poder para profanar o Santuário celestial? Qual destes santuários foi profanado?

    3 - A Abominação desoladora profanou:
    a - O Santuário em Jerusalém?
    b - O Santuário no céu? Teve poder para tal?
    c- O Santuário de Roma/Vaticano? Lá é Santuário de Deus?

    4 - Quando o Papa veio a existir o templo de Jerusalém/Israel havia sido destruído, então como poderia ser profanado? Se o Objeto a ser Profanado não existia e nem o poder que o profanaria!

    6 – Pelo que entendo Roma nunca foi Santuário e nem templo do Deus de Israel..

    5 – Seria a profanação do TEMPLO E SANTUÁRIOS ERRADOS?

    Me digam quando, onde e como ocorreu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá irmão Cristão Livre, a paz do Senhor!

      Assista aos dois vídeos que o irmão obterá sua resposta!

      (1)
      https://www.youtube.com/watch?v=yVZhM8ewScs&index=3&list=PLCKmjqVaKBzYQWy5kDQAJuV-fixwG55Ox

      (2)
      https://www.youtube.com/watch?v=MsN7vNAim1I&index=2&list=PLCKmjqVaKBzYQWy5kDQAJuV-fixwG55Ox

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
  11. Nasce do vento o Chifre Pequeno de Daniel 8?

    Alguns eruditos adventistas reconhecendo que o chifre pequeno não surgiu da Grécia, como indica o símbolo do bode, sugerem que o chifre pequeno sai de um dos “quatro ventos” do céu, antes que de um dos quatro chifres. Afirmam que o hebraico permite a possibilidade dessa interpretação.

    Daniel 8:8, 9 “. . . saíram quatro chifres notáveis para os quatro ventos do céu. De um dos chifres saiu um chifre pequeno. . .”

    Em hebraico, as palavras podem ser do gênero feminino, masculino, ou neutro. Em Daniel 8:9, a palavra “eles” está no gênero masculino. Posto que a palavra “chifres” é feminina, e a palavra “ventos” pode ser ou masculina ou feminina, os eruditos adventistas indicaram que a palavra “eles” deve referir-se a “ventos”. Portanto, argumentam, o chifre pequeno surgiu de um dos quatro ventos. Contudo, há um problema com isso. A palavra “um” é feminina “o que parece ligá-la à feminina “chifres”. Se vamos olhar somente a lingüística, não podemos estabelecer com certeza se o chifre pequeno surgiu dos ventos o de outro chifre.

    Assim, temos que buscar outra evidência. O chifre representa um poder real, e seria inusitado encontrar um poder real não associado com um corpo (um reino). Pareceria estranho que a um profeta fosse dada uma visão mostrando uma seqüência de eventos que têm que ver com Alexandre, o Grande, a seguir o desmembramento do império grego em quatro partes, e então o surgimento do chifre pequeno. O chifre pequeno não surge do império grego. Aparentemente o império grego proporciona o pano de fundo para o surgimento do chifre pequeno, ou do contrário, por que iria ser mencionado?

    A idéia de um chifre surgindo do vento não só parece estranha, como viola a unidade visual do símbolo. Note-se a seqüência da visão:

    · O bode aparece com um grande chifre entre os olhos
    · O chifre do bode é quebrado
    · Em seu lugar surgem quatro chifres
    · De um destes quatro chifres sai outro chifre
    · Todos os chifres estão ainda unidos ao corpo do bode (Grécia)

    Em nenhuma parte do livro de Daniel (ou de Apocalipse) encontramos que um chifre surja do vento, desprendido de um corpo! Os chifres não nascem do vento! Os chifres representam reis ou divisões de um reino. A besta ao reino mesmo. Um chifre desprendido de um corpo representaria um rei sem reino!

    Permite o hebraico interpretar o texto com o sentido de o chifre surgir do vento? Isso é debatível. Mesmo que sim, o hebraico também permite a interpretação de que surge de um dos chifres. Agora, deve-se fazer uma pergunta: Que interpretação tem mais sentido? Um chifre que surge de um chifre existente? Ou um chifre que nasce do vento? A única que faz sentido é a de um chifre que sai de um dos quatro chifres existentes.

    < http://ellenwhiteexposed.com/port/2300.htm >

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2014/08/os-chifres-notaveis-e-os-quatro-ventos.html

      Excluir
    2. Irmão FABULO, PAZ e GRAÇA!

      ANTÍOCO EPIFÂNIO foi um dos sucessores de SELEUCO, e isso é ingenuamente associado à tradução equivocada de Daniel 8:9 que algumas versões bíblicas apresentam, como por exemplo:

      "De um dos chifres saiu um chifre pequeno [...]" (Daniel 8:9 R.A).

      "De um desses chifres nasceu um chifre pequeno [...]" (Daniel 8:9 NTLH).

      No texto original não é dito "de um dos CHIFRES", mas, "de um DELES". Isso é VERDADE ou MENTIRA?

      A palavra "CHIFRES" foi adicionada indevidamente pervertendo as informações proféticas e auxiliando a propagar a interpretação de que o "CHIFRE PEQUENO" mencionado em Daniel 8:9 originou-se de um dos "QUATRO CHIFRES" citados em Daniel 8:8. Esta atitude indiretamente induz estabelecer o "CHIFRE PEQUENO" como sendo ANTÍOCO IV. Isso é VERDADE ou MENTIRA?

      O texto original de Daniel 8:8-9 diz:

      "Então o bode tornou-se muito grande. Mas, embora estivesse em pleno vigor, seu grande chifre se quebrou e em lugar dele ergueram-se QUATRO outros 'MAGNÍFICOS' na direção dos QUATRO VENTOS do céu. De um DELES saiu um PEQUENO CHIFRE que depois CRESCEU MUITO [...]." (BJ).

      Fica a pergunta:

      O parágrafo acima está TRADUZIDO de forma CORRETA ou ERRADA?

      Em Daniel 8:9, a frase "de um DELES", provém do hebraico "ECHAD HEM" e refere-se a "UM" dos "QUATRO VENTOS" citados em Daniel 8:8. Após a DIVISÃO do império GREGO, as porções territoriais resultantes estavam distribuídas na direção dos "QUATRO VENTOS", ou seja, repartidas na direção dos "QUATRO PONTOS CARDEAIS": norte, sul, leste e oeste (Daniel 11:4 cf. I Crônicas 9:24, Jeremias 49:36).

      Esta interpretação está CERTA ou ERRADA? Se SIM ou se NÃO, por que?

      Enquanto Daniel 8:8 declara que o império da Grécia seria repartido em QUATRO REINOS dispersos aos QUATRO PONTOS CARDEAIS, o verso de Daniel 8:9 prossegue afirmando que "de UM" desses PONTOS surgiria o "CHIFRE PEQUENO" e não "de UM dos CHFRES" como já vimos acima. E qual a referência para se determinar a direção do seu surgimento?

      A própria localização GEOGRÁFICA dos reinos de CASSANDRO, LISÍMACO, SELEUCO e PTOLOMEU. Quando estes quatro reinos são analisados, nota-se que o início do império de ROMA ocorreu justamente ao OESTE de todos eles. Soma-se a isso, o esclarecimento de que o "CHIFRE PEQUENO" se DESTACARIA à medida que esses QUATRO REINOS avançassem para a RUÍNA, informação que também comprova o surgimento do "CHIFRE PEQUENO" "de UM" dos "QUATRO VENTOS" (quatro pontos cardeais): O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

      "Os QUATRO CHIFRES que tomaram o lugar do CHIFRE que foi quebrado são QUATRO REIS. Seus reinos surgirão da nação daquele rei, mas "NÃO TERÃO o mesmo PODER". No FINAL do reinado DELES, quando a rebelião dos ímpios tiver chegado ao máximo, surgirá um rei de duro semblante, mestre em astúcias." (Daniel 8:22-23 NVI).

      Parafraseando o texto de Daniel 8:22-23: "Os QUATRO GENERAIS que sucederam o lugar de ALEXANDRE MAGNO, ao morrer, se tornarão QUATRO REIS. Seus reinos PROCEDERÃO do império de ALEXANDRE, mas NÃO terão o mesmo PODER. No FINAL desses QUATRO REINOS, quando a rebelião dos ímpios tiver chegado ao máximo, dominará um CHIFRE PEQUENO de duro semblante, mestre em astúcias".

      Durante os seus esclarecimentos, o anjo GABRIEL não afirma que o "REI de DURO SEMBLANTE" (chifre pequeno) originar-se-ia "de UM" dos "QUATRO REIS" (Cassandro, Lisímaco, Ptolomeu e Seleuco); mas, que o "CHIFRE PEQUENO" revelar-se-ia (assumiria o poder) no momento em que todos os "QUATRO REINOS" (estabelecidos pelos quatro reis) estivessem na IMINENTE EXTINÇÃO - "no final do reinado deles [...] surgirá um rei de duro semblante" (Daniel 8:23 NVI). O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
  12. Olá irmão Luciano Sena, Graça e Paz!

    Irmão Luciano, a data de 1844 não é INVENÇÃO da IASD, esta data como vc sabe, faz parte do maior período profético da BÍBLIA de DANIEL 8:14.

    Eu sei que o irmão acredita em outra linha TEOLÓGICA que diz ser este período de 1150 dias e que Seria ANTÍOCO EPIFÂNIO o chifre pequeno.

    Independentemente de ter o movimento ADVENTISTA ter iniciado após o DESAPONTAMENTO de 1844, isso não muda em nada a profecia de DANIEL 8:14.

    O período corresponde a 2300 "TARDES e MANHÃS" que remontam à Gênesis cap. 1, onde encontramos exatamente o mesmo termo "TARDES e MANHÃS", e foi o (1º,2º, 3º, 4º, 5º e 6º dias) , ou seja, as "TARDES e MANHÃS" correspondem a UM dia (período de 24 horas), então 2300 "TARDES e MANHÃS" correspondem a 2300 DIAS! Como se trata de PROFECIA, logo, temos 2300 anos (principio profético Nm 14:34 e Ez 4:6).

    E não à SACRIFÍCIOS da "MANHÃ" e SACRIFÍCIOS da "TARDE" que estão relacionados ao TAMID (sacrifício diário) Segundo a sua LINHA TEOLÓGICA. É perfeitamente compreensível relacionar "TARDES e MANHÃS" (Gn cap.: 1) com "MANHÃS e TARDES" (TAMID = sacrifício diário), pois todos nós conhecemos o ADÁGIO: "a ordem dos tratores, não altera o viaduto".

    Entenda irmão Luciano, nem de perto estou afirmando que sua TEOLOGIA foi baseada em um ADÁGIO, é apenas para refletirmos no tema!

    Se 2300 "TARDES e MANHÃS" correspondem a Gn cap. 1 que está relacionado à CRIAÇÃO e DIAS LITERAIS, será que FARIA alguma DIFERENÇA em relacionar 2300 "TARDES e MANHÃS" com SACRIFÍCIOS da "MANHÃ" e SACRIFÍCIOS da "TARDE" que estão relacionados ao TAMID (sacrifício diário que aponta para o UNGIDO) Segundo a sua LINHA TEOLÓGICA. Será que faria alguma DIFERENÇA?

    Vamos supor que você esteja certo:

    Os 1150 dias iniciariam QUANDO e TERMINARIAM quando? E qual seria a base BÍBLICA para tal? Não EXISTE!

    Na sua opinião, Daniel 9:25 DARIA ou NÃO o ponto de partida (início) dos 2300 dias/anos? Se SIM ou se NÃO, por que?

    CONTINUA...EM (2)

    ResponderExcluir
  13. (2) Irmão LUCIANO SENA, PAZ e GRAÇA!

    ANTÍOCO EPIFÂNIO foi um dos sucessores de SELEUCO, e isso é ingenuamente associado à tradução equivocada de Daniel 8:9 que algumas versões bíblicas apresentam, como por exemplo:

    "De um dos chifres saiu um chifre pequeno [...]" (Daniel 8:9 R.A).

    "De um desses chifres nasceu um chifre pequeno [...]" (Daniel 8:9 NTLH).

    No texto original não é dito "de um dos CHIFRES", mas, "de um DELES". Isso é VERDADE ou MENTIRA?

    A palavra "CHIFRES" foi adicionada indevidamente pervertendo as informações proféticas e auxiliando a propagar a interpretação de que o "CHIFRE PEQUENO" mencionado em Daniel 8:9 originou-se de um dos "QUATRO CHIFRES" citados em Daniel 8:8. Esta atitude indiretamente induz estabelecer o "CHIFRE PEQUENO" como sendo ANTÍOCO IV. Isso é VERDADE ou MENTIRA?

    O texto original de Daniel 8:8-9 diz:

    "Então o bode tornou-se muito grande. Mas, embora estivesse em pleno vigor, seu grande chifre se quebrou e em lugar dele ergueram-se QUATRO outros 'MAGNÍFICOS' na direção dos QUATRO VENTOS do céu. De um DELES saiu um PEQUENO CHIFRE que depois CRESCEU MUITO [...]." (BJ).

    Fica a pergunta:

    O parágrafo acima está TRADUZIDO de forma CORRETA ou ERRADA?

    Em Daniel 8:9, a frase "de um DELES", provém do hebraico "ECHAD HEM" e refere-se a "UM" dos "QUATRO VENTOS" citados em Daniel 8:8. Após a DIVISÃO do império GREGO, as porções territoriais resultantes estavam distribuídas na direção dos "QUATRO VENTOS", ou seja, repartidas na direção dos "QUATRO PONTOS CARDEAIS": norte, sul, leste e oeste (Daniel 11:4 cf. I Crônicas 9:24, Jeremias 49:36).

    Esta interpretação está CERTA ou ERRADA? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Enquanto Daniel 8:8 declara que o império da Grécia seria repartido em QUATRO REINOS dispersos aos QUATRO PONTOS CARDEAIS, o verso de Daniel 8:9 prossegue afirmando que "de UM" desses PONTOS surgiria o "CHIFRE PEQUENO" e não "de UM dos CHFRES" como já vimos acima. E qual a referência para se determinar a direção do seu surgimento?

    A própria localização GEOGRÁFICA dos reinos de CASSANDRO, LISÍMACO, SELEUCO e PTOLOMEU. Quando estes quatro reinos são analisados, nota-se que o início do império de ROMA ocorreu justamente ao OESTE de todos eles. Soma-se a isso, o esclarecimento de que o "CHIFRE PEQUENO" se DESTACARIA à medida que esses QUATRO REINOS avançassem para a RUÍNA, informação que também comprova o surgimento do "CHIFRE PEQUENO" "de UM" dos "QUATRO VENTOS" (quatro pontos cardeais): O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    "Os QUATRO CHIFRES que tomaram o lugar do CHIFRE que foi quebrado são QUATRO REIS. Seus reinos surgirão da nação daquele rei, mas "NÃO TERÃO o mesmo PODER". No FINAL do reinado DELES, quando a rebelião dos ímpios tiver chegado ao máximo, surgirá um rei de duro semblante, mestre em astúcias." (Daniel 8:22-23 NVI).

    Parafraseando o texto de Daniel 8:22-23: "Os QUATRO GENERAIS que sucederam o lugar de ALEXANDRE MAGNO, ao morrer, se tornarão QUATRO REIS. Seus reinos PROCEDERÃO do império de ALEXANDRE, mas NÃO terão o mesmo PODER. No FINAL desses QUATRO REINOS, quando a rebelião dos ímpios tiver chegado ao máximo, dominará um CHIFRE PEQUENO de duro semblante, mestre em astúcias".

    Durante os seus esclarecimentos, o anjo GABRIEL não afirma que o "REI de DURO SEMBLANTE" (chifre pequeno) originar-se-ia "de UM" dos "QUATRO REIS" (Cassandro, Lisímaco, Ptolomeu e Seleuco); mas, que o "CHIFRE PEQUENO" revelar-se-ia (assumiria o poder) no momento em que todos os "QUATRO REINOS" (estabelecidos pelos quatro reis) estivessem na IMINENTE EXTINÇÃO - "no final do reinado deles [...] surgirá um rei de duro semblante" (Daniel 8:23 NVI). O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    CONTINUA ... EM (3)

    ResponderExcluir
  14. (3) IRMÃO LUCIANO SENA, GRAÇA e PAZ!

    O anjo GABRIEL foi claríssimo em dizer que o "CHIFRE PEQUENO" surgiria nos ÚLTIMOS momentos dos "QUATRO REINOS". E, obviamente, esta ruína envolve o reino de SELEUCO que ANTÍOCO EPIFÂNIO herdou em AVANÇADO estado de DECADÊNCIA.

    Sobre isso, duas informações precisam ser confrontadas: em 164 a.C., findou o período em que ANTÍOCO governou o reino SELÊUCIDA (após sua liderança, vários reis tomaram posse do trono) e, em 64 a.C., o REINO SELÊUCIDA foi ELIMINADO pelo IMPÉRIO ROMANO.

    Sendo assim, vem a pergunta: Em 64 a.C., depois de 100 anos, ou pouco antes do REINO de SELEUCO deixar de EXISTIR, ANTÍOCO surge liderando algo?

    Portanto, o império de ROMA atende perfeitamente a narrativa profética atribuída ao "CHIFRE PEQUENO", uma vez que:

    Se ORIGINOU ao OESTE dos reinos de Cassandro, Lisímaco, Seleuco e Ptolomeu; se DESTACOU enquanto estes reinos encontravam-se em COLAPSO; marchou em direção a eles e, DOMINOU os territórios que outrora lhes pertenciam. O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    NA DIREÇÃO DO "SUL", do "LESTE" e da "TERRA MAGNÍFICA"

    "De UM DELES saiu um PEQUENO CHIFRE, que logo cresceu em poder na direção do SUL, do LESTE e da TERRA MAGNÍFICA." (Daniel 8:9 NVI).

