quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Igreja Presbiteriana fazendo campanha das muralhas... 'e o silêncio dos inocentes'

Vivemos em dias de trevas. A IPB vive um momento delicado, uma casca Reformada “para holandês ver”, mas em muitos casos, o que temos é omissão de disciplina eclesiástica, falta unidade confessional. Esse é um aspecto que quem está dentro da IPB e leva a sério os Símbolos de Fé Reformados, sabe que não existe paz! Somente os falsos profetas – tais como nos dias de Jeremias, dizem que está tudo bem.

No vídeo abaixo temos uma IPB do Estado do Paraná fazendo o que apenas as seitas neopentecostais fazem. Um misticismo que não merece nem ser refutado, só lamentado.

Mas o que mais me irrita é que não podemos contar com o calibre de nossos reverendos em um sentido Conciliar mais efetivo. Não podemos contar. O último Supremo Concílio revelou isso. Quando os que criticaram a liturgia praticada em várias Comunidades Presbiterianas foram quase que achincalhados no plenário do SC. E os conservadores? Bem, tirando os que não teriam habilidade ou informações a respeito para tratar do assunto, os “conservadores” – que só conservam o nome e a fama, sendo apenas seu aparelhamento acadêmico defendido – ficaram em um silêncio que me causou medo e vergonha.

Assista, é um vídeo antigo, muitos já conhecem, mas quero ser justo em minhas críticas, por não ocultar isso. Eu amo a IPB, sou Confessional, não posso ficar em silêncio diante de uma prática tão reprovável:



3 comentários:

  1. é irmâo Luciano e aquele velho ditado, o que faz aqui paga aqui, o clero criticou tanto os pentecostais, e agora estâo no mesmo caminho, calei a boca de um ipb hoje ja mostrando esse video, falava tanto mau de tantas coisas como campanhas, mrcha para Jesus, mas o caminho da ipb vai ser o mesmo daqui alguns dias, sem contar no clero travestidos de bispo as sete horas no culto, a meia noite fazendo alianças com os orixas, da umbanda e os doutores fazem vista grossa fingem que nâo veem.

    ResponderExcluir
  2. Irmão Odair, embora seja um caso atípico, o grande problema não é existir isso, nas 7 igrejas do Apocalipse houve coisas erradas também.

    O problema é a omissão. Sou presbiteriano e graças a Deus a IPB ainda tem preservado na maioria dos casos um bom caminho. Mas quando erros é feto por 'poderosos' o silêncio daqueles que criticam outros é no mínimo sinal de covardia, ou dois pesos e duas medidas.

    Ore por nós. Não espere que isso venha tomar conta da IPB. Não sei de que denominação o irmão, mas espero em Deus que ela também não venha cair nisso.

    Se em base denominacional não ter mais jeito, mas pelo menos em base local, lutemos pela pureza do evangelho.

    ResponderExcluir