    Em LINGUAGEM PROFÉTICA a palavra "CHIFRE" significa: "REI", "REINO", "PODER" ou "DOMÍNIO" (Daniel 7:24). E Daniel relatou que o "CHIFRE PEQUENO" iniciaria o seu reinado com INEXPRESSIVA FORÇA, mas CRESCERIA e DOMINARIA: ao SUL, ao LESTE e, conquistaria também a "TERRA MAGNÍFICA". E ANTÍOCO EPIFÂNIO não INICIOU NENHUM reino, mas HERDOU o reinado SELÊUCIDA que vinha ASSOLADO por grandes perdas TERRITORIAIS desde o século III e encontrava-se em acentuado DECLÍNIO no século II; ele tampouco EXPANDIU o seu legado.
    O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    COMPARANDO a EXPANSÃO TERRITORIAL descrita em Daniel 8:9, com a área que ANTÍOCO recebeu e governou ao se tornar REI (175 a.C.), observa-se que ele não pode ser enquadrado na profecia, visto que:

    A) ao "SUL", ele tinha os territórios ARÁBICOS e o REINO PTOLOMÁICO que NUNCA foram anexados ao REINO SELÊUCIDA durante o seu reinado;

    B) ao "LESTE", ele TINHA o território PARTA que pertencera ao reino de SELEUCO e nunca fora RECUPERADO;

    C) e, a "TERRA MAGNÍFICA" (Palestina), já era de domínio SELÊUCIDA antes dele assumir o trono.

    Portanto, ANTÍOCO EPIFÂNIO não pode ser associado às conquistas do "CHIFRE PEQUENO", pois ele não "CRESCEU em PODER na direção do "SUL", do "LESTE" e da "TERRA MAGNÍFICA"". (Daniel 8:9 NVI). O texto acima está CERTO ou ERRADO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    ANTÍOCO IV tentou governar em território AFRICANO, mas FRACASSOU. Apesar de sua PRIMEIRA INVESTIDA contra várias LOCALIDADES no EGITO, ele NUNCA as governou EFETIVAMENTE:

    ALEXANDRIA, principal cidade dessa região, NUNCA ficou sob seu DOMÍNIO. Em 168 a.C., quando ele intencionou ATACAR novamente o EGITO (que na ocasião estava sob TUTELA ROMANA, embora governado pela DINASTIA PTOLOMAICA), recebeu através do embaixador GAIUS POPILLIUS LAENAS um ULTIMATO de ROMA que ordenava sua saída IMEDIATA das terras EGÍPCIAS. Surpreendido, pediu tempo para pensar. Então GAIUS com seu bastão desenhou um CÍRCULO em VOLTA de ANTÍOCO e exigiu uma resposta antes que DEIXASSE aquele CÍRCULO. Constrangido e desolado por esta HUMILHAÇÃO pública, ele concordou rapidamente em CUMPRIR o ULTIMATO e retirou-se com o seu exército. Totalmente impróprio tal atitude do SUPOSTO "CHIFRE PEQUENO" não é mesmo? O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    CONTINUA... (4)

    ResponderExcluir
  15. (4) IRMÃO LUCIANO SENA, GRAÇA e PAZ!

    ANTÍOCO EPIFÂNIO "NUNCA" proporcionou uma liderança que revertesse ao menos TEMPORARIAMENTE a EXTINÇÃO do reino de SELEUCO, que ocorreu em 64 a.C., quando o império ROMANO INCORPOROU em seus domínios a SÍRIA e CILÍCIA, os últimos territórios SELÊUCIDAS. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    E ao contrário do FRÁGIL e FRUSTADO reinado de ANTÍOCO, o império de ROMA atende inteiramente o relato profético de Daniel 8:9, pois EXPANDIU o seu DOMÍNIO:

    A) "PARA o SUL" - extremo norte da África, com destaque para os territórios CARTAGINÊS e EGÍPCIO; (o que não ocorreu com ANTÍOCO EPIFÂNIO)

    B) "PARA o LESTE" - MACEDÔNIA, ÁSIA MENOR e SÍRIA; (o que não ocorreu com ANTÍOCO EPIFÂNIO, pois o mesmo NÃO conquistou NENHUM TERRITÓRIO ao LESTE).


    C) e, apoderou-se da "TERRA MAGNÍFICA" - PALESTINA, incorporada em 63 a.C. (o que não ocorreu com ANTÍOCO EPIFÂNIO, pois o mesmo ao HERDAR o REINO SELÊUCIDA, a "TERRA MAGNÍFICA" já fazia parte deste REINO, não podendo CONQUISTÁ-LO, mas mesmo sendo EXPULSO da PALESTINA, onde poderia RECONQUISTÁ-LA, não o FEZ! Vemos assim, o total DESCUMPRIMENTO da profecia na pessoa de ANTÍOCO EPIFÂNIO). O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    O LUGAR do SEU SANTUÁRIO FOI DEITADO ABAIXO

    "Cresceu até atingir o exército dos céus; a alguns do exército e das estrelas lançou por terra e os pisou. Sim, engrandeceu-se até ao Príncipe do exército; dEle tirou o "SACRIFÍCIO DIÁRIO" e o lugar do Seu santuário foi deitado abaixo. O exército lhe foi entregue, com o "SACRIFÍCIO DIÁRIO", por causa das transgressões; e deitou por terra a verdade; e o que fez prosperou." (Daniel 8:10-12 RA).

    A palavra "EXÉRCITO" usada nos versos acima, e também em Daniel 8:13, simboliza o "POVO de DEUS" que foi perseguido implacavelmente pelo "CHIFRE PEQUENO" (Daniel 8:10), interpretação concedida pelo anjo Gabriel ao dizer: "[...] Provocará devastações terríveis e será bem-sucedido em tudo o que fizer. Destruirá os homens poderosos e o povo santo." (Daniel 8:24 NVI). Em sua trajetória o "CHIFRE PEQUENO" investira também contra Jesus, o Príncipe ou Comandante do exército de Deus (Josué 5:13-15 cf. Daniel 8:25), e contra o Seu ministério SUMO SACERDOTAL no SANTUÁRIO CELESTE (Daniel 7:24-25 cf. II Tessalonicenses 2:3-4). O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    E novamente ANTÍOCO EPIFÂNIO não revela-se como o responsável pelo cumprimento das profecias. Embora ele tenha PERSEGUIDO os JUDEUS e atacado o TEMPLO de JERUSALÉM, as suas investidas: não foram destinadas diretamente ao "PRÍNCIPE do EXÉRCITO" (Daniel 8:11); tiveram consequências apenas locais sem atingir o período do "TEMPO do FIM" (Daniel 8:17-19, 26); e, não foram capazes de "LANÇAR POR TERRA a VERDADE" (Daniel 8:12). EPIFÂNIO inclusive testemunhou o FRACASSO de seu OBJETIVO em aniquilar os ensinos e a influência de DEUS na PALESTINA. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Após ANTÍOCO ter sido BANIDO do EGITO pelo império de ROMA (Embaixador GAIUS) , ele volveu-se FEROZMENTE contra a PALESTINA (que já era sua por HERANÇA e não por conquista) em busca de RECURSOS FINANCEIROS, e com mais empenho contra JERUSALÉM, onde pretendia EXTINGUIR a CULTURA JUDAICA e consolidar a CULTURA HELENÍSTICA.

    CONTINUA... EM (5)

    ResponderExcluir
  16. (5) IRMÃO LUCIANO SENA, PAZ e GRAÇA!

    Ele proibiu, sob pena de MORTE: os judeus de exercer o regimento da TORAH; construiu vários monumentos pagãos nas cidades judias; e, PROFANOU o TEMPLO de JERUSALÉM erigindo uma estátua de ZEUS e praticando liturgias pagãs no altar. E estas coisas ocorreram com o APOIO de muitos JUDEUS, sobretudo de alguns SACERDOTES do templo e de outros membros da ALTA SOCIEDADE que eram SIMPATIZANTES do HELENISMO e almejavam ADOTÁ-LO em Jerusalém. Na ocasião houve troca de interesses entre ANTÍOCO e os seus ALIADOS JUDEUS mais importantes, enquanto estes evitavam resistências aos seus planos e concediam-no RECURSOS FINANCEIROS (até mesmo do templo), ANTÍOCO em TROCA, lhes outorgava PODER LOCAL. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Todavia, as PERSEGUIÇÕES e PERVERSÕES promovidas por ANTÍOCO e seus aliados judeus foram ELIMINADAS pelo MOVIMENTO de LIBERTAÇÃO conduzido por JUDAS MACABEUS. SIMULTANEAMENTE a este movimento, ocorreram DIVERSAS REVOLUÇÕES contra EPIFÂNIO em outras localidades de seu REINO e, à semelhança de JERUSALÉM, ele foi DERROTADO e por fim sucumbiu à MORTE em TABAE, PÉRSIA (atual IRÃ). A curta atuação de ANTÍOCO EPIFÂNIO como rei (175 - 164 a.C), DEFINITIVAMENTE não condiz com os relatos PROFÉTICOS. Ademais, as coisas que ele fazia NÃO PROSPERAVAM (Daniel 8:12 cf. Daniel 8:24). Justamente o oposto do "CHIFRE PEQUENO"!

    Afirmam que ele é o "CHIFRE PEQUENO" e que Daniel 8:14 seriam 1150 dias, mas mesmo assim, nem os 1150 DIAS se cumprem nele, visto que as PERSEGUIÇÕES de ANTÍOCO contra o TEMPLO e o POVO de Deus ocorreram por "1090 dias" literais. Se realmente fosse ANTÍOCO EPIFÂNIO o "CHIFRE PEQUENO", que cumprimento CAPENGA e REQUENGALA da PROFECIA, não é mesmo? Pois se os 2300 DIAS(ANOS) fossem 2300 SACRIFÍCIOS (um pela MANHÃ e outro a TARDE), ou seja, DIVIDIMOS 2300/ 2 = 1150 DIAS. Mas é no mínimo curioso! Seriam 1150 dias, mas ANTÍOCO só cumpriu 1090 ficando FALTANDO 60 DIAS LITERAIS o que corresponderia a 94,20% de cumprimento da PROFECIA em relação a SUPOSTA matemática de 1150 DIAS LITERAIS. Se são 1150 DIAS LITERAIS, pode FALTAR 60 DIAS LITERAIS desta profecia? O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Os acontecimentos especificados em Daniel 8:10-12 foram concretizados pelo império de ROMA em suas duas fases: PAGÃ e PAPAL.

    A fase PAGÃ do império romano foi responsável por:

    A) autorizar a crucificação de JESUS (Príncipe do exército);
    B) assassinar os Seus seguidores (exército do céus);
    C) destruir a cidade e o templo de Jerusalém em 70 d.C.;
    D) e, exigir adoração suprema ao imperador de Roma.
    O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Durante a sua fase PAPAL, o império romano foi responsável por:

    A) perseguir e assassinar os cristãos (exército dos céus) que não se submeteram à vontade da igreja de Roma (Daniel 8:24);

    B) falsificar a lei de Deus (Daniel 7:25);

    C) defender arduamente o PAPADO como tendo as mesmas prerrogativas de Deus (II Tessalonicenses 2:3-4);

    D) e, obscurecer o ministério INTERCESSÓRIO de JESUS no SANTUÁRIO CELESTIAL. Neste último caso, a intercessão de JESUS FOI e CONTINUA SENSO substituída pela FICTÍCIA "INTERCESSÃO" de HOMENS, os quais acreditam deter o poder para PERDOAR PECADOS; e, pela imposição de um sistema que ILUSORIAMENTE oferece SALVAÇÃO mediante as OBRAS ao exigir PENITÊNCIAS, INDULGÊNCIAS, CONFESSIONÁRIO, e etc. Tais coisas ainda HOJE são ensinadas e praticadas por milhões de pessoas em todo o mundo; milhões de cristãos são desviados diariamente de buscarem a INTERCESSÃO de JESUS. Em outras palavras, retiraram dEle "o SACRIFÍCIO DIÁRIO e o lugar do Seu SANTUÁRIO foi deitado abaixo" (Daniel 8:11 RA). Assim, a fase PAPAL do império romano "DEITOU POR TERRA a VERDADE; e o QUE FEZ PROSPEROU" (Daniel 8:12 RA). O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    CONTINUA ... EM (6)

    ResponderExcluir
  17. (6) IRMÃO LUCIANO SENA, GRAÇA e PAZ!

    ATÉ QUANDO PREVALECERÁ A TRANSGRESSÃO ASSOLADORA?

    "Até quando durará a visão do sacrifício diário e da transgressão assoladora, visão na qual é entregue o santuário e o exército, a fim de serem pisados? Ele me disse: 'Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado'." (Daniel 8:13-14 RA).

    O "CHIFRE PEQUENO" exerceria sua transgressão plenamente até o "TEMPO do FIM" (Daniel 8:17; Daniel 12:9-10), ou seja, ele continuaria DOMINANDO o mundo CRISTÃO e teria PLENO ÊXITO em DESVIRTUAR os ensinos da Bíblia, especialmente a verdade concernente ao MINISTÉRIO de CRISTO no SANTUÁRIO CELESTIAL, até o fim das "2300 tardes e manhãs". Este período de tempo em linguagem PROFÉTICA representam "2300 DIAS" e, em linguagem LITERAL, equivalem a 2300 anos. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    A LACUNOSA teoria que vincula ANTÍOCO EPIFÂNIO ao "CHIFRE PEQUENO" complica-se ainda mais quando o fator tempo da visão de Daniel é considerado, visto que as perseguições de ANTÍOCO contra o templo e o povo de Deus ocorreram por "1090 DIAS" literais e, consequentemente, não atingiram o término dos "2300 dias" proféticos que conduzem ao "TEMPO do FIM" (aos "dias longínquos", Daniel 8:17-19, 26). Todavia, criou-se um artifício frustrado na tentativa de harmonizar os "1090 DIAS" de opressão de ANTÍOCO, com os "2300 dias" proféticos citados em Daniel 8:14. E para que esse artifício fosse elaborado, o real significado da expressão "tarde e manhã", e o seu sentido no contexto das profecias foram completamente ignorados. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Nas questões que envolvem intervalo de tempo, a Bíblia usa a palavra "TARDE" para indicar a "NOITE" e "MANHÃ" para indicar o "DIA", e esta distinção provém do próprio Criador:

    "Chamou Deus à luz DIA e às trevas, NOITE. Houve "TARDE e MANHÃ", o primeiro dia." (Gênesis 1:5 RA). Uma "TARDE e MANHÃ" refere-se ao período de "UM DIA" (tempo compreendido entre um pôr do Sol ao outro). E nas Escrituras a expressão "TARDE e MANHÃ" é utilizada apenas em três ocasiões:

    A) no relato da criação (Gênesis capítulo 1),
    B) no diálogo entre dois seres santos (Daniel 8:13-14),
    C) e nas explicações de GABRIEL relativas à visão profética que Daniel recebeu (Daniel 8:26). O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Estes esclarecimentos bíblicos são rejeitados propositalmente por aqueles que consideram ANTÍOCO como sendo o "CHIFRE PEQUENO" porque tais informações confrontam fortemente a ideia defendida por eles, a saber:

    Que a expressão "TARDE e MANHÃ" representa "SACRIFÍCIO" (por causa dos holocaustos obrigatórios que ocorriam no santuário, um ao AMANHECER e outro ao ENTARDECER, Êxodo 29:38-39). Por conseguinte, na ESTRANHA TEORIA que relaciona ANTÍOCO ao "CHIFRE PEQUENO", as "2300 TRADES e MANHÃS" seriam "2300 SACRIFÍCIOS". E ainda de acordo com ela, por ter sido obrigatório "DOIS SACRIFÍCIOS" por dia na antiga aliança, então foram necessários "1150 dias" para realizar os "2300 sacrifícios". Assim, por meio desta TEORIA, o tempo profético das "2300 TARDES e MANHÃS" são reduzidos para "1150 dias" literais. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    CONTINUA ... EM (7)

    ResponderExcluir
  18. (7) IRMÃO LUCIANO SENA, PAZ e GRAÇA.

    A manobra para chegar nesses "1150 dias" além de ser completamente FALACIOSA, pois a Bíblia não apresenta SINONÍMIA entre a expressão "TARDE e MANHÃ" e o substantivo "SACRIFÍCIO", ela traz um cálculo que não condiz com a quantidade de sacrifícios mínimos que eram exigidos diariamente na antiga aliança, pois durante a semana eram OBRIGATÓRIOS dois sacrifícios do "PRIMEIRO DIA" ao "SEXTO DIA" e, no "SÉTIMO DIA" (sábado) foram fixados a quantidade MÍNIMA de "QUATRO SACRIFÍCIOS" (Números 28:1-10). Portanto, a Bíblia ANULA facilmente o MIRABOLANTE cálculo dos DISPENSACINALISTAS que consideram apenas DOIS SACRIFÍCIOS ou HOLOCAUSTOS em todos os dias da semana. Se de DOMINGO a SEXTA temos DOIS SACRIFÍCIOS OBRIGATÓRIOS e QUATRO SACRIFÍCIOS OBRIGATÓRIOS no SÁBADO (Números 28:1-10). Então temos 16 SACRIFÍCIOS por semana e não 14 SACRIFÍCIOS por semana como querem! Ou seja, não se pode simplesmente dividir por dois. Se "2300 TARDES e MANHÃS" são "2300 SACRIFÍCIOS", logo, não teremos 1150 DIAS LITERAIS na suposta TEORIA, mas sim, 1006,25 DIAS! Como? Muito simples! Na TEORIA de DIVIDIR 2300/2 = 1150 dias é igual a regra de três SIMPLES, ou seja, se temos 2300 SACRIFÍCIOS e >>14 SACRIFÍCIOS<< por SEMANA, então 7 X 2300/14 = 1150 DIAS (que não procede, mas vamos continuar), segundo essa TEORIA (que supostamente se baseie em Êxodo 29:38-39), então a CONTA, não pode ser assim, como já foi dito acima. A conta CORRETA de SACRIFÍCIOS relacionados a DIAS SERIA ASSIM: 2300 SACRIFÍCIOS e >>16 SACRIFÍCIOS por SEMANA (12 de Dom a Sexta e mais 4 no sábado = 16), então 7 X 2300/16 = 1006,25 DIAS. Ou seja, se na TEORIA de dividir 2300 SACRIFÍCIOS por 2 (dois) teríamos 1150 DIAS e para ANTÍOCO EPIFÂNIO teoricamente sendo o "CHIFRE PEQUENO" já lhe faltavam 60 DIAS LITERAIS dos 1150 DIAS da SUPOSTA TEORIA que já não se enquadra só neste item (fora tantos outros citados acima) imagine agora com o CALCULO CORRETO? Piorou não é mesmo? Se antes a DIFERENÇA LITERAL era de 60 dias e 5,2%, a DIFERENÇA subiu para >>144 DIAS literais de DIFERENÇA<< e 12,5%. Já não se ENQUADRAVA, agora, piorou mais um pouco. O texto acima é VERDADEIRO ou FALSO? Se SIM ou se NÃO, por que?

    Ademais, esses "1150 DIAS" não coincidem com os "1090 DIAS" de perseguição e transgressão de ANTÍOCO, visto que faltam 60 dias para concluir o suposto ciclo de "1150 DIAS". Na realidade não existe um período de atuação de ANTÍOCO que coincida exatamente com os FICTÍCIOS "1150 DIAS"; tampouco com os "2300 DIAS" proféticos, mesmo forçando-os como sendo literais. Outro ponto que REPROVA ANTÍOCO como PROTAGONISTA da profecia de Daniel 8:13 é o fato de que Deus NÃO instituiu o Seu REINO ETERNO quando ele foi DERROTADO por JUDAS MACABEUS, ou após a sua MORTE (em TABAE, PÉRSIA - atual IRÃ).

    E sobre o "CHIFRE PEQUENO é dito":

    "Estava eu contemplando: e este CHIFRE movia guerra aos santos e PREVALECIA (afinal de contas, ANTÍOCO prevaleceu ou não à JUDAS MACABEUS?) sobre eles, até o momento em que veio o Ancião e foi feito o julgamento em favor dos santos do Altíssimo. E chegou o tempo em que os santos entraram na posse do reino." (Daniel 7:21-22 BJ).

    Se o "CHIFRE" citado em Daniel 7:21 e Daniel 8:9 fosse ANTÍOCO, o povo de Deus não deveria está DESFRUTANDO neste exato momento o REINO ETERNO, uma vez que o DOMÍNIO SELÊUCIDA e o próprio ANTÍOCO foram DESTRUÍDOS a mais de DOIS MILÊNIOS?

    Onde está o REINADO dos SANTOS mencionado em Daniel 7:27?

    A propósito, teria o Céu MOBILIZADO-SE inteiramente com o objetivo de estabelecer um tribunal para julgar e destruir as ações de ANTÍOCO? (cf. Daniel 7:9-10, 26).

    CONTINUA ... EM (8)

    ResponderExcluir
  19. (8) IRMÃO LUCIANO SENA, GRAÇA e PAZ!

    Certamente que há um tribunal no Céu em processo, mas ele não foi instaurado por causa de ANTÍOCO EPIFÂNIO e sim para julgar cada pecado e pecador deste mundo. E sem dúvida o reino de Deus será estabelecido, mas isso ocorrerá quando CRISTO ENCERRAR o SEU ministério de INTERCESSÃO no SANTUÁRIOS CELESTIAL e voltar para resgatar os REDIMIDOS; todos os "REINOS" (Estados) vigentes nesta ocasião chegarão ao FIM (Daniel 2:44; Daniel 7:27), especialmente a extensão do império de ROMA que ainda exerce suas atividades nos dias atuais, embora sem o mesmo poder de outrora (Daniel 7:24-26; Daniel 8:25).

    CONSIDERAÇÕES FINAIS

    Os capítulos 2, 7 e 8 do livro de Daniel descrevem paralelamente os mesmos eventos proféticos e citam a mesma sequência de quatro impérios. Tanto os quatro metais da estátua de Daniel capítulo 2, quanto os quatro animais de Daniel capítulo 7 simbolizam respectivamente os impérios da Babilônia, da Medo-Pérsia, da Grécia e de Roma. Os pés da estátua, obviamente com os seus dez dedos (Daniel 2:33, 41), e os dez chifres do quarto animal (Daniel 7:19-20, 24), representam as dez divisões bárbaras que resultaram com o fim do império romano. E os reinos (Estados) formados após esta divisão nunca mais se uniriam para estruturar um único império. Os territórios que fizeram parte do domínio de ROMA NUNCA mais se UNIRÃO, continuarão separados até o retorno de JESUS (Daniel 2:43-44).

    A análise da crescente superioridade de cada império sobre o seu antecessor é outro detalhe que apoia o império ROMANO na figura do "CHIFRE PEQUENO". O império BABILÔNICO que era considerado forte, foi derrotado pelo império MEDO-PERSA que possuía força superior, foi derrotado pelo império GREGO que possuía força superior, e este por sua vez teve seus territórios conquistados pelo "CHIFRE PEQUENO", que era extremamente forte em relação aos seus antecessores (Daniel 8:4-9).

    E o reino de ANTÍOCO IV, herdado de SELEUCO, não exerceu FORÇA SUPERIOR em relação ao extinto império da GRÉCIA (cf. Daniel 8:22); pelo contrário, a sua força não foi capaz sequer de aumentar as fronteiras da fração SELÊUCIDA que ele HERDOU, tampouco foi uma ameaça para o império de ROMA. A FRAGILIDADE e SUBMISSÃO de ANTÍOCO EPIFÂNIO ao império ROMANO era algo marcante deste o início de seu reinado. Ainda em 173 a.C., ele PAGAVA uma INDENIZAÇÃO exigida por ROMA em decorrência de GUERRAS contra o seu antecessor, ANTÍOCO III; inclusive isso foi um dos principais motivos que conduziu EPIFÂNIO a SAQUEAR freneticamente DENTRO e FORA de seu TERRITÓRIO.

    O contexto BÍBLICO e HISTÓRICO de Daniel capítulo 8 eliminam completamente a TEORIA de que ANTÍOCO EPIFÂNIO seja o "CHIFRE PEQUENO". Entretanto, o mesmo não pode ser dito sobre o império de ROMA, que preenche SATISFATORIAMENTE as descrições PROFÉTICAS sobre ele.

    Um forte abraço e fiquem com Deus

    ResponderExcluir
  20. Estimado Irmão Luciano Sena
    Paz te seja Multiplicada
    O texto da matéria foi colocada em pauta de maneira simples e objetiva. Creio que todos nós comentaristas deveríamos nos reportar a cada ponto básico no texto exposto pelo blog. e de maneira simples e objetivamente contestar ou concordar somando informações que venham a enriquecer a postagem.
    Pelo que percebo, nós comentaristas por vezes fugimos do texto postado pelo blog. e cria-se um emaranhado de pontos , que ao invés de facilitar a compreensão parece que gera-se " confusão".
    Em resumo entendo que o irmão trás a casa arrumada e nós por vezes desarrumamos tudo.
    Peço particularmente desculpas por minha parte e peço ao irmão que tenha liberdade para corrigir-me.
    Creio que precipitei-me quando mencionei o fato Histórico, sem dar tempo para os comentários da pauta em si.
    Um Forte abraço ao irmão e a todos por quem não deixamos de orar .
    Fiquem com o Eterno
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  21. Olá irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

    O irmão disse:

    "O diabo cegou Miller, a ponto de ele nem mesmo se dar conta de textos como Mateus 24.36 e Atos 1.7, uma mulher que é aclamada como uma constante ‘fonte de verdade’ da igreja verdadeira no tempo do fim, a senhora Ellen White, chegou a dizer a respeito de Miller “Anjos celestiais estavam a guiar-lhe o espírito e a abrir as Escrituras à sua compreensão.” (O Grande Conflito, p. 321)".

    Irmão Luciano, eu não faço a mínima ideia e acredito que essa dúvida o irmão terá que perguntar para o próprio GUILHERME MILLER no céu quando o encontrarmos lá.
    Não quando MORRERMOS, mas quando formos RESSUSCITADOS e nos encontrarmos lá, claro!

    Se ele acertou algo ele é de Deus e se errou algo ele é do "diabo"? É assim que funciona irmão LUCIANO? Se for irmão Luciano, então somos todos do "inimigo" pois o homem, ser humano erra o tempo todo.

    MILLER errou o EVENTO como o irmão bem sabe, mas ACERTOU o CALCULO como você sabe também. Agora isso o transformou no agente do inimigo? Para o irmão talvez seja, mas fazer o que! Você acredita assim.

    CALVINO acertou e muito como PROTESTANTE e principalmente em relação à REDESCOBERTA da GRAÇA, agora vamos acusá-lo de ser CEGADO ou INSPIRADO pelo INIMIGO por ensinar a PREDESTINAÇÃO? Claro que não!

    Ambos tiveram seu papel na HISTÓRIA!
    Eu quero encontrá-los no CÉU após a RESSURREIÇÃO (de todos) ou TRANSFORMAÇÃO dos VIVOS na 2ª volta de JESUS. E o irmão Luciano, também gostaria de encontrá-los também? É claro, eu não sei se terei este privilégio e também se ele terão, mas este é meu DESEJO!

    Um forte abraço e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  22. Alexandre... tem como escrever mais? Sabe, quando leio a primeira parte, vc aparace (colando?) com outras... desculpa aí, mas poderia te responder se fosse um de cada vez... mas sem tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Luciano, a paz do Senhor!

      Irmão Luciano, quando ESCREVO ou COLO como preferir, pois eu utilizo os recursos tecnológicos CTRL+ C = V, pois me falto tempo! O irmão tem tanto tempo assim de sobra? E você não utiliza este RECURSO? Se não, meus parabéns! Você tem muito tempo de sobra e possui memória FOTOGRÁFICA!

      Esta questão de CTRL + C = V não faz a menor diferença, mas é apenas sua estratégia para dizer por que não responderia aos comentários independente de ser CTRL + C = V ou não! Seria mais honesto de sua parte em dizer que não via responder e pronto ou melhor, tem melhor resposta do que o SILÊNCIO?

      Assim como o irmão não publica para AISD´S, eu também não respondo à você, mas àqueles que leem seu BLOG. Apenas coloco seu nome por que você o PUBLICOU, mas não espero sua resposta e muito menos satisfação.

      Ou seja, não existe na verdade aqui nenhuma novidade de ambos os LADOS! Conhecemos suas IDÉIAS (doutrinas) e vice versa! Tanto os seus quanto os nossos comentários o são para quem não conhecem ou tem dúvida.

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
  23. Irmão Wilton, eu adotei a postura de responder apenas comentários objetivos, se assim eu desejar. Sabe, eu critiquei eles e eles tem o direito de colar os argumentos inócuos. Respeito por isso deixo eles dizerem o que quiser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Luciano, a paz do Senhor!

      O irmão não nos CRITICA, mas nos DIVULGA!

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
  24. Agora veja como o Sr Anônimo Prolixo (que escreve nada com coisa nenhuma, não tem um pingo de respeito que já pedi para ele não comentar como um anônimo...) ainda bem que os demais adventistas não são assim... esse anônimo é petulante. Sinceramente, até hoje, só conheci dois adventistas desse tipo ...

    ResponderExcluir
  25. Caro Luciano
    Jesus é a Nossa Paz! Ef.2.14
    Até para entender o que os amados Adventistas compreendem de suas doutrinas se torna difícil para nós, pois a maioria deles, ao invés de contestar nossos comentários, colocam artigos e mais artigos desvirtuando o "foco " e desta forma permanecemos muitas vezes sem condições de esclarecer a eles os pontos heréticos de doutrinas que não se harmonizam com as ensinadas pelos santos apóstolos.
    Creio que o mesmo acontecia e aconteceu, na época que antecedeu o " GRANDE DESAPONTAMENTO ", quando perseveravam em afirmar que Jesus voltaria à terra em 1843 e depois 1844. Os Cristãos da época alertaram e insistiram em alertar que a doutrina e advertência do Senhor Jesus a respeito do dia e hora de Sua volta NINGUÉM sabia, somente O Pai e "o grupo" divergente insistia em não acatar "O ALERTA ", " A SINALIZAÇÃO " de que estavam enveredando num GRAVÍSSIMO erro, mas o que fazer... não quiseram ouvir a Voz do Espirito Santo que ecoava através dos santos do Senhor que labutavam e serviam ao Senhor ,baseados na MAIOR revelação existente em todos os tempos a única regra de fé e prática que era , é e continuará sendo, as Escrituras Sagradas, a " Luz Maior ", a qual ofusca todas as demais.
    Deus nos guarde, fortaleça e nos guarde de todo tropeço. ( Jd.24-25 )
    Fique com Deus!
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir
  26. Prezado Irmão Wilton. O poder o mito é algo muito forte, quase chumbado na alma. 1844 depois 1914, são mitos de grupos específicos distanciados da verdade.

    Junta-se a isso o poder demoníaco, que muitas vezes nós desconsideramos. Existe uma entidade demoníaca chamado "espírito de profecia".

    A luta não é carnal, de argumentos, mas contra o diabo que cega, cauteriza, por meios de mentiras e misticismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

      O irmão disse:

      "Existe uma entidade demoníaca chamado "espírito de profecia".

      Irmão Luciano, reflita no que você escreveu:

      Se o "ESPÍRITO de PROFECIA" é "DEMONÍACO", então o irmão afirma que o "TESTEMUNHO de JESUS"(Ap 12:17) que é o "ESPÍRITO de PROFECIA" (Ap 19:10) é "DEMONÍACO"! Assim, o irmão só confirma que escreve sem "REFLETIR" como "SISTEMATICAMENTE" vem fazendo com tantos temas abordados!

      Chega a ser cômico, mas infelizmente é muito mais TRISTE do que CÔMICO! Pois dizer que alguém seria do "inimigo" até pode ser, pois nós seres humanos estamos sujeitos as influências do GRANDE CONFLITO, do BEM e do MAL, mas afirmar que o "ESPÍRITO de PROFECIA"(Ap 12:17 e 19:10) é "DEMONÍACO" chega a beira da "CEGUEIRA IDEOLÓGICA".

      Um forte abraço e fique com Deus!

      Excluir
    2. Não seja inocente em relação ao que eu disse.

      Excluir
  27. Bom dia irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

    Não importa o que o irmão quis dizer! O fato de ter usado o termo bíblico que não é restrito, mas abrangente, ou seja, o "TESTEMUNHO de JESUS"(Ap 12:17) que é o "ESPÍRITO de PROFECIA" (Ap 19:10) não é EXCLUSIVIDADE da IASD e MUITO menos de EGW!

    O "TESTEMUNHO de JESUS"(Ap 12:17) que é o "ESPÍRITO de PROFECIA" (Ap 19:10) Ele concede a quem ELE quiser! Logo, o irmão afirmar que o mesmo é "DEMONÍACO" é mínimo ofensivo a Ele, e não a Ela (EGW).

    Se o irmão quiser dizer que ela é "DEMONÍACA", ai tudo bem, pois esta falando de uma PECADORA como qualquer outra pessoa! O único problema é que ela está "MORTA e ENTERRADA" aguardando a "RESSURREIÇÃO" (I Ts 4:13-18), e não pode se defender. E em relação a JULGAR, não precisa nem comentar.

    Um forte abraço e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  28. COMENTÁRIO APAGADO do BLOG MAC 19/08/2014

    Seu pedido foi declinado amigo Luciano Sena, haja vista que não deu uma justificativa para tal proibição.

    Conforme lhe expliquei, dei uma boa investigada na política do blogger, que além de não proibir, fornece aparato para o uso de pseudônimo, diferente do que o amigo havia me informado.

    E segundo o que foi afirmado aqui, o amigo conhece minha identidade, ou isto ou esteve dizendo uma inverdade.

    E definitivamente uso de pseudônimo não equivale a comentários anônimos, até porque, conforme lhe expliquei, minha identidade real está vinculada à este pseudônimo, porém apenas o Google tem acesso à estes dados.

    E o amigo não apenas permitiu que Décio, por exemplo, continuasse a comentar sem se identificar e sem ser incomodado pelas solicitações do amigo, como comentários com o uso de pseudônimos continuam a ser postados aqui, sem serem incomodados pelo amigo a pedir suas identidades.

    Agora se o amigo me disser que o problema é com a minha pessoa, e não com o fato de usar pseudônimo e que realmente não deseja minha presença aqui, com ou sem pseudônimo, então veria uma razão justa para deixar de ser "petulante".

    Ou seja, seria mais franco ao amigo proibir a minha pessoa de frequentar seu blog, ao invés de usar subterfúgios.

    Então gostaria de saber do amigo, realmente conhece minha identidade? Provavelmente sim.

    Então guarde-a consigo e deixe de proibir meus comentários. A menos que o amigo venha com uma nova exigência onde os demais participantes tenham que saber desta identidade.

    A identidade de uma pessoa, bem como seus dados pessoais é protegida por lei. Resguardar-se no uso de internet também é um direito.

    Além do que todo blog no endereços 'blogspot.com.br' está sob as regras do blogger, que como eu disse permite o uso de pseudônimos.

    Então, respeitar o pedido do amigo é uma questão de boa vontade.

    O amigo ainda não esclareceu NO QUE o uso de pseudônimo afetou o seu blog a ponto de uma hora para outra decidir os comentários com o uso de pseudônimos.

    O que se sabe é que o amigo veio com tal exigência quando estive a dialogar com o Décio, que também usa pseudônimo, ao qual o amigo nunca solicitou a identidade, enquanto permitia no decorrer das semanas continuar a comentar aqui.

    E não foi a primeira vez que fui impedido de comentar sob influência de Décio & companhia.

    Além do finado blog exadventistas, também estou sendo impedido de comentar no nitroglicerinapura e demais blogs ditos anti-adventistas.

    E já havia dito ao amigo que continuaria meu trabalho, de um jeito ou de outro. Então espero que compreenda que não poderei aceitar este tipo de exigência, pois respeitarei qualquer decisão enquanto isto não me impeça de fazer o meu trabalho.

    Se por um lado devo respeitar o trabalho do amigo, o amigo também tem, em contrapartida de respeitar o meu, ao quais expus neste blog antes mesmo de o amigo começar com as exigências de minha pessoa.

    Se o amigo não encontrou ofensa nas minhas palavras, nem algo repreensível no tratamento dos demais participantes, não consigo encontrar dolo algum no uso de pseudônimo.

    Ademais o amigo NUNCA proibiu alguém de comentar com uso de pseudônimo, exceto minha pessoa.

    Digo isto porque o amigo apenas exige conhecer a identidade, permitindo então que o comentarista continue a comentar com seu pseudônimo normalmente.

    Então o problema não tem sido minha pessoa"comentar como um anônimo", mas sim permanecer anônimo para as demais pessoas, uma vez que o amigo possua realmente a minha identidade.

    Sendo que o amigo possui minha identidade, sabe o trabalho que estou fazendo e isto justificaria o receio por parte do amigo de minha presença aqui neste blog.

    E nunca escondi nada, estou coletando dados acerca deste movimento adventista por toda internet, isto já não é segredo. Estou registrando e formatando todas estas informações e o propósito o amigo também já deve saber.

    CONTINUA... em (2)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (2)

      Então por que não abre o jogo e conta a seus leitores as verdadeiras razões de seu receio?

      Blogs de amigos de sua pessoa como o 'Andando Na Graça' também já vetaram meus comentários, mas não usaram desculpas sem sentidos, apenas adotaram a medida de apagar meus comentários, como o amigo tem feito.

      Então, Luciano Sena, no final das contas, não sou anônimo à sua pessoa. E mesmo que fosse, este pseudônimo já é bastante conhecido, possuo um blog que já funciona há vários anos e tenho todo um relacionamento com vários comentaristas na internet. Este pseudônimo já se tornou consolidado e uma referência.

      Quando uma pessoa comenta de forma anônima, não dá para se ter uma referência de quem escreveu, mas com o uso de Pseudônimo é bem diferente!

      Todos percebem que determinados comentários são de uma mesma pessoa, por estarem vinculados a um pseudônimo 'Sr. Adventista'.

      Portanto NÃO se tratam de comentários ANÔNIMOS, o amigo está deveras equivocado em seus conceitos.

      >>> Sr ADVENTISTA <<< em:

      http://novamenteadventistas.blogspot.com.br/2014/08/comentario-apagado-do-blog-mca-19082014.html

      Excluir
    2. Alexandre, eu já te pedi, vc agradeceu. E mais uma vez repito. Esse sr anônimo (motivos Deus sabe ...), foi proibido por mim a não comentar mais aqui ocultando sua identidade. Ele sem educação que é, petulante, não me respeita.

      Quando eu apenas perguntei o nome dele.

      Os comentários prolixos dele não incomodam ninguém (aliás, ele fala nada com coisa nenhuma). Mas de qualquer forma, como adventista, e sendo alvo de críticas, ele tem direito de expor e questionar minhas postagens.

      Eu te pedi, e será a última vez Alexandre. Não cole os comentários dele. É a última vez que estou te avisando, para não excluir tais comentários (não os seus, esses).

      Por favor, nunca agi como age Leandro Quadros aqui - e nem estou enchendo as paciências dele lá... gostaria ao menos que respeitasse esse meu pedido....

      Excluir
    3. Irmão Luciano, a paz do Senhor!

      O problema como >>>SrAdventista <<< é >>PESSOAL<< ou >> TÉCNICO<>ANÔNIMO<< e >>PSEUDÔNIMO<< e que segundo suas regras, certos participantes de seu BLOG NÃO se enquadrariam com PSEUDÔNIMOS assim como o Sr Adventista, mas que estes outros seriam permitidos à COMENTAREM LIVREMENTE.

      Ou seja, se existem regras, acredito que devam ser respeitadas, mas sem EXCEÇÕES!

      Exite alguma EXCEÇÃO em suas regras irmão LUCIANO? O irmão está sendo HONESTO com os internautas?

      Eu não sei e não estou afirmando nada! Estou apenas perguntando!

      Quanto a "encher as paciências" acredito que seria RECÍPROCO, mas com uma diferença:

      "JÁ ESTOUROU"!

      Seja HONESTO com sua CONSCIÊNCIA de CRISTÃO que você é!

      Fique com Deus!

      Excluir
    4. Alexandre, acredito que entendeu meu pedido. Se quer ser advogado dele, tome cuidado, quando a pessoa oculta demais a identidade deve ter problemas.

      Aliás, como eu teria problema com ele?

      Excluir
    5. Exatamente irmão Luciano, não sei se você tem problemas com ele. Estou lhe perguntando, EXISTE alguma questão de ordem pessoal?

      Não sou advogado de ninguém!

      Por exemplo:

      Ele afirma que o irmão "DÉCIO" é um "PSEUDÔNIMO" isso é verdade ou NÃO?

      Se não for ai você estaria correto em proibi-lo, mas se o mesmo também for um PSEUDÔNIMO, ai o irmão Luciano não estaria agindo com boa FÉ!

      Então irmão Luciano, é ou não é um PSEUDÔNIMO o irmão >> DÉCIO<<?

      Fique com Deus!

      Excluir
  29. Façam testes no site na mira da verdade.

    ResponderExcluir
  30. Parabéns Irmãos Alexandre e Gelson!!!
    Sr. Luciano Sena!

    Sou Homem de poucas palavras, não vou me dar ao trabalho de procurar esclarecer-lhe seus ERROS ÓBVIOS DE INTERPRETAÇÃO E DISCERNIMENTO, pois nossos Irmãos Alexandre e Gelson expressaram de forma RACIONAL a correção de interpretação do seu comentário sobre Daniel.
    Mas vou expressar um pensamento que vc nem precisa me responder, apenas refletir.

    A VERDADE, só nos é verdadeira até o momento que outra VERDADE supera a primeira, mas a VERDADE é muitas vezes DOIDA, por ser difícil de se encaixar em nossas CONVICÇÕES ou TEIMOSIA ou ORGULHO.

    Nos resta:
    lutar contra nós mesmos ou nossas CONVICÇÕES, para tentar encontrar lugar para uma VERDADE SUPERIOR, que está contra a coerência de nossa LÓGICA ou DOUTRINA.

    Ou simplesmente aceitar a VERDADE SUPERIOR e DESCARTAR a VERDADE que não tem mais VALOR.

    Uma coisa é certa: "ACEITANDO A VERDADE, ELA LIBERTA, REJEITANDO, ELA ENDURECE O CORAÇÃO."

    O Espírito Santo nos traz a verdade João 16:13 "Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir."

    Pecar contra o Espírito Santo não tem perdão Mateus 12:31 "Portanto, eu vos digo: Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens."

    ResponderExcluir
  31. Tudo começou com um fazendeiro de nome William Miller.

    Enquanto estudava a Bíblia, pensou que poderia calcular a data do retorno de Cristo baseado nas profecias biblicas. Seus cálculos levaram-no a crer que Jesus Cristo retornaria em 1843. Logo, ele começou a compartilhar sua "descoberta" com outros. Após ser encorajado a prosseguir, Miller começou a propagar suas teorias nos anos 1830. Em 1840, Ellen Harmon, na idade de 13 anos, ouviu sua pregação e tornou-se uma seguidora no retorno de Jesus Cristo, no ano de 1843.

    Ela mesma escreveu: "Em companhia de meus amigos eu participei dessas reuniões e ouvi o surpreendente anúncio de que Cristo viria em 1843, apenas poucos anos no futuro. O Sr. Miller traçou as profecias com uma precisão que trouxe convicção aos corações de seu ouvintes. Ele demorava-se sobre os períodos proféticos, trazendo muitas provas para fortalecer sua posição." Ellen White, Testimonies, Vol.1, p.14.

    Não vindo Jesus Cristo em 1843, muitos dos seguidores de William Miller abandonaram o movimento. Miller e seus associados logo descobriram que havia sido cometido um êrro de cálculo na contagem da data para o retorno de Cristo.

    Após um estudo adicional, eles determinaram que Jesus Cristo retornaria no Dia da Expiação, em 22 de Outubro de 1844. Eles novamente trombetearam a iminência da segunda vinda de Jesus Cristo, e reuniram uns 50.000 seguidores, muitos dos quais abandonaram suas igrejas para juntar-se ao movimento. Tendo Cristo não vindo novamente, houve um amargo desapontamento.

    Ao longo dos anos seguintes, William Miller e a maioria dos crentes e líderes do movimento, admitiram que estavam errados e retornaram as suas igrejas.

    O líder Milerita George Storrs resumiu isto bem, quando escreveu: "Como o evento não ocorreu, estávamos enganados em supor que fomos movidos pelo Espírito Santo em fazer o alarde com relação à maneira e o tempo. Repito, isto não foi de Deus. ... Cada dia me confirma cada vez mais que esta é uma verdadeira palavra, e o fanatismo que está saindo quase que continuamente, de alguma forma entre aqueles que ainda persistem de que todo o movimento, sobre o décimo dia, era tudo de Deus serve para adicionar a minha convicção que fomos iludidos por uma mera influência humana, que foi confundida com o Espírito de Deus ". George Storrs, The Morning Watch, Feb. 20, 1845.

    Quando o tempo estabelecido para a segunda vinda de Jesus Cristo foi anunciado por Miller, muitos perspicazes pastores, eruditos e estudantes da Bíblia, imediatamente reconheceram que William Miller estava em êrro, por 2 razões principais:

    1. A mensagem de William Miller CONTRADIZIA as claras palavras de Jesus Cristo: "Vigiai portanto, pois não sabeis nem o dia e nem a hora em que o Filho do homem há de vir." Mt.25:13.

    2. Marcação de datas para o retorno de Jesus Cristo É FALSO ENSINAMENTO.

    Os estudiosos protestantes estavam familiarizados com relatos anteriores, (na própria história da Igreja), de pessoas que estabeleceram datas para a vinda do Senhor. Eles sabiam que a marcação de datas para o retorno do Senhor Jesus, trouxe falsos avivamentos e que o desapontamento que sempre os seguiu frequentemente resultou em destruição da fé daqueles envolvidos.

    Continua......

    ResponderExcluir
  32. Outra razão pela qual os líderes protestantes rejeitaram o movimento de 1844, foi porque William Miller se utilizou de uma pobre exegese biblica para estabelecer a sua HERESIA, ou seja, marcar a data do retorno de Jesus Cristo.

    William Miller disse: "UM: Eu provo isto pelo tempo dado por Moisés, no capítulo 26 de Levítico, sendo sete vezes que o povo de Deus deveria estar em servidão aos reinos deste mundo, ou na Babilônia, literal e mística; cujas sete vezes não podem ser entendidas a menos de sete vezes revoluções, 360 da Terra em sua órbita, fazendo 2.520 anos. Eu acredito que isso começou de acordo com Jeremias 15: 4: "E eu vou fazer com que sejam removidos de todos os reinos da terra, por causa de Manassés, filho de Ezequias, rei de Judá, por tudo quanto fez em Jerusalém. " E Isaías 7: 8: "Pois a cabeça da Síria é Damasco, e o cabeça de Damasco é Resin: e dentro de sessenta e cinco anos Efraim será destruído, para que não seja um povo." Quando Manassés foi levado cativo para Babilônia, e Israel não era mais uma nação, - ver cronologia, 2 Crônicas 33: 9: "Então Manassés fez Judá e os habitantes de Jerusalém errarem, e fazer pior do que as nações que o Senhor tinha destruído diante dos filhos de Israel, - o ano 677 aC . Então subtraíndo, 677 de 2520, sobram 1843 aD, quando o castigo do povo de Deus chegará a seu fim." William Miller, Miller's Lectures, p. 251.

    Isto é um exemplo de texto- prova usado por um sujeito despreparado, como era William Miller para confirmar sua HERESIA.

    Vejamos Levítico 26:18: "Se após estas coisas, vocês não me obedecerem, então eu os punirei sete vezes mais pelos vossos pecados."

    Este verso não afirma absolutamente NADA sobre a vinda de Jesus Cristo. A palavra 'vezes', não está nem mesmo no original hebraico neste verso; antes, a ênfase da passagem está no grau de punição, e não na duração (extensão de tempo). Naturalmente, William Miller não sabia disto porque ele não tinha conhecimento das línguas originais (hebraico e grego).

    Uma das "provas" apresentadas por Miller, foi de que as 2300 "tardes e manhãs" de Daniel 8:14 terminariam em 1844, com a "purificação do santuário". Ele, afirmou que a data para o início das "duas mil e trezentas tardes e manhãs", seria 457 aC.

    Como ele chegou à 457 aC? William Miller tomou uma visão COMPLETAMENTE sem relação alguma , em Daniel 9, e afirmou que as 70 semanas de Daniel 9 fora cortada das 2300 "tardes e manhãs" de Daniel 8:14. Desde que a visão das 70 semanas "começariam" (?) em 457 aC, ele concluiu que a profecia das 2300 "tardes e manhãs" também começariam em 457 aC, embora não haja evidência direta ligando as duas visões.

    A profetisa Ellen White afirmou que Deus estava por trás do Movimento Milerita.

    1. Os líderes mileritas admitiram que o movimento não foi de Deus.

    2. Os estudiosos protestantes enunciaram várias provas biblicas poderosas, demonstrando que o Movimento Milerita não foi de Deus.

    Agora, algumas declarações de Ellen White a respeito do Movimento Milerita:

    1. Ellen White disse que a missão de William Miller foi semelhante a de João Batista:

    "Assim como João, o Batista precursou o primeiro advento de Jesus e preparou o caminho para sua vinda, da mesma forma William Miller e aqueles que se uniram a ele proclamaram o segundo advento do Filho de Deus."

    Nota: A comparação de Miller com João Batista se desmantela, porque enquanto João batista esteve correto acerca do anuncio da primeira vinda de Jesus Cristo, William Miller estava errado acerca da segunda vinda de Cristo. João Batista entrou para a história como um herói da fé e mártir, enquanto William Miller entrou para a história como um homem iludido que por fim admitiu ter incorrido em um trágico êrro que desencaminhou a muitos.

    continua....

    ResponderExcluir
  33. Bom dia irmão Paulo Cadi, a paz do Senhor!

    Olha que legal irmão Paulo, você sem querer respondeu aquilo que o irmão Luciano sempre questiona, ou seja, por que Guilherme Miller, não percebeu tantos versículos claros que dizem que NINGUÉM sabe o DIA nem a HORA, mas somente o PAI!

    O líder Milerita George Storrs resumiu isto bem:

    "Repito, isto não foi de Deus"!

    Mas de quem teria sido então? Vejamos:

    "que fomos ILUDIDOS por uma mera influência HUMANA (mas o irmão Luciano, quer que seja de qualquer jeito do "DEMÔNIO") que foi CONFUNDIDA com o Espírito de Deus "
    George Storrs, The Morning Watch, Feb. 20, 1845.

    Valeu irmão Paulo!
    Valeu irmão George Storrs!

    Eu sei, você vai dizer que EGW disse que G. Miller foi instruído por Anjos e etc. E foi mesmo! NO claculo não no evento.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mateus 24:42, "Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.
      43 Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.
      44 Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis."

      É O SUFICIENTE?

      Excluir
    2. Exatamente irmão Paulo Cadi, nínguém sabe nem o dia nem a hora, somente o Pai!

      Só não entendi por que o irmão repetiu os textos sendo que no comentário a cima foi justamente o que eu disse e afirmei que é isso mesmo!

      E que o irmão o Sr líder "Milerita George Storrs"
      confirmou:

      "que fomos ILUDIDOS por uma mera influência HUMANA (mas o irmão Luciano, quer que seja de qualquer jeito do "DEMÔNIO") que foi CONFUNDIDA com o Espírito de Deus "
      George Storrs, The Morning Watch, Feb. 20, 1845.

      Ou seja, vou explicar novamente pra lhe ajudar!

      O irmão "Milerita George Storrs" confirmou que foram ILUDIDOS por INFLUÊNCIA HUMANA, e não DEMONÍACA como sempre nosso querido irmão Luciano Sena quer, ou seja, o irmão Luciano quer de todo jeito que esta INFLUÊNCIA seja a todo custo do DEMÔNIO, mas o irmão "Milerita George Storrs" já lhe explicou qual a origem de tal INFLUÊNCIA não é mesmo?!

      Logo, G. Miller ERROU FEIO no EVENTO! Mas foi PERFEITO e PRECISO no CALCULO de Daniel 8:14!

      Acredito que o irmão entenda agora!

      Fique com Deus!

      Excluir
    3. "Mas ele, virando-se, e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, MAS AS QUE SÃO DOS HOMENS. MARCOS 8:33."

      AINDA NÃO É O SUFICIENTE?

      Alexandre, você tem certeza de que acredita mesmo na Bíblia, e consequentemente nas palavras de Jesus Cristo?

      Não consegue ver que a contagem de William Miller foi arbitrária, e sem o minímo fundamento?

      Deus iria guiar um homem que estava desobedecendo as advertências dadas por Jesus Cristo no poder do Espírito Santo?

      Como é que o Espírito Santo iria iluminar a mente de William Miller, quando a sua (dele) motivação era conhecer o dia e a hora da vinda do Senhor?

      Você conhece o texto de Amós 3:7?

      Certamente o Senhor DEUS NÃO FARÁ COISA ALGUMA, sem ter revelado o seu SEGREDO aos seus servos, os profetas. Amós 3:7."

      Se Deus fosse usar um meio para revelar o dia, mês e ano da vinda de seu Filho, certamente seria o do texto de Amós.

      Mas o próprio Filho de Deus afirmou em Mateus 25:13 que nem mesmo ele sabe o dia e a hora, e nem os anjos do céu, ou seja, nem os mencionados Miguel e Gabriel sabem.

      Como é que ele estaria apoiando um homem que passou por alto as advertências do Filho de Deus, cuja motivação era exatamente saber aquilo que nem mesmo a seu Filho não foi dado a conhecer?

      Você não vê que a coisa, para começar, está toda errada?

      Porque essa insistência em defender o êrro?

      Se aparecer um homem anunciando o dia, o mês e o ano da vinda de Jesus, você acreditaria?

      E, se acreditasse e na data prevista não acontecesse nada, o que você faria?

      Pediria perdão a Deus, porque transgrediu a sua palavra, ou tentaria justificar uma coisa que Deus não vindicou?


      Excluir
    4. Exatamente irmão Paulo Cadi, Marcos 8:33 é isso mesmo! Concordo com você!

      Agora, Jesus repreendeu à quem?
      Pedro, o demônio ou ambos?

      Se foi a Pedro, o que isso significaria? Que Pedro era ENDEMONINHADO? Ou Pedro era um homem de Deus, mas do INIMIGO também? O que seria irmão Paulo Cadi?

      Se Jesus repreendeu somente o DEMÔNIO o que isso significaria?

      Se ele repreendeu à AMBOS, o que isso significaria? Que Pedro era ENDEMONINHADO? Ou Pedro era um homem de Deus, mas do INIMIGO também? O que seria irmão Paulo Cadi?

      Como você citou o irmão "Lider Milerita George Storrs", ele mesmo já disse e você concorda com ele pois o CITOU!

      "que fomos ILUDIDOS por uma mera influência HUMANA (mas o irmão Luciano, quer que seja de qualquer jeito do "DEMÔNIO") que foi CONFUNDIDA com o Espírito de Deus "
      George Storrs, The Morning Watch, Feb. 20, 1845.

      Ou será que entendi errado? Vou ler novamente!

      O Sr "Lider Milerita George Storrs" disse isso mesmo! "Mera influência HUMANA" e não "DEMONÍACA"! Mais uma vez, não entendi por o irmão insiste tanto em algo que não tem nada a ver com o assunto! Acho que você também quer a todo custo (assim como o irmão Luciano) provar o IMPROVÁVEL, sobre a SUPOSTA INFLUÊNCIA DEMONÍACA de Guilherme Miller!

      Não perca seu tempo irmão Paulo, vire o disco! Estragou, está arranhado!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Alexandre, você tem certeza de que acredita mesmo na Bíblia, e consequentemente nas palavras de Jesus Cristo?"

      Resposta: Claro que sim!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Não consegue ver que a contagem de William Miller foi arbitrária, e sem o minímo fundamento?"

      Não irmão Paulo, a contagem NÃO foi arbitrária! ARBITRÁRIA foi a decisão dele de estabelecer a CONTAGEM de Daniel 8:14 (que o cálculo é PROFÉTICO, e não ARBITRÁRIO), como sendo a SEGUNDA VOLTA de JESUS CRISTO! Novamente, ele ERROU terrivelmente em estabelecer esta data com a SEGUNDA VOLTA de JESUS CRISTO. Ele acertou o CALCULO e o PERSONAGEM (Jesus), mas ERROU terrivelmente o EVENTO e LOCAL, ou seja, acertou o CALCULO e ao invés de PROCLAMAR a PURIFICAÇÃO do SANTUÁRIO CELESTIAL e o início da FUNÇÃO do SUMO SACERDÓCIO de JESUS (no SANTÍSSIMO), ele disse que JESUS voltaria em 1844. Que lastima!

      Por que ele IGNOROU os versículos mencionados por você, não faço a mínima ideia! Somente após a RESSURREIÇÃO pra perguntarmos pra ele!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Deus iria guiar um homem que estava desobedecendo as advertências dadas por Jesus Cristo no poder do Espírito Santo?"

      Sinceramente eu não sei, mas JONAS (que foi engolido pelo grande peixe) ele era um PROFETA! E se não me engano, ele foi ENGOLIDO e acredito por ter DESOBEDECIDO, não foi por isso irmão Paulo? Agora, um homem de Deus que DESOBEDECE, que teima em fazer algo diferente do que Ele queria. É no mínimo INTRIGANTE! Por que será, não é mesmo?

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Como é que o Espírito Santo iria iluminar a mente de William Miller, quando a sua (dele) motivação era conhecer o dia e a hora da vinda do Senhor?"

      Não faço a mínima ideia! Mas o fato dele ter ERRADO, isso significa que foi outro que o CONDUZIU? Ou ele poderia estar sendo DIRIGIDO pelo E. Santo, mas só percebeu ou entendeu parte dela. Se as instruções fossem tão simples e claras assim, por que Daniel ficou tão perturbado com o conjunto de explicações da PROFECIA das 2300 tardes e manhãs? Daniel não era um homem MUI AMADO e CHEIO do ESPÍRITO SANTO? Por que então ele ficou tão PERTURBADO por NÃO entender a PROFECIA? Será que é tão simples assim? Até hoje nos debatemos não é mesmo? E isso por já termos a PROFECIA já toda CUMPRIDA! Imaginemos Daniel no início dela e Miller próximo do fim da mesma?

      Sobre Amós 3:7 conheço sim!
      Mas Guilherme Miller era PROFETA?

      Que eu me lembre, Miller estava tentando DESVENDAR uma PROFECIA, e não tentando ser um PROFETA! Ou estava?

      CONTINUA... em (2)

      Excluir
    5. (2)

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Se Deus fosse usar um meio para revelar o dia, mês e ano da vinda de seu Filho, certamente seria o do texto de Amós".

      Não sei se seria, mas tanto você como eu não temos nenhuma dúvida de que ele errou e isso é fato consumado! O que não EXISTE, é tal informação de DATA MARCADA! A não ser, a DATA que somente o PAI sabe, mas não revelou!

      Quanto à Mateus 25:13 é isso mesmo! Concordo com você é fato! Isso é indiscutível! Alguém diz o contrário?

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Como é que ele estaria apoiando um homem que passou por alto as advertências do Filho de Deus, cuja motivação era exatamente saber aquilo que nem mesmo a seu Filho não foi dado a conhecer?"

      Vamos ter que perguntar a ele após a RESSURREIÇÃO! Somente ele pode responder isso! Será que ele não conhecia estes versículos? Acho impossível! Mas poderia ser uma possibilidade?! Não faço a mínima ideia! Ouvi dizer que ele só avançava para o próximo VERSÍCULO após entendê-lo, estudando com a CONCORDÂNCIA BÍBLICA de CRUDEN. Será que ele não sabia? Mais uma vez, acho impossível! Acredito que este fato seja intrigante para QUALQUER CRISTÃO!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Você não vê que a coisa, para começar, está toda errada?"

      Como já citei acima, o CÁLCULO está CERTO, o personagem (JESUS) está CERTO, mas o LOCAL e o EVENTO "ERRADOS"!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Porque essa insistência em defender o êrro?"

      Como já citei acima, o CÁLCULO está CERTO, o personagem (JESUS) está CERTO, mas o LOCAL e o EVENTO "ERRADOS"!

      Não defendemos o ERRO! Defendemos a VERDADE! O fato de Guilherme Miller ter ERRADO, isso não significa e nem de perto que DEFENDEMOS o que ele ERROU, pelo contrário. Ele ERROU e pronto! NÃO defendemos seu ERRO! E que eu saiba, ninguém o DEFENDE sobre JESUS voltar em 1844! Ou alguém faz isso?

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Se aparecer um homem anunciando o dia, o mês e o ano da vinda de Jesus, você acreditaria?"

      Irmão Paulo Cadi, quando o irmão me faz esta pergunta, eu me sinto OFENDIDO! É claro que não! Por que insistir nisso?

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "E, se acreditasse e na data prevista não acontecesse nada, o que você faria?"

      Irmão Paulo Cadi, me perdoe, mas chega a ser infantil esta pergunta! Sem ofensas!

      O irmão Paulo Cadi disse:

      "Pediria perdão a Deus, porque transgrediu a sua palavra, ou tentaria justificar uma coisa que Deus não vindicou?"

      Estou sem palavras!

      "O que nos UNE, é mais forte do que o que nos SEPARA"!

      Fique com Deus!

      Excluir
    6. Alexandre, lamento lhe informar, mas ao tentar salvar o naufrágio de 22 de Outubro de 1844, você respondeu nada com coisa nenhuma.

      Na passagem de Marcos 8:3, o Senhor Jesus repreende Satanás, porque ele estava influênciando os pensamentos de Pedro.

      Sempre quando um homem perverte as escrituras, de alguma forma, seja direta ou indireta, está influênciado pelo poder das trevas, assim com aconteceu com Wiliiam Miller, que começou com a MOTIVAÇÃO ERRADA.

      "Mas ele, virando-se, e olhando para os seus discípulos, repreendeu a Pedro, dizendo: Retira-te de diante de mim, Satanás; porque não compreendes as coisas que são de Deus, MAS AS QUE SÃO DOS HOMENS. MARCOS 8:33."

      Aí está a repreensão de Jesus. Quando Deus chama um homem e lhe dá uma revelação, Ele, Deus mesmo, vai interpretar e velar pela sua palavra para que ela seja CUMPRIDA; assim como aconteceu com os profetas.

      Você citou a desobediência do profeta Jonas.

      Ora, Jonas NUNCA errou em questões de doutrina e revelação da palavra, e Deus mesmo, VINDICOU e CONFIRMOU o seu ministério; o que NÃO OCORREU COM WILLIAM MILLER.

      A desobediência de Jonas se limitou a não responder ao chamado de Deus para pregar e salvar os habitantes de Nínive. Jonas não estava cavocando nas escrituras para descobrir algo que Deus não lhe revelou, assim como fez William Miller, que por sinal se arrependeu, reconhecendo que estivera em ÊRRO todo aquele tempo em que fomentou sua falsa profecia.

      Você, continua laborando em ÊRRO.

      Você citou o profeta Daniel.

      Ora, Daniel estava perturbado, MAS OROU E ESPEROU A REVELAÇÃO DE DEUS; ele não foi presumindo, ou seja, avançando sem autoridade do Espírito Santo; o que não aconteceu com William Miller, este sim, desobedecendo a palavra e avançando sem autoridade, não recebeu a confirmação de sua falsa profecia, porque JESUS NÃO VOLTOU EM 22 DE OUTUBRO DE 1844, segundo ele falsamente profetizou, pois ainda que não fosse profeta, (e se o fosse seria um falso profeta), se colocou no lugar de um profeta porque estava usando um livro profético para descobrir o dia, mês e o ano da vinda de Jesus.

      Além do mais, quando o grupo que fundou o adventismo, começou a receber "revelações" por meio de Ellen White, essa afirmou que Jesus Cristo havia entrado em 22 de Outubro de 1844, para iniciar a "remissão e cancelamento dos pecados" dos que professaram crer em Jesus, desde Adão.

      Ela, contrariou as escrituras que afirmam em várias passagens que Cristo, em si mesmo, ANIQUILOU O PECADO DOS CRENTES de uma vez por todas.

      "Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado.
      HEBREUS 10:18"

      E tem muito mais coisas que você não sabe a respeito desta heresia do Juízo Investigativo.

      Lhe pergunto: Você acredita que houve a REMISSÃO DE PECADOS NA CRUZ?

      Esperando resposta à esta pergunta.

      Excluir
    7. Total!

      Mas isso significa que a humanidade não peca mais?

      Excluir
    8. Com está resposta, você acabou de dar ADEUS ao adventismo. Parabéns! Agora, jogue no Trash os livrecos de White, busque uma boa igreja cristã e sirva a Deus.

      Excluir
  34. 2. Deus conduziu William Miller em sua compreensão das profecias:

    "Deus dirigiu a mente de William Miller para as profecias e concedeu-lhe grande luz sobre o livro de Apocalipse. Anjos de Deus repetidamente visitaram aquele escolhido (Miller), guiando sua mente e abrindo o seu entendimento às profecias que haviam estado obscuras para o povo de Deus."

    Nota: Se Deus estava dirigindo a mente de Miller, então porque os anjos não dirigiram sua mente para Mateus 25:13 que proíbe a marcação de datas para a vinda de Jesus Cristo?

    3. Deus estava por trás da falsa data de 1843:

    "Eu vi que Deus estava na proclamação de 1843."

    Nota: Ellen White viu em visão que Deus estava por trás da proclamação do tempo, (um ato PROÍBIDO por Cristo em Mt.25:13).

    4. O tempo estabelecido de 1843 foi uma "verdade" pela qual Deus iria testar seu povo.

    "Era Seu designío despertar o povo e trazê-los à um teste de prova, onde eles deveriam decidir a favor ou contra a verdade."

    Nota: Ellen White esta dizendo que qualquer um que aceita a falsa data para o retorno de Cristo, está decidindo "pela verdade", enquanto aqueles que rejeitam a falsa data estão "contra a verdade". Na verdade, ela está dizendo que a verdade é a falsidade e a falsidade a verdade!

    5. O espírito de Elias foi manifestado na proclamação da "verdade".

    "Milhares foram levados a abraçarem a verdade pregada por William Miller, e servos de Deus foram levantados no espírito e poder de Elias a fim de proclamar a mensagem."

    Nota: Ellen White está aqui se referindo a profecia de Malaquias 4:5-6, que fala sobre o retorno de Elias antes do Dia do Senhor. Estes assim chamados "Elias" devem também ter sido enganados pela pregação de William Miller. De novo, Ellen White chama a pregação de Miller, "a verdade", mas a história tem nos mostrado e Miller também admitiu que ele não estava pregando a verdade, mas a falsidade.

    6. Aqueles que apontaram para a advertência de Jesus em Mateus 25:13, foram hipócritas e escarnecedores:

    "A pregação do tempo definido despertou grande oposição de todas as classes, do ministro no púlpito até os mais negligentes pecadores ousados. "Ninguém sabe o dia nem a hora", do ministro hipócrita do pecador ousado."

    Nota: A história tem provado que os assim chamados "hipócritas e escarnecedores" estavam corretos, enquanto Ellen Harmon e os mileritas estavam errados.

    7. Pastores que amavam a vinda de Cristo, mas rejeitaram a data de 22 de Outubro de 1844, foram chamados por White de infiéis e sem amor para com Jesus:

    "Muitos pastores do rebanho, quem professam amar Jesus, disseram que eles não se opunham a pregação da vinda de Cristo, mas eles se opuseram ao tempo definido". O olho do Deus que tudo vê, lê seus corações. Eles não amam a proximidade de Jesus. Eles sabiam que suas vidas anticristãs não suportariam o teste, pois eles não estavam andando na humilde vereda assinalada por ele".

    Nota: Qual foi a "humilde vereda assinalada para os pastores seguir? Aceitar um falso ensino e dizer a seu rebanho que Jesus estava vindo em 22 de Outubro de 1844, e levar o povo a crer em uma ilusão? Supostamente isto daria provas de seu amor por Jesus!

    8. Somente os justos aceitaram e creram na mensagem do tempo definido:

    "Os mais devotados alegremente receberam a mensagem. Eles sabiam que ela era de Deus".

    9. O "engano" de marcação de data em 1843 foi culpa de Deus:

    "Sua mão encobriu um engano no cômputo dos períodos proféticos".

    Nota: Espere um segundo! Não estavam Deus e os anjos dirigindo o entendimento de William Miller? Porque eles iriam "esconder" de Miller algo tão sério quanto o ano do retorno de Jesus? Quem bem isto trouxe? Alguém tinha de ser culpado pela mancada, assim porque não Deus? Se ele estava por trás do movimento inteiro, então porque não culpá-lo pelo "engano" também?

    continua.......

    ResponderExcluir
  35. Sr. Paulo Cadi!

    É obvio que o Sr. Miller estava errado da volta de Jesus, nenhum adventista diz que ele estava certo, mesmo porque este desapontamento estava profetizado em Apocalipse 10:10 “E tomei o livrinho da mão do anjo, e comi-o; e na minha boca era doce como mel; e, havendo-o comido, o meu ventre ficou amargo.” A pregação do Livro de Daniel por Miller era doce como o mel, mas o desapontamento foi amargo.

    Mas Apocalipse 10:11 diz para retornar com a profecia “E ele disse-me: Importa que profetizes outra vez a muitos povos, e nações, e línguas e reis.”

    Vou ser bem objetivo com vc Amigo.
    Nenhum ser humano em sã consciência consegue interpretar as profecias da Bíblia simplesmente com a própria inteligência, o único que chegou perto da interpretação racional e coerente partindo de própria inteligência foi Isaac Newton com o Livro “As Profecias do Apocalipse e o Livro de Daniel” e ele levou uma vida inteira para conseguir chegar a alguma conclusão e não preciso nem comentar que o cara era o Pai da Física, lógica pura meu Amigo. Não espere que Miller, Lutero, Calvino, meu xará Wesley ou qualquer outro da Reforma tenha chegado perto do conceito coerente da integralidade da Bíblia.
    Ellen White em bem menos tempo conseguiu transmitir as profecias em diversos livros, ou melhor, explica a Bíblia integralmente com uma coerência e lógica de assustar, só por este FATO já posso dizer que o Espírito Santo a guiou.

    Não me venha com bla bla bla!!!
    Vc está querendo refutar EGW através de Miller???? Seja mais sensato!!!

    1º Miller estava errado, porque não tinha revelação de Deus, mas sim, se apoiava em sua inteligência, por mais que o Espirito Santo o guiava para as verdades, ele as rejeitou depois que se sentiu desiludido, isto por si só demonstra uma Fé baixa e cometeu um erro grave de não temer Deus, se apoiando na Sabedoria , Provérbios 3:5 “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento;”

    2º Quanto a EGW comparar Miller com João Batista, apenas identifica que Miller começou a divulgação do segredo de Deus de Apocalipse 10:7 “Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos.” Da mesma forma que João divulgou o Arrependimento e a Vinda de Jesus. Não se compara as pessoas de João Batista com Miller isso é obvio, mas se compara a mensagem que ambos estavam pregando sobre Jesus.

    3º Lucas 4:27 “E muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Eliseu, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro.”
    2Timóteo 4:3 “Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos.”

    “A VERDADE QUANDO NÃO LIBERTA, ENDURECE O CORAÇÃO”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wesley, já começo perceber que vc está bem escravizado a esse sistema: "Ellen White em bem menos tempo conseguiu transmitir as profecias em diversos livros, ou melhor, explica a Bíblia integralmente com uma coerência e lógica de assustar, só por este FATO já posso dizer que o Espírito Santo a guiou."

      O tema postagem é sobre a doutrina do santuário. Poderia me ajudar a encontrar quais foram os comentários dela a respeito do contexto de Daniel 8.14 - mais especificamente Daniel 8.9-14?

      Excluir
    2. Bom dia irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

      Então irmão Luciano, veja que o que comentei acima sobre sua mesma queixa sobre CTRL + C = V, não faz a mínima importância quando o irmão me critica, pois o irmão Paulo Cadi e outros se utilizam do mesmo recurso. Não vejo nenhum problema nisso! Pois acredito que ninguém possua memória FOTOGRÁFICA e tenha tanto tempo assim disponível para digitar TUDO e buscar ainda TUDO da MEMÓRIA.

      "O que nos UNE é muito mais forte do que o que nos SEPARA"!

      Fique com Deus!

      Excluir
    3. Irmão Luciano Sena, e a estar "ESCRAVIZADO pelo SISTEMA" é recíproco.

      "O que nos UNE é muito mais forte do que o que nos SEPARA"!

      Fique com Deus!

      Excluir
    4. Adoram frases de efeito os de pouco entendimento!

      Excluir
    5. Boa tarde irmão Peli, a paz do Senhor!

      Existe um filme que chama:

      "O SENHOR dos ANÉIS".

      Como em sua opinião, todos os adventistas são "IGNORANTES" ou de "POUCO ENTENDIMENTO", o irmão já é o oposto, que seja:

      " O SENHOR do ENTENDIMENTO".

      Parabéns irmão Peli, por tamanha sabedoria!

      Tenho certeza que você agradece a Deus todos os dias por tamanha "ELOQUÊNCIA", "ENTENDIMENTO" e "SABEDORIA", não é mesmo?

      Fique com Deus, o doador de seus dons, tão bem utilizados!

      Excluir
    6. Você é um exemplo a ser seguido!
      Quando eu crescer, quero ser como você!

      " O SENHOR do ENTENDIMENTO".

      Excluir
    7. Atira-se o chapéu para cima. Aquele ao qual ele serve o agarra e usa!

      Excluir
    8. Obrigado! Mas toda essa sincera "reverência" é desnecessária! ..Levanta-te que eu também sou homem. Atos 10:26

      Excluir
    9. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Percebi qual é a sua Luciano!!!!!!
      Tudo isso aqui é uma piada.
      Vc e o Peli não tem nem argumento plausível para me refutar e tem coragem de expor tanta ignorância.

      Já que vc Peli, gosta de frases de efeito, te mando outra.

      Sem argumento plausível, vc está assinando seu atestado de ignorância.

      Irmão Alexandre!!! Vc percebe que a profecia de EGW sobre o Decreto Dominical é mais viva na palavra destes Irmãos sem "Azeite para o noivado", quando acontecer o Decreto, com certeza esses estarão do lado da Católica, resta-nos Orar. Não se preocupe Irmão, pois eles entenderam muito bem meu texto, mas o Orgulho não permite que eles admitam.

      Logo abaixo o Paulo Cadi ainda fez um pronunciamento de DEFESA a Igreja Católica, além de escrever um livro e eu com apenas um texto refuto toda ladainha dele.

      Minha intensão era dialogar sobre a verdade da Bíblia, mas só encontrei Orgulho.

      Excluir
    10. Cara, você não dá nem prá saída.

      Tá mais atrapalhado que cuzco em dia de festa!

      Orgulho, é daqueles que se acham a única igreja verdadeira, e sem ter motivos prá isso!

      Excluir
    11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      reverência? Me poupe Peli!

      O senhor do "entendimento" e do "deboche" não reconhece um?

      Excluir
    12. Quem está atrapalhado é vc Paulo.
      Orgulho: Elevado conceito que alguém faz de si próprio, Soberba.

      Não vi nenhum argumento plausível para refutar meu texto, somente falácia.

      O Orgulho acontece, quando uma pessoa percebe uma verdade mas não admite, para não "ficar por baixo", que na realidade é ser Humilde em aceitar o erro.

      Vc escreveu um Livro, simplesmente para dizer que a Adventista é herética por causa do erro de Miller, a sua lógica não tem fundamento por causa do fato incontestável de que a Adventista sabe separar muito bem o erro de Miller pensar que era a volta de Jesus do acerto da data de Daniel para purificação do Santuário. Vc não quer entender ou está sendo "ORGULHOSO" em não admitir que a Adventista sabe sobre isso. Essa questão nem era para se levantar em pauta, mas vc afirma que a Adventista pensa do jeito que vc descreveu. Vc afirmar que a Adventista pensa desta forma, está sendo no minimo precipitado, pois demonstrou que não conhece a Adventista ou no máximo está sendo mal caráter por afirmar uma inverdade. Vc afirma sem ter certeza amigo, desta forma vc perde credibilidade.
      "AFIRMAR" sem ter certeza é ser ORGULHOSO.

      Uma "afirmação" necessariamente precisa de argumentos plausíveis para ser dita, do contrário, vc pode dizer apenas o que vc "ACHA" e o "achar" é algo pessoal e não um FATO incontestável.

      A Adventista não se acha a "única Igreja Verdadeira", acredita que o povo de Deus está em todas as igrejas, mas conforme a volta de Jesus se aproxima, mais necessidade existe de seguirmos as doutrinas puras da Bíblia e nesse ponto é que se encaixa a Adventista, não que seja a igreja intocável de Deus, mas é a Igreja que vem pregando as verdades Bíblicas para preparar o povo de Deus para os acontecimentos Finais.

      Eu sei que vc é sincero em sua crença em Deus, mas não feche sua mente e seu coração para um conhecimento maior.

      Excluir
    13. Vá cata r coquinho rapaz, e na sombra. Você apareceu aqui só para encher o saco. Vá estudar rapaz, e cria vergonha na tua cara. Você, prá começar nem sabe do que está falando.

      VÁ PROCURAR TUA TURMA, E NÃO ME ENCHE OS PACOVA, GAROTO!

      Excluir
    14. Wesley, temos recebido vistas de Adventistas com argumentos construidos - alguns de autoria outros colados - (mesmo discordando deles), mas todos os seus comentários são barulhentos, barraqueiros, apenas isso.

      Você disse que é homem de poucas palavras, mas as poucas que tem dito não tem refletido nem pouco uma dignidade maior.

      Excluir
    15. Piada!!!! Vcs 2 são Piadas!!!!!

      Sem argumento plausível Paulo, o melhor é mandar eu catar coquinho, prova que eu não sei o que estou falando, novamente afirmando sem argumento para sustentar, até agora vc não refutou meu argumento, prefere mudar de assunto, criticar sem fundamentação a ter que admitir seu erro. Sou Homem de aceitar uma critica construtiva, inclusive procuro analisar as idéias de todas as religiões, mas o que vcs falam nada mais é pra mim, do que desonestidade.
      Um cara que respeito e aceito a Argumentação é o Dr. Adauto Lourenço, acredito, não tenho certeza, que seja da mesma igreja de vcs, ele é Dr. em Física e explica a Bíblia a Luz da Ciência, não argumenta doutrinas, ele tem o meu profundo Respeito e Aceitação.
      Vídeo do Dr. Adauto.
      https://www.youtube.com/watch?v=236e12hHGvA&list=PLwyW0Uj9Ff01c1Opb__1QLybZEOD_tB44&index=47

      Elogiando Adventistas Luciano???? vc que critica veementemente sem um pingo de sensatez.
      Sou Barulhento meu amigo??? Sou DIRETO, sou OBJETIVO, pego na "veia" mesmo. Vc quer Adventista mansinho para montar nas costas????
      Não se preocupe, uma hora eu paro de conversar por aqui, estou apenas estudando a personalidade de vcs e características psicológicas, se vcs tivessem um algo a mais, eu estaria elogiando com prazer, mas por enquanto, vcs não estão dando exemplo, nem argumento verídico para que eu possa aceitar.
      Vc poderia estar fazendo um trabalho mais sincero e honesto Luciano, se aceitasse corrigir os erros do que vc posta.
      Ninguém é perfeito meu amigo, todos somos pecadores e temos sempre o que aprender, o problema é que vcs não querem corrigir o erro quando se deparam com ele.

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      "VÁ PROCURAR TUA TURMA, E NÃO ME ENCHE OS PACOVA, GAROTO!"
      Essa foi de chorar de rir.
      NÃO AGUENTA CONVERSAR COM ALGUÉM MAIS INTELIGENTE QUE VC LUCIANO???? "BEBA LEITE CRIANÇA!!!!!"

      Excluir
  36. 10. Foi o desejo de Deus que seu povo fosse desapontado:

    "Deus planejou que seu povo devesse se encontrar com um despontamento".

    Nota: Eles nunca teriam sido desapontados, se eles tivessem permanecido sobre a palavra de Deus, (parábola da rocha), Mt.25:13, e rejeitado o ensinamento de William Miller. Novamente, Ellen White lançando a culpa sobre Deus, dizendo que ele foi o responsável pelo seu (do povo) desapontamento, quando de fato, foi seu próprio engano (do povo) que acarretou o desapontamento.

    11. Após o desapontamento de 1843, aqueles que rejeitaram a mensagem do tempo definido, rejeitaram a Deus e se uniram a Satanás:

    "Satanás e seus agentes triunfaram sobre eles... Eles não reconheceram que estavam rejeitando o conselho de Deus contra si mesmos, e estavam operando em união com Satanás e seus anjos para confundir o povo de Deus, que estavam vivendo a mensagem enviada do céu."

    Nota: Aqueles que reingressaram à suas igrejas que estavam corretas em condenar o movimento de William Miller, foram caluniados por Ellen White, como "operando em união com Satanás". O "conselho de Deus" para eles foi continuar com o mesmo grupo que os havia enganado e iludido sobre a vinda de Jesus Cristo.

    12. As igrejas que rejeitaram a marcação de datas como sendo escriturística foram totalmente rejeitadas por Deus:

    "Quando as igrejas rejeitaram receber a primeira mensagem angelica, elas rejeitaram a luz do céu e caíram da graça de Deus. Elas confiaram na sua própria força , e por se opor a primeira mensagem colocaram-se onde elas não pudessem ver a luz da segunda mensagem angélica. Mas os amados de Deus, que estavam oprimidos, aceitaram a mensagem, Babilônia caiu , e deixaram as igrejas".

    Nota: As igrejas que condenaram a falsa data de 1844 e rejeitaram a HERESIA propagada por William Miller, tornaram-se "Babilônia". E aqueles que aceitaram a falsa data de 22 de Outubro de 1844, eram os "amados de Deus".

    13. Aqueles que não se juntaram ao movimento de 22 de Outubro de 1844, não eram convertidos:

    "Muitos que professavam estar esperando por Cristo não tiveram parte na obra de (22 de outubro de 1844)... mas eles não tinham sido ainda convertidos; eles não estavam preparados para a vinda de seu Senhor".

    Nota: Em outras palavras, para ser "convertido" deve-se aceitar o falso ensino acerca do retorno de Cristo.

    14. O Movimento de 1844 cumpriu a primeira e segunda mensagem angélica de Apocalipse 14:

    "A profecia foi cumprida na primeira e segunda mensagem angélicas (de Apocalipse 14)."

    Nota: Os mileritas com suas falsas datas de 1843 e 1844, cumpriram uma importante profecia de Apocalipse?

    15. Todo o Céu estava indignado com aqueles que não se juntaram com o movimento do tempo definido:

    "Todo o Céu encheu-se de indignação de que Jesus fosse assim desprezado por seus professos seguidores".

    Nota: O Céu, estava supostamente indignado com aqueles que seguiram a palavra de Jesus, (Mt.25:13), e se recusaram a marcar data para o seu retorno. Porque o Céu iria se indignar com aqueles que guardaram a palavra de Jesus e se alegrou com aqueles que a desprezaram?

    16. Foi o propósito de Deus amargamente desapontar seu povo em 1844:

    "Tinha sido o propósito de Deus ocultar o futuro de seu povo e trazê-lo a um ponto de decisão. Sem a pregação de um tempo definido para a vinda de Cristo, a obra designada por Deus não teria sido realizada".

    Nota: Que BLASFÊMIA! Ellen White disse que Deus requeriu que fosse anunciada uma falsidade de maneira a cumprir sua obra. Em outras palavras, Deus não tem outra maneira de trazer seu povo para a verdade a não ser que envie um homem para pregar o êrro.

    continua.....

    ResponderExcluir
  37. 17. Aqueles que reconheceram seu engano e retornaram à suas igrejas estavam perdidos:

    "A passagem do tempo definido os tinha provado e testado, e muitos foram pesados na balança e achados em falta".

    Nota: Qualquer um que reconhecesse que havia sido enganado e retornasse para sua igreja estava supostamente perdido.

    18. Aqueles que rejeitaram o tempo definido e disseram "Eu lhe disse", (para os mileritas desapontados em 1844), eram escarnecedores que seriam punidos pela ira de Deus:

    "Da mesma forma, aqueles que tem zombado e escarnecido ante a idéia dos santos subindo, serão visitados com a ira de Deus, e sentirão que não é pouca coisa brincar com seu Criador".

    Nota: Nós não temos evidência que esta "visitação de ira" tenha alguma vez ocorrido.

    19. Jesus com um olhar de reprovação afastou-se daqueles que não aceitaram o tempo definido:

    "Jesus retirou-se deles com um olhar de reprovação; pois eles o tinham desprezado e rejeitado".

    Nota: Ellen White deseja que acreditemos que Jesus olhava com reprovação para as pessoas que seguiram sua palavra (Mateus 25:13), enquanto sorria para aqueles que ignoraram suas claras advertências contra a marcação de datas.

    "Ellen White, Early Writings, pp. 229-249."

    Quero perguntar aos adventistas:

    Em Mateus 24:23-26 Jesus disse:

    "23 Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;
    24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
    25 Eis que eu vo-lo tenho predito.
    26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis."

    Estas palavras ditas com a suprema autoridade de Jesus Cristo, devem ser entendidas e aplicadas em sentido ABSOLUTO, e sob qualquer circunstância.

    Qualquer predição, ou aviso da presença de Jesus Cristo em algum lugar ou tempo, DEVE SER IMEDIATAMENTE REJEITADA.

    Pergunto aos adventistas:

    Os cristãos que aplicaram as palavras de Jesus, acima citadas, e condenaram o falso movimento de William Miller, estavam erradas? Quando é que se deve aplicar as advertências do Senhor Jesus? Se aparecer alguém marcando o dia, o mês e o ano da vinda de Jesus Cristo, você, adventista, vai aplicar as advertências de Jesus com respeito a falsas predições?

    Se as advertências de Jesus são válidas HOJE, porque não seriam também no tempo de William Miller?

    Se Jesus afirmou que somente o Pai sabe o dia e hora de seu retorno, qual espírito estava influênciando William Miller?

    Se Jesus falava pelo poder do Espírito Santo, como é que o mesmo Espírito que inspirou Mateus a escrever as advertências citadas acima, vai se contradizer e apoiar William Miller que estava desobedecendo e ignorando completamente as escrituras?

    Estamos esperando as respostas.

    ResponderExcluir
  38. Os flagrantes êrros do Movimento Milerita levam qualquer pessoa às perguntas que eu "colei", ainda que não precise utilizar deste recurso. Depois teremos mais questionamentos sobre a falsa data de 22 de Outubro de 1844, que além de ser uma afronta a nosso Senhor Jesus Cristo, quem afirmou que não sabia o dia e a hora (devido ao véu da encarnação), contradiz todo o ensino sobre a expiação completa na cruz.

    Está doutrina das 2300 "tardes e manhãs" de Daniel 8:14, terminando na fictícia data de 22 de outubro de 1844, dando início a "remissão" de pecados, incorre em um GRAVE ÊRRO constatando-se aí o sinal de HERESIA.

    O fato é que os adventistas, (quando se lhes pede que expliquem a expiação de Cristo e sua ligação com a doutrina do Juízo Investigativo, NÃO SABEM EXPLICAR.

    Por isso, ficam colando das explicações de sua profetisa e líderes algo que eles NÃO ENTENDEM, porque se trata de um ensino (Juízo Investigativo) sem pé e sem cabeça!

    Querer injetar a igreja Católica na profecia de Daniel 8:14, que faz parte de todo o capítulo 8 do livro, é desconhecer a doutrina católica a respeito da expiação de Jesus Cristo na cruz. A igreja Católica ensina que a expiação de Cristo FOI COMPLETA, ao contrário do adventismo o qual ensina que NÃO HOUVE REMISSÃO DE PECADOS NA CRUZ, mas foi providenciado para um futuro distante, ou seja, 22 de Outubro de 1844.

    Para que serve a intercessão de Jesus Cristo, desde 33 aD se não houve a remissão completa e absoluta de nossos pecados?

    O adventismo se utilizando de Daniel 8:14 e versículos adjacentes, ensina que a igreja Católica tornou nula a intercessão de Cristo durante 1260 anos! Além desta interpretação ser COMPLETAMENTE ERRADA DO PONTO DE VISTA HISTÓRICO, quem tornou nula a intercessão de Jesus Cristo, foi o adventismo que nega que houve a remissão de nossos pecados na cruz, tornando por isso, sem valor algum a intercessão de Cristo, já que sua mediação se deve ao fato de que houve na cruz a ANIQUILAÇÃO de nossos pecados, NA PESSOA de Jesus Cristo, em si mesmo.

    Temos de demonstrar os êrros de interpretação não somente históricos mas também teológicos que o adventismo faz na sua interpretação de Daniel 8:14 e versículos circundantes.

    Á tarde continuaremos....

    ResponderExcluir
  39. "8 E o bode se engrandeceu sobremaneira; mas, estando na sua maior força, aquele grande chifre foi quebrado; e no seu lugar subiram outros quatro também insignes, para os quatro ventos do céu.
    9 E de um deles saiu um chifre muito pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa.
    10 E se engrandeceu até contra o exército do céu; e a alguns do exército, e das estrelas, lançou por terra, e os pisou.
    11 E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra.
    12 E um exército foi dado contra o sacrifício contínuo, por causa da transgressão; e lançou a verdade por terra, e o fez, e prosperou.
    13 Depois ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício contínuo, e da transgressão assoladora, para que sejam entregues o santuário e o exército, a fim de serem pisados?
    14 E ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado."

    Aí está a porção mais debatida do capítulo 8 do livro de Daniel.

    Em primeiro lugar, eu vou fazer uma afirmação com LETRAS MAIÚSCULAS, logo aqui em baixo, e pediria aos leitores que leiam com bastante ATENÇÂO!

    Aqui está a afirmação:

    "SE OS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA, ADMITIREM QUE HOUVE A REMISSÃO E CANCELAMENTO DE PECADOS NA CRUZ, A DOUTRINA DO JUÍZO INVESTIGATIVO SE DESMANTELA SOZINHA."

    Em primeiro lugar, a interpretação de Daniel 8:14 feita pelos adventistas, tem de concordar com a interpretação correta de Daniel 8:13. Além do mais, o referido santuário de Daniel 8:14, deveria ser o santuário celestial; e também a profecia das 2300 "tardes e manhãs" deveria iniciar em 457 aC; da mesma forma, a profecia das 2300 "tardes e manhãs" de Daniel 8:14, deveria terminar no ano de 1844 aD; a "purificação" do santuário referida em Daniel 8:14, deveria se referir ao Dia da Expiação; também, a expiação pelos pecados não poderia ter ocorrido no Calvário: o santuário celestial deveria estar poluído devido aos pecados ali acumulados, e estes (pecados) AINDA sendo perdoados.

    As passagens de Daniel 8:13-14, nunca foram citadas por Ellen White em seu (?) livro "O Grande Conflito". Sendo assim, o Comentário Biblico Adventista e também o Dicionário Biblico Adventista procuram harmonizar o contexto de Daniel 8:8-13, com a interpretação que Ellen White e associados (pioneiros) deram ao verso de Daniel 8:14.

    Torna-se extremamente importante a interpretação dos versos precedentes à Daniel 8:14, ou seja, as passagens de Daniel 8:8-13.

    Estes versos de Daniel 8:8-13 terão de concordar com a interpretação que os adventistas dão à Daniel 8:14.

    Portanto, se Daniel 8:8 até 8:13 não derem suporte histórico, contextual (exegese), e teológico para a doutrina do Juízo Investigativo, então o uso que os adventistas fazem de Daniel 8:14 pode ser considerado incorreto.

    Daniel 8:8.

    "E o bode se engrandeceu sobremaneira; mas, estando na sua maior força, aquele grande chifre foi quebrado; e no seu lugar subiram outros quatro também insignes, para os quatro ventos do céu."

    Daniel 8:22. "O ter sido quebrado, levantando-se quatro em lugar dele, significa que quatro reinos se levantarão da mesma nação, mas não com a força dele."

    Daniel 11:3. "Depois se levantará um rei valente, que reinará com grande domínio, e fará o que lhe aprouver."

    Daniel 11:4. "

    Mas, estando ele em pé, o seu reino será quebrado, e será repartido para os quatro ventos do céu; mas não para a sua posteridade, nem tampouco segundo o seu domínio com que reinou, porque o seu reino será arrancado, e passará a outros que não eles."

    Os adventistas ensinam que Daniel 8:8 não se refere aos 4 reinos gregos que substituíram o grande império de Alexandre. Eles afirmam que o verso de Daniel 8:8 se refere somente as "quatro direções do vento", permitindo assim Daniel 8:9 se referir a Roma pagã.

    Continua.....

    ResponderExcluir
  40. Históricamente, o "Grande Chifre" de Daniel 8:8 foi substituído pelos outros 4 chifres gregos. A maioria dos comentaristas adventistas admitem que:

    1 - Que o bode representava a Grécia; 2 - Que o leopardo em Dn.7:6 com 4 cabeças e 4 asas representava também a Grécia: 3 - Que o grande chifre de Daniel 8:8 representava Alexandre O Grande.

    A discordância é acerca dos "quatro chifres notáveis" e dos "quatro ventos."

    A maioria dos comentaristas ensinam que a ênfase está (ver Dn.7:6) nos 4 chifres em que o império grego foi dividido. Estes 4 chifres de Dn. 8:8 e 8:22, como as 4 cabeças de Dn.7:6, surgiram em lugar do chifre quebrado.

    Quando Alexandre morreu, seu reino dividiu-se nos quatro reinos da Grécia, Macedônia, Siría e Egito. O terceiro reino grego de bronze em Dn.2:39 é o leopardo de Daniel 7:6 com 4 asas e 4 cabeças, e o bode de Dn.8:8 com 4 "chifres notáveis" em direção aos 4 ventos do qual saiu o "pequeno chifre." Esta divisão é também vista em Daniel 8:22 e 11:4. O quarto Império Romano de ferro em Dn.2:20 é a terrível e extremamente forte besta de Dn.7:7-8 com dentes de ferro e 10 chifres do qual saiu o pequeno chifre Romano.

    Embora todos os grandes conquistadores tenham características semelhantes, o pequeno chifre de Dn.7:7-8 NÃO É O MESMO que o pequeno chifre de Daniel 8:9-12. Sendo que a Grécia não conquistou Roma ou a península itálica, é evidente que Roma não saiu de "um dos 4 chifres."
    O pequeno chifre do capítulo 8 está conectado ao terceiro reino dos capítulos 2 e 7 do livro de Daniel às 4 asas e 4 cabeças do leopardo em Dn.7:6 com os 4 chifres e 4 asas do bode em Dn.8:8 e 11:4.

    No entanto, por outro lado, o pequeno chifre de Dn.7:24 está conectado ao quarto reino de Dn.2:40-44 e Dn.7:19-20.

    Os adventistas discordam! Eles interpretam o "pequeno chifre" como um reino completamente diferente (Roma), quando o texto NÃO INTRODUZ OUTRO ANIMAL PARA SUBSTITUIR O BODE!

    A interpretação deles é inconsistente com o modelo de "novo animal- novo reino", conforme os capítulos 7 e 8 de Daniel. Por ignorar a conexão entre Dn.8:8 e Dn.11:4, ele também negam a luta muito detalhada entre a Grécia governando o Egito e a Grécia governando a Siría em Daniel 11. No entanto, se os adventistas fossem admitir o êrro de interpretação no texto base de Daniel 8:8. então eles teriam de admitir que tudo mais que eles construíram sobre Dn.8:8, (incluíndo 8:14), está errado!


    "Daniel 8:9. E de um deles saiu um chifre muito pequeno, o qual cresceu muito para o sul, e para o oriente, e para a terra formosa." Os adventistas ensinam que o chifre pequeno de Daniel 8:9 é Roma pagã que saiu de um dos "4 ventos" (ou direções), em vez de "um dos 4 chifres." Novamente, isto é porque Roma pagã não emergiu de nenhum dos 4 reinos gregos que substituíram o de Alexandre.

    Históricamente, o chifre pequeno de Dn.8:9 foi Antioco 4 (Epifânes) que emergiu dos selêucidas da Siría. A maioria dos comentaristas dizem que, " de um deles", significa de "um dos 4 chifres."

    O argumento adventista é que Roma pagã foi "cresceu excessivamente" em todas as direções do compasso, enquanto Antioco 4 eventualmente falhou. No entanto, a perspectiva biblica é segundo o ponto de vista dos judeus. Embora Alexandre foi históricamente maior que os selêucidas, os seleêucidas foram maiores em impor a religião e pensamento grego aos judeus. Antioco também foi "excessivamente grande" ao fazer cessar a adoração no templo, pela primeira vez dese 515 aC, quando ele erigiu um altar a Zeus dentro do templo em 167 aC.

    Novamente, estando a interpretação adventista errada no segundo texto fundacional de Daniel 8:9, então tudo mais está errado, inclusive Dn.8:14.

    continua.....

    ResponderExcluir
  41. Daniel 8:10. E se engrandeceu até contra o exército do céu; e a alguns do exército, e das estrelas, lançou por terra, e os pisou."

    Os adventistas ensinam que o "exército" de Dn.8:10 são cristãos.

    Históricamente, o "exército" de Dn.8:10 são judeus. "Exército" é encontrado em Dn. 8:10, 11, 12 e 13. A maioria dos comentaristas interpretam "exército" e "estrêlas" para referir-se ao povo judeu, e seus líderes quem foram perseguidos por Antioco 4 entre 171 - 164 aC. No entanto, os adventistas interpretam "exército" como cristãos perseguidos em primeiro, pelo Império Romano, e depois pela Igreja Católica Romana.

    "Daniel 8:11. E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra."

    Os adventistas ensinam que o "princípe" de Dn.8:11 é Jesus Cristo. Portanto, de Daniel 8:8 até 8:11, o pequeno chifre, é Roma pagã quem crucificou Cristo, "o princípe", e Roma pagã que fez cessar o sacrifício diário quando o templo foi destruído em Jerusalém, no ano 70 aD.

    Históricamente, o "princípe" de Daniel 8:11, foi o sumo sacerdote Onias 3. Antioco 4 removeu este sumo sacerdote e fez com que os dias literais de sacrifícios no templo de Jerusalém cessassem quando ele sujou o templo através da oferta de um porco sobre o grande altar no dia 25 de Dezembro do ano 167 aC., incitando, assim, uma bem sucedida guerra pela independência.

    O "Dicionário Biblico Adventista do Sétimo Dia: "O pequeno chifre do capítulo oitavo "tira o sacrifício diário" e lança por terra " o lugar do seu santuário" (v.11), mas após um período chamado de "dois mil e trezentos dias" (v.14) o santuário é "purificado" (KJV), ou "restaurado ao seu estado de direito" (RSV)."

    A declaração acima é realmente confusa. Os adventistas ensinam que o "sacrifício diário" e o "santuário" em Dn.8:11 refere-se ao templo de Jerusalém que foi profanado por Roma pagã, no ano 70 aD. Eles, então, mudam o ensinamento para uma restauração do "diário" em Dn.8:14 como referindo-se ao ministério de Cristo no templo celestial desde 1844 a fim de purificá-lo da contaminação por causa dos pecados dos crentes (e não o chifre pequeno). Na verdade, o "sacrifício diário" em Daniel sempre se refere ao templo de Jerusalém.

    Os adventistas concluem que o "sacrifício diário" em Dn.8:11 deve estar associado com sua (deles) restauração do Dia da Expiação. Nada disso consta nesta e adjacentes versículos de Daniel 8.

    Enquanto os adventistas querem desqualificar Antioco 4 porque ele não lançou por terra, literalmente, o santuário, também não há "um lançar por terra" em suas (adventistas) extensas explicações, seja pela instituição do confessionário ou pelo pecado dos crentes.

    Daniel 8:12. "E um exército foi dado contra o sacrifício contínuo, por causa da transgressão; e lançou a verdade por terra, e o fez, e prosperou."

    Daniel 8:23. "Mas, no fim do seu reinado, quando acabarem os prevaricadores, se levantará um rei, feroz de semblante, e será entendido em adivinhações."

    Os Dicionário Biblico Adventista, Review and Herald, 1960, "abominação", p.7: " Os dois sistemas são mutuamente exclusivos, sendo que o estabelecimento da abominação da desolação, é acompanhado pelo piisotear o santuário (8:13) e pelo tirar o "diário" (11:31; 12:11). Este sistema substituto de adoração é abominável, ou detestável, porque ele se levanta em implacável oposição a verdadeira adoração a Deus. Ele assolou o santuário ao substituir seus serviços pelo dele. Esta mudança nos acontecimentos naturalmente intimidou os adoradores do verdadeiro Deus.

    continua.....

    ResponderExcluir
  42. "Na simbolica profecia de Daniel 8, é o poder representado pelo "chifre pequeno" que acaba com adoração ao verdadeiro Deus em seu santuário e institui um falso sistema de adoração em seu lugar (vs 9-12). No final dos "dois mil e trezentos dias" devia ser purificado (v.14) pela restauração da adoração ao verdadeiro Deus." [SDA Referring to Roman Catholicism].

    Daniel 8:12. Num salto gigante os adventistas ensinam que Daniel 8:12 descreve a Igreja Catolica Romana que profanou o santuário celestial ao substituir seu ministério (do celestial), pelo confessionário e outras doutrinas. A declaração acima do Dicionário Adventista não faz sentido. No verso 12 de Daniel 8 o pequeno chifre do papado estabelece a abominação da desolação, pisoteia o santuário e tira o "diário". Mas no verso 14 de Daniel 8 a desolação do santuário celestial é causada pela expiação dos pecados confessados e perdoados dos crentes. É uma contradição ensinar que o "pequeno chifre" e os santos desolaram o santuário celestial, sim, porque ele devia ser purificado de uma profanação. Qual o autor dela?

    Historicamente, Daniel 8:12 descreve a desolação do templo de Jerusalém por Antioco 4 . Sua purificação, ou em uma melhor tradução "restauração", está registrada em Macabeus e não foi uma purificação segundo o Dia da Expiação.

    Daniel 8:13. "Depois ouvi um santo que falava; e disse outro santo àquele que falava: Até quando durará a visão do sacrifício contínuo, e da transgressão assoladora, para que sejam entregues o santuário e o exército, a fim de serem pisados? "

    Os adventistas ensinam que a resposta dada em Daniel 8:14 para a pergunta do verso 13 é que, "em 1844 Jesus abriu os livros do céu que contém os nomes e obras de todos os que professaram a fé e começou o julgamento ou Juízo Investigativo somente dos crentes professos para determinar quem é digno da salvação.

    Primeiro. Em vez de responder quanto tempo duraria a visão de Dn.8:8-12, a resposta adventista diz quando Cristo iria começar a purificação do santuário celestial em 1844.

    Segundo. Em vez de responder quando o pequeno chifre de Dn.8:10-12 iria parar de perseguir os santos, a resposta adventista diz quando Cristo iria começar a apagar os pecados dos santos que tem causado a desolação do santuário celeste desde o primeiro pecado de Adão. Terceiro: Em vez de ser um julgamento do pequeno chifre, o Juízo Investigativo é um julgamento dos crentes professos.

    Quarto. Em vez de responder quando o santuário seria finalmente purificado da profanação pelo chifre pequeno de Daniel 8:10-12, a resposta adventista diz quando Cristo iria se mudar do lugar santo para o lugar santíssimo do santuário celestial, para finalmente começar a remissão de pecados.

    Quinto. Novamente, em vez de responder quando o exército, os crentes, iriam para de serem perseguidos pelo chifre pequeno, a resposta adventista põe a culpa da profanação do santuário sobre os crentes.

    Portanto, incrível como possa soar, deve-se concluir que a resposta adventista dada em Daniel 8:14 para a pergunta do verso 13 não tem absolutamente nada a ver com seu contexto em Daniel 8:8-12! Mais incrível ainda, o Dicionário Biblico Adventista, (na palavra abominação, ver acima), nem mesmo faz menção sobre a investigação de pecados dos santos, naquela explicação.

    Historicamente, a resposta à esta questão de Daniel 8:13 fornecida na maioria dos comentários, é simplesmente que "após 2300 dias de sacrifício literais, em 164 aC os judeus venceram sua guerra civil contra Antioco 4, restaurando o santuário e ganhando a independência pela primeira vez desde 586 aC.

    Que importante evento histórico! O templo de Jerusalém foi purificado, restaurado e reededicado, voltando a oferecer os sacrifícios diários. Hoje esta restauração é ainda celebrada pelo santo Dia do Hanukkah, significando dedicação.

    continua.....

    ResponderExcluir
  43. Servimo-nos de alguns comentários a fim de lançarmos um fundamento para uma análise de resultado, quer dizer, o profundo êrro teologico, mais apropriadamente soteriologico em que incorrem os adventistas, quando são ensinados que a REMISSÃO E CANCELAMENTO DE PECADOS NÃO OCORREU NA CRUZ.

    Quando o apóstolo Paulo afirmou que somente se gloriava na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, era porque a obra foi ali, na cruz, CONSUMADA, pelo ANIQUILAMENTO DE NOSSOS PECADOS NA PESSOA DO SENHOR JESUS.

    Em nós ainda há pecado, até a restauração de todas as coisas com o cumprimento de 1 Corintíos 15. Mas EM CRISTO, nós somos IMPECÁVEIS. Por isso o apóstolo Paulo podia se gloriar na mensagem da cruz, o que não poderia fazer se tivesse que esperar um homem chamado William Miller errar e errar com Deus, para que uma profecia fosse cumprida, a saber, o início da remissão de nossos pecados, contrariando Hebreus 10:18.

    Isto é nojento! Está heresia de um Juízo Investigativo é espiritualmente virulenta e abominável à vista de Deus e de seus filhos.

    Mais tarde vamos fazer uma análise teologica desta heresia que não resiste de forma alguma a um estudo correto das escrituras....

    ResponderExcluir
  44. Perfeito, Cadi!
    Os que desejam conhecimento, têm aprendido muito com tuas postagens. Os irascíveis, inebriados com a mentira e com o orgulho tem perdido a oportunidade e a compostura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade irmão Peli, temos aprendido muito com o irmão Paulo Cadi, tipo:

      "vai catar coquinho"

      "não enche o saco"

      "tomar vergonha na cara"

      "vai te catar" e tantos outros, desferidos pelo irmão Paulo Cadi!

      Realmente, temos aprendido muito com ele!

      Principalmente, educação, equilíbrio, respeito, cordialidade e principalmente TEMPERANÇA! Ou não?

      Você tem toda razão!

      Excluir
    2. Irmão Paulo Cadi, sem ofensas!

      Apenas estou respondendo aos elogios do irmão Peli a sua pessoa.

      Irmão Cadi, para mim, você parece ter realmente muito conhecimento sendo ou não TEÓLOGO.

      O que me intriga e seu constante comportamento de certo DESCONTROLE, quando desfere ADJETIVOS PEJORATIVOS e CERTOS PALAVRÕES! Isso realmente não pega bem para um cristão tão CULTO quanto você! Não combina com sua pessoa tal comportamento.

      Até parei de dialogar com você por isso, mas depois acabamos nos acertando e o DIÁLOGO voltou a ficar bom, mas novamente ontem, o irmão soltou suas pérolas e demonstra muito ORGULHO e SUPERIORIDADE!

      Desisto! É perda de tempo!

      Sem ofensa a sua pessoa!

      Fique com Deus!

      Excluir
    3. Alexandre,

      Olhe o que o Wesley disse no 21/08/2014 23:26:

      "Vc afirmar que a Adventista pensa desta forma, está sendo no minimo precipitado, pois demonstrou que não conhece a Adventista ou no máximo está sendo MAL CARÁTER (ênfase minha) por afirmar uma inverdade."

      O sujeito vem me chamar de "mal caráter"; não tem a miníma condição de debater. Está dando até pena de ver.....

      O debate não deve ser um fim em si mesmo, mas um para se esclarecer as coisas.

      Aqui ninguém está fora de controle, mas esta impressão se deve ao fato de que os líderes de sua denominação, aprendem a maquear o seu comportamento, pelo menos na frente dos outros.

      Não é um comportamento natural, mas artificial e para impressionar os ingênuos.

      Se você visse João, o Batista, com toda aquela "educação" por certo sairia de perto, já que vocês são pessoas muito sensíveis!

      No meu comentário, 21/08/2014 17:49 lhe perguntei se você acreditava que houve a remissão de pecados na cruz; você, no 21/08/2014 21:36, respondeu: "Total!

      Mas isso significa que a humanidade não peca mais?"

      Está vendo? Com sua resposta, você deixou de ser adventista tão logo concordou, e corretamente, que houve a remissão de pecados, contrariando Ellen White.

      Aí está a prova do que eu venho dizendo: Os adventistas em geral, NÃO ENTENDEM A DOUTRINA DO JUÍZO INVESTIGATIVO.

      Se eles entenderem do que se trata, na certa a maioria irá rejeitar!

      Perda de tempo? Problema seu. O que eu tenho a ver com isso?

      Excluir
    4. Irmão Cadi disse:

      "O debate não deve ser um fim em si mesmo, mas um para se esclarecer as coisas".

      É justamente assim que tenho certeza que devemos DIALOGAR e não o contrário! Concordo com você!

      Educação não tem nada a ver com "IMPRESSIONAR" alguém e muito menos à "INGÊNUOS"! Aonde estão os "INGÊNUOS"?

      Irmão Paulo, o fato de na CRUZ JESUS ter remido todos os pecados, isso significa que as pessoas não pecam mais? De onde você tirou isso? Fico com a impressão de que você acreditaria assim:

      "Uma vez salvo, salvo salvo para sempre", ou seja, JESUS teria de uma certa forma morrido na CRUZ para pura e simplesmente o aceitarmos, mas continuaríamos vivendo a mesmo vida de pecados que anteriormente se vivia. É isso mesmo irmão Cadi? Ou entendi errado?

      JESUS nos garantiu a salvação pelo seu sangue para que tivéssemos uma nova vida, ou seja, uma vida de obediência através da cópia de Seu caráter pela transformação de nosso ser através do Espírito Santo, ou seja, somos salvos para a obediência através do amor (não por obras da lei) ou somos salvos para continuarmos pecando e vivendo exatamente como vivíamos antes de ACEITÁ-LO?

      Não sei por que tanta insistência em afirmar que o JUÍZO INVESTIGATIVO promoveria a SALVAÇÃO por OBRAS da LEI. É isso mesmo o que essa doutrina ensina? Será?

      Fique com Deus!

      Excluir
    5. Não se faça de inocente Paulo, isso não combina com vc!!!

      Não sabe interpretar uma Frase??????

      Quando eu disse "no minimo precipitado, pois demonstrou que não conhece a Adventista ou no máximo está sendo mal caráter por afirmar uma inverdade.", significa que eu afirmei que vc está sendo precipitado (vc afirmar que a Adventista aceita o engano de Miller não é uma verdade, Eu e o Irmão Alexandre já falamos sobre isso, mas vc teimou em afirmar o mesmo raciocínio furado, portanto ou vc está se precipitando em afirmar uma coisa que não é verdade, ou está sendo desonesto, pois já falamos e vc teimou em afirmar que a Adventista acredita no engano de Miller. Mas quando eu disse "NO MÁXIMO" significa que dependendo da sua postura perante a verdade, "POR CONTA PRÓPRIA" estará alcançando o máximo da não aceitação da verdade, que é o mal caratismo. Enquanto vc não conhecer profundamente as verdades, vc pode estar no engano ou precipitação ou ignorância ou orgulho, mas se vc sabe da verdade, não aceita e quer distorcer, estará chegando ao máximo que é o mau caratismo.

      Negando várias vezes a verdade, qualquer um pode pensar que vc não tem conhecimento suficiente para conseguir entender ( vc faz questão de querer demonstrar que tem conhecimento, portanto isso acaba saindo de questão ou tenho que admitir que vc não tem capacidade de compreender mesmo?).

      Se vc tem capacidade de compreender, porque nega tanto as verdades??? Só pode ser ORGULHO!!! Se vc continuar a negar as verdades não me restará outra coisa a não ser pensar que é mau caratismo.

      Do texto todo que escrevi vc pegou apenas esta parte, inclusive indiretamente isso é uma malandragem para camuflar sua aceitação de todo o texto que falo verdades.
      No meu texto todo vc procurou uma parte que dispusesse um respingo de Autoridade para vc, mas se enganou Amigo, pois sua INTERPRETAÇÃO é completamente INCOERENTE, pois eu não afirmei que vc é MAU CARÁTER eu afirmei que vc está dentro de uma progressão que o minimo é "precipitado" e o máximo é "mau caratismo". Se vc não compreendeu o que eu lhe disse vc está começando a assinar um atestado de ignorância, mas se vc compreendeu o que podemos dizer sobre o que escreveu???? E não JUSTIFICA sua afirmação de que a Adventista aceita o engano de Miller.

      Até agora não vi nenhuma refutação contra minha argumentação, continua com papo furado, agora me vem com "Está dando até pena de ver....."
      se o seu melhor argumento é dizer que eu te chamei de "Mau Caráter", tente novamente outro argumento para ver se cola.

      Gostei de sua Ironia sobre João Batista, já que vc concorda com a personalidade dura de João, desqualifica sua frase "O sujeito vem me chamar de "mal caráter"; não tem a miníma condição de debater." No seu texto vc caiu em contradição em dizer que os Adventistas são sensíveis, indiretamente dizendo que vc aguenta o "DEBATE ACALORADO", mas quando se refere a mim, escreve esta PÉROLA demonstrando que não debate comigo porque é um "DEBATE ACALORADO", vc caiu em contradição, não posso dar crédito as coisas que vc fala.

      Excluir
  45. Paulo, acho que está invertido, o seu cometário devia ser a postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia irmão Luciano Sena, a paz do Senhor!

      Realmente irmão Sena, tem alguma coisa invertida:

      Você diz que Dn 8:14 são única e exclusivamente 2300 dias literais (aproximadamente 6,3 anos). Já o irmão Cadi, afirma de pés juntos que são 2300 sacrifícios devidamente convertidos em 1150 dias literais.

      Quem está CERTO e quem está ERRADO?

      Claro, ambos estão equivocados, mas como partilham da mesma DENOMINAÇÃO (talvez, não tenho certeza) quem estaria CORRETO?

      2300 DIAS ou 2300 SACRIFÍCIOS?

      Fiquem com Deus!

      Excluir
    2. As duas interpretações permanecem NO MESMO EVENTO. Os adventistas HOJE, contrariam Ellen White que viu os santos VIVOS EM NÚMERO DE 144000 MIL. Como a denominação começou a crescer, os líderes adventistas passaram a adotar que o número 144000 de Ap.7, é simbolico!

      Mudaram a doutrina por causa do crescimento da igreja, já que para White e pioneiros NÃO ERA ASSIM.

      Os mórmons e testemunhas de jeová, procedem do mesmo jeito; muitas vezes mudam a doutrina, mas não por motivos exegéticos, mas políticos, assim como acusam o catolicismo e protestantismo, assim fazem.

      Agora, por uma pequena diferença de interpretação DO MESMO EVENTO, começam a
      fazer um alarde...

      Mas, 22 de Outubro de 1844 para começar a remissão de pecados, está certo!!!!

      Porca miséria!

      Excluir
  46. A dupla dinâmica está se apoiando no Paulo????

    Olha a OBRA PRIMA, vcs 2 acabam de demonstrar, com suas palavras, que o Paulo tem mais conhecimento que vcs.

    O Raciocínio Lógico desta situação é: vcs 2 assumem que não tem AUTORIDADE para falar sobre o assunto.

    Indiretamente estão aceitando que meus argumentos são FORTES, mesmo porque, não tem argumentos plausíveis para me refutar.

    ResponderExcluir
  47. Vou lhe fazer a mesma pergunta que fiz ao Alexandre:

    Você acredita que houve a "remissão de pecados na cruz"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que malandragem heim Paulo!

      Fica pulando de galho em galho para mudar o foco da conversa, agora me vem com a mesma estratégia do Luciano!!!!

      Mas não vou fugir do debate meu amigo.
      Quero ver até onde vc aguenta.

      Como eu já demonstrei que vc não sabe interpretar textos, quero que vc me diga primeiro o que vc compreende de "remissão de pecados na cruz"? Não me venha com um simples "fomos perdoados na Cruz e não no dia 22 de outubro de 1844". Quero saber COMO Cristo fez a remissão de pecados na cruz e COMO estamos redimidos para a vida toda?

      Excluir
    2. Wesley, acho melhor evitar ficar escrevendo... vc é homem de poucas palavras...

      Excluir
  48. Alexandre, ou eu, ou ele, está certo. Existe essas duas propostas, e os servos de Deus da atualidade tb estão divididos nela. O meu autor preferido, Antony Hoekema, defende isso e com boas razões. Eu ainda não estou convencido.

    Mas disso, defender a lenda "22/10/1844", é um abismo intransponível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela resposta e sinceridade!

      Você já pegou um GRÁFICO adventista das 2300 anos e parou para avaliá-lo ou não?

      Excluir
    2. Realmente irmão Luciano, é um ABISMO (tempo muito longo, concordo com você, são 2300 anos) INTRANSPONÍVEL para QUALQUER ser humano viver tanto tempo assim, não ´e mesmo?

      Mas o mais engraçado é que você acredita em 6,3 anos e em "EPIFÂNIO"!

      Excluir
  49. Para você irmão Luciano, as 70 semanas, 62 semanas, 7 semanas e 1 semana seriam informações de uma mesma profecias, ou seja, 62+7+1=70, ou seriam tempos distintos para períodos diferentes?

    E na sua opinião, as 70 semanas estariam inseridas ou não nos 2300 (dias, e ou sacrifícios, e ou anos)?

    ResponderExcluir
  50. Alexandre:

    1. Não sei se já...

    2. Parece que sim...(não tinha como fazer uma pergunta mais simples não??? kkk) já li, até dor de cabeça, vi as várias propostas, inclusive dos ASDs e TJs são boas.A dispensacionalista tb. Mas essa profecia das setenta semanas, deixa ganchos que dificulta.

    3. Como entendo que a maior profecia da Bíblia é das setenta semanas, e começa em 445 a.C, obviamente os 2300 dias em Antíoco Epifânio está dentro desse período.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciano, se o seu período inicia em 445, qual sua referência para tal inicio? Seria Dn 9:25? Se sim, por que?

      Excluir
  51. Irmão Paulo, peço-lhe que evite uma carga de reprovação direcionada às pessoas. Acaba depois virando ofensas, o que não contribui em nada.

    ResponderExcluir
  52. kkkkkkkkkkkk!

    Acredito que já saibam a razão da minha risada, né?
    As falas do sr. Paulo Cadi, claro!!!!!!???
    Agora ele vem dizendo que os adventistas leigos (mesmo em geral) não conheceriam a doutrina do juízo investigativo... kkkk!
    Logicamente ele, Cadi, se coloca como o conhecedor de tal doutrina... Hahahahahahaha!

    Recolha-se à sua ignorância, sr. Cadi! Até porque, vc não é burro, e não aprende por uma questão proposital (devido ao pré-conceito, paixões revestidas pelo ódio, falta de uma pesquisa imparcial [analisar a doutrina adventista apenas biblicamente, evitando ingerências de terceiros] e movido por uma animosidade contumaz).

    Eu faço parte desse grupo de adventistas em geral, prezado oponente, pois sou membro leigo, e discordo plena e completamente de mais esta sua conversa "abobalhada".
    A Igreja não "esconde" de seus membros nenhuma das doutrinas bíblicas que defende, e com a do juízo pré-advento não é diferente. Temos sermões nos cultos, os estudos das lições de escola sabatina e de pequenos grupos, reuniões extras de estudo e de pesquisas, etc., etc., etc., tudo dentro de cada igreja adventista no mundo. Isto é, vários mecanismos que explanam continuamente todas as doutrinas adventistas para a membresia em geral.

    NÃO FALE DO QUE VC NÃO CONHECE, SR. CADI! Quando vc aprenderá isso!?

    Ah! O irmão Azenilto Brito demonstra que não possui tempo para perder com vc, em um eventual debate. E ele está certo... o irmão adventista tem mais o que fazer, sr. Cadi.

    ResponderExcluir
  53. Joninaldo, então explique a doutrina do Juízo Investigativo.

    Estamos esperando.

    ResponderExcluir
  54. Caro Paulo Cadi. A Paz do Senhor. Após " Investigar " "...Em 1844 Cristo entrou no mais santo lugar do santuário celestial, para TERMINAR o trabalho de EXPIAÇÃO, preparatório para sua vinda."

    " para fazer expiação por todos aqueles que se mostrassem APTOS para receber os benefícios da mesma. "
    ( Grande Conflito, Pag. 481 )

    Apoiados no ensino da Sra. Ellen G. White, o Adventismo ensina que Jesus só entrou no Lugar Santíssimo ( LUGAR DO TRONO DE DEUS O PAI ), EM 1844.

    O problema maior deste ensino esta no fato de que Cristo estaria agora, no céu removendo o pecado. O que Ele fez na cruz ? Será que foi apenas parcial o Sacrifício do Calvário ?
    Infelizmente ensinam que Jesus na Sua ascensão entrou apenas no primeiro compartimento do santuário, jhá que o santuário terrestre tinha dois compartimentos.

    As Escrituras Sagradas ensinam que Jesus entrou diretamente na presença do Pai, no Santos dos Santos ou Seja no Santíssimo Lugar, quando de Sua ascensão.

    "NEM POR SANGUE DE BODES E BEZERROS MAS POR SEU PRÓPRIO SANGUE, ENTROU UMAS VEZ NO LUGAR SANTÍSSIMO, HAVENDO EFETUADO UMA ETERNA REDENÇÃO. ( Hb. 9.12 )
    O texto acima declara que Jesus foi para o lugar Santíssimo, porém outros textos também declaram esta mesma verdade.

    " PORQUE CRISTO NÃO ENTROU NUM SANTUÁRIO FEITO POR MÃOS, FIGURA DO VERDADEIRO, PORÉM NO MESMO CÉU, PARA AGORA COMPARECER POR NÓS PERANTE A FACE DE DEUS, NEM TAMBÉM PARA A SI MESMO SE OFERECER MUITAS VEZES, COMO O SUMO SACERDOTE CADA ANO ENTRA NO SANTUÁRIO COM SANGUE ALHEIO; " ( Hb. 9.24 e 25 )

    Onde o Sumo Sacerdote entrava ema vez ao ano e com sangue ?

    NO LUGAR SANTÍSSIMO !
    NO SANTOS DOS SANTOS !

    O AUTOR AFIRMA CATEGORICAMENTE QUE, CRISTO JÁ EFETUOU SUA OBRA ( COMPARADA COM AQUILO QUE O SUMO SACERDOTE FAZIA UMA VEZ AO ANO, COM SANGUE ) , NO LUGAR SANTÍSSIMO.

    Veja que o texto mais uma vez vai contra o ensino Adventista!
    Jesus compareceu perante a FACE DE DEUS ! Onde é a morada do Pai ?

    NO LUGAR SANTÍSSIMO ! ou NO SANTO DOS SANTOS !

    " A QUAL TEMOS COMO ÂNCORA DA ALMA , SEGURA E FIRME, E QUE PENETRA ATÉ AO INTERIOR DO VÉU, ONDE JESUS , NOSSO PRECURSOR, ENTROU POR NÓS, FEITO ETERNAMENTE SUMO SACERDOTE, SEGUNDO A ORDEM DE MELQUISEDEQUE., "
    ( Hb.6.19 e 20 )

    ResponderExcluir
  55. [... contuidade e conclusão ...]


    A partir de 1844, Jesus assume outra função ?
    Onde esta escrito isto ?

    Para entender esta doutrina, do juízo investigativo, TEMOS QUE FECHAR A BÍBLIA e adicionarmos os livros sugeridos pelo Adventísmo, senão não há como sustentar esse ensino.

    O Capítulo 8 de Daniel, não tem nenhuma ligação com o livro de Hebreus.
    É muito fácil pegar uma passagem bíblica de difícil compreensão, como o de Daniel e Apocalípse, mostrar uma suposta data e adaptar uma falsa profecia.
    Os defensores desta doutrina, não tem como mantê-la, usando apenas as Santas Escrituras.

    A função que o Senhor Jesus exerce hoje no céu,é de INTERCESSOR ( ADVOGADO ) e NÃO DE JUÍZ.
    Em Sua segunda vinda é que Ele virá como JUÍZ.

    " Mais filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e se alguém pecar, TEMOS UM ADVOGADO, para com o Pai, Jesus Cristo, O JUSTO. " ( 1Jo.2.1 )

    " Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, NA SUA VINDA E NO SEU REINO. "
    ( 2 Tm.4.1 )

    Amados do Senhor, a /expiação realizada por Jesus Cristo no Calvário se fez uma vez para sempre. Não é uma expiação CONTÍNUA, como alega o Adventísmo
    " Mas este, havendo oferecido para sempre UM UNICO sacrifício pelos pecados, ESTA ASSENTADO Á DESTRA DE DEUS. " ( Hb. 10.12 )

    Como já registramos em postagem acima. A Carta aos Hebreus foi escrito por volta do ano 65 d.C e o Autor ( O Espirito Santo ) sempre se posiciona relatando o que Cristo FEZ.
    As expressões estão sempre no passado: " ENTROU '; " TENDO EFETUADO '; " HAVENDO OFERECIDO '; e em momento algum se lê que Jesus: " ENTRARÁ '; FARÁ '; EFETUARÁ '.

    NADA, NENHUMA VIRGULA SEQUER INDICA QUE CRISTO COMEÇARIA O TÉRMINO DE SUA OBRA DE REDENÇÃO; SEU GRANDIOSO SACRIFÍCIO SÓ MUITO TEMPO MAIS TARDE, NO FUTURO, A PARTIR DO ANO MENCIONADO PELO ADVENTISMO 1844.

    Esta doutrina do Juízo Investigativo não é teológica e temos que concluir que é uma manipulação para defender uma visão que não se harmoniza com a sã doutrina pela qual temos que defender.

    Deus continue nos guardando de tropeçar.
    Fique com Deus!
    Em Cristo
    Wilton

    ResponderExcluir